domingo, maio 22, 2022

Gripen para o Brasil

Bombardeiros russos Tu-22M lançam mísseis supersônicos contra alvos em Odessa

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Os bombardeiros estratégicos supersônicos de longo alcance Tu-22M da Rússia começaram a realizar ataques de precisão em alvos militares de alto valor na Ucrânia.

Em 11 de maio, fontes russas compartilharam um vídeo mostrando um Tu-22M, provavelmente um Tu-22M3 modernizado, lançando dois mísseis guiados de precisão do tipo Kh-22 em alvos no oblast de Odessa. Segundo as fontes, o ataque com mísseis ocorreu muito recentemente.

O Kh-22 é um grande míssil antinavio de longo alcance com capacidade de ataque terrestre que foi desenvolvido por MKB Raduga na União Soviética.

As versões mais antigas do Kh-22 tinham um alcance de apenas 600 quilômetros. No entanto, a versão mais recente do míssil, chamada de Kh-32, apresenta atualizações sérias em todos os níveis.

Kh-32

O Kh-32 foi projetado para subir até 40 quilômetros, para a estratosfera, após o lançamento, fazendo a transição para voo nivelado, depois realizando um mergulho íngreme até o alvo. A versão do míssil de cruzeiro também foi projetada para atingir navios inimigos, bem como radares e alvos de contraste de rádio, como pontes, bases militares, usinas de energia elétrica e outros.

O míssil possui um sistema de navegação inercial e cabeça de radar, tornando-o independente dos satélites de navegação GPS/GLONASS. Presumivelmente, tem um alcance de 1.000 quilômetros e uma velocidade de pelo menos 5.000 quilômetros por hora. O míssil está armado com uma ogiva de 1.000 kg. Uma versão com ogivas nucleares também foi desenvolvida.

A Rússia empregou seus bombardeiros Tu-22M na Ucrânia antes, mas apenas para bombardear posições fortemente fortificadas das forças de Kiev na siderúrgica Azovstal, próxima à cidade de Mariupol.

FONTE: South Front

- Advertisement -

181 Comments

Subscribe
Notify of
guest
181 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Adriano madureira

💪🤔🇷🇺‼️

Palpiteiro

Com a Otan tão perto não precisam mais dos mísseis de longo alcance e devem estar se desfazendo

Andre

Há mais de 20 anos a Otan faz fronteira com a Russia. Se a proximidade fosse o motivo, nem deveria ter desenvolvido.

Agressor's

Todo mundo subestimando os russos mas no fundo, bem no fundo mesmo o mundo se borra de medo deles, e essa postagem é uma prova disso. Nunca se subestima um país que só de história militar tem mais tempo que existência das Américas!…

Augusto

Sim, mas parece que eles jogaram toda a historia deles no lixo nessa invasão.

Agressor's

O pato Pato Donald que segure bem a rosca! 😀

Estou torcendo muito pra Rússia, visto que a guerra na Ucrânia foi e está sendo influenciada pelos EUA e OTAN, como temos no braziu um grande déficit cognitivo na maioria da população, é comum ver pessoas torcendo pela Ucrânia quando na verdade os maiores interessados nesta guerra são os EUA para enfraquecer a Rússia! A Rússia já ganhou essa guerra na Ucrânia. E provavelmente vai ganhar todas as outras que se seguirem. As milícias ucronazis que sobraram só estão fazendo a sua própria população sofrer…

Last edited 9 dias atrás by Agressor's
Bosco

 “As milícias ucronazis que sobraram só estão fazendo a sua própria população sofrer…”
As famílias dos ucranianos assassinados dispensam a sua deplorável e falsa comiseração. Aliás, mandaram eu te dizer para você ir a mexda.

Last edited 8 dias atrás by Bosco
Augusto

Pode até ser que os EUA influenciaram a situação, mas quem apertou o botão foi o Putin, ele simplesmente não precisava fazer o que os americanos queriam que ele visse-se.
E mesmo que os americanos sejam culpados, não tira o fato dos russos não estarem conseguindo avançar na Ucrânia.

Carlito

Quando um sujeito assiste a uma guerra como uma partida de futebol sentadinho em seu sofá e se declara “torcedor”, já dá para termos uma noção do caráter do camarada (ou melhor, da ausência de caráter).

Teropode

74 dias pra uma guerra que se pretendia ganhar em 7 , terá feio heim , ainda nem espwrimwntaeam a insurgência , o que outra história …..

LEONARDO BASTOS

Pior mesmo foram os EUA no Afeganistão!! Uma guerra q durou 20 anos sem sucesso…

Cristiano de Aquino Campos

Kkkk, verdade e 9 Afeganistão só tem chineludos de AK sem apoio extermo. Kkkk

Tutor

Uma pequena diferença, Nobre: no Afeganistão os EUA botaram os pés onde quiseram, em poucos meses. Os barbudinhos de chinelo fugiam o tempo todo, se escondiam entre civis, e de vez em quando lançavam um ataque. Esse jogo durou vinte anos até que o EUA se viram sem alternativa que não sair de lá (não compensava mais ficar). Já na Ucrânia, os russos não botam os pés onde querem, muito pelo contrário. Os ucranianos também não estão fugindo, eles estão segurando posição e enfrentando, fardados, não se escondendo entre civis para fugir. Por fim, gostaria de lhe lembrar que seus… Read more »

Vítor

Qual o tamanho da Ucrânia em 2014?. E hoje você sabe ?

Tutor

Afeganistão: 652 mil km² e 38 milhões de habitantes;
Ucrânia: 603 mil km² + 27 mil Km² ref a Criméia = 630 mil Km² e cerca de 40 milhões de habitantes.

LEONARDO BASTOS

Querer comparar o dominio territorial de um lugar como o Afeganistão com o do 2o MAIOR PAÍS da Europa beira à má-fé, hein…??

Fábio Jeffer

Não lembro de ninguém falando em sete dias

Jagdverband#44

Tem razão, eram 3!

Slow

Também não, pergunta pra ele da onde ele tirou isso que ele some rapidinho ..

Nilton L Junior

Como não, Globo, Band, R7, SBT, os portas vozes da nazotan ja afirmaram que era 3 dias e os bots acreditam.

Andre

E vc, já acreditou no afundamento do Moska?

Quem disse que eram 3 dias foi uma dos muito poucos aliados de seu amado Putin.

Hoje, com a Internet, está mais difícil repetir uma mentira muitas vezes até ela virar verdade.

Fernando "Nunão" De Martini

“ Quem disse que eram 3 dias foi uma dos muito poucos aliados de seu amado Putin.”

Me intrometendo novamente, eu não lembro exatamente se aliados da Rússia falaram isso, vale a pena procurar.

Mas que o aliado Lukashenko falou que a tal operação já está se estendendo demais, isso ele falou, cerca de uma semana atrás.

Ou seja, mais um que esperava que não duraria tanto:

https://www.bbc.com/news/world-europe-61339742.amp

Last edited 9 dias atrás by Fernando "Nunão" De Martini
Mauro Cambuquira

Teropode, você sabe bem que esse tempo ai de 7 dias foi dado pelo Ocidente, e não está no calendário russo. Então o prazo é indefinido… A pressa não é nossa e nem do ocidente que lucra com o passar dos tempos. E outra, qualquer guerra não tem nem que começar.

Andre

“nossa”? Nunca imaginei que Mauro fosse um nome russo…

Slow

Muda o disco cara …

Falta de mísseis , combustiveis , comida e entre outros … vcs acreditam em tudo

Nilton L Junior

Bot é bot, foram programados para verbalizar a conversa do atlanticismo.

Fernando "Nunão" De Martini

Me intrometendo na conversa, De fato Putin não falou nada de prazo quando fez seu discurso em 24 de fevereiro. Mas… Já completou mais de um mês que o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que as metas russas na “operação especial na Ucrânia” estavam pra ser atingidas e que Moscou esperava que a operação chegasse ao fim nos “próximos dias”, ou no “futuro visível”. Foi em 8 de abril. Fonte? TASS. https://tass.com/politics/1434829/amp Fica claro neste e em informes anteriores que Moscou não pretendia estender a guerra. Mas as coisas não andaram como pretendiam e o discurso mudou. Quem quiser… Read more »

Nilton L Junior

Isso foi quando, se não me falha a memória no contexto da negociações portanto esta alicerçada na expectativa e não em uma afirmação objetiva, alias depois que as negociações encerraram e boa parte por pressão do atlanticismo, começou aparecer nas chamadas da mediastream o tal prazo.
Acredito que a Russia inicialmente tinha um objetivo definido e construídos alguns cenário possíveis e que foi mudando conforme a ajuda em armas e intel foram chegando a Ucrânia, não vou entrar no mérito de quem esta batendo e quem esta apanhando porque só não vê quem não quer.

Andre

Nazotan, atlanticismo, moska não afundou, russo não deu prazo….

Está cada vez mais criativo para tentar defender o fracasso russo.

Já foram chutados de Kiev e Sumy. Os russos já posicionaram tropas dentro de suas fronteiras na região de kharkiv prq o contra ataque está vindo forte ali….

Slow

“ De fato Putin não falou nada de prazo quando fez seu discurso em 24 de fevereiro. “

Ouviram ? Ou melhor leram ?

Se alguém tiver uma notícia do Putin falando que prazo era 7 dias me manda por favor ..

Fernando "Nunão" De Martini

Pois é, mas tem um detalhezinho no discurso de Putin em 24 de fevereiro, ainda que não fale em dias especificamente, que mostra de forma clara que o objetivo (ao menos declarado) não era um conflito longo como está sendo: “ Os acontecimentos de hoje não estão ligados ao desejo de infringir os interesses da Ucrânia e do povo ucraniano. Estão ligados à proteção da própria Rússia contra aqueles que fizeram da Ucrânia refém e estão a tentar usá-la contra o nosso país e o seu povo. Repito, as nossas ações são de autodefesa contra as ameaças que nos são… Read more »

Leandro Costa

Há também o curioso caso da nota de vitória colocada no ar por um site estatal Russo, que infelizmente não lembro qual foi, três dias após a invasão, e que foi rapidamente retirado do ar. Porém aparentemente a notícia foi salva por algumas pessoas Mundo afora. Vou ver se encontro isso.

Andre

Não foi o Putin, foi o porta voz do Kremlin. ficou com preguiça de ler todo o post?

Tá cada dia mais difícil, não putinzete?

Slow

“ Já completou mais de um mês que o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que as metas russas na “operação especial na Ucrânia “

Cade data ?

Fernando "Nunão" De Martini

“ Cade data ?”

Pelo jeito você nem clicou no link que eu coloquei para a nota da TASS, ou clicou e não viu. A data da publicação está lá.

Slow

O cara ali falou isso quando eu falei pra ele me mostra aonde putin deu prazo de 7 dias ..

“ Não foi o Putin, foi o porta voz do Kremlin. ficou com preguiça de ler todo o post? “

.

Ai eu perguntei cade (a data ) o peskov não falou nada sobre nada ..

Fernando "Nunão" De Martini

Mas o trecho do meu comentário que você destacou, entre aspas, falava sobre já ter completado um mês que Peskov falou que acabaria em alguns dias.

Então logo abaixo você perguntou sobre data, o que logicamente, confrontado ao que o trecho entre aspas dizia, indica a uma pergunta sobre quando Peskov falou isso, pra já ter completado um mês.

Por isso relembrei o link da notícia da TASS, que é de 8 de abril, mais de um mês atrás.

Slow

“ MOSCOU, 8 de abril. /TASS/. Moscou espera que a operação militar especial na Ucrânia possa ser encerrada em um futuro próximo, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a repórteres nesta sexta-feira. “

Do site que você mandou … um futuro próximo tem data estimada ?

Fernando "Nunão" De Martini

Segundo ele mesmo, significa “nos próximos poucos dias”, como fica claro nos parágrafos seguintes ao que você destacou:

He commented on his interview to the British television channel Sky News where he earlier said that Russia was hoping that “the operation will reach its goals or end in talks between Russian and Ukrainian delegation in the next few days, in the foreseeable future.”
When asked on Friday whether it could indeed be a matter of days, Peskov said, “We are talking about the foreseeable future.”

Slow

“ ( Quando perguntado na sexta-feira se poderia realmente ser uma questão de dias ), Peskov disse: “Estamos falando sobre o futuro previsível”.

Ele foi perguntado se seria uma questão de dias não falou data em nenhum momento ..

Last edited 9 dias atrás by Slow
Fernando "Nunão" De Martini

Slow, Eu também não estou falando de data, e sim de previsão. Não estou concordando com ninguém que falou sobre data marcada, dia tal do mês tal, pra acabar guerra, isso não existe – podem discutir isso à vontade que não chegarão a lugar algum. Eu estou me atendo ao que eu escrevi e ao link que coloquei, de notícia de agência oficial russa, sobre o que falou um porta-voz oficial russo. E o que ele falou foi uma previsão de término para a operação. Uma previsão russa, oficial dada no início de abril: acabar nos próximos dias. Já faz… Read more »

Andre

Perdoa ele, ele é meio “devagar”

Grifon Eagle

Percebe-se que a Rússia não deseja ”anexar” toda a Ucrânia, ela só quer garantir a região de Donbass interligando o sul da Ucrânia e a Odessa, além da própria Crimeia. Não creio que a Rússia avance para ”tomar” Kiev.

fabio_bsb

Não anexa porque não consegue. O Putin sempre quis sumir com a Ucrania, inclusive negando sua existência em discurso.

Grifon Eagle

kkkk sério mesmo? Então porquê a Rússia conseguiu anexar a Crimeia? Sem contar que agora está praticamente com Donbass anexada rsrs..

Cristiano de Aquino Campos

E falou a verdade. Se a guerra acabasse agora Ucrânia estaria 1/3 menor, 70% mais pobre e com um alto custo de reconstrução, com suas forças armadas muito enfraquecidas e em guerra permanente com a Rússia. Se a OTAN não rasgar o seu próprio regimento, a Ucrânia já tem tudo o que pode impedi-la de entrar.
A verdade e que a Finlândia e a Suécia nem preocupam muito a Russia, já eram praticamente da OTAN, O problema com a Ucrânia, era um pais com tecnologia nuclear latente e com fronteiras a menos de 1000km de Móscou!

Rodrigo Martins Ferreira

ahahahahaha agora ele aprendeu Atlanticismo…

Vai ser atlanticismo pra tudo..

Tudo que n de certo na vida dele a culpa será do Atlanticismo…

Júnior, sai do celular e venha jantar!

Mãe.. muda de canal fica ai vendo noticia de fonte atlanticista..

Bosco

rssss

Nilton L Junior

Rodrigo meu amigo, com todo o respeito compra o kit do Olavo para ganhar um desconto no brasil paralelo e depois vai no estante virtual e compra o que geopolítica para ajudar entender o que é o mundo real, ou então continue ai com sua Skin e biluzito + azeitona sendo feliz, ano que vem é picanha mas não do EB.

Rodrigo Martins Ferreira

Juninho, mas é um Kit atlanticista ? Só quero se for assim

Rafael Forgiarini

Atlanticism for Dummies.

Nilton L Junior

bots being bots

pampapoker

Ah tá explicado o cara segue a cabeça dos outros, não pensa por si próprio.

Curiango

Chek Point

Inimigo do Estado

Mas a Rússia poderia ter acabado, não fez por que não quis, e tu sabe bem disso. Bastava ter bombardeado toda a infraestrutura vital ucraniana, e iria ter ucraniano se rendendo por um pedaço de pão.

Luis

Mas é incompetente e não acabou e agora se ferrou, isso é fato!

Rafael Forgiarini

Não conseguiram nem derrubar aquela antena de TV em Kiev.

Inimigo do Estado

Derrubaram a dos que importava, que era dos S-300 ucranianos.

Magno

Se fosse somente contra a Ucrânia já teria terminado. O problema é a guerra por procuração da Otan, que não tem coragem de entrar diretamente e fica jogando gasolina na fogueira.

Sensato

Não tem nenhuma relação com coragem ou falta dela.

dmitry

Tem certeza de que o objetivo da Rússia é derrotar a Ucrânia o mais rápido possível? Nem tudo é tão simples quanto você pensa. Pense nisso. A conclusão é esta: precisávamos de uma Grande Guerra na Europa, em resultado da qual a Rússia perderia ou a indústria europeia fugiria para os Estados Unidos. Por causa disso, por causa da Grande Guerra, o dinheiro foi investido na Ucrânia por muitos anos. O que você recebeu agora? Agora eles são forçados a investir de novo e de novo – para proteger seus investimentos anteriores! A probabilidade de vitória do ukroreich é zero,… Read more »

Slow

Pois é , guerra prolongada os cara vão ter que fica bancando a Ucrânia e não vão receber , alem de pagar mais alto nos preços do gás, energia e etc .. sem contar a inflação que é a maior dos últimos tempo e ainda ter que gastar porcentagem do pib com OTAN ..

dmitry

Há muitos fatores em ação nesta guerra. Como exemplo, a Rússia não tocou nas ferrovias ucranianas por dois meses, embora o equipamento militar tenha sido entregue através delas. O resultado são 5 milhões de refugiados na Europa. Imagine a situação – a Rússia ocupou a Ucrânia em 7 dias. Um país do tamanho da França ou da Alemanha, e o que vem a seguir? Organize instantaneamente a vida de milhões de pessoas em um vasto território. Alimente-os, pague uma pensão e um salário (em que moeda?), organize o trabalho policial e mais uma centena de problemas semelhantes. Quem pode lidar… Read more »

Welington S.

2023, galera. 2023. Só.

Silvano

Quem será que está fornecendo esse tipo de munição aos russos? alguém sabe?

Mauro Cambuquira

Sugiro, reler a publicação. É bom você se situar e procurar saber quem é a Rússia.

Nilton L Junior

Ele deve estar ironizando.

Rommelqe

Dévi di sê algum marciano. Marte é virmeio né…

Silvano

Fiquei sem entender as negativações.

Leio todos os dias na imprensa ocidental globalista que a Rússia já está sem munição, então seria lógico perguntar quem está fornecendo munição aos russos.

Ou será que a mídia ocidental globalista mente? não pode ser.

Bosco

Silvano,
Quer prova mais cabal de que a Rússia está ficando sem mísseis que ela utilizar um KH-22 contra alvos em terra? Esses mísseis são essencialmente “anti porta-aviões”.
Dizer que ele tem capacidade de ataque terrestre é o mesmo que dizer que um Exocet tem capacidade de ataque terrestre.
Se numa guerra a França utilizar Exocets para atacar alvos em terra o que você acharia ? Que estão sobrando os mísseis SCALP?

Anderson Graça

Acho que pode explicar muitos relatórios ucranianos sobre ‘detonações misteriosas’ bem longe de qualquer coisa significativa, que apareceu nos últimos dias.

Slow

Estão sem mísseis sim 🤣🤣🤣 eu vi como estão as cidades lá ..

Primeiro obuse m777 capturado pelos russos na região de Donbass ..

494999C6-B78E-4B52-AE86-3DDA7A3B4DE0.jpeg
Silvano

Excelente notícia, obrigado por compartilhar.

Quando não capturam, o destino é pior, se é que me entende. Tem um vídeo na CNN de uma dessas baterias auto pro pulsadas recém entregues recebendo um impacto aéreo direto.

Talvez já tenha mais mísseis Javelin em poder de soldados russos que em mãos de ucranianos, estão apreendendo aos montes.

Andre

E mesmo assim os russos não saem do lugar…

A táticas do avanço para trás, que foi tão bem usada pelos russos em kiev e sumy está sendo aplicada em kharkiv tbm…

Slow

E alem disso pra eles capturar uma artilharia que fica de 20 a 40 km atrás o negócio está feio ..

Dario

Cale-se, troll incompetente!
Essa imagem foi cortada de um vídeo feito por artilheiros ucranianos agradecendo a chegada da peça.
https://youtu.be/fVw3AyMTtQU
Se for mentir faça direito.

Rogério

qual será a fonte dele, a imprensa atlantista ou a eurasiana?

Slow

Kkk ela chegou quebrada ?

Silvano

O míssil faz as duas coisas, o texto fala em “Também” porta aviões, ou seja, este míssil é multi emprego, a Ucrânia não tem marinha, mesmo se tivesse, já não tem mais porto. Só uma parte do texto: “A versão do míssil de cruzeiro também foi projetada para atingir navios inimigos, bem como radares e alvos de contraste de rádio, como pontes, bases militares, usinas de energia elétrica e outros.” Pode atingir navios – talvez seja até sua missão secundária – e alvos em terra altamente fortificados, deve ser este o caso de emprego agora. Estás forçando a barra, em… Read more »

Bosco

Você está certo!

Silvano

Só uma coisa que me ocorreu, o MTC da Avibras não está muito longe disso, exceto pelo fato de navegar entre 900 a 1.000 Km/h, velocidade relativamente baixa, usa GPS e INS, para se instalar um radar de busca tipo o que tem no Mansup não custa. Tudo indica que vai buscar os mil km de alcance também.

Aqui na América do Sul não tem defesa contra o MTC, exceto as S-300, mas estas deveriam operar 24 horas “On fire”

Bosco

Não tenho as informações privilegiadas que você parece dispor. Até onde eu sei o alcance do AV-TM -300 é de 300 km e não há nenhum programa buscando aumentá-lo. Quanto a ser vulnerável somente ao S-300, também desconheço o perfil de voo do míssil e seu RCS. Sequer sei se ele tem capacidade de voo “NOE/sea skimming” (colado no chão/no mar) ou se voa numa altitude pré-estabelecida. Se tiver capacidade NOE/SS o S-300, vocacionado para ameaças de média e grande altitude, não seria a arma ideal para contrapô-lo, havendo muitas outras disponíveis na AL (Ex: NASAMS/Chile) que seriam mais adequadas,… Read more »

Silvano

Não sei se é fonte para você, a informação dos mais de mil km de alcance para uso do Brasil está na internet, em entrevista do gerente do Programa Estratégico do Exército ASTROS 2020, general José Júlio Dias Barreto.

Para se contrapor ao Astros, é necessária vigilância 24 horas, para se buscar um objeto pequeno que voa muito baixo.

Bosco

Silvano,
Se o general X ou Y disse isso pra mim ele expôs uma intenção formulada em conversa de bar. Primeiro quero ver operacional e em quantidade suficiente a versão basicona para aí começar a dar crédito no que o general idealiza para um futuro incerto e improvável.

Andre

S300? Depois de fazer feio na Síria e na Ucrânia vc ainda acha que é tudo isso?

Augusto

Tinha vários deles no Moskva. E olha o resultado.

Alecs

Melhor resposta impossível, Bosco! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Palpiteiro

Qual a necessidade de lançar o míssil a essa distância. Quantas vezes mais ele custaria de algo lançado a 50km? Eles estão com medo da defesa anti aérea?

Luis

Off topic mas nem tanto, olha o que que li em outra reportagem:

Jatos russos Su-34 abatidos estão sendo encontrados com GPS básicos ‘fixados no cockpitporque seus sistemas de navegação embutidos são muito ruins

Bosco

Palpiteiro, Como disse anteriormente, já era para a aviação “convencional” russa estar atuando mais ativamente contra alvos estratégicos há muito tempo. Os russos sempre se gabaram de seus aviões (caças e aviões de ataque) terem o dobro do alcance dos aviões ocidentais mas isso não adianta nada se ficarem no hangar esperando a guerra acabar. Em geral mísseis de longo alcance (e aviões furtivos) são de uso generalizado nos momentos iniciais de um conflito principalmente visando a IADS , os centros de comando e controle e as bases aéreas , visando estabelecer a superioridade aérea para enfim ter liberdade de… Read more »

Nilton L Junior

Silvano desconsidere esse papo de que não pode usar míssil baludo porque tem gente que acha que não pode usar, sabe o nhem-nhem-nhem, pois é essa turma que não suporta ler esse tipo matéria.

Inimigo do Estado

Num é, Bosco vivia se reclamando que a Rússia não comprovava a eficácia de seus mísseis, agora questiona por que a Rússia está usando eles se a função é outra. Vai entender.

Esse cara é um brincante e só o leva a sério quem não lê seus comentários até o fim, pois eles estão recheados de contradições e previsões que nunca se cumprem.

Slow

Pois é, sem munição , alimentos , combustíveis e já já vão falar que estão sem caças .. mas o engraçado é que todo dia Ucrânia reclama de ataques com mísseis em cidades ..

Palpiteiro

Sobre alimentos, a Ucrânia é um grande exportador. Mesmo em guerra está exportando. Não é este o caso

Andre

E mesmo assim os russos não saem do lugar.

E essa mentira do obus? Foi vc quem inventou?

Slow

Eu tenho o vídeo porém está no Instagram não consigo mandar aqui ..

Inclusive fica dica pros editores que provavelmente já devem ter o vídeo também ..

Slow

Telegram *

Reinaldo Deprera

Os Tu-22 e TU-160 ganharão importância no conflito na medida em que o Mar Negro vai sendo negado para a rússia.

Slow

O Zelensky do site ..

Agressor's

Kkkkk…. 🤣

Ivan

Sim, Reinaldo. . Principalmente com os ataques navais diretos russos tendo que enfrentar os – agora – testados mísseis antinavio NeptuN lançados da costa (ou o que restou de costa para a Ucrânia). . Minha desconfiança: Aviões bombardeiros e/ou caça bombardeiros vão contornar a Crimeia (ou partir dela) para atacar Odessa e seu entorno, vindo pelo sul (pelo Mar Negro). Claro que nessa rota passarão pelos sistemas ISR e COMINT da OTAN, baseados na Romênia e, quem sabe, Turquia. Isso poderá ser um incômodo para os russos, caso os ucranianos tenham algum canal on-line com a vigilância ocidental naquele mar.… Read more »

Augusto

Saudações Ivan, seus comentários são sempre muito bem vindos!

Saudações!

Jefferson

Fraco…muito fraco. Russia tem um exército fraco, reflexo de uma sociedade fraca, fruto de governantes fracos (só querem saber de iates, prostituição e mansões).
Slava Ukraini

Aéreo

Eu concordo que forças armadas são instituições de um estado e como tal carregam as virtudes e os defeitos da sociedade a qual representam. Os russos estão aquém do esperado no emprego de seus meios militares, pois refletem uma sociedade e um governo viciados.

Oque podemos dizer então dos latinos americanos em combate, utilizando a mesma regra. O que poderíamos esperar de nossas gloriosas forças armadas em um conflito real? Elas são melhores que a média das sociedades que elas representam?

Nascimento

Nada de vitória, o plano da ESG era pedir tudo pros EUA em caso de guerra contra a França.

Rinaldo Nery

Que ESG?

Nascimento

Escola Superior de Guerra…

Vítor

Pois é…precisa de uma sério de países para fazer frente …mesmo assim não tem coragem …o nuck põe no seu devido lugar.

Bosco

Isso só alegra os incautos. A Rússia chegar ao ponto de utilizar mísseis KH-22/32 contra alvos em terra é prova de uma completa falência. Esses mísseis são armas antinavios. Na verdade são as armas antinavios , em tese, mais capazes da Rússia. Na verdade foi por conta deles (AS-4) que o sistema Aegis foi desenvolvido. E esses dados (presumidos) relativos ao alcance e à velocidade são completamente superestimados e não há nenhuma justificativa, salvo o desespero, que justifique utilizá-los contra alvos em terra ainda que sejam mesmo guiados por satélite. E esse míssil não é um míssil de cruzeiro e… Read more »

sub urbano

É o matador de Aegis. Os americanos fizeram o Aegis contra o KH-22 e os russos fizeram o KH-32 contra o Aegis. É igual o Oniks pode ser usado contra alvos terrestres. Esses mísseis esquisitos e caros ao estilo soviético não são projetados mais, a tendencia agora são os KH35 e Kalibirs, baratos e simples de fabricar.

Bosco

Então por que não foram utilizados desde o inicio do conflito, já que seu uso contra alvos em terra é normal?
*Os russos fizeram uns 10 mísseis contra o Aegis e não só o Kh-32. E o Aegis evolui umas 20 vezes para acompanhar a ameaça.

Last edited 10 dias atrás by Bosco
Rodrigo Martins Ferreira

Velho..

a única coisa que os russos são matadores é de civis amarrados com as mãos para trás..

Bosco

De 5 em 5 anos os soviéticos inventam um míssil “matador de porta-aviões” e isso há pelo menos uns 40 anos.
Eles esquecem de combinar com os americanos. rssss
Agora quem tem que carregar esse “piano” é o Zircon, que além de hipersônico é … invisível.
E pelo visto os matadores de porta-aviões estão tendo missão menos nobre nessa invasão. Como você disse estão matando mesmo é civis.

Last edited 9 dias atrás by Bosco
Inimigo do Estado

Bosquito, tu duvidava dos mísseis iranianos e eles botaram abaixo uma base americana, e deixaram uma refinaria Saudita inoperante por semanas, ainda não caiu a ficha que tuas previsões são ainda mais falíveis que as de teu finado guru? Te orienta cara, não termine sua vida em desilusões.

Reinaldo Deprera

Primeiro que os iranianos não botaram nenhuma base americana abaixo.
Em segundo, qualquer míssil iraniano que funcione razoavelmente bem está recheado de componentes ocidentais, taiwaneses (ocidentais) e japoneses (ocidentais). Tem muita Realtek, AMD, INTEL e outras marcas nos componentes desses mísseis iranianos.

Pablo Maroka

Estou horrorizado!

Vítor

Nesse assunto os americanos entende bem…vai perguntar aos iraquianos, sírios, líbios ?? esses não são ocidentais não comove sua patota.

André Macedo

O Bastion foi usado desde o início da guerra contra alvos em terra, e é uma bateria costeira, isso não é prova cabal nenhuma.
E você fala dessa tal falta de mísseis faz teeeempo.

Bosco

Os Oniks foram utilizados no dia 3 de maio, portanto, 40 dias depois do início da invasão. Ainda que pouco usual seu uso eventual pode sinalizar que foi utilizado contra um alvo de oportunidade já que era a arma que estava disponível num terminado momento dentro da janela de vulnerabilidade/oportunidade , ainda que não fosse a melhor escolha em situação normal. É para isso que alguns mísseis têm função secundária.
Nesse caso do Kh-22/32 claramente não é o caso e denota que estão utilizando o que têm.

Rodrigo Martins Ferreira

Os russos cada Iskander que lançavam alardeavam..

Faz tempo que não falam neles e os alvos continuam lá.

Slow

Continuam lá ? E porque Ucrânia está pedindo equipamentos pro ocidente ? 🤣🤣🤣 sustenta oque você fala por favor ..

Rodrigo Martins Ferreira

A Rússia, esta tentando ocupar o leste e o sul da Ucrânia..

Rosa dos Ventos, tem outras regiões. Sabia ?

Slow

Muda de assunto não ..

Rodrigo Martins Ferreira

Velho você n entendeu a resposta..

Poucas vezes o nick, tem tanta relação com a pessoa quanto o seu parabéns..

Mas acredito que alguém tenha escolhido para você.

Slow

Mas não tinha acabado os mísseis russos ? KKKKKKKKKKKK Esse povinho acredita em tudo ..

Joao

Não. Só acabou a capacidade cognitiva dos lambedores de botas de ditadores..

Slow

Quem apoia países ditadores é oque ?

Leandro Costa

É ‘devagar…’

Bosco

Quando numa briga no saloon as cadeiras , mesas e garrafas começam a voar é porque os cartuchos 44 acabaram.

Palpiteiro

Com a Otan tão perto, não precisam mais de mísseis de longo alcance?

Andre

Faz tempo que a Otan faz fronteira com a Rússia….

Bosco

Mas de acordo com a sua mente privilegiada se os russos estão adotando mísseis antinavios contra alvos em terra é porque querem “se aparecer” rsssss e estão com imensos estoques de Iskanders, SSC-8/kalibrs e Kh-101, todos específicos para atacar alvos em terra, mas simplesmente acordaram com vontade de gastar um pouco dos seus mísseis antinavios contra alvos em terra.
Sem dúvida sua jenialidade é felomenal.

Bosco

Após a utilização em larga escala de mísseis de longo alcance logo no início de um conflito passa-se a utilizar a aviação com uso maciço de bombas. A utilização de mísseis antinavios contra alvos em terra , pelos soviéticos, demonstra que além de seus mísseis estarem acabando que eles se borram de medo de usarem sua aviação e mais, que têm desprezo pela população já que o nível de precisão desses mísseis deve ser péssimo, aliado a uma poderosa ogiva “anti porta-aviões”. *Provavelmente os soviéticos só divulgam os alvos depois que os mísseis caem. Igual fazem com seus “objetivos” nessa… Read more »

Nilton L Junior

A versão do míssil de cruzeiro também foi projetada para atingir navios inimigos, bem como radares e alvos de contraste de rádio, como pontes, bases militares, usinas de energia elétrica e outros.
Como U não tem mais navios então Z deve ter um objetivo significativo.

Bosco

“A versão do míssil de cruzeiro também foi projetada para atingir navios inimigos, bem como radares e alvos de contraste de rádio, como pontes, bases militares, usinas de energia elétrica e outros.” – “A versão do míssil de cruzeiro…” O Kh-22 não é um míssil de cruzeiro e sim um míssil semibalístico. “também foi projetada para atingir navios”. Também não! Ele é um míssil antinavio que também pode ser utilizado contra alvos em terra. “navios inimigos” . Só falta ele ser utilizado contra navios… amigos. Você sabe o que são “alvos de contraste de rádio”? Eu nunca tinha visto esse… Read more »

Nilton L Junior

O Bosco te acalma, não precisa criar uma explicação sobre se o uso esta nos conformes ou não, e também nem sabemos se foi esse o míssil empregado pelo Tu-22, até porque é a versão dos Russos e não Soviéticos, a questão que eu tenho divergência é essa paranoia das postagem que os Russos não sabem nada, não entende nada do que estão fazendo na Ucrânia.
Esse furdúncio uma hora vai acabar e então veremos quem acertou mais e quem errou muito, na economia, no TO, na geopolítica, as postagem não deixaram dúvidas, isso se a gente ainda estiver vivo.

Bosco

Nilton, Estamos em um blog de discussão e é isso que fazemos aqui. Se fosse só pra leitura não tinha espaço pra gente interagir. Eu uso meus argumentos e minha retórica e você usa a sua com os termos costumeiros. Se um artigo quer passar credibilidade (e não me refiro à Trilogia) ele tem que ser escrito direito porque aqui é frequentado por gente que entende minimamente do tema e só tem adultos com opinião formada. Você tem as sua divergências quanto à paranoias e eu as minhas. As minhas são totalmente opostas às suas , sem falar da minha… Read more »

Bosco

Você e o Silvano citaram o próprio texto para justificarem suas posições. O texto é cheio de falhas e se o autor não sabe diferenciar o tipo de míssil (se balístico, semibalístico ou de cruzeiro) pra mim já invalida toda a sua argumentação porque ele já demonstra ser mais leigo que eu e eu seria relutante em utilizá-lo para validar minhas conclusões. *E nem vamos falar do termo “alvos de contraste de rádio” que quer dizer absolutamente nada x nada. Outras fontes mais balizadas não confirmam as capacidades citadas no texto, como por exemplo , ser antirradar (em que pese… Read more »

Nilton L Junior

Bosco assisti o vídeo postado por esse canal Военный Oсведомитель que tem a seguinte a descrição ” Bombardeiros-bombardeiros supersônicos de longo alcance Tu-22M3/M russos lançam mísseis de cruzeiro supersônicos Kh-22/32 no céu noturno em alvos na Ucrânia. ” o canal não da a fonte mas presumo que seja da VKS e não diz quais são os alvos. De fato vc tem razão sobre quem escreveu ter pouco domínio e eu acabei entrando na wibe da postagem, porém uma ressalva, mesmo considerando parte da campanha midiática Russa não significa que não houve o emprego do mesmo, fica a duvida contra qual… Read more »

Aéreo

Penso de forma diferente daqueles que acham que isto é “desespero” ou “falta de misseis”. Se o armamento possui capacidade de emprego ar solo, se existe a possibilidade de alongamento do conflito e inclusive a remota possibilidade de novas frentes de emprego, a Rússia (e qualquer país) deve balancear as opções de emprego. Reduzir os estoques de misseis KH-22, uma vez que não há no horizonte previsível a necessidade destas armas e economizar os estoques de misseis Iskander e 3M-54 Kalibr. Há também em vários sistemas de armas capacidades secundárias de emprego, assim misseis SAM navais são empregados eventualmente em… Read more »

Bosco

Aéreo,
Suas ponderações são válidas salvo pela “uma vez que não há no horizonte previsível a necessidade destas armas “. Cara! Eles estão a um passo de entrar em guerra com a OTAN.
Se querem economizar seus mísseis de ataque a alvos em terra então que utilizem a aviação.
Dei um exemplo acima da França. Se ela entrar em guerra e depois de usar seus SCALPs ela irá apelar para a aviação e sua bombas guiadas e burras, e só então começar a queimar os estoques de Exocets.

LEONARDO BASTOS

Entrar em guerra com a OTAN?!? Isso simplesmente não tem como acontecer… Já ouviu falar de uma coisa chamada BOMBA ATÔMICA!!

Elisandro

Negativaram seu comentário em massa, mas não deixa de ser verdade: A doutrina russa prevê que um confronto com a OTAN seria nuclear. Lembro de um discurso que o Putin fez logo antes da guerra, ao lado do Macron, no qual ele afirmava que sabia que as capacidades militares convencionais da Rússia não poderiam comparar-se às da OTAN, mas que ele gostaria de lembrá-los sobre suas capacidades nucleares…

Bosco

Ameaçar ser o primeiro a utilizar armas nucleares contra potências nucleares é tão efetivo quanto a “coragem” de cometer suicídio de quem ameaça. Sabemos que o Putin demonstra ser um psicopata mas a cadeia de comando nuclear russa necessária para por em prática sua ordem pode não ter o mesmo nível de psicopatia e simplesmente não obedecê-lo. Muito provavelmente a “ameaça” velada do Putin de apelar para seu arsenal nuclear foi no sentido de dizer que a OTAN pode surrá-lo à vontade mas que há um limite, que é o de seu país ser ameaçado diretamente. Ou seja, ele só… Read more »

Last edited 9 dias atrás by Bosco
Bosco

Leonardo,
Não entendo dessa forma e creio que nem os estrategistas militares de ambos os lados.
Antes de se apelar para a MAD (destruição mútua assegurada) muita água pode passar por debaixo da ponte e inclusive nem ser utilizado armas nucleares.
Em se apelando para armas nucleares há uma série de outros “conceitos” como por exemplo a utilização de armas nucleares táticas, “uso gradual”, “resposta flexível”, etc.
Enquanto uma potência não se ver ameaçada diretamente uma guerra OTAN/”soviética” pode se desenrolar indefinidamente sem escalar para a fase nuclear e ainda assim sem que descambe para a MAD.

Maurício.

Tem um pessoal que já está delirando…🤭 Essas potências só chutam cachorro morto e nunca vão se enfrentar.

Aéreo

“Dei um exemplo acima da França. Se ela entrar em guerra e depois de usar seus SCALPs ela irá apelar para a aviação e suas bombas guiadas e burras, e só então começar a queimar os estoques de Exocets” Não necessariamente. Na primeira guerra do Golfo os EUA dispararam cerca de 300 Tomahawks de um estoque estimado de 4000. Eles não esperaram acabarem os Tomahawks para depois lançarem suas bombas guiadas, também não esperaram terminar suas bombas guiadas para lançarem suas bombas burras. No conflito de 1991, apesar de todo arsenal de precisão a disposição da coalizão, centenas de toneladas… Read more »

Last edited 9 dias atrás by Aéreo
Leandro Costa

No caso da Primeira Guerra do Golfo, é sempre bom lembrar que a URSS ainda existia e estava lá. Combalida com a dissolução do Pacto de Varsóvia, mas ainda estava lá. Ao mesmo tempo, haviam relativamente poucas armas guiadas quando comparadas com os dias atuais. Hoje em dia praticamente todo arsenal americano é guiado de uma forma ou de outra.

Bosco

Aéreo, Não se apegue a um detalhe do meu comentário. Acabando ou não os mísseis de longo alcance contra alvos em terra o fato é que eles são utilizados nas fases iniciais do conflito e depois, por questões inclusive econômicas dá-se preferência ao uso da aviação com armas stand-in , no caso, bombas, que saem mais em conta e têm em maior quantidade. Não se ganha guerras com mísseis , mas com bombas. Uma JDAM custa 15 mil dólares e um JASSM custa 2 milhões. E não entendi o seu ponto para defender a prática dos russos do uso de… Read more »

Sensato

A lógica de uso é simples. Usa-se o mais barato e simples que se tiver que cumpra a missão e diminua as chances de perdas humanas e materiais. No início se usava Tomahawk para decapitar o comando e controle e defesas AA sem arriscar aeronaves. Depois disso destruído, é muito mais barato usar bombas e projéteis de canhões.

Slow

Rlx , tem muita coisa guardada pra caso a guerra escalar ..

Sensato

Prezado. Esse argumento é muito quinta série, mesmo porque, a não ser que você tenha informações que pouca gente tem e essa pouca gente não estaria aqui.

Maurício.

“Cara! Eles estão a um passo de entrar em guerra com a OTAN.”

Rússia entrar em guerra contra a OTAN? Nem que a vaca tussa! Rússia e OTAN/EUA não tem coragem/culhões para se enfrentarem diretamente, nem você acredita que a Rússia vai entrar em guerra com a OTAN.

PETERSON MONTEIRO DA SILVA

Todos sabemos que as guerras são usadas para testar de modo real todos os novos e modernizados sistemas de combates…. para verificar suas reais capacidade de combates!!! Se houver algo pra corrigir isso será feito, só não vejo muita notícia sobre a supressão de guerra eletrônica…nem da Rússia, e nem do ocidente, aliás essa seria o melhor equipamento para ukrania agora!!!

Bento

Quais foram os alvos visados e efetivamente neutralizados?

Sérgio Luís

Que banho de avansos tecnológicos esses russos estão dando no Ocidente!
Não há comparações!

Bosco

Sérgio,
Esse conceito de míssil foi abandonado pelo Ocidente há mais de 40 anos quando os mísseis balísticos se tornaram promissores. Os soviéticos o levou adiante por conta do Ocidente ter porta-aviões e esse tipo de arma ter se mostrado promissora para se contrapor a eles.
Os últimos exemplares ocidentais desses “dinossauros” são os mísseis Blue Steel britânico e o Rascal americano.

Sérgio Luís

Então é tiranossauro dos dias de hoje! Estrassalhando tudo.

Sérgio Luís

Boscao, o Ocidente teve várias oportunidades de emprego desses mísseis que vc citou mas nunca vimos.
Iraque, Bósnia, Líbia, Afeganistão ETC e tal! Agora não vá dizer que não houve oportunidades!!

Bosco

Sérgio,
Os mísseis que citei (Blue Steel e Rascal) , supersônicos, aerolançados, propulsados por motor foguete de combushível líquido, gigantescos, com capacidade de carga (ogiva) na faixa da tonelada, com perfil de voo semibalístico, foram aposentados há maia de 50 anos.

Bosco
Bosco

Míssil Rascal na barriga de um B-47.comment image

Luis

Com certeza:

Jatos russos Su-34 abatidos estão sendo encontrados com GPS básicos ‘fixados no cockpit’ porque seus sistemas de navegação embutidos são muito ruins

Boitatá

Uma guerra é muito ruim, mas já dei muita risada em alguns episódios

Heinz Guderian

Hoje foi um dia especialmente ruim para os russos, perderam cerca de 73 veículos militares, tentando atravessar o Rio Seversky DOnets perto de Belogorovka.
Praticamente um grupo tático de batalhão inteiro foi destruído.

GUPPY

Viva a Ucrânia!

Boitatá

Eles nunca deveriam ter tentado atravessar…a fronteira

Nonato

Ai, que medo.
Para a Ucrânia é melhor ser atacada por mísseis de cruzeiro subsonicos, bombas burras ou por misseis hipersonicos?
A curta distancia por artilharia ou por mísseis com 1 000 km de alcance?

Vítor

Nonato sendo Nonato

Nonato

Mimimi.

Marcos10

Tô sentido que hora dessas os ucranianos vão por abaixo uma dessas aeronaves.
Russos não tem domínio aéreo na Ucrânia, não tem domínio naval no Mar Negro, desconfio que nem abaixo da água tem qualquer domínio, e vão acabar perdendo o domínio aéreo dentro de seu próprio território.

Camillo Abinader

China continua avançando no mar do sul da China, construindo mais ilhas e as militarizando Produção de J-20 e navios de guerra na China a todo vapor China avançando cada vez mais no espaço e aqui na terra já domina o comércio pelos mares Coreia do Norte a todo vapor expandindo seu arsenal de mísseis Rússia apoiou e Assad se manteve na Síria Rússia invadiu Ossetia, Criméia e agora forças ucranianas dando sinais de esgotamento Sul e leste da Ucrânia praticamente já são Rússia, e apesar dos contra tempos russos estão usando o conflito para aprimorar suas novas armas E… Read more »

Heinz Guderian

Essas ilhas militarizadas não passam apenas de alvos fixos, são muito pequenas.
Podem da trabalho num eventual conflito? POdem. Mas, seriam os primeiros alvos de um ataque.

Grifon Eagle

É, se a Finlândia e a Suécia adentrarem à OTAN, aí a Rússia vai responder de forma ainda mais agressiva. Basta uma das duas adentrarem ao bloco, para que a Rússia responda de uma forma ainda mais ofensiva.

Acho que a Odessa deveria se entregar para evitar novos ataques fortes da Rússia, não há como ela resistir assim. Esse Tupolev Tu-22M é mortal.

Josselito Brandao

O Mundo caminha para uma guerra generalizada, corremos o risco de guerra nuclear. O mundo destruído e os sobreviventes discutindo quem estava certo, quem tinha “razão”. Ninguém está certo, não adianta levar a razão para o túmulo. Alguém lúcido precisa encontrar pontos de acordo, construir alternativas. Esse debates e trocas de acusações entre os foristas não ajuda em nada, só mostra a falta de consciência. O verdadeiro soldado ama a paz, os grandes generais procuraram construir condições para a paz. Nossos líderes precisam construir possibilidades sustentáveis e justas, do contrário a humanidade não terá futuro. Quem tem interesse por temas… Read more »

SGT MAX WOLF FILHO

PODER AEREO, faz uma matéria sobre o drone GJ-2 (Wing Loong II) chinês ele tem um desempenho muito superior ao drone turco…

jommado

Brasil vai comprar 100 unidades do Sukhoi Su-75 “Checkmate”!

Leandro Costa

Revel, Airfix, Italeri… ?

Rinaldo Nery

Hahahaha! Boa!

Marcos10

A FAB já doou aqueles helicópteros russos para a Ucrânia?
Tá esperando o quê?

Frederick

Dia desses pegue-me pensando se a Ucrânia usou nesse conflito, de alguma forma, o ex-oficial Volodymyr Toponar, o condenado pelo desastre com um Su-27 no espetáculo aéreo de Sknyliv.

Últimas Notícias

Aviação de Patrulha da FAB completa 80 anos

Vigiar e proteger, 24 horas por dia, uma área de aproximadamente 13,5 milhões de quilômetros quadrados. Essa é a...