domingo, maio 22, 2022

Gripen para o Brasil

LTAP-2: agência sul-coreana espera que o C-390 participe da concorrência

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Anunciado em 25 de março desse ano pela Agência de Aquisição de Material de Defesa da Coreia do Sul (South Korea’s Defense Acquisition Program Administration – DAPA), a concorrência “large transport aircraft secondary program” (LTAP-2) busca uma aeronave de transporte tático para a Força Aérea Sul-coreana.

O investimento aprovado pela agência é de 581 milhões de dólares que serão gastos ao longo dos anos de 2022 e 2026.

Inicialmente foi divulgado que o C-390 da Embraer não estaria apto a participar da concorrência, pois a Força Aérea Sul-coreana estaria buscando aeronave quadrimotores, conforme informações provenientes de fontes dentro da Korea Aerospace Corporation (KAI).

No entanto, a DAPA disse para o Jane’s (informação divulgada hoje no site da empresa) que espera que três tipos de aeronaves participem do projeto: o Lockheed Martin C-130J-30 Hercules, o Airbus A400M Atlas e o Embraer C-390 Millenium.

Ainda segundo a agência sul-coreana a empresa vencedora dessa concorrência deverá formar um consórcio com uma empresa local da Coréia do Sul para produção conjunta ou estabelecimento de medidas de compensação financeira (os chamados offsets).

Prefere vídeo? Veja aqui e inscreva-se no canal Forças de Defesa no YouTube:

- Advertisement -

104 Comments

Subscribe
Notify of
guest
104 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Roberto

Mais C-130.
Nada detém esse espetacular aviâo e sua produção, até quando?

No final dos tempos, no crepúsculo do mundo, o que irá sobrar?

C-130.jpg
Last edited 1 mês atrás by Roberto
Chris

A unica vantagem em relacao ao brasileiro (Que foi ate projetado para rivalizar com ele)… É ter uma autonomia realmente bem maior e helices (Que aumenta a confiabilidade para pousos em pistas sem pavimentacao)… Em capacidade de carga, velocidade, altitude, etc… O 390 vence !

Last edited 1 mês atrás by Chris
Roberto

Há muitas outras vantagens. Mas sobre o que você mencionou eu acrescentaria mais alguma coisa. O C-130 tem motores com potência contínua, isso significa que, por exemplo, durante a aproximação para pouso, a aeronave tem seus motores em potência máxima (ou próximo disso) o empuxo é controlado pelo passo das hélices. Isso oferece uma resposta muita mais rápida do que o empuxo de motores jato ( o carretel de estágios e turbina levam mais tempo para acelerar) como na necessidade de arremeter ou decolar mais rápido, ou mesmo decolar mais curto. A desvantagem é que se houver uma pane em… Read more »

Chris

Olha amigo… Nao estou afim de entrar em discussao com gente querendo contar ate a quantidade de parafusos, so para rebater !

Em tempo… A maior autonomia do 130… É apenas com carga maxima !

Last edited 1 mês atrás by Chris
Matheus

C-390 pousando em pista não pavimentada: https://youtu.be/ivM6nlo9DOU

C-17 pousando em pista não pavimentada: https://youtu.be/V9Rvw6mkF0A

Matheus

Autonomia maior do Hércules? 🤔 Tell me more…

Carlos Campos

também fiquei curioso sobre isso, se colocar o C390 com a mesma carga do C130, acredito que a diferença seja irrisória

Maurício.

Chris, você esqueceu da principal vantagem do C-130, o lobby americano.😂

AMSS

Na verdade nem é isso (apesar de ter um peso considerável sempre), aprincipal vantagem é o fato da KR já operar 16 C-130, inclusive 4 deles sendo da versão J bem novos, logo toda a linha logística e de manutenção já está instalada e deverá permanecer em atividade por décadas, haja visto as unidades J com poucos anos de uso na RoKAF. Para motivar uma mudança de plataforma não basta o novo modelo ser melhor, tem que ser MUITO melhor. O (K)C-390 tem muita chances em futuras licitações, mas principalmente para operadores que estarão renovando frotas inteiras, neste caso a… Read more »

Allan Lemos

Seria uma conquista excelente para a Embraer, mas é improvável que consiga superar o lobby ocidental.

Heinz Guderian

Somos do ocidente também, o correto seria o “lobby dos Estados Unidos” , o A400M e o Kc390 correm por fora, C130J tem bem mais chances, na verdade acho que ele que vai ganhar esse contrato.
(Espero que o Kc ganhe, mas sendo realista….)

Allan Lemos

Somos geograficamente falando, mas lá fora, europeus e americanos não nos consideram como parte do mundo ocidental.

Varg

Sobre o tema vale uma lida na obra “The Clash of Civilizations and the Remaking of World Order” do Samuel P. Hutington. Lá ele elenca um série de fatores que colocam a América Latina fora da Civilização Ocidental, por razões culturais e étnicas, mas ainda assim próxima a esta.

Nonato

Culturais e étnicas?
Está de brincadeira…
Fomos colonizados por europeus.
O número de índios e negros na América Latina não é muito maior do que nos Estados Unidos.

Amon Rá

Pelo amor dos Deuses, esta ignorância será eterna!

Pela milésima vez:
https://youtu.be/-8enJvcpy9Q

Varg

Cerca de 46% da população do México é constituída de indígenas e mestiços, o que representa cerca de 58 milhões de pessoas. No Peru, o percentual de “mestizos” chega à quase 61% da população, enquanto o de indígenas chega a 25% da população, constituindo um total de aproximadamente 29,5 milhões de pessoas. No Brasil, aproximadamente 51% da população se autodeclara negra ou parda, representando um universo de 108 milhões de pessoas, que é a maior presença de afrodescendentes fora da África. Isso sem contar que muitos autodeclarados brancos, para os efeitos do censo, possuem ascendentes africanos e indígenas, com exceção… Read more »

marcus mendes

Para os padrões WASP eu sou branco. Só que minha avó era negra e o meu avô descendente de italianos. Meus bisavós eram italianos da calábria.
Muitos habitantes branquinhos das Américas tem no DNA traços negros e indígenas.

Renato B.

Então você pode ser branco para padrões latinos, para os Wasp você é só latino mesmo. O que eu não considero que desvaloriza ninguém. Eles não se atém apenas a cor da pele e levam a questão de ascendência muito mais em conta que a gente.

AMSS

Isso sempre foi a força antropológica do Brasil, sua miscigenação. Característica que não é encontrada em quase nenhum país do mundo, a quase totalidade das nações tem divisão racial e étnica dentro dos próprios países. Até o fim da década de 80 a corrente majoritária da antropologia via a miscigenação brasileira como um case de sucesso e exemplo para o mundo. Da década de 90 pra cá a academia deu um cavalo de pau e passou a entender que miscigenação na verdade é r#cism0, é gen0c1d1o da população negr@ e outros termos/frases de efeito com clara influencia ideológica. Não preciso… Read more »

Renato B.

Quem diz que a miscigenação é racismo? Se tem um ponto que mais atraiu o ódio dos conservadores são os estudos relacionados à diversidade étnica brasileira.

GFC_RJ

Sim. Pelo mesmo autor, isso vale para a civilização judaica também.

Mas não fala alto o nome deste autor, o mesmo de “O Soldado e o Estado” que trata, entre outras questões de controle civil sobre o militar, pois tem uma galera aí que pira com isso. O mais irônico é que foi publicado no Brasil pela editora do exército. Mas isso é outra história.

Renato B.

Excelente referência. O que acho importante da teoria do Huntington é que precisamos achar o nosso próprio caminho e superar a estúpida dor de cotovelo de não termos nascido anglo-saxões e parar tentar agradar europeus e americanos. Não precisamos lutar contra eles, mas sem subserviência.

Donald

Ainda com essa de os “europeus não aceita”?. Somos latinos herdeiros de Roma. Somos Ocidente sim!!!

Allan Lemos

Cara, não estou dizendo se é certo ou se é errado, o fato é que quando eles falam de “Ocidente”, não estão incluindo o Brasil.

Se você for para os EUA/Europa, as pessoas não irão te considerar ocidental. Aliás, no caso especifico do Brasil, muitos nem acham que somos “latinos”.

Amon Rá

Pela milésima vez:
https://youtu.be/-8enJvcpy9Q

Fernando "Nunão" De Martini

Na verdade milésima primeira.
A milésima foi seu comentário anterior, um minuto antes deste.

Amon Rá

Verdade. E pelo visto vou ter que continuar compartilhando esta verdade indigesta por longa data, mesmo sabendo que muitos continuarão a preferindo continuar iludindo-se.

Last edited 1 mês atrás by Amon Rá
Flanker

Eu tô c@g@ndo para o que os EUA consideram ocidente. O meridiano de Greenwich é o que importa. No video que tu colocou, o cara que “explica” porque não somos ocidente, também diz que eles não se consideram no mesmo continente que nós. A geografia e uma só no mundo todo, ninguém pode mudar a mesma à seu gosto. E o continente americano é um só, do oceano ártico ao cabo Horn. Todo o resto que falarem, seja que for, tá falando a maior besteira.

Last edited 1 mês atrás by Flanker
João Augusto

Tu é um burro que acha que o conceito geográfico físico é o mesmo que o geográfico político ou tem que ser o mesmo que o geográfico político.

Flanker

Burro é o teu progenitor, jumento. Se tu acha que o pensamento dos EUA, europeus, chineses, russos ou quem quer que seja, determina o que é ocidente, então teu espírito de lacaio é bem apropriado ao que eles querem. E outra coisa: vai dormir e antes, leva uma alfafa para teu progenitor…

Renato B.

Vamos ver se entendi o seu argumento: O que os americanos dizem é arbitrário e irrea, para ser mais exato, o que o Huntington diz. O certo é a divisão do meridiano de Greenwich, aquela linha imaginária e arbitrária criada por uns ingleses trabalhando num observatório no século XIX. Se o grande império fosse a França provavelmente o meridiano seria nos suburbios de Paris, e se fosse a China tivesse continuado as explorações do Zhen He esse meridiano poderia ter sido definido em Pequim. A teoria do Huntington tem diversas críticas. Entre elas eu acho que cria uma confusão desnecessária… Read more »

Flanker

Apesar de todo teu falatório, qual é a divisão aceita no mundo para essas separações ente ocidente e oriente? Não é o Meridiano de Greenwich? É ou não? O continente americano não é um só? Foi à isso que eu me referi no meu comentário anterior. Quanto à sua comparação “zoológica” deduzindo que eu queira ser uma “girafa”, é elucubração tua…

Renato B.

Eu só te fiz uma pergunta, mas divirta-se com sua divisão arbitrária preferida. Não mude, isso sempre funcionou.

Last edited 25 dias atrás by Renato B.
Renato B.

Só porque ensinaram te ensinaram geografia de um jeito na escola e isso eventualmente ficou obsoleto não precisa dar piti.

Welington S.

É sério que você se preocupa com o que os americanos acham ou não sobre o Brasil ser considerado um país ocidental para eles? Hahaha. Tu chora no banho também com isso?

Thiago A.

😂😂😂

Donald

Somos geograficamente, origens, língua Ocidentais. Somente a religião que é do oriente.

Donald

Caso não saiba o Ocidente começou com os gregos e romanos aí se expandiu para os povos germânico no momento que abraçaram a cultura Greco-romana. Somos os verdadeiros Ocidentais.

Red Pill - 红色药丸

Então vai lá e tenta explicar para a população dos EUA isso, boa sorte.

Thiago A.

E tu precisas da legitimação dos outros povos ? Vai perguntar para os chineses também se podemos ser orientais ? Se eles disserem que não, e aí ? Vamos ser o que ? Rsrs

Os únicos que devem entender são os complexados brasileiros, que comecem a se enxergar tão dignos quanto os demais, livres de reivindicar legitimamente o próprio legado do império !

Adriano Madureira

“Então vai lá e tenta explicar para a população dos EUA isso, boa sorte”.

Acho que será difícil explicar e fazê-los entender, ainda mais para um povo que há algum tempo atrás,7% acreditavam que o achocolatado vem de vacas marrons ..

Fora que é um povo tão arrogante que acha que o continente norte-americano são os estados unidos.
.

Chris

Opçao nossa !!! Os americanos ja cansaram de nos “convidar” para o seu rol de amigos proximos… Mas a nossa opçao sempre foi ser “neutro” !

Thiago A.

È irrelevante o que acham ou deixam de achar. Vocês ( nós) são tão acidentais quanto eles, deixem de ser tão complexados . Em qual aspecto o Brasil seria menos Ocidental em comparação com os EUA ? Histórico, cultural, geográfico ? Na composição multietnica ? Na colocação geográfica ? Ambos no Atlântico e no continente americano. Na origem? Ambos herdeiros e descentes de impérios europeus ? Aliás, nesse sentido a legitimidade do Brasil é até maior. A questão ocidental do ponto de vista político é outra coisa , nesse aspecto existe uma instrumentalização e muitas vezes as finalidades são geopolíticas.… Read more »

Renato B.

Eu gostei da ideia de sermos “acidentais”.

Marcelo

Isso mesmo !!!

FB_IMG_16505832425040814.jpg
Thiago A.

È , agora sou aborrencente rebelde, não preciso mais da vossa aprovação para cultivar minha autoestima e identidade . Agora a minha autoestima e identidade depende da RPC, que é mais COOL de vocês( que construiu uma narrativa muito legal, por enquanto não sou capaz de construir a minha ) tá ok ?

Quando eu amadurecer talvez irei definir o meu lugar, minha identidade e cultivar minhas ambições sozinho, de maneira consciente e coerente. Por enquanto, como sou apenas um adolescente aborrecido, sem consciência de quem realmente sou, defino a minha pessoa baseandome sobre definições, percepções e julgamentos alheios.

Last edited 1 mês atrás by Thiago A.
Renato B.

Dá uma boa sequência ao quadrinho.

Renato B.

Dependendo a teoria de relações internacionais nós somos Latinos e ponto.

Saldanha da Gama

Vou torcer muito para levarmos esta concorrência….

Matheus

De todos aí, acho que o que corre mais por fora é o A400M. O concorrente direto do C-130 é o C-390. Um pouco difícil, mas vamos torcer.

Silvano

Sem a menor chance, só vai lá para causar, ninguém por lá vai dar bola.

E viva o grande e super poderoso C-130J-30 Super Hercules da imbatível Lockheed Martin. O C-130J já é o grande campeão.

SGT MAX WOLF FILHO

Por isso que o Brasil nunca vai sair de onde está, povo torce pra gringo, mais nunca pro seu povo!

Last edited 28 dias atrás by SGT MAX WOLF FILHO
Palpiteiro

Qual seria os benefícios do KC-390 usar um motor PW1100G?Qual o aumento de desempenho potencial de uma mudança dessas?

JuggerBR

Esse argumento de quadrimotor ser mais seguro é coisa dos anos 70, aviões civis voando aos milhares por décadas e não se soma quase nada de incidentes de dois motores inoperantes em voo.

Roberto

Deve-se partir do princípio que um motor falhe e não os dois.
Por exemplo, na travessia de um oceano uma aeronave bimotora tem um de seus motores em pane, o motor restante deve necessariamente levar a aeronave ao pouso seguro no destino ou na alternativa.
Nesse caso a aeronave quadrimotora oferece mais segurança, mas esse efeito é remoto, porque o real motivo de se ter mais motores não é primariamente a segurança mas ter mais potência disponível.

Palpiteiro

Acredito que o que irá definir isso é o nível de confiabilidade de cada motor traduzida na certificação Etops da aeronave.

TR xavante

Esse é justamente o argumento dos anos 70 kkk, mais segurança e potencia.
Mas com as novas tecnologias, os motores conseguem ser extremamente confiáveis, potentes e principalmente econômicos.
Você ficar usando 4 motores é um gasto absurdo de manutenção e combustível.

Rinaldo Nery

Por isso existe um conceito chamado ETOPS…. Não fosse,assim, os A330, B777 e B787 não estaria cruzando os mares do planeta Terra.

Oseias

Muito difícil vencer o lobby americano por lá. A coreia é muito ligada à indústria aeroespacial americana.
Um mercado que a Embraer deveria dar um foco é na arabia saudita. Eles estão brigados com o governo americano e possuem um orçamento gigantesco. Possuem bala na agulha para comprarem no minimo uma duzia.

Marcelo

Muita calma nessa hora,o kc-390 é praticamente todo americano,avionica,turbinas e muito mais, os coreano estaram comprando um produto praticamente americano !!!!

Matheus

Aliado forte dos Americanos, acho que vai dar C-130.
Especialmente porque a defesa deles contra os Norte-Coreanos e China dependem deles, não se esqueçam que a maior base dos EUA em solo estrangeiro é na coréia do sul.

Nick

Dá para pensar em uma compensação na forma de aquisição do K-FX, lembrando que a motorização do KF-X é o mesmo do Gripen E; salvo engano.

JSilva

Eu não digo nem o K-FX, se a FAB comprasse 18 FA-50 (que custam 6 Gripen) para Natal(LIFT), a Embraer já poderia preparar a papelada com as empresas sul coreanas.

Last edited 1 mês atrás by JSilva
Jadson S. Cabral

Me parece que seria um excelente negócio. Porém, mais fácil o Kctão ganhar essa sozinho na cara e na coragem que o governo brasileiro fazer uma investida dessa. Mesmo porque, segundo o cel. Nery, a FAB não precisa de Lift. Não precisa ou não encara como prioridade no curto e médio prazo.

Flanker

Cara, tu tem fixação em LIFT, hein?

JSilva

Sim, para uma Força Aérea como a brasileira eu vejo uma boa relação custo/benefício com esse tipo de aeronave. Um LIFT, além de permitir que os pilotos tenham contato com aeronaves à reação antes de pilotarem a aeronave top e mais cara da Força, permite que se tenha mais aeronaves por um custo menor (quantidade também é importante, ou a Rússia já teria voltado para casa). Como escrevi antes, 18 FA-50 custam o mesmo que 6 Gripen, e por natureza, um custo de operação menor. Seria quase impossível equipar um esquadrão de caça em Natal, mas com um LIFT você… Read more »

Last edited 1 mês atrás by JSilva
MMerlin

O “lift” da FAB é A-29. É mais do que suficiente para a necessidade atual.
Pela primeira vez (se não me falha a memória) a Força Aérea irá possuir aviões de combate no estado a arte. É indispensável se dedicar 100% nesse programa. Uma outra aeronave neste intervalo, além de dividir recursos já escassos, tornaria mais complexa gestão dos projetos, formação e absorção do ToT. Foco no foco!

Last edited 29 dias atrás by MMerlin
JSilva

Sobre o foco no Gripen, eu concordo. Primeiro é preciso garantir o segundo lote de 30 aviões, para completar o que a FAB julga ser a quantidade ideal.
Embora não considere nenhum absurdo e nem megalomania a FAB ter 66 Gripen e 18 Fa-50, muito abaixo dos lendários 108 aviões que se falava há 10 anos atrás.

Flanker

Tudo isso que tu escreveu já foi discutido ad nauseam aqui no PA desde há muito tempo. Tudo que tu escreveu eu tenho conhecimento há anos. Mas, se a FAB prefere um turboélice para treinamento avançado, eu prefiro deixar para eles essa decisão. Os profissionais são eles.

Rinaldo Nery

Quem te disse que a FAB precisa de LIFT? Você é instrutor de F-5FM?

Equilibrium

O cara ai tem um fetiche em cargo na FAB. Pra ele ai todo mundo pra entender algo tem que ter um cargo na FAB kkk. É uma carneirada atrás da outra.

Rinaldo Nery

¨Carneirada¨. Não curto comer carne de carneiro.

JSilva

Não, Cel. Sou apenas um entusiasta que acompanha esse site há quase 20 anos.

E os motivos para um LIFT, como a FA-50, está na minha resposta ao colega Flanker.

Não somos todos obrigados a concordar com o que pensa a FAB, e o espaço para comentários existe para debater, caso contrário haveria apenas a notícia.

Last edited 29 dias atrás by JSilva
Rinaldo Nery

Ainda bem que a FAB não concorda!

JSilva

Aí é sua opinião, tranquilo.
O que não pode é querer interditar o debate com essa conversa de ser instrutor ou algo do tipo.

Rinaldo Nery

Não interditei nada. Não afirmem coisas que vocês “acham que sabem”. Diga assim: “creio, talvez, quem sabe, salvo melhor juízo, poderia ser uma opção…”

Hellen

O valor reservado pelos coreanos é bem similiar ao gasto pelos portugueses na aquisição dos kc-390 !!!
Acho que estamos bem posicionados nessa concorrência,o problema é o lobby dos falcões de Washington !!!

sub urbano

A Coreia do Sul é um país ocupado militarmente pelos estados unidos. O hercules será enfiado goela abaixo dos coreanos. “ain mas eles sao ricos, ain ocupação boa essa”… a gaiola é bonita mas continua sendo uma gaiola.

Silvano

A Colômbia também é.

GFC_RJ

581MM USD?! Só isso?!
Portugal está pagando mais de 700MM EUR!
Pô, Coreano! Tá fraco isso aí, hein!

Hellen

Mais nesses 700 ta incluído um simulador e 12 anos manutenção nos aviões!!!

GFC_RJ

Tá incluído até mais que isso. Mas esse programa coreano, no caso de implantar o KC390, também necessariamente não teria de incluir?

Flanker

Não necessariamente. Esse valor pode ser apenas para as aeronaves. O valor para treinamento, suporte, etc, pode ser outro a ser acertado posteriormente.

Red Pill - 红色药丸

Jogo de cartas marcadas, a Embraer nem deveria participar.

Flanker

Se for pensar assim, a Embraer não vai vender KC-390 nenhum, pois dificilmente haverá uma concorrência em que ele não vá enfrentar o C-130J.

Douglas Rodrigues

Uma dúvida, em a FAB tendo a necessidade de abastecer helis compatíveis com reabastecimento aéreo (como os H225M Caracal), o KC-390 poderia fazê-lo? Até então a FAB só usou os KC-130 para tal…

Flanker
Luiz Augusto de Araújo Pereira

Parabéns muito boa a matéria sou fã k390

Junior Souza

Coreia do Sul depende dos Eua para tudo, jamais vão deixar de comprar material bélico dos Eua.

Antônio Márcio Leão

Se o governo for inteligente poderia propor como compensação a aquisição de caças leves FA-50, substituindo os velhos AMX. Existem uma série de vantagens nesta aquisição, uma delas seria a utilização do mesmo motor do caça Gripen E/F, com redução do custo de manutenção. Outro aspecto importante é a venda do cargeiro Embraer KC-390, ganhando mercado fundamental. Outro ponto seria a troca de tecnologia aeronáutico, onde a Coreia do Sul está se destacando.

O motor dos FA-50 sul-coreanos é o da geração anterior, que equipa os caças Gripen C/D, GE F404.

Gripen E/F usa o GE F414

Segio

Lockheed Martin C-130J-30 Hercules / Airbus A400M Atlas / Embraer C-390 Millenium.

cats.jpg
Last edited 1 mês atrás by Segio
Segio

Lockheed Martin C-130J-30 Hercules / Airbus A400M Atlas / Embraer C-390 Millenium.

2.jpg
Segio

Lockheed Martin C-130J-30 Hercules / Airbus A400M Atlas / Embraer C-390 Millenium.

3.jpg
Maurício.

Caso o C-390 vença, o que eu acho muito, mas muito difícil, os americanos vão pressionar e dará o Hércules, assim como aconteceu com os helicópteros, onde os coreanos queriam mais AW159 mas foram pressionados e levaram o MH-60R dos próprios americanos…

JORGE DOMINGOS

DISPUTA PARA COMPRA DE CARGUEIROS COREIA DO SUL, UM PROCESSO TOTALMENTE IMPARCIAL : TEM QUE SER QUADRIMOTOR, A HELICE , PROJETADO NAS AMERICAS E COM CAPACIDADE DE CARGA UM POUCO MENOR QUE O C 390 .
QUEM GANHA ???

Rafael Oliveira

Para quem não sabe, a KAI (Korea Aerospace Industries) é a fornecedora dos painéis superior e inferior do KC-390 (e de outras peças dos E-190 e E-195E2). Isso pode ajudar na duríssima concorrência com o C-130.
Outrossim, ano passado, a KAI havia divulgado interesse em desenvolver uma aeronave concorrente do KC-390. Pelo jeito, desistiu do projeto.

Junior Souza

Amigo, Eua são garantidores da independência Sul Coreana em relação ao norte, inclusive mantendo cerca de 30 mil soldados la na Coreia desde a decada de 50. Eles só vão deixar de comprar dos Eua se os mesmos se recusarem a vender. De qualquer outra forma o compromisso com o Tio Sam vem antes de tudo

Rafael Oliveira

Os EUA tiveram um enorme papel na história da Coreia do Sul.
Mas se sair hoje de lá, a Coreia do Norte não irá invadir a CS, pois a última é muito mais desenvolvida e melhor equipada e ela não pode simplesmente disparar mísseis nucleares.
Os EUA mantém tropas na Alemanha, Itália e Japão, dentre outros, e é um ótimo vendedor de produtos bélicos. Mas os países compram produtos de outros países se for mais vantajoso.

Denis

Humm… Parece-me que nossa joia servirá de placeholder no concurso, para nenhum político sul-coreano reclamar que a licitação não tem concorrência suficiente. Infelizmente é o que parece!

Last edited 29 dias atrás by Denis
António Rodrigues

O governo português tem tido contatos com alguns países interessados ou com pedidos de concorrência para substituição de esse tipo de aeronave. Á dois anos o presidente de Portugal teve conversas com o seu homólogo indiano aquando da visita que ele fez á Índia, Pena de não ter já uma unidade com a bandeira portuguesa para mostrar a esses países tal como por diversas vezes fez com o c295 inclusive em feiras internacionais aqui na Europa.

rafa

Eles precisam de um quadrimotor para atravessar a distância continental de 250km de seu país. Não dá nem tempo pra atingir a altitude e velocidade de cruzeiro.

Adriano Madureira

Boa noite amigos ! Bem, todos sabemos que os estados unidos tem uma arma bastante sedutora,que é o seu já afamado FMS( Foreign military sales),sua ferramenta para cooperação militar para com países amigos.

Vocês acham que a Embraer poderia ter alguma chance para lutar contra tal ferramenta?

Até mesmo a possibilidade de flexibilizar o valor das aeronaves para a Coréia do sul?

comment image

comment image

Angelo

Esse Airbus é belo, imponente…mas pq preferir turbo helice a um jato? aos entendidos..obg

Últimas Notícias

Operação Rimon 20: Caçadores israelenses versus caçadores soviéticos

Sérgio Santana O fim da Guerra dos Seis Dias de 1967 deixou as forças israelenses no lado leste do Canal...
- Advertisement -
- Advertisement -