sábado, maio 28, 2022

Gripen para o Brasil

Jato E190-E2 TechShark realiza turnê de demonstração no Vietnã

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A aeronave de corredor único mais eficiente do mundo é a solução para melhorar a conectividade doméstica e regional no Vietnã

Hanói, Vietnã, 15 de abril de 2022 – O jato E190-E2 da Embraer acaba de realizar uma turnê de demonstração de três dias (entre 12 e 14 de abril) para representantes da comunidade de aviação do Vietnã. Com paradas em Hanói, Ho Chi Minh City e Con Dao, o avião demonstrou sua eficiência de combustível, baixa emissão de ruído e ótimo desempenho em pistas curtas.

O E190-E2 é uma opção conveniente para aeroportos regionais, incluindo aqueles com pistas curtas e pavimento mais leve, as quais não conseguem receber aeronaves de grande porte. A capacidade do E190-E2 oferece uma oportunidade única de melhorar a conectividade no país, o que, por sua vez, oferece uma ampla gama de benefícios aos clientes de aviação, bem como à economia em geral.

O E190-E2 que esteve em turnê no Vietnã tem a pintura do TechShark e foi recentemente apresentado no Singapore Airshow. O design exclusivo do TechShark reflete a inovação de engenharia e a eficiência simplificada dos mais recentes jatos E2 da Embraer.

Em paralelo à turnê de demonstração, a Embraer divulgou um estudo sobre o cenário do futuro da aviação no Vietnã, intitulado “Potencial de Conectividade do Vietnã”. Nele, a Embraer compartilha suas visões de mercado sobre como os jatos regionais podem permitir que as companhias aéreas melhorem a conectividade aérea no Vietnã e no exterior. O documento também ilustra como os jatos regionais permitirão formas alternativas de distribuição do Orçamento Nacional para se concentrar na recuperação pós-pandemia. Apoiando o Plano Diretor de Infraestrutura de Transporte, anunciado pelo Ministério de Transportes do Vietnã, o relatório completo da Embraer pode ser lido em https://www.embraercommercialaviation.com/media-downloads/documents/.

“Estamos honrados com a oportunidade de demonstrar as capacidades do E190-E2 e seus custos operacionais mais baixos entre os jatos de corredor único aos nossos convidados no Vietnã”, afirmou Martyn Holmes, Diretor Comercial da Embraer Aviação Comercial. “O Vietnã é uma potência econômica e a incorporação de jatos regionais modernos, como o E190-E2, no cenário da aviação do país, trará mais oportunidades para a abertura de novas rotas domésticas e regionais, estimulando ainda mais o comércio, o turismo e a criação de empregos, impulsionando o desenvolvimento local”.

Os E-Jets, que operam no Vietnã desde 2020, melhoraram a conectividade regional, estabelecendo conexão direta entre Hanói e Con Dao e implantando o primeiro serviço de jatos de Hanoi e Ho Chi Minh City para Dien Bien Phu.

O E190-E2 entrou em serviço em 2018 e é um jato de corredor único com capacidade para até 114 passageiros com a configuração de dois assentos de cada lado. Apresentando a tecnologia mais avançada, mas com base na maturidade e confiabilidade dos E-Jets de primeira geração, a aeronave oferece os menores custos operacionais para as companhias aéreas e excelente desempenho, que permite o acesso a aeroportos com restrições devido a grandes altitudes ou pistas mais curtas. A aeronave foi projetada para maior conforto aos passageiros e espaço para as malas, baixa emissão de ruído e menor impacto ao meio ambiente, utilizando dois motores Pratt & Whitney PW1900G GTF™.

A família de aeronaves E2, composta pelo E190-E2 e E195-E2, é operada por várias companhias aéreas em todo o mundo, incluindo KLM (Holanda), Helvetic Airlines (Suíça), Azul (Brasil), Air Peace (Nigéria) e, em breve, Porter Airlines (Canadá).

Atualmente, a Bamboo Airways conta com uma frota de cinco E190 e a Vietstar Airlines opera aeronaves da Embraer para seu serviço de fretamento. O E195-E2 da Embraer também percorreu o país em 2019.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda. Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros. A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa. Para mais informações, visite www.embraer.com.

Sobre os motores Pratt & Whitney GTF

O GTF é o motor de avião de corredor único mais eficiente e sustentável do mundo. A família GTF reduziu o consumo de combustível e as emissões de carbono em até 20% em comparação com os motores da geração anterior. Como resultado, os motores GTF economizaram mais de 600 milhões de galões (dois bilhões de litros) de combustível e mais de seis milhões de toneladas métricas de CO2 desde que entraram em serviço, em 2016. A revolucionária arquitetura de ventiladores do motor é a base para tecnologias de aviação mais sustentáveis para as seguintes décadas. Saiba mais em pwgtf.com.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

22 Comments

Subscribe
Notify of
guest
22 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Stemp

Se beleza fosse arroz este avião era a China.

Matheus

Tenho acompanhando a jornada do 2-RLET. Que esse ano as vendas do E2 decolem. 🙏

Heinz Guderian

Essa pintura é sensacional.

Sensato

É muito gratificante ver a Embraer mostrando ao mundo o nível de capacidade e profissionalismo que nosso povo e país tem.

Rinaldo Nery

A Bamboo é uma operadora do E-190. Tem brasileiro voando lá.

Segio

E190-E2 TechShark

embraer-s-e190.jpg
Sequim

Essa sucessão de boas noticias não para de demonstrar o quanto os neoliberais mequetrefes brasileiros são estúpidos. E eu não canso de constatar duas coisas: a competência da EMBRAER e a gigantesca burrice de neoliberais de meia tigela.

Alem

Pra um leigo entender esse avião seria comparado(se fosse um carro) como uma Ferrari, BMW 320, Corola ou um Onix???

FernandoEMB

Quer uma comparação melhor??

Seria um ônibus da Marcopolo.

kkk

FernandoEMB

Explico…

Projetado para transportar passageiros. Não é um produto de luxo, mas uma ferramenta para gerar lucra para as empresas aéreas (Profit Hunter).

Fabricado no Brasil.

E como curiosidade são empresas que já estiveram sob comando do mesmo presidente.

JuggerBR

Considerando desde o Cessna até o A380, os E Jets seriam microônibus, bem modernos e econômicos.

BRUNO BOTELHO

As pessoas não entenderam até hoje a tentativa de compra da embraer pela boeing, e sua repentina desistência. Esqueçam toda conversa fiada que voces ouviram como motivos. O verdadeiro motivo era a aquisição da area militar (kc390) e ao perceber que não viria junto (foi separada estratégicamente, junto com seus engenheiros), eles desistiram.

FernandoEMB

Ah é…. e de onde tirou isso. Quem te falou, onde leu? Em lugar nenhum né.
Foi coisa da tua cabeça sem ser baseados em fatos e dados. Portanto é uma suposição, e está totalmente furada!!!!.

Não corresponde aos fatos. É só analisar a cronologia dos fatos.

Rinaldo Nery

Fonte: Águas de Lindóia.

Samuca cobre

Uma bela cidade no circuito das águas

OSEIAS FERNANDES DA SILVA

Olá Fernando, você que é de dentro conta para nós o real motivo da estratégia da Boeing! Pelo que a imprensa divulgou foi uma estratégia da Boeing desistir do negócio porque necessitava da ajuda do governo americano e não conseguiria justificar um empréstimo governamental e usar esse dinheiro para compra de uma companhia. Mas o histórico da Boeing em compra de companhias mostras que ela compra e se associa para destruição da antiga ou menor. Sem falar da postura da Boeing, quase acabou com a Embraer financeiramente, foram mementos difíceis para a empresa que mais uma vez mostrou resiliência, tenacidade… Read more »

Fernando EMB

Não se sabe dizer exatamente qual o motivo da desistência. Mas acredito que tenha sido este que citou. Não teria como pegar dinheiro do governo americano para salvar a empresa e então comprar participação em outra.
Agora não foi o fracasso no embrolio da a Boeing apenas que deixou a empresa numa situação complicada. Já estava antes por causa da aquisição do CSeries pela Airbus, e depois veio a pandemia.

EduardoSP

Sem comentários.

JCuritiba

Fonte: Vozes na minha cabeça!

JuggerBR

Fonte Comic Sans 11

Antonio Carlos Vianna Braga

A Embraer é nosso orgulho.

Pedro

Tudo isso nascido na mão-de-obra e qualificação criadas pelas universidades. Os maiores inventos de nossa era, foram e estão sendo criadas por cabeças brilhantes em universidades, por meio de financiamento estatal, fugir disto é estagnação.

Últimas Notícias

Ucrânia diz ter derrubado mais um caça Su-35 da Rússia sobre a região de Kherson

“Hoje, 27 de maio, por volta das 14h00, um caça MiG-29 da Força Aérea das Forças Armadas da Ucrânia...
- Advertisement -
- Advertisement -