domingo, maio 22, 2022

Gripen para o Brasil

Rostec avaliará a possibilidade de reiniciar a produção dos jatos comerciais Tu-214 e Il-96

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O chefe da Rostec, Sergei Chemezov, pediu a exploração da possibilidade de retomar a produção em série de aeronaves Tu-204/214 de médio curso e aeronaves Il-96 de longo alcance. Segundo ele, diante de sérias restrições, as empresas russas estão enfrentando tarefas de grande escala que exigem soluções urgentes.

“No contexto de sérias restrições à operação de aeronaves civis de fabricação estrangeira, tarefas de grande escala estão sendo enfrentadas pela indústria de aviação doméstica. Além disso, elas precisam ser resolvidos em um prazo muito apertado. Isso diz respeito principalmente à expansão da produção de aeronaves existentes. Também é necessário considerar a possibilidade de retomar a produção em série do Tu-204/214 de médio curso e do avião russo de fuselagem larga Il-96”, disse Chemezov.

A prioridade incondicional para a indústria russa é a substituição acelerada de importações de produtos, tecnologias e sistemas-chave, acrescentou o CEO da Rostec. “A retomada da produção é considerada uma medida adicional antes da implantação da produção em massa em larga escala dos novos aviões SSJ-NEW e MS-21 substitutos de importação, que estão no mesmo nível das melhores aeronaves do mundo”, disse ele.

A aeronave de passageiros de fuselagem estreita de médio curso Tu-204 é produzida na fábrica da Aviastar-SP em Ulyanovsk e na KAPO S.P. Gorbunov em Kazan (modificação Tu-214). Ele usa motores russos PS-90A. O avião de passageiros de fuselagem larga de passageiros Il-96 é fabricado na fábrica da Voronezh Joint-Stock Aircraft Building Company.

Anteriormente, o vice-primeiro-ministro da Rússia, Yuri Borisov, não descartou que as empresas domésticas pudessem aumentar a produção de aeronaves civis de passageiros Il-96 e Tu-214. Segundo ele, hoje as duas aeronaves são produzidas em pequenos lotes para clientes especiais.

Tu-214ON
Tu-214ON

FONTE: www.kommersant.ru

- Advertisement -

104 Comments

Subscribe
Notify of
guest
104 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antoniokings

Excelente notícia.
Era incompreensível empresas russas ficarem encomendando aviões da Boeing.
Dando dinheiro para o inimigo.
É assim que tem de ser.
Próximo passo é a China cortar suas encomendas.
Se bem que desde da ‘guerra comercial’ as encomendas chinesas vinham caindo e depois das quedas dos 737-MAX pararam.

Carlos Gallani

“Era incompreensível empresas russas ficarem encomendando aviões da Boeing”
Eram aviões melhores, fim.

Antoniokings

E os da Airbus melhores ainda.
Não justifica dar dinheiro para o inimigo.
Mais uma da idiotices de Yeltsin, que devia estar cheio de vodka na cabeça, para tentar integrar a Rússia com os inimigos.

Agora acabou.
Sabe aquele monte de empregos que a Boeing mantém para montar aviões para a Rússia?
Pois é!
Vão acabar.

Carlos Gallani

“Não justifica dar dinheiro para o inimigo.”
Eram aviões muito melhores, fim.² 

Antoniokings

E agora não serão mais vendidos.
E provavelmente para a Ucrânia também.

Victor Filipe

E eles continuarão sendo aviões melhores, mais modernos e mais seguros que os Russos.

Antoniokings

Ótimo.
Só não terão para quem vender.
Assim como seus carros, smartphones e etc.
É assim que a banda vai tocar.

Wagner

Entao, eram milhares de avioes da Boeing e da Airbus para a Russia? É a Russia o maior mercado mundial para aeronaves e veiculos americanos?

pampapoker

Gostei da frase clientes especiais,… tradução..sem compradores kkkk

Mirade1969

Vão vender para o estado russo, afinal cliente particular ou estatal é cliente do mesmo jeito. Mas as americanas e europeias perderão um mercado de mais de 500 aeronaves o que vai impactar nos seus balanços.

Alexandre Cardoso

Eram e continuam sendo aviões muito melhores .

Mirade1969

Alguns mitos que cairam com o tempo o japão já foi considerado produtor de bujigangas hoje não é mais, a china produzia coisas com defeitos hoje a qualidade melhorou muito e a Boieng produzia aviões seguros hoje não temos mais esta certeza.

Mirade1969

Era o que tinha mais disponibilidade, se fosse por qualidade os 737 Max não teriam dado problemas e se acidentado com dois acidentes fatais.

RenanZ

Excelente não, PÉSSIMA notícia

Isso só mostra o quão isolada a Rússia está se colocando no mundo.

Empresas aéreas encomendam Boeings/ Airbus/ Embraer simplesmente porque são as melhores, mais seguras e mais eficientes fabricantes de aeronaves, que consomem menos combustível, menores emissões de poluentes e ruídos! Não há hoje nem no horizonte de curto prazo nada que seja fabricado na Rússia ou China que se aproxime disso (talvez, Muito talvez, apenas na China no longo prazo, já que a mesma tem demanda interna que justifique isso)

Antoniokings

Prezado.

Em época de guerra, não tem a mínima importância.
Ninguém vai ligar se é mais barulhento ou poluidor.
Estão em guerra
O que não pode é dar emprego e dinheiro pro inimigo.
Que vendam em outra freguesia.
E que sejam rápidos, porque de um faturamento de pouco de mais de US$ 100 bi há três ou quatro anos. a Boeing hoje tem cerca de 50 bi.
A metade.
Já foi ultrapassada até pela chinesa AVIC.

Hcosta

Mas para venderem é preciso eles existirem…
E alguém que compre…Talvez a Bielorrússia, a Eritreia e pouco mais…
Para a China comprar alguns têm que fazer um desconto ainda maior no gás…

Mirade1969

Eles tem que abrir os olhos ….

PedroB

Aviões mais barulhentos, mais poluentes, menos tecnológicos e sofisticados, menos confiáveis e seguros. Não vão poder mais contar com a tecnologia ocidental. Ninguém liga mesmo pq a Rússia não vai poder vender para ninguém. Vai ser um problema deles. Os russos podem ligar, mas o que importa a opinião do povo pra Putin afinal. E mesmo que pudessem, não venderiam. Aviões que não são ou serão competitivos, a não ser claro pelo Rublo, que não vale mais nada. Realmente um ótimo negócio para a Rússia, que vai ficar isolada do mundo utilizando aviões ruins. Mas em sua lógica única isso… Read more »

Last edited 2 meses atrás by PedroB
otto

A Rússia tem um dos corpos técnicos mais qualificados do mundo. Eles tem capacidade de copiar a tecnologia ocidental ou até mesmo melhorá-la. Olha o caso da China e os semicondutores. Tudo indica que irão lançar um novo paradigma tecnológico ao produzir chips não mais de silício, mas de nano tubos de carbono. E por que? Porque os EUA os proibiram de importar as caríssimas impressoras de chips da Holanda. Agora eu te pergunto. Quem é o “burro” nessa história? A bomba atômica de hoje são os semicondutores.
https://super.abril.com.br/tecnologia/a-maquina-mais-valiosa-do-mundo/

Last edited 2 meses atrás by otto
Venceslau Ignaczuk

É verdade os cisnes brancos é que são ruins, andam cheios de bombas, você viu a ruindade dos aviões russos né!?

Mirade1969

Não só por isso mas que tem maior disponibilidade de locação nas empresas de leasing, eu acho que isso não dura muito tempo pois estas encomendas da russia não vao ser supridas por outras empresas e bem possivel que o bloqueio dure algum tempo e depois seja relaxado para que as empresas voltem a ter encomendas de um cliente importante. Se não vão perder para sempre um mercado razoável que compra mais que o Brasil.

Sensato

O médico pediu pra não contrariar. Tá todo mundo aterrando os quadrimotores sempre que possível e é isso que eles vão produzir junto com um projeto velho de narrow body um mais recente de regional que não emplacou nem deverá emplacar fora de lá. Não adianta falar com usuários de antolhos ideológicos.

Renato de Mello Machado

 Incompreensível mesmo.

Antoniokings

E outra.
A Rússia vende titânio para a Boeing.
Que a Boeing vá minerar titânio em outro lugar para ver se encontra.

Luís Henrique

A Boeing já declarou semana passada que parou de comprar titânio russo.

Antoniokings

Ótimo!

pampapoker

Claro, os russo vão precisar agora, vamos ver como vai ser a demanda interna e externa em aeronaves, acho que vai ser mais demanda interna mesmo. Pois a externa o comprador vai ter que mudar toda a sua logística.,aí fica a pergunta,vale a pena?

Sensato

Principalmente por não depender dele assim como a Embraer também não. Existem outros países produtores além da supostamente maior jazida do mundo estar logo aqui do lado, no Paraguai.

Renato de Mello Machado

Fora a cooperação espacial em que os russos estavam deitando e rolando na situação.Deixem-nos voar com outras coisas, as vassouras deles hahahaha

Victor Filipe

Depois dessa declaração do diretor Russo o Elon Musk publicou um video mostrando mais de 40 lançamentos de sucesso da Space X. uma resposta direta. A Space X tem os foguetes Falcon e Falcon Heavy que usam motores Merlin 1D de desenvolvimento e produção nacional americana alem de ter a capsula Crew Dragon que já foi testada com sucesso no envio de tripulantes para a ISS em 2019. Então, não, os EUA não estão sem capacidade de lançamento para levar suprimentos para a ISS ou de trazer seus astronautas de volta. (e isso é apenas uma das varias empresas que… Read more »

Mirade1969

Até parece que só isso que a Russia só faz isso na ISS, ela é uma das controladoras da ISS sem a parceria russa americana ela não funciona sendo que algum módulos não todos foram construidos pela Russia para a NASA e ´porque ela tinha experiência coma MIR.

Antoniokings

Que mané. Elon Musk.
Depois que ele cansar de brincar de astronauta, isso tudo acaba.

Victor Filipe

Essa é a sua esperança né?

O cara adora astronomia. Uma pessoa que gosta de astronomia não para com isso de uma noite pra outra. Muito menos abandona investimento de bilhões que ele já fez.

otto

Se a Nasa me desse 50 bilhões de dólares em subsídios para eu ser disruptivo eu também iria adorar astronomia.
https://canaltech.com.br/negocios/elon-musk-negocia-investimentos-que-fariam-spacex-valer-us-44-bilhoes-168721/

Last edited 2 meses atrás by otto
Renato de Mello Machado

Então.Eles vão.Mas hoje,agora conseguem?

Daniel

Se a Rússia deixasse hoje de apoiar a ISS, ela reentraria na atmosfera em pouco mais de seis meses pelo simples fato de o único veículo capaz de elevar a órbita da estação com auxílio de seus motores é a Soyus, a Dragon não foi projetada para fazer isso e mesmo que os americanos a modificasem para fazer isso já não teria mais ISS para salvar quando terminassem.

Hcosta

Afinal a Rússia não está lá muito bem preparada para contrariar as sanções…
E, pelos vistos, a China vai passar a comprar só aviões Russos… Mas somente na cabeça de alguns…

Luiz Machado

Daqui a pouco vão ressuscitar o Marea…kk

Luis

Eles vão de Lada

lada.jpg
Antoniokings

Lada agora é da Renault.
Talvez os russos a encampem ou se torne chinesa, o que se seria ótimo.
Quem sabe, volte para o Brasil.

comment image

Guilherme Leite

Eu queria ver muito você na Rússia, sofrendo com o isolamento lá !

Quanta groselha ! Parece que o mundo que depende da Rússia!

Mirade1969

vc não se alimenta? então ela é uma grande produtora de trigo e fertilizantes entre outras coisas. Pare de importar isso e os preços sobem. Então queira ou não vc vai sentir os reflexos disso.

Sensato

Aumentam por um tempo sem dúvida e aí todo mundo se mexe para reacomodar o mercado. No final, volta tudo ao normal, menos pra quem perdeu os clientes…

otto

tu curte uma treta né….rsrs

Nonato

Um doente

gordo

Aos poucos a guerra na Ucrânia vai delineando as novas fronteiras econômicas com suas mercadorias e moedas. As sanções sempre tem duas vias, em muitos casos ela é bem mais dolorida para um dos lados, mas nunca é de uma via só e o mercado Russo vai acabar sendo suprido por eles ou pela China. Para nós é um belo problema, a Rússia não é um parceiro desprezível e nos fornece insumos de grandes préstimos. Quero ver como Biden, que dá sinais claros de que está batendo biela, vai acertar esse balaio antes que as sanções comecem a azedar a… Read more »

Antoniokings

gordo

Ante-ontem li notícia de que bancos russos já estão aceitando depósitos em yuan.
Além disso, a análise que se faz é que a China deu um ultimato à Arábia Saudita com relação à compara de petróleo em yuan.
Ou vende ou yuan ou não vende.
E parece que a Arábia ‘aceitou’
A Arábia pode ficar sem opções se não aceitar o yuan, pois perderia seu maior cliente.
E a China, certamente, vai avançar muito no comércio com a Rússia

Hcosta

E bancos Russos aceitarem Yuan é uma boa notícia?
Porque será?
Provavelmente pela “alta” valorização do Rublo e como não querem humilhar os chineses fizeram o favor de a aceitar. Só para não criarem motivos de conflito…

Antoniokings

É ótima notícia!
Uma nova moeda de pagamento baseada no yuan e que vai se espalhar pela Eurásia e países do Belt & Road seria a melhor notícia que poderíamos ter.
E tem um post no ‘Forte’ que fala sobre isso.
Será excepcional.

SUTERMINATOR

Se o dólar cair nessa operação Saudi-chines, os EUA entrarão em guerra com os sauditas e fora as sanções fortíssimas.

Antoniokings

O problema é que se isso ocorrer e houver destruição da produção saudita.
Aí, o Mundo acaba de vez.
Pelo menos o Ocidental.
Como a Europa praticamente não tem petróleo e outros recursos minerais, ela vai fechar.

Dilbert_SC

O último cara a tentar vender petróleo em outra moeda (que não o dólar) foi o Kadafi. E certamente todos se lembram do que aconteceu com ele.

Antoniokings

Voltando às notícia das guerra. O comediante Zelensky, muito incomodado com a aniquilação dos batalhões nazistas em Mariupol, teve a castimonia de comparar o cerco à cidade ao de Leningrado, na 2ª G.M. Essa fala desrespeitosa ocorreu depois do ataque russo ao posto de comando em Vinnytsia que o deixou destruído. Ele sentiu o golpe. Esse posto era o que recebia informações dos AWACs dos EUA. Nota do MoD da Rússia. “Na manhã de 16 de março, armas de longo alcance de alta precisão atingiram o centro de comunicações militar da Ucrânia, localizado na vila de Vinnitsa. Como resultado, os… Read more »

Renato de Mello Machado

Esse cara é um comédia.Se fosse homem de verdade saberia tirar proveito do melhor da Otan e conviver bem com os russos.Mas é um pau mandado para azar dos ucranianos.

Emerson

Eles nem avião mandam, tocam míssil de dentro dos submarinos. E esse inconsequente matando milhares de pessoas por causa de um delírio. O que aconteceria com o México se seu presidente falasse em se associar á Rússia, e uma semana depois fosse numa reunião de chanceleres na China dizer que estava “estudando” a possibilidade de construir armas nucleares? O México seria dizimado em 1 semana. É exatamente o que esse ególatra fez.

André Sávio Craveiro Bueno
  1. E as dezenas de aviões ocidentais confiscados? Pelo visto ficarão estocados.
  2. Não vai ser nada barato reativar linhas de produção e também levará um bom tempo.

Ou seja, não há uma boa solução.

fabio_bsb

Ninguém pode negar que o Putin está sendo muito competente em transformar a Rússia na União Soviética.

Antoniokings

E os ucranianos perceberam.
Cazaques já perceberam também um pouco antes
Logo serão letões, lituanos e estonianos.
Fique de olho.

Heitor

Olha.. na CCCP tinha Pepsi, algo que a Rússia não tem agr kkkkkkk acho que é mais pra Império Russo msm, pobre e esfomeado

Renato Vilhena

São poucos econômicos em relação aos aviões estrangeiros, mas combustível não é exatamente um problema para a Russia, e como atenderão uma demanda do mercado russo e de qualquer forma não competirão pelo mercado internacional com os aviões fabricados naquilo que um dia foi chamado de Ocidente: é portanto uma excelente idéia retornar a produção. Principalmente no caso Il-96. Séria triste este avião, extremamente seguro, virar peça de museu. De qualquer forma o MC-21-310, com motores PD-14 russos e com tudo nele sendo 100% russo, já está muito avançado e em muito pouco tempo estará sendo completamente aprovado. E também… Read more »

Antoniokings

As últimas encomendas russas à Boeing foram de cargueiros.
O meso que a China.
Cargueiros?
Aí é brincadeira.
Corta tudo e manda a Boeing procurar cliente em outro lugar.
E garanto que será bem difícil.

EduardoSP

Uns 3 a 4 anos para o MC-21 com a PD 14 e uns 7 a 8 anos para o wide body com a China.
O problema é que nenhum deles poderá voar para fora da Rússia/China se não for certificado pela EASA, FAA, ANAC e outras agências reguladoras.

Joanderson

Fora que a Rússia ainda possuem o superjet 100

Renato de Mello Machado

Melhor coisa que os russos fazem.A história vai sendo contada naturalmente e infelizmente vamos voltando ao que era antes.Já que o Ocidente não teve condições de tirar proveito e aprender com a derrocada da URSS,queda do muro de Berlim,unificação alemã,fim do Pacto de Varsóvia e a liberação dos países que faziam parte da “Cortina de Ferro”.Então temos de passar pelos horrores da guerra e o pesadelo atômico rondando novamente.

RPiletti

Ter os olhos maiores que o estômago dá nisso…
“infelizmente vamos voltando ao que era antes”. Quem viveu aqueles tempos sabe que vivíamos até melhor que hoje, claro que sempre havia a possibilidade de um nuke cair aqui e acolá…

Renato de Mello Machado

Concordo.Era melhor sim aqueles tempos .Com a Otan,Pacto de Varsóvia,Cortina de Ferro e tudo mais.O objetivo da Otan foi alcançado com a derrocada Sovética nem era para existir.Quanto mais se chegar para o lado das ex Repúblicas Soviéticas passando a linha vermelha que o Kremlin achava que se passassem teriam de ter represálias.Tá aí procurou achou.

Darth Sith

Puro delírio. Haverá componentes ocidentais suscetíveis de restrições, afinal reinventar a roda do zero, além de custoso é inviável para um país como a Rússia. O mesmo se aplica à linha de produção, sem falar que esses dinossauros são beberrões ineficientes. O custo da passagem será inviável com o querosene nas alturas.

Felipe Augusto Batista

Com a Russia cheia de combustível e não podendo vender pra ninguém, eu imagino que o custo interno não vá ficar nas alturas.

Segio

Mas esse motor PS-90A é de 1997, e a ultima versão PS90-A3 é de 2011 e usa componentes da França, Alemanha, Suécia e USA.E foi feito em cooperação com a Pratt & Whitney. Esta meio complicado usar um projeto de 2011 e com componentes do ocidente.

Last edited 2 meses atrás by Segio
Luis

Não tem problema, o King dá um jeito.

Rui Chapéu

Vai na gambiarrovsky!

EduardoSP

No fantástico mundo de King tá tudo certo e resolvido.

Segio

Tem um motor PD-14, em que a primeira etapa de testes de vôo foi concluída em 2016, mas mesmo assim 5% dos componentes são importados. Fonte https://www.aereo.jor.br/2016/06/15/segundo-imprensa-russa-embraer-podera-adquirir-novo-motor-de-avioes/

Last edited 2 meses atrás by Segio
Pablo Maroka

Caixão voador

Silvano

B 737-MAX detectado.

SteelWing

por falar nisso caiu mais 737 ontem, infelizmente.

Silvano

Para quem está desdenhando da Rússia, só para lembrar, hoje se admite por todos, e não apenas hoje, desde muito tempo, que os russos foram os verdadeiros vencedores da chamada corrida espacial. Todos os passos, absolutamente todas as conquistas necessárias antes de pousar um homem na lua, foi realizada pelos russos antes dos americanos, tudo. John Glenn só fez seu voo espacial um ano depois de Gagarin, com um detalhe, Glenn na verdade não entrou em órbita, seu voo foi tecnicamente um voo sub orbital, Gagarin fez um voo orbital ao redor da terra quase um ano antes. Primeiro satélite,… Read more »

Agressor's

Ninguém venceu “corrida espacial” nenhuma para a Lua, isso foi apenas uma peça de propaganda criada pelos EUA pra enaltecer a sua única conquista técnico-científica significativa feita na época, que foi de seu “suposto” pouso na Lua. Pois em todo o resto os Russos foram pioneiros e estiveram muito mais à frente que os estadunidenses. Nunca houve corrida espacial alguma para a Lua e sim uma corrida técnico-científica na área espacial pela vanguarda neste campo, algo que os Russos conquistaram de longe sobre os estadunidenses. Quando se trata de política, não há nada que as grandes potências não façam para… Read more »

André Sávio Craveiro Bueno

Parabéns, excelente ctrl<c> + ctrl<v>

André Sávio Craveiro Bueno

E, na verdade, não houve o suposto pouso na Lua, afinal ela não existe, é uma ilusão.

André Sávio Craveiro Bueno

Prezado Silvano, ontem escrevi comentários em resposta a sua postagem mas não apareceram.

André Sávio Craveiro Bueno

De fato, muitos “firsts” foram obtidos pelos soviéticos: satélites, cápsula tripulada [cão e humano], caminhada espacial, encontro de duas cápsulas no espaço e envio de nave automática â Lua.

André Sávio Craveiro Bueno

O voo de Glenn foi, sim, orbital. Em maio de 1962 ele realizou três órbitas. Os voos de Shepard e Grissom foram suborbitais, ainda em 1961.

André Sávio Craveiro Bueno

Uma técnica vital para o projeto Apollo, encontro e acoplamento de duas naves, foi primeiro obtido pelos americanos na missão Gemini 8, com Armstrong e David Scott.

André Sávio Craveiro Bueno

A primeira missão tripulada à Lua foi a Apollo 8, em dezembro de 1968 e o primeiro pouso em 1969.

André Sávio Craveiro Bueno

Não desdenho a Rússia. Sou fã da corrida espacial e prezo pelos dois lados.
Outro “first” soviético foi o lançamento de uma estação espacial, a série Salyut.

André Sávio Craveiro Bueno

.

Last edited 2 meses atrás by André Sávio Craveiro Bueno
Filipe Prestes

A Aeroflot quer concorrer com a Air Koryo agora? 🤭

ORIVALDO APARECIDO SALVADOR JUNIOR

Ótimo, logo veremos países de primeiro mundo comprando essas maravilhas: Rússia, Irã, Síria, Serra Leoa, Zâmbia…

João Adaime

Enquanto as torcidas ficam aqui se xingando, Xi Jinping percorre o mundo a bordo de um Boeing 747.
Isto é pragmatismo.
“Não importa a cor do gato, desde que cace o rato”. Deng Xiaoping, ex-dirigente chinês.

Xi.jpg
Fulcrum

comac deles logo sai do forno. Também tem o mc21 da russia.

Ivanmc

Parece que o presidente Bolsonaro está de olho nos Sukhoi, além dos submarinos também.
“…Há ainda interesse dos russos em fornecer ao Brasil equipamentos militares de ponta. Os russos têm algumas das melhores máquinas bélicas de aviação, como os consolidados caças Sukhoi, e também sistemas de defesa antiaérea, que já foram oferecidos antes, mas não entusiasmaram os militares brasileiros…”
Fonte:
Jornal de Brasília.

Fulcrum

Z

otto

Z

Heli

Principal calcanhar de Aquiles dos russos são os motores PS90 que estão anos luz atrás dos ocidentais. Pra se ter uma ideia eles, os PS90, perdem em todos os quesitos para os GE CF6 que é da mesma geração deles.
Já os motores PD14 que equipam os novos MC21 têm taxa de bypass de 7:1 contra 10:1 dos PW GTF e dos CFM Leaf

CESAR ANTONIO FERREIRA

Tem certeza?
Mostrou-se mais econômico que o GE e o PW, tendo sido projetado para ser apenas 2% mais beberrão que o PW.
Está na hora de rever os seus conceitos. O PD-14 é um excelente projeto.
Tente conhece-lo.

Cansado

Em meio à tragédia de uma guerra e todas as suas consequências, essa é uma notícia boa. Teremos novamente um quadrimotor wide body em produção e uso para transporte de passageiros. Lamentei o fim da produção do A340 e vou comemorar a volta do IL-96, especialmente se for a nova versão, que está sendo construída mas ainda não foi apresentada. Se não estou enganado, foi denominada IL-96-400M. E o Tu-204, ironicamente, se situa em um nicho que atualmente a Boeing se ressente de não ocupar e no qual a Airbus está nadando de braçada: aquele dominado pela nova versão XLR… Read more »

César A. Ferreira

Para a indústria russa um alento e tanto, pois são mais de 500 aeronaves para serem substituídas.
Produção interna e em rublos.
Deter o conhecimento de todo o ciclo da indústria aeronáutica é realmente uma vantagem.

Miguel Carvalho

Vamos ver se tem acesso a matérias-primas, e tecnologia de aviónicos do Ocidente.

A China dá, mas não vai chegar para todos.

Decididamente o mundo está dividido pelo controlo das matérias-primas e do comercio.

Bom para o Brasil que pode jogar com os dois lados.

Siga o jogo.

CESAR ANTONIO FERREIRA

Caríssimo,
matéria prima tem de sobra.
A Rússia detém conhecimento de todo o ciclo de produção aeronáutica. De motores aos aviônicos.
Então, caríssimo, ter acesso, ou não, ao que o “ocidente” oferece em nada influi.

Miguel Carvalho

O próximo passo vai ser tentar trazer o Brasil para o lado do bloco ocidental, em troca de grandes vantagens económicas.

Não vai dar para o Brasil ficar neutro nesse jogo.

Parece que quem controlar as matérias-primas, e o agro-negócio vai dominar o comércio.

Afinal esta guerra é sobre isso mesmo.

Tutor

Irão vender só no mercado interno russo, que não é lá grande coisa.
De resto, duvido que alguma cia aérea em sã consciência compraria aviões russos, o pós venda de um camelô da 25 de março é mais eficiente que o deles.

CESAR ANTONIO FERREIRA

530 aeronaves é pouco para você?

SteelWing

Cara caiu hoje na China mais um 737.

Últimas Notícias

Operação Rimon 20: Caçadores israelenses versus caçadores soviéticos

Sérgio Santana O fim da Guerra dos Seis Dias de 1967 deixou as forças israelenses no lado leste do Canal...
- Advertisement -
- Advertisement -