segunda-feira, julho 4, 2022

Gripen para o Brasil

Exército Brasileiro encontra aeronave que desapareceu durante a 2° Guerra Mundial

Destaques

Valter Andrade
Valter Andrade é jornalista especializado em Defesa e fotógrafo

De 27 a 31 de janeiro, um Grupo de Combate do 34° Batalhão de Infantaria de Selva, Batalhão Veiga Cabral, realizou uma expedição na região da Aldeia Santa Isabel, próxima ao Oiapoque.

O Grupo era formado por 1 tenente, 3 sargentos, 4 cabos e 3 soldados. Segundo informações, o Exército tinha realizado uma busca em 2012, mas sem sucesso.

A busca foi um desafio, no qual o GC teve que improvisar bastante para chegar ao local, como conta um dos integrantes da missão: “Nós fizemos um bom contato com a população local, fomos muito bem recebidos pelo pessoal da aldeia, deixamos a nossa embarcação militar e pegamos algumas canoas pequenas que eles chamam de “casco” para poder conseguir se aproximar da montanha.

O caminho é uma selva alagada, tem muitas árvores. Só é possível passar com essas canoas”, disse a fonte.

O grupo levou três dias e contaram com auxílio de pelo menos três indígenas da região. Encontraram alguns destroços da fuselagem, parte da cauda, asa e uma metralhadora calibre .50.

A história dessa aeronave está diretamente ligada à base aeronaval do Amapá, que serviu aos aliados durante a Segunda Guerra Mundial.

FONTE: Correio Amapaense

NOTA DA REDAÇÃO: Os destroços encontrados são os restos do B-26G-25-MA, Marauder – cn: 9557, USAAF BuN. 44-68105. Desaparecido no seu voo de translado no dia 25 de Janeiro de 1945. O B-26 decolou da Atinkson AAF (Army Air Force na Guiana Inglesa e tinha como destino Belém. Todos os 5 tripulantes faleceram na queda.

- Advertisement -

86 Comments

Subscribe
Notify of
guest
86 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo Maçolla

O B-26 Marauder era um bombardeiro de porte médio deve ter mais partes por lá soterradas e engolidas pela selva…

No mais parabéns aos participantes da expedição , Esse tipo de missão só pode mesmo ser executada por um grupo como este especializado “Infantaria de Selva” Vejam que para que estes são acostumado com o ambiente e mesmo assim levaram 3 dias para encontrar os destroços..

EDSON JOSE DEL PRETO JUNIOR

Exato, um lugar inóspito como esse é sempre difícil, é como procurar uma agulha no palheiro.

Ambrosius

Área da Uaca é bem conhecida. Acorda

Marcsou

E qual de motivo de só acharem agora se é bem conhecida?

Beto

Pelo seu comentário, você deve no mínimo ser comandante de batalhão de selva.

Luis

O B-26 também era conhecido como “Widowmaker” (O Fazedor de Viúvas)

https://www.quora.com/Why-was-the-B-26-called-the-Widowmaker

Last edited 4 meses atrás by Luis
Gilberto W. Ladewig

Os widowmakers eram 2, o P-61 e F-104 Starfighter, que caia meis do que voava. As esposas da nova Luftwaffe sabiam que is maridos decolava, mas não se pousavam.

Renato Monteiro

O que um bombardeiro fazia nesta região?
Aparentemente não tem sentido

Salomon

Acho que fazia parte do “Trampolim da Vitória”, eles vinham pingando até Cabo Verde, salvo engano.

João Adaime

Caro Renato
A nota da redação esclarece: ele fazia um voo de translado entre a Guiana Inglesa e Belém. E o Amapá fica entre estes dois pontos.
Abraço

JRS

Leia a matéria e estude. Aconselho pegar um geoatlas do 6º ano ou busque no google earth, se souber.

Rosenval Machado Aires

Pra que essa agressividade? Se não quiser esclarecer a pessoa basta ignorar a pergunta…

José Carlos David

Concordo. A maioria aqui não é especialista, mas apenas curiosos das lides militares. Esclarecer sempre, ofender nunca.

horatio nelson

e os restos mortais ficam lá ?

Alexandre Galante

Certamente uma equipe dos EUA será enviada ao local para recolhimento dos restos e posterior identificação.

horatio nelson

que otimo,heróis; RIP.

Teropode

?????R.I.P?????

Salomon

Ao contrário dos ingleses, os americanos repatriam os restos mortais, independente do tempo.

Neto

E perder a chance de treinar em terreno alheio? acho que não.

Flanker

Pronto…tava demorando??

rafa

Sim. Eles vão trazer uma equipe especializada em escavação e conservação. Normalmente são pessoas que dedicaram a vida a escavações, restaurações ósseas, etc…

Mas eles tb são especialistas em HALO, HAHO, espionagem, contra-espionagem, demolições. Aff

glasquis 7

Acredito que que deveria ser o próprio EB que deva resgatar os corpos e entregar pra repatriação.

Rinaldo Nery

É o q será feito.

glasquis 7

Já imaginava como procedimento padrão.

Se levantam os restos, são transportados pelas FAs locais e entregues às autoridades Americanas com as honras pertinentes.

Isso normalmente se faz até com heróis inimigos.

Fernando

Já não existe mais nada a ser resgatado, animais e bixos já carregaram os restos mortais faz tempo.

Rodrigo

Num é.. Quase 80 anos a céu aberto em um ambiente como aquele e o povo ainda pensando em restos mortais..

glasquis7

Ás vezes sobra alguma coisa, ossos ou fragmentos junto com restos de uniforme. Qualquer coisa de uso pessoal também.

Em muitos países, resto de uniforme e pertences pessoais são considerados como sendo “restos mortais” para repatriação ou, pelo menos, se lhes é dada a mesma importância.

Rodrigo Maçolla

Galante tomara que assim seja.

Agora uma duvida esta Base aeronaval do Amapá (BAA) que fala no texto da noticia esta abandonada não ?? nem FAB nem a MB utiliza o local?? a muito não se fala do local… Se na 2º Guerra era importante sua localização porque esta abandonada ?

Flanker

Aqui tu vai encontrar informações sobre a antiga Base Aeronaval do Amapá:

https://www.topensandoemviajar.com/base-aerea-americana-amapa

João Adaime

Caro Rodrigo
Ela foi construída em 1941 no município de Amapá, que fica a meio caminho entre Macapá, a capital do Estado, e Oiapoque, junto à fronteira com a Guiana Francesa. Sua missão principal era abrigar os dirigíveis que caçavam submarinos nazistas. Após a guerra foi abandonada. Como única lembrança, existe um museu no local com fotos da época. O resto são ruínas.
Abraço

ap museu.jpg
Rodrigo Maçolla

João obrigado pela resposta, eu desconhecia estes fatos…

João Adaime

Isto é o que restou da base.

ap base.jpg
João Adaime

Aqui pode-se ver a localização do município de Amapá.

ap mapa.jpg
Renan

Também já pesquisei a respeito dessa antiga base, seria bacana se fosse preservado como um museu a céu aberto para visitação.
Mas como é em um local muito afastado, de difícil acesso no meio do nada, até entendo a dificuldade, provavelmente não haveriam turistas a ponto de se tornar minimamente sustentável.

Ambrosius

Trabalhei por aíi nessas bandas e já existia o morro do avião, como existe garimpo também

marcio oliveira

Foi encontrado algum resto mortal de algum dos tripulantes?

Reinaldo Deprera

Inóspito! Olha a cara do índio!

É muita humidade, muito inseto, muito isolamento, muita malária. É muita dificuldade pro índio. A Ucrânia é como se fosse uma cidade do planalto floridiano pra esses caras.

Se o urso encontrar uma onça o que acontece?

pedro

A Onça pinta o meio fio da casa do Urso e ainda capina a grama. E se a Dona Ursa quiser, a onça lhe presenteia com um Kit de Unha e outro de Vinho. Se o Urso ainda desejar, tambem pode utilizar os serviços de “Nota a Imprensa” a qual a Onça gosta muito de fazer!

Sagaz

Urso bêbado tá acostumado a comer salmão subindo o rio. Onça caça, espreita,destroça, devora… A onça faz até a cobra fumar, mexe com quem tá quieto não.

joel eduardo soares

O gelo mata, a SELVAAA!!! também.

Maurício.

Reinaldo, é muito mais fácil o tal urso encontrar as capivarinhas do que a tal onça pintada…?

https://youtu.be/cxwSu8vhU4g

Saldanha da Gama

Sou muito mais a onça pintada….

José

Sua preferência pela pintada não muda os fatos

Robert Smith

hum…. não sabia que tem URSO na Amazônia! :o)

Chris

Eu apostaria no urso… Único quesito onde a onça vence seria na agilidade.

Dentes são igualmente grandes, mas o Urso é maior, tem mais força e uma verdadeira armadura peluda.

Indio… Ucrânia… Urso… Eu não sei o que você bebeu, mas deve ser bom. Heheh

Last edited 4 meses atrás by Chris
Antonio Salles

Não é a primeira vez que avião da Força Aérea do Exército dos EUA desaparecem junto com a tripulação na selva amazônica durante a Segunda Guerra Mundial. Há mais de dez anos equipe de militares da USAF compareceram à outra área onde jaziam destroços de outra aeronave norte-americana e prestaram homenagem em posição de sentido aos restos mortais da tripulação.

Jadson Cabral

Sem contar o que desapareceu no oceano, sobretudo no triângulo das bermudas e pacífico

Renato Monteiro

A reportagem deveria apresentar os nomes dos ocupantes, bastaria uma pesquisa básica

Gilberto

Se pesquisar vai ver que o B-26 # 44-68105 já foi encontrado há tempos

1st Lt. Theodore T. Handley (Pilot)
2nd Lt. Raymond J. Carson (Co-Pilot)
F/O James E. Johnson, Jr. (Navigator)
Cpl. George W. Bodin (Radio-Gunner)
Engineer-Gunner S/Sgt Wesley W. Fulton

Postei até um link com uma matéria americana relembrando o caso em março de 2000, no entanto parece que a moderação não liberou meu outro comentário

Marcos10

Não entendi!
Eles acharam por acaso ou estavam procurando?

Nilton L Junior

Estavam procurando

Sergio Cintra

“Quem achou foi o cachorro, e nem foi mencionado!”

Carlos Pietro

Exato.

Pablo Maroka

O nobre herói cachorro!

J R

Quem achou foram os indígenas, o cachorro (feio pra caramba) foi lá pra caçar cotia e espantar onça. kkkkk

PzIVf2

já foi encontrado há muito tempo

Foxtrot

Nossa que eficácia ! Quase 60 anos depois.
O bom que não estava submersa a aeronave, se não seriam outros milênios !
Na falta de novidades !!!!

Flanker

Quase 60 anos?? De 1945 a 2022 não seriam 77 anos?

Foxtrot

Nossa, pior do que eu imaginava então kkkkk.
Acho que quem realmente achou a aeronave foi o cachorro na foto !

Gilberto

Me equivoco ou o 44-68105 já foi encontrado e sua tripulação enterrada há muito tempo?
Ler a 4ª página
https://medicinthegreentime.com/wp-content/uploads/2014/05/THE-MARAUDER-THUNDER-PAGE-59.pdf

Flanker

Pelo texto do seu link, fala que essa aeronave caiu próximo a Belém, mas nessa matéria do tópico informa que ela caiu próximo a Oiapoque. Mas, em ambas a matrícula da aeronave é a mesma. Segundo a matéria do seu link , encontraram os restos de 4 dos 5 tripulantes, que foram enterrados em uma sepultura única em um cemitério militar nos EUA. Nessa matéria aqui do tópico não é dito que os militares do EB encontraram os destroços agora ou que foram os primeiros a chegar lá. Realmente, é meio confuso.

Gilberto

A rota do avião era pra Belém, por isso eles falam “próximo a Belém” Departure airport: SYCJ Destination airport: SBBE https://aviation-safety.net/wikibase/150062 “This B-26, Marauder, crashed in Brazil enroute to the war in Europe.  The plane and crew were probably assigned to the 320th Bomb Group. They were buried on May 6, 1948 in Section E 1 at the Zachary Taylor Nat’l Cemetery.   1/Lt Theodore T. Handley, Pilot 2/Lt Raymond J. Carson, Copilot F/O James E. Johnson, Jr, Navigator Cpl George W. Bodin, Radio-Gunner S/Sgt Wesley W. Fulton, Engineer-Gunner – Unknown Burial Location     On an overcast afternoon in January 1945,… Read more »

Gilberto

O Rafael F S postou o link com a história toda:
https://tokdehistoria.com.br/tag/44-68105/

Genario Querendo

SELVA !!!! parabéns aos combatentes envolvidos na missão

Carlos

Os americanos usavam base aérea de Natal como trampolim para atingir o norte da África. Talvez iria para Belém e depois como a última escala em Natal

Nonato

Os índios, que moram lá, nunca tinham visto esses destroços?
Para quem vive no isolamento (ou talvez nem tanto) não seria de se estranhar já terem visto muita coisa e não saber do que se trata.
Poderia ser restos de um gerador a diesel deixados por garimpeiros, por exemplo.

Chris

Da tribo indigena.. Demoraram 3 dias pra chegar ao local !

Rafael F S

Sim, já tinham visto, em 1946:
https://tokdehistoria.com.br/tag/44-68105/

Gilberto

Exatamente!

Não sei como tantos sites (alguns especializados) estão replicando uma matéria que dá a entender que este aparelho nunca foi encontrado.

Robert Smith

Com certeza o serviço de recuperação e identificação de corpos de combatentes do USA vai mandar uma equipe para resgatar os restos mortais da tripulação… se é que ainda não foi feito.

Mauro S

Manchete alternativa: “Indígenas guiam militares até aeronave que desapareceu na 2a Guerra Mundial”.

Last edited 4 meses atrás by Mauro S
Renan

Houve equívoco nos meios de imprensa na divulgação inicial desse evento, o que acabou sendo replicado. Ao dizer “encontrar” referem-se a especificamente sobre esse grupo da foto. Eles encontraram. Assim como expedições anteriores ora encontraram e ora não. Os corpos, por exemplo, já haviam sido retirados da mata naquela época. Dos destroços, resta apenas algumas partes que não foram retiradas. Vale destacar que o local é realmente conhecido por “Morro do avião” há decadas. Então, sim, o título correto da matéria seria: Indígenas mostram ao EB local plenamente conhecido, porém de difícil acesso, onde remanescem algumas partes de acidente aéreo… Read more »

Agressor's

Qual será o destino da aeronave? Vai pra algum museu daqui?

glasquis 7

Pertence à USAF. Se o EB resgatar a mesma, dificilmente a cederá ao Brasil. Tem uma importância histórica e os Americanos dão muito valor.

Renan

Não tenho a minima ideia de quais seriam os tramites de uma operação dessas, MAS.. creio que somente o governo do Brasil determina qual o destino disso.
Pois até aonde eu sei o Brasil é soberano sobre tudo que envolve seu território, neste caso uma aeronave estrangeira (sem autorização?) em território nacional há mais de 70 anos.
Imagine se fosse o inverso, destroços de uma aeronave brasileira em solo americano, não seria apenas ir lá carregar e boas..
Certamente os americanos precisarão de uma autorização para um possível resgate.

glasquis7

Não, avião militar é “Território”. Ele tem o mesmo tratamento de um consulado ou embaixada. Por exemplo, se uma mulher grávida da a Luz num avião da Brasileiro da Gol SObre a Argentina, a criança é argentina segundo o Jus Solis e Brasileira segundo o Jus Sanguinis. Se parto for um avião militar a criança a nacionalidade é, segundo o Jus Solis, cidadão do país de propriedade do avião. Todo país reclama o seu material militar como próprio. Assim os EEUU tiveram que devolver os MIG russos nos quais alguns desertaram. “Imagine se fosse o inverso, destroços de uma aeronave… Read more »

Renan

Não é bem assim. E existem vários casos como esse, o próprio Vulcan interceptado pela FAB durante a guerra das Falklands é um exemplo. Pelo que se especula, ele foi devolvido faltando algumas coisinhas digamos assim… . MIG-35 no Japão, Bombardeiro americano na China só para citar outros. Nenhum país tem esse direito de “exigir” nada em território alheio. . Obviamente neste caso especifico o governo brasileiro não tem nenhum motivo para criar impecilho, mas em se tratando de direito internacional muitas vezes teoria é uma coisa, pratica é outra. Ainda mais em se tratando de equipamentos militares em tempos… Read more »

glasquis 7

“o próprio Vulcan interceptado pela FAB durante a guerra das Falklands é um exemplo”

Esse caso nada tem a ver. O Vulcan invadiu espaço aéreo do Brasil e foi apreendido. Neste caso, o Bombardeiro voava com autorização.

“Pelo que se especula, ”

Especulações não oferecem certeza nem prova de nada.

“Nenhum país tem esse direito de “exigir” nada em território alheio.”

Não é bem assim

O Chile exigiu em 2006 a repatriação de um soldado morto em 1881 que estava enterrado em Zig-zag, Perú e foi repatriado em 2007 com todos os seus pertences.

https://www.youtube.com/watch?v=wsmZEaZXQb8

Last edited 4 meses atrás by glasquis 7
Renan

Analise frase por frase.. Hummm que lindo.
.
Mas continuo com minha opinião.
Até poderia rebater tudo novamente, mas tô sem saco..
Abraço.

glasquis7

Até poderia rebater tudo novamente, mas…”

Não, não pode. A lei no Brasil dá às aeronaves militares estrangeiras, tratamento de “território consular” Inclusive dentro de um avião militar pode-se dar asilo diplomático.

Isto é lei. Não tem como rebater.

Mas continuo com minha opinião.”

Não há em mim vontade alguma de fazê-lo mudar de opinião, apenas apresento meu ponto de vista para debate e o apoio com os poucos conhecimentos que eu possa ter e nada mais do que isso. Depois de tudo, um bom debate pode ser antagônico.

glasquis7

E, respondi mas o comentário ficou retido.

glasquis7

Extrato:

As aeronaves militares gozam da mais completa imunidade e podem conceder asilo diplomático. O Código Brasileiro de Ar ficcionalmente considera as aeronaves militares como se estivessem no território de sua nacionalidade.”

Isto demonstra que Aeronave Militar é território do país de origem.

Dayton

Essa aeronave bem como os restos mortais foram localizadas já no ano seguinte a queda, inclusive os corpos transladados em 47 para os EUA.

Dayton

Segundo esse site, já no ano seguinte ao acidente em 1946 os destroços da aeronave bem como os restos mortais da tripulação foram localizados e resgatados, e em 1947 inclusive foram translado para os EUA. Então na verdade foi uma redescoberta.

https://tokdehistoria.com.br/tag/b-26-44-68105/

Rodrigo

Show a pesquisa. Duas curiosidades, primeiramente os tripulantes terem sido enterrados em Belém e somente após um ano levados para os EUA (coisas de uma época de guerra). E aquela pintura com a numeração da cauda estar tão bem preservada, ô tinta boa..

Flanker

“E aquela pintura com a numeração da cauda estar tão bem preservada, ô tinta boa..”

Pensei exatamente a mesma coisa! Incrível!

Últimas Notícias

FAB intercepta aeronave carregada com 500 kg de drogas

Atuação da Força Aérea tem como objetivo defender o espaço aéreo e proteger as fronteiras do país A Força Aérea...
- Advertisement -
- Advertisement -