quarta-feira, janeiro 19, 2022

Gripen para o Brasil

Relembrando os posters da Revista Flap Internacional

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Em homenagem a Carlos André Spagat, publicamos novamente os famosos posters da revista Flap Internacional, enviados pelo leitor e colaborador Roberto Santana.

Para os leitores mais antigos, que já eram entusiastas naquela época, é uma oportunidade para matar a saudade.

Para os leitores mais novos, eles dão uma ideia de como era a Aviação Brasileira daquele período histórico.

Poster Força Aérea Brasileira – 1979 – Flap Internacional

Poster Indústria Aeronáutica Brasileira - 1981
Poster Indústria Aeronáutica Brasileira – 1981

Poster Empresas Regionais Brasileiras - 1980
Poster Empresas Regionais Brasileiras – 1980

Poster Frota Comercial Brasileira - 1980 - Flap Internacional
Poster Frota Comercial Brasileira – 1980 – Flap Internacional

- Advertisement -

10 Comments

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nilton L Junior

Se eu soubesse a importância de ter guardado os bilhetes e os talheres e brindes hoje eu teria de recordação do 727 Transbrasil, Cruzeiro e Varig e do A-300 da Cruzeiro, que azar.

Luiz Trindade

De todas as que mais me entristece vê-la falindo foi a VARIG. Marcou gerações essa companhia aérea… Mas… É para frente que se anda!

Rodrigo Maçolla

é muito difícil , digo oneroso e caro operar no Brasil , digo comercialmente, Será que TransBrasil, Vasp, Cruzeiro, Varig e mais recentemente Avianca e agora a Itapemim todas estas e outras… foram incompetentes na sua administração ?? só isso explica o desaparecimento destas companhias aéreas

Johan

Tenho revistas dos anos 2000 que conta detalhadamente os motivos do fim da Transbrasil: o dono confiava e colocava gente “amiga” para dirigir a empresa e não eram profissionais e da Cruzeiro, aparentemente por motivos políticos. A Varig vou ficar quieto se não terá briga de torcida, os entendidos sabem do que eu estou falando.

André Macedo

O dono da Ita abriu recentemente uma empresa no Reino Unido com valor de 6 milhões enquanto no Brasil ele deixa de pagar funcionários, tudo isso com a Itapemirim em recuperação judicial desde 2016, acho que isso responde sua pergunta.
Não que tudo sejam flores pras companhias, mas difícil e oneroso é trabalhar por um salário mínimo e ter que decidir entre comprar comida ou pagar o aluguel, o mercado da aviação é instável em todo o mundo, empresas gigantes como American Airlines, United ou Delta já enfrentaram recuperação judicial também, e a PanAm tentou mas faliu.

Rodrigo Maçolla

Ok André não to defendendo ninguém não , sei que muitos são incompetentes mesmo, mas que é complicado aviação comercial no Brasil é sim… como em muitas outras áreas também , Veja o governo a pouco tempo ampliou a participação de capital estrangeiro para 100% para companhias aéreas com sede no Brasil na esperança de atrair investimentos…. Isso foi uma boa medida e a muito tempo comentada como uma das possibilidades de trazer mais investimento para a área, Mais esta medida não surtiu nenhum efeito prático… é verdade que a pandemia “broxa” um pouco tudo mais não é só isso.… Read more »

Tiago da Silva

Caro Rodrigo investir seja lá onde for não é algo tão fácil e o Brasil é um país onde as coisas se complicam um pouco mais, porém também pode ser uma oportunidade. Oportunidade no apecto do tamanho do nosso território e a capacidade atual e futura, mas tentando responder a sua pergunta. As companhias aéreas brasileiras sofrem com problemas de gestão que acabam afetando a operação e em muitos caso fecham ou são vendidas. Cada mercado tem suas características que facilitam ou dificultam e com o Brasil não seria diferente, no caso em específico da ITA ele não preferiu investir… Read more »

ednardo curisco

show!!!!!

Flanker

Das aeronaves do poster da FAB, de 1979 (42 anos atrás), ainda há 5 modelos em operação, sendo 4 modernizados e 1 com uma versão mais moderna, de fábrica.

Tiago da Silva

Spagat era conhecido pelo seu humor ácido mas também de uma competência sem igual carregando a FLAP por todos estes anos, é uma perda sem igual mas que deixa um legado que agora é uma fundação. Nas páginas da FLAP tive o prazer de conhecer um pouco mais sobre a história da aviação brasileira e mundial e em especial nos anuários de aviação civil e militar que ainda tenho algumas edições. Espero que o seu legado seja mantido para que as próximas gerações tenham o devido acesso histórico de tempos que não voltam mais. Fez a história através da FLAP… Read more »

Últimas Notícias

Chile quer comprar aeronaves britânicas E-3D Sentry ‘AWACS’ aposentadas

Uma fonte disse ao UK Defense Journal que o Chile está procurando comprar “mais de uma” aeronave E-3D aposentada...
- Advertisement -
- Advertisement -