sexta-feira, maio 27, 2022

Gripen para o Brasil

Caça Typhoon da RAF destrói drone na Síria

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O evento foi o primeiro engajamento ar-ar operacional conduzido por um Typhoon da RAF, e também o primeiro disparo de míssil ar-ar da RAF durante a Operação SHADER

Um Typhoon da Força Aérea Real derrubou um pequeno drone hostil na Síria, que representava uma ameaça para as forças da coalizão na área.

Este evento sem precedentes foi o primeiro combate ar-ar operacional conduzido por um Typhoon da RAF, e também o primeiro disparo de míssil ar-ar da RAF durante a Operação SHADER – a contribuição do Reino Unido para a Coalizão Global contra o Daesh.

O Secretário de Defesa Ben Wallace disse:
– Este ataque é uma demonstração impressionante da capacidade da RAF de derrubar alvos hostis no ar que representam uma ameaça às nossas forças.

– Continuamos a fazer tudo o que podemos ao lado de nossos parceiros da Coalizão para erradicar a ameaça terrorista e proteger nosso pessoal e nossos parceiros.

Eurofighter Typhoon lançando um míssil MBDA ASRAAM

O engajamento ocorreu em 14 de dezembro, quando a atividade de drones foi detectada acima da base da Coalizão Al Tanf, na Síria. À medida que o drone continuava em sua rota, ficou claro que ele representava uma ameaça às forças da Coalizão.

Os Typhoon da RAF conduzindo patrulhas de rotina na área foram encarregados de investigar. Apesar do pequeno tamanho do drone torná-lo um alvo muito desafiador, ele foi abatido com sucesso usando um Míssil Aéreo de Curto Alcance Avançado (ASRAAM – Advanced Short Range Air to Air Missile) e a ameaça eliminada – um tributo à habilidade e profissionalismo dos pilotos da Força Aérea Real.

Isso ocorre várias semanas depois que a RAF eliminou com sucesso uma ameaça terrorista conhecida na Síria usando um Reaper pilotado remotamente e armado com mísseis Hellfire.

A Coalizão Global contra o Daesh libertou oito milhões de pessoas em 110.000 quilômetros quadrados da tirania do Daesh no Iraque e na Síria.

No entanto, o Daesh ainda é uma ameaça. O Reino Unido continua firmemente comprometido em trabalhar com nossos parceiros da coalizão e as Forças de Segurança do Iraque para degradar ainda mais o grupo terrorista.

FONTE: Ministério da Defesa do Reino Unido

- Advertisement -

35 Comments

Subscribe
Notify of
guest
35 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ZEUS

Um pequeno drone hostil… “O Secretário de Defesa Ben Wallace disse: – Este ataque é uma demonstração impressionante da capacidade da RAF de derrubar alvos hostis no ar que representam uma ameaça às nossas forças.” Parabens Ben! Vocês mostraram do que são capazes explodindo um terrível e devastador mosquito da dengue com 5Kg de TNT! E essa coisa do Daesh usando armamento estadunidense acessível a poucos, Reaper com hellfire… Lembrei-me da cena de O senhor das armas quanto N. Cage, preso, esculacha o agente federal dizendo que em pouco tempo seria solto a mando dos chefes militares e políticos estadunidenses… Read more »

Bosco

O Reaper com Hellfire era da RAF.

ZEUS

Verdade. Acabei de me dar um deslike pelo erro de interpretação, inclusive de algo que está bem explícito.
Porém mantenho os parabéns ao Ben pelo abate do pernilongo.

Bosco

Mas o mal da fake news já foi consumado. Olhe o quanto de likes você já ganhou dos abilolados, dos ignorantes ou dos militantes como você que consideram que a verdade dos fatos é só um pormenor geralmente incômodo e não raro, dispensável.

Vinicius Momesso

A errata foi postada apenas depois da publicação apontando o erro.
Ou seja, enquanto um “fato” não for desmentido, ele continua sendo um “fato”.

ZEUS

Mas nada que se compare ao estelionato intelectual que você promove com suas análises comparativas forjadas a base de dados técnicos com pseudo análises comparativas fictícias que levam invariavelmente a demonstrar uma ilusória superioridade dos “cowboys mocinhos” dos EUA aos quais você foi doutrinado a se ajoelhar, e que fazem a alegria dos idiotas inúteis que compõem a massa de manobra de tupinicats mickeyboys.

Bosco

“Mas nada que se compare ao estelionato intelectual que você promove com suas análises comparativas forjadas a base de dados técnicos com pseudo análises comparativas fictícias que levam invariavelmente a demonstrar uma ilusória superioridade dos “cowboys mocinhos” dos EUA aos quais você foi doutrinado a se ajoelhar, e que fazem a alegria dos idiotas inúteis que compõem a massa de manobra de tupinicats mickeyboys.“ – Sério que você pensa assim de mim? Pois pra mim essa é a descrição exata da sua militância aqui na Trilogia em desfavor dos EUA e de todo o Ocidente, com a agravante que adota… Read more »

Kemen

Sem posicionamentos politicos e sem querer ofender a ninguém, parabéns pela fraseologia empregada, a tempos não leio um portugues tão bonito.

sergio

Boscolino vc tem uma paciência de jó cara, eu ja desisti de posta aqui, faz tempo.
Alias a grande maioria dos caras que realmente entendem da coisa, ja desistiu daqui faz tempo.
E só vê o nível das postagens agora, Raras as exceções e tudo com puro viés Ideologizo sem dados técnicos, ou conhecimento só puro achismo.
O camargoer falo que segundo o Galante, posta aqui e um privilegio, mais sinceramente, acho que isso e uma visão deturpada do que realmente e um privilegio, mais em fim, como diz o ditado, fica quem quer.

Luciano

“[…] dos ignorantes ou dos militantes como você que consideram que a verdade dos fatos é só um pormenor geralmente incômodo e não raro, dispensável.”

Interessante que isso se aplica perfeitamente a um comentário antivacina que vc fez em outra matéria, Bosco. Isso sim é que é comentário infeliz …depois de mais 617 mil mortos no Brasil e mais de 5,3 milhões no mundo!

Bosco

Vacinas servem para criar imunização ativa. Se mesmo com a vacinação em massa há risco de se pegar o vírus , o que fica evidente com a proibição de não vacinados de frequentar determinados ambientes abertos para os vacinados, ela não serve para o que se propõe. A redução da taxa de letalidade e de mortalidade se deve não só a vacinação mas também a imunidade de rebanho. Se não houvesse vacina cerca de 100 milhões de brasileiros já teriam anticorpos tendo em vista que acredita-se que há 4 brasileiros que tiveram contato com o SARS-CoV-2 para cada brasileiro que… Read more »

Bosco

Também pode-se dizer que vacinas têm potencial de reduzir os efeitos da doença e inclusive reduzir a taxa de letalidade, mas isso não se comprovou na prática. A taxa de letalidade continua igual era antes da vacinação. Ou seja, a quantidade de indivíduos que ficam doentes e vão a óbito não se alterou de forma significativa.
Se a taxa de mortalidade se reduziu foi por conta da redução da prevalência e da incidência, que pode ser atribuída a que mais pessoas têm anticorpos circulantes por conta de terem tido contato com o SARS-Cov-2 ou terem sido vacinados ou ambos.

João Fernando

Putz tá nessa ainda? Explica como aqui em SP o número de mortos caiu muito, e praticamente só quem não tomou tá sendo internado.

Bosco

Tá explicado acima. Vale salientar que essas mais de 600 mil fatalidades configura um caso gravíssimo de supernotificação. Eu mesmo conheço (ninguém me contou) 2 indivíduos (uma garota que faleceu por hemorragia por aborto provocado e um senhor que faleceu por infarto do miocárdio) que não morreram devido ao COVID (e nem tinham COVID quando morreram ou sequer deviam ter tido contato com o vírus SARS-CoV-2) mas nas suas certidões de óbito constava sê-lo e as famílias não puderam enterrar seus entes queridos. Mas a mídia não dá atenção a isso porque vai de encontro à sua narrativa. Isso é… Read more »

Last edited 5 meses atrás by Bosco
carvalho2008

Mestre Bosco, existe um pouco de tudo….mas o problema é pegar o pouco para explicar o TUDO…. O verdadeiro nome do jogo deveria ser imunidade, quer seja natural ou fomentada por vacinação….ambas promovem uma taxa de imunizantes no organismo e este foco é que deveria direcionar as priorizações para aplicar todas, absolutamente todas as armas contra o virus. Sim, os atuais modelos de vacinas não promovem a quebra da transmissão. O estudo também mostrou que o organismo das pessoas vacinadas combate mais rapidamente a covid-19. Entretanto, o pico de carga viral e de transmissão do vírus é o mesmo que… Read more »

Last edited 5 meses atrás by carvalho2008
Flanker

Bosco, gosto muito dos seus comentários técnicos e concordo em parte com alguns de seus comentário políticos. Entretanto, vacina alguma, seja para a doença que for, evita que a pessoa entre em contato com o causador desse doença. As vacinas evitem o desenvolvimento das doenças ou evitam quadros graves delas. O número de óbitos diminuiu, de forma proporcional ao aumento do número de pessoas vacinadas. Isso é científico e comprovado. Não se pode brigar com dados científicos. Então, ao contrário do que você disse, hoje morrem MUITO menos pessoas de civis.. …esse número se alterou de forma significa, SIM.

Kemen

Bosco, a imunidade de rebanho leva muito tempo para ser adquirida, e sendo necessaria mais de uma infecção tendo em vista a variedade dos virus que já existem. Respeito a posição de todos, mesmo sendo as mais diversas, mas a vacina imuniza em menor tempo sem a necessidade de tratamento hospitalar.

Antonio Palhares

Desculpe a ignorância do macaco.
Estes terroristas não eram aqueles cortadores de cabeças, que explodiam patrimônio da humanidade ? Recrutados, treinados, armados, pagos e mantidos pelo ocidente para derrubarem o governo legítimo, de um estado soberano que faz parte da ONU?
Que eufemisticamente eram chamados ” oposição moderada” ?

Hcosta

Não, esses eram, e ainda são, o ISIS. Não é de um lado terroristas e do outro o lado certo. O que não faltam neste conflito são fações, muito diferentes entre eles.

E Assad não é o lado certo. Da mesma forma que o Ocidente apoiou a revolta interna, também inflamada com as táticas brutais do regime e da irmandade Muçulmana, Irão e a Rússia apoiaram esse ditador, cuja família está no poder há muitas décadas sem fazerem eleições.

Adriano Madureira

“E Assad não é o lado certo. Da mesma forma que o Ocidente apoiou a revolta interna, também inflamada com as táticas brutais do regime e da irmandade Muçulmana, Irão e a Rússia apoiaram esse ditador, cuja família está no poder há muitas décadas sem fazerem eleições”. E quem é o lado certo meu caro?! Não existe lado certo, nem os atores internos e nem os externos… Eu não vejo problema em russos e chineses apoiarem Assad…por exemplo, o ético estados unidos, com suas regras morais, com sua oposição a regimes nefastos e que está defendendo a democracia e liberdade… Read more »

Hcosta

Não, há uma grande diferença. Quando um ditador mata centenas de milhares numa guerra civil isso é uma grande diferença. Se não consegue manter a paz aí perde a utilidade. E se há algo que a guerra civil na Síria demonstrou é que Assad é um sanguinário sem escrúpulos.

E não me parece que os EUA sejam responsáveis por todos os ditadores no mundo…

ZEUS

Exatamente. Tropas terroristas mercenarias insufladas, apoiadas e mantidas pelos “mocinhos” ocidentais.

Não sei se se lembra mas ocorreram situações em que os EUA lançaram de para quedas, segundo eles “por engano”, armas e munições para o Daesh. Porém oficiais do Iraque disseram que isto era algo corriqueiro.

XFF

Tio Sam e Reino Unido continuam treinando esses “Moderados na Síria” para combater governo Sírio e prolongar a guerra o máximo possível.
A desculpa que eles contam é que estão na Síria pra combater terroristas. Pior que tem bobinhos que acreditam…

Matheus S

“O engajamento ocorreu em 14 de dezembro, quando a atividade de drones foi detectada acima da base da Coalizão At Tanf, na Síria. À medida que o drone continuava em sua rota, ficou claro que ele representava uma ameaça às forças da Coalizão.”

Desconheço esse lugar na Síria, At Tanf. Conheço Al Tanf e nesse lugar que tem uma base da coalizão. Algumas mídias já alteraram.

Matheus S

Provavelmente iranianos. A base em Al Tanf fica na fronteira entre Iraque e Síria, os iranianos querem expulsar os americanos e aliados dali, se torna um interesse dos persas remover a presença aliada ali para encurtar o caminho logístico de suprimentos e tropas para o Hezbollah no Líbano, a rota de Deir ez-Zor até Líbano é muito mais desafiadora em termos logísticos. A milícia iraniana tentou tomar a base à força em 2017, mas foram fragorosamente derrotados, e desde então, recorrem a ataques de UAV, um dos últimos e mais ferozes foi alguns meses atrás quando 5 UAVs suicidas atingiram… Read more »

Adriano Madureira

“A milícia iraniana tentou tomar a base à força em 2017, mas foram fragorosamente derrotados, e desde então, recorrem a ataques de UAV, um dos últimos e mais ferozes foi alguns meses atrás quando 5 UAVs suicidas atingiram a base”.

Estão longe de casa, tanto iranianos quanto os defensores da galáxia…

Matheus S

O único ali que tem a prerrogativa do governo sírio são as tropas russas, nem mesmo as milícias iranianas tem permissão, pelo menos publicamente, Assad deve fazer vista grossa ao Irã, ainda mais anteriormente, quando ele quase caiu e o apoio dos persas foi fundamental para a queda do EI na Síria assim como das tropas russas.

Antoniokings

Essa semana, os EUA anunciaram que não há mais tropas de combate do País no Iraque.
A milícia iraquiana pró-Irã tinha dado o prazo até o final do ano para os americanos saírem do Iraque e parece que ‘foram atendidos’.
Muito provavelmente, a maioria xiita vai assumir o poder no Iraque.
Paralelo a isso, cresce a animosidade dos sírios com relação à presença americana na região.
Não preciso dizer que os americanos estão ficando isolados na região.

18/12/21
br.sputniknews.com/20211218/civis-e-tropas-governamentais-da-siria-interceptam-e-obrigam-blindados-dos-eua-a-recuar-video-20735728.html

Matheus S

A relação dos EUA com os países do O.M certamente está mudando. Só para usar como exemplo, Israel que ficava até então sob responsabilidade do EUCOM, esse ano foi transferido para ficar sob AOR do CENTCOM, a mesma área de responsabilidade sob o Irã, isso foi uma situação muito explícita da razão dessa mudança. Os EUA só poderá contar agora com A.S e Israel naquela região. Nem mesmo a Turquia eles poderão contar mais, Hulusi Akar, o ministro da defesa turco afirmou dias atrás que se os americanos quiserem agir no O.M terá que pedir autorização e contar com o… Read more »

Nilton L Junior

Bah que drone perigoso.

Matheus

Al Tanf? Aquela base que fica numa área onde é santuario pra celulas do ISIS e outros grupos terroristas? Aquela area quando exército Sírio foi querer buscar os ISIS que executaram vários em Palmyra foram bombardeados pela OTAN?

aa.PNG
Gabriel ALMEIDA

eu acho absurdo o disparo de um míssil que custa 250000 dólares para derrubar um drone amador de alguns 3 mil dolares. acho que nestes engajamentos os pilotos deviam usar o canhao de 27mm a que o drone voa baixa velocidade e numa rota bem simples que da tempo par o derrubar.

Matheus S

Não é absurdo. Não foi drone amador. Um ASRAAM usa um buscador infravermelho de imagem (IIR). Isso funciona de maneira um pouco diferente para os buscadores de IR tradicionais. Em vez de procurar e ir para um ponto quente. Funciona mais como uma câmera térmica. Assim, “enxerga” o espectro de calor que o corpo está emitindo, que então compara com o contraste de fundo mais frio do céu. Esses tipos de sensores são tão sensíveis que podem ver o calor gerado por baterias químicas, quando estão sendo usados ​​para alimentar algo. Algo como um suspeito drone iraniano, provavelmente será movido por um motor de combustão… Read more »

Leandro

Bem assim mesmo, povo acha absurdo gastar X pra derrubar drone de valor Y, até estar na mira do drone….daí quero ver falar “ahh usa o canhão que é mais barato” kkkkk

Murder Nova

Pense assim, porque usar um colete balístico de US$ 1,500 para se proteger de um projétil que custa apenas 1 dollar?

Últimas Notícias

Japão permitirá exportações de caças e mísseis para 12 países

Índia, Austrália, Vietnã, Tailândia, Malásia, Filipinas entre destinos TÓQUIO - O governo japonês planeja permitir a exportação de caças, mísseis...
- Advertisement -
- Advertisement -