sexta-feira, maio 27, 2022

Gripen para o Brasil

Leonardo entrega ao Kuwait os dois primeiros Eurofighter Typhoons

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Roma, 14 de dezembro de 2021 – Os primeiros Eurofighter Typhoons da Força Aérea do Kuwait pousaram hoje no país. Estes são os dois primeiros Typhoons no âmbito de um pedido mais amplo para um total de 28 aeronaves que serão entregues à Força Aérea do Kuwait.

O Eurofighter Typhoon para a Força Aérea do Kuwait apresenta uma ampla gama de capacidades operacionais, construídas por Leonardo de acordo com os requisitos específicos da Força Aérea do Kuwait.

A Leonardo representa com suas atividades cerca de 36% do valor de todo o programa, com seu papel fundamental nos componentes aeronáuticos e na eletrônica de bordo. Leonardo também desempenha um papel fundamental na evolução do Eurofighter graças ao novo radar AESA (Active Electronically Scanned Array) que equipa os Eurofighter Typhoons do Kuwait, o que aumenta o desempenho e a competitividade da aeronave.

“Esta é uma excelente operação para a Itália, demonstrando o sucesso dos produtos italianos no exterior e um passo importante para consolidar a posição da indústria italiana no mundo. A defesa é um estímulo para o desenvolvimento de soluções tecnológicas inovadoras e cada vez mais avançadas”, afirmou o Ministro da Defesa italiano Lorenzo Guerini após a entrega dos dois primeiros Eurofighter Typhoons à Força Aérea do Kuwait. Estes são os dois primeiros Typhoons no âmbito de um pedido mais amplo para um total de 28 aeronaves que serão entregues à Força Aérea do Kuwait. A entrega dessas duas primeiras aeronaves ocorre em um ano particularmente significativo para ambos os países, pois 2021 é o ano do 60º aniversário do estabelecimento das relações ítalo-kuwaitianas.

Alessandro Profumo, CEO da Leonardo, disse: “Os Eurofighter Typhoons que desenvolvemos e produzimos para a Força Aérea do Kuwait são os mais avançados em toda a história do programa europeu. Forneceremos ao país uma impressionante capacidade de defesa aérea. Em cooperação com a Força Aérea Italiana, treinamos seus pilotos em nossos centros de treinamento na Itália, construímos infraestruturas de última geração para apoiar e manter uma frota de 28 aeronaves. Os marcos que hoje celebramos são o resultado da cooperação efetiva entre os dois países, onde instituições, Forças Armadas e Indústria trabalharam em sinergia”.

O voo de ferry para os dois primeiros Eurofighters kuwaitianos foi possível graças ao apoio essencial da Força Aérea Italiana, que garantiu a “pista de reabastecimento ar-ar”. Isso foi alcançado por meio de uma atividade operacional complexa, que envolveu dois aviões-tanque KC-767 do 14º Esquadrão Pratica di Mare e dois Eurofighters do 4º Esquadrão Grosseto que escoltaram as duas aeronaves da Força Aérea do Kuwait.

Existem muitos programas diferentes de cooperação internacional entre a Força Aérea Italiana e o Kuwait, alguns relacionados ao treinamento e ao desenvolvimento de habilidades pessoais nas instalações da Força Aérea. Como o treinamento de pilotos cadetes do Kuwait para a obtenção da licença de piloto militar, o treinamento avançado para a conversão operacional destes últimos no Eurofighter do 20º Grupo do 4º Esquadrão em Grosseto, e o treinamento de mantenedores de aeronaves para as mesmas aeronaves. Além disso, junto com os pilotos de teste da Leonardo, alguns instrutores da Força Aérea Italiana apoiarão o treinamento inicial de pilotos kuwaitianos e o crescimento da OCU (Unidade de Conversão Operacional) na base de Al Salem.

A aeronave Eurofighter conta com um programa bem definido de atualização e aprimoramento tecnológico que garante sua competitividade em todo o seu ciclo de vida. Tecnologias em constante evolução, tanto a bordo da aeronave quanto no contexto de suporte logístico, aumentam sua eficácia operacional, capacidade de sobrevivência e gerenciamento eficiente. O programa Eurofighter é uma pedra angular no desenvolvimento das tecnologias aeroespaciais e de defesa europeias e fornece às indústrias envolvidas uma liderança tecnológica que garantirá a competitividade de muitos programas da próxima geração.

O programa Eurofighter é administrado pelo consórcio Eurofighter GmbH, uma empresa com sede em Munique (Alemanha) de propriedade da Leonardo, BAE Systems e Airbus Defense & Space para a Alemanha e Espanha. Do lado do governo, o programa é gerido pela Eurofighter & Tornado Management Agency (NETMA) da OTAN, que foi criada para atender às necessidades de aquisição das forças aéreas dos quatro países participantes: Itália, Reino Unido, Alemanha e Espanha .

Além dos quatro países parceiros, que já encomendaram 510 Typhoons, os clientes internacionais agora incluem Arábia Saudita (72 aeronaves), Áustria (15), Omã (12), Kuwait (28) e Catar (24), um total de 661 aviões encomendados.

Em termos de força de trabalho, o programa Eurofighter envolve mais de 100.000 pessoas na Europa; mais de 20.000 pessoas estão baseadas na Itália (incluindo empregos diretos, indiretos e induzidos). Mais de 400 fornecedores trabalham para o Typhoon, incluindo 200 na Itália.

DIVULGAÇÃO: Leonardo

- Advertisement -

8 Comments

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Daniel Vilela

Quais as vantagens/desvantagens de se escolher o Typhoon no lugar do Rafale?

Thor

Só o comprador pode responder.
Para isso que ele deve ter feito uma concorrência né..

SteelWing

Boa pergunta cara, são caças de épocas próximas, europeus, mesma geração e Delta Canards . Em relação à vantagens, da eventual performance, podem ser incluídas, custos de operações, raio de combate, armamento incluído, tipo de radar, outras configurações desejadas, transferência ou não de tecnologia, eventuais sanções, revenda posterior, cancelamento do contrato de fornecimento, entre outras. Mas acho que o colega quiz saber em relação à potência, sobrevivência e letalidade, enfim, performance em configuração de combate geral. Realmente é uma boa pergunta, Qual o melhor? ( considerando apenas as versões mais atuais e em performance de combate) o Eurofighter versão Tranche… Read more »

Last edited 5 meses atrás by SteelWing
Alfredo Araujo

Qual calçado é mais vantajoso de se comprar para usar em uma balada ?
Dá p comparar com um calçado que é usado para correr ?
As vezes dá… Na maioria das vezes não.
Mas dependendo do uso, de onde vc compra e etc… A resposta pode mudar.

ZEUS

Prezado, neste caso não se consideram vantagens ou desvantagens técnicas e operacionais, mas sim força de lobby.

Estes califados do OM abarrotados de dinheiro cumprem seu papel de vacas leiteiras dos EUA e Europa em troca de apoio militar e garantias para se perpetuarem no poder.
Se não fosse assim, estas dinastias, como a casa de Saud, já teriam tido o mesmo fim do Iraque e Líbia.

Jacinto

Os EUA não usam petróleo do OM há décadas. Hoje, o petróleo do Oriente Médio vai para o Indo-Pacífico.

Carlos Campos

boa pergunta, não sei, pra mim os dois são bons e super caros

SteelWing

acredito que o Rafale seja melhor, curvas mais fechadas e capacidade nuclear.

Últimas Notícias

Japão permitirá exportações de caças e mísseis para 12 países

Índia, Austrália, Vietnã, Tailândia, Malásia, Filipinas entre destinos TÓQUIO - O governo japonês planeja permitir a exportação de caças, mísseis...
- Advertisement -
- Advertisement -