terça-feira, janeiro 18, 2022

Gripen para o Brasil

Finlândia deve escolher jatos F-35 na concorrência de US$ 11 bilhões

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Finlândia deve escolher os caças F-35 da Lockheed Martin Corp. em sua licitação de 10 bilhões de euros (US$ 11,3 bilhões) para substituir os aviões de combate F/A-18 Hornet, de acordo com um relatório na mídia local.

Uma frota de F-35s será adquirida devido à sua capacidade e expectativa de longa vida útil, disse o jornal Iltalehti, citando uma série de fontes de política de defesa e segurança que não identificou. As Forças de Defesa fizeram a proposta ao Ministério da Defesa, que apoia a moção junto com os principais responsáveis ​​pela segurança e os responsáveis ​​pela política externa, disse o jornal no domingo.

A seleção dos aviões de combate Lockheed Martin alinharia o país nórdico com os EUA nas próximas décadas por meio da cooperação industrial que representa quase um terço do preço do pedido. A Finlândia não é membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte, embora treine com a aliança e use equipamento compatível com a OTAN.

Lauri Puranen, diretora do Ministério da Defesa responsável pela aquisição, não quis comentar quando foi contatada por outro jornal local, o Helsingin Sanomat.

A Finlândia passou os últimos cinco anos selecionando um novo caça com capacidade ar-superfície e ar-mar para defender uma fronteira de 1.300 quilômetros (800 milhas) com a Rússia, buscando deter qualquer agressão de seu vizinho oriental. Os jatos substituirão 64 Boeing F/A-18 Hornets que serão aposentados em etapas de 2025 a 2030, com as novas aeronaves em serviço até 2060. A aquisição também inclui sistemas de armas, sensores, equipamentos de apoio e funções, como treinamento.

Embora a nação nórdica de 5,5 milhões de habitantes possa reunir 180.000 soldados para o serviço em tempo de guerra por meio do recrutamento nacional, sua massa de terra é grande demais para ser defendida sem aviões de combate.

A Finlândia também está considerando caças F/A-18 Super Hornet da Boeing Co., Rafale da Dassault Aviation SA, o Typhoon do consórcio Eurofighter e Gripen da Saab AB, e o governo deve decidir este mês sobre a aquisição.

Caças Lockheed Martin F-35 durante avaliação na Base Aérea Pirkkala, na Finlândia, em fevereiro de 2020

FONTE: Bloomberg

- Advertisement -

92 Comments

Subscribe
Notify of
guest
92 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vespão

Rapaz olha aí mais uma pros americanos . Os cara não jogam pra perder . Agora esse Typhoon que fiasco mitológico.

Antoniokings

Esses pequenos países compram pequenas quantidade de aviões americanos com o intuito de adquirir proteção.
É uma espécie de venda casada.
Ou alguém acha que meia dúzia de aviões vai parar um potência militar como a Rússia.
Idem com a Suíça.
Ibidem com Singapura.

Andre

A sua grande deficiência é achar que a Finlândia enfrentaria a Rússia sozinha.

E de qualquer forma, de pequenas em pequenas quantidades segue vendendo igual pãozinho quente pela manhã. Ao contrário do meu avião, que ninguém quer.

Antoniokings

Fique calmo.
Se esses aviões (de uma provável venda) conseguirem levantar voo, não terão onde pousar.
Se sobrevirem.
É claro.
Agora, vai somando.
Polônia, Suíça, Cingapura, Japão e Coreia.
Esse forno da padaria está meio frio, né?

Flanker

“Agora, vai somando.
Polônia, Suíça, Cingapura, Japão e Coreia.”

Nas mesmas quantidades, para os mesmos países, se fosse qualquer avião russo ou chinês, tu estaria tendo org@smos……kkkkkkkķkkkkkkkkkk

Andre

Mais de 700 unidades entregues e vc fala que o forno esta meio frio??

Enquanto o “meu” avião entregou zero das quatro unidades prometidas para este ano.

Teropode

Mas quem tá nervoso é vc , toda vez que noticiam sobre vendas de armas Americanas vc começa a falar pelos cotovelos kkkkkkkkk, calma calma , se vc tem tanta certeza da inutiludade delas pra que ficar nervoso vc, deixe de ser incoerente , teu medo fede e é ridículo 😂😂😂😁😁

JBS

Ué, quantos SU-57 foram exportados?

Andre

exatamente o mesmo número que foi entregue à Russia neste ano de 2021.

Chris

Vou mandar e-mails pra esses países os avisando que no Brasil tem um especialista em F-35 !

Slow

A Ucrânia achava que teria proteção contra Russia também ..

Andre

Acho que estou vivendo em uma linha do tempo diferente da sua. Aqui na minha a Rússia invadiu uma pequena parte do território ucraniano e envia armas para um movimento separatista, mas sem se envolver diretamente, apenas para semear a morte e o caos na Ucrânia, como vem fazendo há 100 anos.

Na sua linha do tempo a Rússia já invadiu e dominou a Ucrânia?

Na sua linha do tempo, a Rússia invadiu a Polônia e os países bálticos também? Ou sua coragem se limitou à Ucrânia?

Paulo

Já falou a bobagem do dia, pode ir dormir.

Antoniokings

Está cedo.
Ainda mais tendo que retrucar a dos outros.

Flanker

Blábláblá…….

Flanker

Kkkkkkkkkkkkkk…tu sempre com essa ladainha….kkkkkkkkkkk

Teropode

🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

pangloss

Kings, tem vezes em que você diz que a Rússia não ameaça ninguém.
E outras, como agora, em que você – certamente investido dos poderes de Chefe do estado-Maior das FFAA russas – procura deixar todo mundo em pânico diante do poderio militar russo.
O mesmo para China, Coreia do Norte, Irã, Venezuela… faltou algum?
Afinal de contas, você quer a guerra ou a paz?

Marcio A. Dutra

O toinho quer ver a guerra e a devastação que ela causa aos outros, mas sem se envolver porque quando estourar a guerra nuclear total que ele tanto ama, vai ser o primeiro a se esconder no primeiro buraco que aparecer…só ele quer a guerra total pois nem os EUA, nem a Russia e muito menos a China a desejam pois sabem que há muito a se perder. Mais fácil uma guerra por procuração em um país qualquer, assim como aconteceu durante a guerra fria no Vietnã nos anos 60 e 70 e no Afeganistão durante os anos 80. Uma… Read more »

Denis

Bela proteção. O Afeganistão que o diga. E a Ucrânia que se confie nos americanos também. Coitada, entre o urso e o demagogo.

mazzeo

A 9ª Divisão finlandesa discorda do seu post.
As 163ª e 44ª Divisões de fuzileiros soviéticas são prova disso.

Joanderson

N entende o
Iden suíça e ibiden com Singapura
Alguém explica ?

DFA

A Finlândia sozinha enfrentou e VENCEU a Rússia de Estaline…
Sugiro que pesquisei sobre a chamada “guerra de inverno”…

Cesar

Nenhum desses países vai “parar” a Rússia, no caso de uma guerra total.
O objetivo deles é tornar um ataque por parte da Rússia (ou de qualquer outro) inviável. O conceito de dissuasão deveria ser familiar pra um frequentador tão assíduo daqui.

Guilherme Lins

sério, eu só entrei nos comentários para ver o teu chilique com mais uma venda do “fracassado” de maior sucesso da história kkkkkkkkkk. E como sempre, aqui está mais uma pérola do senhor em relação ao melhor caça da atualidade, e que até agora não possui concorrentes.
o F-35 é o melhor avião disparado, só não compra quem não tem dinheiro pra brincadeira!

Chris

Kings… Você está perto de bater o recorde mundial de deslikes !

O que mais falta pra vc perceber que sua ideologia política… O faz ver até pêlo em ovo !

Rodrigo LD

Mais fiasco do que o Gripen???

Joli Le Chat

Se a Suécia tivesse lido meu comentário anterior aqui no Poder Aéreo, teria levado essa tranquilamente.

Era só envolver o Brasil em uma parceria na qual o gigante do berço esplêndido construiria um certo número de airframes. Para justificar sua presença na negociação, o Brasil favoreceria a Nokia na infrastrutura de 5g. Ficaria bom para a Suécia, bom para o Brasil e bom para a Finlândia.

Acho que tenho talento para a consultoria.

Felipe Maia

Acredito que as coisas não sejam assim tão fáceis. Não sei se seria possível “amarrar” as coisas tal qual você descreveu. Mas se fosse, eu ainda incluiria outro negócio: o Brasil poderia adquirir o Pátria AMV como parte da jogada.

pangloss

Essa foi por um triz. Só faltou combinar com os americanos.

Filipe Prestes

É, parece que deu ruim pro Gripen de novo…

Felipe Maia

Não só para o Gripen mas para os outros também. Não tem como, são caças de gerações distintas.

Carlos Gallani

“Rainha de concessionária”
No panfleto é o máximo mas não sai da vitrine nem a pau!

Rodrigo LD

Tem mais esperando. No Canadá vai ser outra derrota.

carcara_br

“de acordo com um relatório na mídia local.”

série de fontes de política de defesa e segurança que não identificou”

A gente sabe bem como é isso desde o FX…
Essa notícia revela a atuação da máquina de propaganda dentro da Finlândia.

Felipe Maia

Eu até concordo com você em relação ao Brasil, porém não creio que os jornalistas de lá sejam sangue de barata como os nossos. Esses dias mesmo saiu uma notícia de bastidor sobre a exclusão do Super Hornet da concorrência canadense. Alguns dias depois, o governo local confirmou. O mais triste é que eu dava como certa a vitória do Gripen na Finlândia. Não só pelo pacote ofertado, mas também pela influência que a Suécia exerce sobre a Finlândia. Porém, não tem como. São caças de gerações distintas. O F-35 vai acabar levando todas as concorrências que participar. A canadense… Read more »

Antoniokings

Isso é uma tentativa de angariar proteção dos EUA.
Não fede nem cheira no cenário internacional.

carcara_br

Notícia da bloomberg claramente pra alavancar as ações da lockheed martin, rsrsrsrs.

Antoniokings

Quem precisa de proteção dos EUA, compra.

O texto é elucidativo:
‘A seleção dos aviões de combate Lockheed Martin alinharia o país nórdico com os EUA nas próximas décadas por meio da cooperação industrial que representa quase um terço do preço do pedido.”

Essa foi a tentativa americana, que parece não estar saindo conforme o script.

Wellington Kramer

Proteção mesmo. Alguém em sã consciência vai querer ser dominado pela Russia/China? Fazem muito bem em buscar a proteção americana.

Paulo

Espertos, escolhendo o melhor.. chora Saab.

Felipe Maia

Choram Saab, BAE Systems, Dassault e Boeing.

Amaury

Com a notícia dos Emirados creio que ninguém da Dassault esteja chorando….

Felipe Maia

Não sei quanto a você, mas independentemente de vencer ou não outro contrato, eu choraria sim ao perder uma venda na casa dos U$15bi. Qualquer empresa que depende de vendas, choraria.

Amaury

Se você acha que a situação atual da Dassault pode ser comparada às demais ok. Eu sinceramente duvido pois todas sabem que vencer na Finlândia é algo muito improvável contra o F-35. Mas compare todos os concorrentes que, caso se confirme a notícia, sairiam derrotados e verá que a Dassaut não tem nenhum motivo para ficar lamentando. Mas há uma vontade de igualar as coisas que não consigo entender. Mas bola prá frente

Felipe Maia

Não se trata de igualar as coisas. Trata-se de reconhecer o óbvio: todas as empresas dependem de vendas, e a perda de uma venda é sempre a perda de uma venda, seja para a Lockheed Martin ou para a Dassault. Para se ter uma ideia, mesmo que a Boeing tenha vendido mais de 600 unidades do Super Hornet, a linha de produção deles corre o risco de ser encerrada agora que sabemos que eles perderam no Canadá e na Finlândia. Sabendo que 600 unidades de SH é mais que o dobro de Rafale operando por aí, a Boeing em tese… Read more »

Amaury

Mas meu caro….há 3 dias a Dassault recebeu um pedido maior que esse e as outras não. Que devem lamentar é óbvio mas não tem pq comparar com as outras. A Boeing sabe que essa era praticamente o último contrato de porte viável para os S.H. . O Eurofighter foi bancado por um consórcio. A perda desse contrato não altera sua programação. A Dassault além das últimas conquistas sabe que ainda tem algumas reais possibilidades além do fato de que está ciente da política francesa de oferecer os Rafales já em uso que serão substituídos por novos. Em vez de… Read more »

Mercenário

Amaury,

A Dassault negociou por anos (mais de década, pelo menos desde 2008) esse contrato nos Emirados, há uma relação Governo a Governo muito próxima.

E olha que se os americanos já tivessem liberado o F 35 tenho dúvida se a Jaca teria obtido o contrato.

Last edited 1 mês atrás by Mercenário
Amaury

Sem dúvida. Aí entra o peso geopolítico que a Suécia, infelizmente, não tem.

Gabriel BR

Todo contrato na área militar é predominantemente politico e em todos as relações Governo-Governo são preponderantes. É uma cadeia logística de dependência que dura mais de 30 anos e sujeita a sanções governamentais a qualquer momento. Simples assim!

Maurício.

Coitada da Saab, Dinamarca, Noruega e agora, provavelmente a Finlândia indo de F-35, quem tem vizinhos assim não precisa de inimigos.
Guardadas as devidas proporções, é tipo a Argentina com o Pampa, ninguém compra o coitado, nem os vizinhos.

Pedro Fullback

quem tem vizinhos assim não precisa de inimigos.” Os cidadãos da Dinamarca, Noruega e Finlândia defendem os seus próprios interesses. A Suécia adota uma política neutra, então, pq eu compraria caças de um país que não compraria a minha briga?

Filipe Prestes

Esse raciocínio não se aplicaria á igualmente neutra Finlândia e o F-35 então. O contexto da Noruega e Dinamarca, ambos membros da OTAN é outro. Se for de fato o F-35 o vencedor, a resposta é tão somente a geração de cada vetor e as necessidades finlandesas (leia-se, a sempre presente ameaça russa).

Maurício.

Pedro, você realmente acredita nessa tal neutralidade da Suécia? Essa “neutralidade” é só “para inglês ver”.

Saldanha da Gama

E a argentina compra equipamentos militares nossos? abraços

Felipe Maia

Pois é. E olha que Dinamarca e Finlândia são ex-usuários do Draken.

Marcos10

O F-104 do século XXI.

Pedro Fullback

O meu time é o Botafogo e em nenhum momento eu assumo que o Flamengo é melhor que o meu time, mesmo o Flamengo ganhando títulos recentes. É a mesma coisa com o Gripen, sempre eu vou torcer para o Gripen, mas não significa que ele é o melhor ou cumpre todos os requisitos de um certo país. A Suécia não tem nada para oferecer diplomaticamente, então, logo eu não compraria armas de grande importância da Suécia, e sim, de um país que possua influência militar e diplomática. Em caso de uma invasão hipotética Russa, quem tu acha que vai… Read more »

Adriano RA

Se não me engano a Suécia está oferecendo mais que equipamento. Está oferecendo uma estratégia de defesa compartilhada. Então acho que os Finlandeses erram em apostar em um avião de um país que não vai defende-los (EUA). Se a Rússia invade a Finlandia amanhã, acha que os EUA fariam algo além de aplicar sanções?
Os nórdicos erram em se manterem desunidos.

Luís Henrique

E o sr. acha que a Suécia iria defender a Finlândia contra os russos, apenas porque compraram um punhado de caças Gripen?

Adriano RA

É difícil dizer… Entendo sua questão. Mas quem se sentiria mais ameaçado com uma invasão russa na Finlandia? Suécia ou EUA?
No caso de uma invasão russa, os Gripens finlandeses teriam um lar na Suécia? Eu acredito que sim. Mas é pura especulação minha. A segunda guerra mostrou que os países costumam dar as costas para os amigos no caso de agressões. Vide o que aconteceu com a Polônia.

Luís Henrique

Se os EUA que são a maior potência militar do mundo, não iriam tentar salvar a Finlândia por causa do altíssimo preço de uma guerra com a Rússia, obviamente que a Suécia que possui um poder militar trocentas vezes menor que o americano, que não iria se mexer nem 1 centímetro. Claro, se a Rússia invadisse os 2 países, ai sim eles tentariam uma cooperação. Mas do ponto de vista geopolítico e para dissuasão, é melhor estreitar os laços com os EUA que é uma super potência militar e nuclear do que com a pequena Suécia. A única chance do… Read more »

Hcosta

Também existe acordo de defesa mútua na UE…

Thomaz Alves

Eu não vejo o F-35 como o ideal para os finlandeses, pois a função da Força Aérea Finlandesa é basicamente o policiamento aéreo para interceptações de aeronaves russas que passam próximo as suas fronteiras como no mar Báltico, e a Finlândia se trata de um país bem defensivo e fora da OTAN. Já o F-35 é um caça bem ofensivo e que não tem como principal função ser um interceptor… Se é pra comprar material americano, eu sendo os finlandeses iria com o novo F-15EX, caça perfeito para a superioridade aérea e interceptação

Hellen

Mais do que normal,vão sair de aviões quarta geração e vão de aviões de quinta geração,quem vai de aviões de quarta geração ++ sao paises que usavam avioes de terceira geração como brasil F-5 e AMX !!!!

Gabriel BR

Não concordo muito…mas não dei negativo não viu

Henrique

falo nada com nada…

Luis Marcello

Sinceramente , este tipo de “notícia” é pura especulação e pra gerar comentários e likes “o jornal Iltalehti, citando uma série de fontes de política de defesa e segurança que não identificou,,,,,, ” Para a Finlandia nada ainda está definido tendo em vista o quanto são parceiros com os Suecos ,vizinhos e muito bem armados tendo ainda uma aeronave que cumpre a missão ! Não creio que vá se “aventurar” numa aeronave tão cara de manter e sem acesso à códigos fonte e toda a parafernália eletrôncia que carrega. Vamos aguardar !

Pronoia

Acredito que a aquisição de novos caças pela Finlandia é para a proteção de suas fronteiras, todas elas, ou de qualquer agressão militar seja de onde for, mesmo de um pais sem fronteira com a Finlandia.

Luís Henrique

Pegando este post para postar um offtopic. O presidente atual é grande fã dos EUA. Porém, com a derrota de Trump, o governo esquerdista do Biden, está colocando o Brasil mais afastado. Da mesma maneira o Macron está afastando a França do Brasil. O presidente aceitou um convite para visitar a Rússia no início do ano. Já existem notícias dizendo que muita coisa pode mudar, que a Rússia promete apoiar o Brasil no CS da ONU e em outras questões, mas quer o apoio brasileiro na questão ucraniana. Isso poderia representar um distanciamento maior do Ocidente e do fornecimento de… Read more »

Rinaldo Nery

O AH-2 (MI-35) vai parar de voar e o contrato vai ser rescindido.

Luís Henrique

Caramba. Sério?
Porque a FAB vai fazer isso?

Flanker

Se isso de fato acontecer, é algo que eu já esperava.

Rinaldo Nery

Porque o pós venda russo é horrível, e o custo das grandes inspeções é proibitivo. Não podemos trocar helicópteros que vencem inspeção por outros novos, como a maioria dos países que compra equipamento russo faz, por exemplo. Até a calibração das ferramentas, no PAMALS, é difícil. ¨Ah, mas e os outros países?¨ Não sei. Porém, o helicóptero é uma excelente arma de guerra.

Jefferson

Não duvido disso acontecer, com militares totalmente submissos aos EUA,era isso que poderia acontecer. Presidente analfabeto aposentado desde os 32 anos batendo continência para a bandeira dos EUA e dizendo I LOVE YOU para o Trump na Casa Branca.
Cheio de militar patriota que no escândalo de espionagem sofrido pelos brasileiros, Estado e suas empresas há alguns anos ficaram todos calados, a revistinha do clube militar ficou em silêncio…só aparecem para falar bobagens de esquerda e babar ovo para aumentos de subsídio dado pelo mandrião da presiência.

Rinaldo Nery

Nada disso tem relação com a rescisão do contrato.

Teropode

Tudo bobagem !

Denis

Infelizmente, parece que o Gripen subiu no telhado. Não dá sequer para pensar no Canadá como cliente, enquanto os países menos afortunados preferem o moribundo F-16.

Last edited 1 mês atrás by Denis
Manuel Flávio Vieira

Falta muito para acabar o mercado para os caças de 4ª geração.. Sempre tive a opinião (e mantenho) que o Gripen E/F tem o mesmo potencial de comercialização que as versões anteriores, cerca de 200 unidades.

Gabriel BR

No Canada e na Finlândia a probabilidade de dar F-35 é mais de 80%.
Gripen E: é Brasil , Suécia e talvez Philipinas(mais provavel F-16V)…estão dizendo por ai que a versão Brasileira é inferior a sueca ( Estou pesquisando para ver se é verdade).

Paulo

Os Suecos não são bobos, não iam dar o seu melhor para nós.

Gabriel BR

Não é o que parece…o que se diz é que a própria FAB é a responsável pela “Economia” feita no projeto Gripen E

Denis

Pois é, Gabriel. Mesmo reconhecendo que o Gripen é bom e no estado-da-arte, esses países preferem F-16.

O Gripen brasileiro não é inferior ao sueco. A suíte de guerra eletrônica é modular. Se o Brasil quiser, pode substituir por outra com maior capacidade. Foi escolha do Brasil.

Last edited 1 mês atrás by Denis
Carlos Gallani

O pessoal fala muito em peso político, esquece a parte logística e ignora, talvez, a mais elementar pergunta:
“Seu vizinho de histórico belicoso é a Rússia, em qual caça disponível você escolhe sentar seu rabo?”
Se você prefere estar sentado em um gripem em detrimento a um F-35 pode procurar um médico pq ficou maluco!

Carlos Gallani

*gripen
Perdoem o erro de grafia, uma vez digitei errado e o corretor assumiu como correto para a eternidade!

Nelson Junior

Não entendo…
Se esse caça é tão “ruim” como relata a mídia, porque vende tanto ?
E porque quem compra, sempre quer mais ?

Carlos Gallani

É que esses países com suas forças armadas e corpos técnicos não consultam os comentaristas daqui!
Haja lobby pra justificar tanto “butthurt”!

Nelson Junior

Aos poucos o Investimento trilionário dos Americanos e demais países que compõem o desenvolvimento do F35 está deixando de ser “estupido” e se tornando extremamente lucrativo, competitivo e um sucesso estrondoso !!!
Parabéns aos Americanos e demais países que investem e acreditam em suas capacidades intelectuais
Que colham bastante frutos

Bruno Vinícius

Não surpreende. As capacidades que um caça de 5ª geração têm estão muito acima daquelas que um caça de 4ª consegue entregar, ou seja, quem tem o orçamento para comprar e operar o F-35, via de regra, optará por ele.

Rodrigo LD

Sem nenhuma, surpresa. Somente o já esperado, assim como acontecerá no Canadá.

Henrique

se o canada quisesse oF35 não tinha resetado a licitação e quase proibido o F35 de participar…
.
Canada vai de Gripen

Henrique

Quero ver como que Finlândia via pagar um caça caro que ela nem tem autonomia pra mexer nele direito.

Últimas Notícias

Chile quer comprar aeronaves britânicas E-3D Sentry ‘AWACS’ aposentadas

Uma fonte disse ao UK Defense Journal que o Chile está procurando comprar “mais de uma” aeronave E-3D aposentada...
- Advertisement -
- Advertisement -