terça-feira, janeiro 18, 2022

Gripen para o Brasil

VÍDEO: Força Aérea do Azerbaijão mostra o armamento e inicialização do drone Bayraktar TB2

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

De acordo com o plano de treinamento de combate da Força Aérea do Azerbaijão, voos de treinamento foram realizados com veículos aéreos não tripulados (VANTs) Bayraktar.

Em voos de treinamento de tiro em combate, o reconhecimento aéreo foirealizado em interação com outros tipos de tropas, e as coordenadas dos alvos terrestres convencionais do inimigo foram determinadas e os mesmos destruídos com ataques precisos.

Os voos foram realizados nas rotas especificadas. Operadores de drone completaram com sucesso os exercícios a fim de melhorar suas habilidades de combate.

DIVULGAÇÃO: Força Aérea do Azerbaijão

- Advertisement -

22 Comments

Subscribe
Notify of
guest
22 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Maximus

Estes drones armados, o Brasil tinha que comprar um esquadrão.

Não são “caros” para comprar como um caça, além de terem manutenção mais barata, o estrago que fazem ao oponente ser igual ao de um caça, a detecção destes drones são difíceis, ficam no ar no campo de batalha por mais tempo e ainda representam o futuro da aviação de guerra.

Claudio

Só a fab comprar os kit pra instalar bombas guiadas nos Hermes 900

Willber Rodrigues

Nem orecisam ser drones armados. Alguns esquadrões de drones de longo alcance pra patrulha marítima e pra amazõnia já seria excelentes.

Adriano Madureira

Acredito que drones para patrulha marítima deva ser aeronaves de maior porte,o Hermes tem um bom tamanho mas acredito que para a missão a aeronave tenha que ter um porte superior ao equipamento israelense.

comment image

comment image

O VANT opera a 30 mil pés (mais de 9 mil metros de altura) e tem autonomia superior a 30 horas de voo, aproximadamente duas vezes mais que o RQ-450. As vantagens serão importantes aliadas no conjunto de ferramentas usadas pela FAB para o monitoramento eletrônico das fronteiras.

Nas Américas, o Hermes 900 é operado pelo México, Colômbia e Chile.

comment image

Heinz Guderian

Sem dúvidas Maximus, já passou da hora das FA investirem em tais vetores, incluiria nessa lista também a Polícia federal.

pedroctba

Seriam iguais aos A-4 comprados pela Marinha, que comprou sem qualquer planejamento de como usar e ficaram por decadas apenas consumindo recursos. No fim não serviram para nada. Se o Brasil deseja-os, seria melhor usa-los para missões de patrulha, observação, vigilancia e reconhecimento onde ate o momento se provaram mais uteis.

Barak MX para o Brasil

Vocês perderam a reunião do EB sobre drones armados que teve semana passada
https://youtu.be/XmOC266kJnw

Vendéen

Bonjour, bonsoir le Brésil, Não sei se os drones são o futuro da aviação militar, mas o uso deles nos mostra que obviamente será difícil ignorá-los e, portanto, não tê-los em seu inventário. Além disso, agora as forças armadas de muitos países têm unidades especificamente dedicadas ao seu uso. O entusiasmo iniciado levou muitos fabricantes a investir no design de drones, bem como necessariamente em meios eficazes para eliminá-los. Resumindo, os drones são um bom canal para os projetistas e destruidores desses dispositivos. lol Além disso, infelizmente, eles podem permitir que atores mal-intencionados e não estatais tenham uma “força aérea”.… Read more »

Rinaldo Nery

Nós temos uma unidade dedicada ao seu uso: 1°/12° GAV, sediado em Santa Maria, RS. Esquadrão Hórus.

Vendéen

Bonjour Rinaldo Nery, O Brasil também entendeu que ter drones em seu estoque é essencial. Na França, no que diz respeito à Força Aérea e ao Espaço, como certamente no Brasil, já existe um curso de treinamento no uso de drones. Para os drones MALE o treinamento básico em pilotagem de drones é realizado (duração máxima de um ano) por oficiais formados na escola no início de Salon-de-Provence (BA escola 701). Em seguida, após a qualificação, os pilotos de drones MALE têm uma atribuição no esquadrão 1/33 Belfort do 33º esquadrão localizado no BA 709 em Cognac-Châteaubernard (escola de vôo… Read more »

Andre

o matador de veículos de origem russa…

só a Ucrania comprar mais alguns e já consegue se defender.

Up The Irons

A Força Aérea da Ucrânia tem 6 operacionais e comprou mais 48. Os blindados e a infantaria da Rússia que não se cuidem…

Fabrízio

Existe alguma explicação estratégica, doutrinária, etc para a não adoção de armamentos pelo Brasil em drones?

Henrique

Sim, corrupção e desinteresse do governo (no geral, não apenas esse de agora)
.
Se dependesse das FA teria drone até pra varrer o chão

Heinz Guderian

Eu espero que a Armênia tenha aprendido a lição, e invista também em drones, e sistema mais capazes de defesa AA.
Me parece que a popularidade do primeiro ministro armênio Nikol Pashinyan caiu consideravelmente, depois da derrota para os azeris, muitos armênios o consideram frouxo e covarde.
Essa novela ainda está longe de acabar, apesar de ter tropas russas no seu território e assegurando o cessar-fogo, ainda há pequenas trocas de tiros e de artilharia entre os dois países.

pedroctba

Problema da Armenia pouco tem a ver com drones ou defesa AAA e sim como Logistica (as forças na região tiveram que debandar pois estavam sem comida, combustivel e munição), comando&controle e especialmente guerra eletronica onde no flanco sul do conflito a Turquia literalmente cegou os radares armenios, diferentemente do flanco norte onde praticamente o Azerbaijão nao conseguiu avançar.
O grande problema da Armenia é a geografia, já que ela esta praticamente cercada por inimigos, uma vez que a Georgia foi a favor do Azerbaijão e bloqueou qualquer rota de suprimento.

Léo Neves

O Azerbaijão teve um apoio total da Turquia já a Armênia não teve apoio nenhum.
A Armênia nem pode usar seus Su-30SM que poderiam atacar as bases de drones do Azerbaijão.

Machado

Quando vejo esses vídeos percebo como nossas Forças Armadas estão defasadas e despreparadas para a guerra moderna. Forças Armadas de brinquedo. Rs

carlos alberto soares
carlos alberto soares
carlos alberto soares
Brasil

Brasil como sempre chegando atrasado na utilização de novas tecnologias… Há quanto tempo já deveríamos ter drones armados?! Temos tudo aqui: tecnologia, parque industrial, pesquisa… Mas as nossas forças armadas tem mentalidade mto atrasada, um pouco de excessão à marinha q tem uns pouquíssimos submarinos modernos mas q tb não sai do lugar com o submarino nuclear e vive adiando a entrega dele e não tem capacidade p operar um porta aviões.. o exército só tem sucata e os veículos mais modernos são viaturas leves, apenas, e só agora q viram pela TV um paiszinho na Ásia utilizar drone armado… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Brasil

Últimas Notícias

Chile quer comprar aeronaves britânicas E-3D Sentry ‘AWACS’ aposentadas

Uma fonte disse ao UK Defense Journal que o Chile está procurando comprar “mais de uma” aeronave E-3D aposentada...
- Advertisement -
- Advertisement -