domingo, novembro 28, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer publica perspectivas de mercado para 20 anos

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Dubai, Emirados Árabes Unidos, 15 de novembro de 2021 – A Embraer publicou suas Perspectivas de Mercado para entregas de aeronaves comerciais até 2040. O relatório foi apresentado em uma coletiva de imprensa durante o Dubai Air Show hoje.

A Perspectiva de Mercado (Market Outlook, em inglês) identifica tendências que influenciarão a demanda por viagens aéreas e entregas de novos aviões a jato e turboélice de até 150 assentos nas próximas duas décadas. Os resultados são fornecidos para sete regiões do mundo.

Os efeitos da pandemia global impactaram a recuperação do tráfego global, medido em receita por passageiro por quilômetro (RPK, na sigla em inglês), que de acordo com a previsão da Embraer deverá crescer 3,3% ao ano até 2040. O volume mundial de RPKs de 2019 deverá retornar em 2024.

Três tendências principais estão definindo a demanda futura por viagens e aeronaves:

(i) Meio ambiente – as companhias aéreas irão adquirir frotas com maior eficiência de combustível
(ii) Digitalização – avanços na tecnologia, incluindo home office e videoconferência
(iii) Regionalização – relocalização para concentrar a produção e minimizar a interrupção da cadeia de fornecimento

Destaques da Perspectiva de Mercado Comercial para 20 Anos

Demanda global por novas aeronaves de até 150 assentos

  • 10.900 unidades
  • 8.640 jatos
  • 2.260 turboélices

Valor de mercado de todas as novas aeronaves: US$ 650 bilhões

Taxa anual de crescimento regional RPK – ranking

  • 4.2% – Ásia-Pacífico (inclui China)
  • 4.2% – América Latina
  • 3.8% – África
  • 3.6% – Oriente Médio
  • 3.5% – CIS
  • 2.3% – Europa
  • 2.0% – América do Norte

Participação de RPK até o final da década (2029)

  • 41% – Ásia-Pacífico
  • 36% – Europa + América do Norte

Entregas de jatos (8.640) – ranking por região

  • 2.710 – América do Norte (31.4%)
  • 2.160 – Ásia-Pacífico (25.0%)
  • 1.770 – Europa (20.5%)
  • 760 – América Latina (8.8%)
  • 640 – CIS (7.4%)
  • 320 – Oriente Médio (3.7%)
  • 280 – África (3.2%)

Entregas de turboélices (2.260) – ranking por região

  • 900 – Ásia-Pacífico (39.8%)
  • 430 – Europa (19.0%)
  • 430 – América do Norte (19.0%)
  • 180 – África (8.0%)
  • 180 – América Latina (8.0%)
  • 100 – CIS (4.4%)
  • 40 – Oriente Médio (1.8%)

Para a versão completa da Perspectiva de Mercado de 2021, incluindo análises e sinopses regionais para cada uma das sete regiões do mundo, visite www.embraermarketoutlook2021.com

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

12 Comments

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Guacamole

Perspectivas para o mercado civil: excelente.

Perspectivas para o mercado militar: pior, impossível.

Jadson Cabral

E ainda havia que achasse que a Embraer defesa e segurança poderia sobreviver sozinha… e eu era um desses, com minhas ressalvas, mas era.
O govenro brasileiro vai fazer de tudo pra falir a Embraer e se não falarem vão entrega-la aos estrangeiros pra evitar a falência. A história aqui se repete com uma precisão incrível.

Henrique

Cara ainda tá na onda de “entregar” kkkkkkkk
.
Mais fácil a Embraer ir embora do Brasil que essa fanfic de “entregar” acontecer

Jadson Cabral

Quase aconteceu. Não aconteceu por intermédio divino, pq Deus é brasileiro. Não sei qual a dificuldade em enxergar isso

gordo

Numa dessas ela vai parar na mão de alguma estatal chinesa ou Europeia. Estatais fora daqui costumam ser bem geridas, aqui preferimos fazem um grande esforço junto ao congresso para vende las ao invés de modernizar o modelo de gestão e deixá-las mais ágeis. O nosso desejo de se desfazer de empresas, sejam elas privadas ou estatais está diretamente ligado a presença (muito forte) do setor financeiro na política e administração pública. São parasitas, gente que não produz nada, mas que tem dinheiro de sobra para comprar opinião (fantasiada de jornalismo) nas TVs. Quem merece uma boa reforma nesse país… Read more »

Fernando EMB

Só que a Embraer defesa não ficaria sozinha meu caro, ficaria junto com a Embraer executive jets e a Eve. Portanto sobreviveria sim sem a aviação comercial.

João Fernando

Iria falir o setor de aviação executiva…

Jadson Cabral

Se com a aviação comercial, que é o que dá mais lucro, já se sobrevive se equilibrando a beira do penhasco… imagina sem ela… difícil acreditar que a Embraer defesa e segurança fosse continuar pujante apenas com a área de jatos executivos…

Fernando EMB

Jadson, engano seu.

Varg

Melhor estratégia para a Embraer é focar no mercado civil e no mercado militar externo, porque se depender do GF e das FAs brasileiras ela terá o mesmo destino que a Engesa.

Red Pill - 红色药丸

Tinham dito aqui que a Embraer iria falir sem a Boeing…

José C. Messias

Das grandes expertises de empresas nacionais que podemos encontrar, uma que se destaca é a inteligência de mercado da EMBRAER. Só tem lançado produtos que tem procura.

Últimas Notícias

O Gripen E vai igualar e, em muitos casos, ser melhor do que os atuais caças de quinta geração, afirma o Chefe da Força...

A Saab apresentou os seis primeiros Gripen E produzidos em série e que em breve ficarão prontos a Força...
- Advertisement -
- Advertisement -