segunda-feira, novembro 29, 2021

Gripen para o Brasil

Avanços da Engenharia da Aeronáutica ao completar 79 anos

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Conheça mais sobre as especialidades da Engenharia da Aeronáutica que atuam na Força Aérea Brasileira (FAB)

Na Força Aérea Brasileira (FAB), o profissional de Engenharia tem atuação nos mais distintos segmentos, como Engenharia Civil, Aeronáutica, Aeroespacial, Mecânica, Elétrica, Eletrônica, Cartográfica, de Infraestrutura, de Agrimensura, Cartografia, de Computação e de Telecomunicações, entre outras. O ingresso na Instituição ocorre por meio do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), por concurso para o Quadro de Oficiais Engenheiros (QOENG) e, por processo seletivo, para o Quadro de Oficiais Convocados (QOCON).

O Dia da Engenharia da Aeronáutica é comemorado em 28 de Outubro e tem como Patrono o Marechal do Ar Casimiro Montenegro Filho. A implantação da Diretoria de Obras ocorreu em 1942 com a missão pioneira de realizar a gestão das atividades de engenharia voltadas para a construção das instalações do recém-criado Ministério e da Infraestrutura Aeroportuária.

Referência nacional e internacional

O Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Tenente-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara, ressalta que a história da Engenharia confunde-se com a da própria Força Aérea e destaca os avanços. “A Engenharia da FAB destaca-se como referência internacional, atestada pelas conquistas de nossos engenheiros nas mais diversas áreas do Comando da Aeronáutica: Ciência e Tecnologia Aeroespacial, Emprego do Poder Aéreo, Controle do Espaço Aéreo, além da necessária Infraestrutura Aeronáutica. Nossos profissionais da engenharia têm contribuído significativamente para um futuro promissor”, destaca o Oficial-General.

Para o Diretor de Infraestrutura da Aeronáutica (DIRINFRA), Major-Brigadeiro Engenheiro Jorge Luiz Cerqueira Fernandes, Oficial-General mais antigo do quadro na FAB, o momento é de comemoração. “É com orgulho que no dia 28 de outubro comemoramos 79 anos de atividades realizadas pelos Engenheiros do Comando da Aeronáutica, que contribuíram sobremaneira para a atual capacidade operacional da FAB e terão papel fundamental para atingirmos o patamar operacional estabelecido na concepção da Força Aérea 100. São profissionais dos ramos da engenharia, civis e militares, comprometidos com a missão da FAB, atuando em todas as áreas de interesse do COMAER e participando das várias fases do ciclo de vida dos materiais, desde a concepção, projeto, certificação e obtenção, até o suporte ao emprego dos nossos sistemas de armas”, ressalta.

Clique aqui para baixar a imagem originalO Capitão Aviador João de Barro Monteiro Cavalcanti obteve a nota 9,81 – considerada a melhor média de todos os tempos – no curso de Engenharia Aeronáutica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Para o Oficial, “os projetos estratégicos da FAB, tais quais o projeto de propulsão hipersônica e outros da área espacial, serão os definidores de um cenário futuro num contexto que extrapola as próprias atividades da Força Aérea, englobando conquistas sólidas para o desenvolvimento industrial, acadêmico e social do nosso País”, finaliza.

O 14-X é um protótipo de veículo aéreo não tripulado (VANT) hipersônico brasileiro em desenvolvimento, nomeado em homenagem ao 14-Bis de Alberto Santos-Dumont

FONTE: Força Aérea Brasileira

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Frederick

Sempre achei curioso designarem caçadores sem histórico operacional na área, ainda que destacados, para dirigir o DCTA, que é essencialmente uma instituição científica. Da mesma maneira, é estranho nomearem cientistas para capitanearem a DIRINFRA, cuja missão é – grosso modo – manutenção/criação de prédios e aeródromo.

Faz parecer que na cabeça do COMAER “essas engenharias aí é tudo a mesma coisa“. Curioso.

Bom, feliz aniversário antecipado, Casimiro Montenegro.

Luiz Antonio

Pelo menos não fizeram absurdos como a MB transformando um bote de borracha em embarcação não tripulada..um “BONT”. Aquilo foi esculhambação com as caras de todo mundo (principalmente dos que pagaram aquela porcaria).

Rinaldo Nery

Concordo. Qual a área de atuação do Jorge?

Frederick

É um engenheiro mecânico que domina motores e estruturas.

Sangue de DIRMAB com cabeça de DCTA.

Mas hoje é uma tradição. Levarem o Pantoja, por exemplo, pra antiga DIRENG causou-me imenso espanto.

Last edited 30 dias atrás by Frederick
Rinaldo Nery

Pantoja foi meu instrutor na ECEMAR. Cara fora da curva.

Allan Lemos

Um projeto que se iniciou em 2007 e só vai ser concluído em 2029, isso se não houver atrasos, o que é extremamente improvável. Mas quando você critica, os iludidos te acusam de ter síndrome de vira-lata. Preferem se afundar em um ufanismo cego do que encarar a realidade do país em que vivem.

Zorann

Perfeito

Joli Le Chat

No texto, está sobrando o trecho “Clique aqui para baixar a imagem original”, no último parágrafo.

Palpiteiro

Parabéns a todos os engenheiros que trabalham com aeronáutica.

Últimas Notícias

Rússia testa caça MiG-31 com sistema ‘fly-by-wire’

Moscou, 26 de novembro./TASS/. A atualização dos caças-interceptadores de alta altitude MiG-31 aumentará a eficiência de suas missões, em...
- Advertisement -
- Advertisement -