segunda-feira, novembro 29, 2021

Gripen para o Brasil

O segundo maior cemitério de aviões militares está na China

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Unidade 94452 da Força Aérea do Exército Popular da China (PLAAF), localizada no aeroporto de Lushan, na província de Henan, armazena centenas de aviões militares chineses.

É o maior cemitério de aeronaves da China, com mais de 400 aviões dos tipos H-5, J-5, JJ-5, J-6 e Q-5.

O rápido desenvolvimento da PLAAF e sua contínua expansão, levou à aposentadoria das aeronaves mais antigas.

No sentido horário, a evolução dos caças a jato da China – J-5 (MiG-17), J-6 (MiG-19), J-7 (MiG-21), J-8II, J-10, J-11 e J-20

Após intensas discussões, a China finalmente decidiu estacionar essas aeronaves no Aeroporto Lushan, onde muitos aviões abandonados foram estacionados.

Este lugar também é conhecido como o “cemitério de aeronaves” da China.

O número de aviões estacionados em Lushan só perde em escala para a Base Aérea Davis-Monthan AFB, nos Estados Unidos.

Tipos armazenados no cemitério de aviões da China

Harbin H-5
Harbin H-5 (Ilyushin Il-28)

Shenyang J-5 (MiG-17)

Chengdu JJ-5

Shenyang J-6 (MiG-19)

Nanchang Q-5 Fantan

- Advertisement -

27 Comments

Subscribe
Notify of
guest
27 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antoniokings

Acho fantásticos esses aviões dos tempos iniciais da era do jato, como o Mig-15.

Joli Le Chat

Aquela foto mostrando os aviões do J-5 até o J-20 é fantástica!
Tem muito conhecimento nessa evolução.

FERNANDO MACHADO LEMOS

Podiam doar para o serviço ativo da Argentina.

Hellen

De jeito nenhum,todos serão transformados em drone !!!

Heinz Guderian

LoL

Camargoer

A FAB podia solicitar alguns para o Musal

João Fernando

Qse compramos…pena que os USA nos enviaram F5 com as asas rachadas

Leandro Costa

Não! LOL

Flanker

Que foram comprados por menos de 500 mil dólares cada, todos tiveram a totalidade de suas longarinas de asas e fuselagem substituídas por novas, fabricadas no PAMA/SP, e continuam voando até hoje e cumprindo a missão que lhes é atribuída.

Leandro Costa

SIM!

Carlos Crispim

Excelente idéia, seria formidável.

José de Souza

Uau, sempre achei que o J-7 e o J-8 eram do mesmo tamanho! O J-8 é enorme!

J-20

Bom, a missão dele era ser um interceptador como o Mig-25, então precisava ser bem grande para transportar combustível.

TBP

O J-7 é monomotor, enquanto o J-8 usa duas turbinas.

J-20

E pensar que a Coréia do Norte ainda usa bastante a velharia que é o H-5 e as variações do Mig-15… Se não fossem pelas armas nucleares, eles seriam varridos dos céus pelos colegas do Sul.

Cristiano GR

E tem gente, inclusive aqui nos comentários, que acha que o Brasil não deve ter amas nucleares.

Leandro Costa

E eu sou um deles. O Brasil não precisa e não tem meios de ter, manter e principalmente de utilizar armas nucleares. Seria uma temeridade.

Renato B.

Com certeza, um país exportador transformado em pária internacional tem mais chance de virar uma nova Iugoslávia. E, na melhor das hipóteses, ser uma Coréia do norte também está longe de ser bom um objetivo.

José Carlos David

Um temeridade no Brasil? Não é na China, na Índia, no Paquistão e na Coreia do Norte? A simples posse de armas nucleares impõe respeito. Vide Israel e a própria Coreia do Norte. O Brasil é um gigante desdentado e abestalhado…ninguém nos respeita!

Leandro Costa

Porque o Brasil não se dá ao respeito para início de conversa. A Alemanha, por exemplo, não tem armas nucleares e é respeitada. O mesmo vale para diversos outros países. O Brasil é instável econômica, política e socialmente. Armas nucleares apenas serviriam para nos atrapalhar no nosso desenvolvimento como um todo, inclusive militar, já que não dispomos de grana para desenvolvimento utilização de armamento nuclear, porque são tecnologias que ou ainda não dominamos ou paramos de desenvolver ou estamos engatinhando nelas. E outra, o Brasil desenvolver armamento nuclear sem um motivo (não temos motivo como China, Índia, Paquistão, Coreia do… Read more »

André Macedo

Acho que nem isso, tem pontos do Brasil que são mais próximos aos EUA do que do sul do país, os americanos não queriam nem que nós desenvolvêssemos o MAR-1, imagina uma bomba nuclear, iriam nos afundar em sanções.

Last edited 1 mês atrás by André Macedo
Allan Lemos

Pois é, e pensar que as teríamos caso os traidores da Pátria não tivessem nos sabotado.

Mas o pessoal que acha que não devemos tê-las aprenderão do jeito mais difícil o quanto elas são necessárias, assim que a Amazônia for fatiada, assim como a África foi, pelas grandes potências benevolentes que desejam salvar o planeta que elas mesmo destruíram. Espero não estar mais vivo quando esse dia chegar(e chegará).

José Carlos David

Concordo plenamente!

Antoniokings

O problema é que antes disso o gigantesco Exército norte-coreano chega em Seul.

Mgtow

Boa parte será transformada em drones. Nada se perde, tudo se transforma

Antunes 1980

Atualmente a força áerea chinesa não tem vetores capazes de contrapor Coréia do Sul, Japão e Índia.
Mas está em constante evolução. Talvez uma quantidade maior de caças stealth possa garantir o sucesso, em no mínimo duas frentes de batalha.

Fawcett

Podiam doar para museus ao redor do mundo.

Últimas Notícias

Rússia testa caça MiG-31 com sistema ‘fly-by-wire’

Moscou, 26 de novembro./TASS/. A atualização dos caças-interceptadores de alta altitude MiG-31 aumentará a eficiência de suas missões, em...
- Advertisement -
- Advertisement -