segunda-feira, novembro 29, 2021

Gripen para o Brasil

China nega ter testado um míssil hipersônico com capacidade nuclear, diz que era um veículo espacial

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Pequim (CNN) — A China negou uma reportagem de que testou um míssil hipersônico com capacidade nuclear em agosto, dizendo na segunda-feira que o teste era um “experimento de rotina com um veículo espacial”.

O Financial Times informou no domingo que “a China testou um míssil hipersônico com capacidade nuclear em agosto que circulou o globo antes de acelerar em direção ao seu alvo, demonstrando uma capacidade espacial avançada que pegou a inteligência dos EUA de surpresa.” A reportagem citou fontes não identificadas “informadas sobre a inteligência.”

Quando questionado sobre o relatório em uma coletiva de imprensa regular na segunda-feira, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, disse que o teste de agosto foi “um veículo espacial, não um míssil”.

“Este teste foi um experimento de rotina com um veículo espacial para verificar a tecnologia reutilizável, o que é de grande importância para reduzir o custo de uso do veículo. Pode fornecer uma maneira conveniente e barata para os humanos usarem o espaço pacificamente. Muitas empresas no mundo o fizeram realizaram experimentos semelhantes”, disse Zhao.

Ele disse que “o que se separou do veículo espacial antes de retornar foi o equipamento de suporte, que foi queimado e se desintegrou no processo de cair na atmosfera e pousou em alto mar.”

“A China trabalhará junto com outros países do mundo para beneficiar a humanidade no uso pacífico do espaço”, disse ele.

Respondendo à reportagem do FT, Mike Gallagher, um membro republicano do Comitê de Serviços Armados da Câmara dos EUA, disse que o suposto teste de míssil hipersônico deveria “servir como um apelo à ação”.

Gallagher disse que os Estados Unidos podem “perder a nova Guerra Fria com a China comunista dentro de uma década” se o governo Biden seguir seu “curso complacente atual”.

Os Estados Unidos estão participando de uma corrida com a China e a Rússia para desenvolver armas hipersônicas em um momento de aumento das tensões globais.

Os mísseis hipersônicos são projetados para viajar a uma velocidade tão alta que podem voar grandes distâncias e se mover rapidamente através do espaço aéreo fortemente protegido para atacar alvos como portos, bases aéreas e outras instalações antes que possam ser derrubados com sucesso.

A Rússia e a China estão desenvolvendo programas de armas hipersônicas e a Rússia afirma ter testado um míssil com sucesso. Os EUA estão se concentrando em armas hipersônicas convencionais baseadas em navios, plataformas terrestres e aéreas.

A China testou um míssil hipersônico pela primeira vez em 2014 e a Rússia em 2016.
O veículo planador hipersônico da China, conhecido como DF-ZF, foi testado pelo menos nove vezes desde 2014, de acordo com o Serviço de Pesquisa do Congresso (CRS).

FONTE: CNN

- Advertisement -

207 Comments

Subscribe
Notify of
guest
207 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antoniokings

Claro que ela vai negar.
Principalmente frente à tentativa dos EUA de querer ‘incriminar’ a China como sendo uma atitude belicosa.
Que não é.

Wes

A China só negou porque não teve a precisão esperada se tivesse a impressa estatal informaria ao mundo com amplos programas na TV, na verdade ultimamente a TV estatal chinesa está fornecendo mais informações sobre os equipamentos chineses do que toda a comunidade de inteligência dos EUA. É incrível como os EUA está ficando para traz principalmente em inteligência muitos afirmam que o MSS já é melhor que a CIA, mesmo o MSS sendo inspirado na burocracia da KGB.

sergio

A China só negou porque não teve a precisão esperada se tivesse a impressa estatal informaria ao mundo com amplos programas na TV” exatamente, agora o que realmente impressiona e o esforço mental do pessoal aqui do site, pra justificar as asneiras que falaram no post anterior.

Chris

Tudo isso que vcs estão dizendo… Sao achometros…

Chris

Engraçado… Podia jurar que a política chinesa nos últimos anos é exatamente demonstrar seu poderio militar.

Aguenta mais um pouco Kings… Logo a China promove mais um banho de sangue ao invadir Taiwan… Pra sua felicidade !

Quem sabe a Russia se anime, e tbem mate mais algumas milhares de pessoas nas suas antigas colônias. Tbem, para a sua felicidade. Ja que os EUA são o errado na história.

Last edited 1 mês atrás by Chris
Antoniokings

Jogo é jogo, treino é treino.
Na hora, a China saberá o que fazer com os EUA e seus ‘aliados’.
Fique bem tranquilo com relação a isso.

Jose Dasilva

É, quem não tem o por quê torcer pelo Brasil tem de torcer por país de outros. A China ja controla muita coisa no Brasil. Assim voce deve se sentir chinês.

Alexandre Santos

E o EUA jogue algumas bombas nucleares numa galinha morta, como o Japão na segunda guerra.

Bosco

Ora,ora ,ora,!.
Então toda aquela agressividade contra minha pessoa do “Fernando ” (nunca tinha ouvido falar) e dos seus amiguinhos e eu estava certo o tempo todo.
Rsssssssssss
Agora vamos ver as narrativas….
Mas antes, mais um pouco de rssssssss

Antoniokings

A China nega de pés juntos.
Longe dela querer mostrar qualquer capacidade de destruir os EUA.
Agora, será que os americanos estão preocupados?

exame.com/mundo/eua-fazem-exercicio-militar-em-taiwan-apos-china-testar-missil/

Fernando Gouveia

Agora a mídia chinesa serve como fonte. Coitado. O padrão de comportamento dele sempre foi assim. Tudo para afirmar que estava certo. Uma hora nega, outra hora aceita. Vamos aguardar.

sergio

Mais não e a mídia chinesa a unica fonte confiável que vcs tando dizem, a mídia americana diz que foi um teste, a chinesa diz que não foi, pela logica de vcs não foi, e o Bosco estava correto o tempo todo, acho que vc deve um pedido de desculpas cara.

Fernando Gouveia

Claudinha! Nenhum dos lados pode fazer afirmações de que foi e o que não foi, não temos acesso a esses níveis de informações que são protegidas. Portanto, a veracidade das fontes precisam ser questionadas, sejam elas chinesas, americanas ou qualquer outra que seja. A segunda questão é que mesmo se os chineses não tivessem testado o FOBS HGV, o conceito teórico permanece o mesmo. Os americanos detém clara deficiência contra esse tipo de arma. Ao contrário do que o “especialista” afirma, o abate de tal arma não é tão simples como ele faz parecer. E os chineses ainda são numericamente… Read more »

Antoniokings

Sim.
E algumas horas depois, os EUA passam um navio perto de Taiwan em retaliação.
Retaliação ao quê, se não houve nada.
Mas, pelo sim, pelo não, China e Rússia estão visitando o Japão.
Precaução e caldo de galinha……..

Fernando Gouveia

Sério, por qual motivo eu devo pedido de desculpas? O que eu falei que seria sem sentido? Fala sério.

Leandro Costa

De acordo com esse link da exame (que por sinal, olhando pela tradução, não entendem nada do assunto…):

“Os navios da Marinha americana têm transitado pelo estreito quase uma vez por mês, assim como os de aliados dos EUA, incluindo o Reino Unido no mês passado, para irritação de Pequim que acusou Washington de alimentar tensões regionais.”

Se transitam quase uma vez por mês, é um movimento normal, ao invés de uma reação à um movimento Chinês, etc. Mais do mesmo.

Antoniokings

Pessoal aqui está tão preocupado com o novo míssil chinês que até acredita em desmentido de agência de notícias……chinesa.
Eu também acreditei.
kkkkkkk

Nilton L Junior

Pois camarada, quem pode ser mordido por cobra tem medo de salame

Antoniokings

Agora, os americanos têm motivos para preocupação.
Muita preocupação.
Vc tem todo um sistema defensivo orientado a tentar se defender de um ataque de mísseis balísticos de um lado e de repente aparente um ‘veículo planador’ do lado oposto.
E se os chineses lançarem um ataque duplo de mísseis balísticos de um lado e veículos planadores de outro?
É tenso mesmo.

Leandro Costa

Como eu disse no post anterior, com armamento nuclear o resultado final será o mesmo. Ambos os lados perdem. Inclusive nós.

Antoniokings

A questão não é se vai haver guerra, mas vc desgastar o outro País até ele não aguentar.
Capacidade um para destruir o outro, eles têm há décadas.
As preocupações americanas com o desenvolvimento militar russo/chinês certamente vão sangrar os cofres americanos, desviando recursos que são fundamentais para a manutenção/atualização da infra-estrutura do País.
É o velho e eficiente conceito do ‘canhões x manteiga’.
E parece que russos e chineses estão fazendo esse jogo com maestria.

Saldanha da Gama

Boa noite, caso isto ocorra, para onde todos vão correr?
abraços

Eduardo Ribeiro

Vão ter que colocar radares na Australia para um aviso antecipado e mesmo assim pode não funcionar

Antoniokings

Exatamente.
Terá de reorganizar todo o sistema de defesa e torrar bilhões e bilhões de dólares para isso.
E como vc disse, pode nem funcionar.

Fernando Gouveia

De acordo com a Cláudia não precisa não. Olha a sua afirmação: “Já ouviu falar do US National Missile Defense ? Dos destroires Aegis da USN armados com mísseis SM-3 ? Pois é! Eles podem se posicionar ao redor dos EUA Continental de modo a prover defesa contra mísseis vindos do sul (e de todas as outras 15 direções da rosa dos ventos).” Simples. Basta posicionar navios Aegis ao redor dos EUA contra os mísseis do sul e pronto. Os navios Aegis vão sair de todo o canto do mundo e se posicionarem ao redor dos EUA. Perfeito raciocínio. Brilhante.… Read more »

Jagdverband#44

Se isso acontecesse tu e tua família não iriam mais acordar.
Também todas as bilhões de vidas deste planeta.
E todos os detentores de capital chineses.

Fernando Gouveia

Conveniente.

Quando os chineses negam uma reportagem sobre suas capacidades, você automaticamente aceita como verdade universal. Agora quando a notícia é afirmando sobre tal capacidade, você automaticamente põe em dúvida. Curioso esse tipo de posicionamento.

Agora quer dizer que a mídia oficial estatal comunista chinesa disse a verdade? kkkkk

Antoniokings

Fernando

Esse é um caso perdido.

Camillo

Lembrando que América Latina e Africa tem e sempre tiveram a função no mundo de exportar matérias primas, e a opinião aqui no Brasil não importa nem um pouco…tanto para a China quanto para os EUA, resumindo oque todos sabem, Brasil é um lugar cômico…

Inimigo do Estado

Ué, agora você acredita na narrativa chinesa? Se decida, ou acredita no que vem de lá, ou não.

Bosco

De lá vem algo? Toda a narrativa é criada pela mídia ocidental e por experts como vc.

Fernando Gouveia

Ao que parece vem, e você acredita nela.

Olhe aqui, seu próprio comentário da matéria anterior que também serve para você mesmo: “Mas vc acredita em tudo e sabe como tudo funciona, né. Depois alguém descobre que foi invenção do coelho da Mônica e vc posa de bocó. Depois não adianta chorar.”

Bosco

Sua anta! Viu como eu estava certo?
Bocó!!!!
Sua verborragia não serviu de nada. O negócio nem existe e se existir os parâmetros operacionais só contaram pra você, sabichão.

Fernando Gouveia

Para. Tá me fazendo cair na gargalhada aqui.

Bosco

Tá rindo aí jumento? Que bom!

J-20

Nossa, quando a notícia interessa, nem questiona o fato de ser mídia estatal chinesa. Como eu disse no outro post, a única forma de cuidar de desonestidade intelectual é a eutanásia

Fernando Gouveia

Ao que parece, o porta-voz da China agora é fonte confiável da Cláudia. kkkkk tenho que rir disso, o cara faz de tudo para estar sempre certo, inclusive, se autorrefuta a todo o momento, como o subsônico LRASM que vai ganhar a guerra ASuW no Pacífico, mísseis hipersônicos não tem orientação, são cegos, sistemas AA são aumentador de moral e que os russos e chineses estão apavorados com o SM-3 Block IIA. Risível e cômico. E o cara ainda tem o fã clube.

Bosco

Xx

Last edited 1 mês atrás by Bosco
Inimigo do Estado

Fernando eu já disse que te amo? Kkkkk

Inimigo do Estado

Num é, ele acredita na China quando convém com os arjumentos dele.

sergio

Nada como um dia Atrás do outro, e a mídia estatal Chinesa no meio rsrsrsrs

Slow

O cara que nunca acredita na mídia Chinesa agora acredita ? até mesmo quando os EUA falam que foi .. kkkkk

Mas então você acredita na mídia Chinesa e não nos EUA ?

pupu

calma bosco…. tonho rei e sua turma ainda tem muitas narrativas !
se prepare para o embate

Antoniokings

Vamos fingir que nada aconteceu.
hehehe

dgabc.com.br/Noticia/3782814/eua-fazem-exercicio-militar-em-taiwan-apos-china-testar-missil

Bosco

Pra muitos aqui se sair uma matéria na Gazeta de Paracatu dizendo que os chineses inventaram um portal estelar no dia seguinte vai ter gente perguntando quanto é a passagem pra Alfa Centauro.
Mas eu que sou o negacionista terraplanista.

Inimigo do Estado

Então contra este teste parece que o aumentador de moral, o THAAD, vai funcionar.

Frederick

Sobre a discussão doutro tópico;

a) Um provocou a presença do outro;
b) O outro não deu crédito à agência de notícia, provando cabalmente o porquê;
c) Um fez troça novamente do outro;
d) O outro tentou explicar “tecnicamente” a razão da falsidade da notícia, e;
e) Um divergiu do outro, com embasamento.

A sequência (c,d,e) repetiu-se por 24 horas até ambos se declararem vencedores.

Fim.

Fernando Gouveia

A questão não é o certo e errado, a questão é que se essa tecnologia for aplicada hoje, as coisas não seriam tão fáceis para o lado defensor como o “outro” categoricamente afirma. No último comentário dele, ele até afirma que seriam necessários radares móveis próximos da China, como afirmei desde o 2º comentário. Não faço questão nenhuma de estar certo, mas se for argumentar qualquer coisa, precisa considerar todas as restrições para afirmar que míssil A abate míssil B, ou avião C consegue abater outro avião D, o “outro” só considera restrições se não for americano. Vou para voltar… Read more »

Bosco

Oh jumento, onde eu disse que é “fácil”? Nada é fácil . O fato de haver defesa em tese não quer dizer que vai funcionar sua mula. E se funcionar não vai ser 100% da vezes sua anta. Moscou é protegido por um sistema antibalístico denominado A135. Quer dizer que Moscou é invulnerável a ataque de míssil balístico? Claro que não sua anta. Quer dizer que em tese há um sistema que se propõe a defender a cidade. Agora, se alguém disser que Moscou é dotado de um sistema de defesa antimíssil e um jumento entender que esse alguém disse… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bosco
Fernando Gouveia

“Para com essa idiotice antalógica de que um míssil de menor velocidade não pode interceptar um míssil de maior velocidade. Se fosse assim um carro a 200 km/h não seria capaz de atropelar um pedestre a 1 km/h. Deixa de ser anta.” Olha sua comparação. Isso não faz o menor sentido. Outra comparação absurda. Cláudia! Um interceptador precisa ter no mínimo a mesma velocidade para abater um míssil hipersônico, isto por causa da velocidade e manobra. Um míssil balístico tem trajetória definida e não pode simplesmente realizar curvas mínimas evasivas, mesmo o Pershing II ainda tem a trajetória definida após… Read more »

Bosco

Ta bom sua Anta. Se vc sabe todos os parâmetros operacionais dos HGVs russos e chineses pra fazer essas afirmações então discutir pra que né seu jumento?
Manda avisar lá nos EUA que eles estão perdendo tempo em tentar configurar seus mísseis THAAD, SM-6 e PAC-3 para se contraporem às ameacas hipersonicas porque vc sabe que é inútil tentar.

Fernando Gouveia

Os americanos sabem disso e estão realizando inúmeras inovações quanto a isso. Tecnologias como armas de energia direcionada, feixes de partículas e outras armas não cinéticas serão candidatas prováveis ​​para uma defesa eficaz contra mísseis hipersônicos. O laser da USN de 150 kW será um candidato muito mais confiável para abater o Zircon do que essas verborragias que você faz. O MDA está com a proposta de colocar recursos ISR em satélites capazes de além de detectar, mas também contando com uma capacidade limitada de rastrear um míssil hipersônico em todo o mundo, o projeto é denominado Blackjack. A DARPA… Read more »

Bosco

ONde eu citei que existem sistemas pra “proteger o país todo” sua anta? Eu desde o início me refiro a que os hipersônicos são hoje passíveis de interceptação na fase terminal. Defesa de ponto!

Bosco

Você só pode ser o Mateus S . PQP. Pra ter esse nível de interpretação do texto via oitava dimensão só pode ser ele. Eu digo uma coisa e a anta entende outra do jeito que ela quer. Só sendo uma mula mesmo.

Fernando Gouveia

Para com essa idiotice antalógica de que um míssil de menor velocidade não pode interceptar um míssil de maior velocidade. Se fosse assim um carro a 200 km/h não seria capaz de atropelar um pedestre a 1 km/h. Deixa de ser anta.

kkkkkkkkkk

Você é um verdadeiro poeta.

Bosco

Anta, a velocidade que importa no caso de uma interceptação frontal é bidimensional, lateral … seu jumento. Não importa se o missil converge a Mach 30 o que importa é que ele não escape do angulo de visada do míssil interceptador que terá que implementar uma mudança de curso para corrigir a trajetória caso o míssil atacante altere sua trajetória, o que e muito difícil para um míssil a Mach 30 fazê -lo quando se aproxima do alvo enquanto o interceptador sup/ar está com as condições ideais de fazê-lo a Mach 5 utilizando recursos que possilita correções de alto g,… Read more »

Fernando Gouveia

Cláudia! A velocidade do interceptador importa, é um dos requisitos mais importantes de uma interceptação bem sucedida. Seekers terminais podem e são capazes de visualizar a ogiva, mas o que determina essa capacidade de interceptação é a velocidade e o ângulo correto para o engajamento, um míssil que pode ter velocidades de 2,5 km/s na atmosfera e ainda por cima fazendo manobras é muito mais difícil de um míssil simplesmente atendendo a trajetória fixa convergida do interceptador sem capacidade de realizar manobras, um míssil “hit to kill” precisa ter alto processamento para calcular o ponto de interceptação correto, e um… Read more »

Frederick

Certamente. Isso ficou cristalino no outro tópico.

Bem sabemos que quando dois declaram-se vencedores (ou coerentes, aqui) um está equivocado.

Para o prejuízo do balanço argumentativo deste espaço, que tenha um proveitoso ano sabático, Fernando.

Last edited 1 mês atrás by Frederick
Bosco

Eu ainda vou voltar lá de noite. Aquela carta que ele escreveu eu nem li direito de tão extensa, e do celular não consigo responder.
Sou da geração da máquina de escrever.

Fernando Gouveia

Continua pesquisando para você ter argumentos contra minhas afirmações. Te desejo boa sorte.

Bosco

Seu jumento bossal, seus textos são tão longos que eu ainda não li aquele todo e nem outro grande aqui neste post.

Fernando Gouveia

Amei o bossal, mas na realidade é boçal.

Bosco

Você não sabe matemática e eu não sei português. Empatamos , sua anta .

Fernando Gouveia

Estamos no caminho certo. Não se preocupe, chegaremos lá.

Agressor's

HáHáHá… 😀

Slow

Se não nega seria mais uma narrativa pra falar que a China quer acabar com mundo .. ho ho ho

Antoniokings

Elementar, meu caro Watson!

Bosco

Na década de 50 os soviéticos inventaram esse conceito de FOBS porque os radares da rede de alerta BMEWS estavam voltados para o norte. Eles dariam um alerta de cerca se 10 minutos caso houvesse um ataque. Nunca foi colocado em operação de fato porque logo o alerta principal de ameaça vindas da URSS passou a ser por satélite, com cobertura global e o alerta passou a ser de cerca de 30 minutos. E também os soviéticos começaram a instalar mísseis SLBMs em submarinos e se quisessem atacar via sul os utilizariam em vez de adotarem meia dúzia de custosos… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bosco
Fernando Gouveia

Cláudia!

Os submarinos chineses não tem essa liberdade para atuar em qualquer lugar não, nem mesmo os soviéticos tinham. Os SSBNs chineses ainda estão presos nas cadeias de ilhas, em torno da sua primeira cadeia de ilhas, americanos e aliados controlam a segunda cadeia de ilhas e os americanos ainda atuam na terceira cadeia de ilhas como retaguarda estratégica. Para um SSBN furar isso daí só se ele for muito silencioso, o Type 094 ainda não tem essa capacidade de discrição, e o Type 096 ninguém sequer sabe ainda nem o design do submarino.

Diego

Bosco, O problema dos chineses é que eles não confiam na capacidade de seus próprios submarinos em conseguirem lançar um ataque a partir do Sul (rs….). Na verdade, penso que a questão nem é essa… Oras, o fato de tentarem desenvolver este tipo de míssil, significa que eles querem atacar os EUA de surpresa, no entanto, se a China tinha prometido em não usar suas armas nucleares primeiro, por que haveria a necessidade de atacar de surpresa? O uso de armas nucleares como meio de retaliação (por ter sofrido um ataque nuclear), significa que o fator surpresa não é necessário.… Read more »

Bosco

Diego, Concordo (com o final). rsss Como já disse algumas vezes o alerta de ameaças é dado via satélite através dos satélites de alerta infravermelho. Esse sistema não tem capacidade de dizer se o lançamento de um míssil é direcionado aos EUA ou não, mas só a existência do sistema já complica para alguém que quer atacar de surpresa. Em havendo uma situação de grande tensão entre dois países nucleares o melhor é não brincar com a sorte e não fazer soar um alarme em algum lugar. Se os chineses desenvolverem um sistema FOBS (fato que eu duvido que aconteça)… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bosco
Diego

Bosco,
Penso que o sistema de defesa antimíssil SM-3 não conseguiria interceptar todos os misseis lançados pela China contra os EUA, a tecnologia atual não tem como deter um ataque massivo, alguns misseis fatalmente acabariam passando pelas defesas.
O desejo dos chineses de adquiri a capacidade de atacar com esse tipo de míssil não é somente pra garantir uma retaliação bem sucedida, a ideia de poder atacar de surpresa também faz sentido, se o país estiver na iminência de ser derrotado por armas convencionais, este tipo de opção é um forte meio dissuasivo.

Bosco

“Penso que o sistema de defesa antimíssil SM-3 não conseguiria interceptar todos os misseis lançados pela China contra os EUA” Sem dúvida! Nunca disse nada em sentido contrario. Não sou eu quem acredita em armas absolutas e indefensáveis. Nem o sistema Aegis e nem os mísseis GMD são infalíveis. Longe disso! Os pontos porque eu avalio que um sistema FOBS é irrelevante e por isso acho que os chineses não o desenvolvem são: 1- não conseguem com um sistema FOBS impedir a detecção via satélite, então não há o que se falar em surpresa; 2- a justificativa então de uma… Read more »

Fernando Gouveia

1 – A questão não é a detecção, mas o rastreamento. 2 – A justificativa é para fugir de todos os sistemas de defesa americano, tanto edoatmosféricos e exoatmosféricos. 3 – Essa opção é descartada, seus submarinos não tem liberdade para atuar em qualquer lugar do mundo, estão presos a primeira cadeia de ilhas com os americanos controlando até a terceira cadeia de ilhas. 4 – A questão não é essa. É compensar a fraqueza numérica permitindo o reequilíbrio nuclear mesmo sendo inferior. Os chineses não precisam ter o mesmo número de ogivas nucleares que os americanos, o FOBS simplesmente… Read more »

Bosco

E onde eu cito que o SM3IIA é absoluto? O fato de eu citar que a China e a Rússia estão “desesperados” inventando jeitos e mais jeitos de atacar os EUA não quer dizer que eu ache o míssil absoluto e que vai ganhar a 3GM sozinho, como vocês acham que é o caso dos hipersõnicos dos comunas.

Fernando Gouveia

A “fixação” é porque seus submarinos ainda não tem a capacidade de acessar o oceano Pacífico livremente para poder utilizar os SLBMs, existem três cadeias de ilhas para os submarinos chineses atravessarem e não conseguiriam efetuar o lançamento de uma zona neutra segura através do Polo Sul. Até os chineses tiverem essa capacidade de acessarem livremente o Pacífico, eles precisam utilizar outros métodos de entrega de ogivas nucleares ao CONUS de modo a evadir todo o aparato de defesa antimíssil americano, uma forma de compensar a fraqueza númerica de ogivas nucleares atualmente e criando mais um tipo de entrega nuclear,… Read more »

Bosco

Quem disse em cobrir polo sul , sua anta. Os navios ficam próximos a face sul dos EUA .
Cara! Mas é cada uma que essa besta escreve…

Bosco

Chineses confiam ou deixam de confiar no DF-17? Tenha a santa paciência seu analfabeto. Onde vc leu isso?
E já que tocou no assunto do Avangard vc poderia nos brindar com seu conhecimento fodástico e nos dizer para que ele serve já que não alcance os EUA? Tanto falatório do tio putin pra essa merreca de 6000 km?

Bosco

Sabe que boçal é com c cedilha mas interpreta o que lê igual as pregas da sua bunda. Ou seja, é um analfabeto funcional que sabe escrever boçal direito.

Jacinto

Eu não entendi nem porque esta notícia criou tanta repercussão. O soviéticos, na década de 60 do século passado – 60 anos atrás – já estavam testando FOBS, e pelos mesmos motivos que os chineses estão fazendo. Abandonaram porque gerava uma capacidade redundante aos ICBM´s e SLBM´s a um custo muito maior.

Antoniokings

O problema (para os EUA, é claro) é que a tecnologia mudou muito do antigo FOBS para cá, principalmente na questão da manobrabilidade dos mísseis atuais, o que torna praticamente impossível a defesa contra um ataque .

Jacinto

É om mesmo problema de 70 anos atrás e que nunca deixou de existir pelo simples fato de que é impossível se defender de saturação de ICBM´s ou SLBM´s. Se os EUA lançarem seus ICBM´s + SLBM´s + misseis de cruzeiros com as iscas, estamos falando de 2000 alvos simultâneos – Russia e China têm capacidades semelhantes. Não há, nem nunca houve, defesa para isso.

Antoniokings

De qualquer maneira, os países continuam investindo em novos conceitos de armas nucleares.
Por exemplo (estou conjecturando numericamente de maneira hiperbólica), duzentos desses HGV manobráveis que não podem ser interceptados farão o mesmo serviço de 2000 mísseis balísticos tradicionais, pois vários deles serão detidos.
E os custos de manutenção de 200 HGVs seriam muito menor que de 2.000 ICBM.
Alguma vantagem esses países estão vendo e não estão parados em uma tecnologia das décadas passadas

Jacinto

Da mesma maneira que existem 500 tipos diferentes de rodas de liga leve, liga de titânio liga de manganês para fazer o mesmo serviço que uma roda de aço faz, a um custo muito menor.
Não são necessário 2000 ICBM`s ou SLBM´s para lançar 2000 ogivas, porque eles são MIRV´s. Um SLBM, por exemplo, pode levar até 14 ogivas, um ICBM pode levar até 10 ogivas – sem contar as iscas que são balões e pode-se colocar várias em cada uma delas.

Antoniokings

Não é essa a questão

ICBMs ou SLBMs são mísseis balísticos.
Por exemplo. Se vc lançar um desses da China em direção aos EUA , vc terá uma boa ideia de onde ele saiu e onde ele vai chegar, apenas pelo cálculo da trajetória.
Isso possibilita a sua interceptação.
Já os HGV russos e chineses possuem manobrabilidade, o que torna impossível o cálculo para interceptação.
São conceitos totalmente diferentes

Jacinto

E qual a diferença? Um sistema ABM pode até interceptar algumas ogivas, mas não existe sistema ABM que dê conta de um ataque de saturação que é o tipo de ataque que a doutrina prevê para a hipótese de uma guerra nuclear. Veja isso: os soviéticos projetaram a classe Typhoon de submarinos da década de 70 para que ela fosse capaz de lançar, sozinha, 1200 ogivas nucleares ao mesmo tempo (6 subs em operação, com 20 misseis R-39 cada, e 10 ogivas por míssil). Você acredita que exista algum sistema no mundo capaz de deter 1200 ogivas caindo ao mesmo… Read more »

Bosco
Bosco

Jacinto, O desespero da China e da Rússia é por conta de um míssil que atende pelo singelo nome de SM-3 Block IIA. Ele demonstrou de forma consistente ser capaz de interceptar ICBMs. Provavelmente irá ditar até o cancelamento do programa de mísseis GBI. O diferencial do SM-3 Block IIA é que fará de qualquer navios Aegis um sistema completo anti-ICBM/anti-orbital/anti-FOBS. Três ou quatro ao redor do CONUS e haverá cobertura em 360º, seja contra ICBMs, FOBS ou SLBMs. Somado ao novo radar SPY-6, AESA de GaN dos novos AB FIII e a festa tá completa. O medo do Xinjimping… Read more »

Bosco

Interceptação de qualquer coisa móvel que seja por um míssil sup-ar/sup-espaço não é feita por “cálculos”. É feita por rastreamento e correção contínua e integral. Durante todo o tempo de uma interceptação de um RV ou de um HGV ou de um satélite há o rastreamento tanto do alvo quanto do “míssil” em tempo real e o míssil recebe atualização imediata via radar de varredura eletrônica com painel fixo e o míssil é capaz de se reposicionar quantas vezes for necessário para se por em curso de colisão com o alvo caso ele tenha mudado seu curso e o ponto… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bosco
Fernando Gouveia

Novamente essa história, Cláudia. THAAD, SM-3, SM-6, PAC-3, GBI, nenhum destes incluindo o antigo programa Ajax BMDs pode interceptar HGVs. É geometria e física simples. Um veículo interceptador Mach 5 ou mesmo mach 10 não pode interceptar um objeto em movimento mach 10+. É fisicamente impossível, a menos que você esteja na posição ideal e o BMD esteja entre o caminho do HGV e seu alvo. Mesmo assim, enquanto o HGV girar poucos graus, tornará o trabalho do interceptador exponencialmente mais difícil.  Esse é o ponto principal dos HGVs, não apenas puxar algumas curvas sinuosas da fase terminal. O FOBS… Read more »

Jacinto

A questão de interceptação não é de velocidade mas de trajetória. EUA, China e Rússia já atingiram alvos voando a velocidades muitos maiores do que mach 10, com misseis normais. A questão é previsibilidade (previsibilidade não se confunde com estabilidade) da trajetória.

Fernando Gouveia

Agora faz o cálculo ai de um míssil realizando manobras a velocidades de 2,5km/s, sendo que em questão de segundos, o míssil pode estar a dezenas de km do ponto de interceptação anteriormente planejado, mesmo com a previsibilidade da trajetória que ainda é incerto em se tratando de hipersônicos, calcule a velocidade do interceptador e a velocidade do hipersônico assim que a nova trajetória for traçada, quem você acha que vai chegar primeiro no ponto de interceptação? Você realmente acredita que seria o míssil com menor velocidade?

Bosco

Anta vip, Um míssil pode estar a Mach 50 e se mover lateralmente a 50 km/h e se colocar lateralmente apenas algumas centenas de metros da posição inicial. Qualquer mudança brusca o colocaria fora de curso e teria que ser compensada e isso se torna mais difícil na medida que o alvo se aproxima. Como até agora só é possível uma defesa contra HGVs na fase terminal é exatamente na fase em que não é possível manobra de grande amplitude. Aquele vídeo porco do Putin que mostra o Avangard fazendo uma curva imensa além de irreal é desnecessário tendo em… Read more »

Fernando Gouveia

Exato, Cláudia. Ainda vai ganhar meu like. Só que, na fase terminal, o mais provável é que o míssil também realize pequenas manobras de passo aleatório de modo a atingir o melhor ponto de penetração. O vídeo que o Putin demonstrou não se aplica a física real, ele provavelmente foi fonte de desinformação para tentar esconder as capacidades reais de manobra dos mísseis hipersônicos russos. Se ele demonstrasse como realmente funciona a trajetória do míssil, já seria um bom indicativo do que fazer em relação aos interceptadores.  Nesse ponto em questão, você está corretíssimo com relação ao vídeo divulgado do… Read more »

images 2.JPG
Jacinto

Acho que você não entendeu como um míssil anti-míssil funciona. Ele não fica correndo atrás como uma criança brincando e pega-pega: ele busca acertar o míssil de frente (head-on). Foi assim que os chineses, em 2007, acertaram um alvo a 8km/s (EUA e Rússia também já fizeram coisa semelhante).

Fernando Gouveia

O teste ASAT é muito diferente de um míssil voando e realizando manobras na atmosfera. Não existe tal comparação. Em tese, todo míssil ABM pode ter capacidade ASAT, mas isso não quer dizer que o míssil adequado a abater ICBMs conseguirá acertar satélites, mas dependendo das condições, eles teoricamente poderia conseguir. Depois, como o míssil antimíssil vai realizar o abate de trajetória convergida à frente se o míssil hipersônico em questão faz manobras a velocidades 2,5 km/h? Só para você compreender, o Arrow 2 que é um míssil muito mais adequado para tentar abater um hipersônico só é lançado depois… Read more »

Fernando Gouveia

2,5 km/s **

Antoniokings

Exatamente.

Por isso que um HGV que faz manobras evasivas é impossível de ser abatido pelos meios de defesa atuais.
Imagine a necessidade de cálculos para interceptar um míssil desses voando a velocidades hipersônicas cada vez que ele mudar de trajetória.

Antoniokings

Fernando.

Análise perfeita
Agora.
Que coisa!
O sujeito está desesperado.
Não se conforma de jeito nenhum.

Fernando Gouveia

Com certeza. Os chineses e russos estão tremendos de medo do SM-3 Block IIA. Todos no Kremlin e em Zhongnanhai roendo as unhas de tanto medo dos americanos. É a tal de tecnologia disruptiva.  Primeiro, o GBI não será cancelado pela operação do SM-3 Block IIA, o GBI está para alcançar o número de 64 mísseis em 2025, isto por causa dos problemas de desenvolvimento do RKV, saindo das atuais quatro dezenas de mísseis e realizando o acréscimo de 20 GBIs. Eles na verdade se complementam. A taxa de sucesso do GBI individual é de cerca de 60%, e foi… Read more »

Bosco

Oh anta, não são necessários milhares de destróieres Aegis não, bastam 2 ou 3 que poderiam ser deslocados para pontos ideias em caso de tensão entre países.
Eles proveriam defesa contra FOBS e mísseis balísticos lançados de terra e de submarinos.

Fernando Gouveia

Claro, como se Aegis pudesse ver a 1.000 km de distância a altitudes de 150 km. Não sabe o mínimo de física. Isso é impossível fisicamente. Contra outra Cláudia.

Bosco

Deixa de ser jumento. Uma das capacidades dos destroires Aegis é serem capazes contra mísseis balísticos e satélites. Como eles ” enxergam” os alvos sua anta?

Fernando Gouveia

Assim que alcançam o horizonte radar. Não sei se você sabe, mas a terra não é plana. Também não é quadrada. Portanto, o alcance do radar teria que ser calculado pela altura do mesmo e da altitude do alvo, chegando ao alcance em que o horizonte radar Aegis poderia enxergar o alvo, e se tratando de 150 km de altitude em comparação com os mísseis balísticos com a trajetória parabólica, não é 1.000 km de alcance. É menos. Isso se traduz em? Tenta adivinhar.

Bosco
Fernando Gouveia

Interessante.

Resta saber se o cálculo é baseado nos diferentes parâmetros atmosféricos. Se não for, já é uma base. Se for, até ultrapassa e sem dúvidas nenhuma o SPY-6 seria capaz disso. Mas ainda seria inferior ao alcance do SM-3 Block IIA e ainda precisaria do C2BMC para rastreamento estendido.

Fernando Gouveia

E satélites em questão, orbitam a uma altitude de 180 km para cima.

Bosco

E eu quero lá saber de satélite oh jumento.
Onde eu falei de satélite?
Quanto a mísseis antibalísticos terem potencial de interceptar hipersônicos vai discutir com esse artigo aqui: https://thediplomat.com/2018/11/hypersonic-boost-glide-weapons-and-challenges-to-international-security/

Bosco
Bosco

Eu não disse isso sua anta. O Aegis não pode ver nessas condições por conta de potência irradiada vs RCS do alvo e não por conta de ser uma impossibilidade física. Provavelmente o SPY-6 poderá “ver”.
Foi você que me solicitou interpretar um desenho onde mostrava o horizonte radar de um objeto a 150 km de altura em órbita (fobs) e um míssil com apogeu de 1200 km.
Eu citei o horizonte radar mas não disse que era possível a partir de um SPY-1 sua anta.

Bosco

Jumento,
Não tô dizendo que ia funcionar e nem que ia funcionar 100% das vezes sua anta, mas é isso que os EUA podem fazer para se defender no caso de tensão contra seus hipotéticos inimigos dotados de capacidade de atacar os EUA continental.

Fernando Gouveia

Tá nervosa, Cláudia? Fica assim não. É um apelido carinhoso que tenho por ti. Olha aqui sua verborragia alegando “O desespero da China e da Rússia é por conta de um míssil que atende pelo singelo nome de SM-3 Block IIA. Ele demonstrou de forma consistente ser capaz de interceptar ICBMs. Provavelmente irá ditar até o cancelamento do programa de mísseis GBI. O diferencial do SM-3 Block IIA é que fará de qualquer navios Aegis um sistema completo anti-ICBM/anti-orbital/anti-FOBS. Três ou quatro ao redor do CONUS e haverá cobertura em 360º, seja contra ICBMs, FOBS ou SLBMs. Somado ao novo… Read more »

Bosco

Sua anta , eu acho que você é um debiloide que me recuso a ler o que escreve e porque o infeliz tem fascínio com minha pessoa mudou de nick pra atrair minha atenção. Esqueci o nome do coitado.
Patético!

Fernando Gouveia

Eu sou o debi, você é o loide.

Bosco

Ah! Lembrei! O escroto em questão é o tal de Matheus S.

Fernando Gouveia

Eu não sou ele. Aliás, ele quase não comenta aqui. Eu acompanho o site faz 4 anos, e revi praticamente a maioria das matérias e comentários anteriores desde 2008, ele começou a comentar faz uns 2 anos. E ele assim como você faz alguma contribuição. Mas seus argumentos passaram a um tal ponto em que eu tive que comentar. Antes eu só comentava em fóruns internacionais como o World Defense e o Defence Talk.

Bosco

Nossa! Estão aceitando antas nesses importantes fóruns que nem sabem calcular a distância do horizonte radar x altura? Deve ser porque vc sabe todos os parâmetros operacionais dos mísseis hipersonicos que existem e que ainda não existem, né Mateus?
Fazem curvas de quantos gs? É manobra randômicos ou reativa? Como eles sabem que serão atingidos para desviaram? Diz aí seu jumento escrotxxo

Last edited 1 mês atrás by Bosco
Fernando Gouveia

Ainda insistindo no Matheus. kkkk Infelizmente, não sei. Os parâmetros de veículos hipersônicos ainda são classificados, até mesmo pelos EUA, o que eu sei é que a capacidade de manobra dos mísseis hipersônicos e sua alta velocidade não deixa a menor dúvida de que tais sistemas antimísseis não são adequados e há um conjunto amplo de tecnologias sendo aprimoradas para ter uma capacidade credível de contramedida desses mísseis. Além do mais, o míssil hipersônico realizaria pequenas manobras evasivas até chegar ao alvo, isso significa que o novo ponto de interceptação precisa ser constantemente atualizado, eu diria que teria que ser… Read more »

Matheus S

Bosco,

eu não sou o Fernando Gouveia. Muitas das coisas que ele afirmou eu nem sabia, como por exemplo o seeker terminal do LRHW. Em um post recente, eu comentei com esse mesmo perfil te respondendo, não há razão para eu mudar de nick.

Você está catando fumaça. Além disso, você realmente acha que eu tenho esse nível de conhecimento militar? Não tenho.

Frederick

Sinal de inabalável autoestima. Só existe uma pessoa que discorda de mim no mundo, e esta muda de nick só para debater comigo…

Antoniokings

Fernando

Pare de massacrar o sujeito que bater em caído é covardia.
kkkkkkk

Bosco

Bando de hienas e urubus. rsss
Se banqueteiam na carniça e dão gargalhadas.
Não sabem quantos HGVs os chineses e russos têm. Nunca viram uma fotinha sequer. Não sabem os parâmetros operacionais.
Esse então se existir tá na faze de testes…
Mas já dão a vitória como certa. São patéticos e dignos de representar o lado que representam.
Enganadores… trocam de nick… homens sem honra é o que são.

Bosco

Nossa! Fase é com s e não com z. Agora mesmo o jumento vem me corrigir.

Fernando Gouveia

Se foi postado através do celular, fique tranquilo. Não o farei.

Bosco

Porque você acha que eu tô nervosa , jumento? É por que eu não estou sendo tolerante e politicamrnte correto com os jumentos e as antas e as comparando a vc?
De um fasxcixta bolsxoxarista vc espera que ele seja educado e compassivo, né. O monopólio da agressividade e intolerância pertence à malta da qual faz parte, né? É o tal do ódio do bem?
Sinto desapontá-lo seu jumento

Frederick

🏆

Antoniokings

E por nocaute!

Bosco

Seu jumento, vocês ficam se borrando por conta de um míssil que ninguém sabe sequer se existe e que não têm ideia dos parâmetros de operação caso um dia venha a existir e eu não posso citar um míssil americano que existe, foi testado, os testes são públicos? Deixa de ser jumento rapaz.

Fernando Gouveia

Tem razão. Os mísseis são todos de papel. Os testes são feitos em condições reais de combate e eu sou o tal do Matheus S.

Bosco

Não , vc é só um jumento escrotxxo

Bosco

Um jumento escrotoxxo que comenta em fóruns internacionais , o que o torna um jumento vip

Bosco

Jumento vip,
De papel deve ser o SM-3 Block IIA , né sua anta?

Bosco

Vocês vivem usando esses adjetivos tipo “apavorados”, “desesperados” … e eu não posso usar da mesma retórica sua anta? Quem disse?
E se não estivessem desesperados porque estariam tentando escapar a qualquer custo do componente de defesa exoatmosférico dos EUA , sua anta?
É hipersônico pra cá, torpedo tsunâmico pra lá… tudo por conta de um tal escudo que você , jumento que é, diz que não funciona.

Fernando Gouveia

Pode sim. Aliás, deve ser feito. Isso causa comoção. Traz espiritualidade para o argumento. Pessoas são convertidas por conta disso. Dá mais credibilidade. Continua.

Bosco

Onde eu afirmei que o programa de misseis GBI será cancelado anta? Eu disse que “provavelmente” . Deixa de ser jumento.
Não consegui ler o resto. Pare na parte onde diz que eu afirmei sobre o cancelamento do GBI.
Para de escrever esses textos gigantes seu jumento. Ninguém tem paciência pra isso.

Bosco

Vai falar para os puxa saco do Putin que o Avangard é uma porcaria e só tem alcance pra atingir o polo norte seu jumento.
Não pra mim!
Eu tô me lixando se os chinas têm ou não HGV que consegue vir do noroeste quicando na atmosfera. Só disse isso de forma irônica sua mula. Eu não afirmei nada. Lembra? Eu sou o cara que duvida que eles têm essa porcaria. Anta!

Bosco

Jacinto,
O conceito FOBS ficou ultrapassado no dia que o principal componente de alerta ficou baseado no espaço.
Agora a narrativa é que combinado com o concito HGV vai funcionar. Querem de todo jeito vestir essa calça na China porque não admitem que as “pessoas” estavam equivocadas.
Haja vaselina!

Bosco

A tecnologia mudou muito e hoje se pode proteger todo o território americano a partir de navios dotados com o sistema Aegis, que está evoluindo mais ainda para o sistema AB FIII com radares de GaN e mísseis SM-3 Block IIA .
https://mostlymissiledefense.com/2016/06/30/strategic-capabilities-of-sm-3-block-iia-interceptors-june-30-2016/
comment image?w=768

Jacinto

Coitado do Alasca…

Jacinto

Eu acho que armas hipersônicas são o que o laser era nos anos 70/80… um material que utilidade muito pontual que é vendido como se fosse uma enorme revolução. Serve para alvos em que o fator tempo é relevante, mas está longe de ser algo que vai reinventar a roda.

Bosco

Exatamente!

Fernando Gouveia

Cláudia Jr.

Imagina. As corridas de armamentos direcionado a DEW, principalmente a laser e mísseis hipersônicos. Apenas na corrida dos hipersônicos, até o momento que eu lembro de cabeça são: Rússia, China, EUA, Austrália, Japão, Índia, Coreia do Norte e França.

Coloca ai P&D de todos esses países para você o volume orçamentário em busca de tais tecnologias. Apenas nos EUA em questão de hipersônicos, são mais de US$3 bilhões.

Jacinto

Acho que vc está misturando as coisas. Nada mais diferente do que DEW e misseis hipersônicos. Em relação a DEW eu acho sim que tem o potencial, em um futuro, de se tornar um equipamento revolucionário, mas ainda tem muito chão pela frente. O laser, especialmente, continua perdendo potência em função da distância (thermal blooming) a uma taxa que o torna ainda uma arma de curto alcance. Em relação aos hipersônicos, eu acho – e escrevi isso – que ele tem utilidade pontual para alvos de oportunidade, mas não é revolucionário porque não trás nada que já não exista hoje.… Read more »

Fernando Gouveia

Em relação a DEW, os avanços estão sendo constantemente perseguido por países como EUA, Rússia e China, há um grande conjunto de P&D em torno dessa tecnologia, na China, a tecnologia de micro-ondas parece estar em um estágio mais avançado do que no resto do mundo, e os americanos ficando na frente na questão do laser. No laser, as atuais potências já estão sendo testadas a 150 kW para uso naval e terrestre, o mais provável é que a versão naval tenha um pouco mais de dificuldade por conta das condições marítimas, mas nada que impeça o estabelecimento de tais… Read more »

FAAbgkNVcAUJcIg.jpg
Diego

Armas nucleares não podem ser usadas contra nações como a Rússia e os EUA, mesmo que a China tenha sucesso com este tipo de míssil, a retaliação por parte dos americanos seria muito pior, e no final, não haveria vencedores. A China não tem como sair vitorioso numa guerra com os EUA e os americanos nem precisariam usar suas armas nucleares pra vencerem, a verdade é essa. Quase ninguém sabe, mas bastaria que um único miserável bombardeiro B-2 conseguisse burlar os radares chineses (o que não é impossível, já que foi desenvolvido pra isso), e soltar duas GBU-57 (MOP) na… Read more »

Fernando Gouveia

Vai sim. Pode acreditar que um B-21 vai encostar na costa chinesa, ainda mais próximo a barragem das Três Gargantas.

Meu Deus. Cada coisa que leio aqui que é inacreditável. Surreal.

Diego

Meu Deus, quanto medo! Achar que um B-21 não vai conseguir é irrelevante, pois você fugiu da questão principal. Por quê? A China é bastante vulnerável por causa da barragem das Três Garganta, isso é fato! Você não tem como negar isso, daí essa retórica vagabunda dizendo que é impossível um B-21 encostar na costa chinesa, ignorando completamente qualquer possibilidade da barragem ser atacada. Aceita que dói menos. Se a meta dos EUA for destruir essa barragem, é óbvio que eles tentarão encontrar um meio de atingir este objetivo, citei o B-2, mas pode ser outro, a responsabilidade de encontrar… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Diego
Fernando Gouveia

Claudinha! Tá na hora de você cair no mundo real. Vou te ajudar com isso. A primeira questão a se analisar é o alcance efetivo de combate do B-21, só para exemplificar, a base de Guam é altamente improvável. O B-21 teria que sair de Diego Garcia ou do território continental dos EUA. Se sair do território continental dos EUA, ele precisa ser reabastecido 4x para poder chegar a China e realizar o ataque, isso demanda uma grande quantidade de petroleiros no Pacífico, a carga logística é muito grande, mesmo para padrões americanos, o B-2 que realizou o ataque no… Read more »

Bosco

veículo hipersonico chinês lançado por fobs contorna sistemas de defesa igual um colibri no cio mas um B-21 não dá conta não, né?

Bosco

Figura… já te dei muita corda Mateus. Agora vou te jogar na lata do lixo da indiferença. Foi bom pra você? Pra mim foi ótimo.
Quiser trocar umas ideias de novo muda de nick de novo, blz?
Anta!

Diego

Ah, que preguiça… Depois da bofetada em seu ego, era previsível que ele se sentisse atingido, nem escondeu este fato. (rs…) Pelo tamanho do texto, deve ter doido pra caramba. Esse jogo de super trunfo é ridículo, o Fernando Gouveia acredita que estratégia militar se resume em cuspir dados. Provavelmente ele nunca ouviu falar de Erwin Rommel, a raposa do deserto, que mesmo em desvantagem militar na campanha da África na 2GM, humilhou os ingleses. A análise dele em relação a maneira como os B-21 penetrariam na China é ridiculamente idiota, os americanos não são tão burros assim. Não entendo… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Diego
Fernando Gouveia

Só para constar, Rommel perdeu a guerra da África para os britânicos, sua “humilhação” não valeu de nada e tem mais, se você realmente sabe sobre estratégia militar, eles usaram uma estratégia que é muito conhecida nas academias militares e pouco comentada pelo público em geral. E mais, seu objetivo era “expor” a vulnerabilidade da China em Três Gargantas, eu expus a dificuldade militar de tal ação militar ocorrer. Simples e direto. Até uma próxima.

Fernando Gouveia

Apenas concluindo:

Os britânicos estudaram a estratégia de Baji Rao I em Palkhed contra Nizam, onde seu nome nunca é apresentado nas academias militares. Agora sim. Até mais.

Bosco

Diego,
O B-21 é de papel. Só vai servir para decoração.

Fernando Gouveia

Não. Mas também não vai ser esse passeio como afirma. E ele ainda vai precisar do PCA.

Bosco

Partindo de Diego Garcia ou de Guam os B-2 teriam alcance para atacar Três Gargantas sem precisar de revo.

Fernando Gouveia

Em uma futura contingência contra a China, os chineses sabendo que o B-21 estaria baseado em Guam fariam ataques para destruir os bombardeiros ainda no solo, não através do H-20 que demoraria e seria rastreado pelos americanos, mas usando mísseis de cruzeiro, balístico ou até hipersônicos. Nem mesmo a base de Guam ainda está com uma defesa consistente, ainda falta o Aegis Ashore para atuar em conjunto com a camada do THAAD, e mesmo em um futuro próximo eles conseguindo instalar, ainda precisariam integrar ao conjunto integrado ICBS e precisam municiar com o GPI para uma defesa realmente consistente visando… Read more »

map-pla-radar-bde-2020.jpg
Bosco

Partindo de Diego Garcia uma revo a 2000 km colocando umas 12 t de combustível no B-2 e completando o tanque e daria mais 1000 km de raio e uma maior margem de manobra.
Se partisse de Guam não seria preciso.

Bosco

Diego,
Se brincar nem precisa de MOP não! Umas 3 ou 4 GBU-31 faz o serviço. A coisa lá não é muito resistente não.

Fernando Gouveia

Os custos da década de 60 não se aplicam mais para a realidade orçamentária atual. Hoje, um FOBS HGV custaria no máximo em torno de US$100 milhões, e mesmo se você afirmar pra mim que estou subestimando o custo, vamos duplicar para US$200 milhões, isso fica bem abaixo do custo de compra de SSBNs e SLBMs, os custos operacionais seriam muito menores do que essa plataforma de lançamento submarina e o custo operacional do próprio míssil. E mesmo naquela época, acredito que o custo do FOBS com míssil nuclear ainda seria mais barato do que SSBNs e SLBMs. O abandono… Read more »

Bosco

Sua anta, quer dizer que os EUA não podem colocar um mísero radar voltado para o sul antes dos chinas fazerem meia milhão de FOBS? Ah! Vá catar coquinho seu jumento!

Fernando Gouveia

Precisariam instalar mais radares e mísseis. Tudo isso custa caro, muito caro. Tu já viu o estouro do orçamento do GMD? Acho que não. Pesquisa ai. Estou dando muita informação para você.

Bosco

Mas pros chineses fazerem meio milhão de FOBS não custa nada ,né sua anta?

Fernando Gouveia

Muito mais barato. Primeiro por conta do preço em si dos equipamentos militares chineses. Segundo, os sistemas defensivos são muito mais caros do que os ofensivos, assim como sempre foi.

Bosco

Os mísseis de papel dos americanos não forçam os chineses a gastar dinheiro não , né seu bossal com c cedilha?. Só quem tem ku são os americanos né anta?

Fernando Gouveia

Claro que forçam. Aliás, o sistema de alerta precoce chinês se eu não me engano foi concluído ano passado, vou verificar depois eu confirmo isso, com a ajuda russa. Certamente, os valores que são classificados não foram nada baratos, mesmo para padrões chineses. Assim como os mísseis hipersônicos americanos farão os chineses repensarem os sistemas defensivos atuais, assim como ocorre com os americanos atualmente.

Bosco

Anta,
Antes que me corrija eu sei que ku é com c

Bosco

A verba dos chineses é infinita né anta?

Frederick

Acalma-te, tchê.
Respira e te organiza aí.

Abraço.

Bosco

Achei que tava divertido, tchê…

Frederick

Achar que há diversão no simples fato de vê-lo ser contrariado por alguém é exaltar em exagero as próprias qualidades que pensa que tem.

Devo lembra-lo que isto é o seu hobby?

Desfrute-o com satisfação, campeão.

Bosco

Se bem que como o CEP de 20 km não importa o fobs/hgv aí do jumento vip deve ter rendimento de uns 300 Mt. Não vão precisar mais do que um pra liquidar com os EUA.

Eduardo Ribeiro

Aquela antena gigantesca da China na Patagonia teria alguma função de orientação para ataque de misseis na rota via pólo sul?

sub urbano

Essa eu não sei,mas a que a Russia tem no Pico dos Dias/MG pega satelites manobraveis em orbita baixa que sao a maior parte dos satelites espiões.

Leandro Costa

Não é da Rússia. É Brasileiro. O equipamento é russo, temos um acordo com eles de troca de informações sobre lixo espacial, mas a operação do telescópio é feita 100% por Brasileiros.

sub urbano

E China é um gigante gentil que busca o progresso para toda a humanidade.

Mayuan

Claaaaaaro. Já eu sou o Aquaman mas não espalha…

Scudafax

A negativa do governo chinês não reduz a importância da notícia, também entendo que subestimar qualquer adversário é exatamente a receita para a derrota, como já dizia Sun Tzu.

Fernando Gouveia

Essa possibilidade está sendo analisada pelos americanos, a declaração do secretário da USAF em torno do FOBS chinês, ainda no final do mês passado, antes dessa confusão toda.

https://www.forbes.com/sites/davidaxe/2021/09/22/yes-the-chinese-could-park-nukes-in-orbit-america-would-have-itself-to-blame/?sh=1a07f78c6381

Augusto

Vídeo da Sputnik Brasil, reportando que a China tem construído uma Royal Navy a cada 4 anos: https://youtu.be/B67XUW6p5Ks

Augusto

Falha minha postar aqui, já coloquei o link no Naval.

Antoniokings

Assisti um vídeo sobre isso.
Realmente impressionante.

Diego

Este tipo de míssil hipersônico daria a vantagem de os chineses lançarem um ataque nuclear de surpresa contra os EUA, daí a pressa deles em negar esta suposta capacidade. O que ninguém diz é que Xi Jinping tinha prometido que a China jamais seria a primeira nação que usaria suas armas nucleares em caso de conflito, inclusive tiveram a cara de pau em publicar um documento afirmando isso: [1]. Ora, ora, este teste pegou os chineses com as calças na mão mentindo. (rs….) Antes, foi com o Japão, disseram que abririam uma exceção e atacariam o país com armas nucleares… Read more »

Fernando Gouveia

As Claudinhas estão negativando os meus comentários. Vamos lá. Vocês conseguem. Vamos chegar a 20 deslikes ai. Vocês conseguem. Estou aqui na torcida por vocês. kkkkkkkkkkkkkk

Avai2021

Fernando,
Uma decepção a maneira como você conduz o seu debate. Bosco tem uma contribuição técnica muito relevante.
Infelizmente você na arena do debate técnico está muito mirim.
Menos emoção e mais seriedade.
Abraços e sucesso

*o sucesso da China não implica na derrocada dos EUA e do ocidente. Vocês com este ódio ocidental não contemplam win win. Quem visitou a China Rússia sabe que nestes países tem menos socialistas/comunistas que no ocidente. Não se iluda. Pegue seu dinheirinho e conheça o mundo e as pessoas. Se surpreenderá. Torça para o bem do mundo e não de guerras.