quarta-feira, outubro 20, 2021

Gripen para o Brasil

Governo argentino pediu informações sobre o caça russo MiG-35

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Segundo o site argentino TN.com.ar, o governo da Argentina solicitou informações técnicas do caça MiG-35 à empresa estatal russa Rosoboronexport.

O pedido de informações ocorreu no início de 2021, momento em que a Rússia ganhou influência no governo argentino por causa do envio ao país da vacina Sputnik-V.

Este ano, uma reportagem do site também revelou que o governo de Vladimir Putin está avançando com seu plano de construir usinas nucleares na Argentina.

A versão de um suposto interesse da Argentina em adquirir caças russos já circula há meses. O documento acessado pelo TN.com.ar confirma pela primeira vez que a Força Aérea Argentina (FAA) solicitou formalmente informações sobre os caças russos.

“De acordo com as necessidades de reequipamento da Força Aérea Argentina (FAA), esta solicitou formalmente informações sobre aeronaves de combate para realizar uma análise técnica e comercial”, responderam as autoridades.

A Força Aérea Argentina disse que “é necessário adquirir um caça supersônico” embora tenham esclarecido que “todas as opções estão sobre a mesa”. Além do interesse pelo material russo, também está sendo analisada a possibilidade de aquisição de um caça chinês – o JF-17 – e circula o boato de que os Estados Unidos poderiam oferecer um lote de caças F-16 Block 40 a serem modernizados.

A aquisição de qualquer uma dessas aeronaves viria do Fundo de Defesa Nacional (FONDEF), iniciativa implantada durante a gestão de Agustín Rossi no Ministério da Defesa que visa o reequipamento das Forças Armadas.

MiG-35
MiG-35

- Advertisement -

238 Comments

Subscribe
Notify of
guest
238 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Solskhaer

Sem comentários!

Johnny

Vc utilizou o espaço reservado aos comentários pra dizer que nada iria comentar??

Camargoer

Olá J. Um oxímoro.

Johnny

Isso mesmo, um oximoro. Confesso que tive que pesquisar e aprendi mais uma Aki no poder aéreo. rss

Carlos Henrique Lucena

Acredito que, por ter sido o primeiro a comentar, apenas informou sua constatação de que nada estava disponível, naquele momento, uma liberdade poética.

Fabio Araujo

Não seria melhor uma versão modernizada do Mig-29? Poderia ser até uma parte de seminovos e outra novos como a Índia esta comprando, assim já receberiam uma parte em pouco tempo e assim voltariam a ter caças supersônicos mas rapidamente!

Victor Filipe

MiG-35 é uma versão modernizada do MiG-29. ele usa a mesma plataforma base da aeronave assim como a familia Su-30/35 é derivado do Su-27. mas é costume Russo fazer essas grandes alterações no nome do avião.

Fabio Araujo

A Índia esta finalizando a compra de mais Mig-29 uma parte virá da reserva russa e outra serão novos, os caças que chegarão da reserva sofrerão uma atualização e serão entregues primeiro. Essa solução seria a melhor por conta da falta de meios supersônicos na FAA, Tá certo que o Mig-35 é uma evolução, entre outras coisas tem maior capacidade de carga, mas é mais caro e demoraria mais para ser entregue, e o Mig-29 modernizado apesar de ser inferior ao Mig-35 chega bem perto desse e daria um bom upgrade na FAA!

Antoniokings

E encomendou mais Su-30MKI

Gutex

Todos os 21 Migs que a Índia esta comprando serão da versão MiG-29SMT (chamados na Índia de MiG-29UPG), portanto não serão novos visto que esta versão é um pacote de atualização para Migs das primeiras versões. Não existe MiG-29UPG novo de fábrica.

Jose Carvalho

Apesar de utilizar o mesmo perfil aerodinâmico, a aeronave sofreu mudanças não apenas na aviônica, mas na engenharia de produção, utilização de novos materiais, houveram mudanças estruturais radicais na aeronave e nas superfícies de aerodinâmicas. Tecnicamente falando, não é a mesma plataforma, apesar de parecer igualzinha

Hugo Monteiro

Creio ser interessante para Argentina comprar os poderosos Mig-28, acredito que assim estariam preparados para enfrentar e até suplantar nossa frota de F5-M.
(Texto é apenas irônico).

Rodrigo Maçolla

12 desses MIG -35 já resolveriam pra argentina, mais pedir informações é uma coisa….

Agora Usinas Nucleares na Argentina ?? pra que isso ?

Resposta: Talvez seja porque são descendentes de brancos europeus.

Antoniokings

Se não me engano, a Rússia está construindo uma usina nuclear na Bolívia.
Será a mais alta do Mundo.

Reginaldo

Não é usina, é um reator de pequena potencia para uso de pesquisa e medicina, semelhante ao reator do IPEN aqui no Brasil.

Antoniokings

Isso mesmo!

Slow

Você tem que ter informações antes de compra , isso vale pra quase tudo ..

Zorann

Precisam de mais energia elétrica. O potencial hidroelétrico e de geração de energia solar deles não é grande como o nosso…

Aliás nós mesmos também precisamos de mais energia elétrica….

Breno

Assisti uma reportagem essa semana falando sobre a retomada das obras de Angra III previsto para esse ano ainda. Tomara mesmo que se concretize e comece logo a produzir eletricidade. Existem outros projetos de usinas nucleares, algumas no Nordeste. Eu acredito que o potencial para construção de hidroelétricas no Brasil já esteja próximo do limite, vamos precisar de outras matrizes. Oremos.

Wellington

além do potencial no limite, temos a redução da capacidade das já existentes devido às mudanças climáticas

Anderson Sousa

só o potencial de biomassa, biocombustiveis, solar, marés, gas e eólica no Oceano…. nossa capacidade energética é imensa…mas tem q investir

Jose Carvalho

A referir que as mudanças locais foram mais decisivas para a destruição da capacidade hídrica do Brasil que as globais. Apesar de o desmatamento e a destruição de biomas naturais terem atingido uma alta recorde, não devemos esquecer que é fruto de má gestão ambiental Federal, Estadual e Municipal o resultado cumulativo que estamos vendo hoje. A tragédia ja vem acontecendo há muito para benefício de uma industria que contribui pouco para o Estado em impostos, beneficia poucos trabalhadores diretos, gera pouca receita indireta, origina conflitos locais e consome vultuosas quantias do Estado, tudo para alimentar suínos na China

Comte. Nogueira

Mas também precisamos ter em mente as opiniões de cientistas que defendem que a ação humana não é suficiente para causar grandes mudanças no planeta.
Alegam que a extinção dos dinossauros, a época das glaciações, da atividade vulcânica, da separação da Pangeia, etc, foram TODOS fenômenos naturais.
Exatamente o que está ocorrendo agora. A massa verde implantada todos os anos pela agricultura, tem o poder de sequestro de carbono maior que as matas nativas.
Sou do Norte de MT, ando bastante pelo Pará e Roraima e o que eu vejo é diferente do que sai na TV.

Luiz Trindade

Começamos vendo uma reportagem sobre informações sobre o caça MIG-35 dae descabamos para usina nuclear. Vamos lá… Usinas nucleares em qualquer lugar do mundo não abastece a demanda energética. Elas são fontes de conhecimento estratégico do domínio do átomo mas não abastece a demanda. Fora o que já foi dito aqui que temos ainda problemas de rejeitos radioativos. Quando vir e se vir num futuro próximo reatores de fusão ae será uma revolução pois quase tudo poderá ser combustível numa fusão já estabelecida. Até lá… Oremos!

J R

A França é movida a energia nuclear, e gera tanto que até exporta energia para a Itália e até Alemanha.

Inimigo do Estado

E mais barata inclusive. A Alemanha se meteu numa furada com sua ideia ecochata de trocar tudo por energia solar e eólica. O preço da energia triplicou e já há reclamações de poluição visual.

Até hoje não há nenhuma outra fonte de energia mais barata e limpa que a energia nuclear, e vai ficar assim por muitas décadas.

Luiz Trindade

A que preço?!? O preço da energia lá é cara! Vende para Alemanha, vende mas vende caro tb! Mas querem defender a energia nuclear a todo custo no país. Quando acontecer problema de acidente nuclear os que defendem aqui vão sumir!

Camargoer

Caro Luiz. Cerca de 30% da energia elétrica no Japão é produzida em usinas nucleares comerciais.

Carlos Crispim

Na França esse percentual é (ou era) mais de 70%

Luiz Trindade

Pois é meu caro Carmargoer… 30%… Ae eu pergunto atende a demanda do Japão.

Rommelqe

Atende 30%, que é uma quantidade extremamente importante. Ou não é significativa? Entendo que só não instalam mais por limitações de disponibilidade de elementos nucleares.

Carlos Crispim

o Brasil não tem nenhum problema com os rejeitos radioativos, temos locais adequados em grande número para armazená-los, num país continental como o nosso guardar nunca é problema, normalmente são escolhidas minas usadas e esgotadas. Fusão não é solução num futuro próximo, só recentemente se conseguiu, com uso de lasers, produzir mais energia do que foi gasta para gerá-la, ainda falta muuuuuuito, eu diria 100 anos, no mínimo, para surgirem as primeiras usinas comerciais de potência. Já as usinas de fissão comuns, ocupam pouco espaço, não destroem completamente o meio ambiente como as hidrelétricas, que extinguem completamente a vida em… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Carlos Crispim
EduardoSP

O impacto ambiental das hidroelétricas existe, como em todas as formas de geração de energia, mas tem sido nos últimos anos magnificado.

Nonato

Alguém sabe dizer a viabilidade de se usar a água corrente dos rios da Amazônia em vez de represas? Represas trazem problemas. Mas a água corrente também tem energia mecânica e, teoricamente, poderiam ser colocadas turbinas ao longo de todo o curso dos rios. Provavelmente uma queda de água na saída de uma represa tem mais energia do que a água corrente de um rio. Mas se não há mais opções para barragens por que não geradores no curso dos rios? Por que não se aproveitam as ondas do mar? É muita energia próxima dos grandes centros consumidores do Brasil.… Read more »

GFC_RJ

Sr. Nonato. Essa solução já é aplicada na Amazônia.  Nessa região, como é bem plano, não há quedas d’águas significativas (a não ser no filme do James Bond). Com isso, encher um reservatório é um desastre ambiental improdutivo. Exemplo, a usina de Balbina encheu um lago no tamanho do de Tucuruí, mas a segunda gera 4GW de potência, enquanto a primeira gera módicos 250Mw. Por isso, as usinas de Sto Antonio, Jirau e Belo Monte, seguiram esse conceito de fio d’água. Entretanto, também tem grandes desvantagens.  Os rios possuem épocas de cheia e de seca. Na cheia se produz a… Read more »

Rommelqe

Prezado GFC_RJ: todas as usinas citadas por voce (trabalhei com todas projetando e fabricando equipamentos para estas e algumas outras na região amazônica) dispõem de barragem certo? O que no meu entender o sr. Nonato perguntou é porque não usamos turbinas imersas no rio, sem o concurso de barragens e que utilizem apenas a energia cinética.. Estas máquinas chamamos de Tidal Turbines outras vezes de Stream Turbines (não confundir com as Stream drivers, que são outra coisa.). São turbinas de fluxo axial e parecem muito com as hoje tão familiares turbinas eólicas, Há muito desenvoimentos de diversos fabricantes que estão… Read more »

Rommelqe

Caro Nonato: claro que tudo isso é pensado e estudado com profundidade. Essas turbinas de fluxo que se utilizam de energia básicamente cinética de rios (amazonas por exemplo) e de correntes marinhas são fantásticas mas caríssimas. e com grandes problemas também. Usinas marémotrizes são maravilhosas mas também são problemáticas caras e praticamente não são viáveis no mundo todo. Por exemplo há na Escócia algumas areas litorâneas com ondas frequentes, continuas e de amplitude compatível. Uma usina da região que estudei bastante chama-se Limpet (olha que legal, essa palavra significa marisco em Ingles e essa usina fica concretada na rocha onde… Read more »

Rommelqe

Magnificado em um suposto lado negativo. Mas estes repetidores de ideologias que atuam contra o desenvolvimento, em particular, do Brasil, se “esquecem” de pelo menos citar os aspectos positivos. Por exemplo, eles falam da população diretamente afetada pelos reservatórios como sendo aquela população que é remanejada. Eu já participei do projeto de várias pequenas cidades construidas para esta finalidade e gostaria de ter sido afetado. Teria uma casa muito melhor, area para cultivo, escolas para minhas crianças, hospitais, agua tratada e esgoto devidamente manuseado, emprego criado em função disto tudo, etc. Mas e os operários das fábricas de equipamentos, os… Read more »

Rommelqe

As hidrelétricas são utilizadas como bode expiatório. Na realidade o argumento seria contra reservatórios de água certo? A grande maior parte dos algo em torno dos 15.000 reservatórios hoje cadastrados oficialmente na ANA (fora um outro tanto que não foi cadastrado…) atendem principalmente o abastecimento de água (vide a Guarapiranga aqui em São Paulo que não gera nenhum kW…), controlam cheias (vide por exemplo o de Pedra do Cavalo na Bahia que além de fornecer 85% da água consumida em Salvador e adjacencias, ainda impede a inundação de cidades históricas a jusante e produz energia marginalmente), o de Irece que… Read more »

Comte. Nogueira

“Produzir mais energia do que foi gasta pra gera-la”.
Será que eu posso fazer uma analogia dessa equação e aplicá-la aos combustíveis? Ou seja, quanto de diesel é gasto para se produzir álcool? Se algum dia o diesel realmente acabar, a produção do “combustível alternativo” se sustenta?
A preocupação ambiental cai por terra, no momento que caminhões carregados de álcool tem que sair da usina, ir até uma base da BR Distribuidora, trocar a NFe e voltar para descarregar no posto localizado na mesma cidade da usina. E o diesel gasto no trajeto de ida e volta?

Luiz Trindade

10% da energia elétrica do mundo é produzida por usinas nucleares, uma fatia maior do que a Solar, Eólica e Geotérmica somadas.

Sim… Aonde fica os outros 90%?!? Vem do sol?!?

Last edited 1 mês atrás by Luiz Trindade
Flanker

Hidrelétricas?

Welington S.

Essa questão do Angra III… qual é a finalidade? Quais os impactos? É positivo? Confesso que nunca parecei pra conversar ou buscar sobre isso. Quem puder me explicar os benefícios, ficarei agradecido.

JORGE

Prezado; De uma forma beemmm resumida pode-se dizer o seguinte: “(…) qual é a finalidade?” – Diversificação da matriz energética aproveitando Projeto já existente, agregando um pouco mais de expertise/conhecimento e aumentando a oferta de energia elétrica da ‘planta’ da usina. “Quais os impactos?”- Em princípio, podem ser minorados SE houver vontade/investimentos nessa área. Caso contrário, fica como está, excetuando, claro, algum problema que possa surgir no decorrer do Projeto/obra, um risco sempre inerente a esse tipo de empreitada. “É positivo?”- Também depende. Em princípio, sim. Pode-se melhorar a expertise na área e o Projeto já existente tanto qualitativamente (eficiência;… Read more »

Carlos Campos

gera energia faça chuva ou faça sol, caso não vente faz energia do mesmo jeito, é o meio de geração de energia mais seguro para quem trabalha no local, os numeros só aumentaram por causa de Fukushima, que não foi culpa usina em si, foi do Tsumnami e dos Japas que fizeram ela vulnerável a tsunami, com uma fraça do custo de que foi gasto para fazer, pode ser reformar a usina para voltar a funcionar, uma Hidréletrica uma hora acaba, tem que parar, usina solar uma hora todos os páineis vão parar de funcionar, e alguns vão ter problema… Read more »

Fabio bezerra

Eu acho que talvez o potencial de grandes usinas sim, mas há muito espaço para PCHs nesse país. E o melhor que essas Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) geralmente não há necessidade de grandes linhas de transmissão de energia.

Adriano Madureira

Temos muito sol, muito vento em abundância e um litoral cheio de ondas, poderíamos aproveitar tais ferramentas, mas aqui no Brasil se pensa pequeno…

Alguns olham tal aposta nessas formas de obtenção de energia como gasto e não investimento.

Luiz Trindade

De acordo com sua afirmação!

Marcelo

Com a escassez de agua para gerar energia a base de hidroelétricas os países vao parti para construção de usinas nucleares e vao deixar a agua para consumo da população e producao de alimentos !!!!

Antoniokings

Exatamente.
Usinas nucleares não dependem de água, vento ou sol.
Se não ocorrer um acidente e com o armazenamento adequado dos rejeitos, não poluem o ambiente.

Filipe Prestes

Antonio, num futuro médio, as usinas de reatores de fissão estaram obsoletas e os reatores de fusão deveram ser largamente empregados. Aliás tanto nós como argentinos estamos muito atrasados nesse tema. Deveriamos cooperar pra ao menos tentar construir um desses.

Antoniokings

Os estudos na área de fusão nuclear estão bem avançados.
Alguns experimentos já foram realizados.
Será uma revolução total na área de energia.

Armando Eisele

Qdo acontecer mudam. O pblm é hj.

Andre

Usinas nucleares não dependem de água??? Leu essa no sputinik?

Antoniokings

Prezado.
Não precisa de água corrente.
Pode-se refrigerar com água do mar, que não seca nunca.
Não precisa de água de rios, represas e etc, que dependem do ciclo de chuvas.
Na pressa de criticar, só escreve tontices..

Andre

Quem muda oq escreve a cada 5min é você, disse que não depende de água, depois diz que depende….mas não depende do ciclo da chuva…cada hora uma ajeitadinha nas asneiras.

Antoniokings

Prezado.
Vai descansar que o 7 de Setembro está chegando.

Andre

sobrou pouco né?

Rafaelsrs

A usina de Angra dos Reis tem seu secundário resfriado com água do mar. O secundário é o vapor que saiu das turbinas e precisa ser condensado novamente para voltar ao sistema, por isso que as águas da baía da Ilha Grande são quentes o ano todo. segue link
Todas as usinas tem necessariamente que ter um reservatório de água para resfriamento desse secundário.

Antoniokings

Exatamente

É resfriada com água do mar que está sempre disponível.
Não depende depende de regime de chuvas, vazão de rios, nível de reservatórios e etc., coisas que são afetadas por períodos de seca.

Rafaelsrs

Sim, Mas limita a instalação delas no nosso litoral já que até os grandes rios do nosso interior estão secos.

Antoniokings

Verdade.
Também li interessante reportagem sobre usinas nucleares que utilizam tório, em vez de urânio, cujos protótipos estão sendo construídos em desertos.
As pesquisas são promissoras.

Rommelqe

Na realidade caro xara (eu também sou Antonio), as usinas a base de tório são estudadas no Brasil há muitos anos (isto porque as jazidas brasileiras de torio são as maiores do mundo). Estas pesquizas foram capadas no Brasil. Não era conveniente. Tire suas conclusões.

Claudio

Vc pode instalar umas duas perto de Xingó no Rio S. Francisco sem problemas. Vc tem as torres de resfriamento, aquelas estruturas conico piramidais onde se vê a saída do vapor dagua, antes da água ser novamente devolvida e reaproveitada pouco influindo no fluxo dos rios.

DanielJr

Na época do Lula já tinham iniciado estudos para locais no Nordeste para instalação de até 8 usinas. Tinham vinte e poucos locais como pré candidatos, alguns no rio São Francisco. Todos esses foram descartados quando houve a primeira rodada eliminação pelos motivos: Pega mal “politicamente” colocar uma usina dessas no Rio mais famoso do Nordeste O Fluxo de água poderia não ser tão estável no futuro A água do rio sofreria um leve aumento de temperatura, que seria maior no período de seca já que teria menos água fria para diluir a saída de água quente, prejudicando o meio… Read more »

Last edited 1 mês atrás by DanielJr
Rommelqe

Prezado Claudio: as torres de resfriamento são do tipo paraboloide de revolução (essa geometria potencializa a troca de calor). Há uma perda substancial em forma de vapor de água. Por isso essa tecnologia (por exemplo adotada há muitos anos nas térmoelétricas Presidente Médice no rio Grande do Sul) requerem uma vazão muito menor mas não nula. Muitas nucleares usam esse recurso,mas sempre tem que estar,mesmo assim, perto de um curso de água. Veja aquele acidente nos EUA… Em Angra realmente o ciclo secundário utiliza água do mar em circuito aberto que é um dos principais motivos para ter sido escolhido… Read more »

Antoniokings

Em por falar em litoral, leia sobre mega turbina eólica offshore.
Na reportagem diz que ela tem pás de 118 metros de comprimento, potência de 16 MW e cada uma é capaz de abastecer até 20.000 residências.
Ela tem a altura do Rockfeller Center.

https://forococheselectricos.com/2021/08/la-turbina-eolica-mas-grande-16mw.html

Claudio

Não é por isto que as águas da Ilha Grande são quentes. A temperatura da água de resfriamento teria que ser altíssima e seu volume extraordinário para isto aquecer. Quem tiver dúvidas quanto às Centrais Nucleares consulte a página da Eletronuclear. Vc pode tomar banho aonde esta água volta ao mar sem medo de se queimar.

Tomcat4,2

Tem a questão eólica e as “fazendas” de placas de energia solar que tbm estão em ascensão !!!

Rommelqe

A água utilizada em hidréltricas não é “consumida”. A que entra na turbina sai por jusante….certo? Portanto os reservatórios de hidrelétricas são em grande parte os supridores de água para consumo humano, dessedentação de rebanhos, criação de peixes, serviços de turismo, controle de cheias, etc etc etc. A escassez hidrológica lógicamente afeta a produção das hidroelétricas, mas mesmo assim as mesmas ainda repsondem pela maior parte de energia e potência de ponta no Brasil. As nucleares de Angra respondem por um volume de energi altamente expressivo. As nucleares não param. Estão sempre operando flat, full load. São muito importantes.. A… Read more »

Fabio Araujo

Energia barata e limpa em termos de aquecimento global, pois ela não é tão limpa por conta dos resíduos radioativos.

Allan Lemos

Descendentes da ralé europeia.

rui mendes

Tótozinho, se não fossem os Europeus a ensinarem-vos a construir aviões, submarinos, e mais algumas coisas, estavam muito mais atrasados, mas a vossa azia por terem sido colónias não passa, e além de aziados, são invejosos, um país vizinho deles que tenha alguma coisa boa, ficam possessostêm que ser os melhores da América Latina, mas ao contrário do que dizem, o Chile, militarmente, é o país melhor equipado, chupa.

Gabriel BR

Na verdade nossa rivalidade é com a Argentina( mais especificamente com o Estado Argentino) e existem razões históricas para isso. Mas nada que prejudique o convívio com os povos vizinhos em si. Segundo ponto: Em termos gerais o Chile não é melhor equipado que o Brasil, eles possuem forte defasagem em aeronaves de asas rotativas por exemplo.

Sergio Cintra

Por falar em razões históricas, convém mencionar que nossas tropas já desfilaram em Buenos Aires quando Rosas quis trair a nossa monarquia, tentando cooptar o Uruguai para as ” suas bandas ” e para não ficar feia a coisas, partimos para cima deles e mais acima da província de Buenos Aires, atravessamos o Rio da Prata e vencida a Batalha de Monte Caseros, com Rosas fugindo para a Inglaterra, fomos dar um “rolé” nas cales dos hermanos. Os “aristocráticos” historiadores argentinos evitam levantar isso da sua respectiva história e o nosso motivo de concentrar a principal força militar no sul.… Read more »

Leonardo Costa da Fonte

Tem toda a razão Rui Mendes. Infelizmente, a grande maioria das brasileiros não conhece o Chile, nem conhece a cultura de seriedade que impera no Chile. Estamos muito defasados, sobretudo no gerenciamento de recursos orçamentários.

Claudio Moraes

Leonardo Costa da Fonte, A grande maioria não conhece realmente, mas essa mesma grande maioria também não tem inveja e nem deseja mal algum aos vizinhos. Tem uma pequena parte enfadonha, como em qualquer lugar do planeta. Somos um povo misciginado e claro, há problemas, mas que apesar de todos esses problemas da sociedade brasileira, vivemos conjuntamente bem com as religiões e culturas diferentes, que resultaram em outras mais diferentes em diversas localidades do país. E sim estamos defasados no gerenciamento dos recursos orçamentários, e isso vem de muito tempo desde os tempo da colônia.
Abraços.

fewoz

Não conhece (nem tenta imaginar) o contexto do comentário feito pelo colega e ainda por cima, vomita baboseiras xenofóbicas no teclado. Não entendo esta fixação estúpida que alguns portugueses têm em atacar brasileiros. Parece ser quase um hobby. Pobreza de espírito… Felizmente há alguns portugueses fazendo bons (e úteis) comentários por aqui, que enriquecem o debate.

Johnny

Por não ter fronteira com o Brasil, o poderio militar do Chile é secundário para a estratégia militar brasileira. Eles também não cruzariam os andes para defender os argies com quem disputam o canal de beagle. Ademais, causa estranheza que Portugal tenha passado de potência marítima para isso que restou e precisou de pesados investimentos da comunidade européia para sair do limbo que se encontrava. Outras ex colônias superaram seus colonizadores como os EUA em relação a Inglaterra, não se preocupe com a vergonha pois não é exclusividade de Portugal.

JOSE MARIA FURTADO

E nós, brasileiros? Somos descendentes da nobreza?

Allan Lemos

Não, somos um país miscigenado. Os argentinos por outro lado saem por ai agindo como se fossem descendentes de anglo-saxões, nórdicos, gauleses ou algum outro povo top europeu, quando na verdade são descendentes da ralé espanhola.

Jorge Knoll

Nós temos muito que aprender com os Talibãs, sem dar um tiro, em menos de 10 dias, se tornaram bem equipados militarmente, com armas, helicópteros, e aviões mais modernos que o Brasil. Problema se vão conseguir botar a voar, e se conseguirão a mantê-los voando.

Armando Eisele

Para chamar um continente inteiro de ralé é por que deve ser da alta nobreza. Acima da porca humanidade judaica/cristã.

Gabriel BR

Ele não se referiu a Europa como um todo, ele se referiu aqueles que vieram para a Argentina…obs: eu não concordo.

Allan Lemos

Não me referi a todo o continente. O que eu quis dizer é que os argentinos não descendem de um povo top da Europa, embora ajam como se tivessem.

Filipe Prestes

Não faz muito sentido essa barganha por reatores russos. Os argentinos sabem fazer reatores, dominam o ciclo completo do urânio. A Rússia deveria oferecer outro tipo de offset (pacote de armas, arquitetura aberta, etc) ou vai perder esse contrato para a China com os JF-17 ou J-10 que são monomotores e tem a preferência da FAA.

A6MZero

Bom a Argentina sempre manteve um programa de produção de energia nuclear, durante muito tempo teve a maior capacidade de produção na região e ainda hoje tem três usinas desse tipo em operação, aumentar a participação de energia nuclear na matriz energética local faz sentido ainda mais se com esse aumento puder reduzir as termoelétricas convencionais a carvão ou combustível fóssil.

Sergio Cintra

Os “argis” foram agraciados com o que os alemães (nazistas fugidos) montaram por lá e há o mérito de darem continuidade, assim como nós recebemos (pagamos) as centrifugas no acordo Brasil-Alemanha – escondemos elas da AIE, depois dos esporros dos americanos nos alemães – e conseguimos desenvolver as ultra centrifugas, que nos permitem enriquecer o urânio até o necessário para fazer artefatos.

Welington S.

Vieram nos barcos mano.

Weber

Energia e findamental , energia nuclear acaba sendo mais limpa.

Azor Toledo

Melhor usinas nucleares modernas do térmicas em locais que sequer tem gás !!

Denis

Talvez seja porque são descendentes de brancos europeus.”

A Rússia está se lixando pra isso. Veja como ela se dá bem com a Europa.

Gabriel BR

Uns 24 caças MIG-35 colocam a força aérea argentina em outro patamar.

BENTO

Não conseguem operar monomotores!
imagina um tomador de vodka desses kkkkk

PauloR

E o teu país, como esta das pernas?

Rafael costa

Apesar da FAB não estar como deveria, é indiscutível a superioridade aérea da nossa Força Aérea se comparada à Força Aérea Argentina. Enquanto a FAB vai começar este ano a receber os primeiros caças Gripen operacionais, de um total de 36 aviões, está recebendo aeronaves KC-390 novinhos, opera aeronaves Super Tucano, 5 E-99 e 3 R-99, etc etc. A nossa superioridade é inquestionável, então por que não rir do sarcasmo no comentário do Bento, não é mesmo ? Rsrs

Tomcat4,2

Só lembrando que ambos(E-99 e R-99) estão sendo modernizados.

Jorge Knoll

Nossa superioridade é relativa.
Veja, o desfile do “voto impresso”, desmascarou a realidade das nossas
FFAA: – Nossa realidade é bem diferente do que vínhamos alardeando.
Não temos como fazer frente a Venezuela, quer em armas, quer deslocamento logístico. E muito setores, temos que aprender com o Chile.

Cadillac

Vc realmente pegou um desfile dos fuzileiros navais para fazer um argumento contra a nossa força aérea? Tudo a ver cara tudo a ver. E nao podia faltar também uma chupadinha para o chile, sempre tem

Last edited 1 mês atrás by Cadillac
DanielJr

Na realidade foi melhor do que eu pensava. Eu imaginava que nenhum SK-105 sequer conseguia dar a partida e sair andando. Devem ter feito algum milagre em meia dúzia de unidades

Wellington R. Soares

Com excessao dos SK105, os demais veículos que participaram do desfile são equipamentos ativos em várias nações do mundo, inclusive no próprio EUA (CLANF).
Tinha também o Astros extremamente moderno e letal. Tinha os modernos Mowag Piranha…
E olha que eram apenas os fuzileiros navais….

Tomcat4,2

Foi corajoso demais em perguntar isso na atual conjuntura absurdamente incomparável viu!!! Trágico!!!

BENTO

Até ia pedir desculpas, mais pensei bem e vi que não estava mentindo sobre a prontidão dos meios! á Brincadeira foi sobre o caça russo.
Mais pelas resposta do cidadão só mostra que alguns ainda tem a velha arrogância que os deixaram na situação atual.

BENTO

Meio mal! porém caminhando.

Welington S.

Busque notícias que verá. Apesar dos problemas, sempre estivemos á frente, sempre. E, querer comprar a FAB com FAA, é sacanagem!

Carlos Campos

operando ST, F5, P3, C105, KC390, C130,,,, CHORA!

Slow

Muito bem 🤣🤣🤣

B26B8219-7390-4EA8-BEF9-1F650090567C.jpeg
Last edited 1 mês atrás by Slow
Comte. Nogueira

Qualquer país vai mal das pernas com cidadãos desse naipe.

rui mendes

Invejosos de m…
Qq merda vêm logo dizer que são melhores, têm vergonha.
Eles operam o que lhes ensinarem, não nasceram ensinados, igualzinho a todo mundo.

BENTO

Não entendi sua resposta Rui!
Como disse acima não faltei com respeito!
Disse a verdade, qualquer busca aqui no blog comprova isso
ARA SAN JUAN Foi um exemplo da falta de verbas ao militares daquele pais
Que Deus guarde Sua valorosa tripulação, qualquer entusiasta sabe que não é Só um jogo de super trunfo, tudo custa dinheiro até para manter parado.

GFC_RJ

Amiguinho… Ele não está falando de know how, está falando de grana para operar e manter.

Sensato

Falou o nativo do país que tem inveja de Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Turquia, Espanha, Polônia, Holanda, Bélgica, Suíça, Suécia, Romênia, Áustria, Noruega, República Checa, Ucrânia e Irlanda, isso só pra ficar no PIB europeu…

Funcionário da Petrobras

Acho 24 muito, imaginem o custo.
Como falaram acima, 12 estariam de bom tamanho para “alegria” dos ingleses que por influência deles houve boicote de outros aviões de países aliados, que foram interesse da Argentina num passado recente.

JCuritiba

Seria um ótimo vetor para a força aérea argentina, tomara que evolua em uma negociação.

Maurício Siqueira

Que seria ótimo para a Argentina eu concordo, mas pq tomara q evolua? o que o Brasil ganharia nessa história? Só eu que acho q vizinhos podem ser futuros adversários? Vc confia q jamais teremos rusgas com os “hermanos”?

sergio

Tirando os SU-35 ou SU-57, J-20 ou 35, nossos Gripem são superiores a qualquer outra coisa que Russos ou Chineses posam oferecer aos Hermanos

Slow

Da onde vem essa certeza toda ?

JOSE MARIA FURTADO

Quem disse? Quem provou?

Welington S.

Eu não li isso…

Slow

Idai kk tem um povinho aqui que acha que o tio sam vai proteger o Brasil 🤣🤣🤣🤣🤣

Cadillac

Ganharia motivos para continuar investindo em defesa e tentar voltar a quantidade de Gripens e KC-390 planejada inicialmente. O povo ja ta cansado de falar nesse blog que outros países adquirem muito equipamento e investem em defesa de verdade porque possuem inimigos ou forças que podem se opor a eles, o chile mesmo que vcs vivem pagando pau só é o que é por causa disso, e quando aparece uma oportunidade de justificar os investimentos em defesa (mais países na nossa região podendo ‘peitar’ a gente), você diz que não quer? Ah va…

DanielJr

Argentina fraca é palco para pesqueiros Chineses, Coreanos e outros rodando por aqui, mais gente de fora xeretando o continente. Já chega os TU-160 e outras coisas russas rondando a Venezuela e os aviões diversos da USAF que viajam a Colômbia por causa da ajuda contra os traficantes.

Por mais que tenhamos “brigas” com os argies, é bom eles ter algum porrete, mesmo que pequeno.

Pense na doação de nosso material para o uruguai, a Argentina compra alguns equipamentos, Chile e Peru tem alguma coisa também. Cria um pouco mais de estabilidade regional.

Lugares grandes e vazios atraem players indesejáveis.

Rodrigo M

É a geração da lacração, do ser politicamente correto.. Tem sempre que parecer evoluído, desprendido a favor do mundo perfeito e cor de rosa.. Todos somos amiguinhos.. E por aí vai.

JCuritiba

Não li nada sobre o país que vc cita no texto. Estamos falando de Argentina. Faço votos que eles resolvam seus problemas economicos e consigam também reconstruir sua Força Aérea. Da mesma forma que espero que a gente deixe essa campanha politica permanente que tomou conta desse nosso país e que consigamos resolver nossos problemas economicos.

Last edited 1 mês atrás by JCuritiba
Wellington R. Soares

Um país jamais será soberano se viver com medo dos seus vizinhos.
Se a Argentina se armar eu torço para que o Brasil se arme em Dobro !

Sensato

Tomara que evolua a economia Argentina para o bem do povo deles já que no momento 19 milhões de pessoas ou 42% da população estão abaixo da linha da pobreza e 10,5% em situação de indigência dos quais 1,7 milhão são crianças inocentes que não tem culpa das péssimas decisões dos adultos mas estão sofrendo. Não julgo ser momento adequado para adquirir qualquer equipamento militar de alto custo.

Diego Farias

A saga continua!

Antoniokings

Esse caça é um espetáculo.
Sem dúvidas seria um ‘upgrade’ gigantesco para a Argentina.

Sensato

Eu também já pedi informações sobre o Cirrus SR22 e não tenho nem carro…

Funcionário da Petrobras

Uganda tem Su-30 e o povo lá passa fome.
E daí?

BENTO

Típico funcionário de uma estatal ! No final oque menos importa é o povo.

Funcionário da Petrobras

E você é típico de assalariado invejoso, que já tentou e nunca conseguiu passar num concurso público.

Adriano Madureira

Mas Uganda é rica amigo ! Só que dessa riqueza, o povo não tem prioridade na divisão do bolo… Se não me engano o orçamento militar corresponde a 2,6% do PIB. Os recursos naturais de Uganda são abundantes, mas pouco desenvolvidos e incluem cobre, Ouro, cobalto, calcário e sal. O país tem várias reservas inexploradas de minerais lucrativos como ouro, níquel, platina e mármore. tungstênio, berílio, columbita, tantalita,chumbo e zinco, lítio, estanho, minérios de ferro, grupo de metais platina, urânio e elementos de terras raras. abundantes recursos minerais e não metálicos industriais; incluindo mármore, calcário, fosfatos, vermiculita, caulim, bentonita, diatomita, gesso, areias… Read more »

Funcionário da Petrobras

Todo Estado é “rico”, o problema é a destinação devida do erário.

Sensato

Daí que agir assim leva a golpes e guerras civis, algo que não é bom nem para o país nem para nós que somos os vizinhos.

Victor Filipe

não vai da em nada. pra um pais que atrasou o pagamento de T-6 texan, pensar em pagar MiG-35 é simplesmente irreal.

Pedro Bó

Provavelmente pagariam com commodities e produtos “in natura”. E desde a época soviética a Rússia faz negócios assim.

DanielJr

Bifes para Moscou

Sensato

Com 42% da população abaixo da linha de pobreza e mais de 10% na indigência, seria no mínimo indecente.

DanielJr

Entendo o seu ponto, mas é fato que isso acontece, infelizmente.

Sensato

como diz a música, Sad But True

Douglas Rodrigues

Para ver como os argies são… Atiram pra tudo quanto é lado, e isso ocorre faz tempo. Tentaram o caça leve coreano, acabaram aceitando migalha francesa (os Super “usados” Étendard. Agora não sabem se vão com os russos ou chineses – aceitando assim terem quase uma colônia russa ou chinesa na Argentina, ou vão de F-16 usados pelos americanos – e assim continua tudo como está. Nessas horas que o brasileiro deve mostrar que não é vira-latas e ter orgulho da sua capacidade na indústria militar. Claro que nos falta muita coisa, mas sabermos que temos como construir caças (A-29… Read more »

Fabio Araujo

Os Super Étendard da Marinha estão aterrados pois os foguetes de acionamento dos assentos ejetores estão vencidos e como são de um fabricante britânico os argentinos não estão conseguindo comprar novos e estão vendo se conseguem que algum outro fornecedor produzam para eles esses foguetes, sem eles os assentos ejetores não funcionariam num caso de necessidade e por isso os caças estão aterrados.

Douglas Rodrigues

Para vermos como os argies são dependentes e sua petulância os fizeram ter esse bloqueio em negociar com os fornecedores britânicos (a velha briga pelas “Malvinas”).

rui mendes

Praticamente, tudo ensinado pelos tão odiados Europeus
Falas que eles aceitaram os super usados Étendard, mas vcs também aceitaram o LPD Francês usado, o porta-helicopteros Britânico usado e os Sherpas Americanos, super usados. Um espelhinho, caí muito bem.

Gabriel BR

E vocês que não tem nem isso?!

Tutu

Pelo menos as nossas compras usadas funcionam, aqueles Super Étendard modernizer já eram sucatas inoperantes quando chegaram na Argentina, tanto que se falava na época em só aproveitar a eletrônica, e transferir tudo para os Super Étandard argentinos menos voados.

Welington S.

Nós não ”aceitamos”, compramos, pagamos pelo produto e, apesar disso, operamos normalmente. E veja que temos como fazer isso se necessário, já vocês é um caso bem complicado. Sherpas Americanos? Nós não temos Sherpas; íamos ter, íamos. Aliás, assim como o Brasil a Argentina faz parte do programa FMS americano, não faz? Aliás, vários outros países também fazem. Não sei qual é o problema em se adquirir… tais com inveja manito?

Cadillac

Que bom que citou o Bahia e o Atlantico, pois são ótimos navios e que passam muito bem. Existe uma pequena diferença entre compras de oportunidade como essa e as migalhas Étendard. Esses caças pelo menos voam?

Last edited 1 mês atrás by Cadillac
Rodrigo M

Rui Mendes, entenda uma coisa.. Quando se fala “europeu” entenda como Alemães, Ingleses, Franceses e talvez Italianos.. Portugal não entra nesse clubinho não. Portugal é um anexo de importância zero que por um acaso fica geograficamente próximo da decadente Europa… Então não se ofenda com as criticas aos europeus, pois nem essa deferência vocês fazem jus.

MestreD'Avis

ehehehe
O Rui M não tem calma nos comentários e normalmente sai muita asneira!
Mas é engraçado como na resposta salta logo a xenofobia contra os portugueses.
Enfim, vou ali passear á decadente Europa porque este anexo não precisa de passaporte.

Sensato

Não é com todos os portugueses, só com os que querem destilar etnocentrismo baseados em méritos alheios. Portugal, obviamente tem muitos méritos próprios. Não precisa de um parvo que venha aqui criar animosidades supérfluas. Portugueses, tal qual você, que comentam e contribuem, sempre serão bem recebidos.

Flanker

Não quero entrar no mérito dá discussão de vcs, até porque nós, brasileiros, temos FFAA bastante defasada, com muitas coisas obsoletas e muitas adquiridas usadas. Mas, só uma dúvida: os F-16 portugueses foram todos comprados novos?

Last edited 1 mês atrás by Flanker
Pablo

Tirando os sherpas, que ja foi dito que nao foi comprado, tem duas grandes diferenças dos usados citados por ti, aqui nos PAGAMOS E USAMOS.

Allan Lemos

Honestamente sempre torcerei para a Argentina se f****. Mas se eles adquirissem um caça desses(o que eu duvido muito), talvez os comandantes daqui agilizassem a compra do segundo lote do Gripen para garantir a nossa superioridade aérea.

Up The Irons

Concordo totalmente, mas o problema é o de sempre: terem dinheiro pra comprar os vetores. Eles possuem 3 grupos de caça. Já imaginou se conseguissem dotar cada um com 12 MIG-35? Rapidinho a FAB daria um jeito pra encomendar mais 36 Gripren E, o que, sejamos sinceros, ainda seria insuficiente pra um país que é maior que a Europa Ocidental e não possui defesa antiaérea de médio e longo alcance!

Allan Lemos

Mas acho que se eles comprassem, não seriam nessa quantidade toda. Já li em muitos lugares que 24 é a quantidade que eles almejam.

Welington S.

O novo comandante da FAB disse em termos 70 Gripens.

Funcionário da Petrobras

Duvido que uma eventual compra do Mig-35 pela Argentina faria os comandantes daqui se mexerem para mais lotes do Gripen E.
Já vimos isso no passado (F-16-52 Chile e Su-30 Venezuela).

Johnny

Santa sinceridade Batman!!!!!!

Rodrigo M

Honestamente sempre torcerei para a Argentina se f**** ”
.
Honestamente.. Nem precisava escrever mais nada, já ganhou meu like e admiração.

Zeus

Entre o querer e o poder… De onde sairá la plata? A argentina, que em 1936 era a 6º economia mundo, faliu por incompetência generalizada. Dependendo ao longo de sua história exclusivamente de agro exportações, sem ter feito grandes investimentos em industrialização, iniciou sua bancarrota quando Perón elevou os gastos públicos ao mesmo tempo que valor das commodities que eles exportam caiu drasticamente. E isto seguiu-se pelos governos sucessores. E quando as commodities voltaram a valorizar-se e o dinheiro começou a fluir em mais quantidade, Nestor Kirschner teve a brilhante atitude de elevar os gastos públicos de 16% para 25%… Read more »

Filipe Prestes

Ah, bruta flor do querer

Welington S.

Existe mais funcionários público no governo argentino do que no Brasil, pelo o que me parece. Foi aí que deitaram e rolaram de vez pra tudo. Enfim, essa novela vai perdurar muito ainda. Se acharam caro o valor do JF-17, isso já é um sinal. Melhor… deixe os caças de lado. Vamos falar de blindados? Guarani. E aí? O que deu? Pois é, foi pra lá, participou disso, participou daquilo, foi elogiado ali e aculá e até agora, não temos absolutamente nada por parte deles. E tem gente achando ainda que eles irão comprar KC-390… de que jeito e com… Read more »

EduardoSP

Vc simplificou e generalizou, mas é por aí mesmo.
E nós estamos indo pelo mesmo caminho. Já temos a nossa segunda década perdida (2011/2021) e não vejo condições para uma melhora relevante pelo menos pelos próximos 5/8 anos.

BENTO

Não conseguiram o T-50 ! e pede informações sobre um 4 plus rs
Os Argies bem armados aqueceria um pouco as coisas por aqui.
Só que a realidade é outra se para nós a situação é complicada imagina para eles, o lado financeiro vai chegar e ai não tem milagre!
Ali no máximo é f-16 com o tio sam fazendo um monte de amarras.
Não vejo eles facilitando o lado para os chineses. basta ver o 5G!

Tiago da cruz pinto

Off topic , arte de morador de município de Araquari-Sc senhor Otto Amaral de 85 anos

Flanker

??

Filipe Prestes

Os argentinos não precisam dos russos para nada em termos de energia nuclear. Dominam o ciclo completo, tem sua própria tecnologia e inclusive exportam reatores. Além disto, a China já entrou no jogo financiando os novos reatores de Embalse e Atucha. Essa barganha a Rússia já perdeu. Agora uma coisa é pedir informações e outra é tirar o escorpião do bolso. Nesse sentido, creio que, de novo, a China tem melhores condições de financiar o JF-17 ou o J-10 quando comparados á Rússia. Outro ponto é que a FAA não quer nem saber de nada bimotor, o que joga á… Read more »

E B Santos

Dominam nada!

Funcionário da Petrobras

De novo?
Será que agora vai?

Andrigo

Bom, as informações ainda são de graça pelo menos…

Sequim

Antes de acontecer qualquer eventual negociação com caças russos, os EUA oferecem uns F-16 , na base da doação, para a Argentina. A geopolítica falará mais alto.

Leandro Malheiros

Solicitar essas informações sobre o Mig 35, e tornar isso publico, pode ser uma forma de conseguir melhores condições juntos aos Chineses e seu JF-17. O caça Russo é muito mais poderoso que as outras opções, porém é mais caro e sua hora de voo e manutenção deve ser também.

Pablo

A Argentina é um aliado extra otan, talvez seja tambem uma forma de pressionar o EUA de algum equipamento via FMS.
Na decada de 70, se nao me engano, o Brasil queria comprar F5 e o EUA negou, então o Brasil foi atras da China e quando estava pra fechar negócio os americanos resolveram vender o caça.

Camargoer

Caro Pablo. Interessante você lembrar disso. O status de aliado da Otan da Argentina não se materializou em equipamentos bons e baratos.

Pablo

Pode ser falta de interesse dos argentinos também, o Brasil, mesmo sem ser extra OTAN foi la e comprou.

Vitor

Tudo blefe pra no final das contas receber F-16C block antigo como consolo dos americanos.
Com a Russia, unico trade off deles é trocar por carne ou soja.

Antonio Palhares

A única chance que os Argentinos tem. Para obterem aviões de primeira linha será comprando da Rússia ou China. Fora disso, somente sucatas recondicionadas pelo Tio Sam. Que nunca poderão ser usados contra os amigos dele.

Welington S.

Então, o real interesse dos argentinos é volta atacar os britânicos? Pela forma em que você escreveu, parece que sim e eu não duvido disso. Esses caras ainda vão voltar a fazer m***** aqui na região, pode apostar.

Antonio Palhares

Welington
Eles tem o direito de pensar como quiserem e fazerem o que puderem.
Se comprarem este equipamento estarão bem servidos. Não é bom para um país viver sempre sob o guarda chuva de outro. Seja o Tio Sam ou não.

Antunes 1980

Uma pena tudo isso estar se arrastando desde 1982.

O governo argentino mantem esta campanha de fake news com o objetivo de enganar sua população e os potenciais inimigos.

Mas no final de mais um ano, nada de caça novo, e muito menos um vetor de geração 4++

Tomcat4,2

Eita novela mexicana, digo, argentina que nunca acaba !!!rs

Gilson

Na minha opinião. Já tem 39 anos que a Argentina, perdeu a guerra das Malvinas. Hoje, faz tristeza ver a FAA, outrora quando era. Agora, até os uzamericanos, querem vender F16, para depois serem modernizados, vejam só a silada. Nem vou falar de outras aeronaves por que os senhores já conhecem. Só penso uma coisa, chegar ao patamar onde a FAB, está com o Gripen, é meio difícil para alguns países.

Andre

E lá vamos nós.

O que será que sai antes: a compra de um avião de caça pela argentina ou ioc do su57?

Edcarlos Santos

Esses caças russos são de 4a geração e obsoletos.. o F16 é muito mais máquina. Ninguém no mundo domina tecnologia em avionicos do que os EUA.

Adriano Madureira

Se for os MiG-35,eles são geração 4++,e o F-16 também é um caça de quarta geração, com sua mais recente evolução, o F-16 Viper, que usa os mais avançadas sistemas,com computador de bordo atualizado, e sistema de lançamento de mísseis de última geração, semelhante ao introduzido no caça F-22 ‘Raptor’, considerado o mais avançado da atualidade.
comment image
comment image

comment image

Rodrigo LD

Colômbia Argentina irão de F-16 americanos, retirados do deserto e com financiamento à perder de vista. O resto é blefe para pechinchar com os EUA.

Adilson

País quebrado, povo passando fome e governo querendo comprar caças?! Vai entender essas mentes políticas!!!

Jodreski

EU não acho que as forças argentinas tenham desejo real em operar material Russo ou Chinês, os caças Europeus estão fora de questão, então eles sabem que os EUA não enxergam com bons olhos Russos e Chineses vendendo armas à A.L.. . Negociar com eles é bom à Argentina pois quem sabe Tio Sam, para bloquear a venda de armamentos Chinês/Russo, ofereça algo atrativo aos Hermanos. . Problema é que os Ingleses não iriam ficar nada contentes dos EUA estarem vendendo caças aos Hermanos, mas olhando pela perspectiva de controle, os EUA teriam total controle sobre o “arsenal” Argentino, visto… Read more »

Filipe Prestes

A contrapartida americana foram 20 f-16 block 50 e 2 KC-130, todos usados. Não entenderam a pauta argentina ou pensaram que não valia á pena oferecer mais. E a FAA nem o governo argentino aceitarão pois querem equipamento novo.

Eduardo

Os argentinos com 12 caças que é o mais provável, ou até mesmo 24, seriam patrolados pelos ingleses caso necessário. Até porque seriam só os 24 caças, ou 12, sem defesa A.A e uma série de coisas que compõem o ataque ou defesa militar. É todo um sistema.

Johnny