quinta-feira, setembro 23, 2021

Gripen para o Brasil

Saab entrega segunda seção de fuselagem traseira do T-7A Red Hawk para o programa de teste de voo

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A produção e o envio desta seção de fuselagem traseira é o mais recente marco na contribuição da Saab para o projeto e desenvolvimento do treinador T-7A Red Hawk para a Força Aérea dos Estados Unidos.

A remessa em 24 de julho de 2021 foi da instalação de Linköping da Saab na Suécia para a Boeing em St. Louis, Missouri, EUA. Após a conclusão da fase de produção de Desenvolvimento de Engenharia e Fabricação (EMD), a nova instalação da Saab em West Lafayette, Indiana, EUA, assumirá a produção da Saab das seções da fuselagem traseira para o programa T-7A.

“O T-7A demonstra a abordagem da Saab para o crescimento internacional e sustenta nossa posição como uma empresa de aeronaves de classe mundial e um parceiro de negócios único. Junto com a Boeing, estamos alcançando nossa visão ambiciosa: redefinir o que é um jato de treinamento e fazê-lo por meio da engenharia digital. Isso representa mais um marco no cumprimento de nossos compromissos”, disse Jonas Hjelm, vice-presidente sênior e chefe da área de negócios da Saab Aeronautics.

A Boeing unirá a seção traseira da Saab com a seção dianteira, asas, estabilizadores e montagem da cauda para se tornar uma aeronave de teste completa para uso no programa de teste de voo da EMD. A seção traseira com subsistemas instalados – hidráulica, combustível e sistema de potência secundária – forma a estrutura central da aeronave, de trás da cabine até o final da aeronave.

Em abril de 2021, a Saab entregou sua primeira seção de fuselagem traseira do T-7A Red Hawk para montagem como uma aeronave de teste estrutural em solo. Após a chegada à Boeing em St. Louis, a seção traseira da Saab foi unida perfeitamente à fuselagem dianteira em menos de 30 minutos. Essa conquista é uma prova do uso de design e engenharia digital, que oferece precisão, eficiência e qualidade aprimorada em todo o design e entrega do T-7A Red Hawk.

O T-7A Red Hawk é um sistema de treinamento de piloto avançado totalmente novo projetado para que a Força Aérea dos EUA treine a próxima geração de pilotos de combate nas próximas décadas. A aeronave se beneficiou da abordagem “quebrando a norma” da Saab e da Boeing em relação ao design, engenharia e produção de aeronaves militares, que viu a aeronave T-X anterior passar do conceito ao primeiro voo em apenas 36 meses.

FONTE: Saab

- Advertisement -

28 Comments

Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fernando C. Vidoto

Então, o Talon esta com os dias contados?

O interessante é a Saab adquirir ‘know how’ no desenvolvimento do ‘sistema de treinamento de piloto avançado para as próximas decadas’

Att.

Leandro Costa

Sim, o Talon está com os dias contados. Acho que veremos vários nos circuitos de shows aéreos lá pela América do Norte ao longo dos próximos anos.

ERIVELTON SILVA

Voce falando isto, me dá uma tristeza de morar no Brasil…

Leandro Costa

Nem fala… por lá eles tem vários P-47 voando.

Nilton L Junior

SH miniatura.

gordo

Lembra bem o SH e de certa forma parece que vai trilhar o mesmo caminho do F-5.

Leandro Costa

O que é um tanto irônico, visto que o YF-17 é meio que cria do F-5.

Rodrigo Maçolla

Será que teremos a chance no futuro de adquirir este avião para treinamento avançado fazendo a ponte e conversão entre o Super tucano e o F-39 , já que a Saab vendeu o Gripen NG pro Brasil, e fabrica partes deste por aqui, onde será depois totalmente montado, também esta fornecendo a fuselagem traseira do T-7 para a Boeing que até pouco tempo atrás ia comprar boa parte da Embraer.
O que estou querendo dizer é que esta tudo interligado, isso não poderia ser um facilitador?

A6MZero

Antes de pensar em um lift ou um jato de treinamento melhor gastar os “parcos” (não tão parcos assim, mas muito mau administrados) em um segundo lote de Gripen…

Além disso como já foi discutido a exaustão por aqui a FAB não tem interesse e não acha necessário um jato de treinamento afirmando que o A-29 Super Tucano cumpre de maneira satisfatória o papel.

Ronaldo

Boa Noite A6MZero,bom segundo a Revista James a FAB tem sim o interesse em um jato de treinamento e o favorito seria o jato da Leonardo o M-346,o que não seria nada mal,mas a FAB preferiu cortar gastos modernizando os T-27 Tucanos para treinamento,que no meu mais humilde ponto vistas foi um mal negócio,modernizar aeronaves que já deram o que tinham que dar,já prestaram um excelente serviço ao País,mas agora é hora alçar novos caminhos e caminhos rumo ao futuro a novas tecnologias e novos equipamentos para treinar os futuros pilotos de um caça de alta performance e de alta… Read more »

Flanker

Mas, qual a relação entre a FAB modernizar os T-27 e a possibilidade de adquirir um LIFT (desnecessário, por sinal)?

FABRÍZIO AMORIM DE MENEZES

Não creio que o raciocínio esteja correto. A modernização dos T-27 é para uso na AFA, na formação básica dos cadetes aviadores. A formação dos pilotos de caça é feita no A-29 ST.

Rinaldo Nery

Ele leu na James, ¨James Bond¨….

Ronaldo

Boa Noite Rinaldo Nery,só retificando não é James e sim Jane’s,e mais uma coisa eu leio não falo coisas aleatoriamente sem saber do que eu estou falando tá okay,portanto se for do Teu interesse a matéria está logo abaixo,eu gosto de comentar e de mostrar do que eu estou falando,não jogo palavras ao vento!!!
Tenha Uma Boa Noite !!!

Ronaldo

Boa Tarde Rodrigo Maçolla,acho difícil porque até o presente momento a SAM SAAB do Brasil só produziu duas peças do caça Gripen Brasileiro,não entenda que eu esteja falando mal da SAM SAAB não, só que a produção do caça aqui no Brasil está muito lenta só isso,e depois vem o Comte;Carlos Almeida Baptista Júnior dizer que o Brasil está pronto para produzir um caça de 5° geração se nem começou a produzir um caça de 4.5 ++,por este motivo que eu acho meio difícil

Desde já Quero Desejar A Ti E A Todos Uma Excelente Semana Super Abençoada

Um Abraço!!!

Rodrigo Maçolla

Um Abraço !! ótima semana também a você e a todos

Filipe

Esse caça será o LEONARDO M-346 MASTER , esse caça pode substituir o AMX e ao mesmo tempo ser caça de treinamento avançado.

Rinaldo Nery

Não tem nem pilones, muito menos canhão… Raciocina antes de postar.

Hellen

A FAB vai adquirir 2 lotes de 36 Gripen para suprir (50 F-5M) e (15 AMX-M) que vao dar baixa !!!!
Logico que o segundo lote de Gripen vai demorar muitos anos ja que a FAB ainda esta recebendo amx modernizado da Embraer e isso significa que o amx vai voar por no minino mais 10 ou 15 anos !!!! Kkk
Segundo lote de Gripen vai virar historia de pescador !!!!

Last edited 1 mês atrás by Hellen
Ronaldo

csx55152-aermacchim346-italy-farnborough2016-a1596 M-346 O site Jane’s noticiou que a Força Aérea Brasileira (FAB) busca adquirir aviões de caça adicionais, assim como treinadores avançados, segundo o tenente-brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, comandante da FAB. A FAB buscaria uma potencial compra futura de cerca de 50 aviões além dos 36 do atual programa F-X2, para substituir os caças F-5EM/FM Tiger II e os AMX A-1A/B que devem ser retirados de serviço ao longo dos próximos 10 anos. Essa oportunidade acabará por envolver uma competição internacional aberta aos licitantes interessados, disse o Brigadeiro Rossato. PUBLICIDADE As entregas do Gripen estão previstas para 2019-24 e a… Read more »

CSX55152-AermacchiM346-Italy-Farnborough2016-A1596.jpg
Neto

Esse tipo de notícia, para mim leigo/entusiasta, não faz sentido. . Nosso caça de primeira linha é o Gripen. O FX como programa de substituição de aeronaves tem dois elementos principais: > UMA aeronave para substituir 3 (Mirage, F-5, A-1); > Desenvolvimento, Manutenção e acesso a códigos fontes da aeronave na industria nacional. . Qualquer outra aeronave de caça que possa ser comprada hoje, não sendo o Gripen (ou o A-29) para força combatente, irá atrapalhar este projeto. . DEPOIS de um segundo lote de Gripens é possível pensar em outro investimento de caça. Quantos serão no segundo lote é… Read more »

Thiago

O gripen de 2 lugares serve justamente para essa transição do ST para o gripen

Yuri Dogkove

Lindo!

Sincero Brasileiro da Silva

Vai lá Brasil!

André Macedo

Qual a vantagem dessa parceria? Acho que as duas tem plenas condições de projetar e desenvolver um treinador próprio, não me parece tão complexo pra ambas a ponto de necessitar de uma parceria

Hellen

A Saab se antecipou no mercado e desenvolveu um treinador avançado e por consequência esta apta para participa de qualquer concorrência no mercado internacional com um produto pronto !!!!
A USAF viu um oportunidade de economia de tempo e dinheiro e a substituição mais rapida possivel dos avioes talon que ja estao obsoletos !!!!

Thiago

E só complementando, os EUA só compram determinados equipamentos militares de empresas americanas, sendo esse um dos motivos da parceria, assim como o ST e a Sierra nevada

André Macedo

Entendi, obrigado aos dois!!

Últimas Notícias

Eve, da Embraer, e Bristow firmam parceria para desenvolver operações de UAM com pedido de até 100 eVTOLs

Melbourne, Flórida, 23 de setembro de 2021 – A Eve Urban Air Mobility, uma empresa da Embraer, e a...
- Advertisement -
- Advertisement -