sexta-feira, setembro 24, 2021

Gripen para o Brasil

Partiu dos EUA o primeiro lote de A-29 Super Tucano para a Nigéria

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O primeiro lote de 6 aeronaves A-29 Super Tucano adquirido pela Força Aérea Nigeriana (NAF) partiu dos Estados Unidos da América na quarta-feira, 14 de julho, a caminho da Nigéria.

O porta-voz da NAF, Edward Gabkwet, um Comodoro Aéreo que fez a divulgação, observou que as seis aeronaves passarão por 5 países (Canadá, Groenlândia, Islândia, Espanha e Argélia) antes de chegar ao seu destino final na Nigéria, no final de julho de 2021 .

“Uma cerimônia oficial de introdução da aeronave no inventário da NAF já está sendo planejada para uma data posterior em agosto de 2021, a ser anunciada em devido tempo”, disse Gabkwet.

“O Gabinete do Diretor de Relações Públicas e Informação permanece aberto a qualquer inquérito sobre a chegada e introdução da aeronave.”

Aerial Photography by Deremer Studios, LLC

FONTE: The Guardian Nigeria

- Advertisement -

64 Comments

Subscribe
Notify of
guest
64 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Flight_Falcon

Tomara que tenha sucesso no combate aos rebeldes daquele pais.

Agressor's

Rebeldes nada…Grupo de mercenários criados e recrutados pela Cia pra derrubar o governo de lá por fazer acordos econômicos/negócios com os chineses e se alinhar a eles…

Last edited 2 meses atrás by Agressor's
Rinaldo Nery

Comandados pelo Silvester Stallone?

Frederick

(risos) Brilhante.

Camargoer

Caro Agressor. Os “rebeldes” no norte da Nigéria são um grupo de extremistas islâmicos cujo objetivo é combater a cultura ocidental no país e implantar um estado teocrático. Acho que eles têm como inimigos tanto os agentes da CIA e mercenários ocidentais quanto o governo “ateu-comunista” da China.

Andre

Então o governo americano, com a ajuda do Stallone, cria um grupo rebelde para derrubar o governo nigeriano, e depois financia a venda de equipamentos militares para o governo nigeriano acabar com o grupo rebelde que o governo americano criou?

Prq o governo nigeriano não comprou equipamentos militares chineses para isso?

Antonio Palhares

Até hoje eu não consigo concatenar o que Maria esta ganhando com isso.

Talisson

Só de aumentar a escala de produção e baratear as peças já se ganha. Alias, já deveriamos estar encomendando alguns pra ir completando e substituindo os mais antigos.

Matheus

Amigo a FAB comprou 100, desses 100 ela só opera 40.
Tem 60 airframes ainda que quase não foram usados.

Flanker

De onde vc tirou os números que citou? A FAB encomendou e recebeu 99 A-29, sendo 99 A-29B e 33 A-29A. Desses, aproximadamente 10 foram perdidos em acidentes. 12 operam no EDA. Cada um dos 3 esquadrões do 3⁰ GAV opera uns 15. O 2⁰/5⁰ GAV opera uns 20. O IPEV opera 2. Então, 10 perdidos + 12 + 45 + 20 + 2 = 89. Sobram 10. E não se esqueça que sempre tem exemplares em manutenção programada no PAMA/LS. Se existem células estocadas, são muito poucas.

Tutu

Uma pergunta, já que o A-29 vende bem, será que não compensa para FAB vender os mais usados, para países que não tem condições de comprar direto da Embrear, Paraguai por exemplo, e encomendar umas unidades novinhas?

Camargoer

Olá Tutu. Os franceses têm feito isso com os Rafales. A FAB chegou a doar alguns T27 Tucanos de seus excedentes. O governo brasileiro tem o BNDES como agente para financiar exportações, o que pode ser até mais vantajoso para o comprador do que o FMS dos EUA, caso a Embraer consiga emplacar programas de compensação comercial. O problema é que tudo isso depende de uma coordenação entre o MInEconomia, Itamaraty, MinDefesa e MinComércioExt. O governo brasileiro já foi muito bom nisso, tanto durante o governo militar quanto os governos civis após a CF88. Infelizmente, o atual governo é incapaz… Read more »

Andre

Caro camargoer, talvez ele não esteja aproveitando os mecanismos atuais para exportar para os países vizinhos, mas o primeiro semestre de 2021 foi o recorde histórico de exportações nacionais, além de 2019 ter mantido o viés de alta, tendência iniciada com a saida da Dilma, tendo em seus dois últimos anos de governo, o menor valor exportado em quase uma década.

Dados: https://www.gov.br/produtividade-e-comercio-exterior/pt-br/assuntos/comercio-exterior/estatisticas/balanca-comercial-brasileira-acumulado-do-ano

Neto

Este é um dado que pode iludir em uma grande falácia.
.
a balança comercial é recorde? Sim. Mas de que?
.
O Brasil se desendustrializou neste tempo (Dilma, Temer e Bolsonaro). A proposta dada poderia dar mais folego a mais áreas da industria nacional – Navios, aviões…- falta visão de futuro ao país no ultimos governantes.
.
A máquina estatal, incluindo as FFAA, possuem demanda para mais que alcatra, leite condensado…

glasquis 7

Normalmente esse países recebem doações

Neto

Tutu esta deveria ser a ação mais ostensiva de uma agenda de Relações exteriores no BR na sobreposição da área de defesa. . Uruguai, países na “África portuguesa”, America Central poderiam fazer parte deste nicho. . Isso se aplica a todos os produtos fabricados nacionalmente. . A-29, Helicoptero, submarino, os Gripens, as Tamandarés. . Gosto demais desta linha. manteria a industria naciona produzindo estes produtos atualizados para uso interno e externo, ao mesmo tempo que geraria demanda para atualização e manutenção de meia vida destes mesmo produtos em uma segunda vida em países amigos. . De pouquinho geraria um avanço… Read more »

Rinaldo Nery

Essa informação não é correta. Nem imagino de onde tirou isso…

Wellington Góes

Cheguei escutar essa estória (com E) tempos atrás, mas não passa de uma lenda….

Alcenair Nobre Costa

O lucro vem pro Brasil, assim como o lucro da Mercedes vai pra Alemanha.

Zarapa91

🤣🤣

Marcelo Baptista

Ela é dona do projeto e recebe uma parte da grana.
A diferença é que os vendidos por aqui ela não precisa dividir o lucro da venda. Só isso.

Rodrigo Maçolla

Essa Pintura é muito bonita !!! e lembra muito também o esquema de cores usado pelo IRÃ …

Agressor's

Também achei muito bonita…esses modelos feitos para a Nigéria ficaram bem invocados…

A6MZero

Sinceramente não gostei, mas equipamento militar beleza não importa, o que precisa mesmo é funcionalidade e se essa camuflagem é a adequada tem mais que usar mesmo.

Pra mim os esquemas de pintura dos a-29 da Mauritânia (que é bem parecido mas sem o verde) e das Filipinas são os mais bonitos, isso se não contar aquela pintura especial em alusão a usada na 2º guerra que é fantástica.

Veiga 104

Confesso que também não entendo porque os americanos vendem esse excelente avião e o Brasil não consegue .

Pedro EsiE

Quem disse que o Brasil não consegue vender? O Governo Americano vende pq gera emprego nos EUA e não pq são bonzinhos, e o Governo Brasileiro vende pq é bom para o Brasil e bom para a Embraer.

Marcelo

O recheio eletrônico e o motor do aviao é americano (aviao praticamente todo americano ) que depende de aprovacao do congresso americano e dos falcoes do pentágono para fabricar o aviao aqui no brasil e vender para o exterior !!!! ( os yankes bloqueiam a venda e oferece um produto similar contruido na america. ) Agora o aviao sendo construído na america e gerando emprego lá e movimentando a economia local o congresso americano e os falcões do pentágono ficam mais flexível em aprovar a venda do aviao !!! É aquele ditado : é melhor pingar $$ do que secar… Read more »

A6MZero

Muitos fatores desde de linhas de crédito mais vantajosas, até o peso do “made in usa”.

Mas no fim muitos simplesmente preferem se aproximar dos EUA, ou estão sob seu guarda chuva (como o Afeganistão).

Mas apesar das vendas recentes via EUA a Embraer teve muito sucesso com o A-29 e as vendas diretas continuam.

No fim não importa de onde eles vão sair o importante é que estejam vendendo e ganhando novos mercados.

Marcelo Baptista

Os EUA tem linhas de credito absurdamente vantajosas. E para Embraer o dinheiro também vem, então todos saem ganhando.

Camargoer

Caro Marcelo. Se você está falando sobre o FMS, então é preciso um pouco de cuidado. O FMS é um acordo governo-governo. O governo dos EUA pagam a empresa que fabrica o produto militar nos EUA e o governo comprador paga para o governo dos EUA. Quando existe uma aquisição direta, fora do FMS como foi o caso do FX2, o comprador pode negociar acordos de compensação comercial, de tal modo a equilibrar a sua balança de pagamentos. Por outro lado, o FMS não permite esse tipo de compensação, obrigando o comprador a usar suas reservas de moeda estrangeira. Eu… Read more »

Marcelo Baptista

Entendo Camargoer, sei que generalizei, mas que eles tem mais bala na agulha do que nós para financiar, isso eles tem!
Mas eu só queria deixar claro que a Embraer não esta perdendo dinheiro como alguns comentários parecem entender. Ela é dona no projeto e portanto também ganha uma parte das vendas.

Allan Lemos

Lamentável que esse avião seja montado nos EUA.

Welington S.

Tá falando bobagem;.

A6MZero

Lamentável ? O produto vende o que gera royalties para a FAB, gera ou ao menos mantém empregos de profissionais altamente qualificados no Brasil já que componentes são montados aqui (bem como os envolvidos na sua concepção e projeto). E também dá lucro aos acionistas da Embraer é isso o que interessa, afinal ela é uma empresa privada que existe para dar lucro se o ganho é maior ou as vendas facilitadas por ser produzindo lá que seja. O mundo globalizado é assim, não vejo os americanos se lamentando por que o iPhone é montado na China ou os tênis… Read more »

Allan Lemos

Você por acaso é acionista da Embraer ou cidadão americano? Porque a menos que você se encaixe em uma dessas categorias, não ganha absolutamente nada com o avião sendo montado por lá.

E sério que você está comparando um iPhone com um produto militar de alto valor estratégico?

A falta de visão estratégica da maioria aqui do fórum é lastimável.

Fernando EMB

Se vc acha que não ganha, quem tem falta de visão é você!!!
Sabe porque são montados lá? Sabe que apenas uma pequena parte de todos os A29 já produzidos foram montados lá?
Sabe que ainda são vendidos e produzidos por aqui?
Sabe que os montados lá geral receita aqui também?

Last edited 2 meses atrás by Fernando EMB
Allan Lemos

Eu sei sobre a questão do FMS e a Embraer, como empresa privada, faz o que é melhor para ela comercialmente. Quem está errado na situação é o Governo Brasileiro, que não cria mecanismos para facilitar a vida da empresa para que o avião seja montado aqui e nem tenta agir por vias diplomáticas para ofertar o produto, assim como fazem todos as potências. Já financiamos obras civis em vários países, por quê não fazer o mesmo com nossos produtos militares? Um governo competente ofertaria o ST, em um negócio governo-governo, abriria linhas de crédito junto aos bancos públicos e… Read more »

Jose de Arimatea Dantas

Produzir no Brasil é muito caro.
É uma veegonha ter que ir para a América para ser viável economicamente.

Jose,

A grande maioria dos A-29 vendidos a outros países saíram da linha de montagem da Embraer no Brasil.

A viabilidade econômica do Super Tucano não tem nada a ver com o fato de ter uma segunda linha de montagem nos EUA.

Camargoer

Caro Jose. Todo produto produzido no ocidente é caro em função dos encargos trabalhistas e carga tributária. Isso é o preço que se paga por garantir mais bem-estar social para a população. Um produto alemão, francês, sueco, japonês é caro porque ele incorpora o preço de se viver em uma sociedade mais civilizada. Um país sem legislação trabalhista nem política fiscal geralmente não tem capacidade de produção industrial. A história dos EUA mostram a diferença entre o sul escravocrata (portanto barato de se produzir) essencialmente latifundiário e agrícola e o norte urbano baseado na mão-de-obra assalariada (portanto mais caro de… Read more »

A6MZero

Quer exemplos de produto militar? o f-5 foram montados no Canadá e Taiwan, a Fuji no Japão produz diversos helicópteros sob licença de modelos americanos, a Helibras monta no Brasil helicóptero de origem francesa, a Coreia do Sul também,a Romênia também e não apenas para uso de suas próprias forças como vende para outros países. Isso acontece no mundo inteiro não é exclusividade da Embraer, vários produtos de defesa são produzidos em países diferentes sob licença e comercializados por empresas e países que não foram as projetistas originais, nunca foi um problema para ninguém. O estratégico é ter capacidade de… Read more »

Camargoer

Caro Allan. Você acha lamentável os A29 serem montados nos EUA ou serem montados nos exterior? De um lado pode ser uma crítica aos EUA. Do outro, pode ser uma crítica á Embraer por licenciar o avião.

Allan Lemos

Camargoer. Serem montados no exterior. O avião sendo licenciado gera mais dividendos no país de montagem do que no Brasil, que ainda perde uma importante possível moeda de negociação com outros países. O que os EUA fazem com o FMS e o ST é o que o Brasil deveria fazer(em uma escala menor obviamente).

Camargoer

Olá Allan. Acho que a conta é um pouco mais complexa. Um avião produzido pela Embraer tem uma grande parte de componentes importados. A Embraer é uma grande importadora, mas é uma exportadora ainda maior. Portanto, o benefício de montar os aviões no Brasil é o saldo positivo na balança comercial. Quando o avião é montado sob licença no exterior (eu lembro que o T27 também foi produzido sob licença no exterior) é que a conta de importação é zero, mas existe uma conta de exportação dos componentes fabricados no Brasil. Deste modo, o saldo comercial também é positivo. Além… Read more »

Matheus

Toda vez que vem essa noticia é esse mesmo xororô de “ain feito nos EUA”.
Parecem papagaios, nunca aprendem.

Flanker

Já foi falado dezenas de vezes: a Embraer manda daqui do Brasil as fuselagem, asas, empenagens, canopi, trens de pouso e vários outros componentes para Se tem montados nas instalações da Embraer lá nos EUA. Depois, o avião é levado para a Sierra Nevada que faz a instalação dos componentes de responsabilidade dela. Assim, ganha o status de aeronave made in USA e a habilitação para ser comercializada via FMS, conseguindo preços vantajosos e mais mercado. Todos ganham!

Cadillac

Agora quero ver o sujeito que falou que a Helibras é uma “apertaparafusobras” chamar essa fabrica da Sierra Nevada de “aperta parafusos” também, rs

Nilo

Ou seja, a resposta foi dada, para de choro, cresce, oferece financimento facilitado e barato aos compradores, mantenha uma linha de politica institucional a Embraer de apoio a inovação e vendas, faça alinhamento externos que defendam interresses de Estado Brasileiro não de governo ideológico. Pra começar rsrsrs.

Last edited 2 meses atrás by Nilo
Fernando EMB

É sempre a mesma ladainha…
Esse pessoal não aprende e tem preguiça de pesquisar antes de comentar.
Fazer o quê?

Camargoer

Olá Fernando. Espero que você e sua família estejam todos bem. Às vezes eu também me pergunto, fazer o quê? Muitas vezes, há um pessoal novo, que passou a frequentar a trilogia há pouco tempo. Acho que eles merecem uma grande atenção de quem tem mais experiência no tema. Seus comentários continuam muito importante para esse pessoal novo que vem aqui aprender e descobrir coisas novas. Eu sei que demanda tempo, esforço e paciência. E muito bom humor.

Tutu

Eu penso que isso é reflexo da maior procura pelo tema, mesmo que seja de forma pouco aprofundada as pessoas e a sociedade estão mais interessadas por defesa, e assim como fazem com futebol e política (Guardadas as devidas proporções é claro) se sentem no direto de opinar, o que não é errado, e no futuro pode ser positivo para defesa no Brasil. Eu mesmo, sempre me interessei pelo assunto, inicialmente bem focado na Segunda Guerra, nessa época comecei a acompanhar a trilogia, primeiramente aqui pelo PA, aprendi muito aqui, inclusive vendo reportagens e comentários antigos, da época do FX-2,… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Tutu
Fernando EMB

A bem pouco tempo atrás foi noticiado aqui mesmo a entrega de ST para as Filipinas e para o Turcomenistão… Ambas vendas foram feitas diretamente pela Embraer e as aeronaves saíram da linha de produção em Gavião Peixoto. Ou seja, ao contrário do que muitos acham o ST continua sendo produzido por aqui sim. Dos quase 300 STs produzidos, cerca de 50 foram montados nos EUA, e o foram pela própria Embraer que possui uma linda de montagem em Jacksonville. O ST montados no Brasil foramvendidos para: Brasil, Chile, Colômbia, Equador, República dominicana, Angola, Mali, Burkina Faso, Mauritânia, Indonésia, Filipinas… Read more »

João Aires

Gostei da explicação . Não entendia. Agora vislumbro uma faixa de luz nessa coisa de colocar uma fábrica nos EUA. Porém entendo que os EUA nisso de todos ganham, lembra a Máfia que ganha sem fazer nada senão quebram tudo. Umas hienas, a meu ver. É como se fosse um imposto de circulação de mercadorias. Se não, os EUA, ganharem eles melam o negócio

Marcelo Baptista

Joao, acho que a colocação foi de que quando o EUA compraram o ST exigiram a montagem do mesmo no Pais deles (como fazemos com os subs, helis, guaranis, etc).
Como a Embraer é associada a Sierra Nevada, ela fica feliz, pois ganha (mais) se os EUA vendem o ST.

Zorann

Querem concorrer com o FMS e com os EUA?

É só criar uma linha de crédito com juros semelhantes, via BNDES para exportação de armamentos, navios e aeronaves. E claro melhorar nosso envolvimento diplomático, fomentar mais ativamente acordos bilaterais. Além é claro de redução de impostos para bens com alto valor agregado. Lógico que mesmo assim não seremos páreos para concorrer com o peso dos EUA, mas já melhoraria muito.

Senão é melhor mudar a linha de vez para lá. Comprar ou tirar a Sierra Nevada da jogada.

Fernando EMB

Ué… Mas qual a lógica na sua afirmação se continuamos vendendo e produzindo por aqui?
Sim, linha de financiamento e apoio governamental são importantes, mas continuamos produzimos e vendendo mesmo nas condições atuais.
As vendas feitas dos ST pelos EUA não concorrem com as nossas, e sim se somam as feitas diretamente por aqui.
Quanto mimimi.

Zorann

Mimimi? Não estou reclamando de nada. Tem de aprender interpretar texto.

O pessoal aí pra cima que está reclamando. E o comentário foi dirigido a eles. Por mim, a empresa tem de ir pra onde dá mais lucro, seja aqui ou seja lá.

Last edited 2 meses atrás by Zorann
EduardoSP

Já existem linhas de financiamento e reduções de impostos. Mas somos um país periférico, da América Latina, que não consegue nem mesmo se governar de forma decente.
Impossível competir com países desenvolvidos, especialmente com os EUA, em termos de apoio político, econômico, militar que podem ser associados à venda de armamentos.

Marcos

O padrão Vietnã ,ficou muito bom, melhor que o nosso.

Hélio Castro

Poderíamos pedir que os EUA anexe o Brasil ao território americano assim muitos problemas de desenvolvimento serão resolvidos

Frederick

Assim como a Costa Rica. Também conhecida como a Alemanha do Caribe…

Ora, por favor…

Flanker

Costa Rica?? Não seria Porto Rico??

Arckthur

O Brasil mais uma vez é passado para trás. Por que não foi a Embraer que vendeu seu produto?

Fernando EMB

Mais um que não entende nada.,.. Jesus!!! Nem se da ao trabalho de procurar entender.

Últimas Notícias

FOTOS: J-16D com novos pods de guerra/interferência eletrônica

Foram divulgadas mais fotos do Shenyang J-16D, versão de guerra eletrônica do caça multimissão J-16 da Força Aérea de...
- Advertisement -
- Advertisement -