domingo, setembro 25, 2022

Gripen para o Brasil

Em 1959, militares sequestraram avião com passageiros e tentaram derrubar JK

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Por Ricardo Westin

Há 62 anos, um avião da Panair que havia decolado do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, rumo a Manaus, com escala em Belém, desapareceu durante a madrugada em pleno voo. A bordo, entre passageiros e tripulantes, viajavam 46 pessoas, incluindo o senador Remy Archer (PSD-MA).

Notícias desencontradas logo começaram a correr. Nas primeiras horas da manhã de 3 de dezembro de 1959, um desnorteado senador Victorino Freire (PSD-MT) subiu à tribuna do Palácio Monroe, a sede do Senado, no Rio, para expor sua aflição:

— Preparava-me para sair de casa quando soube que havia desaparecido o Constellation da Panair em que viajavam o senador Remy Archer, meu amigo, e a filha do jornalista Castello Branco [José Ribamar Castello Branco, repórter político do jornal O Globo]. Aqui permanecemos numa verdadeira tortura de espera e ansiedade. O Repórter Esso chegou a divulgar que o avião havia caído. A senhora Archer, com três filhinhos pequenos, em pranto, estava certa de que o marido havia morrido. No mesmo desespero se encontrava aqui nesta Casa o jornalista Castello Branco, também meu velho e querido amigo.

A fala de Freire está catalogada no Arquivo do Senado. De acordo com documentos do mesmo acervo histórico, os senadores Otávio Mangabeira (UDN-BA) e Afonso Arinos (UDN-RJ) interromperam o colega e avisaram que haviam acabado de receber, de mensageiros anônimos, cópias mimeografadas de um manifesto que explicava tudo, assinado por um grupo que se intitulava Comando Revolucionário.

Não se tratava de desastre aéreo. O avião da Panair, na realidade, havia sido sequestrado no ar — o primeiro sequestro de avião da história do Brasil. Estava em curso uma tentativa de golpe de Estado para derrubar o presidente Juscelino Kubitschek, fechar o Congresso Nacional e instaurar uma ditadura militar. O Comando Revolucionário era formado essencialmente por oficiais da Aeronáutica e do Exército.

Jornal noticia em 1959 a deflagração da Revolta de Aragarças (imagem: Luta Democrática/Biblioteca Nacional)

A conspiração teve mais duas frentes. Na noite do dia 2 de dezembro, poucas horas antes de o piloto da Painair ser rendido quando atravessava a Bahia, outro grupo roubou da Base Aérea do Galeão, no Rio, três aviões da Aeronáutica repletos de armas e explosivos, e um terceiro grupo levou do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, um teco-teco pertencente a uma empresa privada também carregado de armamento.

De posse dos cinco aviões, os rebeldes voaram para Aragarças, uma cidadezinha dos confins de Goiás, na divisa com Mato Grosso, assim chamada por localizar-se na confluência dos Rios Araguaia e das Garças. Aragarças seria o quartel-general da revolta. O plano mais imediato era bombardear o Palácio do Catete e matar JK. O movimento, que duraria só dois dias e acabaria fracassando, ficou conhecido como Revolta de Aragarças.

— Proclamo meu desacordo com essas situações violentas. Sejam quais forem as falhas do governo, por mais graves e angustiosos que sejam os problemas brasileiros, não será à custa de movimentos de indisciplina, subversivos, revolucionários, que iremos ao encontro das legítimas aspirações do povo. Somente dentro da lei removeremos as dificuldades — discursou o senador Lameira Bittencourt (PSD-PA), líder do governo no Senado.

— Quero deixar patente a reprovação da bancada udenista a qualquer movimento subversivo. A nação precisa de paz e ordem para prosseguir no exercício da sua vida democrática. Qualquer perturbação trará profundos prejuízos não à política ou aos partidos, mas à pátria brasileira — concordou o senador João Villasbôas (UDN-MT), líder da oposição ao governo.

A aliança partidária PSD-PTB governava o Brasil desde 1946. Setores das Forças Armadas estavam insatisfeitos com a hegemonia ininterrupta do getulismo e do trabalhismo e ansiavam por ver no poder a UDN, partido oposicionista que havia perdido as três eleições presidenciais posteriores à ditadura do Estado Novo. Esses militares já haviam planejado golpes para destronar a dobradinha PSD-PTB em 1954, 1955 e 1956, nas três vezes sem sucesso.

Em dezembro de 1959, o estopim da Revolta de Aragarças foi a repentina decisão de Jânio Quadros, o presidenciável apoiado pela UDN, de renunciar à candidatura. A eleição estava marcada para outubro de 1960. Os militares que se aferravam a Jânio e à UDN entenderam que a desistência permitiria a JK eleger seu sucessor e perpetuar a chapa PSD-PTB no controle do Brasil.

Rebeldes eram contrários a JK e João Goulart e favoráveis ao candidato Jânio Quadros (fotos: reproduções)

Antes da renúncia de Jânio, o autointitulado Comando Revolucionário já estava em alerta por causa de dois boatos fortes. O primeiro dava conta que JK negociava uma emenda constitucional que lhe permitiria a reeleição. O segundo boato dizia que o governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola, expoente do PTB, orquestrava um golpe para barrar a provável vitória de Jânio e da UDN e instaurar uma ditadura sindicalista no país.

— Não tenhamos dúvida de que a revolução, a revolta, o motim ou golpe frustrado de Aragarças foi muito fruto da decepção causada pela retirada da campanha do senhor Jânio Quadros — afirmou o senador Afonso Arinos.

O manifesto divulgado pelo Comando Revolucionário descrevia o Poder Executivo como corrupto, o Legislativo como demagógico e o Judiciário como omisso. E citava o risco de o Brasil cair nas garras do comunismo: “Em face desse estado de degeneração e deterioração, os adeptos do comunismo infiltrados nos mais variados setores, dentro e fora da administração pública, procuram tirar o máximo benefício da situação de miséria e de fome das populações para implantar o seu regime de escravidão do ser humano”.

A Revolta de Aragarças falhou porque os insurgentes não conseguiram o apoio imaginado. Eles esperavam que levas de militares de todos os cantos do Brasil se somariam ao movimento assim que o manifesto fosse divulgado. Entretanto, soldado nenhum saiu dos quartéis. Também contavam com a adesão de políticos da UDN. Os udenistas, contudo, calcularam que uma revolta militar nesse momento daria motivo para JK decretar estado de sítio, cancelar a eleição de 1960 e, aí sim, apossar-se de vez da cadeira presidencial.

No fim, Aragarças envolveu cerca de 15 rebeldes apenas, incluindo três civis. Dado esse pífio contingente, as forças militares do governo sufocaram a insurreição rapidamente, já no dia seguinte ao sequestro do voo da Panair. Não houve mortes. Um dos aviões militares roubados foi metralhado na pista de pouso de Aragarças e pegou fogo. Os revoltosos que estavam a bordo se renderam e foram presos. Os demais usaram os outros aviões para fugir para a Bolívia, o Paraguai e a Argentina. Os reféns do avião da Panair, inclusive o senador Remy Archer, foram libertados em Buenos Aires, sãos e salvos.

Avião de rebeldes pega fogo em Aragarças (foto: Campanella Neto/Diário de Notícias)

Apesar de o líder da UDN no Senado ter repudiado a Revolta de Aragarças, houve senadores do partido que não endossaram a condenação e, em vez disso, aplaudiram os insurretos. O senador Otávio Mangabeira afirmou que concordava plenamente com o diagnóstico da situação nacional descrito no manifesto do Comando Revolucionário:

— Confesso que amo as rebeldias legítimas. O que eu detesto são as acomodações exageradas. A nação que se habitua a acomodar-se a tudo é uma nação que se educa na escola da fraqueza. No dia em que for chamada a defender a pátria, não estará moralmente habilitada a fazê-lo. Apesar de divergir deles no ponto em que pedem a demolição da estrutura constitucional e a implantação da ditadura militar, trago minha palavra de compreensão para aqueles jovens militares levados pelo arroubo de seu temperamento e pelo fogo natural de sua idade.

O senador Afonso Arinos comparou Aragarças com a Revolta dos 18 do Forte de Copacabana, ocorrida em 1922:

— Fui testemunha pessoal. Eu era adolescente e morava ao lado do Forte de Copacabana. Assisti na noite de 4 para 5 de julho àquele pugilo de jovens passar de réprobos [malvados] de uma repressão brutal à condição de heróis impolutos de uma geração. Não podemos agora saber se Aragarças se trata de uma Copacabana aérea. É melhor não tomarmos aqui uma atitude de condenação de que depois venhamos a nos arrepender.

Mangabeira gostou da comparação histórica e citou personagens inicialmente tidos como vilões e depois transformados em heróis:

— Por que esquartejaram Tiradentes? E quem é Tiradentes hoje? Que fez Deodoro a 15 de novembro de 1889? Onde está ele agora? Que fez Getúlio Vargas a 3 de outubro de 1930? Ninguém, tampouco eu, tem autoridade para condenar golpistas só pelo fato de serem golpistas.

O senador Daniel Krieger (UDN-RS) acrescentou:

— Sentir-me-ia diminuído perante mim próprio se assistisse calado tachar-se de covardes aqueles que, ainda que erradamente, dão exemplo de coragem e desprendimento a este país.

A Revolta de Aragarças foi uma reedição de outro movimento militar bastante parecido, inclusive com o uso de aviões militares, que havia ocorrido em fevereiro de 1956, apenas duas semanas após a posse de JK: a Revolta de Jacareacanga, no sul do Pará.  Em 1959, os senadores não puderam deixar de fazer comparações. Eles mencionaram o major-aviador Haroldo Veloso, que havia sido líder revoltoso de Jacareacanga e, após ser anistiado pelo presidente, voltou à cena em Aragarças.

— Da primeira loucura, a de Jacareacanga, disse eu [em 1956] nesta Casa e ao senhor presidente da República que o sistema de se conceder anistia a criminosos políticos antes de a Justiça se pronunciar era muito perigoso. Anistiados, foram endeusados, voltaram à Aeronáutica e foram promovidos! Agora fazem esse segundo movimento. Estamos verificando quão acertado eu estava — criticou o senador Caiado de Castro (PTB-DF).

— Atos de sedição devem ser punidos com rigor. Se não o forem, ensejam a repetição a que agora assistimos — concordou o senador Lima Teixeira (PTB-BA). — Fique a advertência para que não se deixe passar em branca nuvem um episódio que poderá ser mais grave da terceira vez. Que a punição se concretize, a fim de que o povo se tranquilize e confie na autoridade do chefe da nação.

JK seguiu os conselhos. Ao contrário do que fizera em 1956, o presidente não concedeu anistia aos golpistas em 1959.

De acordo com o jornalista Wagner William, autor da biografia O Soldado Absoluto (Editora Record), sobre o marechal Henrique Lott, o ministro da Guerra que sufocou Aragarças, o presidente JK enxergou a malograda revolta como sinal de que o clima político se tornaria explosivo e o país ficaria ingovernável caso a sua adversária UDN não chegasse logo ao poder.

— Foi pensando dessa forma que Juscelino lançou Lott como o candidato presidencial do PSD na eleição de 1960. Ele sabia que o marechal não tinha chance de vencer. A estratégia de Juscelino era que a UDN o sucederia, mas, por causa da crise econômica do país, governaria com muita dificuldade e se desgastaria. Numa frente, Juscelino aplacaria o desejo de poder da UDN. Em outra, ele próprio se apresentaria na eleição de 1965 como o candidato da salvação nacional — explica William.

Poucos dias depois de Aragarças, Jânio Quadros anunciou que era de novo candidato presidencial — “Jânio renuncia à renúncia”, noticiou um jornal. Ele venceu a disputa eleitoral de 1960, marcando enfim a chegada da UDN ao poder e esfriando os ânimos conspiratórios das Forças Armadas. Mas a paz não duraria. A  famigerada renúncia de Jânio à Presidência da República, em agosto de 1961, e a tumultuada posse do vice João Goulart, no mês seguinte, despertariam os golpistas. A resposta deles viria em 1º de abril de 1964. Dessa vez, não falhariam.

FONTE: Agência Senado

- Advertisement -

140 Comments

Subscribe
Notify of
guest

140 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
sub urbano

É muito dificil o Brasil ficar mais de 30 anos sem um golpe militar. Vez ou outra eles tem que agir para assegurar o atraso que mantém nossa elite tão saudável e rica. Contra Pedro II (4ª economia do mundo, abolição da escravidão) os militares temeram o surgimento de novos barões de mauás e Deodoro deu o ridyculo golpe de estado e implantou uma ditadura q durou menos de 1 mês. Depois os cafeicultores paulistas indignados com a politica industrialde getulio tentaram um golpe e foram destruidos em 1mês. Depois suicidaram Getulio mas não funcionou, JK foi eleito. depois o… Read more »

Hélio

De onde esses monarquistas de internet tiraram que o Brasil era uma potência econômica no império? O Brasil só foi ter algum potencial econômico com o Estado novo. Na época do império o Brasil era atrasadíssimo.

IBIZ

Infelizmente a historia de nossas forças armadas é marcada de indisciplina e golpes. Embora “venerem” as grandes democracias ocidentais as instituições que deveriam ser responsáveis pela defesa da democracia, do território e da soberania do nosso país são as que mais colaboram para a instabilidade democrática do país. Hoje chegamos ao cumulo de vermos o oficialato se submetendo a um capitão indisciplinado associado a grupos criminosos em ataques irresponsáveis as fracas instituições democráticas brasileiras. Em um país sério todos esses generais & cia seriam expulsos com desonra e presos pelo seu envolvimento na corrupção endêmica que mergulharam.

Marcelo Andrade

Mas estamos há 57 anos sem intervenção militar!!!

Plinio Carvalho

Mais uma vez estamos a beira de um ruptura institucional, alguém ai realmente acreditar que a constituição de 1988 vai durar muito mais tempo? logo, logo, vão jogar essa constituição fora e fazer uma nova, esse é o eterno ciclo da republica brasileira.

Last edited 1 ano atrás by Plinio Carvalho
Camargoer

Caro Marcelo. O regime militar se encerrou com a eleição de Tancredo Neves, ou se preferir, com a posse de Sarney em 1985. Portanto, são 36 anos.

José Norbert

É muito difícil o Brasil ficar mais de 30 anos sem um golpe militar.”
Continha básica…
2021-1964=57
Portanto….

silvom

1964 começou o golpe da ditadura, mas acabou em 1985, como lembrou o Camargoer

GripenBR

A turbação da democracia é vergonhosa! As FAs “algumas vezes” esquecem o seu papel constitucional e acreditam que devem tutelar a vontade popular manifestada pelo voto. Muitas vezes invertem conspirando com pátrias alheias justamente contra a soberania. Vale ressaltar que o Brasil investe o equivalente a uma potência europeia e tem uma força qualitativamente modesta proporcionalmente. Vale lembrar que os benefícios previdenciários dentre outros penduricalhos são inimagináveis em forças profissionais a exemplo de EUA e Israel por exemplo. São às FAs que trabalham para nós, são funcionários públicos, são nossos funcionários, nós sevem e não o contrário! São muito bem… Read more »

Antoniokings

Às F.A. deve-se encontrar uma solução ao estilo chileno, uruguaio e argentino.
Devem ficar nos seus quartéis tratando de assunto estritamente da área militar.

gordo

Duvido que fiquem, uma democracia continua e estável vai questionar certos privilégios (inclusive no judiciário). A cada intervalo de tempo é necessário um golpe de estado para garantir os privilégios e os atrasos.

* para quem acha que corrupção de governos militares é coisa nova que olhe apenas a biografia Paulo Salim Maluf.

Antoniokings

Maluf foi indicado para a Prefeitura de São Paulo por Costa e Silva e depois para o Governo do Estado com apoio dos militares.
Lembre-se que ele era da ARENA, partido de extrema-direita que apoiava o Governo militar.

Camargoer

Caro AntonioK. Pois é. Durante o governo militar, os prefeitos de capitais e cidades consideradas de “segurança nacional” tinham os prefeitos nomeados pelo presidente. A imprensa os apelidou de “prefeitos biônicos”.

Antoniokings

Pessoal de memória curta ou que não pesquisou sobre o assunto.

Camargoer

Olá AntonioK. Nos últimos anos, percebi como é difícil discutir um assunto político ou histórico com seriedade. Para cada “frase de efeito” é preciso elaborar um contexto, mencionar datas, relacionar fatos… isso demanda tempo e muito esforço. Contudo este ainda é o correto a ser feito.

Antoniokings

Exatamente.
E temos de colocar diversos links para que a pessoa possa entender.
Parece que são todos sábios, lacradores que têm todas as verdades.
Ou simplesmente usam de desonestidade intelectual.
Na cara dura.
Tempos difíceis.

SDS

Camargoer

A cada intervalo de tempo, quando a democracia começa a se consolidar e a população começa a questionar os privilégios da elite, há um golpe no Brasil com o apoio militar para encerrar a democracia.

Antoniokings

Perfeito!

Antonio Palhares

E começam taxar quem entende o processo de comunista.

Zorann

É por isso que eles insistem em manter este efetivo enorme. A real função que interessa não é defender o Brasil e sim defenderem-se dos brasileiros.

Marcelo Andrade

Você só esqueceu de mencionar que amaior parte da população pediu intervenção militar em 1964. Era para o Castelo Branco decidir as eleições para 1965, mas aí uma linha dura atrasou em mais de 20 anos as eleições diretas para Presidente.

Luiz Antonio

Desculpe colega, mas aquelas manifestações populares, com Marcha da Familia, etc foram manipuladas na base dos currais eleitoreiros, perfeitamente influenciados por agentes da CIA, que trabalharam bastante. Hoje esses “agentes” foram substituídos pelos grupos de whatsapp que vomitam fakenews o tempo todo, geralmente finalizados com passeios de motoca e discursos de cercadinho.

Pedro Bó

Não é possível conceber, na História Contemporânea, o US Army, o Royal Army, o Armée de Terre ou o Deutsches Heer se imiscuindo na política civil de suas nações.

Já no Terceiro Mundo…

Antoniokings

Nem todos os países do Terceiro Mundo.
Argentina, Chile e Uruguai já estão controlando muito bem os quartéis.

Sensato

Oi?

Em carta, militares advertem Macron sobre ‘sobrevivência’ da FrançaA carta foi publicada em um tenso clima político na França, antes das eleições presidenciais de 2022

Hélio

Como não? O governo americano é controlado pelo departamento de defesa desde o pós-guerra, justamente disso vem a expressão Estado Profundo.

Gabriel BR

Os militares franceses tentaram Golpes de Estado algumas vezes viu…

Clésio Luiz

“…descrevia o Poder Executivo como corrupto, o Legislativo como demagógico e o Judiciário como omisso”

Parece que as coisas não mudaram muito em 60 anos…

Luiz Antônio

Os militares não mudaram em 200

Agressor's

1889 – Golpe, Ditadura, Golpe dentro do golpe, mais ditadura, Oligarquia (República do Café com Leite), Tentativas de golpe, Ditaduras dentro da República do Café com Leite, Golpe, Era Vargas, Golpe falso pra justificar outro golpe, Estado Novo, Tentativas de golpe, Ditadura, Populismo, Tentativa de Golpe, Golpe, “Ditadura”, “Diretas Já”, Populismo de novo, Sarney, Collor, FHC, Lula, Dilma, Temer, Bolsonaro, mais populismo & caudilhismo, mensalão, petrolão, BNDES, Lava-Jato… Durante toda a minha vida escolar, eu sempre ouvi falar muito mal do Período Monárquico Brasileiro. Os livros do MEC sempre se referem a essa época de forma muito rápida e com… Read more »

Ten Murphy

Braziu ou Brasil?

Agressor's

O problema do Brasil começou quando foi proclamado a república…Dom Pedro II foi o maior líder da história do Brasil, nunca aceitou aumento de salário, sempre ajudou os pobres, sempre viajava pelo mundo atrás de inovações tecnológicas para trazer para o Brasil. Tínhamos um monarca de primeiro mundo mas o Brasil ainda estava se formando e era profundamente agrário, o Império iniciou a transição para a industrialização. Na monarquia tinha-se planos para aumentar a infraestrutura como as grandes ferrovias que surgiriam. Os republicanos positivistas igualaram por baixo o Brasil com as demais republiquetas ditatoriais da América Latina. Mas o Brasileiro… Read more »

Inimigo do Estado

Pedro II era um fracassado maricas e não passava disso. Fosse eu lá o sangue dos golpistas iria jorrar.

Inimigo do Estado

Fora dele também, não sou um empresário de sucesso apenas por mero blá blá blá.

EduardoSP

Eu adoraria viver na monarquia se tivesse escravos para trabalhar para mim.
Deve ser muito bom. Por isso essa nostalgia toda

carcara_br

teria muito futuro coronel, no mínimo

Luiz Antônio

Sempre se imiscuindo na política e causando confusão, turbulência social e econômica e deixando crises como herança. Os militares não se emendam, querem tutelar a sociedade e muito pouco dão em troca. O alto oficialato nada em benefícios polpudos, tanto de aposentadoria quanto de soldos, e pouco desses benefícios chegam aos estratos mais baixos das FAs. Falam tanto em “família militar” mas não pensam na família brasileira, que rala muito pra pagar tudo aquilo, da gasolina do jipe ao leite condensado e a picanha de generais cuja mentalidade ainda está na Guerra do Paraguai. Os militares costumam dizer que chegar… Read more »

Zé Mané

Militares sempre dando sua valiosa contribuição para a manutenção do atraso brasileiro. Vivem vendo comunistas por toda parte. O comunismo é o fetiche dos militares brasileiros.

Luiz Antônio

Zé, as reformas de base do Goulart, ainda que se discorde de uma ou outra, ou até mesmo da totalidade das propostas, nada têm de comunismo. Elas estão disponíveis no site da Fundação Getúlio Vargas, é só dar uma busca. Reforma agrária, por exemplo, até os EUA e o Canadá fizeram, redistribuíram terra com compromisso de cultivo responsável. O que tem de comunismo nisso? Além do mais, essa reforma agrária do Goulart era em moldes capitalistas, como tem que ser mesmo: com indenização dos proprietários. Outro exemplo de reforma de base: reforma urbana. O Rio de Janeiro já sofrera uma… Read more »

Luiz Antônio

Sério

Antunes 1980

Imaginar um Brasil desde 1955 comunista, é algo que aterroriza até o mais radical dos socialistas de iphone.

Mesmo com todos os problemas, as liberdades individuais e coletivas eram quase em sua totalidade mantidas.

Se fosse estilo, Cuba, China e União Soviética, estaríamos com uma nação ao nível de desenvolvimento de Angola.

Infraestrutura zero, e estaríamos em 40° no ranking das maiores economias do globo.

A decisão de não permitir um estado socialista nos salvou de uma tragédia.

Last edited 1 ano atrás by Antunes 1980
Santos Dumont

A velha a paranoia anti-comunista ataca novamente em 2021!!!!! Nem o Guardião Vermelho da Viúva Negra acredita mais em comunismo! E o golpismo visceral das mimadas elites conservadoras tupiniquins, dada a faniquitos ao terem seu controle ameaçado, e a subserviência dos milicos a ela, tudo em nome da família (das filhas com pensão e das amantes escondidas) e propriedade.
Não havia nada nem remotamente semelhante ao comunismo em 1964, como em 2018.
Um velho barbudo disse: “A história se repete como farsa…”

Inimigo do Estado

E na década de 70 o Brasil era a Alemanha kkkkkkk Meu avô era um dos babões dos milicos. Só veio ter eletricidade em casa na virada deste século, por que eu o neto anarquista metido a comunista (sem nunca na minha vida ter defendido nada comunista), como ele chamava, fui reclamar na distribuidora depois que voltei do Recife, e olhe que a linha que abastecia a cidade passava a 100 metros da casa dele. Antes disso eu ficava tirando onda da cara do velho, “e aí cadê os milicos que não põem energia na sua casa?”. O velho ficava… Read more »

João Vitor

“As liberdades individuais e coletivas eram quase que em sua totalidade mantidas? Kkkkkkkk…gostei do “quase”.

carcara_br

General quatro estrelas, possivelmente alta cúpula a mentalidade que sobe feito meteoro..

Camargoer

Caro Antunes. “SE” o Neymar tivesse feito um gol contra a Argentina, a final teria ido para a prorrogação. História se analisa pelo ocorrido. Já escreveu o poeta, “mundo vasto mundo, SE eu me chamasse Raimundo seria uma rima, não uma solução”.

Camargoer

Caro Antunes. De fato, os militares proibiram poucas coisas. Falar, sorrir e respirar.

Camargoer

Olá Mk48. Eu geralmente evito discutir história em termos de “SE”. Ideias como “Se” o Brasil tivesse sido colonizado pelos ingleses, “Se” tivesse ocorrido uma revolução burguesa para derrubar a coroa portuguesa ou para derrubar o Império, “Se” a revolução de 32 tivesse derrubado o governo, “Se” Getúlio tivesse declarado guerra aos EUA, “Se” Jango tivesse sufocado o golpe de 64, “Se” Tancredo tivesse sobrevivido á sua doença. Creio que o correto é avaliar os fatos históricos e tentar determinar o que foram suas causas e suas consequências. Do mesmo modo que se fala “SE” o golpe de 64 não… Read more »

Camargoer

Olá Mk48. O problema é que discordo da premissa de discutir a partir de uma conjectura. O fato é que os governos militares atuaram fora da lei ao torturarem e assassinarem pessoas. Minha crítica aos governos de extrema-direita e extrema-esquerda é o uso da violência criminosa. A diferença entre um agente do Estado e um bandido é que um obedece a lei e o outro não.

Willber Rodrigues

Pronto, mais um que vê o “bicho papão do comunismo” até debaixo da cama.
“Ameaça comunista” é desculpa pra milico BR dar golpe. O Brasil nunca nem chegou perto de ser comunista, nem quando o P.T tava no poder.

Camargoer

Caro Wilber. Creio que o PT, assim como o PTB de Getúlio (não confundir com o PTB do Bob Jeff), têm uma inspiração trabalhista, mais próxima ao partido trabalhista inglês do que a um partido comunista. Aliás, acho que o Brasil não seria comunista nem mesmo se o PCB ou PCdoB vencesse uma eleição para presidência.

Willber Rodrigues

O Brasil não viraria uma URSS tupiniquim nem se a ala mais xiita do PSOL ou do PCdoB ganhasse a eleição pra presidente da República.
Esse negócio de “ameaça comunista” é só udesculpa pras FA’s darem golpe de Estado, rasgarem a Constituição e manterem/ampliarem seus prólrios benefícios.

Jacinto

Durante uma discussão sobre urbanismo em SP, em que o PSOL e o PT têm uma posição ultra elitista, um colega meu disse: a esquerda brasileira é mais brasileira (leia-se: patrimonialista) do que esquerda.

Antonio Palhares

Professor Camargo.
O senhor está dando uma aula.
Eu nunca acreditei que este país em tempo algum se tornaria comunista.
Um partido trabalhista nos moldes Ingleses seria o ideal.
Um abraço.

Slow

Engraçado , quando era um certo partido vermelho na presidência o Brasil chegou ser 6 economia, hoje em dia com os “ capitalista “ caimos pra 12 e o IDH está atrás da China .

Antoniokings

Esse é mais um dos exemplos de interferência militar que afundou e ainda afunda o Brasil.
Os militares não aprendem.
E muito menos os civis que evocam a interferência desse pessoal na vida política da Nação.
O resultado está aí e é evidente.

Antoniokings

As F.A. precisam de grandes nomes como Zerbini, Pereira Telles  Araújo Suzano, Cândido Aragão, Ruy Moreira Lima, Francisco Teixeira, Argemiro Assis Brasil, Cunha Mello, Osvino Ferreira Alves, Werneck Sodré, Teixeira Lott , Alfeu de Alcântara Monteiro, Bolívar Meirelles e muitos outros.
De 1964 a 1966, foram expurgados 24 dos 91 oficiais-generais das Forças Armadas e, nos anos vindouros, milhares de outros militares foram perseguidos e cassados.
Minhas homenagens a esses patriotas.

Nilton L Junior

Há uma frase que diz, Os péssimos generais são cercados de maus militares, nossas F.A. ainda precisam melhorar a visão de mundo e entender o que significa democracia, mau profissional existe em qualquer aérea não seria diferente ter banda podre.

Elias

Fonte agência senado??? Vou atrás …

carcara_br

Já esse tem potencial.

Santos Dumont

Parabéns ao site por publicar essa oportuna matéria. Jacareacanga voltou recentemente às manchetes com a  prisão de seu vice-prefeito, Valmar Kaba Munduruku, do Republicanos, suspeito de participar do ataque a uma base da Polícia Federal, em maio, e de incendiar a casa de uma líder indígena que denuncia o garimpo ilegal no sudoeste do Pará. A sanha golpista das FFAA brasileiras, alimentadas por um UDNismo crônico, moralista, patriarcal, tosco e atrasado, vem embalada em um “patriotismo” vago e baseado em uma aura de que são “guardiães do verdadeiro Brasil”, e da velha paranóia anti-comunista, introduzida em Pindorama em 1937 pelo… Read more »

Nilton L Junior

Pois é não tinha milicia nessa época.

Inimigo do Estado

O golpismo está no sangue das forças armadas brasileiras, essa gente se acha poderosa demais. Todo castigo hoje em dia é pouco, deveriam ter menos regalias ainda. Primeiro abolir a justiça militar, assim terão julgamento imparcial para aos seus crimes.

Nilton L Junior

Eu vou divergir do seu ponto de vista pelo processo histórico, deixando fora 64, mas todas as vezes que esse golpismo surgiu foi pra garantir a integridade territorial embora os meios utilizados não signifique concordancia como foi feita.

Inimigo do Estado

Grande coisa essa integridade territorial. Essa união brasileira é papo de maluco, basta observar os inúmeros movimentos separatistas ao longo de nossa história, o que mostra que hoje o Brasil é unido pela opressão, não por que queremos ser irmãos de sangue.

Inimigo do Estado

“só os loucos sabem” Chorão.

Marcelo Baptista

Mk48, ele não chamou vc de Chorão.
É o nome do Vocalista falecido da Banda Charlie Brown Jr., ele citou um trecho da musica dele.

Wagner

Não me surpreende.

Antoniokings

Prezado Mk48

SDS

O ‘Inimigo do Estado’ tem certa razão.
Algumas vezes o E.B. (e o aparato militar/policial) foi utilizado realmente como aparelho repressor em situações que não tinham a ver com a integridade territorial.
Podemos citar a Balaiada, Guerra de Canudos, Guerra do Contestado e outras.
Por outro, também vc tem razão no sentido que o aparato oficial também reprimiu algumas revoltas separatistas.
Portanto , ‘nem tanto ao mar, nem tanto à terra’,

Nilton L Junior

Não kings, essas rebeliões se tivessem exito hoje seriámos uma colcha de republiquetas, eu recomendo ler um pouco mais sobre esses eventos Kings, não que eu discorde da pauta desses movimentos mas recomendo assintir a entrevista do Aldo Rebelo ao canal do Opera Mundi, precisamos olhar esses eventos também do ponto de vista da formação do EB, é um dever nosso como Brasileiro e Patriota.

Antoniokings

Prezado Nílton

Rebeliões como o Contestado, Canudos e outras tiveram como pano de fundo questões como pobreza, repartição de terras, messianismo e etc.
Não reivindicavam situações relacionadas a separatismo, independência política e coisas do gênero.
Já outras como a Farroupilha, tiveram caráter separatista.
Esses movimentos sociais/políticos foram reprimidos por forças militares/policiais desde os idos tempos de colônia, como a Revolta de Beckman e foram observados no transcorrer do tempo na formação do Brasil.

Maurício.

Lugar de milico é dentro dos quartéis, e quando seus comandantes entendem quais são seus deveres e obrigações, são substituídos de maneira vergonhosa por comandantes “mais alinhados” ao maior estilo de ditaduras mequetrefes tipo Venezuela.

Alessandro

As vezes eu queria que o Brasil fosse um regime militar totalitário IGUALZINHO a China sem por ou tirar nada, só pra realizar o sonho da maioria dos “progressistas” brasileiros, e sabe pq?

Pq os “progressistas” que nada mais é que uma ELITE pseudo intelectual que copia tudo oq não presta da elite americana e europeia, seriam os primeiros “convidados” a ir para o PAREDÃO!

Infelizmente tem pessoas que só aprendem na DOR o valor da liberdade, e parece que aqui no ocidente estamos chegando num momento crucial.

carcara_br

Generalato no mínimo tb´.

João Vitor

Argumento modelo “bomba de fumaça” pra desviar o foco do que realmente existe, golpismo de alguns quadros das forças armadas brasileiras. O risco desse país, aí sim, virar um regime militar totalitário passa pela banda podre das FAs. Creio que a partir de 1 de janeiro de 2023 devemos ter uma mudanças nas forças… estão meio esquecidas de quem manda.

Wagner

Há algum regime militar que não seja totalitario? Mostre-me um, por favor.
Quanto a essa conversinha cheia de ressentimento anti-intelectual e acompanhada via de regra por erros gramaticais (curioso como TODO defensor de QUALQUER regime totalitario gosta de atacar os intelectuais), Freud explica.

Camargoer

Caro Wagner. A birra dos autoritários com os intelectuais é que eles pensam.

Renato B.

Mas você esmo está dizendo que quer um regime totalitário para perder sua liberdade só porque bate com a sua ideologia. Enquanto a maioria das pessoas não quer regime militar totalitário, independente da ideologia.

Inimigo do Estado

Gasolina está 6,32 aqui no interior de Pernambuco, dólar 5,30, IPCA de 8%, e o mais irônico disso tudo é que estamos em pleno governo “liberal” e de “direita”.

Willber Rodrigues

11:50 = o dólar só cheva a 5 conto se fizermos muita besteira
12:00 = veja bem, dólar alto é bom ora economia…

Inimigo do Estado

Muito bom kkkk e ainda teve o Twitter do bananinha “não compre dólar agora”.

Slow

“ Em dois anos o gas de cozinha vai estar pela metade do preço “

Realidade : Gas de cozinha 110 reais

Inimigo do Estado

Meu trabalho está aqui e preciso acompanhar tudo de perto. Negócio é assim, senão desanda. Mas poderia ir mesmo, obviamente não para Cuba. Ilhas Cayman seria um lugar perfeito para morar.

Aliás boa idéia, ponho meus filhos no comando das coisas e me mando. Esperar chegar nos 60 logo, aí me aposento e me mando.

Antoniokings

A diferença é que o regime totalitário brasileiro foi imposto para salvaguardar os interesses de uma elite econômica.
O resultado nós estamos vivendo até hoje.
Uma das piores distribuições de renda do Mundo.
Não é compreensível e aceitável um País com tantas riquezas ter tanta miséria e, pior, um Governo que não tem o mínimo interesse em combatê-la.

Inimigo do Estado

Pois é, derrubaram Jango por causa da expropriação de terras para reforma agrária que este queria fazer, o regime fez pior, expropriou o triplo de terras, institucionalizou a função social da propriedade privada, e entregou para quem já era rico. A mesma elite que pediu a cabeça de Jango não deram um pio, muito pelo contrário, aplaudiram.

Last edited 1 ano atrás by Inimigo do Estado
Antoniokings

Exato.
Chamavam Jango de comunista, quando o que ele queria fazer era dar renda para dezenas de milhões de miseráveis.
Ou seja, um estágio pré-capitalista.

Camargoer

Olá AntonioK. Na década de 50, a partir das audiências do Congresso dos EUA conduzidas pelos macarthistas, o termo “comunista” virou sinônimo de opositor.

Inimigo do Estado

Vá para Cuba realizar seu sonho Alessandro kkkkkkkkkkkk

Hellen

Que inventou os (513 deputados e 81 senadores ) = Ladrões foi os militares !!!
Por ai vc ver como os militares querem bem ao pais !!!

pangloss

Não tem jeito: Qualquer texto que contenha o nome de Jânio Quadros vai acabar narrando uma desgraça que serviu para manter o Brasil desse jeito tão brasileiro de sempre.

Jacinto

Achei corajosa a atitude do editor em publicar esta matéria após a desastrosa entrevista do Comandante da FAB cuja inabilidade política foi grotesca. Podem ter certeza que o Congresso irá retaliar a FAB por meio do orçamento.

carcara_br

O problema não é a falta de habilidade política, é a formação política ideológica mesmo.

Wagner

Carcará, assistindo (e lendo) a entrevista que os generais (e brigadeiros e almirantes) do Brasil dão à mídia, parece-me que o que tem faltado é capacidade cognitiva e o que tem sobrado é malandragem….

Camargoer

Olá Wagner. Creio que ninguém chega a ser general sem capacidade cognitiva.

Marcos Cooper

Nunca duvide de um brasileiro . O bicho é ruim consegue se superar. Não temos um militar ignorante no governo?

Camargoer

Caro Marcos. O atual presidente é um político. Ele deixou de ser militar quando deixou o EB e se candidatou a um cargo eletivo.

Wagner

Camargoer, sei não… O Brasil é surreal…

Camargoer

Ola Wagner. Existe uma técnica de análise na qual você classifica uma declaração em três tipos. Ela foi feita por um ignorante, por um crédulo ou por um canalha. Isso serve para desvendar as razões por trás de qualquer declaração. Como elas são mutuamente excludentes, este tipo de análise ajuda muito. E funciona muito bem. Uma pessoa pode fazer uma declaração porque acredita nela, ou porque não possui conhecimento sobre o assunto ou porque tem algum interesse obscuro sobre o assunto.

João Vitor

Quem dera houvesse retaliação, isso imporia uma correção neste zaralho das FAs… estão assim por falta de aplicação da lei…simples.

Renato B.

Realmente o blog está de parabéns por levantar o assunto.

Sobre os efeitos da correção, o melhor exemplo é comparar o que acontece no Brasil de hoje com os vizinhos Uruguai e Chile, onde militar que fala sobre o que não deve lida com as devidas consequências. Isso som revanchismo ou escândalo, apenas aplicando as regras.

Last edited 1 ano atrás by Renato B.
Jacinto

Vai ter. Todos os anos os comandantes das forças disputam fatias do orçamento de defesa, cada um buscando puxar a brasa para a sua sardinha e isso exige interlocução com o legislativo. A FAB sempre teve boa interlocução com o legislativo até por ser o taxi aéreo de muitos políticos, mas isso vai fazer o EB e a MB ganharem terreno.

Camargoer

Caro Jacinto. Não creio que o GTE consiga influenciar os deputados já que o serviço da FAB é restrito aos presidentes do Senado e da Câmara, apenas. O ministério da defesa deveria ser o interlocutor dos militares no Congresso. Um dos problemas (existem outros até mais graves e urgentes) das forças armadas é a desarticulação do MinDef.

Jacinto

Camargoer,
Na verdade, a FAB transporta muito políticos. Isso porque embora a maioria deles não possa requisitar o transporte aéreo – todos eles podem pegar uma “carona” em um avião que já esteja indo para uma determinada localidade.
Aliás, diga-se de passagem, qualquer cidadão pode pegar “carona” nos aviões da FAB por meio do “Correio Aéreo Nacional”.

Camargoer

Ola Jacinto. Você tem razão sobre a carona. por outro lado, o GTE mantém público quais autoridades tem usado o serviço. Vale a pena dar uma espiada lá.

Jacinto

Camargoer
A limitação de uso do GTE aconteceu lá pelo fim do governo do FHC ou no começo do governo Lula (eu não me lembro direito, foi no começo deste século), mas sempre foi apenas para inglês ver. Obviamente, os casos mais escabrosos, como aqueles em que o cidadão ia sozinho, encontrava a amante e voltava igualmente sozinho acabaram, mas a FAB continua sendo usada companhia aérea do pessoal bem relacionado.

Camargoer

Olá Jacinto. Há alguns anos, o GTE publica quais autoridades usaram o GTE, quando e qual destino. Uma das coisas que salta aos olhos é que os comandantes militares junto com o ministro da defesa são responsáveis por mais de 1/3 das requisições. As outras autoridades que podem requisitar o GTE são os ministros, presidente do Senado, da Câmara e o presidente do STF. O presidente da república tem o seu próprio avião.

Jacinto

Camargoer,
Acho que você está com a idéia de que todo político é transportado pelo GTE – e não é este o caso. O uso do GTE é restrito a um círculo bem pequeno de autoridades. O grosso do transporte de pessoas, incluindo políticos, é feito por outras unidades da FAB, como o 6º ETA.

Camargoer

Olá Jacinto. De fato, eu estava focado no GTE. Você tem razão sobre o 6 ETA. Por outro lado, os deputados e senadores têm verbas de gabinete para aquisição de passagens aéreas de empresas comerciais.

Antoniokings

João Vítor

No filme ‘Getúlio’, existe passagem em que políticos como Tancredo Neves e militares como Caiado de Castro (salvo engano) queriam invadir o Aeroporto do Galeão para acabar com a balbúrdia implantada por militares da Aeronáutica na chama República do Galeão.
O Presidente foi contra dizendo ‘a verdade aparecerá’ e deu no que deu.
Qualquer semelhança com situações recentes é mera coincidência.

carcara_br

Assim você não ascende dentro das FA.

Carlos Miguez - BH

Minha tia: Jaiza Lott estava neste avião. Ela estava retornando à Belém (PA) para trazer ao RJ seus 03 filhos. Seu marido, 1º Ten. Alberto Lott (sobrinho do Ministro da Guerra Henrique Teixeira Lott), havia morrido em um acidente, com seu T-6 1673, durante manobras com a Marinha em Breves (PA) no dia 19/novembro/1959. Sempre houve suspeita de que o “acidente” foi provocado por motivos políticos.

Luiz Guilherme

Marechal Lott deveria ser mais divulgado.

Jeferson

No Brasil os militares não entendem que o lugar deles é no quartel e na defesa do solo pátrio de ataques de nações externas, talvez por sermos uma nação pacífica e por não termos inimigos a nossa altura na América do Sul, a tropa fica muito tempo desocupada dentro dos quartéis pensando besteira, além de carecer de testes psicológicos mais qualificados na aquisição do material humano, o resultado é este, a constante ameaça de ataque a democracia no país.

Camargoer

Olá Mk48. JK abriu a economia do Brasil para a instalação de multinacionais, muitas das quais com matriz nos EUA. Acho muito difícil que o governo dos EUA dessem sinal verde para a CIA organizar um golpe de estado contra JK.

Camargoer

Olá Mk48. Entendi. Nestes tempos loucos de pós-verdade e terraplanismo, ás vezes tem gente que leva uma brincadeira á sério. Já pensou se aparece um pessoal falando que JK era comunista?

Marcelo Andrade

Ué! E não era? kkkkkk

Camargoer

Olá Marcelo. JK era tão comunista que a sua estátua está colocada sobre uma foice na “Praça Vermelha” em Brasilia.

Camargoer

Olá Marcelo. Olha a imagem da estátua de JK em Brasilia… riso

jkcomunista.jpg
Camargoer

Olá Colegas. Lembrei da fábula do escorpião.

Santos Dumont

É da natureza deles.
Lembrei também da Jessica Rabit…

Camargoer

Olá S.D. A Jéssica Rabit… uaalllllll

Antonio Palhares

Mais uma boa matéria da Trilogia. Tudo de acordo com o DNA brasileiro. ” Ninguem, tampouco eu tem autoridade para condenar golpistas”. “Executivo corrupto, legislativo demagógico, judiciário omisso”. Outra pérola. ” Em face deste estado de degeneração e deterioração. os adeptos do comunismo infiltrados nos mais variados setores, dentro e fora da administração pública. Procuram tirar o máximo de benefícios da situação de miséria e fome da populações para implantar o regime de escravidão do ser humano “. Bastava educar o povo que este criaria as de desenvolvimento. Democracia só é boa para esta caterva do passado e a atual,… Read more »

Marcelo Baptista

O problema é, sempre eu sei o que e melhor para mim e para os outros, os outros são incapazes de tomar uma decisão responsável ou inteligente ou honesta! Nossos políticos, nossas instituições são reflexo da nossa sociedade, paternalista, assistencialista, no pior sentido, onde vc tem que conversar com o vereador, para a prefeitura fazer o trabalho dela, ou seja, ta tudo amarrado, uma elite burra, um povo sequestrado, um sistema engessado. Se temos FFAA ela também é resultado disto, não aceita o diferente mas também espera um salvador da pátria, no texto Jânio, ou Bolsonaro, ou Deodoro, ou……. Não… Read more »

Marcos Cooper

Excelente. A verdade é bem essa mesmo.

Marcelo Baptista

Há só lembrando, se para a direita o bicho-papão é o comunismo, para a esquerda é o imperialismo, antes Europeu, depois americano. Não importa, tem que acreditar que a terra é plana, pois sem isto, tem que trabalhar e assumir as responsabilidades sobre os seus próprios atos. Se o Renan está lá, se o Bolsonaro é incapaz, se a Dilma é retardada, fomos nós, brasileiros que os colocamos lá. É nossa responsabilidade, o País tem problemas, e nós brasileiros somos parte do problema, e também, da porra da solução! “há mas eu não votei e B”, “eu já mais votaria… Read more »

Camargoer

Caro Marcelo. Uma coisa de cada vez, cada coisa em seu lugar. O Século XIX foi caracterizado por uma política colonialista e imperialista, inclusive que está na origem da Grande Guerra. No início do Séc XX, a revolução russa abriu a Caixa de Pandora do capitalismo. Acho irônico que foi o Kaiser Guilherme quem financiou Lenine e o autorizou viajar de seu exílio na Suíça para a Russia com o objetivo de derrubar o Czar e viabilizar a paz em separado. De qualquer forma, a grande depressão dos anos 30 colocou o capitalismo em cheque. De um lado havia a… Read more »

Willber Rodrigues

O problema é que a alta cúpula militar no Brasil, desde o Império, por algum motivo, decidiu que ELES, os iluminados, é que sabem o que é melhor pro país, e que, pra isso, é válido que eles se tornem uma casta acima do bem e do mal, e que é legítimo que eles passem por cima da Constituição. E essa mentalidade nunca mudou, só as desculpas mudam. A desculpa da vez ( de 50 anos, na verdade ) é o “bicho papão” da ameaça cumunixta imaginária. Pra qualquer um com o mínimo de bom senso e 2 neurônios sabe… Read more »

Last edited 1 ano atrás by Willber Rodrigues
Marcos Cooper

Verdade,só pensam em seu bem-estar e nas suas mordomias. Nem na época que surrupiaram o poder os infelizes pensaram em equipar as forças armadas.

Willber Rodrigues

Essa raça só serviu pra aumentar a desigualdade social, jogar nossa economia no lixo, nos “presentear” com uma dívida externa impagável, uma inflação monstruosa, e fazer penduricalhos e aumentos pro soldo dos oficiais.

antonio santos

Sentiu.

Lucas

Em 1964 eles tiveram essa ajuda.

Lucas

É só procurar sobre “Operação Brother Sam”.

Camargoer

Olá Lucas. Há um documentário recente muito bom chamado “o dia que durou 21 anos”

Willber Rodrigues

Ou seja: os milicos “patriotas” não tiveram nem competência pra dar um golpe de Estado, sem a ajuda e as bênçãos do Tio Sam…
Mas espere aí…interferência externa no país não é traição a pátria?

Gabriel BR

Esse tipo de maluco tem em todos os países do mundo
Os principais lideres do mundo possuem forte aparatos de segurança e inteligência , pois o perigo é constante e oriundos de inúmeros grupos da sociedade. A diferença dos países subdesenvolvidos para as grandes potências é justamente a eficiência das instituições…a ordem institucional é frágil no mundo inteiro e os senhores vão constatar isso nesta década.

Vincenzzo Almeida

Solução? Abate a República e traz de volta o Império com a monarquia sendo símbolo de união nacional e garantia do Estado de Direito! Se só uma grande parte da esquerda e uma grande parte da direita concordassem nisso ahimè! Não tem monarquia sem esquerda…

wilhelm

Isso nunca vai mudar. Enquanto os quartéis continuarem impregnados com essa mentalidade corporativista cancerígena que marca a história das Forças Armadas e batendo palma pra qualquer incendiário barato que se coloque como bastião contra o bicho-papão do comunismo (ou qualquer outro bode expiatório), o Brasil vai continuar sendo apenas uma republiqueta latina eternamente a mercê de meia dúzia de golpistas que se vendem como pessoas iluminadas. Eu gosto das Forças Armadas e acho que elas tem um papel institucional a cumprir, mas não vou ficar passando paninho pra elas. Nenhum país sério cresce com milico metendo o bedelho onde não… Read more »

Sincero Brasileiro da Silva

Essa estória de luta contra o comunismo sempre foi balela! A intenção deles sempre foi pela mamata, mordomias… A prova tá aí hoje pra quem quiser ver: Altos soldos, pensões pra filhas solteiras de 70 anos, picanha, stella e leite condensado nos quartéis! Alguém aqui pode me garantir que não há corrupção nas Forças Armadas? Obrigado!

FRITZ PILSEN

De tempos em tempos, revela-se que uma parcela dos militares brasileiros gosta de passar vergonha perante o mundo civilizado. O Brasil não é uma república das bananas; não estamos mais na Guerra Fria. Militar é funcionário público e tem que respeitar a Constituição. Militar existe para servir e não para se servir.

Ao invés de ameçar com golpes; expliquem a corrupção no atual governo.

Jacques da Rocha

O golpe republicano desestabilizou o Brasil. Os militares insistem com ela e suas consequências desastrosas.

É só restaurar a Realeza (Monarquia) e o PARLAMENTARISMO trará de volta a estabilidade institucional.

Últimas Notícias

Os EUA perderam a supremacia convencional, precisam de investimento para manter a dissuasão

A China avançou tanto e tão rápido em seu poder aéreo e espacial que a capacidade da Força Aérea...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -