quarta-feira, setembro 22, 2021

Gripen para o Brasil

Armas nucleares tornam a guerra mundial ‘impossível’, afirma o porta-voz do Kremlin

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

As tensões entre as superpotências globais levantaram preocupações sobre a possibilidade de situações escalarem para outra Guerra Mundial, mas a Rússia não vê isso acontecendo porque a Rússia e os Estados Unidos são potencias nucleares iguais.

A Rússia alcançou paridade nuclear com os EUA durante a Guerra Fria, algo que não houve durante a Segunda Guerra Mundial. Os líderes dos países com as duas maiores forças nucleares, o presidente russo Vladimir Putin e o presidente dos Estados Unidos Joe Biden, concordaram que a guerra nuclear não deve ser travada porque não pode ser vencida, mas desentendimentos recentes sobre um navio de guerra perto da Crimeia geraram preocupações sobre um conflito armado.

Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, disse à TASS, uma agência de notícias russa, na quinta-feira que não queria falar sobre guerra porque é “impossível”. O que ajuda a proteger o mundo do conflito é a “paridade nuclear”, segundo Peskov, que ele classificou como um mecanismo que “estabiliza todo o sistema de relações internacionais”.

Na quarta-feira, Putin realizou sua sessão anual de perguntas e respostas com cidadãos russos e foi questionado se ele achava que o mundo estava à “beira” de uma terceira Guerra Mundial. O presidente russo rejeitou a ideia, embora tenha chamado o navio de guerra britânico perto da Crimeia de uma “provocação” óbvia.

A Rússia acusou o navio de guerra britânico de entrar ilegalmente em suas águas territoriais e os americanos de estarem envolvidos em uma missão de espionagem conjunta. Londres defendeu o direito do navio de transitar pelas águas e negou as reivindicações feitas por Putin.

“Mesmo se tivéssemos afundado aquele navio, é difícil imaginar que isso colocaria o mundo à beira de uma terceira Guerra Mundial, porque aqueles que fizeram isso sabem que não poderiam vencer uma guerra como essa. Isso é muito importante,” disse Putin.

No entanto, se a guerra estourasse, Putin apoiou a capacidade da Rússia de se defender e disse que pelo menos o país “sabe pelo que estamos lutando”, uma causa que ele identificou como “nós mesmos e nosso futuro”.

Qualquer guerra envolvendo países que possuem armas nucleares aumenta o potencial de escalada da situação e Putin endossando a política nuclear da Rússia levantou preocupações sobre a capacidade do país de lançar um ataque nuclear. Sob a política nuclear, que o general do Exército Valery Gerasimov, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, chamou de “puramente defensiva”, Putin tem a capacidade de usar armas nucleares em resposta a um ataque convencional.

Putin também poderia empregar armas nucleares se a Rússia tiver “informações confiáveis” de que serão lançados mísseis que visam seu território ou seus aliados.

FONTE: Newsweek

- Advertisement -

70 Comments

Subscribe
Notify of
guest
70 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo

Queira Deus que ele esteja certo!

Agressor's

A bomba nuclear é a arma do diálogo. Vc constrói uma, logo todo mundo quer conversar! Por isso que ninguém mexe com a Coreia do Norte. ÍNDIA Justificativa dos governantes da Índia para possuir essa tecnologia: No documento Doutrina Nuclear Indiana, de 1999, o Conselho de Segurança Nacional deste país argumenta que armas de destruição em massa são a mais grave ameaça à humanidade, à paz e à estabilidade mundial. Porém, as armas nucleares permanecem, para seletos países, instrumentos de segurança nacional e coletiva. Membros do clube atômico afirmam que continuarão a contar com seus armamentos nucleares e alguns deles… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Agressor's
Adriano RA

Eu não teria tanta certeza. Nunca se deve subestimar a estupidez humana.

carcara_br

É um jeito bem sutil de dizer em que condições se daria um conflito com a Otan.

Fabio Araujo

Ele só lembrou de uma coisa da época da Guerra Fria e que nunca deixou de ser verdade: ” Destruição mútua assegurada — tradução do inglês mutual assured destruction ou, abreviadamente, MAD (‘louco’)” . Todos sabem que guerra nuclear é suicídio!

JuggerBR

Só faz uns 75 anos que se definiu esse pensamento de armas nucleares como dissuasão, tá meio atrasado o russo aí…

Agressor's

Sr. Myagi: “Por que aprender karatê?” Daniel San: “Para não ter que lutar.” Dos 178 países do planeta, apenas 5, vejam, apenas 5 têm o poder de monopolizar o armamento nuclear e impõem aos outros a humilhação de assinar tratados de não-proliferação de armas nucleares. É preciso construir a bomba, não para jogar a bomba em ninguém, mas, sim, para evitar que alguém jogue a bomba aqui, no Brasil, na nossa casa! E não digam que isso não pode acontecer! Porque os eua já fizeram isso, com o Japão, em 1945. Se o Japão tivesse a bomba, ninguém se atreveria… Read more »

Flanker

5 países? Rússia, EUA, china, UK, França, Índia, Paquistão e, conforme falam, Israel.

Hcosta

Os cinco do conselho de segurança da ONU e falta a Coreia do Norte na sua lista.

Flanker

Sim…esqueci da CN. Mas, eu me referi não só aos do CS da ONU.

ALISON

Quis posar de sabichão quando foi vc que não entendeu…kkkkkkk Que piada! rsrsrs

Camargoer

Olá Agressor. Você tem razão quando coloca a questão das armas nucleares sob uma perspectiva histórica. Os EUA constroem a sua suas bombas atômicas como uma resposta á ameaça nazista de ter uma bomba. Contudo, a estrutura construída pelos EUA para a construção da bomba foi superdimensionada para proporcionar uma produção em larga escala. As bombas lançadas sobre o Japão tiveram o mérito de encerrar a guerra no Pacífico, mas é preciso lembrar que os EUA possuem o monopólio nuclear. No pós-guerra, antes do desenvolvimento da bomba soviética, os militares dos EUA consideram usar a bomba várias vezes, mas felizmente… Read more »

Carlos Campos

então explica aí o novo conceito

Juggerbr

Esse é o meu comentario, os russos não falaram nada diferente do que se sabe… Guerra nuclear é o fim de tudo, portanto não se começa um conflito que ninguém ganha.

eslima70

Depende de quem está no comando e de qual governo, nós estamos falando. Vide que outras nações estão construindo seu próprio arsenal nuclear.

Jacinto

Que e o risco que existe nas guerras entre a India e o Paquistão.

Mazzeo

Caro Mk48 O conceito de “embate tático nuclear” é algo que se discute há muito. A maioria dos militares dos dois lados sabe que não haverá uma mudança clara de fase entre um embate tático e um estratégico, além do que os danos se dariam no que pode se chamar de casa dos outros, uma troca tática nos anos 70 / 80 visando uma penetração soviética visando o Ruhr e chegar até a fronteira Francesa ia transformar a FRG em uma ruina fumegante assim como partes da França, Países Baixos e Bélgica. Em que pese os ICBM´s SLBM´s serem os… Read more »

Vanderson

É achismo pensa isso.

Joanderson

Sei que nao tem nd a ver com a postagem acima mas alguem aqui poderia colocar os meios da forças aérea da Rússia, o tipo de equipamento e a quantidade de cada um uma vez vi um comentario aqui de uma pessoa falando tudo isso porem tem dias que eu tento achar de novo mais esquece onde foi postado.

Zorann

O cara deu o recado… Não há possibilidade de haver um conflito entre a Russia e OTAN, sem consequente destruição da humanidade.

Tomar cuidado quando navegar próximo da Crimeia né… vão pagar pra ver?

Andre

Não acabaram de pagar?

Antonio Palhares

Ainda não pagaram

Andre

Ué, aqui na minha realidade pagaram sim, navegaram dentro das águas territoriais da Criméia e ainda falaram que navegaram em águas Ucranianas.

Willber Rodrigues

“Impossível”, não.
Improvável. O que são duas coisas totalmente diferentes.

Mas, se uma guerra nuclear EUA X Rússia é improvável, o mesmo pode ser dito de Índia X Paquistão? Ou China X EUA?

RenanZ

Inclusive é do Paquistão que o mundo deveria esperar algum enclave nuclear: uma Teocracia fundamentalista com uma “vizinhança” nada amigável e acesso a dispositivos nucleares, é receita boa pra dar m@.

Willber Rodrigues

Geral fala de Russia/China/EUA, mas se eu tivesse que apostar, seria em Paquistão X Índia. Esses dois tem a maior probabilidade de escalar pra uma “mini” guerra nuclear, e os mais provaveis em utilizar essas armas em um conflito.

Allan Lemos

Probabilidade praticamente zero. Estude sobre a doutrina MAD. Quem afirma que uma guerra nuclear é algo factível não tem conhecimento sobre o real propósito das armas atômicas.

Willber Rodrigues

“Probabilidade praticamente zero”
Em 1912, todos achavam que as chances de uma guerra na Europa era praticamente zero.
Em 1900, todos achariam que seria impossível o Japão derrotar a Rússia czarista.
Nos anos 30, todos achavam que o Exército francês derrotaria facilmente o exército alemão.

A história tá cheia de exemplos de “probabilidade praticamente zero” que acabaram acontecendo.

Allan Lemos

Falsas equivalências, em nenhuma dessas situações o conceito de destruição total por armas nucleares estava envolvido.

Willber Rodrigues

Ninguem aqui tá discutindo se já tinham ou não inventado armas nucleares na 1° Guerra.
O que tô dizendo é que a história é cheia de coisas improváveis que não deveriam ter acontecido, mas acabaram acontecendo.
O que é “probabilidade praticamente zero” hoje, pode não ser mais daqui a 15 anos.

ALISON

O problema não são as armas… São os Trumps, Bozos, e king Jong Uns da vida…

MestreD'Avis

Esse Dmitry Peskov deve ser um membro de escalão baixo do Kremlin que não tem acesso ás informações que alguns membros do blog possuem

Segundo informações recolhidas no Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres, a Russia tem capacidade nuclear capaz de destruir os EUA e restante OTAN sem hipótese de retaliação. Esses meios incluem o ICBM Topol capaz de destruir uma área do tamanho da França, o torpedo Poseidon capaz de destruir toda a costa leste dos EUA com um mega tsunami e os misseis hipersonicos lançados de bombardeiros supersónicos capazed de destruir todas as defesas americanas.

Pablo Maroka

Estou estarrecido! Falaram mal dos meus EUA

ALISON

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Carlos Campos

Basicamente ele disse que não haveria guerra mundial, pq o mundo como conhecemos ia deixar de existir

Guacamole

Destruição Mutual Assegurada. Essa é a receita do bolo.
E quem não tem armas nucleares, está de porteira aberta para ser atacado por quem não tem e por quem tem.

Maurício.

“O que ajuda a proteger o mundo do conflito é a “paridade nuclear”, segundo Peskov”

É o que eu sempre falo aqui, nunca vai acontecer uma guerra entre EUA, Rússia e China.
A destruição mútua é garantida entre eles, o negócio desses países é chutar cachorro morto, mas só vão se enfrentar diretamente no dia de São Nunca.

Teropode

Armas nucleares , talvez seja bom ter e melhor ainda não ter que usa-las , se você usar , a derrota é certa , se não usar , você garante o empate e preserva seu território ….isso na cabeça de normais , agora imagine que o chefe de estado e seus amigos tenham o hábito de ouvir a voz de deus 😬😬😬😬😬😬😬😬 e derrepente Deus fala ; vai que esta tá no papo , eu garanto …. 😱😱😱😱😱💩

Last edited 2 meses atrás by Teropode
Allan Lemos

O pior é ver que tem gente que sonha com o dia em que não haverá armas nucleares do mundo, que estaria supostamente mais seguro sem elas. O que é uma tremenda bobagem. São justamente as armas nucleares que garantiram e sempre garantirão a paz mundial. Quem duvida, olhe para a história da Europa, sempre repleta de guerras, por quê isso mudou? Justamente por causa das armas atômicas. Quem é contra essas armas é ignorante sobre o verdadeiro papel das mesmas. Assim como todo cidadão de bem deveria ter o direito a uma arma de fogo, todas as nações democráticas… Read more »

Willber Rodrigues

“todas as nações democráticas deveriam ter o direito de possuir armas nucleares.”
Fico imaginando se o Iraque ou o Irã, ou ambos, tivessem armas nucleares, quando ambos estavam em guerra..

Allan Lemos

Nada teria acontecido. Se ambas nações as tivessem, a doutrina MAD se aplicaria, se apenas um as tivesse, ainda assim não seriam usadas já que isso causaria uma forte reação diplomática, econômica e possivelmente militar global. Com a exceção talvez de terroristas, nenhum governo no mundo seria louco ao ponto de usar armas nucleares.

Willber Rodrigues

Usando o exemplo da Guerra Irã-Iraque:
De um lado, um ditador que usou armas químicas contra uma parcela do povo de seu próprio país.
Do outro, uma ditadura teocrática.
Nenhum dos lados era/é uma democracia, que se preocupa com coisas como Convenção de Haia ou Direitos Humanos.
Se ambos tivessem e quisessem usar, quem iria impedir?

Allan Lemos

Vou dizer de novo, estude sobre o conceito de destruição mútua assegurada. O que pararia esses governos de usar armas nucleares é o medo da retaliação na mesma moeda, não tem nada a ver com Haia ou direitos humanos. Também não importa o fato de serem democracias ou ditaduras, apesar do fato de eu me referi aos governos democráticos.

Willber Rodrigues

Digamos que, por algum motivo, amanhã a Índia cruze as fronteiras do Paquistão, e estejam ganhando a guerra.
Tú acha mesmo que o Paquistão vai pensar 2X em usar suas armas nucleares com medo de MAD?

Allan Lemos

É ai que está, companheiro. A Índia não vai cruzar as fronteiras do Paquistão amanhã ou em nenhum outro dia justamente porque este tem armas nucleares. Esse é o ponto central do conceito de destruição mútua assegurada. A Índia jamais invadirá o Paquistão porque sabe que será destruída, e vice versa. A França jamais ousará usar armas nucleares contra o Reino Unido, porque sabe que haverá retaliação na mesma moeda, e vice versa. E assim por diante. Imagine que você tenha uma arma apontada para a cabeça de outra pessoa, e ela uma apontada para a sua. Digamos que não… Read more »

ALISON

Engraçado… Os EUA são uma “democracia” e não se submetem ao Tribunal de Haia… Pq será? kkkkkkkkkkkkk

Carlos Campos

assino embaixo, comentário irretocável, as bombas garantem um nível de paz gigante.

Hcosta

Discordo, as bombas atómicas são uma defesa mas não servem para o ataque. As potências nucleares deixaram de ter exércitos? Deixaram de impor o seu poder aos outros?
É a definição da guerra fria, uma guerra indireta. As armas atómicas não evitaram guerras, muito menos na Europa, o que evitou foi uma guerra em larga escala.

E utilizando a sua comparação mais armas de fogo diminui as mortes causadas por esta?
E se toda a gente tiver uma como se pode controlar quem tem e se vai fazer bom uso dela?

Allan Lemos

E se toda a gente tiver uma como se pode controlar quem tem e se vai fazer bom uso dela? Não disse que “toda a gente” deve ter uma arma de fogo, o que eu disse foi que todo cidadão de bem deve ter o direito de tê-la para proteger a si mesmo, sua propriedade e a sua família. É muito simples. Se o cidadão de bem estiver armado, o criminoso pensará duas vezes antes de invadir uma propriedade pois sabe que haverá retaliação. O Estatuto do Desarmamento não evitou mortes, só desarmou um dos lados, o outro permaneceu armado.… Read more »

Hcosta

Um exemplo de que isso resulta?
Se um cidadão de bem tiver uma arma, bastam dois cidadãos do mal com uma arma maior.
Onde vai parar? Vejam o massacre de Las Vegas ou a senhor com o filho autista no massacre na escola.

MFB

Haverá Guerra e será provocada pela China.

Camargoer

Caro MFB. Isso parece mais uma afirmação religiosa do que uma análise estratégica.

fulcrum

É inevitável. Guerras são um escape do sistema. Se a tampa for presa por muito tempo, vai estourar tudo e sobrar nada.

Camargoer

Caro Fulcrum. Nenhuma guerra é inevitável. Acho muito bom o livro “Sonâmbulos” sobre o começo da Grande Guerra. Ela era evitável, assim como todas as guerras posteriores. A ideia de que uma guerra é inevitável é em si o estopim de sua deflagração.

Andre

Não sei se vc gosta de animações mas o canal extra history apresenta eventos históricos sobre uma ótica muito interessante.

Veja essa curta série sobre os eventos que aconteceram no prelúdio da guerra:

https://youtu.be/S-wSL4WqUws

Salomon

E o Collor fechou o enorme “túnel vertical” (sic) de testes da Serra do Cachimbo.

Marcos Borges

Enquanto isso temos um país desdentado no mundo em que só tem lobos.

Mgtow

…..”Putin também poderia empregar armas nucleares se a Rússia tiver “informações confiáveis” de que serão lançados mísseis que visam seu território ou DE SEUS ALIADOS”…..
Venezuela curtiu isso.
Metam as caras lá.

Nick

Uma guerra nuclear global seria o fim da civilização. Mas isso não significa que possa surgir um líder louco o suficiente para iniciar uma.

Camargoer

Caro Nick. Ao longo da Guerra Fria ocorreram vários momentos nos quais quase foi iniciada uma guerra nuclear. Alguns foram decorrentes de crises políticas, como o bloqueio de Berlin, a construção do muro, os mísseis em Cuba… mas também ocorreram momentos críticos decorrentes de erros nos sistemas e problemas, nos quais a catástrofe foi evitada pelo bom senso de técnicos e militares de baixa patente que não seguiram os protocolos, isso sem falar nos acidentes com armas nucleares. Fermi expressou que o fato de algo ser pouco provável de ocorrer não pode ser tomado como impossível ocorrer. É como na… Read more »

Nick

Caro Camargoer,

Exatamente, é uma questão de probabilidade. Enquanto existirem essas armas essa probabilidade existirá. A humanidade como espécie terá que superar esse momento da história e entrar em outro onde não existirão armas de destruição em massa. Caso contrário, eventualmente, Taylor dirá aquela frase nos restos da Estátua da Liberdade.

[]’s

Camargoer

Olá Nick. Uma das melhores cenas do cinema. Quando o Homer Simpson faz uma paródia é que a cena se tornou cult. Eu defendo o total banimento das armas nucleares. Ocorreram coisa interessantes nos últimos 50 anos. O homem caminhou na Lua, o microscópio de força atômica mostrou imagens de moléculas e átomos. Foi feita uma imagem de um buraco negro. Foram identificados exoplanetas. O Hubble mostrou o limite do universo visível a 13 bilhões de anos-luz. Acho que faltam duas coisas. Vida extraterrestre e eliminação das armas nucleares.

Yuri Dogkove

Com belíssimas cenas de destruição, não teremos mais problemas com a superpopulação!

José Carlos David

Só sentam pra discutir desarmamento os países com armas nucleares. “Si vis Pacem Parabellum”.

Antunes 1980

Entre 2030 e 2060 o Brasil será ocupado pelas superportências nucleares, alegando que nossa gestão insuficiente dos nossos recursos naturais estão prejudicando todo o planeta.
Como não temos foco, vontade e capacidade em desenvolver armas de defesa no âmbito nuclear, iremos ficar de joelhos para China, Rússia, França, Inglaterra e Estados Unidos.

Andre

Já que os projetos novos não saem do papel e da propaganda, melhor se garantir com os ICBMs soviéticos.

Fernando C. Vidoto

Aí eu fico pensando… Essa declaração do Putin é meio confusa.

Ele reconhece que nukes seriam o fim da humanidade.

Mas, se a OTAN começa a recuperar territórios ucranianos, os russos não podem usar as nukes pois elas causariam o fim da humanidade, certo?

Sem falar que o país que usar uma nuke se torna uma pária da humanidade automáticamente.

Nessas horas uma blackout bom ou emp bomb seriam mais efetivas que uma nuke.

Att.

Andre

Avaliar o futuro é sempre um exercício de achismo, e eu acho muito difícil alguém usar nukes. Os soviéticos consideraram usar contra a China, os americanos contra o Vietnam, Israel contra o Egito, mas todos eles sabiam que era um caminho sem volta e recuaram.

Apesar de tudo o Putin tem razão, as armas nucleares evitam uma terceira guerra mundial.

solipsi rai

as armas nucleares em si não são o perigo ; o perigo e deixar essas armas com a inteligênçia artificial.
na década de 80 um operador russo evitou a terçeira guerra mundial.

Antunes 1980

SKYNET É VOCÊ??

Últimas Notícias

Embraer amplia o Programa Pool com a Cobham, da Austrália

Singapura – 22 de setembro de 2021 - A Embraer anunciou hoje a assinatura de uma extensão e ampliação...
- Advertisement -
- Advertisement -