terça-feira, outubro 4, 2022

Gripen para o Brasil

Qual a melhor aeronave de combate BVR da atualidade? – uma resposta usando o simulador Command Modern Operations

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A pergunta do título é feita muitas vezes e ninguém pode realmente dar uma palavra final e decisiva sobre ela.

O problema já começa com a questão de quais parâmetros das aeronaves devem ser comparados. A lista pode ficar muito longa, desde aspectos simples de desempenho, como teto máximo ou empuxo, até outros mais complicados, como relação empuxo-peso, número de mísseis de longo alcance etc.

Um segundo grande problema é que o combate BVR depende muito das táticas e das armas que estão sendo carregadas.

O jogador Tiago Buckup decidiu tentar responder a essa pergunta no simulador Command Modern Operations (CMO).

Ele realizou uma simulação no CMO usando a linguagem LUA orgânica do programa para configurar os combates automaticamente, controlar os resultados e interagir sobre todas as combinações possíveis.

A competição BVR decorreu em três etapas. A primeira incluiu todas as aeronaves e seus loadouts BVR desde o ano 2000 no Banco de Dados do CMO. No total, houve cerca de 2.294 entradas (muitas aeronaves estavam combatendo com diferentes loadouts, incluindo mísseis com guiagem SARH).

Cada aeronave combateu com outras 5 vezes com duração de 10 minutos cada surtida (tempo de jogo). A simulação foi executada na velocidade máxima, que no computador de Tiago demorou algumas horas.

Quando uma aeronave abatia o oponente, obtinha 1 ponto. Se ambas se abatessem em uma troca de mísseis, ambos obtinham 1 ponto.
Uma segunda corrida foi feita com as melhores 116 aeronaves sob as mesmas regras.

Depois dessas duas corridas, as aeronaves de ponta, com sua melhor classificação de loadout, foram escolhidas para uma competição final. Algumas aeronaves foram representadas muitas vezes nas primeiras classificações com diferentes loadouts, mas apenas o loadout com melhor classificação de cada aeronave foi escolhido para passar para as finais.

Essas aeronaves são as seguintes (ordem alfabética):

  • Super Hornet F/A-18E
  • F-15C Eagle
  • F-15E Strike Eagle
  • F-15EX Advanced Eagle
  • F-15I Eagle [Raam]
  • F-15SA Eagle
  • F-16CJ Blk 52+ Advanced Falcon [Peace Xenia IV]
  • F-16CM Blk 52 Falcon
  • F-16E Blk 60 Desert Falcon
  • F-16I Falcon [Sufa]
  • F-22A Raptor
  • F-35A Lightning II
  • J-10C Dragão Vigoroso
  • J-11B Flanker B [cópia do Su-27SK]
  • J-11BG
  • J-15 Flying Shark [cópia do Su-33]
  • J-16 Flying Shark [cópia do Su-30MKK]
  • J-20 Dragão Poderoso
  • J-31
  • JAS 39E Gripen NG
  • JF-17 Thunder Blk 3
  • MiG-29M2 Fulcrum C
  • MiG-35D Fulcrum F
  • Mirage 2000H-5
  • Rafale C
  • Su-27SM/SM3 Flanker B
  • Su-30MKK Flanker G
  • Su-30SM Flanker G
  • Su-33 Flanker D
  • Su-35S Flanker E
  • T-50 PAK-FA
  • Typhoon FGR.4

Esses 31 competidores finais foram colocados de volta na arena BVR para lutarem entre si pela última vez. Mesmo cenário, duração e número de combates. As vitórias deram 1 ponto e as perdas subtraíram 1 ponto. Assim, os pontos máximos seriam 310 pontos e os pontos mínimos seriam -310 pontos. E aqui estão os resultados:

Algumas coisas interessantes na tabela:
1) Muito interessante é a semelhança entre o Rafale C, o Typhoon FGR.4 e o F-35. De 310 combates, esses aviões têm “exchange ratios” semelhantes.
2) O Gripen não se saiu mal, mas é o primo barato dos outros caças europeus. Mas é melhor do que todos os Eagles e Vipers. Isso provavelmente se deve ao míssil Meteor.
3) Os F-15/F-16 estão em outra categoria em comparação com o Rafale e o Typhoon mais recentes. Mesmo carregando o AIM-120D de longo alcance, eles não tiveram chance contra o Meteor e os radares/sensores europeus.

- Advertisement -

144 Comments

Subscribe
Notify of
guest

144 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
V12 aero

Interessante, agora poderia fazer um no dogfight.

Orlando Rios

Dogfight é para caças antigos, hoje em dia se o desavisado tentar um ‘bater de asas’ vai pro saco sem nem saber o que o atingiu, pois mísseis modernos atingem os alvos a mais 100, 200 km de distância. Os combates modernos usam e abusam de sensores IIF de longa distância, atiram primeiro, dao meia volta e desaparecem.

Palpiteiro

Seriam os simuladores os novos super trunfo?

LUIS

Bom dia. Se considerarmos os resultados da simulação, teremos o melhor vetor da América Latina!

Allan Lemos

Não tem nem comparação. Não é ufanismo falar que o Gripen será de longe o caça mais avançado e letal por essas bandas, só precisamos de mais um lote para a nossa força aérea ficar anos-luz à frente de qualquer outra. E tem gente aqui que ainda se borra de medo dos SU-30 venezuelanos, só rindo mesmo.

Last edited 1 ano atrás by Allan Lemos
GFC_RJ

Não é ufanismo mesmo. 
E o Gripen + Meteor são só a ponta da lança do sistema dentro de um sistema bem maior, incluindo os E-99M, Link BR2, IFF nacional e KC-390. O MICLA-BR pode ser outro game changer.

Ademais, das três forças, a FAB é a que está mais “up to date” tecnologicamente disparado. O que eu penso é que a parte espacial é o grande calcanhar de Aquiles da FAB, o que limita, inclusive, a operação de drones estratégicos.

Rogério Loureiro Dhiério

E o Gripen + Meteor são só a ponta da lança do sistema dentro de um sistema bem maior, incluindo os E-99M, Link BR2, IFF nacional e KC-390. O MICLA-BR pode ser outro game changer.”

Fechou!!! Perfect!!!

ednardo curisco

exato. tem-se que pensar em sistema de defesa

Sr mammuth

Marinha com o novo submarino Riachuelo e outros 3 previsto no curto prazo está até melhor que a aeronáutica.

Renato B.

A notícia é boa, e concordo que temos outros multiplicadores de força, mas vamos precisar de um bom estoque de Meteors para garantir essa superioridade.

Welington S.

Su-30 venezuelano é só rindo mesmo kkkkk.

Alexandre

Teve gente aqui que falou com todas as letras que a Marinha da Venezuela afundaria toda a Marinha do Brasil facilmente. Pouco tempo depois um navio de cruzeiro afundou um moderno OPV da Venezuela depois de uma colisão. O fato é que, os dois canhões do OPV da Venezuela não funcionaram, o de 76mm por falta de munição e o milenium por falta de manutenção!
Eu imagino como seria com os caças SU 30 que caem sozinhos!
O mundo real é bem diferente dos sonhos molhados dos vira latas!

Slow

O mundo real a Venezuela ta embargada até o talo meio injusto essa comparação né ?

Agressor's

“Allan Lemos Reply to  LUIS 9 horas atrás Não tem nem comparação. Não é ufanismo falar que o Gripen será de longe o caça mais avançado e letal por essas bandas, só precisamos de mais um lote para a nossa força aérea ficar anos-luz à frente de qualquer outra. E tem gente aqui que ainda se borra de medo dos SU-30 venezuelanos, só rindo mesmo.” A pessoa mais fácil de se iludir é aquela que quer ser iludida. Prefiro a verdade amarga a doce mentira. brazileirus gostam de uma mentirada muito doce, cerveja gelada e pagar uma boa conta de… Read more »

Last edited 1 ano atrás by Agressor's
Heli

se os Su30 da Venezuela só forem aptos a disparar os R27 (que é um Fox1, ou seja: precisar ser guiado ate o alvo pela aeronave que o disparou) e nao carregarem os misseis R77 (que é da classe Fox3), entao o Gripen leva essa tranquilo.

Argos Carreiro

Na tabela o Su30 usou o R77 e tomou pau.

Montenegro

E não apenas o SU 30(Venezuela) com míssil R 77 fica para trás, olhando o F16bk52(Chile) com míssil AIM 120 c7 e o MIG 29SM(Perú) com míssil R 77, percebemos o quanto estamos a frente desses países aqui da região.
É uma diferença colossal quando comparamos com o Gripen NG/meteor.

Pablo

Agora quero ver a desculpa que vao inventar.

Pedro

Ótimo! Vamos aparelhar os bichanos e máximizar sua envergadura para cobrir todo o território com awacs e mais grifos!

Amaury

Luis, vendo o copo meio cheio seria isso. Por outro lado, vendo o copo meio vazio, a FAB teria escolhido o pior entre os 3 finalistas. Em minha opinião a simulação vale apenas pela curiosidade e seria divertido acompanhar os resultados em tempo real.

Flanker

Eu gostaria de saber de onde conseguem informações, dados e parâmetros do J-20, J-31 e PAK-FA para fazerem essas simulações???

Leandro Costa

Acredito que são valores divulgados pela mídia especializada e fabricantes, ou seja, nenhum desses dados é oficial e muita, mas muita coisa mesmo, está de fora visto que, obviamente, são dados reservados e fora de conhecimento público.

O que esse tipo de coisa faz é dar uma ideia do que pode acontecer, mas o que realmente acontece é que alimenta fanboyzices, etc. Ninguém tem como saber qual a real capacidade dessas aeronaves nem muito menos como se portarão em combate. Eu sempre acho comparações entre aeronaves algo bastante supérfluo.

Jacinto

Eles usam, para além dos dados oficiais, o que eles chamam de “informed guess” – ou seja algumas informações extra-oficiais que eles recebem. Mas, no fundo, é chute mesmo.

MMerlin

Do além Flanker. O obscurecimento das informações da qualidade e eficiência dos equipamentos militares chineses é enorme e está acima do secretismo russo. Se bobear, perde apenas para os equipamentos iranianos. Não é uma crítica ou preconceito aos mesmos, que tiveram uma evolução impressionante. Mas, a partir da agora, utilizar esta lista acima que tem zero credibilidade, como prova da eficiência, não dá. O que deve ser dado a atenção é um blog que tem tantos acessos, e com tantas outras notícias importantes, publicar este artigo. Não vejo outra justificativa a não ser polemizar. O importante deveria ser informar. Um… Read more »

Luís Henrique

É óbvio que essas simulações são muito imprecisas e não podem ser taxadas como a realidade.
O Super Hornet ficar com 142 kills e o F-15EX com 64, já evidencia isso. O F-15EX é o melhor caça da Boeing, com radar mais poderoso, mais rápido e seu RCS é um segredo guardado a 7 chaves. Provavelmente o simulador usa o mesmo RCS dos antigos F-15.

Outra aberração é o Eurofighter ficar à frente do F-35.

Argos Carreiro

Pronto. Começou o chororô do F35…

Tomcat4,2

Tocastes no ponto q mais me chamou a atenção, Eurofighter vencendo F-35 e como mencionado, F-15EX o “As” de copas da Boeing perdendo pra F-18, totalmente sem sentido. Penso q Geipen ,Eurofighter e Rafale deveriam ficar próximos em suaa pontuações.

Salim

Sai super trunfo entra simulador ( analógico vs digital ) . Mais do mesmo. As inconsistências neste tipo comparação sempre são disparates lógicos. Parabéns ao trabalho feito, porem uma avaliação técnica dos resultados seria bem vinda para aprimorar resultado.

Sincero Brasileiro da Silva

No Zap Zap, certamente! kkkkk

MestreD'Avis

Sem surpresa nos 2 primeiros mas alguns comentários:

1) Se consideraram os Rafale/F35/Typhoon próximos, porque não consideraram o Pak FA que tem +1 ponto que o Typhoon? Ou porque não considerar F35/Typhoon/PakFA e J31 como muito próximos?
De qualquer modo, muitas pessoas desconsideram o Typhoon mas está aí a mostrar que na arena ar/ar não deve a ninguém e se coloca perto dos 5G menos avançados.

2) As familias F-15 e Su 27/30/35 sofrem da idade e da assinatura radar

3) O F-18E SH não envergonha ninguém e talvez seja a melhor alternativa “low cost” da lista

Luís Henrique

Caro D´avis, não da para taxar estas afirmações baseadas em um video game. O sr. acha que os desenvolvedores do simulador, sentaram na mesa com o alto escalão da Sukhoi, com a Boeing, com os chineses e conseguem simular todas as tecnologias que todos os caças possuem? Isso é, baseado em dados públicos e obviamente resulta em imprecisões. Outra coisa, a maioria dos resultados, conseguimos ver que se referem muito ao míssil utilizado. Su-35, Su-30, MiG-35 estão todos usando o R-77-1 (RVV-SD) e ficaram na parte de baixo da lista, junto com caças que usam MICA, AIM-120C7 e PL-12. Já… Read more »

Mestre D'Avis

Sei lá! Estou a falar do que vem na matéria. Não sou piloto e não estou a afirmar nada, estou a comentar os resultados apresentados.
Na situações certas um T38 abate um F22 por isso tudo é possível
Vá criticar quem fez a simulação ou quem publicou aqui, não a mim

Argos Carreiro

Gosto desse site por conta do fórum de discussão. Se vc não aceita um comentário discordante educado, baseado em argumentos e fatos, acho q tem algo errado…

Salim

Ferradura nova rssd

Denis

E o F-35 outra vez passou vergonha; essa deveria ser a praia dele, “his cup of tea”. Pata que puriu, nem na simulação…

Last edited 1 ano atrás by Denis
Luís Henrique

Na simulação mais realista, tipo Red Flag, ele faz a festa contra Super Hornet, F-15, F-16 e tudo quanto é 4a geração que aparece.
No video game não importa tanto.

Denis

Quantos aviões russos e chineses “cutting edge” há na Red Flag, Luís Henrique? E desde quando um cenário organizado pelo Tio Sam daria ruim para o F-35? Realista é o escambau.

Last edited 1 ano atrás by Denis
Andre

Não se se vc reparou mas os su27 e os mig29, assim como seus filhotes, ficaram nas últimas posições.

E o f35, em relação aos 4gen, só ficou atrás do typhoon.

Antoniokings

O grande problema é que dois quatro primeiros, três são do ‘Eixo do Mal’.
E estão em produção.
O único ‘figther freedom’ não é mais fabricado.
Se quiser chorar, eu deixo.

Andre

Sendo que dois nem estão em operação…

Xola que o su35 fez feio e o mig29 mostrou que é só um alvo caro, exatamente como fez toda vez que entrou em combate real.

Antoniokings

E a nova aposta (velha) aposta americana, o F-15, também já deu o que tinha que dar.
Aliás, um foi derrubado na Guerra do Iraque por um Mig-29 da fraquíssima Força Aérea iraquiana.
Os americanos deveriam ter se ‘tocado’ que esse dia chegaria.
Agora é tarde demais.
O ´Eixo do Mal’ está avançando e não vai parar.

Andre

Realmente vivemos em realidades diferentes. Aqui na minha foi um f18 abatido por um mig25. Mas uma coisa vc tem razão, uma força aérea que tem no mig29 seu melhor avião é fraquíssima. Talvez ai na sua realidade a tabela com os resultados da simulação mostrem o invicto f15 atrás de algum avião operacional da Rússia, aqui na minha, ele está a frente de todos. Alias, aqui na minha realidade a tabela mostra o f15, f16, f18, f35 e f22 a frente de todos is aviões operacionais russos, alias, até o j10 está a frente de todos os aviões operacionais… Read more »

Last edited 1 ano atrás by Andre
Antoniokings

Agora, isso pouco importa.
Porque veremos uma constelação de J-20, J-31 e Su-57 entrando em operação enquanto os F-22s estão cada vez mais usados e saindo de operação.
E o desespero americano se acentua ao saber que gastaram mais de um trilhão de dólares para desenvolver um avião que é claramente inferior ao dos inimigos.
E pior, sem perspectiva de alteração dessa realidade.
Como alertado, anteriormente, é grave a situação americana.

Samuka

Uma constelação de 2 su-57…j-31, nunca nem vi…

Samuka

Ah mas a russia vai priorizar o su-35 que da conta do recado e…não, pera…

xings, voce faz alguns bons comentarios, mas tem horas que é um poço de contradição..

Antoniokings

Prezado.
Temos duas situações.
Se essas simulações forem realistas, os EUA estão lascados com o Su-57.
Se não forem, estão lascados com o Su-35.
É só vc escolher

Samuka

Se as simulações forem realistas, não precisam se preocupar com o su57, pois está em marcha lenta..sabe se lá quando grandes quantidades estarão em operação.

se não forem, os EUA ainda podem contar com os caças de 4 geração, testados em combate e em numeros superiores..forte abraço.

Andre

Constelação de su57??? Definitivamente você e eu não vivemos a mesma realidade. Além da simulação mostrar sua inferioridade ao antigo e, em breve, sendo substituído f22, a escassa quantidade e a baixa cadência de produção mostram o fracasso do atrasado projeto russo.

Melhor vc esquecer a Rússia e ficar só com a China mesmo, que em relação a tecnologia de aviões de caça deixou seu antigo senhorio comendo poeira. Torça para a Rússia devolver Haishenwai sem choro e com isso a China ficar com dó dos russos e ajuda-los em uma eventual guerra contra a otan.

Slow

Cara vc acredita em guerra Russia x Otan ? Em uma eventual guerra dessas 2 a Europa some do mapa .. é muita inocência

Denis

E ficar atrás do Typhoon é um grande demérito. Não entenda mal: O F-35 não é ruim, mas também não cumpre o que prometeu. Ga$taram os tubos num avião que não é extraordinário como previsto; ele é apenas “bom”, como a maioria. Então, pra que gastar tanto se o resultado é praticamente mais do mesmo? Isso caracteriza um fiasco.

Last edited 1 ano atrás by Denis
Jacinto

O que dá para perceber é que a simulação dá muita ênfase para a munição usada (mísseis). Isso porque o J-11B Flanker B – uma cópia do Su-27SK como aponta o artigo – está mais bem qualificada do que o Su-35, sendo que o chinês usa o PL-15 e o russo o A-77

Rogério Loureiro Dhiério

Então. Foi o que percebi.

A cria dando uma surra no criador?

Jacinto

A questao aqui e que a performance real de muitos equipamentos não e corretamente descrita nos materiais a disposição e isso complica tudo. Ninguem sabe a real efetividade de um PL15 chines ou mesmo do meteor e do amraam

Rodrigo Maçolla

Bem Legal, da pra fazer várias analises mais muito interessante ver também que o J20 e F22A empataram … e outro caça Chinês o J31 que nem esta operacional ainda aparece na 3º posição, também o Typhoon praticamente empatado com o russo T-50 é bem revelador, Confesso também que lendo a matéria do inicio ate chegar no fim no quadro de pontos espera que o Gripen NG ficasse na frente ou empatado com o Super Hornet…Mais mesmo assim foi uma boa performance. Na minha opinião uma outra comparação interessante (embora complexa de se fazer) seria fazer um relação do custo… Read more »

Diego Tarses Cardoso

Interessante que o Gripen ficou muito à frente do concorrente logo atrás, 40 pontos de diferença, mas apenas 20 pontos atrás do logo à frente dele.
F-15, F16, Migs e Su-33 lá atrás, bem no final da fila. Talvez o Gripen realmente seja um matador de Sukhois.
Na primeira fila, de fato, os de 5° geração.

Alexandre

O melhor é a diferença entre gripen NG e o melhor F16 armado com AIM 120D, é simplesmente uma diferença absurda a favor do Gripen NG. Isso é um balde de água fria para os defensores do F16. Todos sabemos que uma simulação em computador pode ter erros ou não saber todas as tecnologias usadas por todos esses caças, mas isso vale para todos eles sem exceção. Então, alguém pode tentar dizer que um determinado caça tem um sistema de contra medidas eficiente, mas a realidade é que todos devem ter bons sistemas de contra medidas e isso vale para… Read more »

Alfredo Araujo

“O Gripen não se saiu mal, mas é o primo barato dos outros caças europeus. Mas é melhor do que todos os Eagles e Vipers. Isso provavelmente se deve ao míssil Meteor.”
.
Não apenas isso… O Gripen tem um RCS menor que Eagles e Vipers.

leandro

rc menor…. e missil melhor…

agora… será que o resultado seria igual numa guerra centrada em “rede”?… pois o conjunto R99 + J39 daria um baita diferencial… assim como provavelmente outras nações tbm junto com seus aviões de vigilância.

abraços

737-800RJ

Também imagino que o Gripen E tenha um RCS menor que o Super Hornet, mas este último, por incrível que pareça, em sua versão Block III, talvez tenha diminuído muito a diferença.

https://www.aereo.jor.br/2018/04/10/quao-furtivo-e-o-novo-super-hornet-da-boeing/

carcara_br

Minha opinião, hoje, o F-35 voando dentro das FA americanas são os melhores caças na arena BVR, incluso o próprio F-22.

Wellington Góes

Discordo… Em quesito de superioridade aérea (ou supremacia, como dizem o pessoal da USAF), o F-22 está muitooooo a frente.

Luís Henrique

Os Generais da USAF já opinaram que utilizado em quantidade, o F-35 é o melhor caça, mesmo para combate aéreo. Já no 1×1 o F-22 o supera devido ao envelope de vôo e agilidade.
Mas um grupo de F-35, provavelmente vai detectar um grupo de F-22 antes, já que são mais furtivos e possuem maior fusão de dados e consciência situacional que o grupo de F-22.

Wellington Góes

Será?! Rsrsrsrs
F-35A detectando F-22 antes?! Kkkk
Valeu pela gargalhada! 😉

Carlos Campos

tem mais sensores, tem mais consciência situacional, os sensores são melhores, o pessoal esqueceu que o F22 já não é novinho para um caça, já está operacional 16 anos, começou seu projeto muito antes disso.

Johan

O F22 é um puro sangue, nascido com foco na superioridade aérea.

Alfredo Araujo

Um puro sangue da década de 90. Em 1999 eu tinha um Pentium 2 333mhz q era último lançamento.

Carlos Campos

um puro sangue que já passou dos seus dias de glória.

Salim

Concordo, o F35 inserido na estrutura operacional da forca aérea americana e israelense sera bem difícil de bater. Equipamento chinês ainda fica difícil mensurar pela falta de exposição dos mesmos em cenário real (o que vejo e insatisfações dos operadores fora. da China ) e equipamento russo , na maioria das vezes esta do lado dos perdedores das batalhas ( Vietnam EUA ganhou todas as batalhas, mas perdeu guerra ).

Fernando C. Vidoto

Reis do cone sul

LoneTenderIsabellineshrike-max-1mb.gif
Guilherme Nunes Pereira de Souza

O interessante é notar que o gripen só “perde” para o Rafale, o F18 e o Typhoon de caças de 4° geração, sendo que todos os outros que estão na frente dele é de 5° geração.
Logo estamos muito bem equipados com o F39 gripen, em relação a nossos vizinhos e até potências militares. Porém os caças de 5° geração fazem diferença.

Alfredo Araujo

Mesmo “perdendo” para os aviões citados, ainda fico na dúvida de o Gripen realmente é inferior. Digo isso em relação a custos vs desempenho. Com 2bi USD se adquire 16 Typhoons (125mi USD, de acordo com Wiki), ou 20 Rafale C (101mi USD, de acordo com Wiki) ou 29 Gripens E (68mi USD, de acordo com o Wiki).
.
Será que 16 Typhoons são superiores a 29 Gripens ?
Será que 20 Rafales são superiores a 29 Gripens ?

Last edited 1 ano atrás by Alfredo Araujo
pampapoker

Conclusão: Gripen, matador de Sukhoi .

GFC_RJ

Não é?! Os anti pira dimaix!

Carlos Campos

olha eu preferia estar em um Gripen se tivesse contra um SU, mas se fosse o SU 35 ou 57, o resultado é incerto

Andre

Você viu o su35 ali na tabela né?

Slow

No vídeo game é mesmo agora na prática eu duvido muito

sergio

Pelo simulado verifica-se que o J-20 não esta tão inferior ao F-22 quanto se especularia, já que empatarão em numero de vitorias, então com base nisso, sera que podemos concluir que, ambos os caças veem a mesma distancia, disparam a mesma distancia, se veem a mesma distancia, já que eles lutarão entre si, o sistema de armas e equivalente, os sensores são equivalentes, ta ai o motivo dos EUA apresar tanto o NGDA.

JuggerBR

Quantos J-20 existem operacionais hoje? Acho que em breve teremos mais chineses que americanos, aí a coisa pode ficar complicada pro F-22…

Jodreski

Por isso que os americanos já desenvolveram um caça de 6ª geração, em breve conheceremos ele!

Maurício.

Isso mostra que no quesito superioridade aérea, caças como F-15, F-16 e Su-27, por mais que sejam excelentes caças, já deram o que tinham que dar, a idade pesa, não tem como escapar disso.
Rafale e Eurofighter se mostrando superiores é até normal, ainda mais com o Meteor, caças com projetos mais novos e com melhores mísseis BVR.
Quanto ao J-20, ainda tenho um pé atrás com ele, acho que ainda não está no nível do F-22, pode ser um preconceito meu, mas eu acho que a experiência americana esse quesito ainda é maior que a dos chineses.

Mayuan

A maior relevância do F15 e seu antagonista hoje não é mais como caça de superioridade mas como caminhão de armas convencionais ou portadores de armas grandes como os novos mísseis hipersonicos ou algum Brahmos da vida.

JuggerBR

Duas coisas:
1- É um Super Trunfo puro, sem considerar o fator humano, ou a estratégia, ou o AWACS. 2- Os parâmetros de cada aeronave são apenas estimados pelo simulador, então a realidade pode ser bem diferente desta tabela.

GFC_RJ

Meu camarada, TODA a simulação é estimada.
Simulação é um modelo. E como o nome já diz, é apenas uma representação.

Qual o grau de confiança do modelo, que NUNCA é de 100%, é outra história. Mas creio que o software simulador deve ter parâmetros bastante confiáveis.
Sobre o ponto 1, o Super Trunfo, as decisões estratégicas e operacionais humanas são determinadas TAMBÉM, por este comparativo. Não que o Super Trunfo seja o fator preponderante, que na realidade não é. Mas com certeza, serve para muitas análises principalmente as iniciais.

Fernando C. Vidoto

hehehe o CMANO tem muitos bugs tb. (espero que um dia os devs arrumem).

Putz, eu vejo tanto potencial na proposta do jogo. Já joguei tantas horas . . porem tive que parar pq dos bugs deixarem o jogo injogavel (o que é uma pena).

Jacinto

Quando eles lançaram, tinha menos bugs. Depois de um tempo eles fizeram um upgrade – até mudou de nome – que no quesito bug realmente piorou muito.

Jacinto

O CMANO é um jogo, e como todo jogo deste tipo ele tem um motor lógico baseado em probabilidades estimadas. Quando você vai acrescendo outros fatores, como AWACS, radares em terra (ou em navios) aviões de interferência eletrônica, nem sempre o motor lógico acompanha o aumentos de complexidade do cenário. Por exemplo, se você tiver um AWAC no cenário de um lado e não de outro, acredito que isso confere ao lado com o AWAC mais opções táticas, mas a minha experiência no CMANO é que este maior leque de opções táticas não é devidamente explorado. Então é um jogo… Read more »

Alexandre

Isso foi uma simulação caça contra caça, é lógico que o fator humano, AEW, radar em terra e outras variáveis, podem pesar para um ou outro lado. Mas, nesses pontos, a FAB está muito bem na foto, afinal, quem tem 5 E 99 e 3 R 99 na região? Fora o Brasil, qual País da região pode dizer que tem capacidade de guerra centrada em rede? O Brasil fez um parto difícil e demorado com relação as suas forças, mas o resultado está vindo como um todo. Tecnologias como radar AESA, comunicações criptografadas, data link, ELINT, dentre outras, estão cada… Read more »

Renato

Me parece que os três parâmetros críticos nesta simulação são: 1. a qual distância vc detecta o oponente; 2. a qual distância vc é detectado; 3. alcance efetivo da arma para cada oponente (como são guiadas por radar o RCS do oponente deve influenciar);
Seria interessante tabular esses dados que o programa considerou, ou seja, para cada aeronave a distancia em que detecta e é detectado por cada oponente e o alcance efetivo de cada arma contra cada oponente.

Renato

Outro ponto curioso é a ausência do par Su35 com R37. O R37 só foi utilizado pelo T50 PAK FA. Pode estar relacionado a capacidade de detecção do oponente pelo SU35 ser muito menor do que o alcance do R37, mas é curioso.

carcara_br

Dado o fim a que se destina o míssil, e a potencia do radar pesa com diâmetro de metro do su-35 , creio não ser um problema de distância de detecção.

Renato

Como parece que os cenários foram desenhados sem suporte de aviões awacs, o SU35 não conseguiria detectar o adversário para acionar o míssil em uma distância que aproveite o alcance do míssil. E acaba sendo detectado primeiro. Ou seja, um míssil com alcance superior a capacidade de alcance de detecção do radar do lançador só é útil se vetorado por outra aeronave que detecte o oponente no alcance do míssil.

Victor Filipe

Tem um Mod do F-22 no DCS (provavelmente o simulador mais preciso do mercado disponível para uso civil)

O F-22 é deixado com um RCS superior do que o se acredita ser +- o RCS real dele porque contra as aeronaves existentes do game, mesmo com essa “nerfada” é complicado chamar oque acontece entre ele e caças de quarta geração de algo como Combate já que não existe conflito.

Ele parece mais um carrasco indo executar uma presa. seja contra qualquer aeronave em qualquer situação (no DCS)

Victor Filipe

Entre os dados do Command modern Operations e o DCS eu fico com DCS. acredito que DCS busca um realismo maior das aeronaves (apesar de obviamente não chegar a 100%) e é por isso que ele não tem nem 50% das aeronaves que estão nessa lista ai. existem mod de algumas delas, mas os mods não tem a mesma qualidade que um modulo de aeronave pago.

De qualquer forma, só da pra estipular.

Wellington Góes

Gente… Antes da piração dos colegas, lembrando que isso é uma simulação, apenas, na arena BVR e mano a mano. Sem contar outras questões e situações de um combate real…
Então sejam menos afoitos nas afirmações.
E sim, as capacidades dos mísseis utilizados por cada aeronave, pesou nos resultados. Vide o caso do F-15C, ter se saído melhor do que o F-15I e F-15SA.
Até mais!!! 😉

Control

Srs É uma comparação interessante, porém é uma simulação, o que implica no quanto as características e parâmetros de desempenho se aproximam das reais, isto sem contar com o quanto o simulador corresponde ao real desempenho dos aviões, sejam quais forem. Considerando tais limitações que, aliás, são inerentes a simulações, cabe observar que, no caso do combate BVR, entram em jogo duas variáveis básicas não consideradas: a capacidade de operação em rede dos caças e a disponibilidade de um apoio de AWACs; fatores que podem alterar em muito o resultado de um combate BVR. Outro ponto a considerar é que… Read more »

Hilton

Achei os dados apresentados bem interessantes! Pena que não colocaram os F5BR ou mesmo os AMX’s para mostrar a nossa vergonha!!!

Fernando C. Vidoto

Ahh não caia nessa.

Essa simulação muito fora da realidade.

*bem talvez um pouco de realidade. Mas é super trunfo. O Brasil tem que ser comparado com os países da região. Estamos bem mano.

Att.

Last edited 1 ano atrás by Fernando C. Vidoto
737-800RJ

Calma, até dezembro teremos mais 4 Gripen E entregues à FAB, que irá operar um dos melhores caças da atualidade. Em pouco tempo os F-5 terão o merecido descanso. Quanto aos AMX A-1, penso que ainda sejam aeronaves de muito valor, bastante aptas à ataques ar-solo e reconhecimento. Gosto muito delas e acho uma pena não terem feito uma versão 2.0 no passado!

Fabio

Não sabia que o Amx era caça de superioridade aérea.

Vivendo e aprendendo.

Bardini

J-31 com resultados superiores aos do F-35…
.
Simulação salsicha. Melhor nem saber como foi feita.

Antunes1980

Pensei a mesma coisa, quando vi vetores chineses muito superiores a caças com desempenho provado em combate real.

Simulação estilo Pequim, Pyongyang e Moscou (Sputnik)

Maurício.

Antunes, mas isso é só uma simulação, nada de mais, e de resto, tirando o F-15, F-16, Mirage 2000 e Mig-29, quem alí tem realmente desempenho provado em combate real? Os primeiros colocados nunca viram um combate real na vida, essa é a verdade.

Alexandre

Se jogar bomba ao solo é ser provado em combate, então os super tucanos são mais provados em combate no Afeganistão que qualquer um desses caças de 5 geração, rsrsrsrs!

Zorann

Hoje os American Fanboys vão à loucura….

Os chinas copiam tanto, que fazem uma cópia melhor que o original… Como explicam isso?

Jacinto

É um jogo de computador amigo…

Zorann

É claro que é um jogo, meu querido american fanboy.

Jacinto

Se você sabe que é um jogo de computador por que quer explicações sobre ele? É uma brincadeira, uma diversão para passar tempo, que não é para ser levado a sério.

Zorann

Você ainda não percebeu que é zoeira? Relaxe e aprecie a paisagem.

Heinz Guderian

F-22 no topo, desde sempre.

Andre

Imagine então os Russian fanboys…

Zorann

Só completando… sou muito mais um Gripen, do que um Rafale. Lá atrás, no início do FX2, cheguei a torcer pelo Super Hornet (em compra direta, sem essa de ToT), mas hoje, independente da furada que seja ToT, o Gripen é a melhor opção entre estes 3: tanto pelo custo, capacidade, RCS

Wellington Góes

Menos, meu colega, menos…

Alexandre

Concordo com vc Zorann, além de ter a melhor tecnologia disponível, caça bom é caça com disponibilidade.

Jodreski

Só uma coisa tenho à dizer: Treino é treino… jogo é jogo!

Nelson Junior

Creio que o “simulador” seja baseado em informações de alcance de Radares, Mísseis, RCS e desempenho de Aeronaves, dos próprios fabricantes… Porem algo que é muito controverso. Como exemplo você pega um iphone com câmera de 16 mpixel que tira fotos e filma muito melhor que Smartphones de concorrentes com câmeras de 108 mpixel. O que quero dizer com isso é que nem sempre o alcance de radar e ou de um míssil condiz com a informação do fabricante por exemplo, pode ter sido “superestimado”. E nisso tanto os Russos quanto os Chineses são especialistas… Em matérias recentes, um F15C… Read more »

Saldanha da Gama

Jogo é jogo e treino é treino, virtual não é o real…E mesmo que o virtual espelhasse o real em termo de equipamento, tem uma peça importantíssima ali entre o banco e o cokpit, o piloto sua skill e treinamento. Louco para ver o Grippen junto com outras forças, incluindo a dos eua, tipo a cruzex…. Só para lembrar, qu em um destes eventos, o nosso f5zinho e o amx, se saíram muito bem contra vetores tido como mais qualificados….

Saldanha da Gama

cokpit não e SIM o manche….

Helio Eduaro

Parabéns pela simulação! Não vou tecer críticas porque não faço a menor ideia de como fazer minha própria simulaão, então, fica meu agradecimento. Não sei porque alguns se sentem doídos. Simulações são um exercício de hipóteses, e todos sabemos que muitos dados, sobretudo das aeronaves mais recentes, são secretos. O grande barato é poder debater em cima da simulação que o amigo se propos a fazer, e o blog a publicar. Gostaria de saber, se possível, quais os dados do RCS das aeronaves, porque fiquei surpreso com a família Flanker lá na rabeira da lista. No meu “super trunfo” mental… Read more »

Jacinto

Na minha experiência com o CMANO atual, o F-35 sofre com… o travamento do cenário antes dele acabar.

Alexandre

O problema não é o programa de simulação travar, o problema é num combate real o F 35 não poder combater na chuva, não poder usar velocidades supersônicas, e sim , ter um travamento de seus computadores em pleno combate. Afinal, são mais de 900 problemas diagnosticados no mesmo, e uma boa parte não tem solução, isso dito pelo pentágono!
Por isso , reduziram as compras de F35 e estão correndo para o 6G.

Andre

Você precisa se atualizar em relação ao f35. Está repetindo notícia velha.

Se você ficar mais atento às notícias publicadas aqui na trilogia, verá que os problemas já foram resolvidos. Inclusive tem uma fresquinha sobre a marinha britânica, que entende nada de combates aéreos, pondo o f35 sobre seu porta aviões, navegando meio globo e utilizando o f35 para jogar bombas nos terroristas de sandálias, que insistem em permanecer na Síria, mesmo com todo o apoio russo ao governo local.

Alexandre

Mostre suas fontes amigo, porque as minhas são de janeiro de 2021 e correspondem exatamente ao que eu falei, muitas falhas e a maioria não pode ser resolvida!
https://www.aeroflap.com.br/caca-f-35-segue-com-mais-de-870-falhas/

Dod

Interessante, isso conclui que o “SPECTRA” do Rafale é melhor do que o “MFS-EW” do Gripen.Hmmm, curioso!!
Gostaria de ver uma simulação do Aereo no “Cmo”entre Rafale Fr contra Gripen-E BR

Last edited 1 ano atrás by Dod
ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA

Isso é sério? Simulador? Game? Fala sério!

Carlos Campos

Sinceramente não levo esses dados a sério é só entretenimento

Luís Henrique

Os resultados estão totalmente atrelados aos mísseis. Não sabem quase Nada sobre os caças chineses, mas sabem que o J-20 é furtivo e deve ter RCS próximo ao F-22 e F-35. Ocorre que o PL-15 é um míssil ar-ar enorme com alcance “estimado” em 300 e talvez até 400 km. Os caças chineses com PL-12 que é comparável ao AIM-120C7 ficaram mal na tabela, os caças com PL-15 se saíram bem. O mesmo ocorreu com caças russos. Su-35, MiG-35 e outros com mísseis R-77-1 (RVV-SD) ficaram mal na tabela, já o Su-57 com o míssil R-37M (que também tem 300… Read more »

Renato

Minha dúvida sobre a dupla su35 r37m foi essa. Por que não apareceu? Deve ter sido simulada também. Acho q sem suporte de awacs o su35 não consegue detectar o oponente antes de ser detectado e assim não consegue aproveitar o alcance do r37. Mas isso valeria para o r77 tbm. No fim fiquei sem entender por que não apareceu a dupla su35 r37m.

Rogério Loureiro Dhiério

J11B Superior ao SU-35?
Caraca.

Rogério Loureiro Dhiério

Esta questão do Gripen, eu gostaria de ver ele contra os Mikes e os AMX para saber o que somos e onde estamos indo, apenas para ter uma visão macro em relação ao salto que daremos.

Tb poderia ser feito uma simulação de toda a FAB (Bicudos, AMX, Gripen X todos os vetores da AL).

Arrisco até a dizer que abaixo da linha do Equador (Exceto Austrália com F-35, não teremos oponente a Altura do Gripen).

DSC

O Command Modern Operations apesar de ser um simulador muito bem feito e realista de um modo geral, é também ainda um simulador com muita informação errada e imprecisa em relação às suites de sensores e suas capacidades, da maioria dos caças de 4.5 e 5ª geração. Seguem alguns exemplos… No Command Modern Operations, -O Gripen E/F não tem a suite EW MFS-EW (que é baseada naquela linha de produtos Arexis da Saab). No simulador, o Gripen E/F apenas simplesmente possui o mesmo RWR do Gripen C/D, tem um sistema ECM “genérico” de finais da década de 90, e não… Read more »

DSC

*Os alcances máximos de detecção do IRST do Su-35 aqui:
comment image

carvalho2008

Muito satisfeito com os resultados do Gripen F-39.

Pontuação muito próxima dos demais.

Especial atenção entre pontuação e custos operacionais….entrega muito por custo pequeno, muito menor que os demais. Se voce olhar a pontuação do F-35 e a do F-39, percebe que é de fato uma escolha que lhe possibilitará ter muito mais aviões no ar do que os demais.

Espero que a experimentações reais confirmem e até superem estes resultados.

Mayuan

Tudo muito bem, tudo muito bom só que aí chega o momento de pensar que vários dos vetores tem parte razoável de suas características principais mantidas secretas por seus fabricantes pra não mencionar os pertencentes a ditaduras que só divulgam o que lhes interessa. Em resumo, tudo que os desenvolvedores do jogo lançam como características não passam de chutes tão bem calibrados quanto possível. No fim do dia, é um exercício interessante mas sem respaldo em fatos verificaveis.

DOUGLAS TARGINO

c-130 abatido, confere?

Yuri Dogkove

Igualzinho nos filmes americanos onde o “mocinho” americano” sempre vence o “bandido” russo… Mas depende do “ponto de vista” né, pois se você assistir os filmes russos, os papéis se invertem, da mesma forma caso o simulador fosse russo. O resto é mi mi mi.

Andre

Pelo coro que os russos levaram dos chineses, talvez o simulador seja do dragão.

Sincero Brasileiro da Silva

Se o simulador fosse russo, os resultados seriam outro. Ou alguém aqui é tão inocente a ponto de achar que não?

Andre

E o mig29 servindo apenas de alvo, e dessa vez não da nem para culpar os árabes.

E o su35… não foi melhor nem que o f16. Contra os europeus então….

Rogério

F-18E com AIM-120D é melhor do que F-15EX com o mesmo armamento?

NELSON LIMA

O Gripen E se saiu muito bem! Leva menos Meteor do que o Rafale, e é mais confiável em vôo do que o F35!

Rodrigo

Você vê a diferença que o PL-15 faz nos jatos chineses

RENAN

Se eu fosse comprar um caça para um país pobre ia neste j11BG
Com base nesta lista o cara tá muito bem

Control

Srs
Pelos resultados, alguns estranhos, parece que a simulação deu muito valor ao alcance dos mísseis e, secundariamente, dos radares; tanto que um Mig 31 com mísseis de maior alcance seria “O caça” e até mesmo um velho F4 com up grade de seu radar e mísseis Meteor estaria perto do topo.
O inferno de qualquer simulação é a validade dos parâmetros aplicados, além, é claro da qualidade da modelagem das funções (o quanto se aproximam da realidade) .
Sds

Últimas Notícias

Força Aérea das Filipinas tem apenas 5 dos 12 caças FA-50 em operação

MANILA, Filipinas - Mais da metade dos caças leves FA-50 da Força Aérea das Filipinas (PAF) 12 estão atualmente...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -