segunda-feira, agosto 2, 2021

Gripen para o Brasil

Força Aérea dos EUA lança concorrência do avião-tanque KC-Y

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) lançou formalmente sua competição de aviões-tanque KC-Y, com um pedido de informações (RFI) emitido em 16 de junho.

Conhecido também como Bridge Tanker, o requisito KC-Y é para uma aeronave comercial de reabastecimento aéreo para complementar a frota da USAF assim que as entregas do Boeing KC-46A Pegasus forem concluídas no final da década.

“A nova aeronave preencherá a lacuna do KC-X para a próxima fase de recapitalização do Advanced Air Refueling Tanker, anteriormente conhecida como KC-Z. O contrato de preço fixo existente do KC-46A está limitado a 13 lotes de produção, com a última aquisição planejada em 2027 e entrega em 2029 ”, disse o Centro de Gerenciamento do Ciclo de Vida da Força Aérea (AFLCMC). “Os requisitos para o Bridge Tanker estão sendo definidos e os recursos necessários serão incorporados à solicitação final de proposta (RFP), uma vez que seja validada através do processo de recrutamento conjunto do Departamento de Defesa. A Força Aérea dos EUA planeja liberar o RFP final até o final de 2022.”

Com as entregas do KC-Y programadas para começar em 2029, a USAF espera receber entre 140 e 160 novos aviões-tanque a uma cadência de 12 a 15 por ano. Conforme observado pelo AFLCMC, como uma aeronave comercialmente derivada, o Bridge Tanker será baseado em tecnologias existentes e emergentes com uma concorrência de aquisição total e aberta. Nem furtividade de desenvolvimento nem capacidade não tripulada são planejadas.

FONTE: Jane’s

- Advertisement -

27 Comments

Subscribe
Notify of
guest
27 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
RenanZ

Concorrência aberta para no final os lobistas atuarem de forma feroz para o produto In Loco ser o escolhido girls a baixo, como já aconteceu e duvido que seja diferente no futuro

Denis

Disse tudo.

JuggerBR

Pelo o que entendi é pra aeronaves civis convertidas? Usadas? Qual o objetivo? Porque não comprar mais KC-46A?
Essa matéria esclarece algumas dúvidas

https://news.yahoo.com/another-boeing-airbus-tanker-war-233643963.html

Marcelo

o KC-46 esta’ com inumeros problemas, uma coisa incrivel, pois teoricamente deveria ser um programa simples, ja’ que ja’ existiam os KC-767 vendidos para o Japao e Italia. Isso so’ demonstra que a USAF esta’ extremamaente insatisfeita com a Boeing e com os problemas do KC-46.

Vendéen

Bonjour/Bonsoir,

De fato, no momento, os militares americanos não parecem estar satisfeitos com o desempenho do navio-tanque K-46A Pegasus.
Também enquanto se aguarda a finalização do programa KC-Y parece, portanto, que a Airbus é mais uma vez uma chance de vender uma solução baseada no A330 MRTT.
“Airbus e Boeing novamente competindo para entregar aviões-tanque à Força Aérea dos Estados Unidos?”
http://www.opex360.com/2021/06/17/airbus-et-boeing-de-nouveau-en-competition-pour-livrer-des-avions-ravitailleurs-a-lus-air-force/

Zorann

Porque não tem dinheiro suficiente.

Pedro Bó

Parece que a virada de mesa com o KC-46 saiu mais caro que o esperado…

José C. Messias

O que chama a atenção são os números, as quantidades de aeronaves. Superlativos!

angelo

160 unidades….incrível…

Heinz Guderian

Número incrível, mas se tratando da maior e mais poderosa força aérea do mundo, é algo normal.

José

Eh….
Mais um projeto/problema literalmente soltando pecinhas.

Régis

Mas o que está acontecendo com a Boeing? Até parece que esqueceram como se faz aviões.

Jadson Cabral

Os executivos da Boeing vêm fazendo merda há muito tempo já. Não é atoa que a Empresa vive na berlinda. Se não fosse o contribuinte americano já tinha fechado as portas a muito tempo

Adriano RA

A culpa da Boeing estar nessa situação é de sua direção. A Boeing passou, faz tempo, a subcontratar empresas em todo canto fo mundo, dividindo com elas os custos (e riscos) de projetos (dos componentes), permitindo que essas empresas subcontatem outras sem sua supervisão, sem controle, tudo para reduzir custos. O resultado é esse que estamos vendo: problemas e mais problemas.

Maurício.

Esse papo de concorrência é para inglês ver, todo mundo sabe que será escolhida uma aeronave americana, a Boeing agradece.

EduardoSP

Essa é mais uma etapa da substituição dos KC-135, dos quais existem mais de 400 unidades em operação. O primeiro contrato contempla 179 unidades do KC-46. Agora é a segunda seleção. Pode ser que comprem mais KC-46 ou outra aeronave, isso vai depender da resolução dos problemas com o KC-46. Existia também uma discussão se seriam necessários aviões de maior porte do que o KC-46. Esses aviões maiores serviriam tanto para substituir os McDonell Douglas KC-10, baseado no DC-10 dos quais a USAF tem em torno de 60 unidades, quanto para atender as necessidades do cenário operacional do Pacífico, com… Read more »

rui mendes

O A350 é da mesma categoria do que o B777.

EduardoSP

Comercialmente sim, tem versões que concorrem entre si. Mas o 777F tem MTOW de 348t com 144t de combustível. O A350-1000 tem MTOW de 316t com 124t de combustível. Essas são as versões com maior capacidade de combustível. Evidentemente versões reabastecedoras poderão ter tanques adicionais, mas a diferença de MTOW é significariva.

Wellington Góes

Bem… O problema, ao que parece, está na própria USAF e na elaboração dos seus ROs, que tem extrapolado a capacidade das fabricantes de, a cada hora, ter que acrescentar alguma coisa. Isso acabou, por exemplo, com o próprio projeto do F-35 e o KC-46 não é diferente. Por óbvio que o “inferno astral” da Boeing não ajuda, mas os projetos de reabastecedores menos cheios de guerigueres, como os atendidos para a Itália e Japão, não têm apresentado problemas (pelo menos não que tenha vindo a público). Ou seja, no fim não é problema de projeto em si, mas das… Read more »

Jadson Cabral

A USAF queria o MRTT, ficou impressionada com sua capacidade, mas o lobby da Boeing agiu e fez o tapetão. Agora a USAF tá insatisfeita com o Pergasus e querendo outra aeronave…

Last edited 1 mês atrás by Jadson Cabral
Renato

Impressionante! É o carimbo oficial de atestado de fracasso para o programa do KC46. Por sinal, a sequencia de grandes programas de defesa americanos problemáticos ou fracassados é incrível! KC 46; Zulwalt (classe interrompida); LCS (classe interrompida), encomendas residuais para atender demandas políticas para manter empregos em redutos eleitorais. Compras não solicitadas pela marinha mas empurradas pelo congresso. F35, que veio para substituir todos, mas tem tantos atrasos, problemas e não atendimento aos requisitos iniciais que ainda não esta completamente operacional. Está sendo complementado/substituído por novas versões de F15 e F18!!! Outro atestado de fracasso de programa frente ao plano… Read more »

Thiago A.

Outro rombo grandioso foi o Expeditionary Fighting Vehicle (EFV) / Advanced Amphibious Assault.

800px-Expeditionary_Fighting_Vehicle.jpg
Zorann

Há algumas matérias publicadas em outros sites.

Não vão ter dinheiro, para substituir todos os tankers por KC-46 a tempo, antes do fim de suas vidas úteis. Vão optar por completar este número com aeronaves usadas convertidas.

É isso, não há dinheiro para tudo. Estão tendo de fazer escolhas, para não perder a capacidade de reabastecimento, que será absolutamente vital em um conflito no pacífico.

Last edited 1 mês atrás by Zorann
Salomon

Que grande oportunidade para o Brasil.

Adriano RA

Boa! Pensei em uma versão tanker do Ipanema.

JuggerBR

Ah sim, o Gripen entra num stoll antes de alinhar atrás do Ipanema… heheheh

Vendéen

Parece estar ficando o mais patético possível, este avião está realmente mal acabado.
“Problemas repetidos com o navio-tanque KC-46 ‘Pegasus’ da Boeing.”
https://www.air-cosmos.com/article/problmes-rptition-pour-lavion-ravitailleur-kc-46-pegasus-de-boeing-25038

Últimas Notícias

Aeronave P-3AM Orion completa 10 anos de incorporação à FAB

A data marcou a modernização da Aviação de Patrulha, pois o modelo possibilitou a detecção, localização, identificação e, até...
- Advertisement -
- Advertisement -