segunda-feira, agosto 2, 2021

Gripen para o Brasil

Treinadores Beechcraft T-6 Texan II para o Vietnã

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

No início de junho de 2021, os Estados Unidos concordaram em vender um número ainda desconhecido de aeronaves de treinamento Beechcraft T-6 Texan II para Không quân Nhân dân Việt Nam (VPAF, Força Aérea Popular do Vietnã).

Espera-se que três aeronaves sejam entregues em meados de 2023, como parte de um pacote que inclui o programa básico de treinamento de pilotos. O programa completo segue o modelo da USAF com pacotes de suprimento/suporte para treinamento, engenharia, logística e peças sobressalentes necessárias para manter a aeronave em serviço na VPAF.

Já em 2019, dois pilotos vietnamitas de CASA C295 foram treinados com o Programa de Liderança de Aviação da USAF na Base Aérea de Colombo (TX). Entre esses dois pilotos estava o tenente sênior Dang Duc Toai, que voou no Beechcraft T-6 Texan II mais de 167 horas até o momento.

De acordo com altos funcionários vietnamitas, a VPAF terá um novo programa de treinamento de aviação de 5 anos, que seria implementado nos próximos anos para substituir o programa tradicional de 4 anos. Nesse novo programa, o Texan II provavelmente será usado para treinar Cadetes da Força Aérea que deverão voar nas aeronaves de transporte ocidentais, como o C295 e o C212.

Os futuros pilotos de caça selecionados começam o treinamento de voo básico no Texan II ou no Yakovlev Yak-52, antes de passar para o Aero L-39C/L-39NG e de lá para o Sukhoi Su-22 Fitter e Sukhoi Su-27/30 Flanker. Os novos treinadores Yakovlev 130 encomendados devem treinar pilotos em preparação para a futura aquisição de aeronaves (que dizem ser o Sukhoi Su-35).

O T-6 Texan II é uma aeronave turboélice construída pela Raytheon Aircraft Company (que se tornou a Hawker Beechcraft, posteriormente a Beechcraft Defense e foi comprada pela Textron Aviation em 2014).

A aeronave de treinamento, baseada no Pilatus PC-9, substituiu o Cessna T-37B Tweety Bird da USAF e o T-34C Turbo Mentor da Marinha dos EUA.

O T-6A é usado pela USAF para treinamento de piloto básico e treinamento de Oficial de Sistemas de Combate (CSO), a Marinha dos EUA e o USMC usam o treinador para treinamento primário de Aviador Naval e treinamento primário e intermediário de Oficial de Voo Naval (NFO).

O T-6C Texan II é usado para treinamento pela Força Aérea Mexicana, Força Aérea Real, Força Aérea Real Marroquina e Força Aérea Real da Nova Zelândia.

FONTE: Scramble Magazine

- Advertisement -

48 Comments

Subscribe
Notify of
guest
48 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos Cooper

As voltas que o mundo dá!

karl Bonfim

Virada total do governo Biden, situação do super tucano agora é crítica!
Acho que não vai rolar mais nada, enquanto os democratas e atual presidente do Brasil estiverem no poder.

Last edited 1 mês atrás by karl Bonfim
Marcos Cooper

Também acho. Esse asno não acerta uma.

Joao Moita Jr

Melhor seria que o Brasil tivesse um governo de verdade, ao invés de ficar se pendurando no saco de outros…

Mgtow

perfeito

m. wolf

pois é. os EUA sendo bem pragmático enquanto o brasil segue sua guerrinha ideológica contra parceiros comerciais.

leo

Gira Mundo, Geopolítica só interesses, Aprende de uma vez Brasileiros(eu também).

Luiz Guilherme

Está ai o próximo tigre asiático.

Marcos10

O Brasil, ao deixar de investir, inovar e de se submeter aos delírios de uns e de outros, só perde negócios. Ruim para indústria, ruim para mídia especializada, que não tendo nada a falar da indústria, investimentos, inovações locais, resta comentar coisas dos outros.
Sugiro criarem uma área especializada para mostrarem como vivem, o que fazem os fardados, é o que resta. Daí a gente pelo menos pode ficar sabendo se tem lagosta ou não.

A6MZero

Vietnã é um país que buscou se industrializar e investiu pesado em pesquisa e educação, apesar de ser um esforço que demandou décadas, desde o final dos anos 80, quando abandonou gradativamente a economia planificada baseada na agricultura, hoje tem taxas de crescimento que fazem inveja, em 2020 em meio a crise sanitária e pandemia teve um crescimento de 2,8% e um previsto de 6,6% para 2021, isso sem contar que 2018 e 2019 o crescimento foi superior a 7%. Enquanto isso por aqui estamos desde 1500 sem sair dos ciclos de fazenda, monocultura e extrativismo… Talvez isso explique nosso… Read more »

Antunes 1980

Os Vietnamitas mesmo com todo o apoio durante a guerra, odeiam mais o Chineses do que os Norte Americanos.
Estados Unidos estão ampliando seu relacionamento para futuramente “atingir” a China.
Porém o Vietnã possui laços fortes com a Rússia., e esta notícia realmente causa estranhesa.

Last edited 1 mês atrás by Antunes 1980
Segatto

Os vietnamitas ficaram uns 50 anos tendo guerras frequentemente lutando contra os japas, franceses, americanos e outros que participaram da Guerra do Vietnã e os chineses. Após a Guerra do Vietnã a China invadiu o Vietnã e foi repelida, tiveram vários conflitos curtos na fronteira e ainda tem tensão política entre os países. A China é o atual problema do Vietnã, daí a necessidade deles de ter relações com o antigo inimigo

Filipe

Usam os Aviões da Republica Tcheka , os L-29 ou L-39 …

Antoniokings

Grande parte do crescimento econômico vietnamita se deve a empresas chinesas que estão se instalando por lá.
Em parte em busca de menores custos e em parte devido à ‘guerra comercial’ com os EUA.

https://economia.uol.com.br/noticias/afp/2018/09/11/guerra-comercial-empurra-empresas-chinesas-ao-exodo.htm

Jagdverband#44

Entendo tua dor Kings, é fogo ver uma pátria irmã comunista comprar equipamento ianque.
Pobre povo trabalhador do Vietnã.

Clésio Luiz

Algum tempo atrás eu disse que o Vietnã estava se aproximando militarmente dos EUA, e um comentarista achou que eu estava viajando. Agora taí o resultado da viagem, acredite ou não.

Marcos Cooper

Era somente uma escala,mas olha os Ospreys em Da Nang em 2019.
O destino era a Tailândia.

Dyr0jLLUwAA3bYS.jpeg
Antoniokings

Brasil já comprou helicópteros russos e não temos ‘aproximação’ com eles.
São negócios muito esporádicos.
A maior parte do desenvolvimento atual vietnamita é devido a investimentos chineses.
Não à toa que mês passado os dois países reforçaram os laços de amizade e cooperação econômico/militar (ver post acima).
Assim como na África, a China está construindo parques industriais inteiros no Vietnã.

http://portuguese.xinhuanet.com/2020-01/19/c_138717560.htm

A6MZero

Apesar das relações comercias importantes com a China a relação entre os países ainda possui vários pontos de atrito inclusive territoriais e marítimas. E sim a China ainda é o maior parceiro comercial do Vietnã mas isso vem mudando nas exportações vietnamitas a China e os EUA estão praticamente empatados, já nas importações a China tem vantagem, mas além dos americanos outros países como Japão e Coreia do Sul estão se tornando parceiros primordiais dos vietnamitas. No fim eles são pragmáticos fazem negócios quem lhes traz beneficio em vez de ficarem presos a amarras ideológicas… (Uma certa nação do hemisfério… Read more »

Leandro Costa

O Vietnã é extremamente pragmático. Eu posso apostar que eles vão fazer a versão deles da ‘política pendular’ do Vargas e tentarem se aproveitar ao máximo dessa disputa. Não acho que a aproximação deles com os EUA vai parar por aí.

Welington S.

EMBRAER está mimindo é?

Fernando EMB

Porque?

Teropode

A Sierra está fazendo sombra….

Fernando EMB

Que eu saiba a Sierra Nevada é a parceria Embraer para uma aeronave CAS, e não em um treinador. Portanto…. Não procede sua afirmação.

Clésio Luiz

Embora cause estranheza nos mais novos, esse tipo de situação não é novidade. 10 anos após o fim da segunda guerra, pilotos alemães e japoneses estavam voando aeronaves militares americanas.

Last edited 1 mês atrás by Clésio Luiz
EduardoSP

E alemães e franceses, apesar de terem travado 3 destrutivas guerras em 75 anos (1870/1945) em que morreram milhões de franceses e alemães agora operam um esquadrão de C-130 em conjunto, que será baseado em Évreux-Fauville, quando completo.

Mazzeo

OffTopic pero não mucho:

Queria saber o que tá escrito no patch do braço do piloto vietnamita … parece uma imagem do Steve Carell quando fez o The Office.

Maurício.

Mazzeo.

Screenshots_2021-06-14-19-36-43.png
Teropode

Bom humor , faz parte da jogada política ,deixe o clima mais ameno .

charles

Eu Não entendo Nada

JT8D

Industria militar é pra quem tem poder de enfiar seus produtos goela abaixo dos seus “aliados”. Não basta ter o melhor produto.
Se bobear ainda vão acabar empurrando essa porcaria pro Brasil

Teropode

Vide os helicópteros kamov e mi28…

Filipe

O Vietname é a próxima China, hoje em dia é o país asiático mais atrativo ao investimento estrangeiro apesar de ser um país comunista, daqui a 20 anos serão o país mais rico do sudoeste asiático.

A6MZero

Como comentei acima o Vietnã já tem um crescimento em taxas chinesas e de forma sustentada, mas quanto a se tornar o mais rico ele tem competidores de peso com crescimento igualmente impressionante como a Tailândia e Singapura.

Interessante ver como os países dessa região que ate no inicio dos anos 80 eram economias precárias em algumas décadas se tornaram competitivas globalmente com ganhos consideráveis.

Joao Moita Jr

Ironia pura

Denis

Isso é que é lobby. Esse avião não dá um caldo para o ST.

Fernando EMB

Se é para a missão de treinamento, como é o caso, então o avião selecionado é mais adequado que o ST.

Denis

Tudo bem. Mas continua sendo um super lobby.

Sidney

Como já foi dito, o comunismo é o mais longo e tortuoso caminho para …..o capitalismo (não foi bem isso que foi dito, eu que dei uma melhorada).

Zorann

Talvez fosse a hora de se pensar em voltar a fabricar o Tucano… ou um Super Tucano para treinamento

O projetos estão prontos, fazemos algumas atualizações…. pronto

Last edited 1 mês atrás by Zorann
Control

Srs Jovem Zoran Hoje, retornar ao mercado dos treinadores talvez não tenha um custo benefício razoável, porém, diria que a Embraer errou ao abandonar o Tucano, com o qual tinha alcançado um grande sucesso. Infelizmente, ao desenvolver o Super Tucano ela abandonou o Tucano e, consequentemente, o mercado dos treinadores. Acredito que foi um erro de estratégia, pois o Tucano tinha uma boa imagem e manter o ferramental para a construção de poucas unidades por ano não teria custos tão elevados, sendo um complemento para o ST, atendendo aqueles clientes com menos dinheiro. Observe-se que além do modelo original, a… Read more »

willhorv

Só lamento.
É uma oportunidade atraz da outra…e o tempo passa…

JuggerBR

Vietnã é exemplar em controle de Covid, lá qualquer caso suspeito é monitorado e quem está perto é rastreado, número de casos e mortos é insignificante, num país populoso e nem de perto desenvolvido.

Leandro Costa

Acho que muitas pessoas não compreenderam que o Brasil não tem uma aeronave de treinamento como essa para oferecer. O Super Tucano não é uma aeronave de treinamento básico. Ao passo em que ao converter esses T-6 Texan II para uma aeronave COIN, ela não chega aos pés do Super Tucano, e por aí vai. Não perdemos oportunidade alguma de venda em relação ao Vietnã ou Tunísia.

Aéreo

Perfeito! Já, se tivessemos uma versão melhorada do Tucano, com foco em treinamento, esta aeronave poderia obter sucesso comercial, inclusive com antigos clientes do T-27 que por falta de opção modernizaram a frota com outras aeronaves.

Mgtow

Por favor caros editores aprovem meu comentario.Grato

Últimas Notícias

Aeronave P-3AM Orion completa 10 anos de incorporação à FAB

A data marcou a modernização da Aviação de Patrulha, pois o modelo possibilitou a detecção, localização, identificação e, até...
- Advertisement -
- Advertisement -