domingo, junho 13, 2021

Gripen para o Brasil

Taiwan lança mísseis AMRAAM de seus caças
F-16V em teste

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Depois de vender os mísseis ar-ar de médio alcance AIM-120 (AMRAAMs) à Força Aérea de Taiwan em 2000, os Estados Unidos finalmente permitiram que a ilha testasse o lançamento dos mísseis de seus caças F-16V.

O evento de 11 de maio marcou a primeira vez que os AMRAAMs foram disparados dos F-16s no espaço aéreo taiwanês.

De acordo com relatos locais, uma formação de quatro caças F-16V decolou da Base Aérea de Chiayi com dois caças lançando mísseis da ponta da asa direita.

Embora o ministério da defesa de Taiwan não tenha comentado o teste, relatos dizem que todos os mísseis atingiram a aeronave alvo com sucesso.

É importante notar que os pilotos taiwaneses já haviam lançado os mísseis durante o treinamento nos Estados Unidos.

Os F-16V que dispararam os mísseis são F-16A/B Bloco 20s atualizados. Além dos 140 F-16 já em serviço, o país também está comprando 66 novas aeronaves F-16V.

Taiwan tem cerca de 200 AMRAAMs que adquiriu dos EUA em 2000. Como a compra do míssil era uma questão controversa devido às relações com a China continental, havia planos para manter os AMRAAMs de Taiwan em Guam até que fossem necessários para uso em combate. Os EUA mudaram sua posição em 2002 depois que a China recebeu novos mísseis ar-ar da Rússia, permitindo que Taiwan armazenasse o AMRAAM na ilha.

O AMRAAM é um míssil ar-ar compatível com os F-15, F-16, F-22, F-35 da Força Aérea dos Estados Unidos e F/A-18 da Marinha, além de aeronaves aliadas. Incorpora radar ativo com unidade de referência inercial e sistema de microcomputador, o que torna o míssil menos dependente do sistema de controle de tiro da aeronave. O míssil supersônico tem um alcance de mais de 100 km.

A Força Aérea de Taiwan também tem o míssil ar-ar francês MBDA MICA em seu inventário, empregado pelos Dassault Mirage 2000s, bem como o míssil Tien Chien 2 Sky Sword desenvolvido localmente e empregado pelos caças F-CK Ching-Kuo de produção autóctone.

AIM-120 AMRAAM
AIM-120 AMRAAM

AIM-120_AMRAAM em corte

- Advertisement -

19 Comments

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues

Hum…
Os caras compraram os mísseis a mais de 20 anos, e só agora o Tio Sam deu sua “bênção”, permitindo que eles testem o míssil?
E, antes disso, os mísseis eram armazenados nos EUA, e só foram pra Taiwan depois que a China botou as garras de fora?
Que negócio maravilhoso, ein…

Paulo Sollo

Pois é amigo. Você compra deles e se torna por contrato um subalterno que lhes obedece as ordens como um cão sobre onde, como, quando e contra quem usar o que comprou. Uma autentica compra caracu. E os mickeyboys ainda dizem que a China é que quer subjugar o mundo. Inclusive aquela história dos AIM-120 que o Chile comprou e ficaram retidos por longa data é verídica. Os chilenos ganharam na justiça o direito de receber o que compraram e os americanos puseram os mísseis num galpão e disseram: “são seus, estão aqui, mas daqui não saem”, só os entregando… Read more »

Willber Rodrigues

Aí os caras dizem que isso é “necessário”, pra comprar o “apoio dos EUA”.
Te pergunto: tú acha mesmo que, se amanhã a China invadir Taiwan, e se os EUA virem que é caso perdido, que a chances dos EUA ganharem são pequenas e os riscos altos demais, eles ainda iriam ajudar Taiwan, só porque eles compraram material militar norte-americano e, com isso, o “apoio” deles?
É por isso que eu gosto dos russos. Você compra, você paga, você recebe, e eles não ficam te perguntando contra quem você vai utilizar o que você comprou.

Paulo Sollo

Exatamente. Se os americanos fossem tão aliados assim de Taiwan, lhes venderia o F-35, ou mesmo o F-15, e não apenas o F-16. Aquilo alí é risco calculado para eles. Sabem que chegará o dia de perderem o cliente, o qual nem reconhecem como país. Taiwan por sua vez está contra a parede porque não tem a quem recorrer a não ser aos EUA. Os americanos sempre buscam subjugar os outros de diversas formas, suas parcerias são armadilhas que levam os “aliados” a se tornarem seus subalternos, mas fora a lacaia Inglaterra e seus filhotes da commonwealth, todos já se… Read more »

Last edited 29 dias atrás by Paulo Sollo
Defensor da liberdade

Excelente análise, puro fogo de palha essa de Taiwan. A única verdade, como bem disse Antoniokings, é que Taiwan depende apenas da benevolência chinesa.

nonato

Defensor da liberdade?
Onde?
Na China?
Em Hong Kong?
Em Taiwan?
Na Coreia do Norte?

Hcosta

E qual seria a razão para isso? A China faz o que tem a fazer para sabotar estas situações. Qual seria a lógica para os EUA não permitirem os testes? Os mísseis eram armazenados, certamente, com o acordado com a China. A China fez qualquer coisa que irritou os EUA (a compra desses mísseis) e eles permitiram o armazenamento em Taiwan. Ou pensam que isto é uma simples compra e venda de armas? A China limita as compras e, de uma forma não oficial, compromete-se a não invadir Taiwan. Quem dera aos EUA/indústrias de armamento, vender sem limitações armas a… Read more »

Last edited 28 dias atrás by Hcosta
Teropode

E fizeram falta neste período ? Responde aí .

Willber Rodrigues

Se é pra usar essa lógica tacanha, bora parar de comprar armas e suspender o Gripen, Tamandarés e Riachuelos.
Afinal, se não fez falta até hoje, porque faria falta justamente agora?

M.@.K

Taiwan tinha era que investir em sistemas antiaéreos por camadas como o David Sling ou mais Patriot ( se o EUA deixarem instalar na ilha) ou coisa assim e sistema de mísseis anti naval e submarinos para tentar ter uma chance de se defender da China por um espaço de tempo. Mas acho difícil.

Last edited 29 dias atrás by M.@.K
Franklin Apaza

Podem colocar 1000 baterias de Iron Dome, Patriot e até os THAAD. Até pq serão as primeiras coisas a serem destruídas por mísseis balísticos via saturação ou até mesmo dos mísseis hipersonicos.

Jacinto

Taiwan produz os próprios mísseis anti-aéreos. Chamam-se Sky Bow e tem duas versões. São baseados no Patriot.

M.@.K

Já tinha visto alguma coisa assim… obrigado, vou pesquisar.

Adriano RA

Mas o que eles lançavam antes? Pedras?

Jacinto

Os taiwaneses produzem os próprios misseis BVR. Chamam-se Sky Sword II.

carcara_br

É meio humilhante pra taiwan que ter que pedir autorização pra se defender da própria china, que basicamente responde por si mesma, não sei como isso atinge o moral da população ou das forças armadas.

nonato

Taiwan não foi invadida ainda porque os Estados Unidos dão proteção.
Quem provoca humilhação em Taiwan são os comunistas chineses.
E não os Estados Unidos.
E você sabe disso muito bem.
Mas o objetivo é falar mal dos Estados Unidos…

Helio Mello

Os nossos mísseis Harpoon também não são armazenados nos EUA, sendo enviados para cá apenas em casos específicos?

Flanker

Não.

Reportagens especiais

Poder Aéreo nos Estados Unidos: CAF AIRSHO – parte 1

No finalzinho de agosto tivemos a oportunidade de participar do show aéreo da Commemorative Air Force (CAF) na cidade...
- Advertisement -
- Advertisement -