domingo, junho 20, 2021

Gripen para o Brasil

Além de mais Rafales, Egito vai adquirir da França dois aviões-tanque MRTT e satélite espião

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Segundo o jornal La Tribune, Paris garantiu aos bancos franceses o financiamento de 5,4 bilhões de euros para diversos contratos de armas com o Egito, incluindo a venda de 30 caças Rafale (quase 4 bilhões de euros), mas também de um satélite de observação e dois aviões-tanque MRTT da Airbus.

Por trás do contrato do Rafale, que entrará em vigor em meados de junho ou julho pelo Egito, outras encomendas poderão ser anunciadas muito rapidamente, como a venda de um satélite espião e dois aviões-tanque MRTT para as forças armadas egípcias.

Porque a França se garantiu com vários estabelecimentos bancários franceses – BNP Paribas, Crédit Agricole, Société Générale e CIC – não por um financiamento de 4 bilhões de euros (para 30 Rafales), mas por um montante total de 5,4 bilhões, segundo fontes corroborantes.

O satélite de observação será fornecido pela Airbus Space, conforme revelado pelo La Tribune em dezembro passado, além dos dois MRTTs pela Airbus.

Finalmente, o Cairo comprou recentemente quatro GM400s, ​​radares 3D de defesa aérea de longo alcance, produzidos pela Thales.

- Advertisement -

51 Comments

Subscribe
Notify of
guest
51 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Sollo

Após receber seu primeiro esquadrão de 18 Rafales em menos de um ano, a Índia acabou de receber outros 3, já iniciando o segundo esquadrão.

Além de um salto notável em suas vendas a Dassault vem demonstrando competência e eficiência inigualáveis na produção e entrega de seu caça.

E mais uma vez os francofóbicos, que geralmente são fruitboys e abana rabos da monarquia inglesa (as tupinicats do malfadado f-35, gente do mesmo nível de maturidade de fanáticos religiosos e fãs do j. bieber) queimam a língua…

Jadson Cabral

O engraçado é que é óbvio que os egípcios estão comprando tantos rafales pq a França foi a única potência que aceitou financiar tantas armas, o que inclui, como vc pode ver na matéria, vários outros sistemas.
Ninguém diz que o Rafales são ruins, só que qualidade não é exatamente o principal quesito para a decisão. Ou você acha que os EUA venderiam F-35 e satélites espiões pro Egito?
Simplificar vendas militares assim é burrice.

Paulo Sollo

Cara, estou aqui falando da eficiência em entrega da Dassault e do salto de vendas a vários países, não só o Egito, e você vem desonestamente tentar desabonar meu comentário com esta observação sobre financiamento de vendas militares que estão fora de foco dentro do que apontei. Mas creio que sua motivação foi porque você vestiu a carapuça de tupinicat da fat seal. “Você acha que os EUA venderiam F-35 e satélites espiões pro Egito?” Se o Egito se colocasse na condição de um representante incondicional de seus interesses na região, sem dúvidas caro fruitboy. Mas o Egito é tipo… Read more »

Jadson Cabral

Pra começar, eu não sou fã de F-35, nem F-18 nem nada. Eu defendo apenas que o Gripen foi a melhor decisão que a FAB poderia ter tomado, diferente de você, que parece ser uma das viúvas do Rafale

Rui Chapéu

Egito tá dele rasgar dinheiro com Defesa.

Agora não basta querer ter melhores equipamentos, agora querem construir um octógono , pra ser maior que o pentágono né…. tem mais lados e mais área ….

Antunes 1980

O povo deve morrer de fome. Nenhum país com o PIB mediano como é do Egito, seria capaz de gastar tanto em detrimento a outras áreas do país, como saúde, educação e infra .

camargoer

Olá Antunes. A taxa de analfabetismo no Egito é de 25%. Um absurdo. O IDH é 0,707 (posição 116). Fica difícil justificar gastos militares tão altos assim.

ALISON

Tem nada de difícil na vdd… Tem no mínimo 3 adversários concretos e vários outros potenciais. Ta mais que justificado.

camargoer

Caro Alison. Qual o poder bélico dos inimigos do Egito? Quando pensamos nas fragatas FREMM, no porta-helicóptero, nos Rafales, há uma proporcionalidade no armamento adquirido pelo Egito com o poder militar das ameaças? Qual a real ameaça colocada pelos advrsários do Egito? Continuo com dificuldade para justificar estes gastos militares frente aos demais desafios enfrentados pelo Egito.

Jota Ká

Dos seus vizinhos: Sudão e Líbia são infinitamente inferiores; Israel é infinitamente superior (além de não haver nenhuma rusga entre eles atualmente). Nenhuma ameaça portanto.
Motivo possível para os altíssimos investimentos em defesa por um país miserável: os militares estão no poder desde o Nasser (exceto por um curto período pós primavera árabe). Aplica-se o ditado “farinha pouca, meu pirão primeiro”. É a natureza do seromano.

Jacinto

Tem padrinho rico…

Allan Lemos

Belo pacote de aquisições. Países sérios ajudam suas empresas de defesa a venderem os seus produtos, ao invés de deixá-las por conta própria, como costuma fazer o governo de uma certa republiqueta de bananas.

Camargoer

Olá Allan. A única opção do Egito seria importar material militar. Infelizmente, eles não tem um parque industrial capacitado para produzir os aviões e satélites localmente. Contudo, eu imagino que o Egito tem vários problemas que demandam investimentos que acabam prejudicados com estes gastos militares.

Marcelo

acho que ele esta falando da Franca…

camargoer

Olá Marcelo. Você tem razão. A França tem uma política agressiva de venda de material militar. O Brasil foi um grande exportador de armas durante a década de 70/80 quando era um grande importador de petróleo. A venda de armas serve para equilibrar balanças comerciais. Por esta razão, países exportadores de petróleo são grandes compradores de armas. O Brasil (ainda) tem um parque industrial complexo que pode ser usado na nacionalização de material militar. Por isso, os grandes programas militares envolveram a nacionalização dos equipamentos (Caracal, F39, Prosub e Tamandarés).

Flamenguista

Matéria meio confusa….Serão + 30 caças, além dos que o Egito possui, 2 multi e um satélite. Só os Rafael 4bi e o resto 1,4….é isso? É a primeira vez que leio que um país comprará um satélite espião de outro país….

Camargoer

Caro Flamenguista. O Brasil comprou um satélite há alguns anos de comunicação que serviria tanto para uso civil quanto para uso militar. Inclusive algum gênio propôs a privatização do satélite.

Allan Lemos

Camargoer, mas não era um satélite de observação(espião)

Flamenguista

Obrigado Camargoer.

camargoer

Olá Flamenguista. Saudações corinthianas… (com uma enorme dor no coração)

Flamenguista

Aprendi a cantar o hino do Corinthians com todo o meu sentimento…..

camargoer

Olá Flamenguista. Em 1995, a Gaviões da Fiel ganhou o carnaval com o samba-enredo “Me dê a mão, me abraça”. Não é o hino do Corinthians, mas bem poderia ser.

Jadson Cabral

Quem foi que propôs tal absurdo? Pq até onde fiquei sabendo, sem ir muito atrás do que estava acontecendo, é que uma empresa seria encarregada de oferecer os serviços de banda-larga para civis em todo o Brasil, até porque 80% da banda do satélite é civil e essa internet tinha que ser distribuída por todo o território nacional. Agora, para que isso fosse feito, alguma empresa tinha que fornecer as antenas, fazer a instalação e a manutenção da rede, certo? Era aí que entraria a empresa. Aliás, entrou, né? Pq até hj não sei no que deu essa história. Mas… Read more »

camargoer

Olá Jadson. O satélite geoestácionário (SGDC) foi lançado em 2018 e logo se tornou tema de privatização. Ele é dividido em uma parte civil administrada pela Telebrás e outra militar administrada pela Defesa. Originalmente, ele seria administrado pelo Min. Ciência e Tecnologoa (MCT) mas Temer fundiu o MCT com o Ministério das Comunicações. No atual governo, ainda existe uma pressão no MInEconomia pela privatização da Telebrás e consequentemente do SGDC. A proposta original da privativação do satélite foi do Kassab e atualmente segue sendo uma ideia defendida pelo pauloguedes.

Jean Jardino

A Industria do armamento na Franca nunca teve tao aquecida como agora, Rafales entregues a India, com opcao de mais compras, Rafales entregues ao Egito, como mais 30 ja aprovados, Rafales para Grecia, Rafale franco favorito para Indonesia, Satelite espiao para o Egito,novo porta avioes nuclear aprovado para Franca, novas fragatas FDI ja em construcao, 6 novos submarinos nucleares de ataque ja encomendados, com o primeiro ja em testes no mar, ja aprovado 4 novos submarinos nucleares lancadores de misseis de nova geracao, e o projeto do FCAS com o primeiro prototipo ja voando em 2026 conforme o presidente da… Read more »

Jagdverband#44

Não esquecendo que são OTAN.

Paulo Sollo

“O que estamos vivendo agora é a morte cerebral da Otan”. E. Macron E apesar dele depois se dizer arrependido de ter dito isto, esta situação é um fato. Os europeus não se entendem o suficiente para estabelecerem um novo pacto de defesa entre eles sem a intromissão dos EUA, do qual ainda dependem da força militar. Porém parece que as coisas mudarão rapidamente com a já estabelecida posição da China como maior parceiro econômico da UE, algo que tende a aumentar. E com os investimentos que muitos países europeus estão fazendo em meios de última geração, Meios Próprios, aumentando… Read more »

rui mendes

Não te enganes, a NATO, foi, é e será a defesa Europeia, agora se continuaram lá países como a Turquia, isso se verá.

Paulo Sollo

Amigo, já te matriculaste num curso de mandarim ?
Sugiro que se adiante pois colherá grandes vantagens.

A melhor perspectiva para a Europa é a seguinte:
além da inevitável integração econômica cada vez maior com a China, parar de apoiar o discurso de ódio dos EUA contra a Rússia e buscar uma união estável e amigável com os russos.
Todos vão ganhar tanto economicamente quanto com o fim das tensões militares

Jacinto

Se a Europa quisesse uma relação estável com a Rússia, não teria atraído os paises bálticos para a UE e seu braço militar (OTAN), e não teria se esforçado para fazer o mesmo com a Ucrânia, movimento este e que está na origem do desentendimento entre a Russia e a Ucrania.

Marcello Magnelli

Não, a França abandonou a OTAN ainda nos tempos do De’Gaulle.

Jacinto

Abandonou a OTAN e ainda determinou que todos os militares da OTAN (salvo os franceses, naturalmente) deixassem o território francês… a coisa foi tão feia que o QG da OTAN, que ficava na França teve de ser realocado para a Bélgica

EduardoSP

França é da NATO. O QG sempre foi na Bélgica.

https://www.nato.int/cps/en/natohq/nato_countries.htm

Jacinto

França voltar a integrar plenamente a OTAN em 2009, com o Sarkozy.
E sobre o quartel general, eu me refiro ao quartel general que cuida das operações militares, e cujo nome é Supreme Headquarters Allied Powers Europe (SHAPE), que até 1967 ficava perto de Paris e depois que a França pediu que os militares estrangeiros se retirassem de seu território foi transferido para Mons, na Belgica.
O que sempre foi na Bélgica é mais um centro político do que militar.

rui mendes

4 grandes reabastecedores AOR’s, 10 novos OPV’s, e mísseis novos ou evoluções, Hélis Gepard, programa do novo mbt e aviões guerra electrónica.

Marcelo M

A Dassault sempre teve muita influência política na França, que não raro adota como política de Estado a defesa dos interesses econômicos da empresa privada. Além disso, tem práticas comercias “heterodoxas”, como se previa num país aí da América Latina governado pela esquerda e como se apura hoje na Índia.

https://www.telegraphindia.com/india/rafale-congress-seeks-thorough-investigation-in-2-81bn-euro-loss/cid/1812111

Oganza

Guerra por proxy é bem normal, mas “reequipamento” próprio por proxy meio que é novidade. Quem será o alvo dos Sauditas? Irã, Barein, Turkia, os 3?

Nilo

👍

Wellington R. Soares

Algumas forças armadas estão se destacando ultimamente, além da Egípcia podemos citar também a Austrália.
É de dar inveja essas compras rsrr…
Por aqui o orçamento multibilionário não fecha, os programas precisam ser “esticados”, outros são cancelados…
A hora que der algum B.O contra uma potência estrangeira é só mandar os soldados morrerem na linha de frente e posteriormente assinar os termos de rendição.
Ah mas o Brasil é um país pacifico, não tem inimigos, nossos vizinhos são fracos…..

Jagdverband#44

França é espinha dorsal da Otan.

Nilo

Permita descordar, diria que, espinha dorsal da Otan EUA.

Last edited 1 mês atrás by Nilo
Mk48

x2!!!!.
100% de acordo.

Jagdverband#44

Pensei no território europeu Nilo.
Com certeza, em termos off Europa, sim, são os EUA.
Você está correto.

Mk48

O Egito possui uma vantagem enorme , financeiramente falando, por conta do “acordo” de paz com Israel. Os EUA, garantidores do acordo, destinam bilhões de dólares ao Egito anualmente. Faz parte do acordo.
.
Com uma receita dessas, liquida e certa, facilita as compras de armamento pelo Egito.

Last edited 1 mês atrás by Mk48
Jagdverband#44

Acho que os sauditas também dão muito din din para o Egito.

Jacinto

Alem da Arábia Saudita, outros paises árabes ajudam o Egito. Em 10 anos foram mais de 90 bilhões de dólares em ajuda, que nao e apenas em dinheiro, mas também com fornecimento de materiais e outras benesses.

Antunes 1980

O povo deve morrer de fome. Nenhum país com o PIB mediano como é do Egito, seria capaz de gastar tanto em detrimento a outras áreas do país, como infra, saúde, educação e pesquisas.

Carlos Campos

são miseráveis, vi um vídeo antes da pandemia e fiquei triste, imagina agora, mas eles vivem uma área ruim do planeta, até entre ele muçulmanos se matam, dizem que é por um ser xiita e outro sunita, mas é mentira, grupos de poder ganham milhões em vendas de armas, e outras coisas.

Teropode

Um viva para o novo Faraó Al SISI , o Egito se tornando indigesto .

Pedro

Pessoal que entende bem de Geopolítica, contra quem o Egito tanto se arma? Israel? Irã? Ou só compra par encher bolso de militares?

Jota Ká

Nenhuma grande ameaça sofre o Egito.
Os grandes investimentos em armas (apesar do estado miserável do povo) ocorre porque os militares estão no poder desde 1954 – Nasser, Sadat, Mubarak e al-SIsi (exceto um curto período da primavera árabe). Aplica-se no caso o ditado popular “farinha pouca, meu pirão primeiro”. Poderá ocorrer o mesmo no Brasil, se o “seu Jair” e os generais se perenizarem no poder. 🙂

Reportagens especiais

O Rafale apresentado por quem entende

O Poder Aéreo participou de uma coletiva com a imprensa especializada fornecida pela Dassault Aviation na LAAD 2009. A exposição...
- Advertisement -
- Advertisement -