segunda-feira, outubro 25, 2021

Gripen para o Brasil

Avião de transporte militar Il-112V da Rússia conclui com sucesso o segundo voo de teste

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O Il-112V é o primeiro avião de transporte militar desenvolvido do zero na Rússia no período pós-soviético

VORONEZH, 30 de março./TASS/. O mais recente avião de transporte militar Il-112V da Rússia completou com sucesso seu segundo voo do campo de aviação da planta de aviação de Voronezh no dia 30 de março.

O Il-112V subiu aos céus para seu segundo voo às 11h35 (horário de Moscou) e o completou com sucesso, pousando às 12h04 (horário de Moscou).

O novo avião de transporte militar realizou seu voo de estreia no aeródromo da planta de aviação de Voronezh em 30 de março de 2019. O segundo voo previsto para abril de 2020 foi cancelado durante a reconstrução da pista que agora está concluída.

Após seu primeiro voo, o avião Il-112V foi finalizado. Em particular, os fabricantes de aeronaves reduziram seu peso, que era maior do que a massa especificada pelo cliente.

O Il-112V é o primeiro avião de transporte militar desenvolvido do zero na Rússia no período pós-soviético. O trabalho de desenvolvimento do avião está em andamento na Ilyushin Aircraft Company (parte da United Aircraft Corporation dentro da empresa estatal de tecnologia Rostec) desde 2014.

O Il-112V é projetado para transportar até 5 toneladas de cargas e transporte de pessoal, equipamento militar e armamento. A Rússia está desenvolvendo o avião para substituir os aviões turbo-hélice An-26 e An-24. Sua produção em série está prevista para 2023.

FONTE: TASS

- Advertisement -

50 Comments

Subscribe
Notify of
guest
50 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jad Bal Ja

Que bicho feinho, não que aviões de transporte sejam lá muito diferentes entre si, mas essencialmente tem algo meio desengonçado nesse aí. O que claro não quer dizer que seja ruim, tá ai o feioso Hércules voando até hoje né?

Vinicius Momesso

Eles poderiam ter feito uma versão menor do Il-76 já que é um avião consolidaldo na aérea.

Last edited 6 meses atrás by Vinicius Momesso
JuggerBR

Gordinho e curto, desproporcional…

CESAR ANTONIO FERREIRA

Então… O C-27 é um padrão de beleza, suponho?

É uma aeronave muito bem desenhada, Boa visibilidade oferecida aos tripulantes, área de carga volumosa, empenagem em “T” e supreendentemente a cabine com painéis em azul bebê e cinza resultou num aspecto agradável aos olhos…

Qual é o problema com este projeto?
Aparentemente, nenhum.

Ted

Claudino

tirando a dependência da Antonov, faz bem para a Rússia não depender de importações.
Quanto à ucrânia, nem vende mais nada pra Rússia e tão pouco seus agora aliados ocidentais compram algo dela. Acho que fez um mal negócio trocando a Rússia por particamente nada.

ERNANI BORGES

E quando o Brasil fez negócios com eles (acordo na área aeroespacial) deu no que deu: jogamos 1 bilhão no lixo.

José

Pior que têm generais querendo fazer negócios com ucranianos novamente.

Elias

É mais naqueles tempos o negócio saiu por que havia carta branca e o objetivo não era o foguete em si.
Diferente de hoje , que a mídia lacradora está em cima( e estranhamente não naqueles velhos tempos)….

sub urbano

O brasil nao pagou a Ucrania. A ideia foi mto boa o Ciclone era um lançador medio q seria competitivo no mercado contra o soyux, os chineses e o lançador medio indiano.

Elias

Agora fiquei em dúvida, o negócio saiu ou não saiu ? Pagamos ou não pagamos, o colega acima disse que o Brasil pagou o 1 bilhão…. como é que fica ?

Elias

https://tecnoblog.net/meiobit/311906/cyclone-4-brasil-estaria-prestes-a-romper-acordo-de-foguete-com-ucrania-para-talvez-favorecer-russia/
Procurei e achei post da época,, alguns não vão gostar dos presidentes citados .. mais uma vez ele….😁

Maurício Veiga

Essa tecnologia foi comprada pela SpaceX tendo como garantia contratos futuros com a Agência Espacial Americana, o contrato tem cláusulas de exclusividade$$$ não sobrou nada para os outros interessados…

Jad Bal Ja

Nada ainda é melhor do que virar fantoche russo.

João Adaime

O texto está certo? Só 5 mil quilos de carga? O Casa leva 9 mil quilos e o Spartan 11,5 mil quilos.
Claro que deve ser um segmento que atende muito bem às necessidades do cliente, mas achei bastante “robusto” para tão “pouca” carga.

Paulo Sollo

As aeronaves que ele substituirá levam o mesmo peso. Inclusive ele tem o mesmo comprimento delas porém a fuselagem é mais larga para cargas mais volumosas.
Se eles decidiram manter a mesma capacidade de carga é porque esta capacidade preenche necessidade estratégica em sua cadeia logística e tem alta demanda, e sem os custos dos cargueiros maiores que eles tem.

João Adaime

Caro Paulo
Exatamente, conforme já tinha dito:
“Claro que deve ser um segmento que atende muito bem às necessidades do cliente”.
Apenas achei que ele aparenta poder mais.
Abraço

Rommelqe

Caro João: um aspecto importante é que na maioria dos casos o parâmetro que limita o transporte aéreo é o volume. Veja por exemplo, o caso do C130, em cuja origem sua capacidade foi determinada pélo volume de um componente do Missil Minute Man, cujo peso de transporte era inferior à capacidade da aeronave.
Atiualmente temos o caso do KC-390 tranportando oxigênio. Note que raramente o peso embarcado atinge o limite. Abs

Caerthal

Talvez sejam 5 mil kg em condições mais difíceis, pistas semi-preparadas ou muito curtas.

Há informações que esse motor turbo-hélice ainda não apresenta confiabilidade adequada, o que irá atrasar a certificação do Il-112 bem como do Il-114, este de passageiros.

Kemen

Depende do CASA Colega João, o CN 235 5.000 kg / C 295 9.250 kg / C 101 2.700 Kg.

O C 130 carrega 19.000 kg
O C 390 carrega 26.000 kg

Last edited 6 meses atrás by Kemen
João Adaime

Certo. Eu me referia ao “nosso” Casa, o C 295.
Abraço

Rinaldo Nery

7 mil kg. Meu filho é instrutor de C-105 no 1°/9°.

Fabio Araujo

Ele lembra um pouco o EADS-CASA C-295 só que tem uma capacidade de carga menor já que ele até 5 toneladas e o C-295 chega em torno das 9 toneladas!

João Adaime

Prezado Fábio
Para mim ele lembra mais o C-27 Spartan.
Abraço

c 27 spartan.jpg
Fabio Araujo

Realmente!

leonidas

Achei muito parecido com o AN 70

Nilton L Junior

Resolvendo seus problemas dependência da Ucrânia, se é que alguma vez chegou a ser problema essa dependência.

nonato

Um grande desafio para a indústria aeronáutica russa…

Clésio Luiz

Sinceramente não vejo a feiura expressada pelos outros comentaristas.
O projeto apenas segue a risca o pragmatismo que norteia desenhos tipicamente russos. Sem frescuras nem fru-frus desnecessários.

E falando em aparência, o cockpit pintado em azul-turquesa, que remete aos cockpits analógicos da era soviética, contrasta com as modernas telas de LCD. Sem dúvida uma combinação inusitada nos dias de hoje.

Rommelqe

Mais uma vez concordo contigo! Abs

CESAR ANTONIO FERREIRA

A feiura dita fica por conta do preconceito de origem dos emitentes…

Luigi

Qual é a dos russos e seus cockpits azulados ?

Maurício.

Luigi e Mk48, o cockpit das aeronaves russas são pintados de azul porque teoricamente essa cor traz calma e tranquilidade para os pilotos, bem, é o que dizem.

Willber Rodrigues

Se chama “teoria das cores”, e é exatamente como você explicou

Adriano Madureira

O velho azul Brastempovisky

José

O que tem a ver o infeliz destino de Oleg Antonov que morreu já têm quase 40 anos com um avião sendo testado pela Ilyushin em 2021?
Deveria comentar sobre Sergey Vladimirovich Ilyushin.
Abraço.

Filipe Prestes

Off Topic: A Dassault está em conversações com a Ucrânia pela compra de Rafales versão F-3

Mauro Cambuquira

Argentina também!

José

Kkkk

Filipe Prestes

Nem nos sonhos mais molhados deles

Filipe Prestes
Adriano Madureira

Nem com um cafetão bom ou um suggar daddy eles compram Rafale…

Tomcat4,2

É o priminho do Spartan, Spartanovisk !!!

Sergio Cintra

O que me chamou a atenção é o pouco flap tanto na decolagem, qto na aterrisagem.nas filmagens feitas.

Marcos

É um tipo diferente de Flap chamado de Flap Fowler que aumenta a área da asa sem aumentar tanto o ângulo dó Flap.

Alejandro Pérez

Invariavelmente seguimos com a cor azul turquesa nas cabines. Típicamente russo.
Bonito avião!

Dr Telemaco

Ele tem essa capacidade pois se trata de um nicho antigo das forças armadas russas. Não por acaso tem um desempenho semelhante ao do An140.
Segundo li, o plano era que os An-26 (e derivados), Let-410 e até mesmo alguns Yak40 (usados para transportar carga) seriam substituídos por uma única aeronave, que seria o An140. Quando as entregas começaram, veio a questão da Crimeia e aí ficaram sem os Antonov.
A solução foi reativar e acelerar o desenvolvimento do Il -112V.
Eu achei bem bonito, mas gosto não se discute .

José

Cara sua insistência em ficar apenas criticando e fazendo comparações que fogem do assunto está beirando a azia.
Seguir o padrão ocidental?
Aeroporto Internacional de Moscou nas décadas de 60/70?
Pessoas assim que acabam com o site.
Tipo tá acontecendo com o C@vok.
Melhoras.
Abraço.

Adriano

“Meu achometro”, Concordo com os comentários, desproporcional, sei lá, achei a asa estreita em relação ao tamanho do avião.

Adriano Madureira

Achei ele bem pequeno para o padrão russo, mas como ele está sucedendo aeronaves do mesmo top,não é tão estranho…

Antonov-26comment image

Antonov-24
comment image

Last edited 6 meses atrás by Adriano Madureira

Últimas Notícias

IMAGENS: Cerimônia do Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira

Por André Magalhães Aconteceu na manhã do dia 22 de outubro, na ALA 1, em Brasília (DF), a cerimônia alusiva...
- Advertisement -
- Advertisement -