quinta-feira, agosto 5, 2021

Gripen para o Brasil

Rostec vai unificar a UAC, Sukhoi e MiG

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A estatal russa Rostec anunciou que a United Aircraft Corporation (UAC) e os fabricantes de caças Sukhoi e Mikoyan-Gurevich serão fundidos em um único centro de fabricação de aeronaves em Moscou. A UAC compreende as marcas Ilyushin, Irkut, Tupolev e Yakovlev. A otimização deve economizar US$ 1,7 bilhão.

“As transformações estruturais, um programa de otimização de custos, transformação do modelo industrial, bloco de pesquisa e desenvolvimento, transformação digital da UAC visam aumentar a utilização das instalações produtivas e aumentar a produtividade do trabalho”, segundo nota da Rostec, citada pela TASS. “A reforma será implementada em etapas ao longo de vários anos.”

Além da instalação de montagem de aeronaves, um Centro Unificado de Engenharia e Design em Moscou deve reagrupar todos os escritórios de design de aeronaves. O pessoal de engenharia e projeto não deve ser afetado pela reestruturação.

Criada em 2006, a United Aircraft Corporation foi adquirida pela Rostec em 2018 em um esforço para consolidar os ativos de aviação da Rússia.

A Rostec agrupa mais de 700 empresas organizadas em 14 holdings: 11 delas no setor de defesa e três no civil.

FONTE: Aerotime Hub

- Advertisement -

76 Comments

Subscribe
Notify of
guest
76 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antoniokings

Eita!
Vai virar um monstro!

Agressor's

Um super mecha megazord…

Palpiteiro

A informação em outro sites é que estão com uma dívida imensa. Estão se organizando para cortar custos.

Antoniokings

Também.
Mas a união dos dois escritórios de design será incrível.

Ari Levinson

Sim! Um “mostro” cujos produtos perdem acentuadamente competitividade e ainda por cima pesadamente endividado

Antoniokings

Não sei o que é mais competitivo.
Fabricantes de quipá ou a Boeing vendendo meia duzia de aeronaves para a SW.

Ari Levinson

Quantos Sukhoi Super Jets a Rostec vendeu mesmo!?

Leandro Assis

Não gosto desse fla-flu e por isso já vou avisando que não defendo nem um e nem outro mas vale lembrar que muitas competições que os aviões Russos perdem se dão por conta a pressão e ameaças que os EUA lançam contra interessados em adquirí-los, não em si pela inferioridade, em comparação com análogos ocidentais.

Paulo Araújo

Vai ser a Lockheed da Rússia…

DSC

Como assim?

nonato

Só tem ela. Domínio total…

DSC

Nos EUA, a Boeing, a Northrop Grumman Corporation, a Raytheon Technologies Corporation, etc…, são o quê?
Clubes de futebol?

Last edited 4 meses atrás by DSC
nonato

Caças praticamente só a LM.
F 22 e F 35, que, a princípio, visava substituir F 16, F 18, F 15…
Todo mundo sabe que faz tempo que a Boeing não ganha nada.
Até esses F 15 X, de que gosto muito, são maia para a Boeing não ficar de maos vazias.
E também devido a problemas com o F 35.
Ou seja, em tese, só dá LM nos Estados Unidos, o que não é bom.
Na Rússia, a mig era importante.
Ultimamente, só dá Sukhoi…

José

Não é só na aviação
Navios e submarinos também

DSC

Não é só LM nada. E nunca foi, e pelo menos tão cedo, também não será só LM. A LM fabrica hoje F-16 Block 70/72 e F-35A/B/C. E continuará fabricando F-16 Block 70/72 no curto prazo, e F-35A/B/C por muitos anos. Mas a Boeing também fabrica hoje, e continuará fabricando no curto prazo, F-15 Advanced, e F/A-18E/F Super Hornet/EA-18G Growler.  E para além disso…: -A Boeing ganhou o T-X; -A Boeing é uma empresa parceira importante no programa F-22: https://www.boeing.com/history/products/f-22-raptor.page “… Boeing in Seattle, Wash., built the wings and aft fuselage, including the structures necessary for engine and nozzle installation,… Read more »

Last edited 4 meses atrás by DSC
Matheus

Northrop foi comprada pela Boeing já tem um tempinho ja. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

DSC

Isso nunca aconteceu.

Wagner

Estaria a Russia fortalecendo sua estrutura industrial de olho no conflito China-EUA que se avizinha?

Zorann

A Rússia está preocupada em cortar gastos e aumentar a produtividade. Ou seja, baratear o custo do produto final.

Só espero que mantenham os nomes… nem que seja apenas pela tradição.

José

Tem um vídeo no YouTube com Edmundo Ubiratan da AERO Magazine e Cláudio Lucchesi da Revista ASAS e outros em que o Lucchesi explica como era feito desde a URSS até hoje o desenvolvimento de projetos e construção em locais diferentes.
Bem interessante o vídeo deles.

José Marcelo Garcia

Posta o link….

Jodreski

Olha eu só do time que acredita piamente que nunca haverá conflito entre grandes potências. EUA ensinou ao mundo que diplomacia é resolvida com muita pólvora. Natural que a China sendo a segunda economia do mundo (e visando ser a primeira) construirá uma força bélica proporcional ao seu poder econômico. Os EUA não se tornaram quem são na base da conversa, na verdade até foi na base da conversa sim, mas durante o diálogo ele sempre deixou claro que se fosse preciso usaria sua máquina de guerra para defender os interesses americanos. E só de citar as forças americanas muitas… Read more »

nonato

Só a título de curiosidade, os japoneses chegaram a atacar a Califórnia na segunda guerra mundial…

Alexandre Cardoso

Não se chega a atacar, se ataca ou não, … na segunda guerra mundial, sim, os japoneses atacaram os EUA, dois bombardeiros, se não me engano daqueles lançados por submarino. Mas tb, até onde sei, foi a 1ª e única vez que aconteceu.

Dr. Pimpolho

Os Japoneses invadiram as Ilhas Aleutas (Alaska).

Mgtow

Até parece que num conflito China-Russia vai vender armamentos para o lado americano Sonha.

Wagner

Talvez o colega, na sua rasa compreensão da realidade, não tenha pensado que, na possibilidade de um eventual conflito barra-pesada entre EUA e China, a Russia vai sobrar como A grande potencia militar quando a poeira baixar. Unir as empresas sob controle unico, reduzir custos e fortalecer o parque tecnologico é uma jogada interessante que, alem de enxugar a maquina ainda facilita o gerenciamento em caso de conflito ali nas suas fronteiras. Quanto aos EUA e China entrarem ou nao em conflito, sugiro a leitura sobre “a armadilha de Tucídides”.

Mondelo

Wagner, do jeito que o Biden está provocando os russo, acho difícil os russos conseguirem ficar de fora em um hipotético conflito entre os dois.

Fabio Araujo

A coisa vai funcionar se não colocarem todos os ovos no mesmo cesto, pode ser uma única empresa, mas seria bom ter mais de uma fábrica do futuro grupo!

klevston

A MIG SUKHOI juntos,poderá se fortalecer,o óbvio muitos empregados na rua,não há dúvida nisso….a MIG parece que estava se perdendo há anos.

nonato

A Embraer poderia contratar alguns engenheiros da mig..

nonato

A mig é uma importante indústria aeronáutica.
Para quem não sabe, os chineses contrataram muitos engenheiros ucranianos para ajudar na sua indústria militar.
Quem sabe não foram importantes…

Andre

Deveriam é fechar a Mig. Depois do Mig21 só fez alvos….

Leandro Costa

Tipo o MiG-29, MiG-35, MiG-31…? São alvos pra lá de bons.

Andre

O mig29 é um ótimo alvo. Passou vergonha em todos os combates que participou….o 31 e o 35 são só propaganda, não enfrentaram nem uma andorinha para sabermos se são bons…

Leandro Costa

É bom ler as avaliações dos pilotos ocidentais sobre o MiG-29 antes de avaliar a aeronave pura e simplesmente pela atuação de pilotos mal treinados antes de falar besteira.

MiG-35 seria uma versão moderna do MiG-29, mais capaz ainda, só que não emplacou como as variantes e descendentes dos Su-27. Simples assim.

O MiG-31 foi o MiG-25 que deu certo.

Andre

Eu gosto de ler os dados dos números de vitórias e derrotas em combates aéreos.

O mig29 tem a sorte de ter aos seu lado tantos fãs da antiga urss que ainda culpam os operadores pelo fracasso de seus equipamentos. Até na guerra Etiópia x Eritreia ele foi mal e conseguiu a façanha de ser o único avião de quarta geração abatido pelo su27.

Talvez o grande erro de seus operadores tenha sido escolher esse vetor.

Leandro Costa

Seu próximo passo deveria ser ler sobre o contexto nos quais as aeronaves foram colocadas em serviço e operadas. Ler apenas os números de vitórias aéreas não conta a história toda. Meus elogios acerca do MiG-29 são provenientes de fontes americanas, ao invés de russas. Se quiser fazer uma rápida pesquisa na internet e tiver boa vontade de ler à respeito, pode checar os links abaixo: https://www.airspacemag.com/military-aviation/truth-about-mig-29-180952403/ https://www.rand.org/content/dam/rand/pubs/reports/2007/R4000.pdf Esse último é um ‘paper’ da Rand sobre a aeronave ainda no final dos anos 1980, que fala de um americano que teve a oportunidade de voar o MiG-29 naquela época. Preste… Read more »

Andre

Obrigado Leandro por compartilhar o relatório do Rand. São sempre muito detalhados. Esse eu não conhecia. Me chamou a atenção algumas partes da seção em que ele apresenta suas impressões sobre o avião. Primeiro a que ele inicia esse capitulo, dizendo que ele não iria fazer uma avaliação formal já que lhe faltavam as credenciais de um piloto de testes e que ele havia experimentado apenas limitada amostragem da pilotabilidade (péssima escolha de palavra, mas não lembrei de outra, me desculpe) e das características de performance da aeronave. Segunda coisa que me chamou a atenção de quais aviões ele comparou… Read more »

rodolfo

Mig 31 é bom apenas pro piloto desertar no Japão

Last edited 4 meses atrás by rodolfo
nonato

Ótimo caça interceptador.
No Brasil, seria muito útil baseado em Anápolis…
3500 km/h…
Em meia hora chegava em qualquer ponto do país com vários mísseis de longo alcance…

Leandro Costa

Discordo totalmente. Embora eu goste do MiG-31 e o ache uma excelente aeronave para a função para a qual foi projetado, eu o vejo como uma péssima opção para o Brasil.

Leandro Costa

Acho que você está confundindo com o MiG-25. Que por sinal pode não ter sido um interceptador de sucesso devido à falta de tecnologia eletrônica embarcada e mísseis não tão confiáveis, mas ainda assim cumpria seu papel. Como reconhecedor foi mais eficiente.

Andre

E todo mundo ver que ele não é aquilo tudo que imaginavam….

Antoniokings

Deixa graça, rapá!
Já postei aqui os relatos de F-15, F-18 e outros que foram abatidos por Mig-25s e Mig-29s no Iraque.
Há pouco tempo, descobriram o corpo do F-18 abatido lá.
Agora, imagine essas máquinas em mãos russas ou chinesas.
Papo furado!

Antoniokings

O piloto era o Tenente-Comandante Scott Speicher e teve seu F-18 derrubado a cerca de 160 km a oeste de Bagdá, em 17/01/91 por um MIG-25 iraquiano..

Leandro Costa

Speicher foi abatido por um MiG-25. Um dos pouquíssimos sucessos dele em combate contra outras aeronaves. O que prova que nenhum avião é invencível.

Já abate de F-15, até o momento não há qualquer confirmação de qualquer fonte séria. F-15’s foram perdidos em combate, se não me engano, mas apenas por armamento antiaéreo.

Ari Levinson

Mérito do piloto iraquiano que conseguiu tamanha proeza em um avião do tamanho de um A320 e que manobra bem menos! Está na mesma categoria do feito de um piloto da RN que abateu um Mig-15 com um Sea Fury a pistão na Guerra da Coreia

Leandro Costa

Isso aí. O cara soube aproveitar a oportunidade.

Ari Levinson

Fonte: Vozes da minha cabeça e Arial 12 O fato é que o score de combate do F-15 está em 104-0 a favor! Sinto muito…rs! Ps: A última vez que pilotos chineses estiveram em combates aéreos foi na guerra da Coreia, há 70 anos atrás, ocasião em que segundo os próprios russos tinham o péssimo hábito de serem tão ruins que colidiam com o terreno. E em exercícios simulados perderam para os Gripen Tailandeses Ps2: A última vez em que pilotos russos estiveram em combate foi em julho de 1970, quando perderam 5 Migs-21 contra os Mirage e Phantoms israelenses,… Read more »

Andre

O mais engraçado é como cada vitória de aviões de origem russo-soviéticas é comemorada. São eventos tão raros que os baba ovos sabem o nome do piloto, o avião, a data, a hora,….

Deve saber tbm do f16 paquistanês abatido pelo mig21 indiano. Deve saber o nome do operador da bateria anti-aérea síria que abateu um F16.

imagine se alguém sabe o nome o nome e a data de todos os aviões derrubados pelos f14 iranianos ou pelos f15 e f16 israelenses?

Last edited 4 meses atrás by Andre
Jadson Cabral

Pelo que entendi não vai ser uma fusão em si e as respectivas empresas continuarão existindo. O que acontecerá é algo semelhante a criação de uma joint venture entre as empresas. Um escritório será criado onde os projetos que tiverem sinergia deverão ser executados em parceria para economizar dinheiro e aumentar a eficiência.

Jagdverband#44

Sabemos que o Putin governa como uma máfia, se apropriou das estatais do tempo da união soviética e formou verdadeiros feudos. O livro “Alerta Vermelho”, de Bill Browder, relata com riqueza de detalhes o que aconteceu entre 89-91 lá.

Vinicius Momesso

Ao contrário das Big Techs americanas que viraram literalmente um cartel tecnológico, sendo cada qual com seu “Putin” no comando.

Hélio

Olha o choro do liberal aí.

Jagdverband#44

Não é choro não. Já tive a oportunidade de viajar à Rússia. Não vi nada de diferente de um certo país latino americano deitado eternamente em berço esplêndido. Ou seja, não adiantou nada o Czar Putin ficar no poder. A maioria continua na M.
Agora, se tu quer ver algo bacana, vai para a Suécia. Ops não! Lá é LIBERAL demais para ti.
O choro é livre.

Emerson Gabriel

Engraçado, eu fui em 2018 na copa lá e vi algo diferente de você. Uma mistura interessante do antigo com o novo em várias áreas. E não me lembro de ter visto favelas igual tem aqui. Concordo que Putin não é nenhum mocinho, mas é um Líder. Coisa que não temos aqui. PS: Antes que me xinguem, não, eu não sou de esquerda. ( Aqui tem que avisar )

Mondelo

Sim, nada de diferente mesmo, nos aqui projetamos foguetes, caças navios, somos uma grande potencia militar. Nos estamos entre os países mais temidos do mundo, com uma grande influencia geopolítica. Realmente nosso país e muito parecido com a Rússia.

Uma pergunta, você foi a Rússia nos anos 90 também?

A Suécia a décadas é uma economia liberal e já colhe a bastante tempo os benesses de tal situação econômica. A Rússia viveu em um regime comunista altamente burocrático e com uma economia extremamente centralizada durante quase um século. Não da para comparar a situação dos dois países.

Andre

Para você que já entendeu as benesses de uma economia liberal, principalmente quando comparada a um regime comunista altamente burocrático e com uma economia extramente centralizada, realmente não precisa comparar.

Infelizmente ainda existem aqueles que acham que ser liberal é ser de extrema direita, quase um fascista, e chamam as pessoas de “liberal” como se as tivesse xingando.

Munhoz

Novos métodos de desenvolvimento estão sendo estudados nos EUA, eles conseguiram reduzir drasticamente o tempo entre o projeto e o voo inicial do protótipo, é bem provável que o desenvolvimento de projetos num futuro próximo vai seguir essa linha.

A Rússia esta simplificado as sua linhas de produção.

nonato

É o que eu crítico há muito tempo. Na segunda guerra mundial e logo depois armamentos eram desenvolvidos e produzidos a toque de caixa. Hoje em dia a tecnologia melhorou. é possível fazer projetos no computador, simular, em vez de milhares de folhas de desenhos. Aí o futuro caça europeu querem levar 20 anos. Em 20 anos. Tudo pode mudar (plagiando a rádio bandnews: “em 20 minutos, tudo pode mudar “). Na minha opinião, 2 a 5 anos é tempo de sobra. A tecnologia que não está desenvolvida ainda, coloca depois, tipo motor do SU 57… Outro problema são os… Read more »

Nilton L Junior

Demorou.

Gabriel BR

Nasce um gigante da aviação militar !

Ari Levinson

Nasce apenas um conglomerado estatal ineficiente, corrupto e cujos produtos cada vez mais perdem competitividade no mercado

Ah! E também pesadamente endividado (530 bilhões de rublos)

jonas123

Eu acredito que as fábricas continuem separadas. Senão 1 único míssil nuclear poderia destruir toda a capacidade produtiva de Aeronaves na Rússia.

Lucas Carvalho

Acredito que tudo ficará como está,apenas a parte intelectual é que irá de unificar.

Ivanmc

Jonas123, e quem teria “coragem” para atacar a Rússia com 1 míssil nuclear?

Last edited 4 meses atrás by Ivanmc
Emerson Gabriel

Foi o que pensei. Quem for atacar a Rússia não será com um único míssil nuclear

willhorv

Este Su 34 é show não….tem até espaço para a tripulação dar uma pestana…kķkk

Jad Bal Ja

Mas a UAC já não era um holding que juntava essas empresas? Essa estrutura russa é uma confusão danada.

fewoz

Exatamente, é uma confusão. Uma verdadeira salada russa. Acho que os russos estão na direção correta. Unificar tudo e deixar apenas um nome forte. É o caminho óbvio para países sem o tamanho de EUA ou China.

Diogo de Araujo

Na verdade o pouco mercado que a rússia tem será engolido ferozmente pela china. É inevitável, questão de tempo.

Ari Levinson

Essa medida, absolutamente tardia, deixa absolutamente clara não apenas a perda de competitividade da indústria aerospacial russa como também a incapacidade do Estado Russo em mantê-la algo demonstrado na altíssima dívida do setor (530 bilhões de rublos)

Leandro Assis

Rússia está seguindo o grande exemplo da China que controla todo desenvolvimento e fabricação de artefatos militares, desde a exploração ou compra de materiais primas, até a total finalização do produto. Isso faz com que o orçamento destinado a defesa seja melhor aproveitado, tornando os investimentos realmente maiores do que se aplica. Os EUA sempre gastam muito mais em seus desenvolvimentos por contarem com várias empresas privadas no setor.
https://youtu.be/zI8wN64LHuo

Ari Levinson

A Indústria aerospacial russa encontra-se em grandes dificuldades hoje e as mesmas não são causadas apenas pela estrutura anacrônica herdada da antiga URSS que separa os bureaus de design das fábricas. A verdade é que as empresas encontram-se pesadamente endividadas com os bancos visto que uma vez que o Estado Russo repassa valores inferiores aos dispendidos no desenvolvimento e produção das aeronaves para a VKS as mesmas precisam contrair empréstimos para saldar seus compromissos e como resta bem claro da notícia o nível de endividamento da mesma atingiu valores inaceitáveis (530 Bilhões de Rublos).  Para piorar o fluxo de encomendas… Read more »

Luiz Trindade

Vai unir todos num esforço enorme de cortar custos mas vai cortar a competitividade e criatividade da aviação russa. Senão pintar outras fabricantes talvez seja o começo do caminho do fim de grandes indústrias aeronáuticas russas!

Últimas Notícias

Taiwan conclui as avaliações operacionais do míssil Sky Sword II aprimorado

Novo míssil projetado pelo NCSIST de Taiwan tem alcance estendido de 60 km TAIPEI (Taiwan News) – Oficiais militares disseram...
- Advertisement -
- Advertisement -