segunda-feira, maio 10, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer divulga os resultados do 4º Trimestre e do ano de 2020

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

DESTAQUES
• No 4T20, a Embraer entregou 28 aeronaves comerciais e 43 executivas (23 jatos leves e 20 grandes) e em 2020 foram 44 aeronaves comerciais e 86 executivas (56 jatos leves e 30 grandes). Sua carteira de pedidos firmes (backlog) alcançou US$ 14,4 bilhões;
• A Receita líquida atingiu R$ 9.812,0 milhões no 4T20 e R$ 19.641,8 milhões no ano de 2020, representando crescimento de 14% em relação ao 4T19 e queda de 10% em relação ao ano anterior, respectivamente;
• No 4T20, excluindo-se os itens especiais, o EBIT1 e EBITDA² ajustados foram de R$ 406,8 milhões e R$ 783,4 milhões, respectivamente, levando a margens de 4,1% e 8,0%, respectivamente. No ano, o EBIT e o EBITDA ajustados foram de R$ (523,7) milhões e R$ 437,6 milhões, com margens ajustadas de -2,7% e 2,2%, respectivamente, tendo sido impactados principalmente pelo fraco resultado da Aviação Comercial no contexto da pandemia da Covid-19;
• No 4T20, a Embraer apresentou Prejuízo líquido ajustado (excluindo-se impostos diferidos e itens especiais) de R$ 70,2 milhões e Prejuízo por ação ajustado de R$ 0,10. Em 2020, a Embraer reportou um Prejuízo líquido ajustado de R$ 2.372,3 milhões e um Prejuízo por ação ajustado de R$ 3,22;
• No 4T20, a Embraer reportou uma melhora significativa em sua Geração livre de caixa ajustado que foi de R$ 3.709,3 milhões, levando a um Uso livre de caixa ajustado de R$ 4.757,8 milhões em 2020;
• A liquidez da Companhia permanece sólida e fechou 2020 com um caixa de R$ 14,3 bilhões, acima dos R$ 11,2 bilhões de 2019. Ao final de 2020 a Embraer apresentava uma posição de Dívida líquida de R$ 8,8 bilhões;
• Devido à incerteza relacionada à pandemia da Covid-19 e seus impactos na indústria, a Companhia decidiu por não publicar, nesse momento, suas estimativas financeiras e de entregas para 2021.

Para acessar o release completo, clique aqui.

SOBRE A EMBRAER
Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer completa 50 anos de atuação nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança, Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Para mais informações, visite o site embraer.com.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

12 Comments

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
rodolfo

Meu patrão cancelou a compra do Phenom 300. Sem incentivos do governo a Embraer vai quebrar.

Fernando EMB

E com certeza tu és um analista de balanços para afirmar isso né… É cada uma viu!!!

Sequim

Empresa sólida, com boa carteira de pedidos, com bom fluxo de caixa e relação dívida/faturamento razoável.

Matheus

Pelo que entendi, apesar da pandemia a empresa teve um crescimento, pouco, mas cresceu.

Willber Rodrigues

Como diria a minha avó: melhor pingar do que faltar…

Régis

Atenção, assunto off-topic muito importante: o governo russo decidiu acabar com a MiG e a Sukhoi. As duas empresas, junto com a UAC (United Aircraft Corporation), serão fundidas em uma nova empresa.

Nilo

Como diz meu avô, depois da estupidez do excesso vem a estupidez da escassez. Dez 2020 BNDS, abriu a carteira em R$3 bilhões, em Jan 2021 aprova 450 milhões, para exportação, paga a Embraer em real e recebe em dolares.

Last edited 1 mês atrás by Nilo
Matheus

Depois reclamam que a mesma queria fusão com outra empresa estrangeira.

Filipe Prestes

Ainda bem que a empresa está, aos poucos, superando o “trauma”causado pela Boeing e também deixando a crise para trás. Vendeu um bom número de aeronaves da classe executiva (algo que acho que deveriam explorar mais) e 28 unidades dos E-1/E-2. A novidade de dias atrás sobre o possível turbo-hélice e acordo com um parceiro (acredito que algum fabricante de motores para ser sócio de risco) já trazem novas perspectivas, mesmo cautelosas, á Embraer.

nonato

Offtopic:
Inovação tecnológica na Embraer para reduzir ruídos em 20%.
https://www.blogdobg.com.br/em-parceria-com-a-embraer-usp-desenvolve-tecnologia-que-reduz-ruido-de-avioes-em-20/

Filipe Prestes

Olha, já podem incorporar ao “E3” pra reduzir o ruído típico de turbohélices.

Nilo

👍

Reportagens especiais

Conheça as armas do caça Saab Gripen E/F da FAB

As armas e pods compatíveis com o caça Saab Gripen E, mas a FAB só adquiriu uma parte até...
- Advertisement -
- Advertisement -