segunda-feira, abril 19, 2021

Gripen para o Brasil

Saab: Sete anos de trabalho árduo e espírito de equipe no projeto de colaboração do T-7A

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Em dezembro de 2013, a Boeing e a Saab AB assinaram um acordo de cooperação para desenvolver uma nova solução de aeronave de treinamento a jato da Família de Sistemas TX, moderna e econômica para uma futura concorrência da Força Aérea dos EUA para substituir o antigo T-38C usado para o treinamento da tripulação. O acordo de cooperação entre a Boeing e a Saab AB cobre o projeto, desenvolvimento, produção, suporte, vendas e marketing do sistema

Graças a uma abordagem modular completamente nova, o desenvolvimento do T-7A desde o conceito até o primeiro voo levou apenas três anos. O resultado do trabalho de desenvolvimento foi uma máquina que oferece uma experiência de treinamento envolvente e é semelhante em desempenho aos aviões de caça.

Trabalho de desenvolvimento rápido

Graças a uma cooperação exemplar, um sistema de treinamento de pilotos completamente novo para o processo de seleção de um novo tipo de aeronave para a Força Aérea dos EUA foi desenvolvido e fabricado em um tempo muito curto. Já em 2016, a Boeing e a Saab lançaram as duas primeiras aeronaves Production Representative Jet (PRJ). Dois anos depois, a Força Aérea dos EUA selecionou a aeronave de treinamento a jato Boeing e Saab T-X e fez um pedido de 351 aeronaves.

Em 2019, a Força Aérea anunciou que o novo sistema de treinamento de pilotos TX seria chamado de T-7A Red Hawk.

Início da produção e instalação

Em 18 de outubro de 2018, a Saab foi contratada pela Boeing para começar a preparar sua própria parte na fabricação do avião e, em janeiro de 2020, a Saab iniciou sua própria parte na montagem do T-7A. Ainda naquele ano, a primeira unidade de produção havia passado por todas as etapas de montagem, tanto no projeto quanto na fabricação. A parte traseira da fuselagem já foi finalizada para a fase de instalação, onde a fiação e os subsistemas são instalados.

Assim que o desenvolvimento do produto para o projeto e fabricação da parte traseira da fuselagem do T-7A for concluído nas fábricas da Saab em Linköping, a produção será transferida para a fábrica de última geração da Saab Aeronautics em Indiana, EUA, garantindo que um novo treinador da Força Aérea dos EUA é fabricado nos Estados Unidos.

O T-7A Red Hawk é uma aeronave completamente nova projetada especificamente para missões de treinamento da Força Aérea dos EUA. A entidade é composta pela própria aeronave, um sistema de treinamento em campo e uma solução de suporte. O T-7A é uma aeronave monomotor com dois estabilizadores verticais e uma cabine escalonada equipada com funções de treinamento modernas. O sistema também é fácil de manter em estrutura, o que garante sua usabilidade no futuro.

A Saab é responsável por projetar e fabricar a parte traseira totalmente instalável da fuselagem. Inclui toda a parte traseira da aeronave, desde a borda posterior da cobertura da cabine até o cone traseiro com todos os subsistemas associados. Asas, lemes e estabilizadores não estão incluídos.

A parte traseira da fuselagem já foi entregue para montagem final

Marcos do Programa

  • 5/12/2013: Boeing e Saab assinam um acordo de cooperação para desenvolver uma solução de máquina de treinamento T-X Family of Systems.
  • 13/09/2016: Boeing e Saab apresentam as duas primeiras versões PRJ da aeronave para a concorrência T-X da Força Aérea dos EUA.
  • 20/12/2016: T-X realiza seu primeiro voo.
  • 24/04/2017: Outro avião do T-X decola.
  • 27/04/2017: Os dois aviões T-X estão voando juntos.
  • 18/09/2017: Saab oferece capacidade de produção de aviões de treinamento T-X nos Estados Unidos.
  • 27/09/2018: Força Aérea dos EUA seleciona proposta da Saab e da Boeing para aeronaves de treinamento T-X.
  • 18/10/2018: Saab recebe um pedido da Boeing para uma aeronave de treinamento a jato T-X.
  • 16/09/2019: A Força Aérea dos EUA anuncia que o nome oficial da aeronave em uso será T-7A Red Hawk.
  • 24/10/2019: A Aviation Week premia o T-7A com o “Prêmio Game Changer”.
  • 10/1/2020: Saab inicia a produção de sua própria parte do T-7A.
  • 6/12/2020: A Saab transfere sua primeira unidade de produção da montagem à instalação final.

FONTE: Saab

- Advertisement -

31 Comments

Subscribe
Notify of
guest
31 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Teropode

Eis ai aquele que origina-ra o substituto do F16 , o novo carregador de piano da USAF .

gordo

Duvido muito que seja o substituto do F-16, mas vejo ele trilhando o mesmo caminho que deu origem ao F-5.

JuggerBR

Pequeno demais, capado demais. Seria mais pro Gripen esse cargo. Mas é sueco, então dificilmente fica com esse papel.

Teropode

Não é bem assim , repare o produto final do projeto YF 17 , devemos observar é o conceito e não concentrar apenas no produto pronto e voando.

Mayuan

Acho pouco provável um derivado de treinador substituir um caça do nível do F16. Derivado por derivado, uma versão anabolizada e mais tecnológica do Gripen possivelmente teria muito mais chances.

Jagdverband#44

É um treinador high level. Melhor que muito caça bombardeiro dedicado que tem voando por ai.

Dart

Aguardando o primeiro comentário dizendo que seria interessante o Brasil comprar um lote desses treinadores avançados em 3…2…1…

Mauricio Pacheco

Bem que a FAB poderia encomendar uns 36 desses! kkkkkkk

Denis

1) O bicho é até bonitinho. Uma mix visual de F-18, F-5 e F-15.
2) Quem tem dinheiro, manda fazer até avião de treinamento especializado. Que inveja!

Sérgio Luís

Off topic
F-35 cancelled!

Last edited 1 mês atrás by Sérgio Luís
Leandro Costa

Fonte?

Sérgio Luís

Ahaa sim claro!!!
Eu não sei quem é esse senhor aí mas dá uma vasculhada!
Foi o…
Gen. Charles Bronw Jr.
Air force chief of staff.
Mas acredito que ele esteja enganado viu!!!
Rsrsr

Leandro Costa

Encontrei o mesmo que o JR. Ou seu inglês sucks huge hairy balls through a garden hose, ou sua interpretação de texto é horrorosa hehehehe

Sérgio Luís

Rsrsr
Leia mais!

Leandro Costa

Repita isso no espelho. A dica é boa 😉

J R

Não foi cancelado, mas parece que a USAF finalmente viu o que todos já viram faz tempo: https://www.forbes.com/sites/davidaxe/2021/02/23/the-us-air-force-just-admitted-the-f-35-stealth-fighter-has-failed/?sh=4199f1861b16

Sérgio Luís

Faiooo! Rsrs
Ou failed Rsrsr
Tipo assim!
Quando vc dá a partida em um carro mas o motor fica engasgando….
É por aí!
Rsrs
Outra coisa
Agora é hora das viúvas começarem a “quebrar os pratos “.
Pla, pla, pla…

Last edited 1 mês atrás by Sérgio Luís
DSC

A sério? Um artigo do David Axe? Esse cara distorce tudo e é uma “drama queen” quando o assunto é o F-35. Isso nem notícia é. Quem quiser novidades sobre o programa F-35 deve é dar uma olhada no seguinte artigo por exemplo: https://www.airforcemag.com/lockheed-government-negotiating-new-skinny-f-35-sustainment-deal/ “Lockheed, Government Negotiating New ‘Skinny’ F-35 Sustainment DealLockheed Martin and the U.S. government are working out a down-scoped version of the F-35 Performance-Based Logistics concept the company pitched 18 months ago, but the goal is still to get the fighter’s operating cost to $25,000 a year by 2025, in fiscal year 2012 dollars.“We skinnied … down”… Read more »

Last edited 1 mês atrás by DSC
Leandro Costa

Apenas click bait, DSC. E manchete de click bait, na verdade.

Sérgio Luís

Dou conta não!
Nem li!
Com um texto desse tamanho vai ser pratos demais pra quebrar!
F-35 ” Natimorto “

carvalho2008

Alguem encontrou a ficha tecnica do T-7A?

Estou com dificuldade de localizar os dados operacionais dele….não sai em lugar algum…

André Luís

F-35 F A L H O U . De volta às pranchetas. rs!

Sergio Rodrigues

Uma pergunta, é um projeto da Saab e fabricado pela Boeing nos EUA? Assim como é o A-29, que é projeto da Embraer porém fabricado pela Sierra nevada?
Ou é um projeto conjunto mesmo?

Rodrigo Maçolla

BONITÃO , esse bichinho !!

Glasquis 7

Acho que o Chile estava esperando esse treinador pra tentar substituir os F5. A Colômbia, o Equador e o México seriam candidatos também.

Flanker

Pode até ser, mas vai precisar adicionar todo um sistema de combate nele. Seria a mesma coisa, guardadas as devidas proporções, do T-38 para o F-5. Mas, acredito que isso vai acabar acontecendo, uma versão de combate para atender os atuais operadores de F-5 (ao menos alguns deles).

CAIO ANDRADE GARCIA

Aconteceu com o M346. “Surgiu o M-346FA (Fighter Attack)
Variante Multirole capaz de combater ar-ar e ar-superfície com uma carga útil de duas toneladas sobre sete hardpoints, radar Grifo-346 avançado, contramedidas e novos recursos, incluindo revestimentos de absorção de cobertura radar e asa ampliada. Está sendo comercializado como um avião de ataque leve, também adequado para fins de treinamento dissimular”

Rafael M. F.

O trem de pouso é parecido com o do F-16.

Há previsão de desenvolvimento de alguma versão de caça e ataque ligeiro?

Marcos10

Não é parecido. É o próprio.

CAIO ANDRADE GARCIA

É a tendência. Os outros Lift’s seguiram esse caminho

Fábio Mayer

Para nós, a boa notícia é ser uma aeronave nova, a má notícia é ser mais barata que o gripen, o que pode fazer gorar o segundo e o terceiro lote, trocando por equipamento mais limitado…

Reportagens especiais

Poder Aéreo no Fort Worth Alliance Air Show 2015

Em setembro participamos do Fort Worth Alliance Air Show 2015, realizado no aeroporto Worth Alliance em Fort Worth, no Texas. Este show aéreo...
- Advertisement -
- Advertisement -