terça-feira, outubro 26, 2021

Gripen para o Brasil

Saab: Sete anos de trabalho árduo e espírito de equipe no projeto de colaboração do T-7A

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Em dezembro de 2013, a Boeing e a Saab AB assinaram um acordo de cooperação para desenvolver uma nova solução de aeronave de treinamento a jato da Família de Sistemas TX, moderna e econômica para uma futura concorrência da Força Aérea dos EUA para substituir o antigo T-38C usado para o treinamento da tripulação. O acordo de cooperação entre a Boeing e a Saab AB cobre o projeto, desenvolvimento, produção, suporte, vendas e marketing do sistema

Graças a uma abordagem modular completamente nova, o desenvolvimento do T-7A desde o conceito até o primeiro voo levou apenas três anos. O resultado do trabalho de desenvolvimento foi uma máquina que oferece uma experiência de treinamento envolvente e é semelhante em desempenho aos aviões de caça.

Trabalho de desenvolvimento rápido

Graças a uma cooperação exemplar, um sistema de treinamento de pilotos completamente novo para o processo de seleção de um novo tipo de aeronave para a Força Aérea dos EUA foi desenvolvido e fabricado em um tempo muito curto. Já em 2016, a Boeing e a Saab lançaram as duas primeiras aeronaves Production Representative Jet (PRJ). Dois anos depois, a Força Aérea dos EUA selecionou a aeronave de treinamento a jato Boeing e Saab T-X e fez um pedido de 351 aeronaves.

Em 2019, a Força Aérea anunciou que o novo sistema de treinamento de pilotos TX seria chamado de T-7A Red Hawk.

Início da produção e instalação

Em 18 de outubro de 2018, a Saab foi contratada pela Boeing para começar a preparar sua própria parte na fabricação do avião e, em janeiro de 2020, a Saab iniciou sua própria parte na montagem do T-7A. Ainda naquele ano, a primeira unidade de produção havia passado por todas as etapas de montagem, tanto no projeto quanto na fabricação. A parte traseira da fuselagem já foi finalizada para a fase de instalação, onde a fiação e os subsistemas são instalados.

Assim que o desenvolvimento do produto para o projeto e fabricação da parte traseira da fuselagem do T-7A for concluído nas fábricas da Saab em Linköping, a produção será transferida para a fábrica de última geração da Saab Aeronautics em Indiana, EUA, garantindo que um novo treinador da Força Aérea dos EUA é fabricado nos Estados Unidos.

O T-7A Red Hawk é uma aeronave completamente nova projetada especificamente para missões de treinamento da Força Aérea dos EUA. A entidade é composta pela própria aeronave, um sistema de treinamento em campo e uma solução de suporte. O T-7A é uma aeronave monomotor com dois estabilizadores verticais e uma cabine escalonada equipada com funções de treinamento modernas. O sistema também é fácil de manter em estrutura, o que garante sua usabilidade no futuro.

A Saab é responsável por projetar e fabricar a parte traseira totalmente instalável da fuselagem. Inclui toda a parte traseira da aeronave, desde a borda posterior da cobertura da cabine até o cone traseiro com todos os subsistemas associados. Asas, lemes e estabilizadores não estão incluídos.

A parte traseira da fuselagem já foi entregue para montagem final

Marcos do Programa

  • 5/12/2013: Boeing e Saab assinam um acordo de cooperação para desenvolver uma solução de máquina de treinamento T-X Family of Systems.
  • 13/09/2016: Boeing e Saab apresentam as duas primeiras versões PRJ da aeronave para a concorrência T-X da Força Aérea dos EUA.
  • 20/12/2016: T-X realiza seu primeiro voo.
  • 24/04/2017: Outro avião do T-X decola.
  • 27/04/2017: Os dois aviões T-X estão voando juntos.
  • 18/09/2017: Saab oferece capacidade de produção de aviões de treinamento T-X nos Estados Unidos.
  • 27/09/2018: Força Aérea dos EUA seleciona proposta da Saab e da Boeing para aeronaves de treinamento T-X.
  • 18/10/2018: Saab recebe um pedido da Boeing para uma aeronave de treinamento a jato T-X.
  • 16/09/2019: A Força Aérea dos EUA anuncia que o nome oficial da aeronave em uso será T-7A Red Hawk.
  • 24/10/2019: A Aviation Week premia o T-7A com o “Prêmio Game Changer”.
  • 10/1/2020: Saab inicia a produção de sua própria parte do T-7A.
  • 6/12/2020: A Saab transfere sua primeira unidade de produção da montagem à instalação final.

FONTE: Saab

- Advertisement -

31 Comments

Subscribe
Notify of
guest
31 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Teropode

Eis ai aquele que origina-ra o substituto do F16 , o novo carregador de piano da USAF .

gordo

Duvido muito que seja o substituto do F-16, mas vejo ele trilhando o mesmo caminho que deu origem ao F-5.

JuggerBR

Pequeno demais, capado demais. Seria mais pro Gripen esse cargo. Mas é sueco, então dificilmente fica com esse papel.

Teropode

Não é bem assim , repare o produto final do projeto YF 17 , devemos observar é o conceito e não concentrar apenas no produto pronto e voando.

Mayuan

Acho pouco provável um derivado de treinador substituir um caça do nível do F16. Derivado por derivado, uma versão anabolizada e mais tecnológica do Gripen possivelmente teria muito mais chances.

Jagdverband#44

É um treinador high level. Melhor que muito caça bombardeiro dedicado que tem voando por ai.

Dart

Aguardando o primeiro comentário dizendo que seria interessante o Brasil comprar um lote desses treinadores avançados em 3…2…1…

Mauricio Pacheco

Bem que a FAB poderia encomendar uns 36 desses! kkkkkkk

Denis

1) O bicho é até bonitinho. Uma mix visual de F-18, F-5 e F-15.
2) Quem tem dinheiro, manda fazer até avião de treinamento especializado. Que inveja!

Sérgio Luís

Off topic
F-35 cancelled!

Last edited 8 meses atrás by Sérgio Luís
Leandro Costa

Fonte?

Sérgio Luís

Ahaa sim claro!!!
Eu não sei quem é esse senhor aí mas dá uma vasculhada!
Foi o…
Gen. Charles Bronw Jr.
Air force chief of staff.
Mas acredito que ele esteja enganado viu!!!
Rsrsr

Leandro Costa

Encontrei o mesmo que o JR. Ou seu inglês sucks huge hairy balls through a garden hose, ou sua interpretação de texto é horrorosa hehehehe

Sérgio Luís

Rsrsr
Leia mais!

Leandro Costa

Repita isso no espelho. A dica é boa 😉

J R

Não foi cancelado, mas parece que a USAF finalmente viu o que todos já viram faz tempo: https://www.forbes.com/sites/davidaxe/2021/02/23/the-us-air-force-just-admitted-the-f-35-stealth-fighter-has-failed/?sh=4199f1861b16

Sérgio Luís

Faiooo! Rsrs
Ou failed Rsrsr
Tipo assim!
Quando vc dá a partida em um carro mas o motor fica engasgando….
É por aí!
Rsrs
Outra coisa
Agora é hora das viúvas começarem a “quebrar os pratos “.
Pla, pla, pla…

Last edited 8 meses atrás by Sérgio Luís
DSC

A sério? Um artigo do David Axe? Esse cara distorce tudo e é uma “drama queen” quando o assunto é o F-35. Isso nem notícia é. Quem quiser novidades sobre o programa F-35 deve é dar uma olhada no seguinte artigo por exemplo: https://www.airforcemag.com/lockheed-government-negotiating-new-skinny-f-35-sustainment-deal/ “Lockheed, Government Negotiating New ‘Skinny’ F-35 Sustainment DealLockheed Martin and the U.S. government are working out a down-scoped version of the F-35 Performance-Based Logistics concept the company pitched 18 months ago, but the goal is still to get the fighter’s operating cost to $25,000 a year by 2025, in fiscal year 2012 dollars.“We skinnied … down”… Read more »

Last edited 8 meses atrás by DSC
Leandro Costa

Apenas click bait, DSC. E manchete de click bait, na verdade.

Sérgio Luís

Dou conta não!
Nem li!
Com um texto desse tamanho vai ser pratos demais pra quebrar!
F-35 ” Natimorto “

carvalho2008

Alguem encontrou a ficha tecnica do T-7A?

Estou com dificuldade de localizar os dados operacionais dele….não sai em lugar algum…

André Luís

F-35 F A L H O U . De volta às pranchetas. rs!

Sergio Rodrigues

Uma pergunta, é um projeto da Saab e fabricado pela Boeing nos EUA? Assim como é o A-29, que é projeto da Embraer porém fabricado pela Sierra nevada?
Ou é um projeto conjunto mesmo?

Rodrigo Maçolla

BONITÃO , esse bichinho !!

Glasquis 7

Acho que o Chile estava esperando esse treinador pra tentar substituir os F5. A Colômbia, o Equador e o México seriam candidatos também.

Flanker

Pode até ser, mas vai precisar adicionar todo um sistema de combate nele. Seria a mesma coisa, guardadas as devidas proporções, do T-38 para o F-5. Mas, acredito que isso vai acabar acontecendo, uma versão de combate para atender os atuais operadores de F-5 (ao menos alguns deles).

CAIO ANDRADE GARCIA

Aconteceu com o M346. “Surgiu o M-346FA (Fighter Attack)
Variante Multirole capaz de combater ar-ar e ar-superfície com uma carga útil de duas toneladas sobre sete hardpoints, radar Grifo-346 avançado, contramedidas e novos recursos, incluindo revestimentos de absorção de cobertura radar e asa ampliada. Está sendo comercializado como um avião de ataque leve, também adequado para fins de treinamento dissimular”

Rafael M. F.

O trem de pouso é parecido com o do F-16.

Há previsão de desenvolvimento de alguma versão de caça e ataque ligeiro?

Marcos10

Não é parecido. É o próprio.

CAIO ANDRADE GARCIA

É a tendência. Os outros Lift’s seguiram esse caminho

Fábio Mayer

Para nós, a boa notícia é ser uma aeronave nova, a má notícia é ser mais barata que o gripen, o que pode fazer gorar o segundo e o terceiro lote, trocando por equipamento mais limitado…

Últimas Notícias

Saab apresenta resultado de janeiro a setembro de 2021

Em relatório trimestral, Saab apresenta resultados de janeiro a setembro de 2021. No período, a empresa registrou uma carteira...
- Advertisement -
- Advertisement -