sexta-feira, dezembro 3, 2021

Gripen para o Brasil

CASC da China relata forte crescimento em 2020

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A China Aerospace Science and Technology Corporation (CASC) – uma das empresas industriais de defesa mais importantes do país – relatou um forte crescimento financeiro em 2020, anunciou em 26 de janeiro. A empresa estatal disse que suas receitas de 2020 aumentaram ano a ano em 7% para CNY267,74 bilhões (US$ 41,4 bilhões) e que seu lucro total no ano foi de CNY24,22 bilhões, um aumento de 11,7% em relação ao anterior ano.

A CASC acrescentou que durante o ano passado sua “produtividade do trabalho” aumentou 9,5%, seu investimento em atividades de “desenvolvimento de inovação” foi de CNY1,96 bilhões e que tinha ativos de grupo consolidados no valor de CNY640 milhões. A CASC disse em comunicado que seus resultados financeiros foram notáveis, diante dos novos desafios do ano.

“Em 2020, o grupo passou por um processo de desenvolvimento extraordinário”, disse a CASC em um comunicado. “O grupo superou uma situação internacional complexa e o impacto repentino da Covid-19 … para alcançar grandes realizações no apoio ao desenvolvimento militar de classe mundial.”

A CASC também disse que seu desempenho anual estava alinhado com a expansão alcançada no 13º Plano Quinquenal da China (FYP) de 2016 até o final de 2020. Durante esses cinco anos, disse, sua receita atingiu CNY 1,2 trilhão – ou um média de CNY240 bilhões por ano – e seus lucros totais eram de mais de CNY100 bilhões. Os ativos totais da CASC no final de 2020 valiam CNY510 bilhões, disse.

CASC CH-5 MALE UAV
CASC CH-5 MALE UAV

FONTE: Jane’s

- Advertisement -

10 Comments

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vinicius Momesso

Quais empresas são mais passíveis de espionagem, estatais ou privadas?

Rogério Loureiro Dhiério

TODAS.

Sincero Brasileiro da Silva

O Hermes 900 da FAB pode ser modificado para carregar armamentos?

Jadson Cabral

Não

Rogério Loureiro Dhiério

Eu não entendo o motivo de manter um “Cockpit” sabendo-se que não tem piloto algum ali.

Não poderiam trabalhar melhor isso em relação este conjunto da aeronave para talvez aumentar ainda mais sua capacidade Stealth?

Fica essa “bolha” que nada serve.

Rogério Loureiro Dhierio

Sim galante más precisa mesmo manter o design de como se houvesse um piloto ali?
Não poderiam alongar a aeronave ou repensar no formato mais achatado, redesenhar o conceito sem abrir mão da funcionalidade?
Um estilo mais Vant Falcão da Avibras por exemplo que não tem essa “pretuberancia”.

Jadson Cabral

Rogério. A antena do link de satélite é uma antena parabólica, e como o drone está em movimento, ela precisa ser estabilizada por um gimbal com sistema de giroscópios para a manter sempre apontada para o satélite. Se ali dentro tem um prato se momento 360º o tempo inteiro, como que vai achatar o perfil??? Não é difícil imaginar isso.

MQ-9 Reaper c.jpg
Rogério Loureiro Dhierio

Presado Jadson. Obrigado pela resposta.
O que disse é que deveriam ousar e pensar em tirar as bolhas de cockpit refazendo a fuselagem do avião para algo mais achatado recolocando peças para as laterais e mantendo a antena. Seria um visual mais parecido com o Sukhoy 34, uma cara de ornitorrinco.

Sem uma cúpula de piloto tão alta.

Flávio

Os conflitos em Nagorno-Karabakh mostraram que drones são essenciais no campo de batalha moderno, os países que não fizerem investimentos nessa área estarão em desvantagem em qualquer conflito futuro.

Últimas Notícias

Do ’14-Bis ao 14-X’ – a história por trás da Operação Cruzeiro

O projeto 14-X foi batizado desta forma em homenagem ao centenário, em 2006, do primeiro voo do 14-Bis A história...
- Advertisement -
- Advertisement -