segunda-feira, outubro 25, 2021

Gripen para o Brasil

Primeiro F-16 Viper grego voa para os EUA

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O primeiro F-16 Viper da Força Aérea Grega, que foi modernizado nas instalações da Hellenic Aviation Industry (HAI), após o sucesso dos voos de teste, decolou na quinta-feira, 4 de fevereiro, da 114ª Ala de Caça rumo aos EUA.

Conforme anunciado, haverá as inspeções necessárias e as certificações finais nesta aeronave, que será o modelo para todos os caças no programa de atualização Viper da Grécia.

Este é um programa de grande importância para a Força Aérea Grega – implementado em colaboração com a ODA e a Lockheed Martin –, pois aumentará significativamente as capacidades de sua frota de caças e fortalecerá sua superioridade.

O primeiro avião atualizado dos 84 Lockheed Martin F-16C/D Falcon da Grécia para o mais recente padrão F-16 Viper fez seu primeiro voo de teste em 17 de janeiro.

Segundo a Lockheed Martin, “as atualizações do F-16V da Força Aérea Helênica (HAF) proporcionarão um aumento significativo na capacidade da frota de aeronaves de combate por uma fração do custo de aquisição de novas aeronaves, permitindo que a HAF fique à frente das ameaças emergentes. Os F-16Vs da HAF serão os F-16s mais avançados da Europa”.

O governo grego assinou um acordo de US$ 279,7 milhões com a Lockheed Martin para modernizar 84 dos seus F-16 Falcon para o mais recente padrão F-16V (Viper). O programa de atualização deverá ser concluído até 2027.

O caça F-16 foi atualizado nas instalações da Tanagra da Indústria Aeroespacial Helênica (HAI).

Detalhes da modernização

A versão atualizada do F-16 agora é chamada de F-16V na configuração Block 72. O elemento chave da modernização é a instalação do Northrop Grumman APG-83 Scalable Agile Beam Radar (SABR), um sensor de varredura eletrônica ativa (AESA).

O cockpit tem um novo display central. Também é compatível com o Joint Helmet Mounted Cueing System (JHMCS) II. Outras melhorias incluem um novo computador de missão, capacidades aprimoradas de guerra eletrônica, um sistema automático de prevenção de colisões com o solo, datalink Link 16 e um sistema interrogador de identificação avançada de amigo ou inimigo (FOE).

Cockpit do F-16C

Cockpit do F-16V

Ameaça da Turquia

O programa de atualização atual é um dos outros esforços da Força Aérea Helênica (HAF) para recapitalizar sua frota de combate. O parlamento grego no início deste mês aprovou a compra de seis Dassault Rafales novos e 12 usados.

O governo grego também escreveu uma carta ao governo dos EUA em novembro de 2020, na qual solicitava 18-24 caças F-35A, com um pedido de entrega de aeronaves em 2021. Com a produção de F-35 comprometida até pelo menos 2024, isso também ditaria a aceitação de aeronaves usadas, se aprovadas.

- Advertisement -

68 Comments

Subscribe
Notify of
guest
68 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
filipe

O Brasil poderia adaptar a Tela WAD dos Gripens NG E/F nos F-16 Vipers ?
Seria um oportunidade única de exportar e integrar esse produto nacional.

Fabio Araujo

Tecnicamente é possível, mas o fabricante teria que buscar certificação com o fabricante do F-16!

Funcionario da Comlurb

Você faz parte da equipe que desenvolveu o WAD ou , como a maioria aqui, está chutando que é possível?

Fabio Araujo

É um computador e uma tela, hardware e software e os dois podem ser modificados e adaptados, mas para tal existem parâmetros que são definidos pelo fabricante do F-16, qualquer equipamento que consiga a certificação do fabricante só conseguirá se seguir os parâmetros definidos. Então em teoria dá para fazer!

Maurício.

Funcionario, eu não sei exatamente o modelo “brasileiro”, mas os americanos estão oferecendo o F-16 para a Índia com um display semelhante ao “brasileiro”, como todo mundo sabe, o WAD é na verdade israelense, acho que com adaptações, os israelenses consigam instalar o WAD no F-16.comment image

Funcionario da Comlurb

👍👍👍👍👍👍👍👍

Vinicius Momesso

Quantos % desse produto é Made-In-Brazil? Preocupações com embargo devem ser levados a sério.

Adriano RA

Filipe, eu imagino que exportações do WAD da AEL/Elbit Systems devem estar em linha com os interesses dessa companhia Israelense. Eu creio que boa parte da tecnologia do WAD usado no Gripen veio de Israel, mas isso é suposição minha. A AEL brasileira faz parte do grupo Elbit Systems, já faz tempo.

José

Por que eles iriam utilizar um produto brasileiro se a empresa que produz o F-16 é a mesma que produz o F-35 com este tipo de display?

*Display bastante criticado por um piloto de F-35 faz pouco tempo.

Glasquis 7

Esse produto nacional é de propriedade Israelense. Tem que ver com eles e conseguir autorização da Lockheed Martin

Henrique

Mesmo que se optasse por um WAD, não é apenas o Brasil que fabrica. Ele procurariam um modelo local. O F/A-18 SH block III também vai ter WAD, eles podem pegar dele. Um WAD é caro, igualmente caro é modificar um avião pra ter ele, nosso Gripen ficou consideravelmente mais caro quando decidiriam usar um nele, talvez não valha a pena.

Last edited 8 meses atrás by Henrique
Jefferson

F16 top, rafale top e F-35 Parabéns! Acho que o mínimo aceitável para um pais como o Brasil seria ter 5 bases aéreas com cada uma com 18 cacas Gripen (norte, nordeste, sul, centro oeste e sudeste) e a marinha com um porta-avioes igual o da Itália com uns 12 F-35. Dinheiro tem no MD, basta acabar com as mamatas dos militares, tenho amigo sargento aposentado com 15 mil antes dos 50 anos. Coisa de maluco! Fala sério, um país como o Brasil com orçamento monstruoso deveria ter no mínimo 90 Gripen e 12 F-35 em um porta-avioes pequeno. Numeros… Read more »

Leandro Costa

Sobrenatural sim.

Luís Henrique

Não é mesmo. Na verdade é até pouco. Somos um dos maiores países do mundo em Economia, território, população, etc. Existem dezenas de países bem menores e mais pobres com frotas de caças bem maiores. É questão de escolha. Realmente as aposentadorias dos militares brasileiros estão entre as mais favoráveis do mundo para os militares e as piores para os contribuintes. No Reino Unido o militar tem que trabalhar 35 ou 40 anos e aposenta com 60% do salário. Algo muito mais lógico. Aqui era 30 anos e 100%, agora com a reforma melhorou um pouco, mas poderia ter melhorado… Read more »

Luís Henrique

A Grécia também, com orçamento 6X menor que o nosso consegue manter 200 caças, comprar Rafale, modernizar F-16 para versão V, comprar F-35 (em breve), possuir mais de 1.000 MBT.
Orçamento de U$ 5 bi.
O Brasil pode muito mais, basta organizar as coisas, tomar decisões melhores, reduzir os benefícios de aposentadoria que são exagerados, determinar um percentual maior para investimentos/aquisições.

Mondelo

E olha que eles estavam quebrados.

Henrique

Mais fácil crescer pelo em ovo. Nunca que os nossos gloriosos oficias vão permitir que alguém mexa na boquinha deles.

Last edited 8 meses atrás by Henrique
fewoz

Jefferson, por favor, nem fala em Porta aviões, senão alguém da Marinha olha e começa a ter ideias mirabolantes… Antes do Brasil pensar nisso, a MB deveria fazer o básico bem feito. Precisamos é de muito mais escoltas e também acabar com a ideia da “Marinha do Rio de Janeiro”. Os pesqueiros chineses são a principal ameaça ao Brasil. Aliás, não só a ele, mas para toda a América do Sul, como ficou provado no episódio recente com o Equador. A região deveria estar sintonizada e unida para este problema. Porta aviões é para projetar poder. Acha que faz sentido… Read more »

Last edited 8 meses atrás by fewoz
Mondelo

Pior que e isso mesmo Jefferson, tem um conhecido meu que ganha quase isso e com a mesma patente.

Isso e um absurdo, dai vemos as prioridades de nossas forças armadas.

Slow

Gastando 1,8 bilhões com alimentação fica dificil, 15 milhões com leite moça 90 com carnes fora os salarios de 330 mil soldados que não servem pra nada essa é a real

nonato

F 35 para a Grécia.
O S 400 turco não iria descobrir a leitura dele no radar?

Teropode

Tem como criar um embuste em tempos de paz , fazem isto com o F22 quando este sobe para interceptar os Bears , tanques externos , armas e usam um pod eletrônico para serem vistos .

Theo Gatos

Se esse fosse o risco Israel não poderia usar na região do Líbano e Síria como usam…
.
O problema seria o próprio operador do S400 operar o F35 fazendo diversos tipos de exercícios e de cruzamentos de dados e fornecendo para um dos lados esses dados…
.
Como a Grécia não opera o S400, mas sim o S300 (esse segundo que não passa de alvo para o F35) o problema é menor…
.
Sds

Carlos Alberto Soares

Nada de Rafale, F 15 modernizado muito melhor.

Sérgio Luís

Tá aí o idoso que resolve!

Last edited 8 meses atrás by Sérgio Luís
Willber Rodrigues

280 milhões de dólares pra atualizar mais de 80 caças…não tá muito “barato” não?

Theo Gatos

Feito localmente em cima de Block 52+ upgrade… dois fatores que baratearam o processo…
.
De quebra ainda rolou um upgrade dos Block 50 restantes pra Block 52+ Upgrade.
.
Sds

Glasquis 7

Tá sim. O Chile ia pagar quase U$D 635 milhões pelo Up Grade da sua frota que é composta por 46 F 16. Mais do dobro por quase a metade de caças.

Willber Rodrigues

Então…pelo que entendí:
Os gregos já tinham feito uma atualização em seus caças pra Block 52 a pouco tempo, e a atualização de agora seria de apenas alguns componentes, enquanto a atualização dos chilenos seria mais ampla, é isso mesmo?

Glasquis 7

Sim, os Caças Chilenos são um mixto de 10 Block 52/52 e 36 MLU ao padrão Block 40. Mesmo assim acho muito grande a diferença.

Mondelo

Também tinha estranhado. Com essas atualizações o força aérea grega ficará formidável.

O Erdogan vai ficar com inveja, principalmente pelos F-35.

Fabio Araujo

OFF – Superbowl LV – B-52, B1B e B-2!

RSVUY6LJXMWEPJRZFZLWDGGASI.jpg
Rinaldo Nery

Se fosse aqui alguém iria postar: ¨que absurdo! Gastando recursos num jogo de futebol!¨ Mas, nos EUA é lindo…

Dario

Eu acho absurdo, lá ou aqui.

Nilo

Congratulações. Com um imenso diferecial. Tem subsídio fiscal? Tem perdão de dívida? Tem suborno? Tem evasão de divisas? Tem dinheiro do Estado?

Last edited 8 meses atrás by Nilo
Glasquis 7

Os americanos tem tradição nisso. Todos os grandes eventos tem participação das FFAA. Nas 500 Milhas de Indianápolis a USAF faz um rasante no final do Hino.

Theo Gatos

Verdade! Na Indy aqui em SP também teve rasante de F5 e foi lindo!!
.
Sds

ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA

Até acho bonito, o problema é achar aqui alguma aeronave de caça interessante. Até hj estamos com os Forever 5 e uns parcos AMX.

diego

Fosse aqui ia passar com qual bomber? Só se fosse desfilar aqui as filhas de militares com pensão vitalícia (foi extinto isso em 2001 eu sei) ou mesmo desfile de oficiais que brincam de dar medalha uns aos outros…O problema dos militares aqui é o achismo de que são baluartes do país, muita pompa para muito pouco serviço de forças armadas efetivo…

DanielJr

Lindo

Nilton L Junior

Parece que o kibab dos Turcos começaram a assar.

Wagner

Turquia endeusa o passado otomano e aspira ser o que não é. Ovelhas em peles de lobo.

Nilton L Junior

Caro Wagner vou na base do acho, creio que os Turcos não estejam com essa pretensão pois sabem que não tem o cacife pra isso, no entanto há uma disputa no mundo Islâmico para se firmar como a nação sendo a referência politica religiosa para os Muslim, nesse sentido o governo Turco financia e apoia as madrastas “que se alinham com essa tese, promove intercâmbio com vários países para que muçulmanos possam frequentar essas escolas, mas como disse, se não for pela cartilha do kalifa Erdogan não tem apoio.

Antoniokings

Prezado Nilton.

Não creio que em um cenário de guerra, a Grécia seja páreo para a Turquia.
A desproporção de forças é muito grande.

Glasquis 7

As guerras de hoje não se medem por tamanho das forças e sim por poder de dissuasão.

A dissuasão é o resultado da equação esforço/sacrifício X Retorno/lucro.

Antoniokings

O único problema é que a Turquia é maior que a Grécia e tem um poder de dissuasão maior ainda.

Glasquis7

Volto a diser, a disuação não se trata apenas de armamentos mas sim, se os benefícios do combate justificam o mesmo.

Os Gregos dariam uma briga que os turcos jamais esqueceriam. Enquanto não tiverem um motivo muito bom, eles não atacarão os Gregos.

Theo Gatos

Mas a Grécia não tem intensão nenhuma de atacar a Turquia… Dissuasão é para dissuadir um ataque… Já se for atacada, a Grécia responderia… é uma grande diferença…
.
Sds

Antoniokings

Isso é verdade.
SDS

Carlos Alberto Soares

Aliado fiel da NATO.

Theo Gatos

A Grécia não precisa ser equivalente, com uma população tão menor, mas ter um poder de dissuasão suficiente pra fazer a Turquia pensar 2, 3, 4 ou mais vezes antes de atacar, pois não sairia barato e o poder de resposta poderia gerar um bom prejuízo à eles…
.
E discordo que a desproporção seja tão grande assim.. Ela existe em alguns aspectos quanto a quantidade e à economia, mas não quanto à qualidade dos armamentos…
.
Sds

Nilton L Junior

Caro camarada Kings, também sou da mesma opinião, no entanto os Gregos não podem deixar de ter alguma capacidade ofensiva, além do mais a UE não ficaria alheia a uma agressão que escale para um conflito de maior proporção.

groosp

A Turquia também tem um programa de atualização de seus F-16. Um AESA está sendo desenvolvido localmente pela empresa turca Aselsan.

Theo Gatos

É verdade, demorará mais um pouco do que a atualização dos gregos e talvez tenha qualidade inferior de equipamento (não sabemos ao certo), mas a atualização vira também…
.
Fora que o Erdogan não vai durar pra sempre e se o próximo presidente for mais pro-ocidente do que ele, eles voltam a receber o apoio em armamentos que sempre receberam… Até pela enorme proximidade que tem com a Alemanha…
.
Sds

Carlos Alberto Soares

E o estreito ?

Theo Gatos

A Grécia não atacaria a Turquia por esse motivo… Hoje a grande zona de atrito entre ambos está ligada à questão cipriota e aos hidrocarbonetos do mar Egeu…
.
Sds

Nilo

O Pres. Turco Erdogan, levou um xeque, sua Força Aérea, com mais de 200 F-16 Falcon, sem falar em outros equipamentos de origem americana, ficarão com o passar do tempo desatualizado. Inclua entre outros equipamentos americanos os sub de origem alemã…etc.. Da uma de Turco louco e voltar a fazer uma política de aproximação com Biden e Europa é abir mão de sua politica expansionista, seu governo estaria em apuros. Está no colo dos russos (principalmente) e chineses, porque sua indústria de defesa não é suficiente capacitada a atender suas necessidades. Interessante é ver esta Turquia na Otan (é como… Read more »

Nilo

Com uma economia dependente e sem capacidade de se defender de especulação de mercado e uma indústria de defesa insuficientemente capacitada a atender suas necessidades, é trocar um rato por outro rato como parceiro para sua loja de queijo.
Enquanto isso ainda tem quem desça o porrete na FAB com seu Gripen e o Prosub virou uma novela mexicana.

Carlos Campos

eles já tem capacidade de manter seus F16, além de ter ajuda da China para copiar o que precisar, quanto a turbina, o reino unido pode oferecer para eles, ou adaptar uma chinesa, se vai ser bom como uma turbina ocidental eu não sei.

Bueno

Falando de avião sobrevoando nos EUA

KC390 nos EUA em voo agora .

Deve esta indo para uma demostração pra um novo cliente??
Culminating  terminaria 05/02/21 Conforme site da FAB

https://www.flightradar24.com/BRS55/26c6b2b6

Adriano RA

Seattle?

Adriano RA

O KC-390 pousou em Moses Lake, Washington. “US Air Tanker Base”.

João Bosco

Daqui a pouco, esses dois – Grécia e Turquia – vão acabar por reeditar uma nova ” Guerra de Tróia”.

Teropode

Será que vão instalar os tanques conformais também ?

Theo Gatos

Sim, já existem… Eles tiraram para fazer as adaptações necessárias… A versão final continua com os tanques conformais…
.
Sds

Teropode

Valeu 👍

Luiz Trindade

Um caça extraordinário que repito poderia perfeitamente e com capacidade de sobra substituir os F-5M dos grupos de caça e deixar o F-39 Gripen para superioridade aérea. Mas agora depois que eu escrevi isso virão os que adoram mimimi. É apenas minha opinião e ninguém obrigado a concordar! Que saco…

Henrique

Não tem isso. Ou é um, ou é outro, nada de frota mista com pequena quantidade. É mais negócio comprar uma centena de Gripen e aposentar de vez os obsoletos F-5 e AMX e quem sabe até um esquadrão pra MB substituir os vetustos A-4.

Últimas Notícias

IMAGENS: Cerimônia do Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira

Por André Magalhães Aconteceu na manhã do dia 22 de outubro, na ALA 1, em Brasília (DF), a cerimônia alusiva...
- Advertisement -
- Advertisement -