segunda-feira, setembro 27, 2021

Gripen para o Brasil

Aero India 2021: IAF quer alugar aeronaves de reabastecimento aéreo

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Em janeiro de 2021, foi relatado que devido à escassez crítica de aeronaves com capacidade de reabastecimento aéreo na Índia, o Bharatiya Vayu Sena (Força Aérea Indiana) está procurando alugar aeronaves de reabastecimento em voo.

Por este motivo, a Airbus Defense & Space e a Boeing foram abordadas para cotações financeiras do Airbus A330MRTT, respectivamente, do KC-46A Pegasus. Durante o show Aero India 2021, a Airbus parece emergir na vanguarda para este contrato lucrativo.

De acordo com fontes da Defesa Indiana, a IAF está olhando para um período de arrendamento de 10 anos com a Airbus. Segundo especulações, apontadas pela agência de notícias indiana The Print, a Índia pode acabar alugando três aviões-tanque e entrará com um grande pedido de seis reabastecedores com base na experiência de uso.

A Força Aérea Indiana está operando atualmente seis aeronaves de reabastecimento no ar Ilyushin Il-78MKI com o 78 Esquadrão Valorous MARS na Estação da Força Aérea de Agra. O tipo enfrenta problemas e dificuldade de manutenção, causando a falta de disponibilidade de reabastecimento aéreo.

Em 2018, a Força Aérea Indiana havia buscado a aprovação do Ministério da Defesa para uma atualização abrangente da aeronave de transporte Il-76MD, bem como dos reabastecedores aéreos Il-78MKI. A atualização teria incluído novos motores para a aeronave que tivesse substancialmente sua vida útil aumentada em até mais 15 anos.

Até agora, o Ministério da Defesa indiano não fez qualquer movimento na atualização dos dois tipos de aeronave Ilyushin. Durante programas, como o Aero India, surgem notícias de que a Russian United Aircraft Corporation (UAC) e a Índia estão conversando sobre a atualização dos transportadores Il-76MD da força aérea. A UAC também mencionou que está pronta para considerar a oportunidade de renovar a frota de aviões-tanque Il-78. No entanto, seu objetivo principal é um contrato para a atualização do Il-76MD.

A330-MRTT.jpg
A330-MRTT (clique na imagem para ampliar)

 

FONTE: Scramble Magazine

- Advertisement -

24 Comments

Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Pedro ESIE

Abre o olho FAB! Corra na aquisição do A-330 MRTT!

RenanZ

Ahh, sei não ein

Você acha que o BR vai desperdiçar essa excelente chance de “Desperdiçar uma Excelente chance”?

Nosso histórico infelizmente joga contra

Junior

Se ficar enrolando muito e fazendo doce, a Índia vai lá e abocanha logo as 3 oferecidas de uma vez, ainda mais com a vontade que a Grã Bretanha tem de fazer a Índia um parceiro estratégico nos setores de defesa e espacial depois do Brexit

Welington S.

O Brasil não desperdiçou a chance de comprar o Ocean. Claro, o contexto mundial hoje devido a pandemia é completamente diferente, porém, em minha opinião, o Brasil vai acabar adquirindo essa aeronave. Para o presidente ter falado sobre a compra desse avião, sem sombra de dúvidas, ele foi informado por parte da FAB a grande necessidade de termos aeronaves como essa em nosso país; aliás, já deveríamos tê-los faz é tempo. Vamos aguardar.

Sergio Cintra

A necessidade da FAB é conhecida desde a apresentação do programa (emperrado) KC-X2, onde até já tinha sido discutido no Congresso e proposta Emenda de Orçamento, mas…
e as necessidades só se agravam, sob o ponto de vista “estratégico”
.

MMerlin

Lembrando que a declaração da compra das aeronaves foi unilateral. A FAB até agora não confirmou oficialmente.

Tamandaré

Eu creio que devem ir de A-330 MRTT. Não sei porque, mas estou com esse “feeling”… hahahahahahahaha

Boa noite a todos! 🙂

willhorv

Alguém com novidades sobre a FAB e os prováveis A330 MRTT …
Sai ou não sai?

Junior

Depois que o presidente disse no sábado que a aeronave esta muito cara, estava 200 milhões cada uma, ele estava vendo se comprava PELO MENOS uma, a FAB continuou muda

Agnelo

Prezado
Não é só comprar, é manter.
Normalmente, os $$ já estão definidos com muita antecedência.
Sair desse plano, dependendo do caso, pode ser considerado errado, como uma improbidade administrativa, entende?
E quem “da a bordoada” sobre seu acerto ou erro administrativo não está nem um pouquinho preocupado com a necessidade da FAB, do Brasil, se foi ordem, se o mundo tá acabando… vai na letra fria do papel….
Sds

Mauro

Neste caso não existe improbidade, porque nada foi feito, prometer fazer algo e não poder fazer ou mudar de ideia não é imporidade, e o presidente falou que já tinha a fonte dos 500 milhões para essa compra, então está dentro da ideia de comprar duas aeronaves. Vai ser pago aos poucos, e os ingleses ou a empresa detentora pode ainda dar uma carência de pagamento, ou seja, o desembolso seria em um próximo exercício financeiro. É perfeitamente possível, o pior de tudo é ver gente torcendo contra ou então colocando um monte de “se” em suas supostas análises especializadas..… Read more »

Adriano RA

Nem a FAB acreditou nessa história de A330 MRTT. Os políticos falam, a imprensa repete (e põe repete nisso) e acredita quem quiser.

Welington S.

Como então o presidente sabia dessa aeronave e de que o Brasil está precisando dela com urgência? Ele adivinhou ou, possivelmente, houve uma reunião com a FAB e eles explicaram a situação? Não existe essa de ”Nem a FAB acreditou…” Se o presidente chegou no ponto de falar sobre, ele foi muito bem informado pela FAB.

Justin Case

Abre o olho, Embraer.
Vamos lá vender KC-390.

Guilherme

Para vender na India, neste atual governo, é necessário fazer o jogo do “Made in India”. Se a Embraer quiser vender pipoca lá na India, tem que ser no fogão indiano, com pipoqueiro indiano e milho indiano.
A Airbus está vendendo aviões igual picolé na praia, porque construiu um escritório de engenharia gigantesco lá.
Ficou claro?

Justin Case

Boa ideia!
Desenvolvimento conjunto.

GFC_RJ

A vantagem de um desenvolvimento conjunto com os indianos é que tu sabe que dali sai demanda, sai vendas. Bem mais que uma parceria com o Brasil…
Mas com certeza o board da Embraer sabe bem mais sobre os custos-benefícios de uma possível associação com os indianos. 

Fabio Araujo

Espero que fechemos logo a compra dos A-330 MRRT, acho que comprar é a melhor opção, mas como os indianos estão precisando comprar mais caças para eles termina sendo melhor comprar os caças alugar os aviões de reabastecimento e no futuro comprar os reabastecedores!

Renato

Acho que vai ter tanto pra FAB comprar duas unidades quanto pra India alugar 3 unidades.

Guilherme

Os indianos estão alugando, porque não tem avião reabastecedor de prateleira. Compra hoje e a Amazon entrega amanhã na sua porta.
Ficou claro?

Hellen

Nossa,so aparece negocio da china para a Airbus !!!!
Vai alugar e vender !!!!
Vai matar 2 coelho com um cajadada só !!!!

Guilherme

A Airbus tem um escritório de engenharia imenso lá na India. Para vender para a India, é necessário fazer esse jogo.

Jadson Cabral

hmmmm, por que eu tô achando que esses A330 pra FAB não vão sair?

Tomcat4,2

Contra tudo e todos que não creem na compra do A-330 MRTT eu ainda creio que a compra vai sair, justamente pela falta que uma aeronave deste porte fez desde a busca dos brasileiros na China,se não me engano, e no fato que levariam ,sozinhas, muitas toneladas de suprimentos que fizeram necessárias varias viagens dos KC-390 e C-130 para Manaus. No caso da FAB a situação vai juntar a fome(problemas recentes de suporte logístico) com a vontade de comer(necessidade deste tipo estratégico de aeronave por parte da FAB a anos).

Últimas Notícias

Caças Sukhoi Su-35S russos escoltam bombardeiro B-52H da Força Aérea dos EUA sobre o Oceano Pacífico

Não houve violações da fronteira estatal da Rússia ou proximidade perigosa de aviões no ar, disse o Centro de...
- Advertisement -
- Advertisement -