quarta-feira, abril 21, 2021

Gripen para o Brasil

Boeing F-15EX da USAF realiza o primeiro voo

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Boeing voou o caça F-15EX da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) ontem pela primeira vez.

O primeiro exemplar da nova aeronave de combate subiu na vertical em uma manobra de decolagem “Viking” logo após decolar do aeroporto St. Louis Lambert International em Missouri em 2 de fevereiro, disse a Boeing. A empresa planeja entregar os dois primeiros jatos à USAF no final do primeiro trimestre de 2021.

A fábrica da Boeing em St. Louis produz todas as variantes do F-15, bem como o F/A-18E/F Super Hornet.

O voo inicial de 90 minutos incluiu uma verificação dos aviônicos, sistemas de missão e software do caça, diz a empresa. Uma equipe de solo monitorou os dados durante o voo e a aeronave teve o desempenho planejado, diz a Boeing.

O F-15EX é baseado em variantes “avançadas” do caça F-15, feitas para o Catar e Arábia Saudita. Esses são o F-15QA (Qatar Advanced) e o F-15SA (Saudi Advanced). Ele vem com uma série de atualizações não incluídas na frota envelhecida de F-15C/D da USAF.

“O backbone digital do caça significa que ele pode servir como um teste para a inserção de tecnologia no futuro, uma capacidade chave para a Força Aérea”, diz a Boeing. “Variantes modernas do F-15 também incluem controles de voo fly-by-wire, uma cabine digital totalmente nova, um radar AESA moderno e o ADCP-II, o computador de missão mais rápido do mundo.”

O caça agora também vem com o Eagle Passive Active Warning Survivability System, um sistema de guerra eletrônica.

Em 2020, a USAF concedeu à Boeing um contrato de US$ 1,2 bilhão para fabricar o primeiro lote de oito aeronaves. O programa de registro do serviço exige até 144 exemplares, avaliados em cerca de US$ 23 bilhões.

A USAF decidiu comprar o F-15EX devido aos seus custos operacionais mais baixos em comparação com o F-35 da Lockheed Martin. Também é considerado mais fácil de adicionar à frota do serviço por causa de suas semelhanças com o F-15C/D que está substituindo.

O programa é polêmico dentro do Departamento de Defesa, pois o F-15EX de quarta geração tem uma seção transversal de radar muito maior em comparação com o F-35. Sem essa furtividade embutida, o jato de combate precisaria de muita ajuda adicional e poderia sofrer baixas, se tentasse penetrar nas sofisticadas defesas aéreas da China ou da Rússia.

FONTE: FlightGlobal

- Advertisement -

83 Comments

Subscribe
Notify of
guest
83 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bidenilson

Fez o primeiro voo ontem e daqui a 3 meses começa a ser entregue pra USAF. Enquanto isso o new gripen ta so na enrolação.

Koprowski

O F-39E GRIPEN segue cronograma.

Vinicius Momesso

Se o Brasil tivesse a pressa que a China tem, hoje já estaria na linha de montagem aqui no país.

nonato

Cronograma muito lento e demorado.
12 anos no mínimo.
Por volta de 2008, já tinha sido oferecido no FX 2…

Manuel Souza

Cronograma foi aceito pela FAB.

Funcionário da Petrobras

Galante.
Você sabe me dizer se estão na linha de montagem?

Flanker

Com certeza, ao menos 2 ou 3 desses 4 já tiveram sua montagem iniciada.

Funcionário da Petrobras

Será que virão por navio também?

Flanker

No segundo semestre.

Julio Buzoli

É… quem vê vc falar, pensa que é assim mesmo.
Especialistas…

Leandro Costa

Bem mais fácil fazer isso com tanta celeridade com uma aeronave que já estava sendo fabricada a anos e anos do que com uma aeronave totalmente nova. Leia a matéria direito.

nonato

O mesmo se aplica ao gripen…

Leandro Costa

Hein?

nonato

Realmente muita demora para um avião que é mera evolução de um avião já existente.
Desde 2009, já era oferecido ao Brasil.
Já se passou 12 anos e ainda em testes…
Já imaginou se fosse um caça novo realmente?
20, 30 anos?

JuggerBR

Quer comparar o orçamento e necessidade de Brasil e EUA? Quer os Gripen hoje prontos? Abre a torneira e pague caro que eles chegam…

Vinicius Momesso

Por que a Lockheed sempre fica com os projetos mais sensíveis? A Boeing é uma gigante da aviação mundial.

Marcos

Lockheed é a joia da coroa

Leandro Costa

Leia sobre a ‘Skunkworks.’

Allan Lemos

Por causa do lobby fortíssimo no Congresso.

Fernando Turatti

lockheed fica com os sensíveis para caças, a northrop fica com os bombadeiros.
A Boeing termina com os carregadores de piano.

Barak MX para o Brasil

Porque a Lockheed foi a escolhida para lidar com tecnologia alienígena 🙂

Teropode

A cor me fez imagina-lo operando apartir do GDA em Goiás .

Adriano RA

Pois é, por um primeiro momento, achei que fosse brasileiro, mas depois caí na real.

Saldanha da Gama

E eu imaginei alçando voo de S.Pedro da Aldeia

Alexandre

Que “cor”? O avião ainda não está pintado. Essas cores são dos painéis de revestivento em diversos materiais compostos e partes em primer. A aeronave ainda não está pintada.

Flanker

Exato, Roberto!

Rui Chapéu

No fim a USAF agora vai ter seu “missile truck” que sempre quis ter com o B-1B mas nunca foi pra frente.

Agora tem o missile truck, reposição pra frota envelhecida de F-15 idosos e um backup para o F-35.

Antoniokings

‘A USAF decidiu comprar o F-15EX devido aos seus custos operacionais mais baixos em comparação com o F-35 da Lockheed Martin. Também é considerado mais fácil de adicionar à frota do serviço por causa de suas semelhanças com o F-15C/D que está substituindo.’
Além do F-35 ser um fracasso. E caro!

Oráculo

E lógico que na sua cabeça o fato da USAF estar desenvolvendo, inclusive testando um prototipo, do novo caça de 6ª geração – Next Generation Air Dominance (NGAD) – que teve seu cronograma adiantado e deve entrar em operação em menos de 10 anos, é mera coincidência né.

Wagner

Essa pressa em antecipar a sexta geracao nao pode indicar que o F35 nao entregará o prometido?

Victor Filipe

A pressa na verdade é porque Russia e China estão com os pés na porta da Quinta geração e a USAF não quer saber de paridade, quer saber de vantagem.

O F-35 vai carregar o piano “sozinho” por algumas décadas 1 ou 2 acredito, tempo em que a aeronave de sexta geração vai estar em pesquisa e desenvolvimento e ai quando ela ficar pronta ele vai operar mais um tempo em conjunto com ela até ser substituído.

Ele deve ficar em serviço na linha de frente por uns 30 a 35 anos. oque é uma media considerável para uma aeronave

Agressor's

Também se ficou comprovado no Iêmen que depois do refinamento da arena ar-ar, com o aumento da sensibilidade dos radares e a eficácia sugerida dos mísseis de médio e longo alcance, bem
como, a maior acuidade térmica dos mísseis IR, o maior RCS, bem como, a
maior quantidade de calor depreendida pelos dois motores podem
significar menor capacidade de sobrevivência ao Eagle….o que significa no enfim que os estadunidenses não tem saída a não ser correr hoje para desenvolverem seus meios de 6G…

Last edited 2 meses atrás by Agressor's
Agressor's

Já que os seus modelos de quinta desenvolvidos resultaram num completo fracassado tanto de operação como de vendas…

Last edited 2 meses atrás by Agressor's
Tadeu Mendes

Quanta baboseira.

Agressor's

Excelente contra-argumento!

Last edited 2 meses atrás by Agressor's
Leandro Costa

Quantas aeronaves de 5ª geração foram fabricadas nos EUA? Entre F-117’s, B-2’s, F-22’s, F-35’s…. Umas 850 por enquanto?

Quantas foram perdidas em combate?

Uma?

Então foram um sucesso. E ainda estão vendendo e ainda tem muita gente querendo comprar o F-35.

Tentando ser imparcial, é muito difícil condenar uma aeronave que nem entrou em operação totalmente como o F-35. Todas as aeronaves passam por períodos de ajustes e quanto mais complexo, mais ajustes vai ter que levar. Isso foi assim para praticamente todas as aeronaves mais inovadoras de qualquer geração.

Marcelo Baptista

Antonio
Não diria fracasso, mas pelo que li até agora, os custos são exorbitantes, portando, modernizar os F-15 faz todo o sentido por ser um equipamento, pelo menos na parte de hardware, com uma estrutura já bem consolidada.

Rodrigo LD

Pelo verde e amarelo, cheguei a pensar que era destinada à FAB, o F-15BRA (Brazilian Advanced), para ser tampão até a chegada dos F-39….

Leandro Costa

Foi uma boa tentativa de piada.

João Fernando

Mas que o F15 seria entregue rapidamente, seria…

Leandro Costa

Óbvio que seria, mas não é essa a questão.

Alexandre

F-15 é uma aeronave em produção há décadas. Gripen E/F ainda é aeronave em desenvolvimento e que acabou de entrar em produção. É bem diferente…

Luís Henrique

O F-15EX é basicamente um F-15SA ou F-15QA com um radar mais novo e um novo sistema de guerra eletrônica.
O F-15SA e o F-15QA não foram entregues 1 ano após a assinatura do contrato. Tiveram um tempo para as alterações e melhorias…

A USAF quis um caça pronto, que pudesse ser colocado em serviço muito rápido. Por isso não partiram para o Silent Eagle, que demoraria mais e custaria mais também.

Alexandre

Não tem nada de verde e amarelo. O avião ainda não está pintado. Essas cores são dos painéis de revestivento em diversos materiais compostos e partes em primer.

Fabio Araujo

F-15 e F-16 tendo novas encomendas e o número de encomendas do F-35 sendo reduzidas, é um sinal que os caças antigos ainda tem muito espaço!

https://theaviationgeekclub.com/usaf-could-buy-new-f-16s-and-cap-f-35-orders-at-about-1050-instead-of-1763/

João Bosco

Esse é um senhor caça!!!! quase 50 anos de projeto e pronto para encarar qualquer desafio… sem soltar tinta, sem ser afetado por raios, sem ter peças soltando quando voa proximo dos Mach 2.0, etc. E ainda saindo mais barato uma nova versão.

Leandro Costa

Vai ver daqui a 50 anos os F-35 também não tenham esses problemas.

Flight_Falcon

João,
Nas versões iniciais do F-15 A/B chegavam a voar Mach 2,5 por breves momentos.
Não sei se os últimos permanecem com essa capacidade. Mas Mach 2 era padrão entre eles

Teropode

Uma faca de 100 anos cujo cabo e lâmina foram trocados várias vezes , portanto não é a mesma faca , 50 anos tem o projeto o designer .

Agressor's

Grande parte do inventário de armamentos dos eua encontra-se defasada com necessidade de modernizações …a variante do caça F-15 usada pelos eua hoje é inferior e ainda pior do que a usada pela Arábia Saudita…a mesma que fizeram de tiro ao alvo no Iêmen…. Mesmo o arsenal de misseis Trident e Minutemen necessitam de modernizações urgentes…enquanto os russos atualizam seus arsenais nucleares e os chineses aperfeiçoam cada vez mais os seus meios, os estadunidenses ainda operam Tridents 2 da década de 1980 e projetos ainda mais antigos como o Minutemen 3 da década de 1970… E por mais que recebam… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Agressor's
Tadeu Mendes

OMG.

Saldanha da Gama

2!

Teropode

3

Agressor's

Excelente, o contra-argumento de vcs!

Teropode

Foi um contra-piada !

carvalho2008

Quando vejo este tipo e noticia, percebe-se o quanto o projeto Gripen E/F é acertado. Ele pode ter uma distancia do F-35, mas como este parece não ter um futuro tão longo como o planejado, percebe-se que a distancia entre o F-39 e F-15EX serão bem menores….parece que a guerra eletronica esta superando a guerra das formas mais rapido do que se imaginava…

Adriano RA

Entendo. Para um Gripen E enfrentar um F-15EX precisará de todo o auxílio que sua suíte EW puder disponibilizar. A integração do Raytheon’s AN/APG-82(V)1 AESA com o Eagle Passive/Active Warning and Survivability System (EPAWSS), faz desse F-15 um adversário e tanto.

Maurício.

Quem diria que em pleno 2021 sairia uma notícia dessas, quem acompanhava as revistas de defesa do início dos anos 2000 achava que os 5° geração iriam reinar na USAF, mas estão preferindo comprar uma aeronave da década de 60 ao invés do F-35, algo não saiu como planejado.

MARCO GANDOLFI

B-1 E B-2 quase aposentado e B-52 continua firme e forte

Rodrigo LD

Bons projetos nunca morrem. B-52, C-130, UH-1, F-5, F-16 e por aí vai. Os projetos que deveriam ser substitutos vêm e vão e eles permanecem.

Teropode

Ambos projetados para penetração , coisa fora de moda hoje em dia , ou não .

Luís Henrique

As coisas mudam, o mundo muda e as forças aéreas precisam se adaptar. O F-16 surgiu da necessidade de um caça mais leve, mais barato, para ser produzido em massa, pois número também conta. A URSS fez o mesmo com o MiG-29. Hoje ocorre algo parecido com os caças de 4ª geração PLUS. Os caças de 5ª geração são superiores para penetrar em território inimigo, usando a furtividade, porém são caros, principalmente para operar, e como o foco hoje é conter adversários “próximos” em poder militar, como a China e a Rússia, números contam muito. É muito bom ter o… Read more »

Marcelo Baptista

Concordo, comentei isto de forma bem resumida agora a pouco.
Não é apenas um questão de combate, é de ter condições de se manter em combate, e isto exige dinheiro, muuuuuito dinheiro.
A analise dos EUA leva em consideração os dois únicos adversários, hoje, capazes de fazer alguma frente ao poderio militar americano, Rússia e China.
A Rússia, hoje, tem capacidade técnica, mas não tem grana.
A China, hoje, tem muuuita grana, mas ainda não muita técnica.

Os EUA se equilibram entre estes dois polos, e vai se adaptando conforme a necessidade dita.

Marcelo Baptista

Money! Always money!

Sérgio Luís

F-35 ” O Natimorto”

Rodrigo Maçolla

Natimorto não sei…. , mais “porco espinho” isso é

Sérgio Luís

Poucos espinhos!
Isso sim!

Last edited 2 meses atrás by Sérgio Luís
Solskhaer

Pelas cores de ensaio, bem que poderia ser brasileiro!

Rodrigo Maçolla

Foi o que também pensei

Alexandre

Que “cor” de ensaio? O avião ainda não está pintado. Essas cores são dos painéis de revestimento em diversos materiais compostos e partes em primer. A aeronave ainda não está pintada.

Michel

É um belíssimo avião.

Barak MX para o Brasil

Esse F-15 veio pra roubar a cena.

Hellen

Eu avisei ja faz tempo que se o f-35 nao custasse logo preco de f-16 e f-15 o governo americano iria pular fora e acabou que esta acontecendo isso !!!!
O f-35 estava matando as outras linhas de produção de outros caças e empregos do cidadao americano !!!
Linha de producao do f-15,f18 e f16 ociosa !!!!

Last edited 2 meses atrás by Hellen
icaro

porque este caça não esta equipado com o Skyward-G IRST, um sensor que detecta assinaturas de calor de vários meios, sejam aeronaves, embarcações navais e veículos terrestres?

Guilherme Gabriel Lins

vida longa ao F-15! um caça espetacular! ( pra não perder o costume, sempre achei o F-15 o caça perfeito para o Brasil )

Marcelo Baptista

Considero uma decisão inteligente, esta modernização. Apesar dos números, deve ser muuuuito mais barato que o F-35.
Quanto a questão de ter uma RCS alta, duvido que ele seja usado para penetração em profundidade, isso é trabalho do F-35.
Ele deve ser usando para proteção de áreas já controladas, ou seja, fica atrás, então para mim faz todo o sentido, principalmente pelos custos.

JuggerBR

Sempre será um monstro. E sem dúvida entre os melhores já produzidos, qualquer que seja a forma de se medir isso.

Luiz Trindade

Esse caça não é para entrar no espaço aéreo inimigo e sim manter a superioridade aérea nos EUA. Um caça de excelência que ultrapassa seu tempo!

Comte. Nogueira

Com essa pintura, achei que era para o Brasil.

Tiago da Silva

Vejo chegada do F-15EX na USAF como uma retomada de linha que foi perdida quando da escolha do F-35 anos atrás, este que prometeu muito mas que na prática tem índices de disponibilidade baixos e ainda muitos problemas para serem sanados. Consequentemente as capacidades foram comprometidas e nada como confiar em um produto já comprovado e trabalhar em uma evolução do mesmo e que vai atender plenamente ao que desejam, é assim que vejo o F-15EX e que acredito em um potencial de mais de 300 aeronaves se colocarmos ai as unidades da USAF + ANG e sem contar as… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Tiago da Silva

Reportagens especiais

AMX da FAB: ‘Abelha’ brasileira?

Por que os norte-americanos apelidaram o jato A-1 da FAB de 'Abelha'? Você sabia que o AMX recebeu o apelido...
- Advertisement -
- Advertisement -