segunda-feira, abril 12, 2021

Gripen para o Brasil

Aero India 2021: EUA oferecem três aviões de combate à Força Aérea Indiana

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Caças poderão ser feitos no país no processo ‘Make in India’

Na véspera do Aero India 2021, os Estados Unidos da América ofereceram à Força Aérea Indiana três de seus caças de primeira linha: o F-18, o F-15 e o F-21, a versão mais recente do F-16.

Em uma reunião em que o Encarregado de Negócios dos EUA Don Heflin, o subsecretário adjunto da Força Aérea Kelli Seybolt e o Tenente General David Krumm da Força Aérea dos EUA estiveram presentes, a mensagem foi clara: a Índia era um importante parceiro de defesa dos EUA e os países continuariam a trabalhar juntos para fortalecer a região Ásia-Pacífico, independentemente de qual partido estivesse no poder.

A Índia deseja a nacionalização da produção, reconheceram as autoridades americanas, mas acrescentaram que os indianos precisariam do desenvolvimento de capacidades essenciais. E o relacionamento não era apenas sobre compra e venda ou mesmo fabricação. Trata-se de exercícios conjuntos e de acordos estratégicos como LEMOA ou COMCASA e, mais recentemente, BECA, que ambas as partes elaboraram. Além disso, a possibilidade de os americanos fabricarem caças americanos na Índia — para ajudar o processo Make in India – existe.

 

Questionados sobre a compra pela Índia do sistema russo de defesa aérea S-400, os americanos disseram estar cientes da aquisição, mas embora amigos sejam instados a não ir a Moscou para buscar armas, o assunto é tratado caso a caso. Os americanos não falaram em sanções contra a Índia.

Os EUA enviaram o bombardeiro pesado supersônico B-1B para a inauguração do Aero India, para um um sobrevoo durante a cerimônia. A presença do B-1 é inédita: será a primeira vez que um bombardeiro da Força Aérea americana pousará em solo indiano.

FONTE: Times Now News

- Advertisement -

92 Comments

Subscribe
Notify of
guest
92 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ivo

Primeira vez??????? E a campanha de bombardeio levado a cabo na IIGM?????

Leandro Costa

A Índia ainda não era independente.

Willber Rodrigues

A Índia era território britânico, então na época não contava.

Wellington Rossi Kramer

Não era USAF, era USAAF.

Marcelo

a Índia deveria comprar mais Rafales. Não vale a pena inserir mais um avião, ainda mais porque não opera caças dos EUA e seus armamentos associados.

carvalho2008

No andar da carruagem e tecnicamente falando sim….e isto é o que é mais estranho…alguma coisa com os franceses não correu bem….

Marcelo

mas acho que o Rafale está na disputa sim

Davi Pinheiro

O problema do Rafale é que os indianos querem fabricação local. Os dois países chegaram a discutir isso, mas os termos não eram favoráveis ao franceses. Por exemplo, se os caças não cumprissem os prazos de entrega, a Dassault seria multada, mesmo que o atraso fosse causado pelos próprios fornecedores indianos. Pessoalmente, acho que não vão comprar mais Rafales.

Adriano RA

Para quem já optou pelo Rafale, não vejo sentido na oferta de F-15, F-16 ou F-18. Talvez os indianos se interessem pelo F-35, mas os americanos não devem oferecer.

Jhonn

Índia é uma salada de frutas deve se a isso uma maneira de compensar as exportações e outro motivo não depender de um único fornecedor!

Robsonmkt

Se a negociação para produção local de 126 Rafale foi tão difícil que os indianos tiveram de cancelar a licitação para comprar 36 exemplares fabricados na França, imagino que com os EUA seria daí para pior.

Rogério Loureiro Dhierio

Eu acredito que os EUA levam essa, são três dardos para acertarem.
Os demais concorrentes teem apenas um cada.

Alexandre Cardoso

Poderiam até ser 10 dardos para acertarem, nada disso importa, a única coisa que importa é se alguma proposta está de acordo com o que passa nas cabeças ” Iluminadas ” do comando aéreo indiano.

Luís Henrique

A Rússia tem dois. MiG-35 e Su-35, ambos foram ofertados na atual concorrência.

Adilson

É assim que se começa uma negociação: a Índia diz quero o F22, os EUA diz eu vendo O F16, a Índia insiste no F22, os americanos dizem tá bom … fica com o F18… A Índia então se anima,e diz quero o F35, e os americanos dizem tá bom leva o F16 / F18 e o F21e ainda organizo pra vcs produzirem aí… Daqui a pouco, os EUA vão concordar com o F35 porque quer colocar a China na alça de mira de mais alguns países. Acho que eles vão ficar com o Rafaele e aprender para ter seu… Read more »

Antoniokings

Acho que os americanos estão sendo otimistas com essa ‘Operação Botox’.
A índia tem condições de conseguir no mercado coisa mais moderna do que isso.
Mas, em se tratando de Índia…….

Teropode

Operação botox ? Tá fazendo é graça né ?

Maurício.

Para que mudar o nome do F-16? Parece a NVIDIA e a AMD renomeando VGA antiga para parecer nova, não faz sentido, o F-16 já provou tudo que tinha para provar, é um excelente caça, mas renomear ele não vai torná-lo um caça mais avançado, continuara sendo um F-16.

Marcelo Mendonça

A denominação F-21 foi dada pela. Lockheed e não pelos EUA, que aliás já a usaram nos Kfir nos anos 80. É apenas estratégia de marketing e apenas para a Índia. Ela continua vendendo para os outros países (Eslovênia, Bulgária, Marrocos), como F-16V block 70

Palpatine

Até lembrei das HD 7970/r9 280/ r9 380 kk

Elendil2

Massa hauahauahua!

Elendil2

Boa kkk, será que tem bastante gamers (como eu e, acredito, você também) que acompanha esse mundo das tecnologias militares e geopolitica!

Last edited 2 meses atrás by Elendil2
Marcelo M

A compra do S400 pela India é incomparável à compra do S400 pela Turquia. Primeiro, porque a India sempre usou e ainda usa material soviético. Segundo, porque a India está na Otan. Terceiro, porque a India é fundamental na contenção das intenções expansionistas chinesas, e os EUA não podem se dar ao luxo de permitir seu enfraquecimento com qualquer sanção. Quarto, porque a India nunca adquiriu caças de 5a geração que, em tese, poderiam permitir que os sistemas SAM russos adquirissem mais conhecimento sobre as vulnerabilidades dos stealth americanos.

Marcelo M

*não está na OTAN.. .corrigindo a digitação.

carvalho2008

O fato da India precisar segurar a china dá um certo conforto em operar S-400 junto com caças modernos americanos, pois eles estariam dando um tiro no pé se vazassem os dados a Russia uma vez que a Russia tambem é fornecedora aos Chineses….

Já a Turquia não….

Teropode

F35 na Índia iria consumir os recursos destinados ao AMCA , esqueça caças americanos para a IAF , talvez na Marinha e não podemos descartar a compra de mais Helicópteros militares AH64 e mais Chinooks .

Maurício.

Roberto, F-16 e Hércules, duas excelentes aeronaves, mas sabemos que a idade está chegando para eles, até quando o F-16 e o Hércules serão modernizados ou espichados?
Olhando apenas a idade das aeronaves e não levando em conta o preço para mantê-las, eu sou muito mais o conjunto mais novo(projeto) da FAB, o tempo do F-16 na FAB já passou faz tempo, perdemos a oportunidade, o futuro é o Gripen.

Caio

Desculpe se.entendi errado, Mas você escreveu como se os EUA estivessem oferecendo um f16 dos anos 80, para os indianos, quando o que se têm, na internet, é uma aeronave muito atual em tecnologias de informática, eletrônica, mecânica e armamento, leva em conta a questão da denominação é acreditar que um Passat 1989 é igual a um Passat 2019. Tem uma era de diferença.

Maurício.

Caio, você pode mudar o nome de uma aeronave, mas o que não se pode mudar é o projeto, olha um F-16 da década de 80 e veja esse tal de F-21, é exatamente o mesmo projeto, é a “mesma” aeronave, a comparação entre automóveis não se aplica aqui.

Flanker

Então, pelo seu raciocínio, o Gripen E é a mesma aeronave que o Gripen A. A mudança de denominação de F-16 para 21 talvez seja para mostrar que, em relação ao 16, o 21 tem apenas a “casca” externa.

Maurício.

Flanker, o Gripen E sofreu mudanças estruturais, diferente desse tal de F-21, mas por mais que o Gripen E tenha sofrido as tais mudanças, sim, ele basicamente continua sendo um Gripen A, seu desempenho em vôo é “praticamente o mesmo”, já que em essência ele continua sendo um Gripen, ele não se tornou um Rafale ou um Eurofighter. O F-5BR não deixou de ser um F-5E só porque meteram uma aviônica moderna, ele continuou com o desempenho de um F-5. E a mudança de nome para F-21, não tem nada a ver com “casca” externa, isso se chama marketing para… Read more »

Flanker

Eu usei o exemplo dos Gripen A e E e dos F-16 e 21. Tanto no caso sueco como norte-americano, o que resta das versoes originais nas versões atuais, é somemte a aparência externa. Internamente, o Gripen E tem estrutura da fuselagem, trens de pouso, asas, motor e várias outras partes diferentes das versões anteriores. O F-16/21 não tem praticamente nada comum com as versões iniciais. Do jeito que vc coloca, parece que, nos dois casos, são os mesmos aviões (atuais e os originais)….mas, toca o barco…é sua opinião.

Bidenilson

Mas o projeto do F21 é diferente do antigo F16. Apenas a carcaça é a mesma com pequenas modificações e o que realmente importa é o recheio do avião. Se não fosse assim os EUA não estariam adquirindo F15 novos.

Oráculo

Não adianta.
Você pode desenhar que eles não vão mudar de opinião.

A comparação com os carros foi a melhor de todas.

Na cabeça deles um Ford Mustang 1964 é exatamente igual a um Ford Mustang Mach 1 2021.
Assim como um F-16 da década de 90 é o mesmo avião que o F-21.

Os caras não querem saber qual a é verdade. Eles querem ouvir a opinião deles saindo da tua boca.

Errado mesmo está a USAF que vai comprar os F-21…

sergio

Um fusca com o painel de uma Ferrari ainda sera um fusca.

Flanker

Então, pra vc, um Fusca 1959 é a mesma coisa que um fusca 2014?

Maurício.

Bidenilson, volte lá na matéria sobre os novos F-15 e veja o porque que ele está sendo adquirido.
E se o que importa realmente é o recheio do avião, então podemos modernizar o F-5 pelo resto da vida.

Cosme Eustáquio

Não são o mesmo projeto apesar de terem um design semelhante. Os materiais, os metais, as ligas utilizadas são diferentes. A eletrônica embarcada então nem se compara, fora o peso, a carga paga, as capacidades. O F-21 tem toda a aparência e medidas externas do F-16, e as semelhanças acabam por ai

carvalho2008

Não é que é velho, mas a celula projetada já foi emperequetada demais…está quase exaurida….no limite de inovações….os tanques conformais por exemplo, tiraram a sinuosidade da silhueta e ficou mais facil de ser visto no radar….ficou mais pesado e lento no dogfight…não tem supercruise….e não terá… O gripen E/F está no começo….poderá ainda ser emperequetado com puxadinhos como o foi no F-16…mas ele já nasce com excelente alcance, baixa visibilidade, super cruise…etc…. Longe de F-21 ser um avião ruim, mas poucas inovações ainda caberão lá….tal como F-18….ou o proprio F-15….excelentes aviões, mas que carregam limitações do design original…. Outro ponto… Read more »

Nostra

I doubt F16 has any chance , too many issues identified during IAF trials. Anyways various weapon systems for LCA MK2 ( many other local weapon systems not shown for lack of space in the pic and some under development )

Longest range Indian weapons on LCA MK2 are

1. RudraM-1 200 km
2. RudraM-2 330+ km
3. RudraM-3 550+ km
4. Brahmos-NG 300 km
Etc

Foreign ones are

5. SCALP 300+ km
6. RAMPAGE 140 km
Etc

EtW3eygVkAAs0tE.jpeg
Last edited 2 meses atrás by Nostra
Nostra

LCA MK2 is a omni role fighter with 11 hard points and capable of simultaneous engagement of A-A and A-G targets .

It has a advanced cockpit with with sensor fusion enabled tactical scenario generation and a smart cockpit with a large area display .

It has a integrated self protection suite with MAWS , RWR , IRST , LBJ and integrated CMDS for 360 degree spherical coverage.

It is a network centric fighter with advanced secure SDR with tactical D/L , real time transfer of data and imagery , secure weapons guidance using MDL and combat air teaming ready.

EtXPB3FVgAE0rbe.jpeg
Last edited 2 meses atrás by Nostra
Nostra

IAF committed to 200+ LCA MK2

EtV00LHUYAAlQQM.jpeg
Augusto L

Eu não sei quais problemas um caça consagrado como o F-16 tem. So na cabeça dos oficiais da força aérea indiana.

Teropode

Tem um problema fundamental : É um produto americano , o máximo que ele pode oferecer aí comprador é seus excelentes serviços e só , para quem pretende ter uma independência industrial quase plena , o F 16 é um empata fo**, o TEJAS possui a característica extrstegica de movimentar todo setor tecnológico indiano , basta observar os produtos que surgem no rastro do TEJAS . O defeito do F 16 é este , o cliente tem sua indústria de caças capada .

Nostra

F16 has problems also relating to aerodynamic performance in certain configurations , vulnerability to cyber attack etc but cannot say about them because of confidentiality agreement signed with OEMs before access to aircraft and their systems for trials and tests in India.

Last edited 2 meses atrás by Nostra
Nostra

IAF pilots / specialists flew F16 , Gripen , Rafale , Typhoon etc for 100s of hours for years across India as part of trials , extensively tested the system’s onboard the aircraft so that a set of recommendations can be made for selecting the best fighter .

Do you think one buys 10-20 billion dollars worth of aircrafts simply by looking at it and trusting what the OEM says ?

You buy vegetables , clothes , food like that , not military systems , so don’t confuse 2 of them .

Last edited 2 meses atrás by Nostra
Cristiano de Aquino Campos

Um F-5 modernizado não deixa de ser um F-5. O mesmo vale para o F-16. Só porquê modernizaram a eletrônica e talvez trocaram o motor, chamam de F-21.
Más isso ta válido. A Russia chamou o Su-27 modernizado de SU-30 e SU-35. Más em linhas gerais e o mesmo projeto do SU-27.

Teropode

Mas isto é algo positivo , um projeto quando é bom , da origem a outros mais evoluídos ou mais Brutus .

Maurício.

Roberto, o projeto do F-16 já tem quase meio século, o fato dos americanos estarem apresentando ele com o nome de F-21 já demonstra bem isso, parece que os americanos estão com vergonha de apresentar o F-16, por isso essa jogada de marketing para tentar iludir os indianos com o “novo” F-21, o Gripen é um projeto mais novo, na minha opinião, terá mais vida útil pela frente, um Gripen armado com Meteor não deve em nada para qualquer F-16.

Gabriel BR

Os indianos já estão voando de Rafale e já sabem o que é voar no melhor.

Marcelo M

O Rafale é o melhor que a França tem. Agora está bem longe de ser o “melhor”, né? Acho que isso nem se discute.

rdx

Imaginem o RCS desse F-16 com CFT e cheio de penduricalhos. Não passa de um Passat com tecnologia de ponta; continua sendo um Passat.

DSC

A mesma coisa se passa/acontece com Gripen, Rafale, Typhoon, F-15, F/A-18SH, etc, etc…

rdx

Gripen, Rafale e Typhoon são eurocanards de 4.5 gen e não possuem os “defeitos” dos caças de 4 gen. O Gripen E, por exemplo, já nasceu sem a necessidade de CFT e de outras adaptações que prejudicam, particularmente, o RCS da aeronave. Essa é a diferença.

Bidenilson

Gripen teve sua estrutura modificada para os novos trem de pouso e tanques. Então ele também tem puxadinhos como o F16

Roberto Medeiros

A estrutura modificada não foi para penduricalhps ou gambiarras. A aeronave foi reprojetada. Tanto q a estrutura é outra. No Gripen E, o encaixe das asas faz parte da estrutura central. Naa versões anteriores eram estruturas independentes. Não tem como comparar.

carvalho2008

correto, por fora parece igual, mas por dentro é outro avião…e peças….

DSC

“… são eurocanards de 4.5 gen e não possuem os “defeitos” dos caças de 4 gen.…” lol Certo… Os eurocanards não tem esses “defeitos” e “limitações” dos teen series… Por isso é que os próprios fabricantes dos 3 eurocanards nunca sentiram a necessidade, e estudaram e desenvolveram CFTs para seus caças. Oh wait… https://pbs.twimg.com/media/EIIxxNKU0AEp0wG?format=jpg&name=900×900 https://pbs.twimg.com/media/EIJRnjyX0AAap7I?format=jpg&name=900×900 No caso especifico do Gripen E/F… O Gripen E não tem a necessidade de CFTs porque este é basicamente uma aeronave nova, diferente do Gripen C/D. As dimensões gerais foram aumentadas um pouco, e partes da fuselagem e asas foram redesenhadas, e alteradas para que… Read more »

Last edited 2 meses atrás by DSC
carvalho2008

Uai…e daí…? isto so quer dizer que hoje, ele já é no alcance superior ao F-16….se colocar CFT supera….

MestreD'Avis

Fonte?? https://www.saab.com/globalassets/products/aeronautics/gripen-e-series/gripen-e-fact-sheet–en.pdf https://www.lockheedmartin.com/en-us/products/f-16.html O Gripen E tem capacidade interna de combustivel de 3400Kg, o F-16 Blk 50/52 de 3200Kg. Pequena vantagem para o Gripen. No entanto, como o MTOW do Gripen são 16500Kg e o do F-16 são 21000Kg, para o mesmo peso do armamento, o F-16 consegue descolar com mais combustivel nos tanques subalares. Larga vantagem para o F-16 O Gripen tem um ferry range declarado de 4000km e o F-16 de 4200km. Basicamente igual Velocidade? Mach 2 para ambos. O Gripen faz supercruise na melhor das hipóteses com um par de misseis nas estações mais internas e ainda… Read more »

Andre

E também como su35, o mig25…

Pedro Bó

Rafale, Gripen e Typhoon foram projetados pensando na diminuição substancial de seus RCS. O Rafale, por exemplo, recebeu uma camada de material absorvente, faz uso extensivo de materiais compósitos e tem linhas serrilhadas em alguns pontos (como nas entradas de ar).

Hellen

Agora que os indianos anunciaram a independencia para os caças os americanos estão correndo para fechar o ultimo contrato e oferecendo todas as cartas !!!!!

Nostra

Correct

This is how it happens in real world

When you don’t have the technology , they will deny you the same.

When you develop the technology or close to it , they will start offering you the same.

Last edited 2 meses atrás by Nostra
Davi Pinheiro

A última coisa que precisamos é de mais uma linha de produção de F16. Com o tempo a plataforma vai perder espaço e o Gripen será a única aereonave monomotor com um preço acessível.

Teropode

Não , a Boeing pretende lançar o T/F 7 , o futuro do Gripen depende de nossas encomendas , se elas não vierem esqueça , espero que o Brasil adote de fato o Grifo como único caça , encomende mais 1 lote e use o aprendizado para experimentar um 5G derivado .

Teropode

Não , não e não , caras chatos , a Índia não pode perder o foco , Rafales , SU30 , ( abriria um excessão para o SU 34 , operando através da costa ) , TEJAS 1, TEJAS 2 e AMCA . Ofereçam para Bangladesh ou para a Biilorussia .

Antunes 1980

Pergunta técnica, o F-16 V é superior ao Gripen E/F?

Funcionário da Petrobras

Muitas pessoas entendidas do assunto já opinaram em outros fóruns que não, o Gripen E/F é superior.

Last edited 2 meses atrás by Funcionário da Petrobras
DSC

Não é.

F-16E/F Block 60, F-16V Block 70/72 e Gripen E/F…

Estas três aeronaves estão mais mais ou menos na mesma categoria, e tem basicamente as mesmas capacidades de combate.

Gabriel BR

Não é não! O Gripen E é uma maquina mais moderna com alguns componentes em estado de arte.

MestreD'Avis

A resposta do DSC é a mais correcta. No melhor post que li sobre comparação, um antigo piloto de F-16 afirmou que SE cumprir tudo o que foi prometido, o Gripen E pode ter ligeira vantagem em combate devido a um RCS ligeiramente menor e ao IRTS incorporado de origem. Isto contra a versão do F-16V que a LM disponibilizava em 2016/2017 Quanto ás capacidades normalmente avaliadas nos caças (velocidade, alcance, capacidade de carga, armamento, radar, datalink) há vantagens para um e outro que normalmente ficam abaixo dos 10% de diferença. Entendo que nesse blog se vai defender apaixonadamente o… Read more »

filipe

Os Americanos são realistas , a India ainda tem um caminho longo a percorrer para nacionalizar completamente um F-16 , A China já passou por isso e esta preste a ter autonomia na produção de Turbinas , mercado chave para a produção de caças , poucos países dominam a tecnologia das Turbinas (França + EUA + UK + Japão + Rússia) , Daqui a pouco a China vai ingressar nesse clube, ter a autonomia na produção e no desenvolvimento de Turbinas é o passo essencial para produção de um caça 100% autonomo.

V12 aero

Japão fabrica turbina aeronáutica ?

DanielJr

Acho que a Mitsubishi fabrica alguns modelos sob licença e faz manutenções. Projeto próprio eu não sei dizer.

filipe

Tem projectos próprios :
The Ishikawajima-Harima Heavy Industries (IHI) XF5 is a low bypass turbofan engine developed in Japan by Ishikawajima-Harima Heavy Industries for the Mitsubishi X-2 Shinshin (ATD-X).
Todos produzidos por essa empresa IHI, e esse modelo é para o caça de 5ª Geração deles. Na Asia as pessoas só falam da China, mas o Japão é quem tem a tecnologia mais avançada , só não é uma nação com poder global ( Potência Nuclear) , mas em termos de manufactura avançada ,o Japão esta mais avançado do que a China.

filipe

Fabrica turbina para caças de treino Kawasaki T-4 ,a Turbina é Ishikawajima-Harima Heavy Industries (IHI) F3 , o Japão é uma grande potência , é um país discreto e pragmático, mas bem dotado de altas tecnologias… O Japão tem 208 caças Kawasaki T-4, cada caça com 2 motores, logo foram produzidos 416 motores.

filipe

Sem esquecer os  IHI Corporation F7 , que equipa os Kawasaki P-1 de patrulha naval da JMSDF .

Teropode

E um programa espacial de primeira linha .

filipe

O Brasil deveria fazer o mesmo , da mesma forma que estamos construindo um reactor nuclear , poderia haver um projecto similar para a construção de turbinas de alta tecnologia para equipar aeronaves militares e civis.

Leonardo M.

No final a India está usand os Americanos só para conseguir melhores preços nos Rafales

“Viu brioches frances, queremos queijo Rafale por US$90 milhoes igual os Yankees estão oferecendo na sua mais nova arma secreta o F-21”

filipe

A Índia é bastante dependente de outros países em matéria de armamento, se pretendem alcançar a China tem que trabalhar muito na nacionalização dos componentes de alta tecnologia.

Pedro Bó

O interesse americano nessa venda vai além do financeiro. Os EUA querem mais um participante no “corredor sanitário” em volta da China, junto à Japão, Austrália e Coreia do Sul.

Jodreski

Alguém avisa que junto com as aeronaves americanas vem uma cartilha informando quando e como o armamento pode ser utilizado. Pq se for utilizado sem a benção de Washington aí a coisa fede legal!
Tenho a impessão que sob este aspecto os Russos são mais liberais, Tio Sam é um pouco criterioso e se não respeitado já sabe…. pode esquecer contratos de manutenção.

Teropode

Lenda urbana e , se não fosse ; Contra chinês e Paquistanês tá liberado geral .

JuggerBR

USA está atrasada uns 15 anos com esta proposta… India chegou num ponto que está desenvolvendo aviões sozinha. Eles tem necessidade de comprar rápido por causa da China, mas só avião de prateleira mesmo…

pangloss

Está cada vez mais difícil entender.
O Super Hornet tem o mesmo indicativo F-18 do Hornet, mas é um avião diferente.
O F-21 tem indicativo diverso do F-16, mas é o mesmo avião.

Fernando C. Vidoto

Eu não gostei do que aconteceu com f16. Visualmente o caça parece bizarro com os CFT e outras modificações.

Carlos Eduardo

Galante deveria fazer vez ou outra uma reunião com a galera no zoom para discutir uns temas como esse. Será que dava boa?

Luiz Trindade

Show

Luiz Trindade

Rapaz… O negócio de armas deve tá dificil para as empresas dos EUA heim?!?

Combates Aéreos

Dogfight: F-16 Block 52 turco e Mirage 2000-5 grego

 O vídeo acima mostra parte de um 'dogfight' entre um caça F-16 Block 52 turco e um Mirage 2000-5...
- Advertisement -
- Advertisement -