quinta-feira, março 4, 2021

Gripen para o Brasil

SDTS, a empresa ‘agressora’ francesa

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Grupo Rafaut, fornecedor francês de aeronáutica civil e equipamento de defesa, continuou recentemente o seu crescimento com a aquisição da Secapem (treinamento das forças armadas) e da sua subsidiária Lun’tech (soluções de radar).

A SDTS (Secapem Defense Training Solutions), subsidiária da Secapem especializada em fornecer treinamento operacional aerotransportado para as forças armadas, não está envolvida nesta aquisição. Ela continuará suas atividades como uma empresa independente.

A SDTS fornece atividades de agressor Red Air para a Marinha Nacional (Marinha Francesa). Com sede em Nîmes-Garons, a apenas dez minutos de distância de voo do Mediterrâneo, a SDTS opera quatro jatos na função de agressor.

Dois ex-Aermacchi MB339CB da Força Aérea Real da Nova Zelândia – RNZAF (N344EM e N348EM) se unem a dois Douglas A-4N Skyhawks. Essas aeronaves, registradas N166EM e N167EM, são antigas máquinas da Força Aérea Israelense.

Os quatro jatos são alugados da Draken International, dos EUA. A SDTS venceu a licitação para suas atividades de Red Air aos militares franceses em 2015. Essas atividades foram então adquiridas de sua predecessora Apache Aviation.

FONTE: Scramble Magazine

NOTA DO EDITOR: Foi noticiado no final de 2020 que o aluguel dos A-4N expirou e que eles estão sendo desmontados para serem transportados em contêineres e enviados para os EUA. Os A-4N operaram no Mediterrâneo e no Atlântico para simular ameaças aéreas contra navios franceses. A SDTS tem seus MB-339s para continuar suas missões de agressor e nenhuma informação foi comunicada ainda sobre um possível sucessor dos Skyhawks.

- Advertisement -

7 Comments

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
JuggerBR

Apenas 4 aeronaves, sendo que duas podem ter sido desativadas. Me parece uma operação bem custosa pra tão poucas aeronaves…

João Fernando

Olha os A4 ai MB…aproveitem…

Samuel

Pergunta de leigo: É realmente necessário que uma empresa seja contratada para fazer o papel de agressor ? As forças armadas em geral não poderiam fazer esse papel ?

JuggerBR

A questão é a estrutura pra manter essa operação, além de aeronaves, ferramental, pilotos e equipe de terra pra aeronaves que não fazem parte do inventário atual da força. Mais facil terceirizar. Até os americanos que poderiam manter uma estrutura preferem contratar fora, ao menos em parte.

nonato

Se forem aviões velhos fsz sentido.
Se bem que nsda impediria a França de ter 2 ou 4 mirages velhos para desempenhar a função e usar mecânicos da própria força aérea.
Até porque “ferramental” para mirage devem ter…
Tem que ver o que é mais econômico…

Welington S.

Eu tinha visto uma matéria, só não me lembro se foi aqui, dizendo que os EUA poderá buscar modernizar os F-5 Agressor deles. Será que a EMBRAER poderia fazer parte dessa modernização tendo em vista os F-5BR que foram modernizados?

nonato

Os Estados Unidos alugam dezenas, centenas de agressores.
Essa empresa só tem 4 (2) aviões e bem fraquinhos…
Assim fica fácil para pilotos dos Rafale.
Parece aqueles amistosos que a seleção brasileira faz no exterior e chamam um pequeno time local para treinar…

Last edited 1 mês atrás by nonato

Combates Aéreos

Dogfight: F-16 Block 52 turco e Mirage 2000-5 grego

 O vídeo acima mostra parte de um 'dogfight' entre um caça F-16 Block 52 turco e um Mirage 2000-5...
- Advertisement -
- Advertisement -