quinta-feira, março 4, 2021

Gripen para o Brasil

França faz à Índia grande proposta industrial de aviação militar

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Rafale da Força Aérea Indiana

Durante a visita do conselheiro diplomático do presidente Macron, Emmanuel Bonne, durante a primeira semana de janeiro, a França fez algumas propostas importantes da indústria ao governo indiano.

O mais significativo é que a França propõe uma mudança completa da linha de montagem de helicópteros médios Airbus AS565MBe Panther, juntamente com uma linha de montagem de 70% do Dassault Rafale para a Índia com transferência total de tecnologia.

Com a busca pela Bharatiya Nau Sena (Marinha Indiana) por 57 caças multifuncionais para operar em seus futuros porta-aviões, a França está ansiosa para obter este contrato.

Airbus AS565MBe Panther

Em fevereiro de 2018, a Marinha da Índia abriu discussões com a Boeing Defense e a Dassault Aviation para fornecimentos das aeronaves. Parece que a competição está progredindo como um confronto direto entre o F/A-18 Block III Super Hornet da Boeing e uma versão modificada do Rafale M F3R da Dassault.

Ao lado das linhas de montagem do Airbus Panther e Rafale, a França está oferecendo à Índia ajuda no desenvolvimento do motor para o avião bimotor Light Combat Aircraft (LCA) e o Advanced Medium Combat Aircraft (AMCA) com a Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa (DRDO).

Com a França avançando com possíveis contratos de compensação, os EUA podem dar os próximos passos na tentativa de obter o contrato.

FONTE: Scramble Magazine

- Advertisement -

24 Comments

Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos10

O Panther era para ser fabricado aqui no Brasil, pela Embraer.
Mas ai teve um mote de gente atravessando o negócio e decidiram ”fabricar’ os EC725, com ToT irrestrita, aeronave que nenhuma força havia solicitado, que posteriormente seriamos exportadores de tais coisas.

Flanker

Panther fabricado pela Embraer? A Airbus iria se associar com uma concorrente e deixar a sua subsidiária, Helibras, de fora? Tem fonte dessa informação?

Carlos Campos

choremos

Wellington Góes

Oi?!

Fernando Turatti

A grande questão é: lançados via ski-jump, quem se sai melhor? F/A-18E ou Rafale?
E se comparados ambos aos MiG-29K?
É realmente confuso o que a Índia está a fazer com sua aviação naval.

Juan

Al parecer el MiG-29K sufrió problemas de confiabilidad y disponibilidad, lo que llevo a los Indios a buscar otras opciones.

Cristiano de Aquino Campos

Na verdade e simples e o mais do mesmo deles. Ter mais de um fornecedor de material de defesa para estar menos vulneravel a sanções.

Gabriel BR

A Industria francesa é top !

Nilo

França decidiu não ajudar o Paquistão a atualizar sua frota de caças Mirage, sistema de defesa aérea e submarinos da classe Agosta 90B, após fortes críticas do primeiro-ministro paquistanes Imran Khan ao presidente francês Macron Emmanuel Bonne em visita, atacou Pequim, apontando que Paris apóia as preocupações de segurança de Nova Delhis, incluindo a Caxemira.

Last edited 1 mês atrás by Nilo
Rui Chapéu

E depois ficavam argumentando que comprar dos americanos que era problema….

Thiago A.

E não é não?
Cada pais faz suas considerações com base em seus interesses . A França enfrenta um problema crônico de radicalização. O Paquistão assim como a Turquia estão entre os principais instigadores dessa radicalização e se for pra escolher entre a Índia, uma das futuras potências e protagonista global ou um estado como o Paquistão , não existe dilema, a escolha é óbvia.

Thiago A.

https://youtu.be/RhRg357jr04
Alguns exemplos…
Isso não significa que sejam malvadoes, mas um histórico de recíproca desconfiança.

Nostra

Almost all Pakistanis believes in a so called islamic prophecy ” Ghazwa e hind ” and want to implement it.

Which means islamic conquest of India and extermination of all Hindus in India.

They already exterminated Hindu’s from Pakistan . After 1947 Hindu population was 24% now it is less than 1%. They don’t even provide correct census data to hide it.

Prior to 1971 they did genocide of Hindus in East Pakistan. 80% of 3 million Bangladeshis killed were Hindu’s. 90% of half a million women raped were Hindu’s.

Last edited 1 mês atrás by Nostra
Nostra

@Thiago A

Please ignore the post .

Google translate goofed up and gave a entirety different meaning.

Because I don’t know Portuguese therefore i sometimes fail to understand the context even after google translation which in the first place is barely understand.

It is my fault.
I apologise and I am very sorry.

Now on I will be extra careful.

Sorry again

Last edited 1 mês atrás by Nostra
Joli Le Chat

Nostra, if you don’t mind, I would give you a suggestion: try deepl.com. It usually performs better than google translator and bing translator.

Nostra

Thanks I will try that.

Anyways I am also leaving the forum.
It was nice being here but new job engagement ( NDA risks ) forbid internet participation.

Last edited 1 mês atrás by Nostra
Coutinho

Is a pity. Grateful for the participation and the precious information.

Kemen

S. Hornet III e F 3R, os dois excelentes aviões, eu tenho uma preferência (não justificada reconheço) pelo S.H. III, a montagem local e o preço podem pesar muito na compra. Ainda tem a questão do armamento já integrado e os custos e condições para manutenção, que poderiam inclinar a balança.

Furacão 2000

Sei que não tem muito a ver com o assunto, mas, até hoje ainda tenho uma visão diferente do que era definido no projeto FX-2. Sei que ter independência na fabricação e tudo mais, é muito importante e tals. Mas, acho que a galera que toma as decisões na FAB “comera bola”. Tipo, hoje, de boas, o Gripen ta vindo aee, mas, temos o F-5 como linha de frente se for necessário. Entende, que isso não é muito legal, tipo, por acaso, alguma nação se aventurasse por aqui, os nossos mikes não seriam muito [minha opinião] efetivos, dependendo da situação… Read more »

Luís Henrique

Sim, a FAB deveria estar operando um Caça com C maiúsculo há pelo menos uns 20 anos. 2010 /11 já estava muito tarde. Foi ventilado aquisição de Gripen C usado e até leasing até a chegada dos E mas desistiram. Uma ideia melhor, em minha opinião, era adquirir caças F-16 MLU de 2a mão como fez o Chile no início dos anos 2000, pagando a “bagatela” de U$ 10 mi cada, pouca coisa mais cara do que a FAB pagou na modernização dos F-5. Eu, teria adquirido 54 F-16 MLU e modernizado 36 AMX, dotando o primeiro com mísseis AIM-120C… Read more »

leonidas

Putz demorou para a India fechar com os franceses.
O F 18 seria mais um caça para infernizar ainda mais a logistica indiana.
Teriam um mesmo caça na Força Aerea e um na Marinha.

Gilbert

Bom vamos lá
Com o projeto do novo caça Europeu o qual a França participa junto com a Alemanha abre essa possibilidades de venda do caça Rafale e sua linha de montagem obviamente ficando de fora os itens mais sensíveis por isso do 70%.
Isso lembra muito a oferta do FX1 ao Brasil com a transferência da linha de montagem dos Mirage 2000 para o Brasil.
O Rafale está para sair de linha assim como ocorreu com Mirage 2000 então querem alavancar uma ultima grande venda.

Nilton L Junior

Isso corrobora aquele conceito, estados tem interesses e esses interesses norteiam sua políticas externa, e onde não tem conceito sobra anacronismo retórico e submissão a interesses escuso nacionais.

Kemen

Tentando mais uma vez encontrar informações sobre o caça indiano, me deparei com isso. Só tenho uma dúvida, isso seria um indice normal?

“Indian Air Force lost 26 fighter jets due to accidents in last five years: Government”

Last edited 1 mês atrás by Kemen

Combates Aéreos

Nunca chegue cedo demais

  Por Roberto F. Santana No dia 2 de setembro de 1980 um F-14 Tomcat da Força Aérea Iraniana (IRIAF) decolou...
- Advertisement -
- Advertisement -