Home Aviação Comercial Embraer celebra aniversário de 90 anos de Ozires Silva com curta-metragem

Embraer celebra aniversário de 90 anos de Ozires Silva com curta-metragem

1202
20

A Embraer celebra hoje, dia 8, o aniversário de 90 anos do engenheiro Ozires Silva, um dos maiores ícones da indústria aeronáutica brasileira. Entre as ações de comemoração para a data é a estreia do curta-metragem ‘O voo do impossível’, uma animação idealizada e produzida pela Embraer. A exibição acontece a partir do meio-dia, em um ambiente virtual dedicado no website da Embraer (https://embraer.com/br/pt/o-voo-do-impossivel) e também estará disponível nas mídias sociais.

“O engenheiro Ozires Silva faz parte de uma geração de empreendedores brasileiros que
transformou a indústria nacional, levando o Brasil a ser respeitado e admirado mundialmente”, disse Francisco Gomes Neto, Presidente e CEO da Embraer. “Sua visão empreendedora e, principalmente, a sua contagiante paixão pela inovação construíram o caminho para a Embraer se expandir de forma que poucos imaginavam e estar hoje entre os maiores fabricantes de aeronaves do mundo”.

Nascido em 8 de janeiro de 1931, em Bauru – SP, desde criança Ozires Silva sonhava em fabricar aviões no Brasil e encontrou na carreira de oficial aviador o caminho para tornar aquele objetivo uma realidade. Na década de 1960, após a formação em engenharia aeronáutica, no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos – SP, exerceu com entusiasmo liderança sobre o grupo de visionários que desenvolveu o avião Bandeirante e posteriormente criou a Embraer em 1969. Ozires Silva foi o primeiro diretor-superintendente da companhia.

“É com esse mesmo espírito de superação, energia e empreendedorismo que continuamos trabalhando para fazer a nossa companhia alçar voos ainda mais altos no futuro e continuar sendo a referência tecnológica que conhecemos hoje,” complementa Gomes Neto.

Curta-metragem

O curta-metragem tem duração de 14 minutos e revive uma história real com uma abordagem inédita e conceitos do cinema clássico na estética audiovisual.

Sinopse – O voo do impossível

A história de vida de um menino que sonhava fabricar aviões no Brasil na década de 1940 é o fio condutor desse curta-metragem com duração de 14 minutos. Baseado em fatos reais, a animação revela detalhes da vida do engenheiro Ozires Silva, o oficial da aeronáutica que dedicou sua vida a um ideal de infância e liderou a criação da Embraer, um dos maiores fabricantes de aeronaves do mundo.

No filme são relatadas a cumplicidade de uma amizade; a surpresa ao saber que o Brasil teria uma escola de engenharia aeronáutica; e o papel de um francês que o ajudou a idealizar a máquina voadora mais adequada para levar o desenvolvimento às regiões mais remotas. Repleto de mensagens sobre ousadia, perseverança e entusiasmo, a produção em computação gráfica 3D envolve o público de todas as idades pela narrativa lúdica de que sempre vale a pena perseguir os nossos sonhos.

Curta-metragem: O voo do impossível
Gênero: Animação
Direção: João Marcos Massote
Roteiro: João Marcos Massote, Bruno D’Angelo e Isa Siano
Produção executiva: Bruno Bask / Mono animação e Bruno D’Angelo / WIP
Direção de animação: Eduardo Nakamura
Diretor técnico-histórico: Claudio Lucchesi
Estreia: 8 de janeiro nas mídias sociais e canais oficiais da Embraer

Sobre Ozires Silva

Ozires Silva – Foto: Alexandre Galante

Ozires Silva nasceu em 8 de janeiro de 1931, em Bauru, interior de São Paulo. Em 1948 entrou para a Escola da Aeronáutica, da Força Aérea Brasileira (FAB), no Rio de Janeiro, onde recebeu sua licença de piloto militar quatro anos depois. Mudou-se para São José dos Campos-SP para ingressar no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1959, graduando-se em Engenharia Aeronáutica em 1962. Após a graduação, passou a liderar o Departamento de Aeronaves do então Centro Técnico de Aeronáutica (CTA).

Em 1965 iniciou o projeto IPD-6504, que se tornaria depois o avião Bandeirante. Ozires Silva promoveu, ao lado de um grupo de visionários, a criação da Embraer em 1969, vindo a ser o diretor-superintendente da companhia até 1986, quando aceitou a ser presidente da Petrobras. Após dois anos como Ministro da Infraestrutura e Comunicações do governo Collor, Ozires Silva retornou para a Embraer em 1992 e presidiu a companhia até sua privatização em dezembro de 1994.

Ozires Silva assumiu a presidência da Varig em 2000, permanecendo no cargo por dois anos. Em 2003, criou a Pele Nova Biotecnologia, cuja missão estava focada no desenvolvimento de inovações terapêuticas e dermocosméticas a partir da biodiversidade do Brasil. Nas últimas décadas, Ozires se tornou uma voz ativa no país em prol da educação, escrevendo diversos livros e artigos sobre o tema. É hoje Presidente do Conselho Estratégico da Ânima Educação, Chanceler da Universidade São Judas e Patrono dos cursos de Engenharia e Aviação do Ecossistema Ânima.

O projeto IPD-6504 resultou no Embraer YC-95 Bandeirante

DIVULGAÇÃO: Embraer

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
8 dias atrás

Merece todas as honras!

Fernando EMB
Fernando EMB
8 dias atrás

Animação fantástica!!! Vale a pena.
O Ozires não fez nada sozinho, é claro, mas fez muito, assim não deixa de merecer todas as honras.
Foi um líder, um visionário, uma pessoa que acreditou no potencial do nosso povo.

Last edited 8 dias atrás by Fernando EMB
Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Fernando EMB
7 dias atrás

E mesmo assim, em 2018 e 2019, quase jogou pela janela tudo porquê lutou…. Sorte que o destino deu uma força e o negócio com a BOEING não saiu…
Por óbvio que ele não teria poder decisório algum, mas por ter endossado o negócio, dá uma ideia que havia esquecido, convenientemente, o sufoco que foi criar a EMBRAER…

Zen
Zen
8 dias atrás

Linda homenagem!
Emocionante!
Que orgulho dessa gigante brasileira!

Alexandre Barros
Alexandre Barros
Reply to  Zen
8 dias atrás

Quem é que negativa um comentário deste ? Que amargor.

Anderson
Anderson
8 dias atrás

Tem algum motivo pra FAB não conceder a patente de Brigadeiro, mesmo na reserva, para o Corenel Ozires?
Acho que poucos mereceram tanto esse título quanto ele.

Anderson Paixão

Frederick
Frederick
Reply to  Anderson
8 dias atrás

Ele é Tenente-Coronel aviador e já reformado. Por estar à frente da Embraer, sacrificou sua carreira militar, indo para reserva em 1972.
No rol de critério para promoções, o Ozires não caberia em qualquer uma delas.

Certa feita escutei que “patente não é homenagem”, quando perguntei a mesma coisa para um velho Brigadeiro, sobre outra personalidade.

Last edited 8 dias atrás by Frederick
João Adaime
João Adaime
8 dias atrás

Obrigado engenheiro Ozires. Parabéns hoje pelo aniversário. Felicidades todos os dias. Obrigado Embraer. Excelente curta. Pode ser inscrito ao Oscar na categoria curta animado.

EParro
EParro
8 dias atrás

A meu ver, Ozires Silva, merece estátuas na EMBRAER, em São José dos Campos, no ITA, seja lá onde for.

Osvaldo Marcilio Junior
Osvaldo Marcilio Junior
8 dias atrás

Maravilhoso, emocionante, acabei de assistir…Parabéns Sr. Ozires Silva, obrigado por tudo que o Senhor fez pelo Brasil!!!

Tiago da Silva
Tiago da Silva
8 dias atrás

Uma justa homenagem ao Ozires mas um tributo ao seu grande amigo Zico que sonhou junto e caminharam nesta aventura até a sua partida prematura.

Confesso que mesmo com toda a história do Ozires o que me emocionou neste curta foi o carinho que tiveram pela memória do amigo, e sendo assim seria lindo e marcante para o fundador da Embraer ter uma aeronave com o nome Zico. O que acham?

Mais histórias como esta poderiam virar curtas, temos muito o que contar para o mundo e para as nossas próximas gerações.

Frederick
Frederick
8 dias atrás

Então a mocidade aprenderá que o Ozires, além de ter “inventado” o conceito de aviação regional, contratou ele mesmo o Max Holste para trabalhar para ele na Divisão de Aeronaves do IPD/PAR. Também aprenderão que ele liderou uma equipe que desenvolvia quase em clandestinidade o IPD/PAR 6504. Em parte é verdade. Com a retirada à revelia do Montenegro, a turma de 64 quis mudar, enfim, o CTA. Só não mostrou que o diretor Paulo Victor apoiava integralmente a empreitada. Ao assumir a diração do CTA, soube do projeto pelo Ozílio e Pessotti e o apoiou, pois via aderência com o conceito… Read more »

Marcos10
Marcos10
Reply to  Frederick
7 dias atrás

Acho que se a mocidade aprender pelo menos isso já é grande coisa. Para quem não lê, não estuda, não se informa e só toma conhecimento das coisas pela mídia social, fazer um desenho animado já é grande feito.

Frederick
Frederick
Reply to  Marcos10
7 dias atrás

Poxa vida, Marcos. Infelizmente terei de discordar, por mais que entenda seu ponto.

Se ensinar a história distorcida facilita a compreensão, então vamos parar de debater o primeiro voo de Santos Dumont e assumir o dos Irmãos Wright.

Last edited 7 dias atrás by Frederick
João Adaime
João Adaime
Reply to  Frederick
7 dias atrás

Caro Frederick Você tocou num ponto importante. Quem inventou o avião? Quem fez o primeiro voo? Acho que nunca saberemos, uma vez que o desenvolvimento do avião não foi uma iniciativa isolada de uma ou duas pessoas, mas uma corrida em várias partes do mundo. Mas que o Pai da Aviação é Santos Dumont, isto ninguém pode ter dúvida, pelo incentivo que ele deu a todos os demais pioneiros. Chegou até mesmo a publicar e liberar o projeto do Demoiselle. Quando Louis Blériot fez o primeiro voo sobre o canal da Mancha em 1909, Santos Dumont o parabenizou. A resposta… Read more »

Fredeick
Fredeick
Reply to  João Adaime
7 dias atrás

Perfeito, João. Exatamente. O que levanto, e sempre levantarei até os poucos dias que me faltam até o ataúde, é o justo reconhecimento aos homens que participaram dessa empreitada. Tem um texto da própria Comunicação Social da FAB que diz assim; “Quando o Brigadeiro do Ar Casimiro Montenegro Filho, em seu discurso histórico como paraninfo da primeira turma de Iteanos (como são conhecidos aqueles que são graduados pelo ITA) formados, declarou: ‘Não tenho condições de fazer agora a indústria aeronáutica. Vocês um dia a farão’. Não imaginava que o sonhador Ozires Silva tornaria realidade.“ “Não imaginava”. Ora, o trecho do… Read more »

Last edited 7 dias atrás by Fredeick
Guilherme F14
Guilherme F14
8 dias atrás

Animação fantástica.
Ozires nasceu no tempo onde existia os verdadeiros brasileiros, que sonhavam, trabalhavam e principalmente, amam seu país.

GFC_RJ
GFC_RJ
8 dias atrás

Linda a animação!
Parabéns ao Eng. Ozires pelos 90 anos e à Embraer pelo sucesso tecnológico e industrial.

nonato
nonato
7 dias atrás

Devemos não apenas elogiar Osires pelo que ele FEZ. Mas seguir seu exemplo e acreditar no nosso potencial como país. Criticar menos (o país, os militares, o presidente da República) e fazer mais, inclusive colocando a mão na massa, trazendo soluções. Mas tem gente que é dia e noite lamúrias O país está passando por mudanças, tentam atrapalhar e colocar a velha política. Estamos com a faca e o queijo na mão para progredir se nos unirmos. Um país que se divide orquestrado por poderosos que perderam o poder não sai do lugar. Perfeição não temos. Há muitos militares na… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
7 dias atrás

Bacana a produção!
O irônico disso foi ele, em 2018 e 2019, ter endossado a venda da companhia… De repente, esqueceu das vezes que teve que enfrentar para alavancar os projetos… Conveniência?!
Quase jogou pela janela tudo aquilo que lutou no passado… Sorte dele que o destino fez sua parte, para ajudá-lo nisso.
Parabéns pelo aniversário, pela trajetória e pela linda produção!!!