domingo, fevereiro 28, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer celebra aniversário de 90 anos de Ozires Silva com curta-metragem

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Embraer celebra hoje, dia 8, o aniversário de 90 anos do engenheiro Ozires Silva, um dos maiores ícones da indústria aeronáutica brasileira. Entre as ações de comemoração para a data é a estreia do curta-metragem ‘O voo do impossível’, uma animação idealizada e produzida pela Embraer. A exibição acontece a partir do meio-dia, em um ambiente virtual dedicado no website da Embraer (https://embraer.com/br/pt/o-voo-do-impossivel) e também estará disponível nas mídias sociais.

“O engenheiro Ozires Silva faz parte de uma geração de empreendedores brasileiros que
transformou a indústria nacional, levando o Brasil a ser respeitado e admirado mundialmente”, disse Francisco Gomes Neto, Presidente e CEO da Embraer. “Sua visão empreendedora e, principalmente, a sua contagiante paixão pela inovação construíram o caminho para a Embraer se expandir de forma que poucos imaginavam e estar hoje entre os maiores fabricantes de aeronaves do mundo”.

Nascido em 8 de janeiro de 1931, em Bauru – SP, desde criança Ozires Silva sonhava em fabricar aviões no Brasil e encontrou na carreira de oficial aviador o caminho para tornar aquele objetivo uma realidade. Na década de 1960, após a formação em engenharia aeronáutica, no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos – SP, exerceu com entusiasmo liderança sobre o grupo de visionários que desenvolveu o avião Bandeirante e posteriormente criou a Embraer em 1969. Ozires Silva foi o primeiro diretor-superintendente da companhia.

“É com esse mesmo espírito de superação, energia e empreendedorismo que continuamos trabalhando para fazer a nossa companhia alçar voos ainda mais altos no futuro e continuar sendo a referência tecnológica que conhecemos hoje,” complementa Gomes Neto.

Curta-metragem

O curta-metragem tem duração de 14 minutos e revive uma história real com uma abordagem inédita e conceitos do cinema clássico na estética audiovisual.

Sinopse – O voo do impossível

A história de vida de um menino que sonhava fabricar aviões no Brasil na década de 1940 é o fio condutor desse curta-metragem com duração de 14 minutos. Baseado em fatos reais, a animação revela detalhes da vida do engenheiro Ozires Silva, o oficial da aeronáutica que dedicou sua vida a um ideal de infância e liderou a criação da Embraer, um dos maiores fabricantes de aeronaves do mundo.

No filme são relatadas a cumplicidade de uma amizade; a surpresa ao saber que o Brasil teria uma escola de engenharia aeronáutica; e o papel de um francês que o ajudou a idealizar a máquina voadora mais adequada para levar o desenvolvimento às regiões mais remotas. Repleto de mensagens sobre ousadia, perseverança e entusiasmo, a produção em computação gráfica 3D envolve o público de todas as idades pela narrativa lúdica de que sempre vale a pena perseguir os nossos sonhos.

Curta-metragem: O voo do impossível
Gênero: Animação
Direção: João Marcos Massote
Roteiro: João Marcos Massote, Bruno D’Angelo e Isa Siano
Produção executiva: Bruno Bask / Mono animação e Bruno D’Angelo / WIP
Direção de animação: Eduardo Nakamura
Diretor técnico-histórico: Claudio Lucchesi
Estreia: 8 de janeiro nas mídias sociais e canais oficiais da Embraer

Sobre Ozires Silva

Ozires Silva – Foto: Alexandre Galante

Ozires Silva nasceu em 8 de janeiro de 1931, em Bauru, interior de São Paulo. Em 1948 entrou para a Escola da Aeronáutica, da Força Aérea Brasileira (FAB), no Rio de Janeiro, onde recebeu sua licença de piloto militar quatro anos depois. Mudou-se para São José dos Campos-SP para ingressar no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1959, graduando-se em Engenharia Aeronáutica em 1962. Após a graduação, passou a liderar o Departamento de Aeronaves do então Centro Técnico de Aeronáutica (CTA).

Em 1965 iniciou o projeto IPD-6504, que se tornaria depois o avião Bandeirante. Ozires Silva promoveu, ao lado de um grupo de visionários, a criação da Embraer em 1969, vindo a ser o diretor-superintendente da companhia até 1986, quando aceitou a ser presidente da Petrobras. Após dois anos como Ministro da Infraestrutura e Comunicações do governo Collor, Ozires Silva retornou para a Embraer em 1992 e presidiu a companhia até sua privatização em dezembro de 1994.

Ozires Silva assumiu a presidência da Varig em 2000, permanecendo no cargo por dois anos. Em 2003, criou a Pele Nova Biotecnologia, cuja missão estava focada no desenvolvimento de inovações terapêuticas e dermocosméticas a partir da biodiversidade do Brasil. Nas últimas décadas, Ozires se tornou uma voz ativa no país em prol da educação, escrevendo diversos livros e artigos sobre o tema. É hoje Presidente do Conselho Estratégico da Ânima Educação, Chanceler da Universidade São Judas e Patrono dos cursos de Engenharia e Aviação do Ecossistema Ânima.

O projeto IPD-6504 resultou no Embraer YC-95 Bandeirante

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

20 Comments

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA

Merece todas as honras!

Fernando EMB

Animação fantástica!!! Vale a pena.
O Ozires não fez nada sozinho, é claro, mas fez muito, assim não deixa de merecer todas as honras.
Foi um líder, um visionário, uma pessoa que acreditou no potencial do nosso povo.

Last edited 1 mês atrás by Fernando EMB
Wellington Góes

E mesmo assim, em 2018 e 2019, quase jogou pela janela tudo porquê lutou…. Sorte que o destino deu uma força e o negócio com a BOEING não saiu…
Por óbvio que ele não teria poder decisório algum, mas por ter endossado o negócio, dá uma ideia que havia esquecido, convenientemente, o sufoco que foi criar a EMBRAER…

Zen

Linda homenagem!
Emocionante!
Que orgulho dessa gigante brasileira!

Alexandre Barros

Quem é que negativa um comentário deste ? Que amargor.

Anderson

Tem algum motivo pra FAB não conceder a patente de Brigadeiro, mesmo na reserva, para o Corenel Ozires?
Acho que poucos mereceram tanto esse título quanto ele.

Anderson Paixão

Frederick

Ele é Tenente-Coronel aviador e já reformado. Por estar à frente da Embraer, sacrificou sua carreira militar, indo para reserva em 1972.
No rol de critério para promoções, o Ozires não caberia em qualquer uma delas.

Certa feita escutei que “patente não é homenagem”, quando perguntei a mesma coisa para um velho Brigadeiro, sobre outra personalidade.

Last edited 1 mês atrás by Frederick
João Adaime

Obrigado engenheiro Ozires. Parabéns hoje pelo aniversário. Felicidades todos os dias. Obrigado Embraer. Excelente curta. Pode ser inscrito ao Oscar na categoria curta animado.

EParro

A meu ver, Ozires Silva, merece estátuas na EMBRAER, em São José dos Campos, no ITA, seja lá onde for.

Osvaldo Marcilio Junior

Maravilhoso, emocionante, acabei de assistir…Parabéns Sr. Ozires Silva, obrigado por tudo que o Senhor fez pelo Brasil!!!

Tiago da Silva

Uma justa homenagem ao Ozires mas um tributo ao seu grande amigo Zico que sonhou junto e caminharam nesta aventura até a sua partida prematura.

Confesso que mesmo com toda a história do Ozires o que me emocionou neste curta foi o carinho que tiveram pela memória do amigo, e sendo assim seria lindo e marcante para o fundador da Embraer ter uma aeronave com o nome Zico. O que acham?

Mais histórias como esta poderiam virar curtas, temos muito o que contar para o mundo e para as nossas próximas gerações.

Frederick

Então a mocidade aprenderá que o Ozires, além de ter “inventado” o conceito de aviação regional, contratou ele mesmo o Max Holste para trabalhar para ele na Divisão de Aeronaves do IPD/PAR. Também aprenderão que ele liderou uma equipe que desenvolvia quase em clandestinidade o IPD/PAR 6504. Em parte é verdade. Com a retirada à revelia do Montenegro, a turma de 64 quis mudar, enfim, o CTA. Só não mostrou que o diretor Paulo Victor apoiava integralmente a empreitada. Ao assumir a diração do CTA, soube do projeto pelo Ozílio e Pessotti e o apoiou, pois via aderência com o conceito… Read more »

Marcos10

Acho que se a mocidade aprender pelo menos isso já é grande coisa. Para quem não lê, não estuda, não se informa e só toma conhecimento das coisas pela mídia social, fazer um desenho animado já é grande feito.

Frederick

Poxa vida, Marcos. Infelizmente terei de discordar, por mais que entenda seu ponto.

Se ensinar a história distorcida facilita a compreensão, então vamos parar de debater o primeiro voo de Santos Dumont e assumir o dos Irmãos Wright.

Last edited 1 mês atrás by Frederick
João Adaime

Caro Frederick Você tocou num ponto importante. Quem inventou o avião? Quem fez o primeiro voo? Acho que nunca saberemos, uma vez que o desenvolvimento do avião não foi uma iniciativa isolada de uma ou duas pessoas, mas uma corrida em várias partes do mundo. Mas que o Pai da Aviação é Santos Dumont, isto ninguém pode ter dúvida, pelo incentivo que ele deu a todos os demais pioneiros. Chegou até mesmo a publicar e liberar o projeto do Demoiselle. Quando Louis Blériot fez o primeiro voo sobre o canal da Mancha em 1909, Santos Dumont o parabenizou. A resposta… Read more »

Fredeick

Perfeito, João. Exatamente. O que levanto, e sempre levantarei até os poucos dias que me faltam até o ataúde, é o justo reconhecimento aos homens que participaram dessa empreitada. Tem um texto da própria Comunicação Social da FAB que diz assim; “Quando o Brigadeiro do Ar Casimiro Montenegro Filho, em seu discurso histórico como paraninfo da primeira turma de Iteanos (como são conhecidos aqueles que são graduados pelo ITA) formados, declarou: ‘Não tenho condições de fazer agora a indústria aeronáutica. Vocês um dia a farão’. Não imaginava que o sonhador Ozires Silva tornaria realidade.“ “Não imaginava”. Ora, o trecho do… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Fredeick
Guilherme F14

Animação fantástica.
Ozires nasceu no tempo onde existia os verdadeiros brasileiros, que sonhavam, trabalhavam e principalmente, amam seu país.

GFC_RJ

Linda a animação!
Parabéns ao Eng. Ozires pelos 90 anos e à Embraer pelo sucesso tecnológico e industrial.

nonato

Devemos não apenas elogiar Osires pelo que ele FEZ. Mas seguir seu exemplo e acreditar no nosso potencial como país. Criticar menos (o país, os militares, o presidente da República) e fazer mais, inclusive colocando a mão na massa, trazendo soluções. Mas tem gente que é dia e noite lamúrias O país está passando por mudanças, tentam atrapalhar e colocar a velha política. Estamos com a faca e o queijo na mão para progredir se nos unirmos. Um país que se divide orquestrado por poderosos que perderam o poder não sai do lugar. Perfeição não temos. Há muitos militares na… Read more »

Wellington Góes

Bacana a produção!
O irônico disso foi ele, em 2018 e 2019, ter endossado a venda da companhia… De repente, esqueceu das vezes que teve que enfrentar para alavancar os projetos… Conveniência?!
Quase jogou pela janela tudo aquilo que lutou no passado… Sorte dele que o destino fez sua parte, para ajudá-lo nisso.
Parabéns pelo aniversário, pela trajetória e pela linda produção!!!

- Advertisement -

Combates Aéreos

Caças Su-30 indianos ‘jammearam’ mísseis AMRAAM disparados pelos F-16 paquistaneses

Pilotos de caça paquistaneses dos aviões de combate F-16 dispararam de quatro a cinco mísseis AMRAAMs americanos (AIM-120 advanced...
- Advertisement -
- Advertisement -