Home Aviação de Ataque Caças J-10C e J-11B simularam caças Rafale e Su-30 em exercícios com...

Caças J-10C e J-11B simularam caças Rafale e Su-30 em exercícios com o Paquistão

2365
72

Os exercícios aéreos recentemente concluídos entre a China e o Paquistão beneficiaram ambos os lados, pois os pilotos chineses puderam aprender com as manobras e experiências de seus colegas paquistaneses, e os jatos de combate J-10C e J-11B da China puderam ser usados ​​para simular os caças Rafale e Su-30 da Índia em batalhas simuladas, disseram analistas chineses no dia 4 de janeiro.

Com a última aeronave de transporte Y-20 transportando tropas chinesas retornando do Paquistão à China recentemente, os exercícios aéreos conjuntos Shaheen IX entre a China e o Paquistão terminaram com sucesso, informou a Televisão Central da China (CCTV) no dia 2 de janeiro.

Os exercícios conjuntos começaram em 7 de dezembro no Paquistão e duraram cerca de 20 dias, com a China enviando aviões de guerra, incluindo caças J-10C, J-11B, aeronaves de alerta antecipado KJ-500 e aeronaves de guerra eletrônica Y-8. O Paquistão empregou caças JF-17 e Mirage III, de acordo com o reportagem da CCTV.

O J-10C e o J-11B são muito adequados para simular os caças indianos em batalhas simuladas, disse Fu Qianshao, um especialista em aviação militar chinês, ao Global Times.

Muitos aspectos do jato de combate de tamanho médio J-10C, incluindo o tamanho, características aerodinâmicas, sistemas de aviação e armas e capacidade geral de combate, são comparáveis ​​ao Rafale de fabricação francesa, um tipo de jato de combate em serviço na Força Aérea Indiana, disse Fu, observando que o caça pesado J-11B tem aparência muito semelhante ao jato de combate Su-30 da Índia, mas com sistema aviônico superior.

A implantação de aeronaves de missões especiais chinesas, como aeronaves de alerta antecipado e aeronaves de guerra eletrônica, contribuiria para a melhoria das operações conjuntas em um sistema de combate integrado, acrescentou Fu.

Os Rafales da Força Aérea Indiana foram simulados no combate do exercício Shaheen IX

As forças aéreas de ambos os lados se concentraram em confrontos em grande escala, incluindo batalhas aéreas e uso de forças em massa e apoio aéreo a curta distância, disse a CCTV, observando que mais de 200 surtidas foram conduzidas por ambos os lados, com ambas as forças estimuladas a aprender uma com a outra.

Os pilotos chineses puderam aprender com as manobras agressivas e ricas experiências dos pilotos paquistaneses, concluiu Fu.

“Ao contrário dos exercícios anteriores da série Shaheen, desta vez implantamos amplamente forças de aviação e paraquedistas, e adicionamos cursos de treinamento orientados para o combate real, como treinamento marítimo, pela primeira vez”, disse Ding Yuanfang, um subcomandante de brigada da Força Aérea Chinesa, na CCTV.

Ambos os lados também implantaram unidades de operação especial, e a Aviação Naval chinesa também enviou aviões de guerra para os exercícios, informou a CCTV.

Fu disse que a Aviação Naval chinesa não envia aviões de guerra com frequência para exercícios conjuntos com um país estrangeiro, mas vem aumentando a intensidade do treinamento e mudando seu modelo de treinamento nos últimos anos.

Participar dos exercícios Shaheen-IX foi uma grande chance para a aviação naval chinesa aprender com as forças do Paquistão e melhorar suas capacidades de combate, disse Fu.

FONTE: Global Times

Subscribe
Notify of
guest
72 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Agressor's
Agressor's
11 dias atrás

A Índia é uma nação a ser levada a sério, e todas as potências do mundo entendem isso. Nós poderíamos estar no mesmo patamar que ela hoje se quiséssemos mas o nosso complexo de vira-lata não permite, mesmo com todas as riquezas e condições que possuímos, muito superiores as desta nação!

Last edited 11 dias atrás by Agressor's
Junior
Junior
Reply to  Agressor's
11 dias atrás

Complexo de vira-latas ou a ROUBALHEIRA generalizada não permite?

Agressor's
Agressor's
Reply to  Junior
11 dias atrás

Uma coisa é reflexo da outra aqui!

Jefferson Ferreira
Jefferson Ferreira
Reply to  Junior
11 dias atrás

Exatamente, não nada de complexo de vira lata é que os responsáveis sejam pelos projetos e/ou pela execução sempre querem é meter a mão com força e dane-se o país!!! Problema é que tem dinheiro de sobra, somos uns dos que mais gastamos em educação, saúde e defesa e olha comparado com outros países como estamos… não tem nada de vira lada não é muita gente metendo a mão isso sim!!!

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Jefferson Ferreira
10 dias atrás

Opaaaa… Gastamos mais com educação, saúde?!? Aonde?!? Houve cortes gigantescos nessa gestão e gastamos mais com educação?!? Quisera que gastássemos muito e bem com educação. Quem gasta muito com educação são países com Reino Unido, Coreia do Sul, Japão… Mas Brasil?!? Fala sério… Vc tá em outra realidade meu chapa!!!

PACRF
PACRF
Reply to  Junior
11 dias atrás

Além disso, os governos que sucedem os outros em todos os níveis (federal, estadual e municipal), se empenham em destruir o que seu antecessor fez. Depois que tudo está destruído, começa a construir de novo. No entanto, se esquecem que não há em nenhum lugar do mundo governos 100% bons e governos 100% ruins.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Agressor's
11 dias atrás

O mundo está mudando a passos largos e somos apenas espectadores da história…Pobre América Latina…Presa a incompetência e pela corrupção de seus governos…O mundo é um teatro e somos as marionetes…

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Agressor's
10 dias atrás

Agressor’s o complexo que vejo atualmente no país não é de vira lata e sim de cachorro de mansão de madame que late para qualquer um que se aproxima do portão da mansão mas não come a mesa junto com a madame. Vai falar para ele que o mesmo esta latindo para quem não liga para ele, vai para vc ver…

Alexandre
Alexandre
Reply to  Agressor's
8 dias atrás

Nosso sistema político é o principal responsável, em segundo lugar a interferência dos EUA, exatamente as nossas riquezas foi oque atraiu esse binômio que atrasa tanto o Brasil.

LEONARDO CORREIA BASTOS
LEONARDO CORREIA BASTOS
11 dias atrás

Alguém saberia a diferença entre o J 11B e o SU 27??

Agressor's
Agressor's
Reply to  LEONARDO CORREIA BASTOS
11 dias atrás

Os modelos chineses foram desenvolvidos com melhorias aerodinâmicas e atualizações nos sensores e eletrônicos. Não são cópias inferiores, como a guerra de propaganda estadunidense tenta nos fazer acreditar .

Last edited 11 dias atrás by Agressor's
Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  LEONARDO CORREIA BASTOS
11 dias atrás

Só um dos dois tem motores ruins.

DSC
DSC
Reply to  LEONARDO CORREIA BASTOS
11 dias atrás

Leonardo,

Do que eu sei…

O J-11A é simplesmente um Su-27SK/UBK (Su-27S para exportação, monoposto/biposto) com todos os componentes/partes, sistemas, sensores e aviônicos originais russos, fabricados na Rússia, mas montado na China.

E o J-11B é basicamente um desenvolvimento do J-11A com todos os componentes/partes, sistemas, sensores e aviônicos do J-11A substituídos por versões e/ou cópias chinesas (que eles afirmam ser melhores) dos originais russos (mas pelo menos, as primeiras aeronaves ainda usavam como motores, os AL-31F russos…)
É todo fabricado e montado na China. 

Last edited 11 dias atrás by DSC
Machado
Machado
Reply to  LEONARDO CORREIA BASTOS
10 dias atrás

J11B é a versão modernizada do J11 original. Vem com radar AESA e novos mísseis PL15 BVR. E TB incorporou sensores aprimorados do J16

Kemen
Kemen
Reply to  Machado
10 dias atrás

Existem dúvidas dos analistas se realmente o J 11-B já estaria em 12/2020 equipado com um Pulse-Doppler melhorado, um PESA ou AESA. Me referindo a qualquer caça com AESA, mesmo tendo um AESA, se não houver sensores e sistemas adequados para aproveitar o que um AESA pode oferecer, o ganho é muito pequeno. “Some of the photos of the new J-11B variant show that the aircraft still has a pitot tube on the center front of its radar dome, and usually the pitot tube has compatibility issues with an AESA radar, so if the aircraft is indeed equipped with an… Read more »

Marcelo M
Marcelo M
11 dias atrás

Esse último emblema é realmente muito agressivo. Fogo e sangue e o desenho de uma aeronave indiana (Rafale) se partindo. Não me recordo de ter visto exercícios com uma provocação tão direta assim. Talvez a chegada dos Rafale na IAF tenha realmente acirrado os ânimos. O Paquistão não tem equipamento equiparável e não se sabe, realmente, se a China o tem.

Nostra
Nostra
Reply to  Marcelo M
11 dias atrás

It sure did stir things up , pakistanis are tweeting this 😃

Ee_-FmEXoAItTqd.jpg
Nostra
Nostra
Reply to  Nostra
11 dias atrás

I don’t know whether to laugh or cry

pangloss
pangloss
Reply to  Nostra
11 dias atrás

I was wondering if Pakistani propaganda would be able to compare the PAF Mirage III against the IAF Rafale…

Observador
Observador
Reply to  Nostra
10 dias atrás

Quem és tu? Por que vem à um fórum brasileiro, de língua portuguesa, fazer comentários em inglês?
Se entendeste a matéria, que está em português, poderia muito bem comentar na mesma língua.

Paulo Sollo
Reply to  Observador
10 dias atrás

Estou vendo que alguém resolveu adotar meu antigo nick name, e para fazer comentários estúpidos e ignorantes. Portanto esclareço a todos que este que se apresenta com “Observador” nada tem a ver comigo. E sobre sua crítica ao Nostra, ninguém salvo uns poucos ignorantes como você se incomoda com o fato dele comentar em inglês. Falar inglês é comum em diversos países, é uma língua universal. O português é uma língua difícil de se aprender e creio que o Nostra não deva saber que no Brasil e em Portugal exista esta deficiência sobre o inglês. E suas participações são muito… Read more »

Last edited 10 dias atrás by Paulo Sollo
Novo Observador
Novo Observador
Reply to  Paulo Sollo
10 dias atrás

Ri muito da sua revolta por eu ter colocado esse nick, eu não sabia que era “seu antigo nick”. O Senhor deveria ter patenteado ele kkkkkkkkkkk
Proceda como quiser, desce o “rêlho” ou o escambau que quiser nos meus comentários, fica até divertido.
Mas, reforço: esse é portal lusófono, portanto o desejável é que se escreva em PORTUGUÊS.
Por fim, para tentar evitar o choro do antigo dono do nome, vou usar Novo Observador, ok rsrsrs

Paulo Sollo
Reply to  Novo Observador
10 dias atrás

OK “Novo Observador”, mas se me permite uma sugestão, porque não adota um sinônimo? Espectador, espreitador, presenciador, investigador, curioso, olheiro, vigilante, etc.

Kemen
Kemen
Reply to  Paulo Sollo
10 dias atrás

Me parece que con un poquito de esfuerzo el podria intentar escribir vez o otra en portugues. No solamente nosotros tenemos que escribirle en ingles.

Kemen
Kemen
Reply to  Paulo Sollo
10 dias atrás

O colega não deve ter participado de blogs ou forums por ai afora, de outras linguas, se escrever em portugues na maioria deles sera advertido pelos administradores, isso se no regulamento não constar essa proibição, nesse caso tambem muitos que estão inscritos vão “reclamar de você aos administradores”.

Last edited 10 dias atrás by Kemen
Paulo Sollo
Reply to  Kemen
10 dias atrás

Basta vocês entenderem que na europa e Ásia o inglês é língua comum adotada para se comunicar em qualquer país.
Você já foi ao exterior? Onde quer que você vá comunica-se em inglês. Até na Rússia e China, porque é uma língua de fácil aprendizado.
Não tem nada a ver com preconceito contra o português.
Imagine que se em cada pais que você for, o povo de lá exigir que você fale a língua deles. Impraticável.
E vou lhe dizer, acho que seria muito melhor que mundo inteiro falasse a mesma língua, qualquer que fosse.

Jonas123
Jonas123
Reply to  Nostra
11 dias atrás

Everything there is wrong. The JF-17 is a modified Mig-21, so the room available for upgrades is tiny (the Mig-21 was a small plane to begin with). The Rafale was designed to be upgraded until the end of it´s life. Honestly, if I had to put my money on 4 Rafales or 12 JF-17s, my money would be always on the Rafales.

Nostra
Nostra
Reply to  Jonas123
11 dias atrás

Yes, It’s a very illogical comparison.

How can one compare 2 aircrafts of totally different categories ? It’s a exercise in futility.

One is a single engined , light weight category aircraft .

The other is a twin engined , medium weight category aircraft.

One can try to compare Rafale with Typhoon , because they are of same weight category and both are twin engined . The comparison would make sense.

Nostra
Nostra
Reply to  Nostra
11 dias atrás

Before I go let me post the pic of a mobile RCS measuring system.

It’s utility is both during peacetime as well during conflict when hostile platforms get exposed due to active deployment in combat role.

It’s application is also obvious.

( The stand on the right is the calibration device )

Last edited 11 dias atrás by Nostra
Nostra
Nostra
Reply to  Nostra
11 dias atrás

Pic

cghkk.jpg
Agressor's
Agressor's
Reply to  Nostra
11 dias atrás

A máquina de guerra da China não está se encarnando como um dragão, mas sim como uma Hidra de Lerna da mitologia do próprio ocidente!

Last edited 11 dias atrás by Agressor's
Agressor's
Agressor's
Reply to  Nostra
11 dias atrás

O caça J-11B não é um caça de médio porte e sim um caça pesado bimotor de alto desempenho, que serve perfeitamente para simular um Su-30… O J-10C da mesma forma não é um caça leve mas um caça de médio porte, que também serve satisfatoriamente para simular o Rafale… O maior erro é alguns acreditarem em seu país que num eventual conflito conseguirão sobrepujar o complexo industrial militar chinês, apenas com compras de prateleira… Fundado no fim do século XIII no noroeste da Anatólia na vizinhança de Bilecik e de Söğüt pelo líder tribal oguz Osman…o Império Otomano conquistou… Read more »

Last edited 11 dias atrás by Agressor's
Marcelo M
Marcelo M
Reply to  Nostra
10 dias atrás

JF17would be adequately compared with the Brazilian F5 Mike, wich nonetheless is a far superior aircraft.

Kemen
Kemen
Reply to  Marcelo M
10 dias atrás

Brincadeira tem hora certa colega.

Kemen
Kemen
Reply to  Jonas123
10 dias atrás

Well, the money is your…. laughters. Good luck.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Nostra
11 dias atrás

How many JF-17 block 3 does PAF have in operation?

nostra
nostra
Reply to  Wellington Góes
10 dias atrás

As of today none

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  nostra
10 dias atrás

So it’s the same as nothing, because paper accepts everything …

Kemen
Kemen
Reply to  Wellington Góes
10 dias atrás
Agressor's
Agressor's
Reply to  Marcelo M
11 dias atrás

Entre potências nucleares não existe isso de equipamentos equiparáveis ou de uma nação sobrepujar a outra belicamente. O Paquistão tem armas nucleares e os meios suficientes para atingir a Índia e garantir uma destruição mútua assegurada.

Last edited 11 dias atrás by Agressor's
Luiz
Luiz
Reply to  Agressor's
11 dias atrás

A INDIA conseguiria fazer isso antes.

Nostra
Nostra
Reply to  Agressor's
11 dias atrás

Generally speaking in a conflict between 2 nuclear nations , the nation with better surveillance , early warning capabilities and anti ballistic missiles capabilities will have a greater chance to inflict both counter value and counter force damage before the other and defend against the same. Incase you didn’t know Pakistani WMDs are under close watch by 3 countries USA Israel and India. Even UK and France is suspected of the same. As a result Pakistanis are so paranoid that they transport their nukes in unmarked civilian vehicles which funnily was also detected and revealed ( civilian vans used to… Read more »

Agressor's
Agressor's
Reply to  Nostra
11 dias atrás

Então estão esperando o que para tomar o restante da Caxemira das mãos do Paquistão e da China?

nostra
nostra
Reply to  Agressor's
10 dias atrás

Let me reverse your question and ask you the same

” So what are you waiting for to take the rest of Kashmir from India ? “

Agressor's
Agressor's
Reply to  nostra
10 dias atrás

Exatamente! Você chegou no ponto que eu queria, reforçando ainda mais e validando o que eu expus. O Paquistão e a China nunca tentarão tomar a parte da Caxemira da Índia pela mesma razão que a Índia jamais tentará tomar a parte da Caxemira dos paquistaneses e chineses. Porque hoje num embate entre estas potências nucleares não haverá sobrepujados ou conquistados entre nenhumas! Os EUA hoje são a maior potência bélica que existe e eles dominam todas essas “vantagens” listadas por você. Se eles apresentam essas vantagens sobre potências nucleares como a Coreia do Norte, então porque eles não invadem… Read more »

Last edited 10 dias atrás by Agressor's
pangloss
pangloss
Reply to  Marcelo M
10 dias atrás

Também achei essa peça de propaganda agressiva além do recomendável.
Lembro apenas de uma outra provocação tão direta: o emblema “Mehmetçik Busters” exibido pelos gregos, para irritar os turcos.

Luiz
Luiz
11 dias atrás

Nenhum caça chines se compara ao RAFALE. Sou um leigo mas leio muito. por isso essa afirmação. Por favor se eu estiver falando bobagem não fiquem brabos comigo.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Luiz
11 dias atrás

É discutível. É possível que o J-20 seja algo por aí, a questão é que o mercado é algo soberano e absolutamente ninguém com grana e possibilidades compra equipamento chinês como bala de prata e isso com certeza significa algo. Muito se fala sobre equipamentos americanos terem muitas limitações no contrato e isso, somado às vendas ASTRONÔMICAS mesmo de segunda linha como F-16 ainda hoje, certamente dizem muito sobre suas qualidades. Os russos, por sua vez, também conseguem muitas vendas para “balas de prata”, como a linha flanker em suas versões recentes. Os europeus, em que pese o custo sempre… Read more »

Agressor's
Agressor's
Reply to  Luiz
11 dias atrás

Melhor que qualquer caça de quarta geração com certeza o J-20 será !!!…só pela tecnologia de formas e pelos compartimentos internos de armas que adotam já trará a ele uma maior furtividade e vantagem sobre qualquer caça de quarta geração…

Andre
Andre
Reply to  Agressor's
10 dias atrás

Todo caça de gerações n é bem melhor que os de n-1. O j20 é bem melhor que o Rafale, que o f15, que o su35…

Isso ficou bem claro na guerra Irã Iraque, com os f14 iranianos dando uma lavada nos mig iraquianos. Eventualmente um de geração anterior pode abater um de geração superior, mas vai ser um daqueles eventos únicos.

Kemen
Kemen
Reply to  Luiz
10 dias atrás

Rafale com AESA e novos sistemas, que acredito foram os comprados pela India, são temiveis se operados por pilotos treinados e com muitas horas de vôo. Também vai depender das armas disponiveis para esses Rafales.
Em combates aéreos, dependeria muito dos cenarios, entretanto na minha opinião esses Rafale que mencionei estariam como equipamento, superiores aos disponiveis pelo Paquistão.

Mgtow
Mgtow
Reply to  Luiz
7 dias atrás

Vc está falando bobagem. Mas não estou brabo com vc. Não é culpa sua, vc sofreu uma imensa brainwash.
Ah, o J20 é infinitamente superior ao Rafale.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
11 dias atrás

Só falta combinar com os indianos, franceses e russos para que eles façam os devidos downgrades em seus equipamentos, tornando assim os exercícios realistas.

João Adaime
João Adaime
11 dias atrás

Muitos colegas postam aqui dúvidas sobre a capacidade real de combate dos militares chineses, apesar de estarem se equipando maciçamente. Esta notícia confirma isto, quando os próprios chineses admitem que foram aprender com os paquistaneses. A dúvida é: como que os paquistaneses podem ensinar aos seus vizinhos chineses? Talvez a ajuda de 33 bilhões de dólares que os EUA deram ao Paquistão de 2002 a 2018 ajude a explicar um pouco. Em 2018 a ajuda foi cancelada porque os norte-americanos se sentiram enganados, uma vez que não viram ações decisivas contra grupos terroristas. Mas pelo jeito a ajuda não se… Read more »

Marcelo Mendonça
Marcelo Mendonça
Reply to  João Adaime
11 dias atrás

Na minha opinião, não tem nada a ver com criar cobra e sim ter durante anos a então URSS violando sistematicamente seu espaço aéreo e ter que se defender de uma das mais poderosas forças da época. Veja o histórico de combates aéreos durante a invasão soviética no Afeganistão. Também tem muito a ver ter um inimigo histórico do outro lado, com o qual ja se envolveu em 3 conflitos abertos de grande proporção (1947, 1065 e 1971), que não para de se armar, tendo sempre vetores capazes do outro lado. Os paquistaneses sempre tentam equilibrar a defasagem numérica com… Read more »

Marcelo Mendonça
Marcelo Mendonça
Reply to  Marcelo Mendonça
11 dias atrás

3 conflitos abertos de grande proporção (1947, 1965 e 1971),

João Adaime
João Adaime
Reply to  Marcelo Mendonça
11 dias atrás

Caro Marcelo
Eu não soube me expressar na última frase. Quem criou a cobra, no caso, foram os EUA. A cobra seria o Paquistão. Que agora passa seus ensinamentos à China.
Os EUA praticamente “adotaram” o Paquistão depois que o país desenvolveu sua bomba. Inclusive criaram protocolos de segurança, de armazenamento e muitos outros aspectos relacionados a armamento atômico.
Depois disto, continuaram a paparicar o país para ter uma base de apoio para suas operações no Afeganistão.
Recentemente viram que o resultado foi pífio e até cortaram a ajuda em dinheiro.
Aguardemos os próximos capítulos.
Abraços

Marcelo Mendonça
Marcelo Mendonça
Reply to  João Adaime
10 dias atrás

Entendi, concordo.

Tiger 777
Tiger 777
Reply to  Marcelo Mendonça
11 dias atrás

Por gentileza, cite a fonte, que pilotos do Paquistão venceram os pilotos de Israel.
Foi treinamento ou combate??? Abcs

Marcelo Mendonça
Marcelo Mendonça
Reply to  Tiger 777
10 dias atrás

Foi na guerra dos seis dias, de 1967. Pilotos paquistaneses voaram em aeronaves Hawker Hunter jordanianas e iraquianas. Provavelmente em intercâmbio para aprender sobre o Hunter que era muito usado pela India nesta época. Já fazem muitos anos que pesquisei o assunto e vários sites já não existem mais.
seguem dois que ainda estão na ativa:

http://users.accesscomm.ca/magnusfamily/6dwpak.htm

http://aces.safarikovi.org/victories/pakistan-middle.html

Este ultimo cita diversas outras fontes.
Sobre a guerra de 65 entre Índia e Paquistão, sugiro as 3 matérias que saíram na RFA 68, 69 e 70

Maurício.
Maurício.
11 dias atrás

Eu acho o caça J-10 muito bonito, mas querer comparar ele com um Rafale aí já é demais, a eletrônica embarcada num Rafale é bem superior a um J-10 ou J-11, sem falar dos armamentos.

Paulo Sollo
11 dias atrás

Achei por acaso cenas de dogfight do filme paquistanês Sher Dil, com F-86 vs HAL HF-24 Marut e JF-17 vs Mirage:
https://m.youtube.com/watch?v=k4CZbnrnHUQ
https://m.youtube.com/watch?v=icV2qnxgvmA
https://m.youtube.com/watch?v=Anv3Y95eL9Q

Marcelo Mendonça
Marcelo Mendonça
Reply to  Paulo Sollo
10 dias atrás

Paulo, acho que os F-86 enfrentaram os Gnats. Quanto aos embates JF-17 x M2000, acho que por motivos óbvios ( é um filme paquistanês), substimaram a capacidade e agilidade dos M2000.

Paulo Sollo
Reply to  Marcelo Mendonça
10 dias atrás

Verdade, Gnats. Certamente como em qualquer filme do tipo puxaram a sardinha para o lado deles. Não apenas subestimaram a agilidade dos Mirage como exageraram a do JF-17.
E com os tradicionais exageros espetaculosos destes filmes como a tremendamente improvável manobra em que os JF-17 voando de encontro um ao outro abrem para que o míssil lançado por um Mirage atinja o próprio. Mas é divertido.

sub urbano
sub urbano
11 dias atrás

Os paquistaneses sabem lutar, a Índia sabe disso. Apoiados pelo complexo industrial militar chinês, os Paquis sã favoritos nesse embate. A Índia pode acabar perdendo a Caxemira se o conflito escalar. Existe uma guerrilha islâmica ativa na região.

Nostra
Nostra
Reply to  sub urbano
11 dias atrás

And equally possible is pakistan will break up and disappear due to large scale internal conflicts.

There is large scale insurgency and revolt in Balochistan , Sindh , NWFP provinces of pakistan by both separatists and Islamists. Google if you want.

( 3 out of 5 pakistani province’s are afflicted with large scale islamic insurgency and separatist movements )

Largest number of UN designated terrorist groups are in Pakistan .

Last edited 11 dias atrás by Nostra
OSEIAS
OSEIAS
11 dias atrás

Atá que da para levar a sério esse titulo. Um jota sei lá vai se passar por um Rafale.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
10 dias atrás

Exercícios como esses trazem ganham para ambas as forças armadas, ainda mais simular situações potencialmente reais, parabéns a China e Paquistão, agora é a vez dos Hindus.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
10 dias atrás

É pai… Treinamento e doutrina treinada constantemente faz a diferença…

Andre
Andre
10 dias atrás

Miragem iii?? Estou vendo o pessoal enaltecer o Paquistão que está treinando para quiçá combater um dos mais avançados caças de 4 geração com um mirage iii?

Marcelo Mendonça
Marcelo Mendonça
Reply to  Andre
10 dias atrás

Os MIII não atuam mais como interceptadores, foram modificados para ataque ao solo e antinavio.

Alex
10 dias atrás

2021 vai ser deveras instável, Pandemia, provocações, proliferação de demagogias, ideologias, falácias de todos os graus. Militâncias globais patrocinando propagandas enganosas…. É o método Quisling amigos e no fim quem se ferra? Aqueles que ficaram assistindo.