domingo, maio 9, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer E190 começa voos comerciais nas cores da Myanmar Airways International

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Yangon, Myanmar, 22 de dezembro de 2020 – O primeiro E190 da Myanmar Airways International (MAI) iniciou voos comerciais a partir de Yangon, operando quatro voos por dia. Um segundo E190 está previsto para chegar no dia 23 de dezembro para a companhia aérea expandir suas rotas e incluir nove destinos pelo país, substituindo turboélice utilizados pela sua empresa irmã, a Air KBZ.

A MAI também assinou um contrato para o Programa Pool de suporte com a Embraer, programa que tem a adesão de todos os operadores dos E-Jets na Ásia-Pacífico. São agora quatro novos clientes de E-Jets na região, excluindo a China, desde o início de 2020.

“Nossos pilotos, atendentes de cabine, área de manutenção e toda equipe estão orgulhosos em ter o E190 servindo nossos clientes com uma experiência de voo superior”, disse Saravanan Ramasamy, CEO da MAI. “Estamos animados com essa produtiva parceria com a Embraer. A operação do E190 marca ainda outro importante momento na estratégia de expansão de frota da MAI e no desenvolvimento das rotas domésticas. Com uma demanda crescente, estamos planejando aumentar a frequência de operação com o E190 para oito voos por dia.”

“O início dos voos com o E190 da Myanmar Airways International vai aumentar a conectividade em Myanmar”, disse Raul Villaron, Diretor da Embraer Aviação Comercial para a Ásia-Pacífico. “A companhia aérea vai se beneficiar do desempenho e da eficiência da aeronave e do generoso compartimento de carga, enquanto os passageiros aproveitam o conforto de cabine. A MAI poderá operar com total confiança porque nosso serviço e suporte de excelência está aqui para apoiá-la.”

Em preparação para a operação do E190, oito pilotos da MAI passaram por um mês de treinamento inicial em setembro de 2020 em Zguhai, na China. Em paralelo, a Embraer conduziu o curso para concessão de licença para os engenheiros da companhia aérea. O Programa Pool da Embraer oferece cobertura completa de reparos para componentes e partes, manutenção estrutural e acesso ilimitado a um amplo estoque de componentes do centro de distribuição da companhia. Com isso, os operadores se beneficiam de uma queda significativa de custos com reparo e estoque, reduzindo a área necessária de armazenagem e recursos para gestão, enquanto garante os mais altos níveis de desempenho. O principal centro de distribuição da Embraer na região da Ásia-Pacífico está localizado em Singapura.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos, com mais de 100 clientes em todo o mundo. Somente para o programa E-Jets, a Embraer registrou mais de 1.900 pedidos e 1.600 aeronaves foram entregues. Atualmente, os E-Jets voam nas frotas de mais de 80 clientes em cerca de 50 países. A versátil família de 70 a 150 assentos opera com companhias aéreas de baixo custo, bem como com operadoras regionais e tradicionais.

Sobre a Myanmar Airways International (“MAI”)

A MAI opera a partir de seu hub em Yangon e Mandalay, servindo 18 rotas em Myanmar, Tailândia, Singapura, China Taiwan, Coréia do Sul e Índia, com uma frota de dois A319 e um A320. Na média, a MAI tem aproximadamente 12% da capacidade de assentos em voos internacionais a partir ou para Myanmar. Como parte do ambicioso plano de crescimento da companhia aérea é esperado dobrar o tamanho da frota até o fim de 2020, com três A319/A320 e quatro Embraer E190 a serem entregues entre o fim de 2020 e o primeiro trimestre de 2021. www.maiair.com

Sobre a Air KBZ

A Air KBZ opera oito aeronaves ATR 72-600 e serve 18 destinos em Myanmar. Com base na programação atual, há aproximadamente 130 voos por semana. Air KBZ tem hoje 40% do mercado doméstico. www.airkbz.com

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

21 Comments

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo

E mais entrega de uma família que é um sucesso de venda!

Marcos10

Trata-se de uma aeronave E190, portanto usada, que não saiu da Embraer.

Fabio Araujo

Creio que a linha de produção dos E190 ainda esta ativa, não sei se ainda estão vendendo novas unidades, mas ainda tem unidades novas de contratos antigos sendo entregues!

Matheus

O Último E190 da geração antiga já foi entregue. Foi pra Air France HOP! O modelo da geração antiga que ainda deve ter uma sobrevida é o E175. O E190 e E195 já saíram de cena.

Sequim

Alie-se isso ao fato de o BNDES ter liberado um financiamento de alguns bilhões de reais à EMBRAER para se notar como a empresa é viável. E tem gente tentando convencer e se convencer de que a aviação comercial é um mau negócio.

Last edited 4 meses atrás by Sequim
Fernando EMB

Sequim… Não diria mau negócio, pois já foi a força motora da empresa. Mas cada dia tem sido menos…
Hoje é a aviação executiva que carrega o piano, junto com a defesa e as coligadas.
Mas talvez o mundo pós pandemia possa voltar a favorecer aeronaves menores…

Sequim

Fernando, noto que vc é funcionário da EMBRAER. Se for , quero lhe dar meus parabéns. Acho muito precipitado essa sanha de querer vender a empresa. Chega a ser suspeito. A EMBRAER é estratégica demais para o Brasil para ser fatiada e vendida assim.

Hank Voight

Sua retórica nacionalista certamente só vale se o eventual comprador for uma empresa norte americana! fosse o comprador alguma gloriosa estatal chinesa ou russa certamente seria saudada como “parceria estratégica”

Sequim

Não, não seria, não. Muitos “nãos” para ficar bem claro que não.

Agressor's

Se não dá mais lucro então porque querem se apossar deste setor da empresa?

Fernando EMB

Eles não queriam por causa do lucro que poderia gerar. O que eles buscavam já foi mais do que discutido.

Matheus

https://www.flightglobal.com/airframers/why-embraers-chief-executive-is-only-looking-upwards/141684.article entrevista muito boa com o presidente da Embraer. Postura muito ousada da companhia.

Matheus

https://www.flightglobal.com/airframers/why-embraers-chief-executive-is-only-looking-upwards/141684.article Pessoal, pra quem quer ter uma idéia do que pode ser o futuro da Embraer recomendo esse artigo da Flight Global. Excelente! O E2 deve começar a vender bem agora. Todo mundo sabe que a Airbus só vende o A220 com grandes descontos. Eu acho que falta um apoio do governo brasileiro nesse sentido. Tenho certeza que no médio longo prazo as vendas do E2 vão deslanchar e será um sucesso ainda maior do que foi a antiga geração de E-Jets.

Wellington Góes

A meses tenho falado disso, mas o pessoal não pára pra raciocinar direito…. Ainda tem iluminado que diz que só escrevo besteiras… Rsrsrsrs

Fernando EMB

Wellington, você não escreve SÓ besteiras, mas escreve algumas sim… Como todos nós. Um ótimo 2021 para você, e todos aqui

Wellington Góes

Se só escrevesse coisas sérias, a vida seria muito chata… Rsrsrsrs
Mas não é esse o caso.
Grande abraço!!! 😉

Last edited 4 meses atrás by Wellington Góes
Fernando EMB

Vamos trabalhar muito por isso aqui. Pode ter certeza!!! Aqui não falta competência, comprometimento e trabalho duro!

nonato

Depois da saída da Boeing, e antes da Pandemia, cheguei a sugerir a criação de um fundo nacionalista formado por investimentos de brasileiros comuns que se dizem nacionalistas. Só para você ter uma ideia, existe canal de aviação no YouTube com 1,5 milhão de inscritos (os inscritos correspondem a 46% dos que visualizam os vídeos. Se essas pessoas realmente curtem aviação e a Embraer, se cada um colaborarasse com mil reais, daria 1,5 bilhão de reais. Se pegasse mais 10.000 funcionários da Embraer, 300 mil militares, 100 mil empregados da Petrobras. Enfim, acredito que seria possível criar um fundo privado… Read more »

Last edited 4 meses atrás by nonato
nonato

A Boeing conseguiu o que queria?

Fernando EMB

Ué … Como o negócio não se concretizou, então a resposta óbvia é NÃO!

nonato

Curiosidade sobre Mianmar/Birmânia.
É um país muito populoso (51 Milhões de habitantes) e com tamanho territorial não desprezível (800.000 km2 equivalente a Alemanha e Itália juntos).
Ou seja, o país tem uma boa perspectiva dr crescimento econômico.

Last edited 4 meses atrás by nonato

Reportagens especiais

Fort Worth Alliance Air Show 2015 – B-52

Sim, ele é grande, é feio, é gordo e faz estrago, não é à toa que o apelido do B-52...
- Advertisement -
- Advertisement -