Home Aviação de Ataque Sukhoi conclui produção de caças-bombardeiros Su-34 para a Rússia

Sukhoi conclui produção de caças-bombardeiros Su-34 para a Rússia

3408
96

A empresa Sukhoi (parte da PJSC UAC da Corporação Estatal Rostec) concluiu a implementação de outro contrato de longo prazo para o fornecimento de um lote de caças-bombardeiros Su-34 ao Ministério da Defesa da Rússia.

Na Fábrica de Aviação de Novosibirsk V.P. Chkalov (NAZ nomeado após V.P. Chkalov) –uma filial da PJSC “Company Sukhoi” fabricou e testou a última máquina do lote final.

“Nós fabricamos cerca de 100 aviões desse tipo no interesse do departamento militar sob um contrato de longo prazo”, disse Yuri Slyusar, Diretor Geral da PJSC UAC, Diretor Geral da Sukhoi Company. “Este ano tornou-se importante para nós no sentido de garantir a encomenda de defesa do Estado. Concluímos o cumprimento de nossas obrigações com o Ministério da Defesa sob grandes contratos de longo prazo para o fornecimento de novos equipamentos modernos de aviação.

“Paralelamente, começamos a implementar novos contratos firmados no âmbito do Fórum do Exército, o que nos permitiu continuar nossos empreendimentos e dar trabalho aos nossos funcionários em várias regiões do país.”

A fábrica de Novosibirsk da Sukhoi Company é hoje uma das maiores empresas de construção de aeronaves no circuito UAC. A produção de aeronaves Su-34 e suas versões com capacidades de combate aprimoradas fornecem à planta uma carga estável para o futuro.

A aeronave Su-34 possui alto desempenho de voo, eficácia de combate e capacidade de manobra. O design e a ergonomia de seu cockpit possibilitam a realização de longos voos. A aeronave Su-34 é projetada para destruir alvos terrestres, aéreos e de superfície a qualquer hora do dia e em quaisquer condições meteorológicas.

As principais características do Su-34 são maior capacidade de sobrevivência em combate, sendo equipado com um sistema de reabastecimento em voo e um sistema de controle de armas aprimorado.

FONTE: United Aircraft Corporation

Subscribe
Notify of
guest
96 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Samuel
Samuel
1 mês atrás

Pode até não ser o melhor caça do mundo, mas pra mim é o mais bonito.

Alex Rocha
Alex Rocha
Reply to  Samuel
1 mês atrás

Samuel eu ia dizer o mesmo. Pra mim o mais bonito.

LEONARDO CORREIA BASTOS
LEONARDO CORREIA BASTOS
Reply to  Samuel
1 mês atrás

Na verdade é caça-bombardeiro…

V12 aero
V12 aero
1 mês atrás

Mensagens dizendo que o Brasil deveria comprar um lote desse avião em 3, 2, 1…
Kkkk…

Last edited 1 mês atrás by V12 aero
Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  V12 aero
1 mês atrás

Mesagens dizendo que o F-39 cumpre a mesma função, tornando redundante a compra o Su-34 em 3,2,1…

Andre
Andre
Reply to  V12 aero
1 mês atrás

Demorou um pouco mas já tem um dizendo…hahhah

Daqui a pouco aparecem mais.

JuggerBR
JuggerBR
1 mês atrás

RCS equivalente a um 737… Mas é uma baita maquina de guerra. Comparado com os nossos A-4, melhor nem comentar…

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Usar um 737 para comparar o RCS já é sacagem! Aliás, caças modernos como esse são dotados de sistemas de guerra eletrônicos, diminuindo consideravelmente o engajamento por SAMs ou outras aeronaves.

Jose de Arimateia
Jose de Arimateia
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Caça lindo, mas o bocal de ar lembra um f15, me parece ultrapassado.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Mas é com isso que se ganha guerra,
Força bruta!

MFB
MFB
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Sim, na época do império Romano.

Last edited 1 mês atrás by MFB
Greyjoy
Greyjoy
Reply to  MFB
1 mês atrás

Nem lá.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
1 mês atrás

Alguém poderia me explicar qual ou quais as vantagens de se bombardear alvos em terra, voando com teto de vôo baixo, ficando exposto à defesas de ponto?

RENAN
RENAN
Reply to  Vinicius Momesso
1 mês atrás

Amigo diz qual a chances das defesas anti aérea acertar?

Vamos ver um exército como o do Brasil.
Não tem defesa anti aérea.
Após definida a superioridade aérea derrubado todos os F5 você pode usar um mostro deste para varrer os alvos prioritário.
E em último caso poderá bater de frente contra alguma aeronave imprevista. Vai que um. Super tucano decolou

Wagner
Wagner
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Na guerra do Golfo muito Tornado foi abatido por fogo advindo de armas de pequeno calibre. Nao é tão facil assim a coisa.

RENAN
RENAN
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Pequeno calibre para mim é 38
Específica aí por favor

Wagner
Wagner
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Qualquer coisa abaixo de .50

Conan
Conan
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Qualquer coisa abaixo de .50 abateu muito Tornado voando baixo !!! Ai, ao acordar de um sono profundo e repousante…..

Bosco
Bosco
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Sem querer dar pitaco na conversa de vocês, mas já dando, em termos de AA moderna, pequeno calibre vai até 20 mm, o que inclui a .50 e a 14,5 mm . Médio calibre vai até 40 mm, passando pelo 23 mm, 25 mm, 27 mm, 30 mm, 35 mm. E grosso calibre é acima de 40 mm. Só tem o 76 mm italiano como exemplo.

RENAN
RENAN
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Bosco agradeço a participação, porém eu duvido da eficiência de armas de tubo. Para anti aérea.
O Wagner falou que vários tornados foram abatido eu acho isso impossível.

Bosco
Bosco
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Renan,
Na Guerra do Golfo vários Tornados foram abatidos pela AA sim, mas até onde eu sei, por canhões. Os tornados britânicos adotaram um dispersor cativo de submunições denominado JP233 que foi feito para neutralizar pistas de decolagem mas que obrigavam o caça a voar baixo e nivelado e sobrevoar os alvos, no caso, as pistas. Essa tática se mostrou meio que suicida com vários Tornados abatidos pela AA que defendiam as pistas.
Hoje, armas antipista que obrigam o sobrevoo do alvo são obsoletas.

eduardo Duarte
eduardo Duarte
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Tornado é um avião caro e ultrapassado nunca cumpriu bem as funções

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Na Síria por exemplo, a VKS realiza esse tipo de sortida para aumentar a precisão das “bombas burras”, já que as planadoras de precisão tem um elevado custo. Se não me engano, 19 aeronaves foram perdidas nessa empreitada desde de 2014.

Last edited 1 mês atrás by Vinicius Momesso
Rodolfo
Rodolfo
Reply to  Vinicius Momesso
1 mês atrás

Não foram 19 aeronaves perdidas. Nenhum Su-34 foi abatido. Foram derrubados por MANPADS 1 Su-25; 1 Mi-8 versão SAR que aterrissou em emergência e foi abandonado; e o Su-24 por um F-16 turco. O resto foram perdas por atrito normal.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Não é preciso destruir os F-5 antes, os Su-34 são multimissao e possuem mísseis BVR e radar com mais de 250 km de alcance.
Eles varrem os F-5 dos céus ao mesmo tempo que bombardeiam os alvos em terra.

Wagner
Wagner
Reply to  Vinicius Momesso
1 mês atrás

Voce reduz o tempo de exposicao ao radares baseados em terra por conta da curvatura do planeta (expliquem essa terraplanistas); reduz o tempo de reação da AAA de ponto; o uso de obstaculos no terreno tambem ajuda a esquivar de deteccao aerotransportada. Claro, é perigoso. Uma rajada disparada de arma de pequeno calibre, se bem colocada, pode ser fatal. Mas é guerra, meu caro, gente vai morrer.

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Pra uma ‘arma de pequeno calibre’ acertar um avião, ele precisa passar a menos de 50 metros de altura do solo. Agora se você estiver falando de fuzis, talvez há uns 800 metros de altura seja possível acertar o jato. Mais fácil acertar a Mega Sena…

Wagner
Wagner
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Seu desconhecimento sobre armas de fogo é notório. Uma rajada de 5,56 mm pode derrubar um helicóptero, assim como uma rajada de 7,62 mm pode sim derrubar um avião. São armas de pequeno calibre (diâmetro do projétil), no caso .22 e . 30 respectivamente. Sim, são calibres menores (diâmetros do projétil) que um projétil de .38 ou de uma pistola .40… O que muda é a energia do projétil, que no caso dos fuzis é substancialmente maior que os de revolveres e pistolas. Agora, quer saber quantas aeronaves foram derrubadas por tiros de fuzil desde a guerra do Vietnã? Pesquise!… Read more »

Junior
Junior
Reply to  Vinicius Momesso
1 mês atrás

Pergunta para os rebeldes sírios, eles sabem muito bem quais foram as vantagens que a RUAF teve ao utilizar esse caça contra eles

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Vinicius Momesso
1 mês atrás

Na verdade, o vôo a baixa altitude, serve para sumir do radar de superficie do inimigo ate chegar próxo ao alvo, coisa de 30km. Ai você sobe rápido, lança suas bombas guiadas por satelite e sai em vôo super-sônico e o inimigo que se vire com aa bombas.
Tambem, pode-se lançar misseis a distâncias maiores.
Obs. Nem todo mundo, tem avião de alerta antecipado.

Bosco
Bosco
Reply to  Vinicius Momesso
1 mês atrás

Vinicius, Há basicamente 3 modos de penetração em espaço aéreo contestado. 1- a baixa altitude; 2- em média altitude usando ECM maciça; 3- em média/grande altitude usando stealths. A penetração a baixa altitude ainda é válida por contar com as irregularidades do terreno que permite ao atacante se esconder dos radares, o que dependendo da região possibilita uma aproximação bem reduzida dos alvos visados. É usado principalmente contra um inimigo que não tenha aviões radares. A penetração é feito a baixa altitude mas isso não quer dizer que o ataque se dará a baixa altitude em voo nivelado sobrevoando o… Read more »

Wagner
Wagner
1 mês atrás

Aeronave impressionante! Agora, curiosa a tradição russa em pintar os paineis de instrumentos de um azul esverdeado!

Last edited 1 mês atrás by Wagner
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Essa cor dá uma sensação de “tranquilidade” aos pilotos. Ou, pelo menos, é isso o que a “psicologia das cores” diz…

Wagner
Wagner
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

Interessante!

GuiBeck
GuiBeck
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Hahahaha sim, painel de pintado de azul ovo de pato ou verde esmeralda, piloto com luva de couro preta, e cubo da roda pintado de verde. Padrão russo. Kkkk só zoando, é um baita avião.

Wagner
Wagner
Reply to  GuiBeck
1 mês atrás

Kkkkkk desde sempre essas cores

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Wagner
1 mês atrás

Não se esqueça do “ventiladorzinho de cabine” que quase toda aeronave russa possui. Rsss

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 mês atrás

Quem pode pode, quem não pode apenas olha.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Nilton L Junior
1 mês atrás

E parece que os russos estão começando a implantar uma nova doutrina.
A utilização de drones para caçar aviões inimigos.
Eles estão para brincadeiras.

https://militarywatchmagazine.com/article/russia-s-new-stealth-drone-built-to-hunt-enemy-aircraft-okhotnik-tests-air-to-air-combat-performance

Pablo Maroka
Pablo Maroka
1 mês atrás

Não gosto de olhar para esse caça.
Porque me faz gostar de equipamentos construídos na cortina de ferro.

Conan
Conan
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Pensei que a cortina de ferro tivesse caído junto com o muro de Berlin e o fim da União Soviética.

Newton
Newton
1 mês atrás

Sempre que vejo este avião penso se a versão naval poderia ser uma boa alternativa a um porta aviões na missão da defesa de nossa costa. Digo pelo alcance do mesmo e sendo armado com misseis anti-navios.

paulop
paulop
Reply to  Newton
1 mês atrás

Newton meu caro: defendo a transferencia da Patrulha Marítima para a MB e a adoção por parte da FAB de um vetor com estas caracteristicas, poderia ser até um Gripen adaptado para guerra anti-superficie, para complementar a capacidade de defesa da Amazônia Azul. Se que o pessoal vai dar umas pedradas no comentário, quem ler é claro…kkkkk, mas um vetor desse estilo para o 7º GAv, com capacidade anti-navio não ficaria nada mal… Além disso, penso que a FAB poderia criar um núcleo com capacidade de interceptação/superioridade aérea(a ser alocado no 1º GDA) baseada em um vetor biturbina para contrabalancear… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  paulop
1 mês atrás

Vocé augere que as missoes realizadas pelo P-3AM passassem a ser realizafos por Su-34??

Bardini
Bardini
Reply to  Newton
1 mês atrás

“Sempre que vejo este avião penso se a versão naval poderia ser uma boa alternativa a um porta aviões na missão da defesa de nossa costa”
.
A Aviação Naval Russa não usa o Su-34…
.
Essas aeronaves nasceram para substituir os Su-24 e é isso. Até o cockpit é basicamente um Su-24 enxertado em um Su-27, para facilitar as questões doutrinárias e etc.
.
“Digo pelo alcance do mesmo e sendo armado com misseis anti-navios”
.
O alcance dele é comparável ao do Gripen E, que também pode levar AShM…

Last edited 1 mês atrás by Bardini
Newton
Newton
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Obrigado pelas considerações. Você falou que não existe uma versão para ataque naval. Uma pena.

Bardini
Bardini
Reply to  Newton
1 mês atrás

Existe a capacidade de levar mísseis antinavio no Su-34 e consequentemente, existe capacidade de realizar ataque naval…
.
A questão é que, a Aviação Naval dos russos usa Su-24 até hoje e quando foi comprar uma aeronave nova, foi de Su-30 que é multimissão e pode executar a missão que vocês tanto insistem em inserir o Su-34 no Brasil, além de outras.
.
Quem tem poucos recursos, deve focar em meios MULTIMISSÃO.

Last edited 1 mês atrás by Bardini
nonato
nonato
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Nesse caso, em substituição aos porta aviões.
Acredito que a carga e o alcance são enormes, não?

João Bosco
João Bosco
1 mês atrás

Tai, a cabine dele é muito bonita, sumiram com o festival de relogios analógicos!!!!!

Teixeira
Teixeira
1 mês atrás

Lembro de uma revista Asas na década de 2000 que trazia uma matéria com este caça… até hoje muito conhecido por possuir ‘banheiro’ e uma galley.
É só deixar no autopilot e um piloto faz o número 2 enquanto o copiloto esquenta uma lasanha. Show

Wagner
Wagner
Reply to  Teixeira
1 mês atrás

Show demais!!! Creio que os pilotos desse modelo devam tirar uma onda dos colegas que voam outros tipos. E da ate pra levar a vodkazinha! Kkkkkkk

Bardini
Bardini
Reply to  Teixeira
1 mês atrás

https://www.youtube.com/watch?v=j7mCdPXvUFM
.
Aos 6:40 tu vê a tal “cozinha”. E em seguida, tu vê o tal “banheiro”.
.
A Revista Asa escreveu baboseira baseado em tradução meia boca.

Teixeira
Teixeira
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Mesmo a galley sendo uma garrafa de moscow mule, e o banheiro sendo um papagaio, eu vou continuar tranquilamente exercendo meu direito adolescente de acreditar num caça-kitnet.

Helio Eduadro
Helio Eduadro
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Conferi lá Mestre Bardini…. Bom, mas pelo menos o cara pode dizer que poderia levantar numa emergência kkkkkkk.

Flanker
Flanker
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Aleluia!! Talvez vendo, eles parem com essa bobagem de banheiro e galley!!

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

É um excelente avião, mas é tão feio que chega até ser bonito.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
1 mês atrás

Uma poderosa e letal plataforma aérea. Que podendo usar todos os tipos de mísseis modernos. Pode mostar o inferno para os inimigos.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 mês atrás

Meu sonho para a aviação naval da MB

Paulo Sollo
1 mês atrás

Belíssimas fotos, inclusive deste cockpit moderno. Esta aeronave é um exemplo admirável de versatilidade da plataforma do SU-27. E conta até com um pequeno toilet e uma mini galley.
Será que aqueles dois objetos no alto apontando para os tripulantes são versões modernas dos clássicos e indefectíveis ventiladores russos?

Bardini
Bardini
Reply to  Paulo Sollo
1 mês atrás

“E conta até com um pequeno toilet e uma mini galley.”
.
Pleno final de 2020 e essa mentira ainda não morreu. PQP…
.
Tá aí o “toilet” do tal do Su-34:comment image
.
Só abrir e dale dentro da garrafa…
.
E sabe o que é cozinha???
Duas térmicas pra levar um cafézinho…

Last edited 1 mês atrás by Bardini
Paulo Sollo
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Calma moço! Podem ter exagerado nas definições mas ele oferece as funcionalidades. É pouco mas é muito considerando que nenhum jato de combate deste porte além “do tal do SU-34” (eita despeito!)oferece isto. “Behind the seats there is a small galley – crew can make some snacks and a hot beverage using these amenities. Of course, you cannot really cook meals here, but you can heat up some food. Su-34 has a toilet. Of course, it is not what you’re used to seeing in commercial airplanes, but at least it’s there. Su-34’s toilet is small and kind of open, but… Read more »

Bardini
Bardini
Reply to  Paulo Sollo
1 mês atrás

Podem não… exageram demais!
Sempre tem um zé que vem com um papinho torto de que dá pra fazer um piquenique dentro do Su-34. Que o Su-34 isso, que aquilo, que é o foderoso que tem 4.000 km de de alcance, imaginando que isso é “raio de combate” e etc… muita coisa pra lá de furada.

Conan
Conan
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Bardini strikes again!! kkkk

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
1 mês atrás

É o mais belo avião de combate!

Flanker
Flanker
Reply to  FABIO MAX MARSCHNER MAYER
1 mês atrás

Gosto é gosto……e respeito. Eu acho muito bonita a familia Flanker….mas, com essa seção frontal da fuselagem e aquele nariz, conseguiram destruir a beleza das linhas dos Flankers.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 mês atrás

12 destes com 2 Brahmos cada e eu quero ver Biden tomar a Amazônia com aquelas banheiras flutuantes da década de 60.

Bardini
Bardini
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

O Iraque tinha muito coisa que isso aí e foi completamente triturado…

Paulo Sollo
Reply to  Bardini
1 mês atrás

O Iraque não tinha nada deste nível ou do nível dos equipamentos que os EUA tinham, e o que tinham foi pouquíssimo e muito mal utilizado por usuários incompetentes e completamente desorganizados, além das hordas de covardes que fugiram para outros países ou se entregaram de bandeja.
Seriam liquidados do mesmo jeito mas se tivessem tido competência e coragem poderiam ter dado um prejuizo muito considerável, assim como o fizeram os pobres e tremendamente inferiores Vietnã e Coréia.

Bardini
Bardini
Reply to  Paulo Sollo
1 mês atrás

O Iraque tinha a 6 maior Força Aérea do mundo na época da Desert Storm e o 4 maior exército. Os analistas americanos só colocavam a máquina de guerra iraquiana atrás da israelense naquela região, em termos de competência. E eles tinham experiência em combate, pois estavam lutando contra o Irã por anos… O problema do Iraque nunca foi incompetência, mas sim moral baixa. . Ter ou não 12 unidades de um caça-bombardeiro, contando com 12 mísseis, não fede nem cheira para encarar os americanos nessa ilusão de “invasão do Brasil”. . Você diz que o Iraque não tinha nada… Read more »

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Bardini
1 mês atrás

É mesmo, onde estava o AEW&C iraquiano quando os EUA apareceram por lá? Poderiam ter ajudado em algo. Pelo menos isso o Brasil tem, e está bem ativo.

Bardini
Bardini
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Ahhh pois é… isso aí realmente faria uma enorme diferença contra os EUA.
.
E99 + F5M + Derby faz qualquer piloto de Raptor tremer na base…

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Pelo menos veríamos o que nos atingiu. Já no Iraque as AAs vieram disparar depois que boa parte de sua frota havia sido destruída em solo, e eles nem sentiram o cheiro do que se aproximava…

Last edited 1 mês atrás by Defensor da liberdade
Bispo
Bispo
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Toma e nem precisa “ir lá” … detona o sistema de distribuição de energia(Torres) “brincando” com os já datados BGM-109… 🅓🅔🅢🅛🅘🅖🅐 a Banânia via submarinos , destroyer, F-35C… a mais de 200km da Costa.

Flanker
Flanker
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Meu Deus…..sério isso?! Kkkkkkk

Bosco
Bosco
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Complicadinho você, hem??? Da amizade Trump/Bolsonaro você critica e diz que somos capacho dos EUA. Agora com o Biden globalista você não gosta porque ele vai querer nos tomar a Amazônia. O que você quer então é que o Brasil finja que os EUA non ecziste. rsrsss Acho isso meio difícil. De alguma forma temos que ter algum tipo de reação com eles. O que você sugere? Quanto ao lado puramente belicista, te afirmo que se os EUA de Biden ou a China ou a Europa um dia quiserem “internacionalizar” a Amazônia, tal fato se dará no terreno político ideológico.… Read more »

willhorv
willhorv
1 mês atrás

Seria esse o F18 Grouler da Rússia? Acredito que seja polivalente para executar estas missões e autônomo o suficiente para ele mesmo ser o principal vetor de ataque.
É sem dúvida uma excelente máquina! As últimas fotos mostram são bem
Aliás, a família Flanker é de tirar o chapéu, o fôlego e colocar no topo a força aérea russa.
Mas pra mim o mais bonito é o F15 Strike Eagle…

Torama
Torama
1 mês atrás

É impressão minha ou o Lenin tá no cockpit do avião na 7ª foto?

Foxtrot
Foxtrot
1 mês atrás

Simplesmente lindo e mortal como a maioria dos caças russos.

Tony Stark
Tony Stark
1 mês atrás

Seria um bom substituto dos nossos AMX-A1 caso tivéssemos um melhor ORÇAMENTO(e ignorando o barulho que os EUA vão fazer sobre isso), ou seria melhor apostar somente em um único vetor (EMBRAER/SAAB F-39E/F) para essa tarefa?

100nick-Elâ
100nick-Elâ
1 mês atrás

Nosso caça Gripen é o assassino de sukhois

Bosco
Bosco
Reply to  100nick-Elâ
1 mês atrás

100, Combate entre caças não é igual luta de boxe onde há divisão por pesos. No combate entre caças um caça leve pode ter que enfrentar um pesado e os projetistas têm isso em mente. Tendo isso em vista se formos avaliar caças de mesma geração como é o caso do Su-35 e do Gripen não há nenhum impedimento do segundo se sagrar vencedor de grande parte dos embates tendo em vista que os fabricantes equalizam da melhor forma possível as características de seu produto de modo a melhor explorar as “fraquezas” do adversário. Um Su-35 é sem dúvida mais… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Bosco
Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Só complementando meu pensamento, ninguém projeta um caça imaginando que ele vá perder. Todos se esforçam para que seu produto saia vencedor. O fato dele ser leve, médio ou pesado não é de per si, fator determinante no resultado do embate entre eles, fosse assim só existiram caças só leves ou só médios ou só pesados e sabemos que há caças das três variantes e da mesma geração. Só reforçando, o que os engenheiros buscam é equalizar a discrição com a capacidade de percepção e armas de alcance condizentes. Em vista disso o caça hoje com características mais vantajosas é… Read more »

100nick-Elâ
100nick-Elâ
Reply to  Bosco
1 mês atrás

Caça tão bom que nem é mais fabricado. 180 caças? numa guerra longa contra a Rússia, por exemplo, logo seriam abatidas e não haveria como repor. Se o F-22 fosse o supra-sumo, teriam mantido.

Bosco
Bosco
Reply to  100nick-Elâ
1 mês atrás

Você insiste em ser visceral e passional. Não entendeu bulhufas o que eu disse e já levou para o lado pessoal (ideológico). Tentar manter um mínimo diálogo técnico com você é como jogar xadrez com pombos. Desisto!

Last edited 1 mês atrás by Bosco
MGNVS
MGNVS
1 mês atrás

Um lindo aviao e com grande capacidade de combate. Mas o Gripen ainda assim foi a melhor opcao para o Brasil. Nao deixaria de ser interesssnte a compra de algumas celuas para estudo e engenharia reversa com intuito de agregar
funcionalidades e autonomia do Su-34 num futuro Gripen Naval.

Bardini
Bardini
Reply to  MGNVS
1 mês atrás

Essa eu nunca tinha lido…
.
Agora “seria interessante” comprar Su-34 com o motivo de se fazer engenharia reversa, sabe-se lá diabos do que ou pq e, aplicar os “canhecimentos adquiridos” disso aí no desenvolvimento de um Gripen Naval.
.
Vocês realmente se esforçam imaginando coisas, em!?

MGNVS
MGNVS
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Ah calaboca Bardini! Vc so vem nos comentarios encher o saco. Nao posta nada que agregue conhecimento ao assunto e so sabe criticar. Vc deve ser um desses velhos ranzinzas da geracao Boomer, um velho recalcado de mal com a vida. So vem nos comentarios causar discordia. Ate parece que Israel, China, Russia e ate os EUA nao fazem engenharia reversa e nem espionagem industrial e militar.

Last edited 1 mês atrás by MGNVS
Bardini
Bardini
Reply to  MGNVS
1 mês atrás

Peço desculpas por ter atacado a sua excelente e impecável argumentação técnica, que tanto agregou ao debate quando compartilhou a muito bem elaborada ideia para o desenvolvimento de um novo produto SAAB, que foi baseada em joça nenhuma e amparada por um “pq os outros fazem”…
.
Pqp, meu nobre pirralho, não fodi!

MGNVS
MGNVS
Reply to  Bardini
1 mês atrás

nossa… falou o “ispecialista” de internet… expert em mau humor com doutorado em babaquice… aqui nos temos os famosos BBBs… os velhos boçais, bisonhos e babacas que so sabem vir nos comentarios causar discordia. bando de velhos recalcados da geraçao Boomer que ainda vivem como se estivessem na decada de 60, 70 e 80.

Last edited 1 mês atrás by MGNVS
Carlos Ravara
Carlos Ravara
Reply to  MGNVS
1 mês atrás

Há um aqui que não se sabe se é ele ou o US Defense quem está digitando, tal a similaridade.

MGNVS
MGNVS
Reply to  Carlos Ravara
1 mês atrás

Sim… esse US Defense e tbm o tal HMS Tiroless escrevem da mesma forma … e alguns outros comentaristas iguais a eles so vem no blog para causar discordia… gente que nao agrega nada e a unica coisa que faz é ir no comentario dos outros criticar ou ficar vomitando baboseira ideologica.

Flanker
Flanker
Reply to  MGNVS
1 mês atrás

Sem entrar na discussão de vocês dois, mas por que vc sugere que o Su-34, que não é uma aeronave naval, poderia colaborar no desenvolvimento de um Gripen naval?

MGNVS
MGNVS
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Flanker… eu sugiro a engenharia reversa para aumentar a nossa expertise no desenvolvimento de um produto nosso… desmontar, estudar e aprender a fazer. O maior exemplo de uso da engenharia reversa é Israel que por esse motivo desenvolveu e muito sua industria de defesa. Aprendendo a fazer entao o Brasil poderia aprimorar um futuro Gripen Naval com os conhecimentos adquiridos e nao so estudando o Su-34 mas tbm muitos outros vetores. O problema aqui na Trilogia é implicancia que alguns tem com armamentos que nao sejam dos EUA. Agora diga Flanker, vc nao imagina o quanto os EUA gostariam de… Read more »

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
1 mês atrás

Que avião fantástico. Parece a mesma concepção do A-6 Intruder. E os russos não economizam no tamanho!

Marcos
Marcos
1 mês atrás

Eu ainda acho que deveríamos ter umas 24 unidades dessas para formar um esquadrão especializado em bombardeio noturno com camuflagem condizente.