Home Aviação de Caça Uruguai estuda aquisição de jatos de combate

Uruguai estuda aquisição de jatos de combate

7940
315
M-346

O Ministério da Defesa do Uruguai estuda a futura aquisição de caças para a FAU (Força Aérea Uruguaia). Foram apresentadas 3 alternativas para seu futuro avião de caça, sendo que para isto foram consideradas algumas variáveis.

Em primeiro lugar tem 2 itens não negociáveis, um deles é o fato de que tem que ser uma aeronave “zero horas”, nova em folha, e a outra é a de que deve vir equipada com radar (até a presente data a FAU não possui aeronaves de caça com esse ítem) e capacidade de, ao menos, simular combates BVR.

Tendo dito isto, as opções apresentadas até o momento são o italiano Leonardo M-346 LFFA (preferido), o chines L-15B e uma terceira opção que estaria entre o coreano FA-50 ou uma oferta da Suécia para o Gripen C (ainda não definida).

A preferência pelo M-346 LFFA é valorizada pela avançada tecnologia embarcada, baixo custo da hora de voo, pelo ciclo de vida útil da célula e motor. A vida útil da célula e no entorno das 8.000 horas, e os motores (ocidentais, coisa muito valorizada) com una vida útil de 4.000 horas e um TBO a cada 2.000 horas aproximadamente. Isto se traduz em mais de 4 décadas de vida útil com uma única troca de motor em toda a vida útil (voando aproximadamente 180 a 200 horas anuais).

L-15

Já o L-15, por exemplo, tem um ciclo de vida útil não muito esclarecido de não mais das 4.000 horas, além de vir equipados com motores Ivchenko-Progress AI-222 (ucranianos) con uma vida útil comprovada de não mais do que 1.500 horas e um TBO a cada 700-800 horas. O que se traduz em uma vida útil 50% inferior ao M-346 LFFA. Naturalmente que é possível realizar programas de extensão da vida útil que somariam de 2.000 a 3.000 horas extras, mas isso significaria um custo adicional importante, sem falar que isso vai requerer de cinco trocas de motores ao longo da sua vida útil.

De todas formas tudo isto agora está na órbita do Ministério da Defesa e do Poder Executivo que terá que tomar junto a Comissão de Defesa do Parlamento (acordo de defensa interpartidário para que seja uma política de longo prazo) e tem como ingredientes acordos comerciais compensatórios (a China pode levar muita vantagem nisso) e também o fato que a Marinha está procurando 3 OPVs novos para patrulla de águas azuis. Então pode vir um pacote aviões-navios.

Finalmente, o número de aeronaves solicitadas em primeira instância é de 6, com opção no contrato de um segundo pacote de mais 6. Para analisar, a FAU também está a procura de um turboélice moderno para COIN-patrulla e treinamento (para complementar os atuais PC-7). Necessita pelo menos 6 em uma primeira instância.

Em dezembro estarão chegando os 2 aviões KC-130H comprados a Espanha é a previsão de que início do ano estejam chegado 2 helicópteros Bell 212 modificados para complementar os 4 que atualmente tem a FAU (2 deles estão a serviço da ONU no Congo). Há estudos para substituir todos os UH-1H pelo Bell UH-1N ou por algum outro.

Subscribe
Notify of
guest
315 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Thom
Thom
2 meses atrás

A aeronave italiana é ótima para esse serviço. Agora sendo ela “zero bala”,o custo não se aproximaria um gripen C.
A questão aí é puramente o custo de operação e manutenção. Uruguai pode possuir aeronaves mais modernas que os “hermanos”. hahahahahaha

Rodrigo M
Rodrigo M
Reply to  Thom
2 meses atrás

Seria lindo de se ver! Ahahaha..

Jhon
Jhon
2 meses atrás

Se Brasil tivesse planejamento estratégico, poderia oferecer um pacote com financiamento do Bnds: coloca o gripem, super tucano e um opv tipo os fabricados no Chile, gera emprego e manteria indústria produzindo.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Jhon
2 meses atrás

O Uruguai não teria condições de operar o Gripen E.

João Fernando
João Fernando
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Vc pelo menos sabe onde fica o Uruguai????

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

O Uruguai tem cerca de 3 ,5 milhões de habitantes.
Como eventuais inimigos, poderia ter Brasil, Argentina ou uma potência militar que vem de longe.
Em quaisquer desses cenários, não haveria a mínima chance de sobrevivência para os uruguaios mesmo se operassem Gripen, Typhoon, F-15, Su-35 ou seja lá o que for.
Além de serem mais caros.
A melhor alternativa são esses jatos de treinamento parrudos, que servem para algumas operações especiais.

RENAN
RENAN
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Israel

glasquis 7
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Só os mortos no Holocausto são mais do que toda a população do Uruguai. Não se compara.

RENAN
RENAN
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Tô me referindo a história de Israel que lutou contra um número superior de soldados e venceu

Glasquis 7
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Sim, Sparta também, o Chile também, e até no filme o último samurai também mas nada disso se compara.

RENAN
RENAN
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Vai dizer que não existe nada de chance de uma história se repetir e o Uruguai vencer por exemplo uma Argentina?
Crava 100%?

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  RENAN
2 meses atrás

O Uruguay como país pequeño nunca entraría num conflicto bélico para ganhar…empatando ja é vitoria. Se os propios brasileros se colocam como ameaça para un país pequeno e pacífico, dai mesmo que o Brasil nao venderá nada pro Uy. Por sorteo as relações entre os dois países é mais que amistosa, igualmente que com a Argentina. E assim seguirá sendo.

RENAN
RENAN
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Acredito na estratégia de dependência, FMS é um programa que mata a indústria nacional do país, então se o Brasil fornecer sempre versões primária de seus equipamentos o país vizinho sempre estará um passo atrás em tecnologia e sempre será dependente de nós. Além disso evita que este país busque tecnologia com países mais avançados como EUA, china, Rússia, Alemanha, frança, Inglaterra, etc.

Glasquis 7
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Crava 100%?”

Sim. Sem ajuda externa o Uruguai não vence a Argentina mesmo na atual situação .

RENAN
RENAN
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Jamais menosprezar um adversário, independente de seu poder tecnológico.

Eu daria uma chance de 5% de o Uruguai vencer

Glasquis 7
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Jamais menosprezar um adversário,”

É algo que eu defendo e sem menosprezar o Uruguai, que deve ter gente muito arraigada ao seu país o que os tornaria um rival e tanto, não tem chance de enfrentar a Argentina.

Mesmo tendo que aceitar que estou contradizendo algo que eu mesmo discuto.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Pra que enfrentar militarmente a Argentina…e ter o risco de ganhar…que faríamos com essa encrenca????

Vilela
Vilela
Reply to  RENAN
2 meses atrás

90% de vencer, basta a Royal Navy apoiar o que não seria difícil…

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

mas nao perdemos.

Manoel Claudino
Manoel Claudino
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Uruguai já enfrentou Brasil e venceu, com a ajuda da Argentina. Coisa que os gaúchos tentaram e não conseguiram.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Manoel Claudino
2 meses atrás

O resultado dessa guerra em questão é bem polêmico, pois ambos os lados reclamam a vitória.

Se formos olhar apenas os termos do tratado de paz então podemos dizer que a vitória foi tanto do Brasil como do Uruguai, dado que ambos tinham termos muito favoráveis.

glasquis 7
Reply to  Manoel Claudino
2 meses atrás

com a ajuda da Argentina.”

Então tu acha que o Uruguai conseguiria ajuda da Argentina numa guerra contra a Argentina?

Além disso, estamos falando que do Uruguai só.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Uruguay + Estados Unidos + ONU.

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Uruguay + Estados Unidos + ONU.é muito diferente de Uruguai Vs Argentina.



Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Uruguay Jamaica entraría sozinho num conflito.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Manoel Claudino
2 meses atrás

O Uruguay não existia, existiu desde 1830. Nem a Argentina existia como tal. Eram as Provincias Unidas + Orientais x Império do Brasil.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Manoel Claudino
2 meses atrás

gaúchos e paulistas….digamos a verdade.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Israel é Israel. Não tem nem comparação.

J R
J R
Reply to  RENAN
2 meses atrás

É sério que estão aventando uma guerra Brasil/Uruguai?

Kemen
Kemen
Reply to  J R
2 meses atrás

Só palhaçada, em vez de coisa mais interesante ou séria, uma lástima.

BCPL
BCPL
Reply to  J R
2 meses atrás

Deixa a rapaziada passar o tempo, pô… Uruguay é um bom vizinho… Brasil também é.. Brincar de imaginar como seria numa eventual guerra estando em um fórum militar, não mata ninguém, literalmente.

RENAN
RENAN
Reply to  J R
2 meses atrás

Basta existir dois para haver um desentendimento. Do mesmo jeito que dois irmãos brigam um dia dois vizinhos brigam. Lógico pode levar 5000 anos para isso acontecer. Mas ninguém sugeriu que está em vias de fato. Pois simplesmente o Uruguai não dispõe de meios para isso. Porém basta a superioridade tecnológica se inverter que passa a ser possível. Vamos imagina que a China invista pesado no Uruguai e fomente sua defesa. Para criar um ponto de atenção aqui, e distrair os EUA. O Uruguai armado com equipamentos chineses iria desestabilizar a região facilmente, dependendo do presidente é muito fácil criar… Read more »

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Parece mentira, mas concordo com o que você falou.
2020 realmente é um ano estranho.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Emmanuel
2 meses atrás

Junte-se aos bons!

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Exato. Não tem como saltar de A-37 para o Gripen E (nem o C, a bem da verdade). São décadas de atraso e pessoal não qualificado para dar um salto tão grande.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Rafael Oliveira
2 meses atrás

Pilotos uruguayos participan ativamente em manobras com otras formas e fazendo intercambio. O A37 é da mesma geração do F5 (mesmo motor) e com simuladores não sería nenhum problema. Tudo se aprende

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Motor é só um fator. A tecnologia do F-5 do Brasil não se compara com a de um A37, que nem radar tem, muito menos usa mísseis. E mesmo os pilotos brasileiros sofrerão um pouco para se adaptarem a uma aeronave no estado de arte. Tudo se aprende, mas vão levar anos e pelo menos uma geração de pilotos até eles dominarem um aeronave atual. Isso, caso comprasse o Gripen ou similar, o que eu duvido muito.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Rafael Oliveira
2 meses atrás

Um día debemos começar…se vier o Gripen, o M346 ou o FA80…fazemos una parrillada monumental!!!!!

Kemen
Kemen
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

No se olvide del matambre.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Kemen
2 meses atrás

FEITOOOO!!!!!

Eduardo
Eduardo
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Usted esta de broma? Intercambio? jajajajaja

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Eduardo
2 meses atrás

Si….intercambios. USAAF, por ejemplo.

Eduardo
Eduardo
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

UY de A-37 e USAF de F-16 ao menos? Aprendem a pilotar o F-16? Não né?

Kemen
Kemen
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

Se tiver piloto usando a liberada “fumacinha de erva” com certeza não.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Kemen
2 meses atrás

A mesma que os bazucas lotam as praias de Rocha buscando?

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Essa doeu em Kemen kkkk

Kemen
Kemen
Reply to  Diego Tarses Cardoso
2 meses atrás

Esta torcendo… bem, nunca torci pelo flamengo…___

Não posso negar que temos muito tráfico de drogas, mas a maioria vem de fora e é ilegal seu uso e venda , o uso de canabis foi legalizado no Uruguai, talvez também fiquem repletos de turistas “drogaditos”…

Last edited 2 meses atrás by Kemen
Eduardo
Eduardo
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Punta del Diablo que o diga, o lugar bem asqueroso! Cheio de maconheiros, de ambas nacionalidades.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Allan Lemos
2 meses atrás

O E não…mas o C/D sim.

J R
J R
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Acho que até o C/D devem estar com o preço bem acima do desejado pelo Uruguai.

danieljr
danieljr
Reply to  Jhon
2 meses atrás

Seria uma boa fazer uma oferta em bloco, os italianos com o M346, nós com o super tucano e os OPV vindos ou da Itália ou fabricados em algum lugar da América do Sul (tem alguns modelos na região). Estruturava uma oferta de financiamento atrativa, envolvendo bancos dos diversos fornecedores se necessário. Seria produtos e fornecedores de qualidade, empregos na região, possível contrato de manutenção que gera estabilidade no fornecimento de suprimentos, na cadeia logística e nos preços. Vários pontos positivos

glasquis 7
Reply to  danieljr
2 meses atrás

Se, e eles pagariam a oferta em bloco como, ou já dá a ideia pensando no Calote em bloco?

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

O Uruguay não é Brasil nem Argentina, especialistas en calotes….

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Não, mas não tem como sustentar uma compra como essa.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Tem…e por isso se busca preço, crédito e offset.

Eduardo
Eduardo
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Brasil nunca deu calote!! Sofreu com hiperinflação, mas nunca deu calote.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Eduardo
2 meses atrás

Hahahahahah…1982.

Astolfo
Astolfo
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Grande porcaria é o Uruguai também!

Você vem aqui zombar da maior potência militar da América Latina, com uma economia zilhões de vezes maior e mais dinâmica que a do Uruguai, mas convenientemente se esquece que o Brasil teve que DOAR blindados para que o seu país tivesse algo com que operar!

Vá desprezar países em outro lugar, mal educado e ignorante!

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Astolfo
2 meses atrás

Opa querido…troca o remédio…Não ta fazendo efeito. Primeiro, sou brasileiro. Depois, moro no Uruguay e o Uruguay adora o Brasil, e os brasileiros, e sempre os recebem com muito carinho. Economía se mede pelo valor bruto ou pelo valor per cápita e de IDH da sua sociedade? Sendo assim o Uruguay não é uma porcaría não…Quais blindados o governo amigo do Brasil doou pro Uy? Os mesmos M41 doados pelos EUA pro Brasil…e pq o Br doou esses blindados com aval dos EUA?? Por um acordo de amizade pelo fechamento de fronteiras nas Olimpíadas e na Copa do MUndo…Mas vc… Read more »

Dani
Dani
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Professor de historia e nao sabe que ouruguay tem tanto default qto o Brasil : 9
Isso devido sua economia ser totalmente dependente do Brasil e Argentina q tem 8.
Qto aos M41 nao vieram de graça pagamos os 50 milhoes com minerios inclusive atomicos eestude o acordo militar de 52 de getulio.

Kemen
Kemen
Reply to  Dani
2 meses atrás

Grande Getulio Vargas.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Astolfo
2 meses atrás

Cuidado no com o menino, então toda gente pode dizer o que quer do país dele, mas depois ele diz uma coisa do Brasil, e já não pode e é mal educado.
Grande lata.

J R
J R
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Falidos meu filho, quem tem crédito não quebra, foi só dar mais apoio político aos EUA na guerra fria e liberar umas importação e tudo se resolveu! kkkkk. Gente é sério que estão comparando Brasil e Uruguai? Pow eles são nossa querida Taiwan, Montevideu é uma das cidades imperiais. O Brasil é para onde olham quando a Argentina resolve se meter a besta com eles (acho que ainda sonham em anexar as terras para além do Prata. kkkkk).

Kemen
Kemen
Reply to  J R
2 meses atrás

Nada, os dois compartem a bacia do Prata, apesar de posições antagônicas politicas ocasionais, fruto da democracia os governos se respeitam.__ Um de um lado do rio o outro do outro lado, falam a mesma lingua sem levar em conta particularidades da fala dos argentinos, apesar do ego enraizado nas mentes dos argentinos, fruto da posterior imigração italiana, também as pessoas em sua maioria se respeitam.

Kemen
Kemen
Reply to  Eduardo
2 meses atrás

É a mais pura realidade.

sj1
sj1
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Brasil , calotes ?!

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Não me lembro do Brasil dando calote em alguém, apenas recebendo. Também não me lembro do Uruguai dando calotes.

J R
J R
Reply to  Diego Tarses Cardoso
2 meses atrás

o Brasil deu em 1987 e tornou nossa vida muito difícil…

Kemen
Kemen
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Si vamos por la verdad, Brasil nunca dejo de pagar lo que debia, tampoco tuvo deudas repasadas a fondos abutres, muchas decadas atras solamente recurrio al FMI, hoy tiene muchas reservas.__ Em Latino America és el pais que mas puede obtener creditos com facilidad.

danieljr
danieljr
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Que eu saiba o Uruguai não está tão ferrado assim. Se o crédito deles na praça fosse tão baixo quase ninguém faria proposta de negócios, acho que só a China pra ficar com alguma coleira no Uruguai e colocar seus materiais aqui na região, já que a China poderia bancar facilmente um calote desse montante.

Glasquis 7
Reply to  danieljr
2 meses atrás

Não está ferrado mas, seu volume económico não dá pra sustentar uma compra como essa. Navios, caças, etc… tudo num mesmo pacote.

Eduardo
Eduardo
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Exato, é o típico “pobre mas honrado”. Não deve, mas não tem crédito alto também por não ter escore.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Eduardo
2 meses atrás

Engano seu….ten muito crédito e liquidez em dólares invejáveis. Busque os indices financeiros dos últimos 15 anos.

glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Tem muito crédito e liquidez sim, assim como uma economia confiável e um sistema fiscal eficaz e estável mas não tem volume econômico.

Se aplicar o 5% (seria um absurdo) do PIB seria um volumem pequeno pra comprar Navios e caças num mesmo pacote.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

de 300 a 500 milhoes de dólares em 20 anos…negociado de Estado a Estado. Com essa grana se fazem maravilhas….

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Sim, se fazem maravilhas mas não se compram caças e Navios militares ao mesmo tempo. Além disso, tem o custo de operação.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Sim. Até porquê e uma compra de prateleira. Não exigem fabricação no pais e transferência de técnologia, custando 4X mais caro.
Obs. Sem as própinas e desvios.

Kemen
Kemen
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Isso seria o 5% do PIB do Uruguai? __ Já… vocês dois de volta a escola! kkkkkkk

Kemen
Kemen
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Tem conta errada ai, aprenda a fazer contas, com 2,45 bilhões de dólares num ano daria para comprar bastante.

Uruguai PIB anual + – 59.650.000.000 (mais de 59 bilhões de dólares)

glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

aprenda a fazer contas,”

Aprenda a ler pois não fiz nenhuma cota, quem fez foi o Alejandro Pérez

Kemen
Kemen
Reply to  Eduardo
2 meses atrás

Se nos atermos ao Defense Budget, veremos que o Uruguai apesar de ter 3,5 vezes menos militares, tem um Defense Budget maior.__ Se considerarmos os tamanhos dos paises e suas populações, relativamente o Uruguai estaria melhor que a Argentina, no que se refere apenas ao abaixo mencionado.

Argentina Defense Budget (USD)

$4,200,000,000

Uruguay Defense Budget (USD)

$4,950,000,000

A divida externa do Uruguai é 7,5 vezes menor que a da Argentina.

As reservas do Uruguai são 3,46 vezes menores que as da Argentina.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Qual o PIB do Uruguay?

Rodrigo M
Rodrigo M
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Segundo a Wikipédia, equivalente ao Distrito Federal (Brasilia) em PIB e população.

glasquis 7
Reply to  Rodrigo M
2 meses atrás

Entenda, não é um desprezo ao Uruguai nem ao esforço.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Rodrigo M
2 meses atrás

60 Bilhoes de dólares e aumentando…para um país com uma população de 3,5 milhoes de habitantes…O ideal é ver o PIB per cápita que define a riqueza que o país produz em referencia a sua população. O uruguai vai investir uns 300 a 500 milhoes em equipamento. Pose-se pagar tranquilamente.

Kemen
Kemen
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Por ano ou total?

Kemen
Kemen
Reply to  Rodrigo M
2 meses atrás

O PIB do Uruguai é maior que o PIB por exemplo de Santa Catarina e menor que o da Bahia.

glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Então a Bahia consegue comprar um pacote de Navios de guerra e caças ao mesmo tempo?

Kemen
Kemen
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Interesante achar que essa compra de armamentos não seria paga, você sabe mais que o Lacalle Pou e a Azucena Arbeleche. kkkkkkkk

Last edited 2 meses atrás by Kemen
Glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Entenda que o que sustenta a economia do país é o consumo interno e pra isso precisa de volume demográfico. O Uruguai não tem como gerar divisas suficientes pra comprar material bélico de alto custo em bloco.

Vai comprar caça e depois navios mas todo junto de uma vez não dá. Não é o Brasil é Uruguai. O consumo interno não permite estas aventuras.

Kemen
Kemen
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Eu acho que se estão querendo comprar é porque decidiram comprar, pelo que se sabe até agora. Se podem ou não comprar cabe a eles decidirem em função dos preços e configurações estabelecidas e acordadas com os proponentes.

Last edited 2 meses atrás by Kemen
glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Há décadas estão querendo e não compraram por que não conseguiram. Por que agora seria diferente?

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  danieljr
2 meses atrás

Italia, Coreia ou China superamos a capacidades industrial e de financiamento do Brasil.
Ainda torço pro BR apresentar as patrulheiras de 500tn Macaé pro Uruguay.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Muito bom producto que esta sendo desprezado pela mesma MB.

Kemen
Kemen
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

As Macaé não são OPV, são patrulheiras de ZEE, se o Uruguai quiser patrulhar sua ZEE servem, mas se quiser OPV tal como mencionado no site tem que pensar em outras com maior alcance e autonomia. As nossas Amazonas são OPV.

Marinha está procurando 3 OPVs novos para patrulla de águas azuis.”

Last edited 2 meses atrás by Kemen
Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Kemen
2 meses atrás

e tbm patrulheiros de 500 toneladas…a notícia tem somente parte da info. Nós que estamos a meses acompanhando sabemos o que a ANU quer e precisa.
O único problema das inglesas Amazonas e a carencia de radar e que sao fabricadas na Inglaterra.

Kemen
Kemen
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

As Amazonas dispõe de 2 radares um operando na
banda X (defesa aérea e maritima) que é suficiente para um OPV e as armas que dispõe, e outro operando na banda S (navegação)._O sistema de combate é o Osiris.

Billy
Billy
Reply to  Jhon
2 meses atrás

Kkk meu imposto em…”caças para o uruguai”??

Tutu
Reply to  Billy
2 meses atrás

Seu imposto em caças que o Uruguai compraria do Brasil, gerando emprego e renda aqui.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Tutu
2 meses atrás

Pois eh…ten gente que nao entende como funciona a economía….

Diego
Diego
Reply to  Jhon
2 meses atrás

E depois eles não pagam que nem os excelentes empréstimos internacionais feitos na era PT

Roberto Bozzo
Roberto Bozzo
2 meses atrás

Nestes momentos é que vemos como faltou, lá trás, uma politica de incentivo a BID e financiamentos externos, criando algo como o FMS americano; poderíamos oferecer Super Tucanos e Gripens E/F com um financiamento a longuíssimo prazo, a juros internacionais (baixos pro nosso padrão) e com isso movimentaríamos nossa economia, aumentaria a escala de produção e melhoraria nossa influência geopolitica na região.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Roberto Bozzo
2 meses atrás

Caro Bozo. O BNDES serve para este tipo de financiamento, tanto para aquisições civis quanto para equipamentos militares. É preciso haver a venda para obter o financiamento. O que tem falhado é na capacidade de soft power em vender os equipamentos.

sj1
sj1
Reply to  Camargoer
2 meses atrás

No gov lula /dilma foi feita alguma operação desse tipo de financiamento ?

MMerlin
MMerlin
Reply to  Roberto Bozzo
2 meses atrás

Não existe nada no mundo que se aproxime das condições do FMS americano. Nem China nem União Européia.
E como comentado acima, o BNDES já tem o papel de fomento.
O que falta é poder de lobby na venda de equipamentos militares nacionais.

Mauro
Mauro
Reply to  MMerlin
2 meses atrás

O FMS é juro de mercado, não é essa maravilha toda não, nem em preços e muito menos em prazos. A diferença é que o Estado americano garante ao vendedor em caso de inadimplência, o mesmo que faz o BNDES, mas em termos de taxas e parcelas não muda muito, acho que o BNDES é ainda muito mais benevolente em prazos e perdões moratórios. A Argentina suspendeu o pagamento pelos E-190 da Austral e não deu nada, vai fazer isso com o Tio Sam assim na cara dura. Outra coisa, a Argentina engoliu 12 Texan II, eram 24 originais que… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Mauro
2 meses atrás

Somente para treinamento, que era o que os argentinos queriam o Texan II é melhor que o A-29., assim como o aviao brasileiro é bem melhor para missões de combate, como COIN, por exemplo. Quanto ao FMS, ele é usado por quase todo mundo, não somente por países sem crédito privado.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  MMerlin
2 meses atrás

O FMS usa juros de mercado no caso de equipamento novo. A sua única vantagem em termos e quando eles querem se livrar de material usado e armazenado e ganhar dinheiro á mais com isso do quê derretendo tudo em uma fornalha.
Obs. Mesmo quando elea dizem que e de graça, o país recebedor só gastando com o transporte, não e verdade. Eles lucram com modernização, revitalização e manutenção de algo que ocupa espaço e dinheiro no armazem e ate virar panela

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Roberto Bozzo
2 meses atrás

O ST ficou caro demas….

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Mas o M-346 LFFA é mais caro ainda.


Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Más e un rato, radar, BVR,…que mais? Se vamos gastar, gasta bem!!!

glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Sub sônico.

Kemen
Kemen
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

???

  • Maximum speed: 1,255 km/h (780 mph, 678 kn)
  • Stall speed: 176 km/h (109 mph, 95 kn)
  • Never exceed speed: 1,470 km/h (910 mph, 790 kn) / M1.2
  • Range: 1,925 km (1,196 mi, 1,039 nmi)
  • Ferry range: 2,722 km (1,691 mi, 1,470 nmi) with 3 external drop tanks
  • Endurance: 2 hours 45 minutes (4 hours with external drop tanks)
  • Service ceiling: 13,716 m (45,000 ft)
  • g limits: +8 -3
Flanker
Flanker
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Kemen, não sei qual é a fonte desses dados, mas o M346 alcança velocidade supersônica totalmente limpo e em grande altitude. Abastece totalmente e coloca armamento e/ou tanques externos…..foi -se a velocidade supersônica. E ele tb não tem PC.

glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Segundo entendo, velocidade supersônica é acima de 1 482 km/h. Ma 0,85 até Ma 1,2 é o voo transônico.

Claro que posso estar enganado.

Kemen
Kemen
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Desculpe colega, as informações que peguei na Wikipidia estão incorretas, tal como me corrigi acima, você esta correto, é subsônico conforme a Leonardo.

glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Sem problemas, acontece com todos nos.

Kemen
Kemen
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Sempre é bom rever as definições…

Subsônico, menor que a velocidade do som 1225 Km/h.

Maior que a velocidade do som – Mach 1 maior que 1225 Km/h.

Supersônica ou ultrasônica maior que 1482 Km/h (mach 1,2), até mach 5 6175 Km/h.

Hipersônicas maior que mach 5 6175 Km/h.

Last edited 2 meses atrás by Kemen
Kemen
Kemen
Reply to  Kemen
2 meses atrás

É as informções acima estão incorretas, coisas da Wikipidea, segundo a Leonardo o limite é 1065 Km/h.

Kemen
Kemen
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Si quieren gastar bién, compren el Gripen C y también pueden escojer entre un radar Pulse Doppler o AESA (este de Saab).__ Pero no los reapasen a Argentina pués podrian tener problemas internacionales, todavia los pilotos de la FAA si que se podrian entrenar con vosotros en cazas supersônicos si llegaseis a un acuerdo.

Gabriel BR
Gabriel BR
2 meses atrás

A Opção italiana é a melhor

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Más os chineses matam em preço e prazo.
Como dizem no Uruguay: “carteira cheia mata galã”.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Sim , mas devemos levar em consideração que o custo operacional da aeronave chinesa , assim como o mantenimento seriam bem complicados.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Totalmente de acordo. Com China é “pão hj e miseria amanhã”.

Kemen
Kemen
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Tienen precios de venta bajos, pero si quieres modificar algo o modernizar lo que compraste te cobran muy caro.__ Los repuestos también salen caros si se compara con el precio del producto.
Tienen precios de venta bajos, pero si quieres modificar algo o modernizar lo que compraste te cobran muy caro.__ Los repuestos adicionales también salen caros si se compara con el precio del producto.

Last edited 2 meses atrás by Kemen
TeoB
TeoB
2 meses atrás

Olha que no final das contas o Uruguai vai ter uma força aérea mais moderna que a da Argentina.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  TeoB
2 meses atrás

Eles merecem

Eduardo
Eduardo
Reply to  TeoB
2 meses atrás

Se tá ruim de comprar caças, e por isso vão comprar a quantia risória de 6 unidades, poderiam investir em A-29 Super Tucanos. E comprar uns 12 daí. Certamente dariam um caldo melhor que as 6 unidades A-37 Dragonfly que possuem atualmente.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Eduardo
2 meses atrás

Temos mais que 6 A37.
O ST e uma boa aeronave…más se quer un LIFT com radar.

Flanker
Flanker
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

São 10 A-37.

Ulisses
Ulisses
2 meses atrás

O radar do M-346 é o Grifo né? Sendo assim talvez ele possa operar até com mísseis Derby ou Derby ER o que seria um grande ganho para o Uruguai.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Ulisses
2 meses atrás

Totalmente!!!!!!

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
2 meses atrás

Vai levar quem financiar e oferecer melhor retorno econômico.

Victor F.
Victor F.
2 meses atrás

O Uruguai faz fronteira terrestre com apenas 2 países, Brasil e Argentina. Acho que com aviões de caça minimamente modernos, podem fazer frente à Argentina sem muito esforço. Quanto ao Brasil, teriam que comer muito feijão com arroz para enfrentar até mesmo os F-5 sendo vetorados. Ainda mais os Gripen armados com Meteor. Quem é mais capaz nas proximidades é o Chile, mas aí teria que negociar com Bolívia, Paraguai e Brasil, ou com Argentina. Vindo do mar, a coisa fica mais complicada, porque se tiverem que enfrentar alguém que conseguir levar aviões até a costa uruguaia, com certeza vai… Read more »

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Victor F.
2 meses atrás

Já eu diria que a preocupação é interceptar aeronaves civis, como voos comerciais sequestrados e jatinhos executivos operados pelo tráfico.

Faz tempo que o Uruguai estuda algo melhor, mas até hoje tudo ficou nas promessas dos políticos. História que nós infelizmente conhecemos de cór e salteado.

Glasquis 7
Reply to  Victor F.
2 meses atrás

Acho que eles querem mesmo é fazer frente à Argentina.”

Ou tal vez, eles apenas queiram ter um Força Aérea no melhor nível que puderem.

Pablo Astorga
Pablo Astorga
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Chile siempre puede contar con la ayuda y protección de los ingleses. Los británicos nunca olvidaron el gran apoyo que recibieron de Chile en la guerra de Malvinas contra los argentinos.

glasquis 7
Reply to  Pablo Astorga
2 meses atrás

pablito, o que tem vergonha do país no qual nasceu e por isso esconde a sua nacionalidade.

Fala a verdade, a tua mulher fugiu com um chileno pro Chile e por isso tu mete o Chile em toda conversa ne? Não consegue conter a xenofobia explicita que brota pelos teus poros e tem que desabafar em comentários.

Não se preocupa, ela está segura no Chile, as ceboshitas não conseguem nem ameaçar além da Cordilheira.

Kemen
Kemen
Reply to  Pablo Astorga
2 meses atrás

Protección en que?__ No creras que se meterian en una guerra por Chile.__ Llevando en cuenta que en mi opinión aquello de dar apoio a los british, aún que algo limitado me parece que és mas para tener verguenza que para tirar de glorias, afinal Chile esta en el continente sur americano, no en Europa.__ El problema de limites con Argentina lo medio el Papa de Roma.

Last edited 2 meses atrás by Kemen
glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Ah! cara vai estudar antes de postar. ”

El problema de limites con Argentina lo medio el Papa de Roma.”

Os limites foram resolvidos em 23 de julho de 1881 em Santiago do Chile. Foi uma negociação em que a Argentina obrigou ao Chile a desestimar a reivindicação da Patagónia Oriental sob a ameaça de se aliar ao Peru e a Bolívia na Guerra do Pacífico. Uma das tantas traições da Argentina.

Ás vezes acho que a inclusão digital é um peso. O cara não sabe nem da historia própria e quer falar da história dos outros.

Kemen
Kemen
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

De glasquis 7 ___ “Ás vezes acho que a inclusão digital é um peso. O cara não sabe nem da historia própria e quer falar da história dos outros.”____ Vai estudar, não conhece a historia do seu continente. 21 de dezembro de 1978___ https://pt.zenit.org/articles/mediacao-de-joao-paulo-ii-entre-argentina-e-chile-exemplo-atual/ ___”CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 17 de outubro de 2008.- A mediação que João Paulo II promoveu há 30 anos em plena crise entre a Argentina e o Chile constitui ainda hoje um exemplo para as nações, reconhece Bento XVI em uma mensagem lida pelo núncio apostólico, Dom Adriano Bernardini, aos participantes das jornadas sobre os frutos… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Kemen
Kemen
Kemen
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

E é dureza, o cara escreve uma informação incorreta, ignorando o que escrevi verdadeiro, mostro com detalhe a verdadeira informação e minha resposta cai no….Awaiting for approval.

__ Bem.. é o direito do site!

Kemen
Kemen
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Sabichão, o Papa mediou o conflito quando a Argentina tinha as tropas prontas para invadir. “A mediação pontifícia de João Paulo II no final de 1978, dois meses depois do início de seu pontificado, permitiu que Chile e Argentina chegassem a um acordo no conflito sobre os seus limites territoriais na região austral (Canal de Beagle).__ O conflito chegou a um nível extremo de tensão no início de dezembro de 1978, durante os governos militares de Pinochet (Chile) e Videla (Argentina), na iminência de uma guerra entre os dois países, chegando ao ponto de que argentinos já estavam colocando em… Read more »

Glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

O cara escuta uma virgula e acha que sabe história. A mediação à que vc se refere é pelo conflito das Ilhas do Canal do Beagle, nada tem a ver com conflito de fronteiras pois essas ilhas são chilenas e a Argentina tentou tomá-las pra ter projeção territorial sobre a Antártida e o sul do Pacífico. No início foi uma batalha no tribunal internacional por parte da Argentina mas em 1977, o laudo arbitral deferiu a alegação Argentina que deveria ter aceitado Chile a soberania chilena sobre as Ilhas. A “Junta Argentina” decidiu pressionar o Chile (como o fez em… Read more »

glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

“Sabichão, o Papa mediou o conflito quando a Argentina tinha as tropas prontas para invadir”

Não sou sabichão, estava lá e vi acontecer. Em Santiago muitos conhecidos desapareceram durante esse ano e só reapareceram no ano seguinte.

As ilhas eram, são e serão Chilenas, Argentina tentou invadi-las depois de perder um processo na justiça internacional.

Não foi conflito de fronteira, foi uma tentativa de invasão e anexação de território chileno por parte da Argentina.

Last edited 2 meses atrás by glasquis 7
Flanker
Flanker
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Exato! Sem intenções belicistas. Apenas querem fazer o melhor que puderem. E, olha….as Forças Armadas deles sao bem antiquadas, mas eles cuidam muito bem dos equipamentos deles. Eu sempre gostei muito mais dos uruguaios que dos argentinos….sendo gaúcho, conheço bem esses 2 vizinhos. Uruguaios são amistosos, hospitaleiros e não tem absolutamente nada da arrogância e empáfia dps argentinos.

Ulisses
Ulisses
Reply to  Flanker
2 meses atrás

Eles tem preocupação com a pesca ilegal também. Aeronaves novas e com um período de vida utili tão bom quanto esse do m-346 seriam muito importantes para vigilância e esclarecimento de área marítima. Inclusive com eventual capacidade de dissuadir invasores.

Glasquis 7
Reply to  Ulisses
2 meses atrás

Mas pra patrulha naval tem os Cessna O 2 Sky master. Usar caças como patrulha não compensa.

Eles querem dar o salto, modernizar a sua Força Aérea e ampliar as suas capacidades.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

E 2 B200 MP ( Podem checar mais…), 2 Helicopteros Bell 412…a FAU conta com 2 C212 aptos pra pratrulha marítima e os 2 KC130 espanhois que estao por chegar…nao estamos tao mal….

glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Acho que quem tem que checar é vc pois esses que vc postou são da FAU, quem faz a patrulha marítima é a Armada e pra isso usa 3 Cessna O2 Skymaster específicos para a função.

Eduardo
Eduardo
Reply to  Flanker
2 meses atrás

Tem gente boa e má em ambos os territórios. Falou MUITA besteira!!

O Argentino também é um povo querido e muito amistoso. É só viajar pelo interior pra ver. E olha que hão cidades grandes pelo interior.

Acontece que em Buenos Aires o porteño não é amistoso como os resto do país. Nem os Argentinos do interior gostam do porteño.

Falta de conhecimento é pouco para definir tuas afirmações vagas.

Flanker
Flanker
Reply to  Eduardo
2 meses atrás

Tu mora no RS? Teu estado faz fronteira com a Argentina? Tu já conversou ou conviveu por um tempo com os moradores de Uruguaiana, São Borja, Itaqui,…..e perguntou para eles o que acham dos argentinos? Você já esteve hospedado em hotéis junto com argentinos? Já andou mais de 600 km dividindo a estrada com argentinos (aqui no Brasil)? Já perguntou para os donos de hotéis o que eles acham da maioria dos hóspedes argentinos em férias de verão e o que eles fazem nos hotéis deles? Que bom que vc teve boas experiências na Argentina…..mas, não me venha falar em… Read more »

Eduardo
Eduardo
Reply to  Flanker
2 meses atrás

Terei que responder por partes tua falta de conhecimento (ignorância). Sou de Poa e minha esposa é de São Borja. E temos parentes em Uruguaiana. Vamos muito pra lá (SB). Por pura ignorância os locais da cidade falam, e muito, mal dos Argentinos por lá. Eles vem, educadamente, fazem suas compras, passeiam, e vão embora. Mas preferem falar mal deles do que dos brasileiros que atiam lixo na rua e cometem delitos. Quando atravessamos a fronteira sempre fomos tratados com respeito e educação Já estive com Argentinos em hotéis também, sempre educados e corteses. Tenho amigos que lá fiz que… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Eduardo
2 meses atrás

Cara, deixa de empáfia. No meu trabalho, viajo de carro em torno de 4 mil km por mês. …por todo RS…..quanto ao viajar, digo viajar no Brasil dividindo a estrada com os argentinos……..não respeitam absolutamente nada das leis de trânsito!!! Lixo nas ruas?? Uma vez, parado na BR-290 entre Alegrete E Uruguaiana,por conta de obras na mesma, um carro de argentinos estava na minha frente. De repente, uma mulher desceu do banco do carona, tirou sacolas de lixo (latas, garrafas pet, pacotes de alimentos, etc) de dentro do carro e do porta-malas, e simplesmente jogou no barranco ao lado da… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Flanker
Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Victor F.
2 meses atrás

O Brasil é ameaça pro Uruguay?

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Explicita não mas, todo país que possa, por tamanho ou poder, superar vc, deve sempre ser vigiado com atenção especial.

sj1
sj1
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Excelente resposta, mas que muitos países não aplicam na prática.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Não é e nunca será !

J R
J R
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Não, muito pelo contrário, mas as FA do Uruguai são bem atuantes na ONU, por isso de vez em quando aparece alguns investimentos interessantes no país vizinho, como carros blindados por exemplo.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
2 meses atrás

Em uma força aérea de tamanho modesto, onde a perda de uma única aeronaves é duramente sentida, operar por uma solução sólida como o M346 faz todo o sentido.

Com o histórico do treinador chinês K-8/JL-8 na Venezuela, eles devem estar desconfiados do JL-10.

Ivanmc
Ivanmc
2 meses atrás

Lá vamos nós! Outro que não vai dar em nada.
Dito isso, às opções mais interessantes e efetivas, em minha opinião, seriam o Gripen C ou FA-50. O resto é treinador.
Olha aí dona SAAB, um nicho interessante para colocar uns Gripens C/D usados, seminovos… alavancaria os negócios, derrepente. Conversa lá com os Uruguaios, ofereça uns dois gripens para demostrarem uns voos, por que não. Traz via Brasil, faz um intercâmbio. Já sai voando aqui de Canoas, Santa Maria que são do lado praticamente, já faz uma parceria … São caças efetivos, numa boa.

Last edited 2 meses atrás by Ivanmc
Argos
Argos
Reply to  Ivanmc
2 meses atrás

Eles querem aviões “zero km”.

Ivanmc
Ivanmc
Reply to  Argos
2 meses atrás

Saab, ainda, oferce Gripens C/D novos para venda se tiver comprador. Vide: “o anúncio da Saab em 9 de setembro de 2020 oferencedo 12 Jas39 modelos C/D para a Croácia.”
E, os usados que citei, hipoteticamente, são demonstradores para uma futura negociação com o Uruguai.
Mas, Argos, te aconselho a ler alguns editais de compras de caças pelos países e até o edital de compra do nosso Gripen mesmo. Até para você compreender certos aspectos de negociações, ofertas, comitivas de demostardores e etc. Vale apena.

https://forcaaerea.com.br/saab-oferece-o-gripen-c-d-a-croacia/

Last edited 2 meses atrás by Ivanmc
Ivanmc
Ivanmc
Reply to  Ivanmc
2 meses atrás

*Demonstradores*

glasquis 7
Reply to  Argos
2 meses atrás

Todos queremos mas, querer não é poder.

Ivammc
Ivammc
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

É isso mesmo, glasquis 7

Kemen
Kemen
Reply to  Ivanmc
2 meses atrás

Isso, Gripen C e depois os FA-50 seriam os melhores propostos, mas os preços e condições devem pesar bastante na análise, geralmente o M-346 não consegue se livrar daquela aparência de treinador, a versão de combate até poderia ser uma solução para quem quer ter jatos, mas não necessariamente um supersônico com BVR pleno.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
2 meses atrás

O Uruguai não tem dinheiro para comprar 6 jatos e 6 aeronaves para COIN. Com muito empenho político poderá comprar uma dessas duas opções, o que já será um enorme salto para suas paupérrimas e pessimamente equipadas Forças Armadas.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Rafael Oliveira
2 meses atrás

Tem…e tem crédito. Dá una olhada nos números macro económicos deles….Renda per cápita…Projeção da economía….Tem…e bastante.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

O PIB uruguaio não chega a US$ 60 bilhões por ano. Na América do Sul só é maior que da Bolívia, Paraguai, Suriname e Guianas. Aliás, é menor do que do estado de Santa Catarina e de vários outros estados brasileiros.
Não adianta a renda per capita ser alta se a população é pequena. Para fazer uma compra militar de mais de US$ 1 bi em aeronaves de caça e COIN precisa ter dinheiro sobrando, o que o Uruguai não tem.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Rafael Oliveira
2 meses atrás

Estás profundamente equivocado , Uruguai tem uma economia sólida, uma situação fiscal confortável e boa credibilidade.
Não vai faltar credito para eles na praça!

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

A economia pode ser sólida, ter credibilidade e situação fiscal confortável, mas é um economia pequena.
Pe-que-na.
O Uruguai fazer uma compra militar de US$ 1 bilhão é igual o Brasil fazer uma de US$ 31 bilhões. Você consegue ver o Brasil gastar isso com compras militares?
No mais, se o Uruguai estivesse essa maravilha não voava A-37, tampouco usaria Cascavel doado pelo Brasil.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Rafael Oliveira
2 meses atrás

Doado???? Comprado.

Wilson Look
Wilson Look
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Do cascavel não lembro, o que eu lembro é a doação dos M41 Caxias, e teve um certo interesse do Uruguai nos M108, retirados de operação no Brasil, o objetivo era receber algumas viaturas por doação e compor uma unidade de artilharia autopropulsada.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Rafael Oliveira
2 meses atrás

Mais ou menos… O orçamento militar do Uruguai saltou de 900M USD pra 1,1B USD em uma década… Uma compra de 1B para quem vai pagar em suaves prestações anuais em uma década seria “encarável” sim, ainda mais se for de equipamento com baixo custo de manutenção. A bem da verdade, muito país com menos recursos acaba voando coisas atuais(Armênia com os Su-30 encomendados, por exemplo, tem PIB 12B). A questão é que o Uruguai sabe que não vai ter como fazer Marinha, Exército e Força aérea no estado-da-arte… Mas umas OPVs já resolvem o problema da pesca ilegal, enquanto… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Como assim, “deles”?? Tu não é uruguaio??

RENAN
RENAN
2 meses atrás

Meu Deus!
Brasil acorda usa o BNDS e financia tudo para eles.

Olha as oportunidades desperdiçadas.

Oi Uruguai vamos fazer um contrato de 20 anos te vendo 6 Gripen, 6 ST29, 2 kc 390, fazemos 3 Amazonas novinhas para você temos os projetos ou se preferir fazemos outra embarcação temos outros modelos, tem certeza que não prefere uma Tamandaré? Quer adicionar um ou dois tupi ou um Riachuelo, se quiser pode incluir também 100 Guarani na compra.
Financiamento direto com o BNDS.
Assina aqui …

RENAN
RENAN
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Vamos criar o fms brasileiro, podemos e devemos vender as nações do hemisfério sul. (Peru, Bolívia, Paraguai, Uruguai, Chile, Argentina, Angola, Zâmbia, Malauí, Moçambique, Namíbia, Indonésia, Nova Zelândia, Madagascar, Papua Nova Guine, Tanzânia, Zimbábue, África do Sul.) Quantas aeronaves ST29 poderia ser vendido para estes países uns 6 para cada na média, se conseguir empurrar 1 ou 2 kc 390, quem sabe para alguém conseguir financiar os Gripen, temos também o P600 AEW, Guarani, astros, Riachuelo, tupi usados, tem as Tamandaré, e ainda temos o projeto das Amazonas. O Brasil precisa melhorar sua influência política para conseguir realizar estás vendas,… Read more »

José de Souza
José de Souza
Reply to  RENAN
2 meses atrás

E ainda pode trocar por pólvora desses países todos!

RENAN
RENAN
Reply to  José de Souza
2 meses atrás

Vamos precisar

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  RENAN
2 meses atrás

BNDS e fraco….
Gripen não é a prioridade.
ST caro e nao pagamos propina.
Amazonas nao tem hangar.
Tamandaré nem saiu da prancheta.
Guaraní?? Ja ten mais de 100 Mowag Piraña 6×6.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

O problema das Forças Uruguaias é a padronização do equipamento.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

SIM…concordamos.

Flanker
Flanker
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

“Amazonas nao tem hangar.”……Tu quer colocar um OPV num hangar? Olha, acho que OPV não voa….
“ST caro e nao pagamos propina”???? Explique essa questão de propina…..

Eduardo
Eduardo
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Comentário mais lúcido até aqui.

RENAN
RENAN
2 meses atrás

Concordo não adianta fingir está preparando sua aeronáutica para um combate, já que vai gasta dinheiro compre algo relevante, compra 6 aeronave que tenha um poder bélico capaz de ficar na média mundial, isso dará tempo para um dia ter alguma coisa melhor

José de Souza
José de Souza
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Bem fez a Costa Rica ao abolir as forças armadas, exemplo seguido recentemente pelo Panamá. A Costa Rica nunca mais teve um golpe de estado, é estável politicamente e com desenvolvimento econômico e humano há décadas, um oásis na América Central. Parece que as FFAA na America Latina são desenhadas para serem usadas contra a sua população.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  José de Souza
2 meses atrás

O Uy ten Forças Armadas e é “a melhor e única verdadera democracia do continente”.
Costa Rica tem uma Guarda Nacional que de fato é um exército.

glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

É, tinha que ventilar o “argentinito” que vive em cada uruguaio.

Kemen
Kemen
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Não entendi nada, afinal uma pessoa é argentina ou uruguaia, ou então tem dupla nacionalidade, é isso que quis dizer? kkkkkkk

Glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Existe uma piada chilena que diz que um argentino pergunta pra um Chileno;

“O que é o ego?

E o Chileno lhe responde;

“O ego é aquele pequeno argentininho que mora dentro de todos nos”

O argentino fica pensando por um momento e pergunta novamente;

“por que pequeno?”

Agnelo
Agnelo
Reply to  José de Souza
2 meses atrás

Por fazer isso, delegou sua defesa ao EUA, e há muito tempo, de lá, os EUA operam na AC e AL. Ou seja, delegaram também sua soberania.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
2 meses atrás

Penso que a China leva, porque quando visitei Montevideo, ficou evidente a influência chinesa naquele país.

Mas é um plano factível, adequado ao tamanho do país, e tomara que dê certo.

Seria bom mesmo se eles operassem super tucanos…

Nestor Santos
Nestor Santos
Reply to  FABIO MAX MARSCHNER MAYER
2 meses atrás

Esperemos que no sea así.
Si bien China es nuestro principal socio comercial, esperemos prime los aspectos técnicos y no económicos políticos.
De todas maneras algo le vamos a tener que comprar a China, su presión política económica es grande.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  FABIO MAX MARSCHNER MAYER
2 meses atrás

“Influencia chinesa”…explique onde meu caro…moro aquí e nao vejo isso.

Eduardo
Eduardo
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

A quase totalidade das motos aí é chinesas, dentre tantos outros produtos, carros inclusive. Só pra dar um pequeno exemplo.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Eduardo
2 meses atrás

Uma coisa sao os produtos de consumo…Motos e carros populares. mas ultimamente a presença de produtos chineses tem perdido força para produtos brasileiros…China é um grande sócio comercial, sem dúvida, mas para compra de progutos militares ainda sao uma incógita.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Veículos chineses por todos os lados, empresas chinesas, produtos chineses nas prateleiras, etc… e digo mais: quotados em dolar, os veiculos chineses mais baratos que os da concorrência ocidental.

E não, eu não torço pela China. Aliás, torço mais pelo Uruguay, país fantástico que tive a honra de conhecer (um pouco).

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  FABIO MAX MARSCHNER MAYER
2 meses atrás

O dolar aqui corre solto…mas tbm temos muitos carros brasileiros e produtos brasileiros nas gondolas…alias, aqui vc encontra produtos do mundo todo…

Diogo de Araujo
2 meses atrás

Pensem num continente onde estudam. Façam vezes 2. América do Sul.

Kornet
Kornet
2 meses atrás

Pena que não saiu os números do FA50 para comparar.
O Uruguai quer é um treinador e não um caça.
O YAK130 tb não seria uma opção?

Nestor Santos
Nestor Santos
Reply to  Kornet
2 meses atrás

El Yak ya fue ofrecido en el gobierno mede Mujica y era carísimo entre 45 y 48 millones la unidad. Para un avión sin radar, y aunque lo tuviera, me quedo con su gemelo M346 o mejor aún con el FA 50. El inconveniente, creo yo, con este ultimo es su motor con postcombutión que agrega un plus en mantenimiento. De todas maneras estamos hablando de que la hora de vuelo del FA 50 anda en los 3000 +- US dollar, frente a los 4500 de u Gripen C

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Kornet
2 meses atrás

Caro…e Russia nao é fiável…

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Kornet
2 meses atrás

Acredito que com 12 aeronaves A-29 , o Uruguai poderia ter um elevado nível operacional e um custo beneficio satisfatório. Hora voo de 1000 dólares !

Kemen
Kemen
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Eles querem jatos e Coin também, os dois, esta assim no site..

Ferreras
Ferreras
2 meses atrás

No caso do Uruguai, poderia se adotar, ao menos parcialmente, a solução adotada pela Islândia, tendo o Brasil como parceiro.

RENAN
RENAN
Reply to  Ferreras
2 meses atrás

Uma boa abordagem

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Ferreras
2 meses atrás

Uruguay não é a Islandia…e o Brasil é uma nação amiga e parceira comercial. Deixa assim.

Kemen
Kemen
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Claro que não, não tem aquele gelo em Punta Del Este.__ O Comercio entre Brasil e Uruguay beira os 4 bilhões de dólares.

J R
J R
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Com esse comentário já estou ignorando o cidadão…

J R
J R
Reply to  J R
2 meses atrás

Perdão, comentário fora de contesto.

J R
J R
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Eita que tem gente digitando de algum bar verdinho no Uruguai…
O Brasil não é uma nação amiga? Não somos parceiros comerciais? Acho que você esta tendo uma crise de identidade, ou algo assim, já perdeu a toda a credibilidade em seus comentários, se for professor de história mesmo tenho receio do que anda ensinando

J R
J R
Reply to  J R
2 meses atrás

Perdão, ignorar, comentário fora de contesto.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

Destes o M-346 tem a desvantagem de ser subsônico, as outras opções são supersônicos o que seria melhor para a função de caça principal!

Nestor Santos
Nestor Santos
2 meses atrás

Nuestra Fuerza Aerea no tiene como objetivo principal la disuasión en este momento. Apunta a ser una policía aérea con capacidad de entrenamiento en vectores y guerra moderna, para crear doctrina, por si acaso .
Si me dan a elegir, iría por un paquete con 6 FA50 y 6 kT1 y en un futuro ampliarlo con 6 y 6 más.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Nestor Santos
2 meses atrás

Concordo, até porque 6 caças é um número de quem só pensa no mínimo necessário para a defesa do espaço aéreo do país, por isso precisam pesar tudo na hora da compra e por isso nem deviam estar analisando o M-346 que é subsônico, acho que pensando em defesa seria o FA-50, mas o chinês não pode ser descartado!

glasquis 7
2 meses atrás

Ainda acho que a melhor opção no curto prazo pro Uruguai são os F5. Tem muitos operacionais, com opões de modernização, estoques remanescentes e países amigos com larga experiência que poderiam ajudar na manutenção.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

As células estão perto do fim da vida útil, é melhor investir em caças novos pois é uma solução para 20/30 anos!

Glasquis 7
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

As células estão perto do fim da vida útil”

Como assim? A FAB acaba de receber o último F 5 modernizado e já está no fim da sua vida útil?

Acho que não. Os F5 BR deverão operar tranquilamente por mais 10 anos, assim como os TIII. Eu concluo que, analisando a relação custo benefício, ainda teríamos no F5 uma boa opção.

O único problema poderia ser o encarecimento da operação do caça com o decorrer dos anos mas, acredito que terá uma boa vida ainda até por que é usado por várias forças.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

10 anos nao é nada…os F5 brasileiros foram esticados ao seu máximo.

glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Não, não foram.

Glasquis 7
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

A EMBRAER acaba de entregar o último F 5 e vc vem me dizer que está no fim da vida útil?

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Sim…10 anos…depois??? Museu e espetar em praças.

glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Pra quem voa A 37 não deveria ser tão “despectivo”

10 anos mais na FAB por que tem caças chegando. Isso não quer dizer que o caça tem apenas mais 10 anos de vida útil. ,Os F5 pras necessidades do Uruguai, tem mais uns 20 a 25 anos operando e dando capacidade BVR e principalmente, supersônica. Algo que os M 346 não tem

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

O M346 chega a velocidade supersonica, sim.
Nao estou sendo despectivo…se assim parece, peço desculpas. A politica da FAB e da Embraer foi esticar ao máximo a vida do F5 até a chegada do Gripen. Depoiis lentamente ele passará ao seu merecido retiro.

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

O M346 chega a velocidade supersonica, sim.”

Claro, pelado, em descida e com vento a favor.

Seja objetivo. o M 346 no chega nem aos 1300 Km/h.

Nestor Santos
Nestor Santos
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

15 años 20 más tal vez.
De todas maneras Brasil no nos va a vender su principal vector aéreo en este momento, hasta que el F39 esté totalmente operativo. Recuerden también que los biplaza son pocos en el caso de Brasil, más que difícil se desprendan de ellos.

glasquis 7
Reply to  Nestor Santos
2 meses atrás

Se comprassem os M 346 vc acha que chegariam quando?

Só a contar de 2023 com sorte. Até lá o Brasil já estaria pondo a disposição alguns F5 caso o Uruguai comprasse.

J R
J R
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

O Uruguai esta no caminho correto, melhor um M-346, um FA-50 nas mãos do que um avião velho, que daqui uns anos vai começar a faltar peças. O F-5 é bom pra nós que já tinhamos vários.

Glasquis 7
Reply to  J R
2 meses atrás

Amigo, estamos falando de relação custo/ benefício.
Se for pra comprar caça novo então vai de F 35.

Cada M 346 custa o que 3 F5 M e em questão de combate aéreo é muito inferior pois não tem capacidade supersônica.

J R
J R
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Cara viajou heim, custo benefício pra nós que já tinhamos muitos, vão ter que arrumar células a venda, usadas, que não sabem como estão, reformar,formar doutrinha, formar estrutura de apoio, formar pilotos para pilotar eles, para continuar voando o quê? mais dez anos até começarem a cair ou ficar parada por falta de peças fiáveis?

glasquis 7
Reply to  J R
2 meses atrás

Vamos por parte: “custo benefício pra nós que já tinhamos muitos,” Então, como ficam o Chile e o México que só tem 12? O problema não é postar sem saber, é querer dar esculacho sem saber sobre o tema. “vão ter que arrumar células a venda, usadas, que não sabem como estão, reformar,formar doutrinha, formar estrutura de apoio, ” As células do Chile e do Brasil, são confiáveis e se ler meu comentário, vai ver que tem uma parte que diz: “com opões de modernização, estoques remanescentes e países amigos com larga experiência que poderiam ajudar na manutenção.” Ou seja, a… Read more »

Last edited 2 meses atrás by glasquis 7
J R
J R
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Tá bom, por partes, o México por acaso modernizou os seus? Quisa voam? O México ainda esta com seus por mera falta de vontade de ter uma FA que cumpra sua função. O Chile modernizou os seus nos anos 90! 30 anos atrás!!! As do Brasil já vieram esculachadas dos EUA nos anos 80!

glasquis 7
Reply to  J R
2 meses atrás

México por acaso modernizou os seus?”
Não, o que quer disser que, tem 12 celulas em boas condições prontas pra modernizar.

Quisa voam?”

Por que não voariam?
Quer que mande vídeos deles voado?

“O Chile modernizou os seus nos anos 90! 30 anos atrás!!!”

ERRADO!!!

O Chile iniciou as diversas modernizações na década de 90. A última modernização se iniciou em 2016, 4 anos atrás.

Se não sabe, não tente adivinhar.

As do Brasil já vieram esculachadas dos EUA nos anos 80!”

Por favor. A EMBRAER acaba de entregar o último F5 Modernizado. ACABA MESMO, mês passado.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  J R
2 meses atrás

E tem um respaldo industrial importante…falta peça, faz nova. Instala, segue voando….

RENAN
RENAN
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Podemos vender os mais modernos do mundo

Glasquis 7
Reply to  RENAN
2 meses atrás

Nem precisa vender todos, eles querem uma frota de 12 unidades. De qualquer forma, teriam fornecedores e manutenção em países amigos e com isso já dariam um salto enorme pra uma frota supersônica.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Nem Brasil, nem Chile, nem Coreia vendem F%. Quem tem guarda. Nao tem no mercado. Ponto.

glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Bom, aí vc está certo, quem tem não vende pois na relação custo benefício, é muito bom e tem um bom pacote de modernização e ampliação de capacidades.

Mas, com a chegada do Gripen ao Brasil, tal vez, sobre algo que possa ser negociado.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Duvido que a FAB se desapegue…investiu (bem) muita grana….

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Onde tem F5 bons pra vender?? Com 20 años de vida útil?

Nestor Santos
Nestor Santos
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

No hay.
El F5 era la opción hace 20 años atrás.
Hoy se piensa en aviones con un siclo de vida de entre 30 a 40 años.
Los Gripen C de segunda mano estarian en los 20+-

Glasquis 7
Reply to  Nestor Santos
2 meses atrás

“No hay.”

Há sim, o difícil é encontrar quem queira vender.

El F5 era la opción hace 20 años atrás.”

Engano seu, Em 2013 o Uruguai se mostrou interessado pelos TIII.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Pasado. Ngm vende F5…entao NAO tem no Mercado.

Nestor Santos
Nestor Santos
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

El F5 siempre fué la primera opción para Uruguay, desde que se desactivaron los AT 33 en los 90 y era el paso lógico.
En 2013 aún podíamos conseguir alguno con horas remanentes hoy en 2021 negativo

glasquis 7
Reply to  Nestor Santos
2 meses atrás

O senhor deve dar uma pesquisada.

As células de F5 tem muito caldo pra dar ainda além do mais poderiam ser passados pra uma modernização com reforço estrutural e teriam umas 4.000 horas.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

manda o link da noticia, por favor.

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

https://vimeo.com/220884799

Não preciso inventar.

Assim como é verdade também que a Patrulha marítima é feita pela armada de Uruguai com Cessna O2 Skymaster e não pela FAU.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

E mais dois B200 Armada. A FAU possui 4 C212 aptos para PM.

glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Não, o KA 200T é de Assalto e Exploração não de PM e os C212 que a FAU possui, são de carga, não foram adaptados pra PM.

As únicas aeronaves específicas pra PM que a Armada do Uruguai possui, são os 3 Cessna O 2 SM Doados pela Armada do Chile em 2018.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

A FAU possui 3 modelos de C212 Casa Aviocar. O de transporte, 2 ex suecos de patrulla marítima e 2 es portugueses serie 300 aptos para patrulla marítima. 2 B200 KingAir, un com radar e electrónica israelense e outro por atualizar.
Este ano recebemos o Primeiro Augusta 412. Os Skymaster sao 3 e óptimas plataformas de patrulla costeira.

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

com 20 anos de vida útil, acho que o Chile tem. Mas se não me engano, os F5 BR também podem atingir mais 20 anos de operação dando a devida atenção.

O único que poderia ser empecilho seria o custo mas, a FACh renovou até a “pele” das asas e mantem seus caças operacionais numa região de condições climáticas extremas o que me faz pensar que a relação custo/benefício dos F5 é muito favorável.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Chile nao vende os seus…muita grana pra manter avioes de 1970…Melhor comprar novo.

glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Se fosse tão caro mantê-los, o Chile já teria deixado de operar assim como o Brasil mas, continuam operando.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Chile tem a maior frota de F16 do continente…grana nao é problema pra um país que usa Dodge Durango pros Carabineros….

glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Grana é problema para qualquer força, acredite. O Brasil tem um orçamento enorme e ainda assim sofre pra equilibrar as contas.

Kemen
Kemen
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Os F-5 Tiger III do Chile também estão em fim de vida, mas resolveram desloca-los para protegerem o Sul, em vez de desativa-los, ainda tem horas de vôo disponiveis.

glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Estão tão “em fim de vida” que a FACh tem programada a sua operação até 2035 e a FAB pelo menos até 2030.

Olha só, que fim de vida longo né?
Vai agonizar demorado assim lá na Patagônia mesmo.

O caça é um interceptador tático supersônico que evoluiu pra um multirol com capacidade BVR a um custo baixo de operação com uma série de implementações tecnológicas e de combate que o tornam um custo/benefício possível pra forças da região.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Brasil, Chile e outros países gastaram muitos recursos para manter um bom aviao até 2030…e depois??? Isso chama-se fim de vida util…a última modernizacao. Ótimo aviao, mas ja tem décadas de vôo nas asas. Bom pro Brasil, bom pro Chile, ruim pra outros.

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Fim de vida útil é quando acabam as horas de voo operacionais. O Chile normalmente da baixa no seus médios com bastantes horas remanescentes.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

Se a FAB oferecer a bom preço…pode sair negócio. mas o BR nao vende. Interessante que o Uy foi o primeiro cliente do bandeirante,,,da Marcopolo, Engesa, Bernardinni…e hj o Brasil nao tem uma carteira de produtos para oferecer….Isso que é perda de mercado!

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Aí está a questão, a FAB receberá nesta década seus novos vetores. O lógico seria a desativação gradual as suas unidades de F5 e seria interessante pra ambas forças uma transferência com apoio logístico.

Tem que ver e dá samba

André Luís
André Luís
2 meses atrás

Vai ficar tudo no papel…

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  André Luís
2 meses atrás

Sim…de compra.rsrsrsrsrs

Kemen
Kemen
2 meses atrás

Desses relacionados pelo site, o Gripen C é o melhor, mas duvido que concordem em gastar tanto. O FA-50 seria uma boa opção e poderia abranger também os OPV´s coreanos, seria surpresa e cômico se depois de negada a venda a Argentina o Uruguai opta-se por essa aeronave. O M-346 pode ser uma alternativa caso seu preço fosse “interesante”. Pelo que sei e conheço do Uruguai, o custo e o preço das ofertas devem ter muita importância na escolha isso se não for a principal. O estranho é o Uruguai ter comprado KC-130H que são para REVO. É possivel que… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Kemen
Eduardo
Eduardo
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Os KC-130 são de 2ª mão da Espanha.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Eram os que estavam a mao imediatamente…Nao, nao serao modificados.

Kemen
Kemen
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Pero los aviones ofrecidos no tienen posibilidad para hacer REVO, no les veo el colector de combustible, o és que yo me engaño?

Kemen
Kemen
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Me engañe, permite REVO. M-346FA • Radar multimodo Grifo-M346 de Leonardo Electronics, optimizado específicamente para el M-346FA con IFF Interrogator, compatible con misiones aire-aire y aire-tierra • Configuración de asiento en tándem adecuada para misiones complejas de aire-tierra, con excelente visibilidad desde ambos asientos • Conjuntos de comunicaciones de red de alta gama, incluido el Tactical Data Link • Sette hard-points esterni per un’ampia varietà di armi ed external stores • Configuración de motor dual, redundancia hidráulica y eléctrica y sistema de control de vuelo Fly-by-Wire de cuatro canales con gestión despreocupada • Capacidad de reabastecimiento de aire-aire para largas… Read more »

glasquis 7
Reply to  Kemen
2 meses atrás

REVO pra FAU? BA está aí do lado.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  glasquis 7
2 meses atrás

manter mais tempo no ar….

Glasquis 7
Reply to  Alejandro Pérez
2 meses atrás

Eu sei mas no me parece necessário no caso da FAU. Gastar horas de operação em rebo sem rearmar não deveria ser prioridade mas, sou eu falando, tal vez os Oficiais da FAU tenham outra visão.

Mas me parece que compraram KC 130 por que eram os que estavam a disposição. Os outros foram pro Peru.

Glasquis 7
Reply to  Glasquis 7
2 meses atrás

Onde diz rebo, leia-se “REVO”.

Nestor Santos
Nestor Santos
Reply to  Kemen
2 meses atrás

El tema del REVO va, como dijo el colega, por oportunidad para Uruguay; de la flota Española son los que tienen menos horas; hubo política detras; esos aviones iban a Turquía en un principio; el hecho de ser REVO no afecta su capacidad como transporte; la Fuerza Aerea Uruguaya hace entrenamiento de REVO con los kC 130 de la Fuerza Aerea Argentina, cosa que ahora no será necesaria.

Alejandro Pérez
Alejandro Pérez
Reply to  Kemen
2 meses atrás

Salieron hoy a hacer pruebas con el probe…estan completos. Vienen completos.

Gustavo
Gustavo