Home Asas Rotativas Entrega dos primeiros HH-60W Jolly Green II da USAF

Entrega dos primeiros HH-60W Jolly Green II da USAF

2925
36

MOODY AFB, Geórgia — A 23rd Wing e liderança do 347th Rescue Group receberam os primeiros dois helicópteros HH-60W Jolly Green II da Força Aérea dos EUA na Base Aérea de Moody, em 5 de novembro.

A tripulação do 41st Rescue Squadron de Moody AFB e do 413th Flight Test Squadron e o 88th Test and Evaluation Squadron, ambos em Duke Field, Flórida, voou com a aeronave da Academia de Treinamento Sikorsky da Lockheed Martin.

O HH-60W vem equipado com uma ampla gama de recursos que garantirão que suas tripulações continuem realizando suas operações críticas de busca e resgate de combate e recuperação de pessoal para todos os serviços militares dos EUA e aliados em ambientes diversos e contestados.

O Jolly Green II apresenta sistemas defensivos avançados e aprimorados, redução de vulnerabilidade, desempenho de voo pairado, capacidade elétrica, aviônica, resfriamento, armas, segurança cibernética, requisitos ambientais e centrados na rede.

A missão principal do helicóptero HH-60W será conduzir operações diurnas ou noturnas em ambientes hostis para recuperar pessoal isolado durante a guerra. A plataforma também terá a tarefa de realizar operações militares diferentes da guerra, incluindo busca e resgate civil, evacuação médica, resposta a desastres, assistência humanitária, cooperação de segurança/assessoria de aviação, apoio a voos espaciais da NASA e comando e controle de resgate.

A entrega do novo modelo é significativa para a missão de recuperação de pessoal, uma vez que inicia a transição do antecessor, o modelo HH-60G Pave Hawk, que já voou por mais de 26 anos. A USAF continuará a utilizar o modelo HH-60G até que a transição seja concluída.

FONTE: Força Aérea dos EUA

Subscribe
Notify of
guest
36 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rui Chapéu
Rui Chapéu
2 meses atrás

Não vou entrar em detalhes se o heli é bom ou não.

Mas que parece uma gambiarrera em cima de gambiarrera esse heli parece….

Esse bico pra REVO é horrível, o radar parece um dedal, a metralhadora parece que tá tão pro lado de fora que o atirador parece que fica do lado de fora…

Enfim, é feio demais!

Paulo Sollo
Reply to  Rui Chapéu
2 meses atrás

O heli é comprovadamente muito bom. A metralhadora é móvel para facilitar o acesso. Quando embarcado o atirador puxa ela para a posição da porta. Esta sonda de reabastecimento tem características padrão para hélis, e são semelhantes às dos nossos Caracal. Não tem como ser diferente.
Sobre o radar parecer um dedal, também tem heli russo assim. O formato é eficiente e é uma adaptação sem necessidade de modificações no projeto de design e estrutura da aeronave, o que sairia caríssimo pois teria que ser reprojetada e passar por todos os testes.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Paulo Sollo
2 meses atrás

O importante é ser eficiente, e se para ser eficiente o preço é perder a beleza é um preço muito barato, é claro se puder ser eficiente e belo é melhor, mas se não der que seja só eficiente!

Groselha Vitaminada Milani
Groselha Vitaminada Milani
Reply to  Paulo Sollo
2 meses atrás

Até que enfim alguém que entende!

Não é a Miss USA, é Helicoptero de Combate e Guerra!

Não é para transporte VIP e nem Executivo.

Façam uma consulta nas nossas 3 FA e veja se preferem um Hawk ou uma Kombi?????

Jad Bal Ja
Jad Bal Ja
Reply to  Rui Chapéu
2 meses atrás

Isso é uma arma militar, beleza é irrelevante. O importante é que cumpra seu papel e tufo parece ser bem funcional.

Corcel
Reply to  Rui Chapéu
2 meses atrás

E o sujeito preocupado com beleza… o preguiça!

Groselha Vitaminada Milani
Groselha Vitaminada Milani
Reply to  Rui Chapéu
2 meses atrás

É verdade …. bom são as nossas KOMBOSAS

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  Rui Chapéu
2 meses atrás

Ainda bem que voce nao vai entrar em detalhes sobre um assunto que voce desconhece. Obrigado por poupar-nos de ler mais uma de suas asneiras.

Jmgboston
Jmgboston
Reply to  Rui Chapéu
2 meses atrás

Rui Chapeu, vc quer uma máquina de guerra ja testada em combate cor de rosa, com flores pintadas e de aparência amigável ou algo eficiente na tarefa para a qual foi projetada? Se fosse ruim os chineses não teria copiado.

Cinturão de Orion
Cinturão de Orion
Reply to  Rui Chapéu
2 meses atrás

Caro Rui.

Equipamento de combate não tem que ser bonito; tem que cumprir sua finalidade. Qto ao “dedal”, se não me engano até os nossos H-60L do 5o/8o e do 7o/8o GAV o utilizam.

Flanker
Flanker
Reply to  Cinturão de Orion
2 meses atrás

O radome é igual ao dos H-60L do 5⁰/8⁰, 7⁰/8⁰ e 2⁰/10⁰ GAV da FAB.

Wagner
Wagner
Reply to  Rui Chapéu
2 meses atrás

Ai ai que preguiça que deu, vou deitar na rede aqui.

Bille
Bille
Reply to  Rui Chapéu
2 meses atrás

A máquina pra fazer guerra. Entre esse é o 225M, esse aguenta o tranco. O h225m é uma b0st@, compra política.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Rui Chapéu
2 meses atrás

Essa questão de bonito ou feio vai de cada um, o ponto é que o helicóptero é eficaz para função… Tem quem prefira vê-lo assim (eu sou um deles)… Demonstra que o bichano é de briga…

André
André
2 meses atrás

existe algum planejamento para modernização dos h-60l da fab e hm2 do eb?

Arariboia
Arariboia
2 meses atrás

comment image
comment image?resize=1024%2C768&ssl=1

A Variante russa MI-171 SH-Vn também dedicada as operações especiais com proteção ativa e passiva etc

Last edited 2 meses atrás by Arariboia
José C. Messias
José C. Messias
2 meses atrás

Demorou muito para aparecer uma máquina de asas rotativas que se tornasse icônica como o UH-1H, mas parece que o Blackhawk e suas versões subsequentes estão indo nessa linha. Beleza! Nem pensar!
Cumprir diversas missões e se possível assustar, porque não?!

Sérgio Luís
Sérgio Luís
2 meses atrás

Sou leigo no assunto mas acredito piamente que essa .50 na imagem será menos eficaz que a minigun durante o resgate para manter os oponentes de cabeça abaixada!!
Já se utilizavam as minigun pelos jolly green no Vietnã!
A .50 tem poder de impacto e ñ de fogo!

Ersn
Ersn
Reply to  Sérgio Luís
2 meses atrás

Acredito que os novos sistemas de mira e estabilização das recentes versões da .50 compensem a perda de cadência de fogo aumentando a prescisão.

Wagner
Wagner
Reply to  Sérgio Luís
2 meses atrás

Quero ver quem que vai dizer: “Ah, é só uma .50, vou ficar exposto que nao vai dar nada!” depois que o som das .50 encher o ar e os petardos começarem a mandar tudo para o inferno.

Ersn
Ersn
2 meses atrás

Será que os EC725 da FAB que tem sonda REVO seriam capazes de receber melhorias para esse tipo de missão C-SAR.

Bardini
Bardini
Reply to  Ersn
2 meses atrás

Ué, mas o que é que falta para cumprir missão C-SAR com essas aeronaves da FAB?

Tomcat4,2
Tomcat4,2
Reply to  Ersn
2 meses atrás

Mas o Caracol da FAB, com sonda revo já é específico pra esta missão Ersn, não tem as .50 nas laterais mas, pagando pode se colocar o q se vê abaixo;
comment image

https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcRfqx_dQj4lHG2LDbDV2OI-hsFjatrHpKSD7Q&usqp=CAU

Last edited 2 meses atrás by Tomcat4,2
Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Tomcat4,2
2 meses atrás

O Caracol é muito lento, mas o Caracal voa bem, apesar da gambiarra na MGB. Rrsrsrs

Tomcat4,2
Tomcat4,2
Reply to  Rinaldo Nery
2 meses atrás

O que aquele “O” faz ali ???rs

Flanker
Flanker
Reply to  Ersn
2 meses atrás

Essa é a versão mais completa do H-36 da FAB, para uso em C-SAR:

download.jpeg
Hermes
Hermes
Reply to  Ersn
2 meses atrás

A função deles vai ser justamente essa.

M65
M65
2 meses atrás

Jolly Green Giant

Groselha Vitaminada Milani
Groselha Vitaminada Milani
2 meses atrás

Nossos Hawks da FAB, Marinha e Exercito podem receber a sonda para REVO?

Ou a transformação/atualização o custo benefício não valem a pena?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 meses atrás

Há uma idéia em adquirir HH-60 usado pro 2°/10° GAV. Já deveriam tê-lo feito.

Flanker
Flanker
Reply to  Rinaldo Nery
2 meses atrás

A ideia inicial eram 6 células novas…mas, deve ser relativamente fácil encontrar 6 células usadas e em bom estado do HH-60….e com uma revisão geral antes da entrega, teríamos esses helis operando por muito tempo. Com isso, as 4 células do H-60L que hoje operam no Pelicano retornariam para o Pantera e para o Harpia….2 para cada.

Last edited 2 meses atrás by Flanker
Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Flanker
2 meses atrás

Exato.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Flanker
2 meses atrás

Ideia inicial que nunca foi pra frente, por quem acredita que a FAB deveria ser uma sucursal da USAF… Daí porque se tornou medíocre… Se igualando a um Aeroclube…
Pave Hawks novos?! Mais de 50 milhões de dólares a unidade… Com custo flyaway… E ainda tem quem fale do que seja caro….
Ainda bem que os comandos Saito e Rossato chegaram ao fim…

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Rinaldo Nery
2 meses atrás

E comprar HH-60 pra quê?! O H-36 não está aí pra isso quando for preciso uma missão C-SAR?
O que a FAB precisa é de mais helicópteros médios pé de boi, BBB (bom, bonito e barato), para espalhar pelo Brasil e fazer o serviço rotineiro do dia a dia… Helicóptero para missões mais quentes, apenas uma dúzia e meia já é o suficiente…
A FAB sair de 40 UH-1H, para 16 BH foi coisa dos “estrategistas” dos últimos comandos… Pagamos muito mais para adquirir e operar, por menos da metade das aeronaves a disposição… Um baita de um negócio… Putz!!!

Flanker
Flanker
Reply to  Wellington Góes
2 meses atrás

Os 40 H-1H operavam ao mesmo tempo? Onde? 1⁰/8⁰ usava H-1H e foi para o H-36, 2⁰/8⁰ usava H-50 e foi para o AH-2, 3⁰/8⁰ usava H-34 e foi para o H-36, 5⁰/8⁰ usava H-1H e foi para o H-60L, 7⁰/8⁰ usava H-1H e foi para o H-60L, 2⁰/10⁰ usava H-1H e foi para o H-60L. Vemos, então que o H-1H não foi substituído apenas pelo H-60, mas tb pelo H-36. Naqueles esquadrões onde o H-1H foi substituído pelo H-60, tínhamos ao redor de 8 células do Huey no 5⁰ e tb no 7⁰/8⁰ e ao redor de 6 no… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
2 meses atrás

Chega a ser depreciativo colocar o nome de Jolly Green II, melhor ter mantido Pave Hawks… É um desrespeito com a história do CH-53…

Last edited 2 meses atrás by Wellington Góes