Home Aviação de Ataque Trump aprova venda do F-22 Raptor para Israel, diz jornal saudita

Trump aprova venda do F-22 Raptor para Israel, diz jornal saudita

7384
143
F-22 Raptor
F-22 Raptor

Publicação diz que os EUA estão autorizando a venda da aeronave stealth avançada para manter a superioridade militar do estado judeu, após anunciar planos para vender F-35s aos Emirados Árabes Unidos

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, disse a autoridades israelenses durante uma visita a Israel nesta semana que o governo Trump aprovou a venda de caças stealth F-22 para o estado judeu, de acordo com uma reportagem de sexta-feira em um jornal saudita.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aprovou a venda do F-22 Raptor e de bombas guiadas de precisão para Israel, informou o jornal Asharq Al-Awsat, com sede em Londres, citando fontes importantes em Tel Aviv.

Autoridades de defesa israelenses solicitaram a compra do F-22 — um dos caças de combate mais avançados do mundo — para manter a vantagem militar qualitativa de Israel na região depois que os EUA concordaram em vender caças F-35 aos Emirados Árabes Unidos, informou o Haaretz na terça-feira.

Israel já havia manifestado interesse em comprar o F-22, mas os EUA recusaram, disse a reportagem. Os EUA suspenderam a produção do caça em 2011 e proibiram legalmente sua venda para países estrangeiros.

Esper e o ministro da Defesa, Benny Gantz, se encontraram três vezes em pouco mais de um mês, incluindo a visita de Esper a Tel Aviv na quinta-feira. Esper também se encontrou com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, o diretor-geral do Ministério da Defesa, Amir Eshel, e o chefe do Estado-Maior das Forças de Defesa de Israel, Aviv Kochavi, durante a viagem.

“Eles discutiram o imperativo de manter a segurança e estabilidade regional e enfrentar o Irã”, disse o escritório de Gantz.

Uma fonte familiarizada com a reunião, que pediu anonimato, disse à AFP que Gantz e Esper desenvolveram as discussões mantidas em Washington na semana passada sobre “fazer progressos para melhorar a vantagem militar qualitativa de Israel” após “desenvolvimentos na região”

Na semana passada e no final de setembro, Gantz viajou a Washington para reuniões de alto nível com Esper e outros oficiais de defesa americanos sobre maneiras de compensar os danos à vantagem militar de Israel com a proposta de venda da quinta geração de aeronaves para os Emirados Árabes Unidos.

Esper e Gantz assinaram um acordo em Washington na semana passada que reafirmou o compromisso americano em manter a vantagem militar qualitativa de Israel, o termo técnico para superioridade militar no Oriente Médio, à luz da proposta de venda de jatos de caça stealth F-35 americanos aos Emirados Árabes Unidos.

Embora os EUA tenham concordado em manter a supremacia militar israelense na região, nenhum acordo foi assinado ainda para sistemas de armas ou programas de defesa específicos. Isso provavelmente se concentrará na venda de aviões de combate, helicópteros e sistemas de defesa aérea adicionais para Israel, disse a repórteres um oficial sênior da defesa familiarizado com as negociações na semana passada.

Caças F-22 e F-35 em missão integrada de treinamento – foto USAF

A Casa Branca informou o Congresso na quinta-feira sobre sua intenção de vender F-35s para os Emirados Árabes Unidos.

A notificação informal ao Comitê de Relações Exteriores da Câmara revelou que a Casa Branca planeja vender até 50 unidades dos jatos feitos pela Lockheed Martin por cerca de US$ 10,4 bilhões, disse um membro do Congresso ao The Times of Israel. Israel encomendou o mesmo número de F-35s dos Estados Unidos, embora nem todos tenham sido transferidos ainda.

Relatos sobre a intenção dos EUA de vender a aeronave aos Emirados Árabes Unidos começaram dias depois que Abu Dhabi concordou em normalizar os laços com Israel após negociações mediadas pela Casa Branca.

Autoridades americanas e israelenses afirmaram que a venda do F-35 não estava diretamente ligada à normalização, mas funcionários da Casa Branca reconheceram que o acordo de paz assinado no mês passado colocou os Emirados Árabes Unidos em uma posição melhor para comprar a aeronave avançada, que apenas Israel possui no Médio Oriente.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu inicialmente expressou oposição à venda, mas na sexta-feira passada reverteu sua posição, emitindo um comunicado dizendo que não se oporia aos planos dos EUA de fornecer “certos sistemas de armas” aos Emirados Árabes Unidos.

Cockpit do F-22

Solicitado a comentar sobre a notificação do Congresso, Netanyahu disse a repórteres na quinta-feira que seguiu conversas extensas entre os EUA e Israel, durante as quais Jerusalém recebeu “mais do que apenas segurança” nas garantias dos EUA de que sua superioridade militar na região seria mantida.

“Estamos enfrentando uma ameaça conjunta”, disse ele, aparentemente sugerindo que os EUA poderiam vender essas armas aos Emirados Árabes Unidos com a bênção de Israel, dado seu inimigo comum do Irã.

A proposta de venda do F-35 para Abu Dhabi se tornou uma questão polêmica em Israel, à luz das alegações de que Netanyahu havia dito aos Estados Unidos que Jerusalém não se oporia a tal movimento como parte de um acordo de normalização com os Emirados Árabes Unidos intermediado por a Casa Branca. Netanyahu negou repetidamente que a venda do F-35 fazia parte do negócio com os Emirados.

Gantz acusou publicamente Netanyahu de manter negociações sobre a venda de armas avançadas pelos Estados Unidos a países da região por trás do Ministério da Defesa.

F-22 Raptor

FONTE: The Times of Israel

Subscribe
Notify of
guest
143 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
rawicz
rawicz
29 dias atrás

A produção havia sido suspensa em 2011 pelo altissimo custo e ja li varias reportagens falando sobre reativa-la seria quase inviavel….

A duvida que fico se será vendido novos caças reativando a linha de produção, ou caças do estoque americano.

Alessandro
Alessandro
Reply to  rawicz
29 dias atrás

Tbm fiquei nessa dúvida pois a matéria não explica de onde viria esses F-22, mas de qualquer forma grande notícia para os israelenses, vai deixar muita gente da região com os olhos arregalados.

Last edited 29 dias atrás by Alessandro
glasquis 7
Reply to  Alessandro
29 dias atrás

Vai impulsionar a venda de SU 57 pros adversários.

Alessandro
Alessandro
Reply to  glasquis 7
29 dias atrás

Acho que a Rússia só venderia para seus aliados mais leais na região, até para não correr risco de sua tecnologia cair em mãos erradas, mas mesmo assim no momento não há nenhum caça no mundo superior ao F-22, seria interessante esse embate se houvesse é claro.

Last edited 29 dias atrás by Alessandro
Agressor's
Agressor's
Reply to  Alessandro
29 dias atrás

Como você tem certeza disso?

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  glasquis 7
29 dias atrás

Eles voam?
Sério?
Kkkkk

glasquis 7
Reply to  Emmanuel
28 dias atrás
Andre
Andre
Reply to  glasquis 7
29 dias atrás

Mesmo sem o motor dele estar pronto? Quais adversários vão comprar o su57? A Síria? O Iraque?

Além disso, o su57 quiçá fará frente ao f35.

glasquis 7
Reply to  Andre
28 dias atrás

Além disso, o su57 quiçá fará frente ao f35.”

A quem ele vai fazer frente é outro problema mas, com o advento de material furtivo na região e a chegada do F22, o interesse por um adversário à altura aumenta muito.

Quem vai comprar? todos aqueles que possam pagar por ele e que não tenham acesso a material americano.

“Mesmo sem o motor dele estar pronto?”

Assim mesmo a Rússia já o colocará em operação no seu arsenal. Se é viável pros russos, por que no o seria pra outra nação?

Andre
Andre
Reply to  glasquis 7
26 dias atrás

Se é viável pros russos, por que no o seria pra outra nação?”

Talvez os indianos saibam…

Slow
Slow
Reply to  glasquis 7
26 dias atrás

Ainda não tem nem pra eles

Thiago
Thiago
Reply to  rawicz
29 dias atrás

Só valeria a pena se mais países fossem autorizados a comprar, talvez uma parceria Japão e Israel. Mas acho que aí no final vai ser só história para boi dormir

fabio macedo
fabio macedo
Reply to  rawicz
29 dias atrás

A reportagem diz ‘A notificação informal ao Comitê de Relações Exteriores da Câmara revelou que a Casa Branca planeja ”vender até 50 unidades dos jatos feitos pela Lockheed Martin por cerca de US$ 10,4 bilhões, disse um membro do Congresso ao The Times of Israel.’
Se entende que sejam caças que ja foram produzidos e que devem estar em estoque,armazenados em algum lugar. mas acredito que os custos de reativar esses avioes nao seja nada barato tambem.

Ten Murphy
Ten Murphy
Reply to  fabio macedo
29 dias atrás

Considerando que sua resposta foi ao rawicz, que por sua vez se referiu a linha de produção do F-22, e considerando que você considerou que exista estoque dessas aeronaves, devo lembrar-lhe que o texto citado por você refere-se ao F-35. Veja o trecho subsequente ao postado por você: “Israel encomendou o mesmo número de F-35s dos Estados Unidos”. Logo, o texto que o antecedia também falava de F-22. Entendo que as duas aeronaves são/foram comercializadas pela Lockheed Martin, entretanto vale alertar para a involuntária confusão que você fez em relação ao texto.

Respeitosamente.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  fabio macedo
29 dias atrás

Esse repasse nunca esteve em dúvida. Aqui nos States, qualquer senador que ouse se opor será tachado de anti Semita e membro do Hezbollah, e posto pra correr do US Congress a chibatadas e pontapés.

Os custos? “Venda” de armas a Israel funciona assim; Israel faz o pedido, e nem olha o preço. É como se teu pai tem uma padaria e você vai lá “comprar” pão com o dinheiro dele.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Joao Moita Jr
29 dias atrás

Israel: quero um caça novo

EUA: já mandei meu mestre, vai também o combustível e o salário dos pilotos até a quinta geração de netos deles…

ANDRE LUIS VIEIRA LOPES
ANDRE LUIS VIEIRA LOPES
Reply to  Joao Moita Jr
29 dias atrás

Israel também desenvolve tecnologia militar em cooperação com os EUA. Por exemplo o sistema defesa ativa Trophy contra mísseis para o Tank Abrams dos EUA. Desenvolvimento comum ajuda ambos. Israel lutou todas as suas guerras sozinho, com apenas seus soldados. Israel é, na prática, um aliado nível Inglaterra dos EUA. Faz todo sentido um país cristão como EUA se aliar ao país judaico e democrático como eles.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  ANDRE LUIS VIEIRA LOPES
28 dias atrás

“Israel lutou todas as suas guerras sozinho, com apenas seus soldados”

Então eles fizeram abracadabra alakazam e surgiram tanques e aviões? Ou além de leite e mel a terra prometida também emana fuzis?

ANDRE LUIS VIEIRA LOPES
ANDRE LUIS VIEIRA LOPES
Reply to  Defensor da liberdade
28 dias atrás

Quando e falei sozinho, eu me referi a ausência de intervenção direta de outros exércitos a favor de Israel. Enquanto que os Sírios receberam ajuda do exército Iraquiano e de pilotos paquistaneses. E o Egito, recebeu aviões de caça e pilotos de caça Soviéticos lutando contra os caças israelenses. Israel lutou contra uma coalizão de países Árabes, União Soviética e pilotos de caça do Paquistão. É dessa diferença que estava me referindo.

Flanker
Flanker
Reply to  Defensor da liberdade
28 dias atrás

Foi com equipamentos fornecidos pela França e pelos EUA….mas, os soldados e pilotos eram israelenses….e eu não sei o problema que vcs vêem com isso! Por acaso tu é contribuinte dos EUA??

Ianiv Wainberg
Ianiv Wainberg
Reply to  Defensor da liberdade
26 dias atrás

Compraram a peso de ouro na Tchecoeslovaquia e na Franca. Roubaram, mataram, estudaram e aprenderam. Nao teve magica nenhuma. So trabalho duro, e muito risco.

Salim
Salim
Reply to  Defensor da liberdade
26 dias atrás

Leia um pouco sobre as guerras de Israel, ai voce vera de onde vieram equipamentos. Como vimos, se Israel náo tem eles conseguem meio para comprar ou produzir. Veja caso Kfir em relação embargo francês mirage. Quando saiu Lavi os EUA deram f16 para Israel pois era concorrente direto. Mas atente que eles compram avião, porem sistemas são nativos israelenses. O derby foi igual, quando lançaram EUA vendeu amram120. Ressalto que ajuda EUA e de USS 10 bi para 10 anos ( um bi ano ) orçamento defesa Israel em torno USS 20 bi ano. Brasil gasta anualmente USS 25… Read more »

Teropode
Reply to  Joao Moita Jr
29 dias atrás

Esta é a vantagem de não serem párias e ao mesmo tempo serem uma cabeça_de_ponte garantida na Região , afinal só uma nação idiota daria as costas para o seu ( digamos) quinquagésimo segundo estado . Isso os diferenciam dos vira-latas . Aceitem que dói menos .

Anthony
Anthony
Reply to  Joao Moita Jr
27 dias atrás

Moita, a “dúvida” eh: serão novos ou parte do inventário da USAF?

Salim
Salim
Reply to  Anthony
26 dias atrás

Acredito que caca sexta geração de superioridade aérea já esteja em vias entrar produção, deve estar voando por ai. Dai seria repasse f22 para Israel/Japão/Coréia sul. EUA ficaria novo caça no lugar f22, f35 lugar f16 e f15 pra carregar piano.

Flanker
Flanker
Reply to  fabio macedo
29 dias atrás

Se vc ler de novo, em especial o parágrafo anterior, vai perceber que o que vc escreveu se refere à venda do F-35 e não do F-22.

rprosa
rprosa
Reply to  fabio macedo
29 dias atrás

Um pouco de interpretação de texto faz muito bem e garante a fluidez do debate, o texto que voce asseverou se refere exclusivamente a venda do f-25 ao EAU e não a venda de F-122 a Israel, não confunda jaca com jabuticaba

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  fabio macedo
28 dias atrás

50…f35s…

Nao se referem ao f22 nessa citação.

Cristiano
Cristiano
Reply to  rawicz
29 dias atrás

Tava lendo uma reportagem que para reativar a linha de produção do F-22 precisaria de 2 bilhões de dólares
Aí e a pergunta quem iria arcar com o custo seria dividido entre Eua e Israel ou só um iria pagar .
Seria vantajoso para a Eua a reativação da linha de produção na questão de encomenda mas alguma unidades ???

gordo
gordo
Reply to  Cristiano
29 dias atrás

Acho que não vai ter reativação não, se tiver venda vai ser do que já foi produzido. Basta vermos a diferença de idade dos projetos do F-15 e F-22, já tá na hora de aparecer voando o novo caça e ai fica fácil repassar o usado. Para mim (e sem prova alguma) essa é a possibilidade mais provável para a tal venda (que ainda é oficiosa e portanto só serve para nossas divagações).

Nick
Nick
Reply to  Cristiano
29 dias atrás

Os americanos já estão desenvolvendo o NGAD, não vejo reativar a linha do F-22 a não ser que desistam do 6ª geração em favor de uma versão modernizada do F-22

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Cristiano
29 dias atrás

Para Israel seria vantajoso de qualquer forma. Os EUA dão de graça mesmo.

Agressor's
Agressor's
29 dias atrás

Se isso se concretizar só comprovará ainda mais como os caças americanos de tecnologia de quinta geração não fazem mais frente as ameaças Russas e Chinesas. A maior parte das potências já dominam hoje o suficiente desta tecnologia para alcançar paridade com os estadunidenses nessa tecnologia bélica.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Agressor's
29 dias atrás

E não só isso.
Mostra, cabalmente, que o F-35 ‘não está com essa bola toda’.
Como todos nós já sabíamos.

ANDRE LUIS VIEIRA LOPES
ANDRE LUIS VIEIRA LOPES
Reply to  Antoniokings
29 dias atrás

Só que os EUA estão fazendo melhorias também no F-22 operacionais. Instalando novos softwares e hardware. Faz todo sentido para os EUA reativarem a linha de produção dos F-22, uma vez que a China está produzindo seus próprios J-20. Os EUA podem comprar mais lotes de F-22 e já deixar a linha de produção pronta para um futuro caça de 6º geração. Inclusive os próximos F-22 podem adotar as tecnologias desenvolvidos para o caça de 6ª geração, tornando a sua aplicação mais rápida.

Teropode
Reply to  ANDRE LUIS VIEIRA LOPES
29 dias atrás

Cara , vamos aguardar o desenrolar desta peleja , certamente irão vender muitos F35 e Israel não pode segurar estas vendas , é muita grana em jogo , deixar de vender para os reis é abrir caminho para o pseudo- Stealth russo ,dito isso ; eu acredito em 3 possibilidades : Os EUA produziram mais do que 185 unidades do F22 e mantiveram em segredo , neste caso podem liberar 40 para Israel . 2_ O projeto 6g pode estár num estágio bem confortável , deixando os EUA livres para se desfazer de uns 40 F 22 . 3_ Israel… Read more »

Paulo Sollo
Reply to  Antoniokings
29 dias atrás

Como o texto expõe, a compra do F-22 está calcada não numa suposta incapacidade do F-35 mas no fato de outros paises do OM passarem a tê-lo também em suas frotas, o que demonstra o oposto do que você quer levianamente passar, que o F-35 tem sim capacidades superiores a ponto dos israelenses temerem por outros os terem.
E quando passarem a operar o F-22, um Super Caça até hoje inigualável em se tratando de superioridade aérea, bad news para as ditaduras terroristas ao redor.

Paulo Siqueira
Paulo Siqueira
Reply to  Antoniokings
29 dias atrás

Conclusão: Todos os países que consigam custear querem o F-35! Os F-22 ainda são insuperáveis!Só ignora isso a sua mente fantasiosa,claro!

Last edited 29 dias atrás by Paulo Siqueira
Andre
Andre
Reply to  Antoniokings
29 dias atrás

Realmente, é tão ruim que Israel quis bloquear a venda para o Catar apenas para proteger os interesses dos contribuintes do Catar.

Salim
Salim
Reply to  Andre
26 dias atrás

Os f35 substituem f16, Harrier, f18 . O F22 sera substituído por outro caça em desenvolvimento. O F15 ressurgiu pois o bicho e bom. Começo guerra f22 e f35, conseguiu supremacia aérea ai F35 e F15 tocam.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Agressor's
29 dias atrás

Não levando em consideração a eletrônica, dominam hoje a tecnologia que os americanos já tinham em linha de produção na década 90.
Se a notícia realmente se confirmar, o motivonpode ser que o caça de 6a geração da USAF está em um estágio bem avançado.

Agressor's
Agressor's
Reply to  MMerlin
29 dias atrás

Se já estão correndo pra desenvolver caça de sexta geração é porque os de quinta já estão “manjados” e não representam mais uma ameaça tão grande aos rivais.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Agressor's
27 dias atrás

A história mostra que a probabilidade maior é os EUA estar uma passo a frente.

Mas vamos nos atentar em dois pontos: a velocidade declarada referente a construção e teste do protótipo do novo caça e as pessoas ainda acreditarem na existência de concorrência com os caças f-35 e f-22. Sem torcida, mas os caças chineses aparecem apenas para fazer manobras em desfiles e olhe lá. Se tem algum caça que possivelmente no futuro faça frente é o SU-57. Nem o Tempest entra no comporativo por ainda estar mais para um sonho do que um projeto.

Last edited 27 dias atrás by MMerlin
Astolfo
Astolfo
Reply to  Agressor's
29 dias atrás

O que? Que lógica maluca você empregou para concluir isso? O F-22 é, para a função de superioridade aérea, superior ao F-35. Isso é sabido desde o início do projeto F-35, e há tecnologias que os americanos reservaram ao F-22. O que essa notícia prova é que, na arena ar-ar, o F-22 é superior ao F-35, e só. A sua “conclusão” não é lógica e não advém de um raciocínio que faça sentido. Em outras palavras, é simplesmente torcida sua. O F-35 e o F-22 ainda são mais avançados que qualquer coisa que os chineses e russos sequer tenham em… Read more »

Brummbär
Reply to  Astolfo
29 dias atrás

“O F-35 e o F-22 ainda são mais avançados que qualquer coisa que os chineses e russos sequer tenham em projeto por pelo menos mais uma década”
E por falar em torcida…

Astolfo
Astolfo
Reply to  Brummbär
28 dias atrás

? Meu caro, isso é um fato, quer você goste quer não. Torcida não é dizer que “X é melhor que Y”, mas sim dizer isso exclusivamente por preferência pessoal, e não por fatos. Os chineses e russos até hoje não conseguem fazer motores tão furtivos quanto os do F-22 Raptor, não têm a capacidade de fusão de dados que o F-35 tem, entre outros. O Su-57 está em sua segunda unidade produzida, e você quer me fazer acreditar que ele está no mesmo nível do F-22 e F-35? Não é possível, eu estou discutindo com pessoas malucas neste fórum?… Read more »

Teropode
Reply to  Astolfo
29 dias atrás

Não há lógica onde abunda a paixão , só espere asneiras .

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Astolfo
29 dias atrás

O F-35 e o F-22 ainda são mais avançados que qualquer coisa que os chineses e russos sequer tenham em projeto por pelo menos mais uma década.

Acho que a menos que você seja um estrategista militar do Pentágono,que tenha de alguma forma obtido e analisado as toneladas de dados dos caças russos e chineses, você não deveria afirmar isso com tanta convicção. A verdade é que ninguém sabe exatamente o nível de capacidade do J-20 ou do Su-57,além é claro dos projetistas e engenheiros.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Allan Lemos
29 dias atrás

Os indianos sabem exatamente a capacidade do Su-57 e pularam fora.
Óbvio que apostar pra dez anos no futuro é uma coisa sem garantia… Mas mantendo-se as condições normais de pressão e temperatura, daqui 10 anos os F-22 ainda serão supremos no ar-ar.

Teropode
Reply to  Allan Lemos
29 dias atrás

Mesmo não sendo um Stealth puro , o SU57 vai ser um osso duro pra roer , bonito e pragmático , suas armas são superiores .

Astolfo
Astolfo
Reply to  Allan Lemos
28 dias atrás

Ah sim, o SU-57, que tem o incrível número de 2 (duas) unidades produzidas, que sequer tem seus motores definitivos prontos, tem a mesma capacidade do F-22? Sinceramente, vá estudar, eu não tenho tempo para discutir com você.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Astolfo
28 dias atrás

tem a mesma capacidade do F-22

Pois é, colega. Eu até consigo imaginar de qual local sujo você deve ter tirado a ideia de que eu falei algo parecido. Sinceramente, procure ajuda profissional.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Astolfo
29 dias atrás

“O F-35 e o F-22 ainda são mais avançados que qualquer coisa que os chineses e russos sequer tenham em projeto por pelo menos mais uma década”

E como você tem certeza disto? O que você faz aqui é apenas inferir sobre panfletos de marqueteiros e lobistas da LOKIheed Martin. Ninguém aqui tem acesso as informações reais das capacidades destes aviõezinhos pra ficar fazendo comparações de super trunfo.

Gino A. Piva
Gino A. Piva
Reply to  Agressor's
29 dias atrás

Israel pediu o F-22 pq sabe que ele é vastamente superior ao F-35 nas suas capacidades! Nenhum caça hj em dia tem condições de bater de frente com o F-22 que já tem 20 anos de idade! NENHUM!

Teropode
Reply to  Agressor's
29 dias atrás

Fale besteira não , kkkkkkkk , a Europa ainda não possui um , a Rússia possuí um meia _boca , a China possui um engodo , de onde vc tirou tanta besteira ? Do coração ? Kkkkkkkkkkk

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Teropode
29 dias atrás

Meia boca? Engodo? Suponho então que você tenha, de algum modo, conseguido pôr as mãos nas toneladas de terabytes contendo informações altamente sigilosas a respeito dos aviões russos e chineses. Já pensou em compartilha-las com o Pentágono? Avise-lhes que estão desperdiçando dólares desenvolvendo caças de sexta geração.

Teropode
Reply to  Allan Lemos
28 dias atrás

Uso as mesmas fontes que vc usa para criticar negativamente o F35 e F 22 , e quanto ao SU57 basta ler sem paixão as matérias , os próprios Rússia admitem que ele possuí um rRCS inferior ao SU35 , porém não se compara ao F35 , o meia boca é neste quesito . Já o xingling não se pode afirmar nada dele , as informações são escassas e chineses são famosos pela mentira .

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Teropode
28 dias atrás

Tudo bem, só faltou você me mostrar onde exatamente eu critiquei o F-35 e o F-22. Esse é o problema do brasileiro, alguém diz “Messi é melhor que o Neymar.”, e ele entende “Neymar é uma porcaria.”.

Paulo Siqueira
Paulo Siqueira
Reply to  Agressor's
29 dias atrás

Existem alguns países “estadunidenses” incluindo aí um conhecido como América!

Luiz Henrique
Luiz Henrique
Reply to  Agressor's
29 dias atrás

kkkkkk

Difícil dizer, alguém sabe dizer quando aquele fodásticooo caça que utiliza motor de Su-27, radar de Su-35 e rebites de Lada vai estar totalmente operacional?? Me ajudem.

Andre
Andre
Reply to  Agressor's
29 dias atrás

Não sei ai na sua realidade, mas na minha o avião russo mais avançado é um de 4 geração, atualizado de um projeto soviético. Aqui na minha realidade a Rússia ainda não foi capaz de colocar um avião de 5 geração operacional. Aqui existe um projeto que será entregue sem o motor definitivo sabe-se lá quando.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Andre
29 dias atrás

Os russos foram pioneiros nos estudos sobre a tecnologia stealth, portanto eles tem mais bagagem de conhecimento nessa tecnologia que os “americanos”.

Andre
Andre
Reply to  Agressor's
28 dias atrás

Nossa, aqui na minha realidade eles estão 40 anos atrasados em relação aos americanos. Aí na sua, em que ano eles puseram seu primeiro avião stealth operacional?

Slow
Slow
Reply to  Andre
26 dias atrás

Se eles tao 40 o Brasil ta 150 anos atrasado

Teropode
Reply to  Agressor's
27 dias atrás

Mentir é desagradável aos olhos e orelhas de outros !

Marquês de São Vicente
Marquês de São Vicente
29 dias atrás

Talvez essa venda à Israel sirva para custear parte dos custos para reativação da linha de produção. Vem aí o F-22 Block 2!

Teropode
Reply to  Marquês de São Vicente
29 dias atrás

Estoques cara , acredito que produziram mais doque 185 unidades , podem estar inacabados , mas toda estrutura pronta , só precisando montar e rechear .

Astolfo
Astolfo
29 dias atrás

Caso isso realmente ocorra, as portas para a venda do F-22 para outros aliados nível 1 dos EUA estarão abertas, como para o Japão (que já demonstrou interesse) e Reino Unido (não sei se o RU teria interesse ou dinheiro para operar F-22). Talvez a Coréia do Sul tenha interesse também.

De certa forma, também será uma maneira de os EUA fortalecerem seus aliados estratégicos contra inimigos históricos dos americanos (ou seja, Irã, China e Rússia).

Last edited 29 dias atrás by Astolfo
Marquês de São Vicente
Marquês de São Vicente
Reply to  Astolfo
29 dias atrás

Exatamente. O número de caças F-22 hoje à disposição da USAF é muito baixo. Simplesmente vender estes caças sem uma reposição à altura parece muito arriscado. Assim, acredito que: 1- O desenvolvimento de caças de 6ª geração encontra-se em estágio mais avançado do que imaginávamos; 2 – A maior parte dos problemas do F-35 (que não está no mesmo nível do F-22 e não têm fazem a mesma função dele) estão resolvidos; 3 – Acredito na possibilidade de preparar um upgrade no F-22 mantendo uma versão mais atualizada do caça para uso exclusivo da USAF. Uma forma de mitigar os… Read more »

Teropode
Reply to  Marquês de São Vicente
29 dias atrás

Eu não acreditaria nos tais problemas sem soluções do F,35 , isso tem cheiro de contra_espionagem e caixa 2 para os Black projets .

Herói do ocidente
Herói do ocidente
Reply to  Astolfo
29 dias atrás

É um caminho a se pensar, fornecer mais para o Japão e talvez Coréia do Sul. Além de fortalece-los militarmente, estará tirando da mão deles a iniciativa de produção tecnológica. O que me faz pensar, com um intenso silogismo, que os estoques de F-22 serão repassados a esses países e logo os EUA apresentarão seus caças de 6ª geração. Tudo isso em um intervalo de tempo de, no mínimo, 5 anos.

Slow
Slow
Reply to  Astolfo
26 dias atrás

se israel tem dinheiro é obvio q reino unido tem tmb

Eduardo André Cândido Silva
Eduardo André Cândido Silva
29 dias atrás

Olha o tamanho da vantagem tecnológica americana: Um caça cuja produção foi ENCERRADA em 2011 ainda é mais avançado do que qualquer coisa que qualquer país tenha desenvolvido VINTE QUATRO anos depois do início da sua linha de produção!
Inacreditável!

Doug385
Doug385
Reply to  Eduardo André Cândido Silva
29 dias atrás

Não só o F-22, mas o próprio F-15 até hoje é um adversário difícil de ser batido. Estamos falando de projeto de quase 50 anos!
A longevidade dos projetos americanos é realmente surpreendente.

José
José
Reply to  Doug385
29 dias atrás

Sou seu pai…

JT8D
JT8D
Reply to  Doug385
29 dias atrás

Que o diga o F-5!

Ten Murphy
Ten Murphy
Reply to  Eduardo André Cândido Silva
29 dias atrás

Vantagem tecnológica furtiva, ao que me parece. Na forma seria teoricamente fácil “copiar” o F-22 ou B-2, sem considerar os materiais utilizados. A dificuldade estaria nos materiais furtivos e nos motores. E peço por gentileza que me esclareçam melhor, tanto se estiver correto ou errado nessa pequena consideração.

E óbvio, do que conhecemos os EUA estão muito a frente de chineses, russos e europeus na tecnologia furtiva, tanto aérea quanto submarina.

Talvez não haja nada, mas sabe-se lá o que eles tem e não sabemos.

José
José
Reply to  Ten Murphy
29 dias atrás

X-Wing

sub urbano
sub urbano
Reply to  Eduardo André Cândido Silva
29 dias atrás

Baseado em que vc afirma isso? Nas vozes da sua cabeça? O F-22 ser superior ao F-35 não quer dizer muita coisa.

Wellington Góes
Wellington Góes
29 dias atrás

Essa ação mexe bastante o mercado de caça de 5ª geração, fazendo com quê diminua a possibilidade de entrada de novos modelos, ou dificulte e atrase (como no caso das aeronaves japonesa, sul coreana e britânica, por mais empenhados que estejam). Igualmente forçando um reposicionamento das aeronaves de 4ª geração (preços, tecnologias, etc…). Isso pode, por incrível que pareça, forçar a quê acelerem o desenvolvimento de outros projetos, no caso do projeto conjunto europeu (França, Alemanha e Espanha) e por que? Porque seus caças de 4ª geração não são suficientemente atraentes no mercado, mesmo se baixarem os preços ofertados. Também… Read more »

Marcos
Marcos
29 dias atrás

Imagino o quão avançado deva ser o novo caça de 6ª geração da USAF para abrirem mão do F-35 para Arábia Saudita e F-22 para Israel

Bueno
Bueno
Reply to  Marcos
28 dias atrás

Arábia Saudita ?
Emirados Árabes Unidos .

sj1
sj1
Reply to  Marcos
27 dias atrás

E nós aceitando o Gripen E para 40 anos…

mls
mls
29 dias atrás

S e liberaram os F-22 é porque os caças de 6ª geração dos EUA, estão operacionais e esperando momento certo de aparecer.

José
José
29 dias atrás

Vixiii
Mais uma fake news que o Giordani publicou sem assinar…
Triste!

Gabriel BR
Gabriel BR
29 dias atrás

Então Israel colocou dinheiro na mesa , pois reativar a linha de produção vai custar uma nota.

José
José
Reply to  Gabriel BR
29 dias atrás

Fiquei pensando o seguinte, se os EUA (Maior economia do mundo) não tiveram $$$ pra comprar quantos queriam como Israel vai conseguir dinheiro pra reabrir a linha de produção e comprar?

Teropode
Reply to  José
29 dias atrás

O problema foi este , vc pensou e isso geralmente não descortina nada .

Fabio Araujo
Fabio Araujo
29 dias atrás

Vai ter que mudar a legislação, pois existe uma lei que proíbe especificamente a venda do F-22!

sub urbano
sub urbano
29 dias atrás

Os israelis já deram o grito: o F-35 é “borracha fraca” e não poderá fazer frente ao SU-57 e seus sensores. E se os israelis querem os contribuintes americanos são obrigados a pagar.

Teropode
Reply to  sub urbano
29 dias atrás

Isso é um MANTRA ? ,

Flanker
Flanker
Reply to  sub urbano
29 dias atrás

Eu não sei o que vc, o Defensor da Liberdade, o Xings e outros tantos ficam batendo nessa tecla! Se os EUA bancam equipamentos e dinheiro para Israel, se o governo dos EUA, se o congresso dos EUA, todos eleitos pelos contribuintes dos EUA, que são quem pagam a conta, não se importam, por que vcs se importam tanto???? Parem com essa ladainha! Parece manha de guri birrento!!

Andre
Andre
Reply to  sub urbano
29 dias atrás

O su57 que terá motor definitivo, se der sorte, só em 2025?

Zé buchudo
Zé buchudo
29 dias atrás

Israel não coloca dinheiro nenhum! Nuca colocou! Israel é a maior base militar DOS EUA FORA DOS EUA. Também é o sentinela avançado dos EUA (e ocidente) naquela região altamente explosiva onde impera o islã, que odeia o ocidente e seu modo de vida. Ou ninguém sabe disso? E vida longa a tio Samuel (Israel) e seu alto grau de democracia, civilidade, desenvolvimento e etc! Só pra lembrar: São 6 ou 7 milhões de israelenses, cercados por quase 1 bilhão de muçulmanos que sonham todos os dias em cortar as cabeças do povo de Israel. Os israelenses dormem com um… Read more »

Teropode
Reply to  Zé buchudo
29 dias atrás

Eles sabem disso mas , a negação é uma questão de vida ou morte kkkkkkkkkkk

Andre
Andre
Reply to  Zé buchudo
29 dias atrás

A maior base americana fora dos EUA fica na Alemanha.

Essa quantidade toda de árabes já atacou Israel 3 vezes, nas 3 com total apoio soviético, e nas 3 o coro foi grande.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  Zé buchudo
28 dias atrás

espero que brasil se torna na america do sul o mesmo

sj1
sj1
Reply to  Pablo Maroka
27 dias atrás

Sempre foi e sempre será o contrário, EUA querem todos nivelados (por baixo) aqui nessas bandas, sair desse nivelamento somente com com um projeto de País, o que nunca tivemos.

Funcionario da Comlurb
Funcionario da Comlurb
29 dias atrás

Normalizar as relações com Israel virou um grande negócio para os países árabes e para o Sudão também. O acordo é assinado e a fatura em logo em sequência, um toma lá dá cá em sua melhor forma. Egito e Jordânia recebem até hoje bilhões de dólares em dinheiro vivo e em equipamentos militares. O Sudão até conseguiu ser excluído da lista negra americana de países que patrocinam o terrorismo.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
Reply to  Funcionario da Comlurb
28 dias atrás

Recebemos ajuda em brumadinho

OSEIAS
OSEIAS
29 dias atrás

Mas que coisa mais engraçada, quando o governos americano era questionado sobre a possibilidade de construir mais F22, vinha a desculpa de que a linha foi descontinuada e tudo o ferramental desmontado etc, etc, etc. Agora milagrosamente vai vender o F22 para os israelenses. Ou vai vender as aeronaves de sua esquadra?

Nick
Nick
29 dias atrás

Acho impossível a USAF ceder sequer um F-22 para Israel. Reabrir a linha de produção do F-22 seria tão caro quanto desenvolver um novo caça. Mais fácil Israel aguardar o NGAD e assim que disponível solicitar a próxima geração de caças americanos.

[]’s

Allan Lemos
Allan Lemos
29 dias atrás

Se for confirmado, será um erro estratégico do Trump, na minha opinião. Não acho que vale a pena vender os F-22 a Israel, só para poder vender os F-35 aos Emirados Árabes. Mas por outro lado, os americanos não são tolos, se os estrategistas do Pentágono deram sinal verde, é sinal de que em breve os caças de 6º geração já estarão operacionais.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
29 dias atrás

Não vai acontecer. Podem voltar aqui e me cobrar depois. Israel não tem dinheiro pra reabrir essa linha de montagem e a USAF não tem F-22 nem pra ela, imagina pra sair vendendo. Fora que vender isso pra Israel agora seria um DESASTRE na visão do Japão. Ao contrário do que a turma tá sugerindo, essa preocupação judia é uma grande comprovação da eficácia do F-35. Não, não é melhor do que o F-22 e ninguém é louco o suficiente pra achar que F-35 é igual para igual na arena ar-ar ao monstro que é o raptor. No mais, os… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Fernando Turatti
28 dias atrás

Foi oferecido ao Japão um hibrido entre F-22 e F-35 recentemente. O Japão que recusou devido ao alto custo e por estarem interessados em desenvolver um caça nacional.

Provavelmente deve ser este mesmo híbrido que estão oferecendo à Israel agora.

Fabio
Fabio
29 dias atrás

Uma questão de leigo. Quando se fala em ferramental / reativação da produção o que realmente é ferramental? Estruturas de apoio para montagem, ferramentas específicas?. Obrigado.

Nick
Nick
Reply to  Fabio
28 dias atrás

Linha de produção envolve , ferramental e reativação de produção dos componentes do caça, fora o retreinamento dos funcionários da linha de montagem. E alguns componentes como a pintura furtiva teria de ser usado a do F-35, o que exigiria recertificação e novos ensaios. Enfim é possível, mas muitos dos componentes estão datados e a atualização seria um novo caça, praticamente.

[]’s

Andrigo
Andrigo
29 dias atrás

Dados todos os fatores mencionados, o que tiro de conclusão é que o F-22, salvo ser um vetor descontinuado a praticamente 10 anos atrás, ainda é superior ao F-35.

Acredito que os EUA devam reabrir a linha de produção para fabricar estes aviões novos para Israel e já aproveitar para fazer mais para si próprios, talvez o Japão tente pegar uma carona no “bonde”, com os associados pagando o custo extra de reativação da linha de produção.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
29 dias atrás

Duvido que o congresso americano venda, qual é a posição dos militares?

Luiz Trindade
Luiz Trindade
29 dias atrás

Tem $$$… O Tio SAM vende… Até porque a economia dos EUA dependem muito do que Israel coloca lá…

Andre
Andre
Reply to  Luiz Trindade
29 dias atrás

Talvez vc não saiba mas Israel é o país que mais recebe ajuda financeira dos EUA, seguido de perto pelo Egito.

Junior
Junior
29 dias atrás

Acho muito difícil, além de estar com a linha de montagem fechada desde 2011, tem uma lei que proíbe a exportação do F22, ou seja, o congresso americano teria que aprovar uma lei autorizando a exportação dos F22, os israelenses estão é barganhando para conseguir outras coisas

https://www.forbes.com/sites/sebastienroblin/2020/10/26/after-okaying-uae-f-35s-israel-asks-for-f-22-raptors-heres-why-thats-not-likely-to-fly/?sh=59cf012c374b

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
29 dias atrás

Qual será o cala boca que Washington dará a seus aliados de longa data e fieis como Inglaterra e japão? Certamente eles não ficarão quietos e irão querer um tratamento semelhante.

para mim isso não passa de golpe de trump para angariar votos do eleitorado judeu…

Last edited 29 dias atrás by ADRIANO MADUREIRA
R22
R22
29 dias atrás

Vender F-22 provavelmente somente novos o que significa reabrir a linha. Duvido muito que sejam usados já que os EUA estão com “falta” de aeronaves de combate modernas. A possibilidade de reabrir a linha significa que não só Israel mas os próprios EUA e quem sabe outros aliados como o Japão também estariam na lista de interessados. Talvez uma versão F-22C?
Ao mesmo tempo, reabrir a linha do F-22 a custos altíssimos nos diria que a nova geração (sexta) de caças ainda está muito longe de virar realidade…

Jad Bal Ja
Jad Bal Ja
29 dias atrás

Mas a exportação do F-22 não havia sido vetada pelo congresso americano? O Trump pode liberar assim?

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Jad Bal Ja
29 dias atrás

Como o gênio daqui, ele acha que a caneta dele tem poderes ilimitados e pode vender raptor como se fosse buicks usados…

Teropode
Reply to  Jad Bal Ja
28 dias atrás

Vetos podem ser revistos , dependendo do interesse da nação , pessoal isto não é difícil de entender , ou é ? Kkkkkkkkkkkkk

Delfim
Delfim
29 dias atrás

Então os EUA repassariam 50 de seus menos de 200 F-22, usados e já defasados em alguns sistemas, para Israel, apenas pelo seu lindo messingelismo ?
Mas não mesmo.
Mesmo para os EUA o F-22 se tornou uma rainha do hangar, sua baixa quantidade e disponibilidade se tornou uma contradição frente à tradição industrial americana de padronização e quantidade.
Operar o F-22 se tornou antieconômico.
.
Não duvido que os EUA se associem ao RU para implementar o Tempest como caça 6G anglo-americano para substituir o F-22.

Andre
Andre
Reply to  Delfim
29 dias atrás

Na verdade os EUA venderiam o f22 prq Israel o considera o avião mais avançado no mundo. É Israel que está insistindo para o EUA vender o f22.

Delfim
Delfim
Reply to  Andre
28 dias atrás

E podem se arrepender depois de comprar. Nunca um caça de superioridade aérea dos EUA foi fabricado em números tão baixos.
Sua introdução demandaria uma quantidade razoável de horas de voo para se ter o mínimo aceitável para a IAF.
.
E Israel está correndo contra o relógio, pois sempre foi menos favorecido com presidentes democratas.

Andre
Andre
Reply to  Delfim
28 dias atrás

Pode até se arrepender, mas eu não tenho dúvidas que existem pessoas no comando das forças aéreas israelenses que conhecem muito mais de aviação militar do que eu e do que você e que são muito mais capazes de avaliar essa possibilidade. Se essa notícia for verdade e se sair essa venda, isso indica que essas pessoas já avaliaram essa possibilidade e decidiram correr esse risco, por considera-lo baixo frente a que o f22 pode entregar. Com certeza uma análise parecida foi feita pelo comando aéreo indiano quando eles foram convidados pelos russos a participarem do projeto do su57. Neste… Read more »

Last edited 28 dias atrás by Andre
Teropode
Reply to  Delfim
28 dias atrás

Besteira , comparar disponibilidade de caças de 4 geração com os de 5 geração , o próprio material absorvente requer trocas e reparos constantes , pesquise e verás que na medida que se incorpora tecnologia os custos e horas de manutenção aumentam , antes vc trocava ou costurava as “lonas” das asas kkkkkkk, agora vc tem que trocar o material absorvente . Isso não é difícil de entender .

Carlos Campos
Carlos Campos
29 dias atrás

A unica coisa em que o F22 é melhor que o F35 é a manobrabilidade, perde até furtividade segundo os próprios americanos, acredito que venda é para Israel ter um caça mais barato de Adquirir, e os EUA, abrirem espaço para NGAD.

RENAN
RENAN
29 dias atrás

Se isso não for fale news.
É porque o caça de 6° geração já está operacional e só vamos velo daqui uns 5 anos.
Ou o f22 vendido será os usados. E com o valor obtido os EUA irá reabrir a linha para fazer um f22 bloco 2.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  RENAN
29 dias atrás

Que viagem essa heim…

Theo Gatos
Theo Gatos
29 dias atrás

O resto do mundo não conseguiu nem fazer frente ao F-35 ainda em termos de desempenho e o F-22 é superior ainda a todos eles… Que projeto esse F-22, sonho de consumo mesmo tantos anos depois, penso como estava à frente de seu tempo em décadas quando foi lançado…
.
Sds

Fulcrum
Fulcrum
28 dias atrás

Na pratica o eua acaba “doando”.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
28 dias atrás

Mais uma prova que o F35 não é confiável e vai demorar sê-lo.
Foi uma burrada parar a produção do F22.

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  Antonio Palhares
28 dias atrás

O verme do Obama que parou, junto com outras coisas importantes como mísseis hipersônico e algumas missões importantes da NASA que ele tirou verba. Agora já falam que o Biden iria adiar a volta á Lua e deixar os chineses se instalarem lá primeiro, deveriam ir para a forca por traição.

Jad Bal Ja
Jad Bal Ja
Reply to  Antonio Palhares
27 dias atrás

Desculpe, mas eu entendi exatamente o contrário. Justamente pelas qualidades do F-35 que desequilibrariam para o lado dos árabes que Israel quer o F-22, que é justamente o topo.

Renato
Renato
28 dias atrás

O que de fato está por trás dessa venda do caça antes “inviolável” tido e havido como a carta na manga da supermacia aérea americana para venda dos EUA para Israel?
Está aberta a temporada de especulações.

Bispo
Bispo
28 dias atrás

Atualmente “superioridade aérea” não se mensura simplesmente por qual avião se tem.
Com mísseis antiaéreos passando dos 200/500km de alcance(R-77.1 / S-500) é fundamental saber que tipo de novos radares meu oponente(defesa por camada) tem…não se esquecendo dos drones “ponta de lança”.

Alex prado
28 dias atrás

Se isso for verdade… Em tese os países membros da Otan podem ( caso tenham toneladas de U$$ pra manter o caça) comprar ou até a Índia (em tese). Não sei…. Muito estranha essa notícia.

Rodrigo
Rodrigo
28 dias atrás

Será que vai abrir brecha para venda do f22 para o Japão dessa vez ? Já que abriram ssa excessão para Israel.

Kemen
Kemen
28 dias atrás

Não acredito nessa noticia.__ No que se refere a F-35 para os Emirados acho até possivel que os vendam semi depenados, com menos recursos, para atender as reclamações de israel.

Gustavo
Gustavo
28 dias atrás

nota de 3 reais

Maurício.
Maurício.
28 dias atrás

Vou dar o meu pitaco também, acho muito difícil os EUA liberarem o F-22 para Israel, o F-22 é e sempre será melhor que o F-35 no quesito superioridade aérea, e coitado do Japão, sempre sonhou com o F-22 e quem vai levar será Israel, claro, se a “venda” realmente acontecer.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
28 dias atrás

Que coisa heim, então o F-35 é bom mas não tanto quanto o F-22, que coisa faz uma eleição, tchau paspalhão.

Albede
Albede
27 dias atrás

Opinião de um leigo no assunto: Os caças mais lindos do mundo na atualidade. 1° Su-57, 2° F-22, 3° J-20. O F-35 pode entrar no ranking dos mais feios… minha opinião.

Sérgio Luís
Sérgio Luís
27 dias atrás

Vão reativar a linha de produção!?!
Se for pra fazer frente ao Irã vale tudo!
Mas verdade Israel já concluiu que o F-35 é muito limitado em todos os aspectos e principalmente no combate aéreo!

m. wolf
m. wolf
26 dias atrás

reabrir a linha de produção do F22 é absurdamente caro. quem vai pagar por isso? israel ou o contribuinte americano ?

Tomcat4,2
Tomcat4,2
26 dias atrás

Olha, Israel com F-22 é pra dominar, e com folga, de vez os céus da região viu . Agora, imaginem como sairão estes F-22, pois serão mais modernos que os da USAF ainda mais sendo que os israelenses vão dar aquele tapa pessoal q eles dão em seus caças. 😉

Vilela
Vilela
26 dias atrás

Considerações: 1 – fonte saudita; 2 – não disseram que serão novos; 3 – mais provável seria ceder alguns 10 ou 12… devem ter uns 128 operacionais e sabem que não precisam de tantos. 4 – já deve ter outro caça secreto para poderem liberar o F22? 5 – nenhum momento significa que liberar f22 seja igual f35 ser ruim. F35 é ruim em qualquer situação não precisa fato para justificar suas limitações (essa foi a melhor rs) 6 – não estão comparando f35 com f22. Apenas liberar f35 para FA da região equilibra o PA e isso é muito… Read more »