Home Aviação de Transporte Spin-off da EmbraerX vai conceber o futuro da Mobilidade Aérea Urbana

Spin-off da EmbraerX vai conceber o futuro da Mobilidade Aérea Urbana

1876
29

Melbourne, 15 de outubro de 2020 – A Eve Urban Air Mobility Solutions, Inc. (Eve) foi lançada hoje como uma empresa nova e independente dedicada a desenvolver o ecossistema da Mobilidade Aérea Urbana (UAM). A Eve está desenvolvendo um portfólio completo de soluções para preparar o mercado de UAM e, em última análise, beneficiar a vida das pessoas, incluindo o desenvolvimento e certificação do veículo elétrico de decolagem e pouso vertical (eVTOL) da empresa, uma abrangente rede de suporte e serviços associados e a criação de soluções de gestão de tráfego aéreo urbano. André Stein, responsável pela estratégia da EmbraerX, foi nomeado CEO da Eve.

A Eve se beneficiará de maior foco, velocidade e agilidade, permitindo que a empresa inove e execute em um ritmo acelerado de forma a melhor aproveitar as oportunidades globais de UAM. Após ser incubada por quase quatro anos dentro da EmbraerX, este é o momento certo para estabelecer a Eve como uma empresa independente.

“Valorizamos o enorme potencial do mercado de UAM, pois representa um novo segmento de negócios no qual prevemos grandes oportunidades para a Embraer. Inovação e diversificação são pilares do novo plano estratégico da Embraer, que aumentará a receita e a rentabilidade nos próximos anos”, disse Francisco Gomes Neto, Presidente e CEO da Embraer. “Por isso, é uma grande satisfação anunciar a Eve, a primeira empresa formada a partir da EmbraerX. A Eve está preparada para conceber a nova fronteira no transporte com aeronaves inteligentes, ambientalmente amigáveis e autônomas, o amplo suporte associado e soluções de gerenciamento de tráfego aéreo urbano”.

Como parte da iniciativa da empresa para acelerar a revolução da mobilidade aérea urbana, a EmbraerX faz parte do projeto Uber Elevate desde o seu início, em 2017.

“O lançamento da Eve é um avanço importante na comercialização dos projetos eVTOL da Embraer, ao mesmo tempo em que se baseia na capacidade da Embraer de projetar, certificar e entregar aeronaves seguras e globalmente aceitas. Esperamos continuar nossa parceria para tornar o compartilhamento de viagens aéreas uma realidade”, disse Eric Allison, chefe do Uber Elevate.

Beneficiando-se de uma mentalidade de startup, apoiada na história de mais de 50 anos de experiência aeroespacial da Embraer, a Eve apresenta uma proposta de mercado única e valiosa. O projeto eVTOL da Eve, centrado no ser humano, representa o desenvolvimento de um produto real e certificável, conforme evidenciado pelo primeiro voo do simulador de engenharia em julho de 2020. A empresa está aproveitando a experiência da Embraer e da Atech, uma subsidiária do Grupo Embraer, no fornecimento de softwares de gestão de tráfego aéreo mundialmente reconhecido para criar as soluções que ajudarão a dimensionar com segurança a indústria de UAM daqui para frente.

Sobre a Eve Urban Air Mobility Solutions (Eve)

Eve é uma empresa nova e independente dedicada a desenvolver o ecossistema da Mobilidade Aérea Urbana (UAM). Beneficiando-se de uma mentalidade de startup, apoiada na história de mais de 50 anos de experiência aeroespacial da Embraer, e com um foco específico, a Eve está adotando uma abordagem holística para progredir no ecossistema UAM, com um projeto avançado de veículo elétrico de decolagem e pouso vertical (eVTOL), uma abrangente rede global de serviços e suporte e uma solução única de gestão de tráfego aéreo. A Eve é a primeira empresa formada a partir da EmbraerX. Para obter mais informações, visite www.eveairmobility.com.

Sobre a EmbraerX

A EmbraerX é uma aceleradora de mercado comprometida com o desenvolvimento de soluções que transformam experiências da vida. Uma subsidiária de inovação disruptiva da Embraer S.A., está localizada na Costa Espacial da Flórida, em Melbourne, nos Estados Unidos, integrada à equipe de engenharia da Companhia no Brasil, todos colaborando com as comunidades globais de inovação.

A equipe de inovadores, criadores, líderes de pensamento e designers da EmbraerX combina a visão do desenvolvimento centrado no ser humano, com a expertise em negócios e engenharia para enfrentar alguns dos maiores problemas de mobilidade da humanidade. Para mais informações, visite EmbraerX.com

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Sobre a Atech

Reconhecida como “System House” brasileira, a Atech é uma subsidiária do Grupo Embraer e sempre se pautou pela inovação para ajudar a transformar o país. Com expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e suporte à tomada de decisão, a Atech atua no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, segurança cibernética, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores e logística. A empresa é responsável pelo desenvolvimento e modernização de todo o sistema de gestão e defesa do espaço aéreo brasileiro. Por sua atuação, a empresa é reconhecida e certificada como Empresa Estratégica de Defesa pelo Ministério da Defesa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

Subscribe
Notify of
guest
29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Palpiteiro
Palpiteiro
1 mês atrás

Sucesso a nova empresa

WVJ
WVJ
1 mês atrás

Sobre isso eu sinto orgulho, nossa Embraer.

groosp
groosp
1 mês atrás

Essas startups que desenvolvem eVTOL tem a maior cara de golpe. Temos várias startups com desenhos e animações fantásticas que tem um quadro de funcionários completo e vivem do dinheiro de investidores mas não entregam nada porque o projeto empaca por causa da limitação das baterias. Daí a empresa fecha porque o dinheiro dos investidores para de entrar. Se um dia o problema das baterias for resolvida, vai ter um fabricante dessas coisas em cada esquina. Torço para que essa startup siga um caminho diferente.

kaleu
kaleu
Reply to  groosp
1 mês atrás

A Embraer não entra em barca furada, tem uma marca mundial a preservar

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
Reply to  kaleu
1 mês atrás

A Boeing que o diga.

Essa barca furada bateu na trave.

Uhuuuuuu….como diz a torcida.

João Fernando
João Fernando
Reply to  kaleu
1 mês atrás

Será? Até 94 mamava nas tetas do estado, ai com sorte e a fuselagem do Brasilia colocaram o 145 no mercado. Com mais sorte veio a linha 170/190. E parece que a sorte acabou.

Fernando
Fernando
Reply to  João Fernando
1 mês atrás

Apesar da sorte sempre sem um componente (pois condições de mercado mudam por razões imprevisíveis), creditar o sucesso da empresa apenas a sorte é um enorme injustiça para com todos que lá trabalham, inclusive eu. Me sinto ofendido por afirmações como a sua.

O sucesso da empresa se deve a sua competência em saber ler o mercado, em saber desenvolver o produto certo e com qualidade reconhecida mundialmente. Se para você isso é somente sorte, só tenho que lamentar…

Sagaz
Sagaz
Reply to  Fernando
1 mês atrás

É mais ou menos assim, quem trabalha arduamente durante várias décadas um dia tem a “sorte” de ter sucesso (ironia). É cada um …

Mayuan
Mayuan
Reply to  Fernando
1 mês atrás

Creditar o sucesso alheio à sorte é expediente comum de indivíduos carentes de competência.

AMX
AMX
Reply to  João Fernando
1 mês atrás

Muito fácil falar, em tom depreciativo, hoje, que “mamava nas tetas do estado”. Baita ANÁLise…

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
Reply to  groosp
1 mês atrás

Eu achei o Projeto meio monstrengo demais.
O que me veio à cabeça foi exatamente isso. Como alimentar tantos rotores?

Existem Projetos mais limpos. Se entregam a mesma autonomia de vôo eu já não sei. Confesso que não estudo muito ou leio a respeito.

Estou me atendo a questões estéticas mesmo. Muito monstrengo.

Independente de qualquer coisa, desejo sucesso a Embraer e que sirva de gatilho para que outras empresas nacionais tenham a mesma iniciativa.

JT8D
JT8D
Reply to  Rogério Loureiro Dhierio
1 mês atrás

Concordo. Torço pela Embraer, mais o bicho é muito feio. Causa má impressão o tamanho da estrutura que suporta os rotores. A alemã Lillium tem um conceito lindo. Não sei se é melhor que o da Embraer, mas é muito mais limpo e bonito

João Fernando
João Fernando
Reply to  groosp
1 mês atrás

De maneira geral o que mais tem é empresa de aviação mostrando produtos geniais que dão em nada. E nem falo de empresas pequenas

Oséias
Oséias
Reply to  groosp
1 mês atrás

Baterias são pesadas. Só acredito que o conceito vai dar certo se fizerem um eVTOL híbrido, com um motor a combustão gerando energia para os vários pequenos motores elétricos.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  groosp
1 mês atrás

Uber tambem esta investindo nisso.

Carlos
Carlos
1 mês atrás

São helicópteros elétricos, que poderão voar por meia hora antes de precisar recarregar de novo. Por isso o conceito de “mobilidade urbana”, já que não poderão ser utilizados para viagens mais longas. E precisarão de pilotos habilitados, como qualquer aeronave. A ideia é boa..

Aéreo
Aéreo
1 mês atrás

As industrias aeronáuticas consolidadas, como a Boeing, Airbus, Embraer sabem que novas tendências no setor passam por eletrificação e mobilidade urbana por meio de veículos V/STOL. O problema é que ninguém sabe quando e nem se realmente estes conceitos serão viáveis economicamente. Então o que se faz é experimentar. A Airbus também tem projeto similar de aeronave V/STOL, diga-se de passagem, até melhor resolvida que este conceito da Embraer. A Airbus igualmente desenvolveu uma aeronave elétrica experimental tempos atrás, o E-Fan e trabalha no E-Fan X demonstrator que seria um Bae-146, onde um dos quatro motores é substituído por um motor… Read more »

OSEIAS
OSEIAS
1 mês atrás

Para mim essas tecnologias só irão para frente, quando isso começar a sair da área militar e depois civil. Porque lá se há investimento em tecnologia massivamente. Não é só baterias o problema, tem ali como será feito a pilotagem. Será IA? Piloto embarcado? Terá a necessidade de uma nova rede de trafego aero? Não é só o equipamento, mas como funcionará e as regras de transito aéreo que seguirá e como se dará isso, uma nova rede? Muita coisa ai, e por esse motivo que se partisse dos militares esses problemas seriam resolvidos.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Ease projeto da embraer vai na contra-mão da proposta de mobilidade urbana que se esta buscando. Do jeito que esta, e só um helicoptero elétrico para ricos que já operam helicopteros apartir de helipontos.

Fernando
Fernando
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Não é nada disso, Não fale sem saber.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Fernando
1 mês atrás

Prove que os indicios estão errados!
Opera de heliportos, tem grandes dimensões e grande capacidade de passageiros o que não cabe muito nas propostas de democratizaçào e urbanização desse tipo de transporte.
Como disse, projetos similares ai da UBER se encaixam melhor na proposta.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Este projeto segue os requisitos da Uber… Então não fala besteira.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Bem, já postei. Mas tudo que tenho postado aqui fica retido. Seria bom ter um retorno da moderação para saber o que está ocorrendo.

FERNANDO
FERNANDO
1 mês atrás

Caracas, vocês viram aquele três prédios na primeira foto, tem uma estrutura imensa em cima dos três.
Será possível??

Fernando
Fernando
Reply to  FERNANDO
1 mês atrás

Sim, é possível…. e existe. Fica em Singapura.

Thiago
Thiago
Reply to  FERNANDO
1 mês atrás

É o “Marina bay sands ” , na cobertura fica uma linda e enorme piscina de borda infinita. É uma das construções mais icônicas de Singapura.

Marcelo-SP
Marcelo-SP
1 mês atrás

Eu não acredito para um futuro próximo em “mobilidade urbana aérea”. A não ser que estejam falando em atender o público atual dos helicópteros, quem sabe um pouco mais. O fato é que as cidades não estão preparadas para um uso mais extenso de transporte aéreo urbano. E seria extremamente custoso torná-las adaptadas. Em alguns casos, de centros urbanos antigos e populosos (como NY), a própria altura e proximidade dos arranha-céus limitariam em grande parte o uso aos atuais helipontos. Sem falar na questão da segurança de termos um grande tráfego de máquinas voando sobre nossas cabeças. O próprio uso… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Marcelo-SP
1 mês atrás

Concordo com a necessidade de reirganização das nossas cidades. São prédios muito próximos uns dos outros quando não colados, se um desaba ou pega fogo, os prédios em volta são afetados tambem.
Ruas estreitas, calçadas idem, avenidas largas demais, sem passagem subterranea. Por falar em subterraneo, um emaranhado de fios de todos os tipos, pendurados em postes, quando o certo seria tudo ser subterraneo.

MILTON R DOS SANTOS
1 mês atrás

Tenho um projeto de carro voador com pedido de patente no Brasil, procuro parceiro financeiro , para protótipo, ou desenhista cadista 3D