Home Aviação Militar China faz a 1.711ª intrusão no espaço aéreo de Taiwan na véspera...

China faz a 1.711ª intrusão no espaço aéreo de Taiwan na véspera do Dia Nacional

2992
54

TAIPEI — Uma aeronave da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China (PLAAF) invadiu a zona de identificação de defesa aérea de Taiwan (ADIZ) na sexta-feira (9 de outubro), um dia antes do Dia Nacional de Taiwan, marcando a 1.711ª intrusão da PLAAF no espaço aéreo do país insular somente em 2020.

As aeronaves da PLAAF têm violado agressivamente o ADIZ de Taiwan, que serve como um buffer entre o espaço aéreo internacional e o espaço aéreo territorial do país, quase diariamente desde meados de setembro. Na sexta-feira de manhã às 7h45, um Shaanxi KJ-500, uma aeronave chinesa de alerta aéreo antecipado e controle, avançou a uma altitude de aproximadamente 7.000 metros no canto sudoeste do ADIZ. A Força Aérea de Taiwan transmitiu duas mensagens pedindo que a aeronave retornasse.

O piloto da PLAAF respondeu dizendo que estavam conduzindo um exercício de rotina e pediu à Força Aérea de Taiwan que não interferisse em suas operações normais, de acordo com áudio divulgado pelo rastreador de aeronaves militares local Southwest Air space of TW.

Os militares taiwaneses estão programados para conduzir um exercício contra as incursões do PLA no canto sudoeste da ADIZ na sexta-feira.

Enquanto se intrometia no ADIZ de Taiwan na manhã de quarta-feira (7 de outubro), outro piloto da PLAAF transmitiu a mesma mensagem dizendo que estava passando por um treinamento de rotina e pediu aos militares de Taiwan que não interferissem em suas operações normais.

Mais tarde naquele dia, o ministro da Defesa de Taiwan, Yen Teh-fa, disse aos legisladores que aeronaves militares chinesas foram avistadas 1.710 vezes no espaço aéreo de Taiwan neste ano e navios de guerra chineses vistos 1.029 vezes em águas próximas.

FONTE: Taiwan News

Subscribe
Notify of
guest
54 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ivo
ivo
19 dias atrás

O que significa Adiz? seria o mesmo que espaço aéreo?

Marcos Andrey
Marcos Andrey
Reply to  ivo
19 dias atrás

Ivo..

ADIZ é a área do espaço aéreo sobre a terra ou água, estendendo-se para cima a partir da superfície, dentro da qual a pronta identificação, a localização e o controle da aeronave são necessários no interesse da segurança nacional.

Nos gráficos os limites do ADIZ são mostrados como linhas duplas pontilhadas.

Tallguiese
Tallguiese
Reply to  Marcos Andrey
19 dias atrás

Ou seja igual a zona neutra de star trek?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  ivo
18 dias atrás

Air Defense Identification Zone. O Brasil também possui ADIZ na fronteira seca.

Oséias
Oséias
Reply to  ivo
16 dias atrás

É uma zona que alguns paises fixam para fora do seu espaço aereo soberano em que exigem que aviões se identifiquem para a defesa aerea. É uma espécie de faixa de precaução para evitar que aviões não identificados sejam abatidos logo após entrarem no espaço aereo soberano.
O problema é que pelo direito internacional essas zonas não são reconhecidas. Elas são fixadas unilateralmente pelo país. Então ninguem é obrigado a se identificar e qualquer país pode conduzir exercicios militares nesses locais. Mas é de bom senso se identificar, pois pode acabar abatido em um mal entendido.

Bruno Vinícius Campestrini
Bruno Vinícius Campestrini
19 dias atrás

Se esse mapa da matéria estiver correto, não me surpreende que os chineses entrem na ADIZ de Taiwan.

Matheus
Matheus
Reply to  Bruno Vinícius Campestrini
19 dias atrás

O mapa tá errado. Existe um limite no mar entre a China e Taiwan.

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
Reply to  Bruno Vinícius Campestrini
19 dias atrás

Acho que este mapa está errado, um ADIZ está se sobrepondo ao outro. Se estiver correto, realmente não é de admirar que a China esteja entrando frequentemente no ADIZ de Taiwan.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
19 dias atrás

Rapaz… Estão testando e exaurindo os alertas aéreos dos taiwaneses. Eles que fiquem espertos que qualquer dia vão acordar com Exército de Libertação Popular da China, trocando em miúdos, exército da China comunista batendo na sua porta. Acho que já passou da hora de Taiwan começar a fazer o mesmo no ADIZ da China continental.

ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
Reply to  Luiz Trindade
19 dias atrás

Aparentemente eles têm juízo…

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
19 dias atrás

Ou não tem coragem para bater de frente… O valentão se faz ante um covarde!

Eduardo Lima
Eduardo Lima
Reply to  Luiz Trindade
19 dias atrás

A tática, é de desgaste, Taiwan já gastou e está gastando cerca US$ 900 milhões só este ano em interceptação.

Denis
Denis
Reply to  Luiz Trindade
17 dias atrás

Deslike!

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Luiz Trindade
19 dias atrás

Não,não vão. Cão que ladra não morde. Se a China pudesse invadir Taiwan,já teria feito há tempos. Ela sabe que se usar uma ação militar contra a ilha,a resposta internacional será dura,o que prejudicará muito a economia chinesa. Então o provável é que eles apenas permaneçam com provocações e bravatas,talvez tentando forçar uma resposta armada de Taiwan,assim eles teriam uma desculpa para atacar.

Salim
Salim
Reply to  Allan Lemos
18 dias atrás

Também vejo desta maneira, chinês esta vivendo melhor e um embargo ocidental levaria a descontentamento interno tremendo. A guerra interna seria pior que externa.

Ted
Ted
Reply to  Allan Lemos
18 dias atrás

A invasão da ilha é inevitável. A China tem paciência milenar reconhecida. No tempo propício ocorrerá.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Ted
18 dias atrás

Já expliquei o porquê dessa possibilidade ser inexistente. As chances da China recuperar Taiwan são basicamente as mesmas da Argentina ter a soberania sobre as Falklands.

Marcos
Marcos
Reply to  Luiz Trindade
17 dias atrás

Pode até ser ou não, você (china ou qualquer um) aciona milhares de vezes o alerta mas sem oferecer perigo até que isso cai na rotina e em dado momento alguém nem dá quase importância a isso aí estaria pavimentado o caminho para um ataque real ou algo do tipo.
Mas não acredito que a China queira destruir tudo para tomar, no casso deles os Chineses tem que trabalhar de modo que fique atraente a ideia de virara parte da China.

Tomcat4,2
Tomcat4,2
19 dias atrás

Taiwan está mais próximo da China que as Falklands da Argentina e tem gente que acha que a China vai abrir mão desta ilha .Quanta inocência de nossa parte(me inclui pois já “tive” esta visão).
Pros chineses sempre foi e será parte de seu território, Hong Kong, que está no próprio continente então, nem se fala e apoiar o separatismo nestas regiões, algo que não nos diz respeito, é o mesmo que apoiar que levem parte da Amazônia ou que países estrangeiros opinem em nossos assuntos.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Tomcat4,2
19 dias atrás

Tambem acho.
Mais dia menos dia. A China vai pegar de volta a ilha que considera seu território. Independente de acharmos ou não correto. O que vai agregar outras centenas de bilhões de dólares aos seu PIB. É uma questão de café no bule.

.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Antonio Palhares
19 dias atrás

A China jamais pegará a ilha de volta. Se pudessem já teriam feito isso há muito tempo. Seria totalmente contraproducente para a economia e reputação chinesa. No fim,poderiam até ficar com o pequeno território,mas suas pretensões de se tornar superpotência global iriam por água abaixo.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Allan Lemos
18 dias atrás

Allan Lemos. ” A China jamais pegará a Ilha de volta , se pudessem ja teriam feito…” Negativo. Não pegaram porque não tinham condições. Hoje eles tem condições. E cada ano que passa estas condições aumentam. E será uma catástrofe planetária tentarem impedir. Alguem vai começar uma guerra nuclear por causa disso ? Quem joga este tipo de jogo não está preocupado com reputação. A conta é feita em cima das capacidades científica, tecnológica, materiais e humanas. Comando politico e determinação. E não se pode negar que hoje. A China tem isso de sobra. Do contrário não teria alcançado o… Read more »

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Antonio Palhares
18 dias atrás

Antônio,não tem nada a ver com capacidade militar para invadir a ilha,isso eles sempre tiveram,nem que fosse mandando dezenas de milhões de soldados invadir a ilha a nado. A China não vai invadir a ilha porque,como eu já disse,seria uma pá de cal nas pretensões chinesas de se tornar uma superpotência hegemônica. A carnificina que uma invasão causaria na ilha levaria a opinião internacional a se voltar contra a China,isso causaria um impacto muito grande nas exportações,e por consequência na economia chinesa. Sem falar que jogaria todos os outros países da região no colo dos EUA(que tem um acordo militar… Read more »

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Antonio Palhares
18 dias atrás

Você se engana se acha que países não ligam para reputação. Os EUA não usaram bombas nucleares no Vietnã e na Coreia justamente por temerem ver a sua reputação de líder global manchada. Toda ação,tem uma reação. Se a China usar a força,outros países serão obrigados a adotar medidas drásticas. No final,teriam a ilha,mas ficariam ainda maia cercados de inimigos engajados em uma corrida armamentista e despejando dólares na indústria militar americana. Ou seja,seria totalmente contraproducente,e os chineses sabem disso.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Allan Lemos
16 dias atrás

Reputação ? Não sou muito romântico a esse respeito.
Qual grande país hoje se preocupa com isso ?
Na hora do interesse comercial e político isso vai às favas. São capazes de associarem-se, a grupos terroristas cortadores de cabeças, e destruidores de patrimonio da humanidade. Para derrubarem um governo legítimo de uma pais soberano filiado à ONU.

Ted
Ted
Reply to  Allan Lemos
18 dias atrás

A China já é uma superpotencia

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Tomcat4,2
19 dias atrás

Como assim a China “não vai abrir mão da ilha”? Colega,a China já não tem nenhum controle sobre Taiwan,perderam,já era. As bravatas e provocações dos chineses não passam disto,bravatas e provocações. Elas continuam apenas para que Taiwan não alcance reconhecimento internacional,mas se pudessem invadir Taiwan,já teriam feito há muito tempo. A China sabe que se agredir a ilha,terão uma vitória militar imediata,mas haverá muita carnificina e isso levará a opinião internacional a se voltar contra ela,causando um grande golpe na economia chinesa. Então é seguro dizer que o status quo ali não vai se alterar.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Allan Lemos
18 dias atrás

O mesmo se achava de hong kong.

Andre
Andre
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
17 dias atrás

Ninguém nunca achou isso de Hong Kong. Hong Kong era territórios inglês, ganho durante a guerra do ópio, e foi devolvido para a China. Situação completamente diferente de Taiwan.

Teropode
Reply to  Tomcat4,2
19 dias atrás

Defendo a devolução das Kurillas ao Japão , da Venezuela a Colômbia , do Uruguai ao Brasil , do Acre a Bolívia ……para por aqui ……

Oséias
Oséias
Reply to  Tomcat4,2
17 dias atrás

Taiwan também se considera como China e seus habitantes na maioria se consideram chineses.
Então você deve estar querendo dizer que o partido comunista não vai abrir mão da ilha. Só que o problema é que o regime do partido comunista nunca teve o controle da ilha. Pertencia aos japoneses antes de ser tomada pelos nacionalistas chineses.

Aéreo
Aéreo
19 dias atrás

Taiwan tem forças armadas próprias, governo próprio, constituição própria e moeda própria. Esta história de “Província Rebelde” é contorcionismo retorico chinês para não aceitar Taiwan como estado democrático. A China não vai abrir mão de Taiwan? Assim como a Argentina não vai abrir mãos das Malvinas, ou o Palmeiras do seu “mundial” de 1951. Bobagem para eleitores e torcedores discutirem em rede social e apenas isto. E se os chineses invadirem Taiwan, tenho certeza que seria um alívio para o mundo. Mundo este que esta esperando a oportunidade perfeita para infringir aos chineses sanções econômicas e politicas e recuperar um… Read more »

Oráculo
Oráculo
Reply to  Aéreo
19 dias atrás

Sem falar que os EUA tem um tratado de defesa mútua com Taiwan.
Por Lei tem que ajudar a Taiwan a se defender.

E a coragem pra pagar pra ver se os Yankees vão honrar o acordo?

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Aéreo
19 dias atrás

A China não é o Irã ,Iraque, Venezuela ou Líbia.
Este negócio de sanções funcionam para países periféricos. Não para uma potencia, comercial e industrial de peso global. Vai ter muita conversa.
Porém, não vai ter como Taiwan resistir.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Antonio Palhares
19 dias atrás

Nenhum país do mundo resiste à sanção econômica.O que você acha que aconteceria se a Europa parasse de comprar produtos americanos?A China pode muito,mas não pode tudo,não vão recuperar a ilha nunca,ficarão só nas bravatas e provocações.

Salim
Salim
Reply to  Antonio Palhares
18 dias atrás

Um embargo de minério e alimentos, como demais matérias primas levariam China colapso. Eles tem estoque de dólares pra náo quebrar seu maior cliente EUA.

Cosme Eustáquio
Cosme Eustáquio
Reply to  Aéreo
19 dias atrás

“Um alivio pro mundo” que espera uma oportunidade para infringir sanções econômicas e politicas. Me parece que você tem uma visão romântica desse jogo de GRANDES PLAYERS que são as grandes potencias globais, mas não é bem assim que rola o jogo entre eles. Sanções politicas e econômicas não funcionam contra grandes potencias, principalmente as nucleares; Os governos chineses vem ano após ano engrossando o tom de suas ameaças, e o atual presidente Xi Jinping tem sido o mais categórico deles, e quando a China tomar a decisão de reintegrar a ilha de Taiwan não terá acordo de defesa mutua… Read more »

marcus
marcus
Reply to  Cosme Eustáquio
19 dias atrás

A China depende do comercio com países da Europa e até com os Estados Unidos.
A industria Chinesa não é a pica das galaxias em inovação, o que eles fazem a Europa, Estados Unidos e muitos países são capazes de fazer.
https://www.youtube.com/watch?v=YXeULwGtFNk&ab_channel=Elementar

Teropode
Reply to  marcus
19 dias atrás

Esqueça comércio , isto é papo para intelectuais , se invadirem Taiwan os EUA vão é para o pau . O mundo não vai cometer novamente o erro que cometeram com a Alemanha nazista .

Salim
Salim
Reply to  Aéreo
18 dias atrás

Colocar Palmeiras neste tópico foi pura sacanagem , deixo aqui meus veementes protestos rss

Sérgio Luís
Sérgio Luís
19 dias atrás

Eles estão brincando nos campos do Senhor!

Marcelo
Marcelo
19 dias atrás

Acho que já passou da hora de Taiwan abater um avião chinês como amostra do que é capaz e por um fim nessa palhaçada que a China está fazendo!
E para aqueles que acham que a China vai declarar guerra contra Taiwan, eu digo: a China não vai fazer nada, o máximo que irá fazer é protestar na ONU!

Francisco Bastos
Francisco Bastos
Reply to  Marcelo
19 dias atrás

Viajou legal aí dizendo q a China não vai fazer nada se Taiwan abater um caça ou avião de reconhecimento chinês.Não estou discutindo quem tem razão nessa disputa, mas se Taiwan abater qq aeronave chinesa, é aí que eles usam essa desculpa para atacar de vez. E Taiwan pode até resistir por alguns dias em um ataque iminente da China, mas sem ajuda externa eles não tem como segurar a China.

Salim
Salim
Reply to  Francisco Bastos
18 dias atrás

Taiwan aliado EUA, qualquer bravata Chinesa pode resultar volta tropas Americanas a Taiwan. E um embargo ocidental China criaria uma grande revolta interna.

Ted
Ted
Reply to  Francisco Bastos
18 dias atrás

Resistir alguns dias? ? Kkkk

Teropode
Reply to  Marcelo
19 dias atrás

Marcelo é isso que a China deseja pra justificar uma onda de agressão , portanto deixem eles voarem a vontade , enquanto isto distribuam mísseis de defesa por toda ilha , tornando uma invasão muito custosa e humilhante , um povo que fica debaixo de um julgo pesado só esperam uma oportunidade para se rebelar , deixem os fanboys achar que invadir Taiwan é uma simples regrinha de três , a China pode tentar um bloqueio mas será rechaçada por submarinos . *Durma tranquilo Taiwan ” .

sergio ribamar ferreira
19 dias atrás

acredito que numa hipotética decisão de se invadir Taiwan. para os chineses continentais pode ser uma batalha de Pirro. Um confronto bélico causaria um estrago a China enfraquecendo-a. Expansão chinesa na economia é fato. uma guerra pode ser também seu declínio. Não acredito de imediato numa intervenção a ilha. O governo chinês pode esperar. grande abraço.

sergio ribamar ferreira
Reply to  sergio ribamar ferreira
19 dias atrás

Acredito… para….Uma…Grande abraço.

Bispo
Bispo
19 dias atrás

Taiwan é quase uma Crimeia para a China.

Quando os chineses decidirem , “pegam” de volta. E não tem como impedir.

Duvido os EUA entrarem em combate direto com a China para impedir uma invasão a Taiwan.

Salim
Salim
Reply to  Bispo
18 dias atrás

Taiwan náo e Ucrânia, ate hoje náo esta OTAN por desconfiança de seus membros.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
18 dias atrás

Várias ADIZ se sobrepondo, ADIZ de Taiwan sobre o continente chinês… Haja Defesa Aérea… Não sei como não se abateram até agora.

Mgtow
Mgtow
18 dias atrás

Olá caros editores. Não entendo. eu não uso palavrões e nem desrespeito nenhum dos membros da trilogia. Mas não estão liberando meus comentarios.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Mgtow
17 dias atrás

É porque você posta em negrito! rsrsrsrs

Leo L
Leo L
17 dias atrás

A única forma de Taiwan fazer parte da China vai ser se os 23 milhões de Taiwaneses assim quiserem. Dificilmente isso acontecerá com o regime atual chinês já que os eles não ganhariam absolutamente nada se juntando a China, apenas perderiam vários direitos vide Hong Kong. Sobre uma hipotética invasão chinesa, isso não acontecerá pois o custo político, econômico e militar dessa invasão hoje já é muito alto. No máximo veremos a continuação dessas bravatas e provocações.