Home Aviação de Caça VÍDEO: Caça Gripen da FAB desembarca em solo brasileiro

VÍDEO: Caça Gripen da FAB desembarca em solo brasileiro

21553
168

O primeiro caça Saab F-39E Gripen da Força Aérea Brasileira (FAB) já desembarcou do navio Elke no Porto de Navegantes em Santa Catarina.

Assista ao vídeo da chegada do navio e do desembarque do Gripen abaixo:

Subscribe
Notify of
guest
168 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Trovão Azul
1 mês atrás

E vamos que vamos!!! O primeiro de muitos.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Trovão Azul
1 mês atrás

Hip hip hooray!!!👍🏻👍🏻👍🏻

OSEIAS
OSEIAS
1 mês atrás

Papai noel chegou e está entregando meus presentes

Ricardo Rosa Firmino
Ricardo Rosa Firmino
1 mês atrás

O sonho votando realidade… que a FAB não se acomode e persista para um segundo lote de 36…creio que com 72 aviões, a aviação de caça estará bem servida por um bom tempo.

Ricardo Rosa Firmino
Ricardo Rosa Firmino
Reply to  Ricardo Rosa Firmino
1 mês atrás

Virando realidade..

sj1
sj1
Reply to  Ricardo Rosa Firmino
1 mês atrás

Se todos 72 ou 108 tivessem sido comprados ao mesmo tempo, a manutenção preventiva seria ao mesmo tempo também, e não funcionaria a diagonal de manutenção, mais ainda: todos dariam baixa ao mesmo tempo e dificultaria o processo de entrada de um novo modelo.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  sj1
1 mês atrás

Faz sentido,e a fábrica de linkoping,de acordo com o vice-presidente de operações do programa Gripen,pode fabricar 24 caças G-E por ano…

Kemen
Kemen
Reply to  sj1
1 mês atrás

A manutenção preventiva, quanto uma futura retirada definitiva de serviço F-39, iria depender das horas de vôo.___ A manutenção corretiva é efetuada sempre que ocorre um problema que pode ser detectado ou se o sistema do F-39 acusa algum problema.

Teropode
Reply to  Ricardo Rosa Firmino
1 mês atrás

72 é um número ideal , espero que o segundo lote continue a sequência do primeiro , basta vontade política .

Zorann
Zorann
Reply to  Teropode
1 mês atrás

O numero dito “ideal” é 108… 6 esquadrões com 18 aeronaves cada. Se 72 passou a ser o ideal, é porque mudaram de ideia, passando a se contentar com menos.

Last edited 1 mês atrás by Zorann
Canarinho
Canarinho
Reply to  Zorann
1 mês atrás

Sobre essas questão do numero ideal de aviões, gostaria muito de saber o que foi levado em conta para se chegar nesse numero magico. Afinal sabemos que contra um potencial inimigo estrangeiro no nivel de um pais padrao OTAN, nem 72, nem 108 nem 144 seriam suficientes. O alto comando chegou nesse numero considerando como inimigo potencial um pais latino americano? Ou um limite orçamentário previsto? Se algum colega me souber responder fico grato.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

Qual país da OTAN tem capacidade expedicionária para derrotar uma FAB com 108 Gripens E além dos EUA?

Camargoer
Camargoer
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Caro Gabriel. A pergunta mais profunda é por que um país da OTAN, incluindo os EUA, iniciariam uma guerra de agressão contra o Brasil? Considerando a hipótese básica que o Brasil NÃO irá iniciar uma guerra (coisa que alguns acham razoável e vantajoso, visto o apoio ao showzinho do Pompeo em Boa Vista), falta plausividade para um cenário no qual o Brasil seria invadido. Planejamentos estratégicos são feitos sobre cenários reais e prováveis.

RENAN
RENAN
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

O Brasil se nega a vender seus produtos aos americanos por divergência política, se o Brasil decida comprar 10 sistemas completo de S400, que o Brasil consiga com apóio russo desenvolver seus ICBM com capacidade de atingir alvos a 12000km de distância. Que o Brasil exija de todos os norte americanos as mesmas regras do green card, e que todos os americanos que não cumpra está regra deixem o país imediatamente, ou será deportado. Que o Brasil utilize o sistema 5g chinês em seu território. Que o Brasil proíba a venda de qualquer produto bruto, só pode exporta produtos manufaturados.… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Olá Renan. Nenhum dos cenários que você descreveu seria suficiente para provocar uma agressão estrangeira. O Brasil já comprou helicópteros da Russia, submarinos da França, fragatas da Alemanha, caças da Suécia. Em nenhum caso foi motivo de retaliação. O Brasil tem todo interesse em fazer comércio com o máximo de países e quanto mais sofisticada a cesta de produtos, mais vantajoso.

RENAN
RENAN
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Diga ao império que não irá poder comprar ouro, ferro, nióbio, silício, óleo bruto. Diga ao império que seus cidadão terá que se humilhar para pisar aqui. Você sabe que nos EUA tem até lei que prevê medidas contra países que comprar o s400. Amigo basta nos termos o mínimo de capacidade de levar a guerra ao solo norte americano que seremos alvo de sanções e décadas depois seremos divididos em micro países. Nenhuma das compras que você citou é capaz de levar a guerra ao solo americano. Nenhum tem tecnologia relevante para contrapor os EUA. Mas veja o exemplo… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Tudo isso depende dos seguintes fatores:
1-Um governo, nacionalista e idenpedênte.
2-Uma elite, nacionalista e indepedênte.
3-Uma maioria popular, nacionalista e indepedênte.
Sem esses fatores, vai acontecer o seguinte:
1-Os EUA reclama e voltamos atrás em tudo.
2-Os EUA ameaçam ou fazem sanções econômicas e voltamos atrás em tudo.
Obs. Ninguem das elites econômica e politica quer ficar sem seu rico dinheirinho que e guardado e movimentado por bancos americanos e europeus e muito menos deixar de ir na europa e EUA a passeio.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  RENAN
1 mês atrás

Renan;
Isso aí se chama Nacionalismo. Algo que infelizmente passou de moda no Brasil faz muito tempo. Se existe algo que levou os Estados Unidos as alturas que alcançou foi justamente isso.
As ideias de Vargas, de Geisel e de Brizola por exemplo, se levadas adiante hoje teriam colocado o Brasil entre um lugar entre a China e os Estados Unidos. Dado o tamanho, os recursos, a população e geografia, não se entende como o Brasil não está lá.

Abs

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Gosta de um ditador…

Você literalmente foi pro país errado.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

É, né? Quem falou em ditadura? Vargas sim, foi quem salvou o Brasil do comunismo que você vê atrás de todas as árvores. Eu simplesmente falava de dar uma olhada nas ideias de grandes brasileiros de outrora, examinando o que deu certo.
Mas tudo bem. Continuem como estão então. Venham tudo o que resta. Parabéns. Vento em poupa!

horatio nelson
horatio nelson
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

tbm a contra-revolução de 64 nos livrou do comunismo

Camargoer
Camargoer
Reply to  horatio nelson
1 mês atrás

Caro Horatio. Nunca houve uma ameaça comunista ao Brasil. Aliás, o governo militar manteve relações amigáveis coma URSS (inclusive, os militares negociaram o financiamento de Itaipu com a URSS enquanto negociavam o financiamento com um grupo de bancos europeus). O Brasil sob o regime militar foi o primeiro país a reconhecer a independência de Angola, em 1975, conseguida pelo MPLA, que era um movimento comunista apoiado por Cuba.

RENAN
RENAN
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Verdade, falta uma política nacionalista.

Hoje o Brasil só não é invadido, tomado a força e retalhado em diversos países por sem milhares de vezes mais barato comprar nossos políticos, é mais fácil propina os políticos que gasta uns 6 trilhões em uma invasão total.

José
José
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Olha, concordo com sua colocação sobre Vargas, um verdadeiro estadista e Brizola, um líder como nunca mais se viu. Agora, Geisel, com todo o respeito, faz parte dos responsáveis pelas décadas perdidas, pelo ufanismo que afundou o pais. Vargas soube lidar magistralmente com os americanos na segunda guerra, inclusive trazendo uma força aérea de ponta para o Brasil, entre outras coisas.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  José
1 mês atrás

Mencionei o Geisel por ter sido visionário e patriota, iniciando o programa nuclear do Brasil. Programa que infelizmente foi enterrado pelo FHC, se não me engano.
Mas agradeço a crítica construtiva. Assim nascem as boas idéias.

Abs

Marcilio lemos de Araujo
Marcilio lemos de Araujo
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Bom dia João Moita Jr, na realidade o bruxo da sua colocação foi o Golbery do Couto e Silva

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  José
1 mês atrás

José. Eu discordo quando voce fala do Geisel. Embrapa, para fazer as pesquisas do agro negócio, melhoramento genético etc. Industria petroquímica, para fazer adubos para o agricultura. Nem a indústria do petróleo no patamar que temos. Não obstante, as roubalheiras. E não era um lambe botas. O Brasil so vendia café. Era quadragésima oitava economia do mundo quando os militares pegaram. Entregaram como oitava É claro que a esquerda não aceita isso. Prefiro ficar com os fatos. O General Geisel era muitíssimo bem preparado. Um verdadeiro estadista. Quanto a décadas perdidas. Depende da visão de quem vê. Não teve na… Read more »

Kemen
Kemen
Reply to  José
1 mês atrás

Getulio criou escolas técnicas federais profisionalizantes, é da época dele a consolidação das leis do trabalho, e muitas outras coisas benéficas ao pais e ao povo brasileiro, coisa que é pouco divulgada.____ Sou a favor da democracia, mas reconheço quando um govêrno deu certo, independente de sua filosofia politica e também não gosto de extremos sejam democraticos ou não.___ No govêrno de Juscelino Kubtscheck foram criadas 10 universidades federais e no govêrno de F. Henrique Cardoso umas 9.___ Durante o período que os militares estiveram no poder foram criadas 15 universidades, em que pese que os que se opunham abertamente… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Kemen
GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Nossa. Confundiu tudo! Pegou patriotismo, com nacionalismo e nacional-desenvolvimentismo, pos no liquidificador e fez um sucão, ruim, por sinal. Americanos são patriotas sim. Possuem grande respeito aos seus símbolos e prezam por suas instituições de Estado. São nacionalistas? Definitivamente não. O alto crescimento americano do século XX contou com grandes hordas de imigrantes de todo mundo… italianos, irlandeses, judeus, chineses, hispanicos etc. Visite Ellis Island e veja o tamanho da coisa. Aliás, se não fosse assim tu não tava nem morando aí.  Ademais, estudantes do mundo inteiro são altamente bem-vindos aos EUA cursar nas suas universidades.  Aonde que isso é… Read more »

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Concordo contigo João.
A indústria da desinformação, e o complexo de vira latas. Venderam a nefasta ideia, que ser nacionalista, defender com firmeza os interesses do país. Aliada a uma educação pautada para o pragmatismo seria errado. O resto nós conhecemos. Nos tornamos um perdedor de oportunidades.

horatio nelson
horatio nelson
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

esqueceu do medici o melhor pr q ja tivemos.

Camargoer
Camargoer
Reply to  horatio nelson
1 mês atrás

Caro Horatio. Creio que diferentes ex-presidentes tiveram méritos em alguns temas e deméritos em outros. Em sua opinião, o que fez Medice ter sido um presidente melhor que Geisel, FIgueiredo, JK, Vargas, ou outros ainda vivos? Estou curioso.

Kemen
Kemen
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

O Getulio fez muito pelo Brasil e pela população brasileira, o estadista atual não chega nem aos pés de um Geisel, de um Garrastazu ou Figueiredo, apesar da linha politica, foram bons presidentes para o pais.

Canarinho
Canarinho
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Carmagoer acredito que os pontos sejam os seguintes: Quem imaginaria que a gra Bretanha um dia iria as vias de fato com a Argentina em 82? Nunca devemos desconsiderar nenhuma hipótese. Seria um erro estratégico crasso achar que o Brasil dado uma conjuntura de fatores que vem se desenhando sutilmente bem debaixo do nossos olhos não fique exposto a uma intervenção militar estrangeira. Recentes declarações de autoridades europeias e uma mudança crítica no cenário geopolítico parecem convergir para um contexto perigoso. Se Joe biden ganhar as eleições acredito podemos ter péssimas notícias. Aliás se vcs desconsideram esse quadro então não… Read more »

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

na mosca

rui mendes
rui mendes
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

”recentes declarações de autoridades aeuropeias …” então diz lá, onde, quando, quem e quais foram essas declarações.
A táctica de ”uma mentira dita muitas vezes, vira verdade.

Canarinho
Canarinho
Reply to  rui mendes
1 mês atrás

Rui Mendes, antes de sugerir ou acusar pessoas de mentirosas voce deveria se dar um trabalho de procurar e pesquisar, em fontes que achar necessário se procederia ou nao tal informação da vitima de seu julgamento. Isso evitaria que sua pessoa deixasse de passar vergonha frente aos demais foristas presentes. Mas para apenas para que fique de lição na sua vida, e reflita suas atitudes incompatíveis com um fórum como este, aqui uma das varias fontes que poderia te passar https://exame.com/mundo/macron-nao-descarta-solicitar-status-internacional-a-amazonia/ Peco desculpas aos demais colegas por me expressar assim com o devido forista citado, contudo me vi na obrigação… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

Olá Canarinho. O Brasil não tem nenhum território em disputa (a última região em disputa foi alagada pelo lago de Itaipu. Resolveu). O Brasil também não tem territórios em outros continentes. Também não existe pendência diplomática, com exceção da crise com a Venezuela (devido aos erros do governo brasileiro de atrelar a política externa brasileira aos interesses dos EUA. Apenas como exemplo, SEIS ex-chanceleres dos governos Collor, Itamar, FHC, Lula e Temer assinaram uma nota de criticando o Itamaraty sobre a visita de Pompeo). A questão é fazer uma análise ponderada sobre quais são as ameaças prováveis ao país. 1.… Read more »

Agressor's
Agressor's
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Trata-se apenas de um cenário hipotético Camargoer. Além do mais eu acredito que seja dever das nossas forças armadas de garantir a proteção de nossa nação contra qualquer tipo de ameaça ou agressor hipotético que for!

Camargoer
Camargoer
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Caro Agressor. No PN pudemos ler o plano estratégico da MB na qual ela elabora de modo geral as prioridades para os próximos 20 anos. A FAB também deve ter um. As forças armadas elaboram cenários e analisam quais os mais prováveis para ficar os esforços e recursos neles. Seria inviável considerar todas as possibilidades, mesmo as mais remotas.

Madmax
Madmax
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Os EUA são extremamente instáveis em relação ao Brasil. Acho que se o Democrata ganhar o Brasil estará ainda mais pressionado em relação a Amazônia.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Madmax
1 mês atrás

Caro MadMax (dois homens entram, um homem sai). A pressão internacional devido os problemas de desmatamento e queimadas são consequência do descaso do atual governo com a questão ambiental. Os demais países têm o direito de critica o Brasil porque havia uma preocupação do governo brasileiro ao longo de sucessivas administrações com a questão ambiental que foi interrompido na atual administração. Basta retomar os investimentos e as ações que o governo já fazia até 2018 para não ser criticado ou pressionado. Do mesmo modo, o Brasil tem direito de criticar e pressionar os países vizinhos que compartilham a floresta amazônica… Read more »

MLJC
MLJC
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Amazônia.

Diego
Diego
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

O cenário real é a França querendo “internacionalizar” a Amazônia

IBIZ
IBIZ
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

E pq não? As relações diplomáticas e a situação geopolítica são muito mais “fluidas” do que se pensa. O Irã até era o grande aliado dos americanos no Oriente Médio; a UE parecia ser indissolúvel; Os EUA eram a potência hegemônica inabalável pós-URSS; o Brasil era a promessa do inicio dos anos 2000 etc. Tudo isso mudou praticamente de “uma hora pra outra”. Então uma nação da OTAN, ou até os próprios EUA atacarem nosso país é uma possibilidade que não pode ser desprezada.

Camargoer
Camargoer
Reply to  IBIZ
1 mês atrás

Olá Ibiz. O desafio é avaliar estas ameaças e estimar a probabilidade de ocorrerem. Para isso, as forças armadas precisam trabalhar junto com os diplomatas e com os analistas de inteligência para tentar prever as ameaças e problemas. Segurança e defesa são assuntos que não podem ser improvisados ou baseados em achismos.

IBIZ
IBIZ
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Você diz como está sendo feito agora?

Camargoer
Camargoer
Reply to  IBIZ
1 mês atrás

Caro Ibiz. Eu não sei quais são os critérios da FAB para definir o número de aeronaves. Se você sabe, seria uma excelente contribuição para o debate.

Kemen
Kemen
Reply to  IBIZ
1 mês atrás

Uma nação da OTAN? Colega, seguindo seu raciocinio, se a OTAN atacasse não seria apenas uma nação, seriam muitas e os E.U.A.N. estariam na frente da ocupação, principalmente se na amazônia fosse descoberta a possibilidade de um grande ganho econômico, a pretesto de salvar a floresta amazônica.___ Recomendo que leia como o Panama foi desmenbrado da Colombia para que os E.U.A.N. pudesse construir o canal do Panama que possibilitaria a comunicação norte americana da costa do Atlântico com a costa do Pacifico pelo mar. O Panama praticamente virou um protetorado norte americano até alguns anos atras.

Anderson
Anderson
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Usando essa linha de raciocinio não precisariamos ter força aerea.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Anderson
1 mês atrás

Caro Anderson. Isso depende da avaliação dos estrategista e analistas de inteligência. Alguns países chegaram à esta conclusão. Outros concluíram que precisam de uma força aérea. Nenhuma dos dois casos foi uma opinião mas o resultado de um longo e profundo estudo.

Kemen
Kemen
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Do jeito que a coisa vai, se o Pompeo pedir para atacar o vizinho do norte numa operação conjunta, o cara obedeceria o patrão e se ele tivesse apoio da maioria do Congresso, ai estariamos ferrados!

Camargoer
Camargoer
Reply to  Kemen
1 mês atrás

Ola Kemen. Talvez o exército francês na Grande Guerra sirva de exemplo e os soldados se recusem a fazer uma estupidez desta. Gosto muito do filme do Kubrick “Paths of Glory”. Acredito que a população se colocaria contra o governo e o congresso negaria a autorização

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Inglaterra e França. A Inglaterra já fez algo similar na guerra das malvinas e a França alem de ter um PA tem um território ultra-marino que faz fronteira com a gente.
Obs. A Inglaterra, nos anos 80 estava bem melhor servido que hoje tal missão.
Obs. Ambos, se os interesses coincidirem, podem se aliar em um eventual ataque.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Parece mesmo entusiasmo juvenil.
Querem guerras, vão para a play-station.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Vamos lá…vamos compor uma possibilidade que envolva a Amazônia e a França como agressor já que foi colocada a possibilidade da Guiana Francesa e o porta aviões Charles De Gaulle.

Obs1 : Não há nada de similar na guerra das Falklands , uma vez que foram os argentinos os agressores e a batalha se deu por um arquipélago e não por parte de um território continental como nossa Amazônia.

Obs2: Estamos fortemente alinhados aos EUA e não somos nós os agressores, isso por si só dissuade os ingleses de qualquer aventura.

Obs3: Os francês é freguês!

Kemen
Kemen
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

O primeiro agressor foi a Grã Bretanha, que ocupou as ilhas Malvinas e mandou o governador e os argentinos de volta ao continente. Parece que ninguém aqui gosta de ler história.____”Estamos fortemente alinhados aos EUA e não somos nós os agressores, isso por si só dissuade os ingleses de qualquer aventura.”___ Vai nessa, fortemente alinhados = submissão.___ É isso?___ Os caras sobretaxam os nossos produtos e nós agradecemos importando produtos deles que atulham nossos estoques, ora vamos… quero aplaudir!___ O Pompeo vem aqui e manda o nosso presidente tomar certas ações contra a Venezuela, ora vamos… quero aplaudir.___ Somos uma… Read more »

Jean Jardino
Jean Jardino
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Todos da OTAN.

Ersn
Ersn
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

Acho que eles chegaram a esse número levando em conta as quantidades mínimas de aeronaves para cobrir as diversas operações e tarefas defensivas e ofensivas em caso de guerra.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

1-Pais continental
2-para cada 12 caças, você so consegue operar de forma continua 3/4 caças, como já foi dito em matéria daqui mesmo.
3-a estratégia da fab e ter os caças em 3 regiões que fazem fronteiras, que são as mais vulneraveis. Se cada país dessa região, comprar 24 cacas a jato ainda estariamos equilibrados.
4-A FAB ja opera a muito tempo, 144 caças, com 108 ainda vamos reduzir o número de meios.

Flanker
Flanker
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Como é que é???? O Brasil opera já há muito tempo 144 caças??? Quais seriam???

Bardini
Bardini
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Ué. Mas o Super Tucano é um caça, rsrs…

Flanker
Flanker
Reply to  Bardini
1 mês atrás

Só se for isso…..hehehe

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Canarinho
1 mês atrás

O EMAER é quem define, e tem seus parâmetros e critérios. Não é nenhum chute.

JSilva
JSilva
Reply to  Zorann
1 mês atrás

O ideal seria 108, o problema é que a janela temporal de contratação dos lotes está muito próxima ao fim da transição de geração dos aviões de combate. Se o primeiro lote só se encerra em 2026, devemos supor que um segundo lote de 36, se contratado, começaria a ser entregue entre 2026/2027 e terminaria aproximadamente em 2030. A pergunta é: Após 2030, caberá um terceiro lote de um caça de 4,5g quando os caças de 5g estarão voando há 10 anos, estando plenamente operacionais? Se essas simulações de combate que estão fazendo com F-35 e J-20, onde os mesmos… Read more »

Last edited 1 mês atrás by JSilva
Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
Reply to  JSilva
1 mês atrás

Boa análise.
Poderíamos inclusive já direcionarmos nossos olhares e esforços para participação nos projetos Franco Alemão ou Britânico Sueco tendo um mix de Gripen com um Quinta ou Sexta geração.

Acredito que o Tempest seria a melhor opção, por questões óbvias.

Saab.

Jean Jardino
Jean Jardino
Reply to  Rogério Loureiro Dhierio
1 mês atrás

Hoje ninguem quer o Brasil de parceiro, pais caloteiro que nao paga nem as conts.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Jean Jardino
1 mês atrás

Caro Jean. O ano de 2020 é atípico no mundo. Segundo um relatório da OCDE, das maiores economias, apenas a China terá crescimento de 1,2%. A previsão para o Brasil será uma queda de 6%, muito próxima á queda média dos países da OCDE. Alguns países, como a França, há previsão de uma queda de até 10%. Em uma situação como esta, todos os governos do mundo (com exceção da China, talvez) terão deficit. Contudo, a balança comercial e a de pagamentos está protegida por reservas de US$ 350 bilhões. No passado, o Brasil precisou do FMI para cobrir os… Read more »

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Jean Jardino
1 mês atrás

Você não conhece o Brasil.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

O Brasil não é para principiantes.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Caro João. “No country for old man”

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Jean Jardino
1 mês atrás

Sério que o Brasil entrou em Default e não me avisaram? 

Mateus Lobo
Mateus Lobo
Reply to  JSilva
1 mês atrás

Penso de forma similar, embora ache que muito pouco provável o Chile adquirir F-35 e o Peru SU-57 e embora a furtividade seja muito importante, a capacidade de guerra centrada em redes é a principal e nesse aspecto o Gripen é muito avançado. Temos que considerá-lo como uma escada para a próxima geração, usando-o como plataforma de testes de sistemas e desenvolvimento de know how, como os USA fizeram com o F-35. O programa do Tempest julgo ser o futuro ideal da FAB, a questão é se as verbas para isso virão, como sempre.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  JSilva
1 mês atrás

Exatamente aí está o problema do Brasil, a cadência glacial na renovação dos meios.

Rodrigo M
Rodrigo M
Reply to  Zorann
1 mês atrás

Exato, eu me lembro que esse número desejável de 108 aeronaves foi o estabelecido pela própria FAB. Porém tenho visto ultimamente vários números aleatórios estabelecidos por comentaristas de fóruns de internet (Geralmente para baixo). Não sei quais critérios usam para estabelecerem esses hipotéticos números ideais. Vejo que “Orçamento” é uma palavra recorrente, provavelmente têm acesso aos dados das finanças da União, e aos levantamentos logísticos da Força Aérea, gastos com material, manutenções, contratos, projetos etc.. (Essas coisas que a FAB desconhece). Até me lembro de um tal ex-ministro da época das trevas (passado recente) em que em uma viagem aos… Read more »

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Zorann
1 mês atrás

Que sejam minimamente 108!!!
Para um país igualável territorialmente aos Estados Unidos, China e Austrália seria o mínimo para garantir qualquer soberania aérea.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Ricardo Rosa Firmino
1 mês atrás

Isso vai demorar, porém a realidade é que precisamos de muito mais do que 72 caças.

200 unidades desse Gripen seria o ideal para proteger o nosso espaço aéreo.

filipe
filipe
Reply to  Alexandre
1 mês atrás

108 é o número ideal, cabe no bolso da FAB, actualmente a força tem 102 aparelhos (47 F-5M Tiger II + 55 AMX A-1) , nesse caso terias 6 caças a mais do número actual de caças , além de serem todos do mesmo modelo, haveria uma logística padronizada e uma redução de custos… Não dá para ter 200 unidades de um caça de 4ª Geração, se calhar o melhor será ter 108 caças de 4ªGeração e 72 caças de 5ªGeração , mais isso no contexto actual da FAB não parece ser prático.

pampapoker
pampapoker
Reply to  filipe
1 mês atrás

A Fab não tem 55 amx nem a pau. Houve um probleminha de deterioração nas aeronaves lembra. Por isso só os esquadrões do sul estão usando as aeronaves na FAB. Imagina dois esquadrões com 55 aeronaves e a Fab dividindo 47 F5 entre pampa. Pacau pifpaf e jambock

Flanker
Flanker
Reply to  pampapoker
1 mês atrás

São 8 A-1M, que chegarão a 14, no total. Os 48 F-5M dividem -se entre o GDA, Grupo de Caça, Pampa e Pacau.

Flanker
Flanker
Reply to  filipe
1 mês atrás

55 A-1? A FAB nunca chegou a ter esse número de A-1 ao mesmo tempo, pois quando o 55⁰ foi entregue, lá por volta do ano 2000, já havia perdido ao menos 2 em acidentes. Foram entregues 56 células no total. Hoje, de todas essas células, 5 foram perdidas em acidentes, 2 foram transformadas em monumentos (1 em SM e outra no RJ). Das restantes, 14 foram selecionadas para serem modernizadas (11 monoplaces e 3 biplaces), sendo que já foram entregues 8 (7 monoplaces e 1 biplace). As celulas restantes foram estocadas e servem de fonte de peças para os… Read more »

Emerson
Emerson
Reply to  filipe
1 mês atrás

Sim, 108 é o número ideal. Deveríamos assinar mais um lote de 36 caças Gripen E/F para serem entregues entre 2026 e 2030 e assim teríamos 72 ao Total. E partir para um 5ª Geração (36 caças) desenvolvido por SAAB e Embraer, tipo um FS 2020, para serem entregues entre 2030 e 2034. Acredito eu que seria o ideal para a FAB se manter na vanguarda na America Latina em aviação de caça.

GUPPY
GUPPY
1 mês atrás

Demorou mas chegou. Momento muito aguardado.

OSEIAS
OSEIAS
1 mês atrás

Imagina a honra do pessoal de desembarque que estão ali, bem pertinho. Eu queria está ali segurando essa corda de controle

OSEIAS
OSEIAS
Reply to  OSEIAS
1 mês atrás

Seja bem vindo neném, papai te aguarda

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

O primeiro de muitos! Um bonito caça! E mais bonito ainda por ser nosso!

Teropodr
1 mês atrás

O demais viram voando ?

Last edited 1 mês atrás by Teropodr
sj1
sj1
Reply to  Teropodr
1 mês atrás

Os demais viram estrelinha no céu.

Rodrigo M
Rodrigo M
Reply to  Teropodr
1 mês atrás

Positivo, mais 12 no dia 23 de outubro em um voo de 15 horas direto da Suécia para cá sem escalas.
E antes de pousarem em Anápolis ainda farão uma apresentação em Brasilia junto com a Esquadrilha da Fumaça.

Flanker
Flanker
Reply to  Rodrigo M
1 mês atrás

Melhor ainda, substituirão os A-29 do EDA…….

Coutinho
Coutinho
Reply to  Teropodr
1 mês atrás

Os demais provavelmente virão de navio tambem. Na minha opinião é o melhor meio. Só demora um pouco mais.

Joli Le Chat
Joli Le Chat
1 mês atrás

Excelente notícia!
Mas tenho que confessar que seria muito “mais excelente” se este avião estivesse saindo de um hangar da Embraer Gavião Peixoto.
Agora é esperar o dia do Aviador para conhecer o Gripen brasileiro!

Mauro
Mauro
1 mês atrás

Elke, você é uma maravilha.

Daniel
Daniel
1 mês atrás

Segundo publicação pela FSP, o avião levantará voo somente na sexta-feira dia 25/9.
Alguém sabe se esta informação é real?

Hellen
Hellen
Reply to  Daniel
1 mês atrás

Sim !!!! Dia 25 ele vai receber o auxlio emergencia vai passar no posto vai colocar o gás e vai vazar pra praia kkkk !!!!!!

Mário José
Mário José
Reply to  Daniel
1 mês atrás

Vai ser piloto da FAB ou da Suécia???

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  Mário José
1 mês atrás

Talvez o piloto brasileiro (FAB) que há pouco tempo voou este avião, na Suécia. Mas é especulação minha.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Mário José
1 mês atrás

Provavelmente piloto de teste da Embraer, pois ele não vai ser entregue oficialmente, ele veio para inaugurar o centro de testes onde serão testados os Gripens montados no Brasil, ele vai ficar nesse centro de testes e os testes que faziam com ele na Suécia vão continuar sendo feitos nesse centro aqui no Brasil.

LucianoSR71
LucianoSR71
1 mês atrás

Repararam que ele está sem as rodas do trem do pouso principal, só tem na triquilha ( trem do nariz ). Não sei o que aconteceu depois dessa imagem, mas creio que algo deve ter sido providenciado p/ poder manobrá-lo ou ele vai ser suspenso novamente p/ ser colocado num caminhão e retira-lo do porto.

Eduardo fontoura
Eduardo fontoura
Reply to  LucianoSR71
1 mês atrás

Hoje é domingo….
Estão esperando o cheque compensar
Aí eles mandam
Seguro morreu de velho

LucianoSR71
LucianoSR71
Reply to  Eduardo fontoura
1 mês atrás

Vc acha que iriam despachar pelo Sedex sueco sem confirmar o pagamento? Os caras não são bobos, não. Se não vierem acho que pneu de Fusca serve direitinho.
Agora falando sério, lógico que eles foram retirados p/ fixação naquele aparato p/ transporte, o que me refiro é que no video fica a dúvida se eles irão receber algo provisório p/ movimentação ou se na carreta já tem outra estrutura especialmente feita p/ essa fixação e transporte – que se forem repetidos esse embarques ainda terão muito uso, ok?

Sequim
Sequim
Reply to  Eduardo fontoura
1 mês atrás

Há um contrato assinado entre o Brasil e a SAAB. Tal contrato prevê que o início do pagamento desse (primeiro?) lote dos Gripens comece após a entrega da última unidade. Foi um contrato muito bem negociado e elaborado. Isso dá oportunidades de outros lotes, pois o desembolso financeiro será atenuado ao longo do tempo. Basta que paguemos direitinho este lote.

Marcilio lemos de Araujo
Marcilio lemos de Araujo
Reply to  Sequim
1 mês atrás

Boa tarde Sequim, se não estou equivocado numa apresentação ao deputados em Brasilia, foi noticiado uma mudança na forma de pagamento, já estamos pagando, alguem pode confirmar a veracidade por favor, obrigado.

Sequim
Sequim
Reply to  Sequim
1 mês atrás

Marcílio, não vejo sentido nisso. Se é possível começar a pagar mais tarde, então por que fazê-lo antes?

Flanker
Flanker
Reply to  Sequim
1 mês atrás

Mas, é isso que está acontecendo. Os pagamentos já estão sendo realizados desde o governo Temer. O motivo eu não sei, mas está sendo feito dessa maneira. É o que foi apresentado na CREDN em Brasília, no ano passado se não me engano.

alex
alex
Reply to  LucianoSR71
1 mês atrás

eles retiram as rodas traseiras para trava lo na base, veja a foto dele dentro do navio que vai entender, o navio passa por muitas areas turbulentas no mar se ele viesse solto chegaria todo amassado

LucianoSR71
LucianoSR71
Reply to  alex
1 mês atrás

Veja o meu comentario anterior:
…lógico que eles foram retirados p/ fixação naquele aparato p/ transporte, o que me refiro é que no video fica a dúvida se eles irão receber algo provisório p/ movimentação ou se na carreta já tem outra estrutura especialmente feita p/ essa fixação e transporte – que se forem repetidos esse embarques ainda terão muito uso, ok?

alex
alex
Reply to  LucianoSR71
1 mês atrás

eu escrevi antes de voce postar o outro comentario, achei que voce nao estava entendendo a situacao, pelo visto entende melhor que eu, sorry 😉
ps: eu acho que ja devem ter colocado as rodas de tras, pra mim eles estavam mantendo ele suspenso no video por isso

LucianoSR71
LucianoSR71
Reply to  alex
1 mês atrás

Sem problemas, o comentario ficou um tempo retido. Abs.

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  LucianoSR71
1 mês atrás

Maravilha!!!! Em um primeiro momento entendia que seria içado ainda no chassis (azul) usado para fixação no piso do compartimento de carga do navio. MAs realmente não precisava! Os proprios olhais que permitem o manuseio do GRIPEN em outras situações similares em futuras manutenções constituem pontos de fixação excelentes. Como pode ser visto ainda sem as rodas dos trens de pouso traseiros, que devem provavelmente ter sido também os pontos de fixação na plataforma da carreta que o conduziu até o aeroporto de Navegantes onde, entre outros diversos itens, será preparado para o primeiro voo local de inspeção para ter… Read more »

LucianoSR71
LucianoSR71
Reply to  Rommelqe
1 mês atrás

Amigo Rommelqe, reparou que o ponto dianteiro p/ içamento fica dentro da cabine do piloto? O canopy está aberto por isso.

Nilson
Nilson
1 mês atrás

Grande dia. É um símbolo de que FAB é uma FORÇA. Força Aérea sem caça não é força. Parabéns àqueles que batalharam por essa realidade.

Márcia
Márcia
1 mês atrás

Já chegou danificado sem o trem de pouso! 🧐

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  Márcia
1 mês atrás

Roubaram as rodas 🙂

Madmax
Madmax
Reply to  Márcia
1 mês atrás

Devolve, tem 7 duas pra devolver.

Andre
Andre
1 mês atrás

Depois de quase 50 anos, temos novamente o avião de caça mais avançado do hemisfério sul. Escolha certa da FAB, entregue conforme projeto. Que seja o início de uma nova era.

Last edited 1 mês atrás by Andre
Flanker
Flanker
Reply to  Andre
1 mês atrás

E os Super Hornet da Austrália? E eles não receberam nenhum F-35 ainda?

Andre
Andre
Reply to  Flanker
1 mês atrás

O gripen é mais avançado que o super Hornet. Se eles receberam o f35 aí a história muda….

Marcio
Marcio
Reply to  Andre
1 mês atrás

“gripen é mais avançado que o super Hornet”

Meu deus eu não li isso.

Caravaggio
Caravaggio
1 mês atrás

Natal em setembro.

Fabio
Fabio
1 mês atrás

Eu tenho uma curiosiade! como esta a repercusão da chegada do Gripen nos sites e foruns de assuntos militares internacionais? principalmente da América Latina!

Marcio
Marcio
Reply to  Fabio
1 mês atrás

Ninguém liga.. só os brigadeiros de ar condicionado comemorando a chegada de um mísero caça.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
1 mês atrás

Chegou o primeiro, faltam 199

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Pablo Maroka
1 mês atrás

Bebeu amigo?

Agressor's
Agressor's
1 mês atrás

Uma pergunta para quem entende melhor, qual seria a quantidade mínima destes caças para que o nosso território fique protegido de uma forma assegurada?

Camargoer
Camargoer
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Olá Agressor. Acho uma pergunta muito difícil de ser respondida. Primeiro, a FAB ainda desconhece o desempenho da versão F. Outra questão é estabelecer quais os cenários prováveis de ação (por exemplo, a FAB mantém uma prontidão de 24/7 em várias bases normalmente. Esse número teria que ser ampliado em caso de conflito? Que tipo de conflito? Operar a partir das bases brasileiras ou a partir de uma base no exterior, por exemplo no oriente médio ou outra região. No caso de um desdobramento expedicionário, o sistema de defesa aérea precisa ser reforçado? Qual o tempo de manutenção dos modelos… Read more »

FRL
FRL
1 mês atrás

Bem-vindo, Grifo! Considerando que é multifuncional e que desempenhará as funções de interceptação, bombardeamento leve e caça, o número mínimo ideal é de 108 vetores, espalhados pelo território nacional em 6 esquadrões de 18 aeronaves. Menos do que isso, e jamais iinferior a 72 células, até pode ser um número suficiente, mas decerto será perigosamente baixa a margem de segurança para uma boa cobertura aérea e de disponibilidade de vetores, considerando o ciclo útil de cada uma delas.

Wagner
Wagner
Reply to  FRL
1 mês atrás

Sensacional…que noticia belíssima!

filipe
filipe
Reply to  FRL
1 mês atrás

O Esquadrão é formado por 12 Aeronaves , 108 dividindo por 12 , vai dar 9 Esquadrões, talvez 3 Esquadrões em Anapolis, 3 Esquadrões em Santa Cruz, 2 Esquadrões em Canoas e 1 Esquadrão em Manaus.

Flanker
Flanker
Reply to  filipe
1 mês atrás

Nada disso que vc escreveu está correto….a FAB operou muitas vezes com 12 aeronaves por esquadrão, mas a intenção é passar a operar 18 aeronaves. E se fosse para ter esse numeto todo de esquadrões (9), não teria sentido manter 3 deles em cada Ala. Eu, particularmente, acredito que esse número de 108 não será atingido. Com sorte, chegaremos a 72 e mesmo asim, acredito que serão mobiliados 6 esquadrões com 12 células cada. Seria o mínimo de Unidades Aéreas e de células por Unidade para cumprir minimamente as funções da aviação de combate.

Leonel Testa
Leonel Testa
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Acredito que ficara entre 60 e 72 caças e um numero maior em Anapolis 24 e 14 em Manaus Santa cruz e Canoas o que comparado com o que temos hj sera um aumento espetacular

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Desculpem, mas, em 30 anos de FAB nunca ouvi falar em quantidade mínima de aeronaves por UAE. O EMAER definiu isso? Quando foi?

Flanker
Flanker
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

O número de 18 que eu citei? Isso eu li em alguns dos milhares de artigos e posts sobre o F-X2. Isso é o que eu imagino que seria a intenção da FAB. Inclusive, os esquadrões de A-29 do 3⁰ GAV tem dotação ao redor dessa quantidade. Eu falei que é oficial? Dei certeza que será assim? Não, não fiz isso. É meu entendimento, apenas isso. Se dependesse de mim, colocaria 12 F-39 por esquadrão……com 72 se mobiliaria 6 esquadrões- GDA, Grupo de Caça, Pampa, Pacau + o Adelfi que disseram que será reativado e o Centauro, transformando o Poker… Read more »

Cláudio Severino da Silva
Cláudio Severino da Silva
Reply to  filipe
1 mês atrás

Prezado filipe:
Três Esquadrões em Santa Cruz é um exagero. Deixa dois e manda o terceiro para Manaus, pois a geopolítica no Brasil está mudando.

filipe
filipe
Reply to  Cláudio Severino da Silva
1 mês atrás

Para proteger o EBN da ilha da Madeira do projecto PROSUB , 36 gripens em Santa Cruz.

Flanker
Flanker
Reply to  filipe
1 mês atrás

Totalmente sem propósito isso…..

ted
ted
Reply to  Cláudio Severino da Silva
1 mês atrás

O complexo tecnológico brasileiro esta nesta região, a maior parte dos esquadrões ficaram por ai mesmo.

Flanker
Flanker
Reply to  FRL
1 mês atrás

O que vc quis dizer com bombardeamento leve?

Alexandre
Alexandre
1 mês atrás

Só faltam agora 199 unidades deste caça para completar.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 mês atrás

É uma felicidade enorme ver a FAB e a indústria nacional darem este grande passo tecnológico. Que venham mais 107 !

Agnelo
Agnelo
1 mês atrás

De todos os projetos, das 3 Forças juntas, na minha opinião, o mais importante.
Tomara mais um lote de 36! Com fé, mais 2!

Camargoer
Camargoer
Reply to  Agnelo
1 mês atrás

Olá Agnelo. Creio que o ProSub seja mais caro e complexo.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Agnelo
1 mês atrás

Estás coberto de razão nesta alegação , amigo.
Sem superioridade aérea não há como vencer uma guerra nos dias de hoje.

Coutinho
Coutinho
1 mês atrás

Assistí e dei o like!

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
1 mês atrás

Excelente notícia.

Estou muito feliz.

Já estou me preparando psicologicamente para a quantidade de seres humanos nos próximos eventos aéreos em SP.

Seja em São José dos Campos, em São Carlos ou no PAMA.

Pensem na “drupa”.

KC-390 e Gripen.

Solskhaer
Solskhaer
1 mês atrás

Phoda phoda phoda. Chegou o futuro da FAB e da EMBRAER. Daqui prá frente não é problema de comentários ridículos aqui!🇧🇷👍

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Bem vindo, pequeno notável! Colocando o Brasil de volta ao topo…

Flanker
Flanker
1 mês atrás

Por coincidência, hoje, 20 de Setembro, é aniversário de nascimento do Marechal do Ar Eduardo Gomes, nascido a 20 de Setembro de 1896. Foi uma da principais figuras de nossa história aeronáutica.

Paulo
Paulo
1 mês atrás

Quando todos os 36 Gripen forem entregues os F5 serão retirados de serviço?

Camargoer
Camargoer
Reply to  Paulo
1 mês atrás

Olá Paulo. Provavelmente alguns F5 e AMX continuarão voando por mais algum tempo junto com o F39. Imagino que eles serão retirados a medida que atingirem as horas de vôo permitidas após a modernização. Como existem F5 modernizados há mais tempo e outros há pouco tempo, seria razoável pensar que alguns continuarão voando ainda que todos os F39 estejam operacionais.

fewoz
fewoz
1 mês atrás

Para quem acompanhou o programa FX desde o começo, isso é uma notícia maravilhosa, mas… Vejo todo mundo falando de segundo e terceiro lotes, mas não vejo ninguém falando de investimento maior nos ARPs e na próxima geração de caças. Se o Brasil quiser continuar a liderar a América Latina, terá que criar um programa paralelo de próxima geração, pois até recebermos os últimos Gripens, eles poderão já estar obsoletos, e aí o filme se repetirá daqui há algumas décadas: concorrência tardia para novos caças, que quando começarem a operar plenamente, novamente estarão obsoletos. Eu sei que há restrições orçamentárias,… Read more »

Wellington
Wellington
1 mês atrás

Quando decolará? Gostaria de acompanhar.

Daniel
Daniel
Reply to  Wellington
1 mês atrás

Sexta-feira.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
1 mês atrás

Graças a Deus. Uma boa notícia. Vamos esperar os demais.
Parabens à nossa querida FAB.

Cristiano GR
Cristiano GR
1 mês atrás

Vi muitos debates aqui e em outras postagens do Gripen sobre a quantidade de caças ideal ou mínima para a FAB, mas é importante lembrar que esses caças são apenas para defesa. E, se são para defesa, quer dizer que seu uso verdadeiro se daria numa hipotética ameaça de ataque de outra nação ou de um grupo, e, nesse cenário 108 ou 216 Gripens não fariam muita diferença, pois inimigos que almejem atacar um país do porte do nosso e com um Exército tão grande e bem treinado para combate em nosso território não atacariam primeiramente com caças ou tanques… Read more »

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Cristiano GR
1 mês atrás

Seu pensamento caminha na direção correta. O planejamento é baseado em capacidades, mas a capacidade desejada não é aberta. Entender as capacidades desejadas como premissa é fundamental para se responder se tem de ter 50 ou 200.  Como as capacidades planejadas não estão abertas, ou cada um pensa a sua ou nem isso, chuta um número sem qualquer lógica. Qual a premissa que a FAB utilizou para ter 108 como meta? Se alguém souber, que compartilhe. Na MINHA visão, a premissa deveria ser, do lado esquerdo, combater em até duas frentes dada as capacidades dos vizinhos. Do lado direito combater… Read more »

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  GFC_RJ
1 mês atrás

As defesas AAé e os radares, mas justamente por serem os primeiros alvos é que temos de ter em muito mais número.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  GFC_RJ
1 mês atrás

Até que enfim um comentário sensato sobre quantidades. Muito bom.

Francisco Edson
Francisco Edson
1 mês atrás

Minha sugestão para apresentação em Brasília e de que essa aeronave venha a pousar no QG do Exército localizado no setor Militar Urbano já que a mesma foi feita para esta ocasião a pista e larga e segura.

jef2019
jef2019
1 mês atrás

Vou ser Sincero! Assim que vi a noticia e a foto dele já em solo nacional meu coração acelerou, tipo é verdade mesmo?! Para quem é patriota e acompanha desde o início o programa FX ainda nos meados dos anos 90, finalmente tem essa satisfação de ver o nosso país finalmente recebendo equipamento moderno para defesa de nosso espaço aéreo….Enfim estão chegando…

José
José
1 mês atrás

Tenho uma pergunta aos amigos mais entendidos. Não seria mais barato esperar um lote sei lá, de 6 por exemplo e trazer todos de uma vez ao invés de trazer um por um?

Camargoer
Camargoer
Reply to  José
1 mês atrás

Caro José. Um caça destes custa algo em torno de US$ 100 milhões cada. O custo de tranasporte de um conteiner da Europa par ao Brasil por navio custa algo em torno de US$ 200. Acho que faz pouca diferença entre mandar um caça por vez ou enviar todos de uma vez.

Fernando Augusto
Fernando Augusto
1 mês atrás

Linda Ave tomara que mantenham essa pintura de superioridade no esquadrão.

Agressor's
Agressor's
1 mês atrás

Para quem acha que não precisamos de mais do que apenas algumas dúzias destes caças para defender nosso território contra qualquer hipotético agressor o que eu tenho a dizer é que a geopolítica hoje se resume em “o que é meu, é meu, e o que é seu, é nosso”. Toda super potência é uma ameaça à paz, veja desde Roma até os dias atuais. Os donos do mundo riem. “Eu decido o seu futuro. Eu e meus fuzis. Estou rindo de vocês, com pena de vocês.”

Leonardo M.
Leonardo M.
1 mês atrás

Fico imaginando o pessoal que é leigo porém trabalha no porto e se perguntando:
“pq não veio voando?”

Luiz Floriano Alves
Reply to  Leonardo M.
1 mês atrás

Será que esse exemplar desembarcou COMPLETO? Ou só veio a célula, com o básico para receber os aviônicos em Gavião Peixoto? E, mais, um lote extra de 20 e chega, para compensr o desgaste e perdas.. A próxima escolha deve recair em uma geração mais recente, quinta, no mínimo. F-35 ou coisa melhor.

Flanker
Flanker
Reply to  Luiz Floriano Alves
1 mês atrás

Como assim, completo? Essa aeronave estava voando na Suécia! Se vc se refere à uma aeronave 100% pronta para entrega e operação, aí ele não está! Aliás, nem os exemplares suecos que estão na SAAB estão no padrão final ainda.

Andrés Ramos
Andrés Ramos
1 mês atrás

parabens ao amigos brasileros, saludos do Chile

Last edited 1 mês atrás by Andrés Ramos