Home Aviação de Caça ‘Mídia não deve interpretar exageradamente o avistamento do J-20 perto da fronteira...

‘Mídia não deve interpretar exageradamente o avistamento do J-20 perto da fronteira China-Índia’

4706
52
Caça J-20
Chengdu J-20

Pela primeira vez desde o conflito de fronteira China-Índia em maio, dois caças stealth J-20 da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China (PLAAF) foram avistados em um aeroporto a cerca de 300 quilômetros da região da fronteira, informou a mídia estrangeira. Mas especialistas militares chineses disseram que os desdobramentos, se verdadeiros, provavelmente fazem parte do voo regular de longa distância da aeronave e do treinamento de adaptação ambiental, e a mídia estrangeira não deve interpretar exageradamente sua importância nas tensões de fronteira, que vêm diminuindo.

Citando uma imagem de satélite comercial, a Forbes relatou na segunda-feira que dois caças J-20 apareceram temporariamente no aeroporto de Hotan, na região autônoma de Uygur de Xinjiang, noroeste da China, a cerca de 320 quilômetros da fronteira.

A reportagem afirma que este é um sinal da determinação da China em lutar com a Índia pela influência na região, acrescentando que o PLA havia desdobrado outros aviões de guerra, incluindo bombardeiros H-6, para aeroportos em Xinjiang, enquanto a Índia enviou aeronaves como o Su-30 e jatos de combate MiG-29.

O PLA não anunciou qualquer desdobramento de J-20 no aeroporto de Hotan.

Caças J-20 em Hotan

O J-20 é um caça pesado de longo alcance. Assim, quando operado a partir de Hotan, pode potencialmente cobrir muitas áreas na Ásia Central e do Sul. Mas a mídia estrangeira não deve interpretar exageradamente sua possível presença em uma região de ponto crítico, já que é provavelmente parte do treinamento normal em voos de longa distância e adaptação ao meio ambiente, disse o especialista em aviação militar chinês Fu Qianshao ao Global Times.

A China é um grande país com muitos aeródromos em vários terrenos e sob diferentes condições climáticas, e o J-20 precisa voar em mais regiões para se adaptar, disse Fu.

As tensões na fronteira já estão diminuindo e os relatos da mídia estrangeira podem ter segundas intenções, disseram analistas.

Caça J-20 com a baia de armas principal aberta

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, disse em uma entrevista coletiva de rotina na segunda-feira que o respeito mútuo e o apoio entre a China e a Índia são a direção certa e estão de acordo com os interesses de longo prazo dos dois países. A China está disposta a trabalhar com a Índia para aumentar a confiança política mútua, administrar adequadamente as diferenças, fortalecer a cooperação pragmática e salvaguardar o desenvolvimento geral dos laços bilaterais, observou ele.

China e Índia mantiveram várias rodadas de negociações de alto nível militar e concordaram em retirar as tropas da linha de frente, após o confronto na fronteira em junho.

O J-20 é o jato de combate stealth mais avançado da China, comparável aos F-22 e F-35 dos EUA.

Em julho, a Índia recebeu cinco jatos de combate Rafale da França, e a mídia indiana se gabou de suas capacidades como superiores ao J-20.

No entanto, especialistas militares chineses disseram que o Rafale é apenas um jato de combate de terceira* geração e não tem muitas chances contra um stealth de quarta* geração como o J-20.

FONTE: Global Times

NOTA DO EDITOR: Na China, a 3ª geração de caças equivale à 4ª geração do Ocidente e a 4ª à 5ª geração.

Subscribe
Notify of
guest
52 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

Normal… Facilita saber se realmente a índia consegue detectar ou não…

John
John
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

Gezuis, nego nem sabe pra que serve lentes de Luneburg. 🤦‍♂️

Peter nine-nine
Peter nine-nine
2 meses atrás

Um artigo anormalmente assertivo considerando a origem das citações.

Quanto ao J20, está com um ar cada vez mais requintado, visualmente agradável.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Peter nine-nine
2 meses atrás

Verdade amigo, quando falamos da fisionomia da aeronave apenas, aparenta ser realmente uma ótima aeronave… Agora em relação ao seu “coração”, só os Chineses devem saber.

Teropode
Reply to  Peter nine-nine
2 meses atrás

A idéia é está , convencer com uma assertividade criminosamente calculada . E geralmente da certo .

Flanker
Flanker
Reply to  Peter nine-nine
2 meses atrás

Respeito seu gosto e opinião sobre beleza, já que é algo muito pessoal. Para mim, é um avião feio pra caramba. Não acho bonito por nenhum ângulo. Briga parelha como Su-57. O avião chinês mais bonito, ou menos feio, é o FC-31, ou J-31, cópia do design do F-22 com toques do F-35. Já russo, o mais bonito acho os da família Flanker.

Last edited 2 meses atrás by Flanker
Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Peter nine-nine
2 meses atrás

Oh santos haters… não me aflige, mas gostava de saber o que disse que tanto deslike causou. Foi a posição “assertiva” chinesa ou o J20 ter “bom” ar?

Teropode
2 meses atrás

Primeiro eles já eram na citação da geração , se eles não foram capazes de fazer a terceira de facto o problema é deles , pois os Russos fizeram e estão na quinta também , já em relação a toda esta matéria do “independente” global times , isso é que não deve ser levado a sério pois os gafanhotos são mentirosos e traiçoeiros , ninguém vc mexe uma peça importante no xadrez se de fato não estiver armando uma cama de gato , os indianos que fiquem ligados pois já caíram numa e perderam 20 jovens mortos a pedradas ,… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Teropode
Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

Ele tem razão em afirmar que o J-20 tem que ir para as várias bases que a China tem por conta da diversidade de clima e condições de operação, mas nesse caso juntaram a fome com a vontade de comer, já que ele tem que ir para lá vamos aproveitar a situação e mandar agora!

Marco Ormai
Marco Ormai
2 meses atrás

“comparável aos F-22 e F-35 dos EUA. ” çei

Kemen
Kemen
Reply to  Marco Ormai
2 meses atrás

É o que afirmam os sites que comentam defesa F-22 equivalente ao J-20. Eu não tenho a minima idéia a respeito dos J-20 a não ser o visual, que acho tão bonito como o F-22. Agora, afirmar que um Rafale (versão da India) não tem condições de combater um J-20 é de um total desconhecimento de combates aéreos, deveriam falar em probabilidade considerando o mesmo nivel de treinamento, o mesmo nivel de armas, a situação anterior ao confronto, o uso de Alerta Antecipado e também a participação de radares terrestres em apoio, etc. É claro que o Rafale não é… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Kemen
Denis
Denis
Reply to  Marco Ormai
2 meses atrás

Sabe? Sério?? QUEM sabe de fato?

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
2 meses atrás

O bicho é estélfi mesmo, precisou de imagem de satélite para saberem que estavam lá.

Mgtow
Mgtow
2 meses atrás

Aqueles que torcem por uma guerra de grande escala entre esse dois paises…podem tirar o cavalinho da chuva. Chorem.
Eu assisto frequentemente a CGTN e adivinha: Os dois paises frequentemente fazem treinamento de suas tropas juntos. Sem falar que os dois são aliados estrategicos de um certo urso porradeiro mais ao norte. Conspiracionistas esperem sentados

Nostra
Nostra
Reply to  Mgtow
2 meses atrás

I am 99% sure Indian military and political planners won’t agree with you. Previously they believed mutually beneficial relationship with china was possible and a chance was given . China destroyed it with her brazen expansionist acts. Read into the subtle hints being thrown by Indian MEA ( ministry of external affairs ) and PMO ( prime minister’s office ). They have decided that china is now to be treated as the primary threat not only in the military realm but economic and geopolitical realm too. Unless you consider them as conspirators too. Global Times is a CCP mouth piece… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Nostra
Paulo Siqueira
Paulo Siqueira
Reply to  Mgtow
2 meses atrás

Claro,até o Paquistão e a marinha indiana sabem disso!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Mgtow
2 meses atrás

Mgtow

E ainda querem colocar, imagine, o Vietnã como aliado dos EUA na região contra a China.
Depois de todos os crimes e barbaridades cometidas pelos americanos na Guerra, a possibilidade disso ocorrer é zero.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Kings, o mesmo ocorreu com o japão e a barbaridade foi exponencialmente muito maior… Inimigo do meu inimigo, mesmo sendo inimigo meu em um passado recente, agora é meu amigo… Abraços

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Saldanha da Gama
2 meses atrás

Japão foi e continua ocupado pelos EUA.
Se não rezar pela cartilha dos americanos……….

Paulo Siqueira
Paulo Siqueira
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Se não rezar pela cartilha americana será invadido da mesma maneira que Taiwan!

Carlos Henrique Lucena
Carlos Henrique Lucena
Reply to  Saldanha da Gama
2 meses atrás

Desculpe, mas as guerras em questão foram em situações completamente adversas. Não vejo como estabelecer uma equivalência.

Hélio
Hélio
Reply to  Saldanha da Gama
2 meses atrás

Os japoneses nunca foram amigos dos americanos, não, a insatisfação com a ocupação americana por aqueles lados é constante. A tal “aliança” entre Japão e EUA tem muito mais a ver com coerção do que com conciliação.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Saldanha da Gama
2 meses atrás

A barbaridade dos norte-americanas foi proporcional a dos japoneses. Guerra é guerra e quem não aguenta o pau que fique quietinho.
Os japoneses erraram ao atacarem sem aviso prévio a base de Pearl Harbor.

Antonio Renato Cançado
Antonio Renato Cançado
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Se entrar dinheiro nessa equação, as coisas mudam substancialmente. Vide a China e a Rússia…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antonio Renato Cançado
2 meses atrás

É o que estamos assistindo na fronteira China-Vietnã.
Milhares e milhares de caminhões levando mercadorias de um lado para o outro.
De onde vc acha que está vindo o crescimento médio de quase 6,5% ao ano do Vietnã?

Paulo Siqueira
Paulo Siqueira
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Com parcerias com empresas ocidentais!Igual como a China fez!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Paulo Siqueira
2 meses atrás

Negativo.
Com a transferência de fábricas chinesas que têm menos valor agregado e são intensivas e mão de obra barata, como calçados, têxteis e etc..

Paulo Siqueira
Paulo Siqueira
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Para sua infelicidade,sim!O Vietnam está se alinhando aos eua e aos países da região contra o expansionismo chinês que está ameaçando todas as fronteiras marítimas da região!Moro nessa região e está havendo uma movimentação de meios militares como a muito tempo não se via diante dos últimos acontecimentos!

Jacinto
Jacinto
Reply to  Paulo Siqueira
2 meses atrás

A última guerra do Vietnam nao foi com os EUA, mas com a China e na longa historia desses povos ha literalmente dezenas de guerras entre chineses e vietnamitas.

Antonio Renato Cançado
Antonio Renato Cançado
Reply to  Paulo Siqueira
2 meses atrás

Money makes the world go ‘round…

Paulo Siqueira
Paulo Siqueira
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

EUA e Vietnam desenvolvem parcerias em projetos espaciais além do mercado americano ser o seu maior importador!A guerra ficou para trás,é passado! Menos na cabeça de comunistas brasileiros!

Leonardo Costa da Fonte
Leonardo Costa da Fonte
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Vietnan lutou contra a China, logo após o fim da guerra com os EUA. Pelo que eu me lembro, a China invadiu o Vietnan, para puni-lo, por invadir o Camboja. Hoje, há uma disputa sobre quem venceu o conflito. Mas na época eu me lembro que o Vietnan bateu forte na China.

Pgusmao
Pgusmao
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Não sei se é do seu conhecimento, mas China e Vietnã tiveram um conflito sangrento em 1979, tropas chinesas invadiram o território vietnamita, ocorreram mais de 50.000 mortos, não creio que sejam aliados da China. As tropas chinesas foram expulsas do território vietnamita.

Last edited 2 meses atrás by Pgusmao
francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

O império chines cometeu muitas atrocidades em toda a Asia, inclusive no Vietnã. E as disputas territoriais continuam entre os dois até hoje.
Qual a pior opção para os vietnamitas? ter um inimigo histórico em sua porta ou se aliar aos USA que entraram em guerra com eles para apoiar m aliado (França) e impedir o crescimento do comunismo na Asia?

Antonio Renato Cançado
Antonio Renato Cançado
Reply to  Mgtow
2 meses atrás

Até aquele momento mágico em que o amor acaba, e as coisas mudam…

MFB
MFB
2 meses atrás

Só galante e o tombo acham o j20 stealth e comparável aos americanos. Acho que são a mesma pessoa..

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  MFB
2 meses atrás

São caças de mesma geração e feitos para cumprir exatamente as mesmas tarefas, logo ao menos teoricamente, são sim equivalentes!

Rafale, Gripen NG, Su-35, Typhon, F-15, F-16, etc… são tambem equivalentes entre si.

Last edited 2 meses atrás by Vinicius Momesso
Hélio
Hélio
Reply to  MFB
2 meses atrás

É porque não é, caro especialista? Não são os próprios americanos que dizem que o J20 é baseado no projeto do F35? Agora, se você tem dados secretos sobre o projeto chinês que refutam a comparação, apresente.

Mensageiro
Mensageiro
2 meses atrás

Pra China é mais vantagem ter a Índia de aliada ou pelo menos quietinha. Fazer a política de soft Power dela. Os EUA não tem o México ou Canadá como inimigos. Quintal deve ser de amizade pra caso mande as tropas pra fora não ficar a mercê de um vizinho.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Mensageiro
2 meses atrás

Conhece a fábula do escorpião e o sapo?

JuggerBR
JuggerBR
2 meses atrás

Pode ser um espanto pros chineses, mas aqui no Ocidente a gente discute as noticias e dá a interpretação que quiser, não tem essa de dizer como devemos pensar. E entendemos que toda fonte de notícias não é totalmente imparcial e que tudo precisa ser visto através de filtro crítico.

Paulo
Paulo
Reply to  JuggerBR
2 meses atrás

Perfeito.

Isto deve ser uma contrariedade para os ‘adoradores de países autoritários’.

Hélio
Hélio
Reply to  JuggerBR
2 meses atrás

Que palhaçada, o que mais se vê por aqui é gente desacreditando a notícia com acusações sobre a fonte. Até criaram uma listinha de quais fontes são confiáveis ou não. Sobre “diversas interpretações”, se isso existe, a informação não é livre. Só existe uma interpretação, que é a verdade, qualquer outra coisa é manipulação.

nonato
nonato
2 meses atrás

China sendo China.
As ilhas artificiais disseram que era só para observar pássaros…
Quem é louco acredita nas lorotas da China.

sub urbano
sub urbano
2 meses atrás

A Forbes segue as diretrizes dos “Protocolos”, quer botar lenha na fogueira de um conflito que causaria grande mortandade de ambos os lados se escalasse. A treta na fronteira foi devido a uma rixa entre conscritos de ambos os lados, nada além disso.

Antonio Renato Cançado
Antonio Renato Cançado
2 meses atrás

‘Dragão Vigoroso’…Sem a menor sombra de dúvida, o nome mais babaca jamais dado a um avião de combate, em todos os tempos…

Flanker
Flanker
Reply to  Antonio Renato Cançado
2 meses atrás

Como tudo que vem de lá…..nomes superlativos e pomposos….assim como da rússia, com “grande guerra patriótica”, “grande mãe rússia” e outras babaquices cafonas do tipo…….

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Antonio Renato Cançado
2 meses atrás

Lightning II pra F-35 é uma baita ironia, afinal, é alérgico a raios…

Jacinto
Jacinto
2 meses atrás

Editores, naquela disputa entre AI e pilotos ds USAF saiu o resultado. A AI venceu por 5 x 0…

Peter nine-nine
Peter nine-nine
2 meses atrás

Por Maj. Gen. Andrew Croft 

Em: Uma visão para as parcerias da USAF nas Américas. Defense News

https://www.defensenews.com/opinion/commentary/2020/08/21/a-vision-for-us-air-force-partnerships-in-the-americas/

Ivan
Ivan
Reply to  Peter nine-nine
2 meses atrás

Caro Peter, O General Andrew Croft escreveu o óbvio, algo que nós estamos vendo (e falando) há muitos anos. . Nas Américas somos algo como 900 milhões de habitantes, sendo a maior população dos EUA (328 milhões) e a segunda maior do Brasil (210 milhões), sendo que esta última fala português. . Abaixo da linha do Equador somos algo em torno de 400 milhões. . Água, campos agriculturáveis, hidrocarbonetos, urânio, ferro, metais de todo tipo, apenas 3 (três) línguas principais (espanhol, inglês e português), uma população com raízes na cultura judaico-cristã. . Aqui não é o lugar para esta discussão, mas… Read more »

Rafael Scalzo
Rafael Scalzo
2 meses atrás

“Este martelo sobre a mesa não é para bater na sua cabeça mas, para testa a resistência da mesa!”🤔😉