quarta-feira, setembro 22, 2021

Gripen para o Brasil

Dois drones americanos colidem e caem sobre Idlib na Síria

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Um par de drones americanos caiu após uma colisão aérea na Síria, destruindo ambas as aeronaves, relatou o Military Times. A causa e as circunstâncias exatas da destruição permanecem obscuras, no entanto, deixando rumores circulando na Internet.

A suposta colisão ocorreu na província de Idlib na terça-feira, um oficial de defesa anônimo disse ao Times, embora tenha oferecido poucos outros detalhes sobre o incidente, recusando-se a confirmar o que causou o acidente ou que tipo de drones estavam envolvidos. Também não se sabe se as aeronaves foram alvejadas em algum momento do incidente, disse o oficial.

Fotos e vídeos que circulam online – que mostram destroços caindo do céu e destroços em chamas no solo – indicam que pelo menos uma das aeronaves era um drone americano MQ-9 Reaper, usado tanto para vigilância quanto para missões armadas.

Sem nenhuma explicação oficial para o incidente, no entanto, a especulação era abundante nas redes sociais, com alguns sugerindo que os drones foram abatidos por militantes apoiados pela Turquia, enquanto outros postularam que um drone russo havia sido abatido, apesar da reportagem do Times ter afirmado que os dois drones eram americanos.

A colisão relatada ocorre dias depois de um ataque americano que provocou a morte de um treinador jihadista baseado em Idlib, Abu Yahyah al-Uzbeki, que supostamente trabalhava ao lado do grupo Hurras ad-Din ligado à Al-Qaeda. Acredita-se que o ataque tenha usado um míssil R9X Hellfire, uma munição especial não explosiva que libera seis lâminas semelhantes a espadas antes do impacto – apelidada de “bomba ninja”.

Embora Damasco tenha repetidamente criticado a presença americana na Síria como ilegal e uma violação da soberania do país, Washington continua as operações militares em várias regiões, realizando ataques intermitentes em torno de Idlib e incorporando soldados com grupos árabes e curdos no sul e no nordeste.

Apoiadas pelo Pentágono durante a guerra da Síria, as facções lideradas pelos curdos agora controlam recursos valiosos do petróleo, com planos dos EUA para treinar uma “guarda de campo petrolífero” de 2.200 homens na região de Hasakah, de acordo com um relatório recente do Inspetor Geral.

FONTE: RT

- Advertisement -

36 Comments

Subscribe
Notify of
guest
36 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues

Seria possível “alguem” ter hackeado um, ou ambos, os drones?
Curioso é que, dias atrás, um drone, ainda desconhecido, chegou perto do Air Force One, onde estava o Trump…

Marcelo

acho que foi soh um acidente mesmo. Se avioes onde os pilotos estao fisicamente lah ainda colidem imagine avioes remotos na Siria com os pilotos nos EUA e a visao que eles tem nao cobre nem a nossa visao periferica normal. A consciencia situacional dos pilotos desses drones deve ser horrivel. Alem de que em caso de uma manobra brusca deve demorar ate uns 2s para o comando chegar a aeronave, o que pode ser fatal.

Erick

Se eles estiverem em formação.. E um fizer manobra evasiva … Já era pros dois .. creio que esse foi o caso

Fabio Araujo

Bastaria hackear um para isso acontecer, e se não foram hackeados ou jammeados foi uma grande barbeiragem. Como aconteceu na Síria sistemas russos operados por sírios ou iranianos, não creio que os russos o fariam, poderiam ter jammeado um ou os dois drones e com eles sem controle podem ter colidido.

Luiz Trindade

Eu pensei a mesma coisa… Um drone foi hackeado e a USAF usou o outro para derrubar simulando um acidente…

Antoniokings

Há versões de que foram abatidos por soldados turcos ou militantes apoiados pela Turquia utilizando MANPADs.

Fabio Araujo

Outra possibilidade, mas poderiam ter sido também o pessoal do Hezbollah ou algum grupo apoiado pelos iranianos, seria complicado se turcos ou aliados deles abatessem drones americanos a não ser que os confundissem com sírios ou iranianos.

Evgeniy (RF).

Durante as batalhas de março em Idlib, os turcos começaram a importar sistemas de defesa aérea para lá. Existem comerciais na Internet. Eles atiraram.

Brunow

Ontem : “Hay’at Tahrir al-Sham – abatemos três Drones Russos sobre a província de Idlib, próximo a fronteira com a Turquia, alguns minutos depois ao examinar os destroços, tinha lá uma “plaquinha” de metal bem pequena com os seguintes dizeres “General Atomics MQ-9 Reaper”..
A notícia logo foi parar na Turquia, afinal MANPADS sempre pode causar algum mal entendido né ( um Anka-S Turco foi abatido assim em março)..
Hoje : “dois Drones americanos se chocam na Província de Idlib”, Hurras ad-Din que atualmente está brigado com o HTS agradece..

Last edited 1 ano atrás by Brunow
Peruchocvi

“Oficialmente los drones chocaron en el aire pero esto cuesta creerlo. Uno cayó cerca de Arihah y otro en Kafr Tajarim, alejados unos 40 kms el uno del otro.”
Esta info es de blog charly015, bien informado al respecto

GuiBeck

Se foi realmente uma colisão entre dois drones, em espaço aéreo relativamente liberado em termos de densidade de tráfego aéreo, eu puxo o comentário pra pensar sobre a complexidade de integrar as aeronaves não tripuladas em um ambiente de tráfego aéreo civil mais denso. Dá pra ter uma ideia de o quanto ainda se precisa avançar nessa área.

Jacinto

Parece que mataram um general russo lá na Síria…

Manock

Colisões com mísseis antiaéreos costumam ocorrer por aquelas bandas…

Antoniokings

Parece aquele camarada que aparece com o olho roxo e diz: Minha cara bateu na mão do sujeito.
A maior possibilidade é deles terem sido abatidos.
Esta história de que um foi hackeado e causou a colisão com outro parece bastante fantasiosa.
Mais uma vez, os americanos não querem admitir a perda de equipamento para o inimigo.

Sagaz

Os russos que de tanto apanhar nem tentam mudar o assunto, o f16 turco abateu e ponto.

Antoniokings

Foi o preço que os russos pagaram para a Turquia comer na mão deles.

Mirade1969

Americanos batendo cabeça ai, pobre da tripulação que ficou sem ter o que fazer depois que perdeu os dois aviões, fora o inquérito que vão ter que passar para saber as causas deste acidente.

Teropode

Houve vítimas civis ?

Jota Ká

Só o bolso do contribuinte americano!

Wagner

Resumo: jamais saberemos a verdade.

Teropode

Já vi vídeos de treinamento onde os Americanos utilizavam pares de drones realizando vôos cruzados sobre áreas onde há concentrações de combatentes , neste caso ai eles estavam sobrevoando uma área repleta de insurgentes , a utilização de duplas dificulta o engajamento por parte dos artilheiros .

Dong Feng

Foram abatidos por S-300 russos

Evgeniy (RF).

Não.

Jota Ká

Não precisa de um canhão abater um pardal!

filipe

Estamos na Era na IA , na era do 5G, na era da Industria 4.0 , já não restam dúvidas, os Hackers são os novos soldados , a Guerra agora é cibernética.

Sagaz

Blz, faz um hacker parar uma infantaria

IBIZ

Imaginando que um hacker pode assumir o controle de um DRONE de ataque então ele pode parar até duas!

Pedro

Se desse para colocar som nesse post, seria legal colocar a vinheta dos Trapalhões, pois foi impossivel nao pensar nela lendo isso. Seja por se baterem ou serem abatidos por misseis Manpads fornecidos pelos turcos.

Sincero Brasileiro da Silva

Soltou pecinha!

Yuri Dogkove

Soltou pecinha.

Rogério Loureiro Dhierio

Colisão?
Até que mostrem os vídeos eu fico com o pensamento fixo de que foram MANPDS.

Nilton L Junior

O Assad reclama, reclama e reclama da violação dos céus da Síria e vai continuar reclamando, cachorro banguela até cotoco chuta

Jota Ká

E continua no poder.
Cada vez mais ganhando terreno (com ajuda dos amigovskis) dos terroristas apoiados pelo ocidente. 🙂

IBIZ

Suspeito que alguém deixou o estagiário pilotando o drone enquanto foi tomar um cafezinho! KKKKKKK!

Jota Ká

Istagiário não.
Recruta 02/2020 (incorporado no 2º semestre de 2020)!
🙂

Hugo

Acho que os Jammers russos estão dando resultado.

Últimas Notícias

Embraer amplia o Programa Pool com a Cobham, da Austrália

Singapura – 22 de setembro de 2021 - A Embraer anunciou hoje a assinatura de uma extensão e ampliação...
- Advertisement -
- Advertisement -