sexta-feira, outubro 22, 2021

Gripen para o Brasil

Interesse da Ucrânia no A-29 Super Tucano

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Por vários anos, a Ucrânia está à procura de um sucessor do velho treinador a jato L-39 Albatros e depois que uma delegação da Força Aérea Ucraniana visitou o Brasil em 2019, demonstra um interesse especial no Embraer EMB-314/A-29 Super Tucano.

O Comando da Força Aérea da Ucrânia relatou em meados de agosto de 2020 que agora consideram o A-29 um candidato sério.

O Comando acrescentou à sua declaração que que a atual frota de L-39 será reduzida e ainda não totalmente substituída, enquanto os Su-27, Su-25M, Su-25 e Su-24MR serão substituídos por um jato da geração 4++ em futuro distante.

A Força Aérea da Ucrânia opera cerca de sessenta L-39C/M/M1 Albatros.

FONTE: Scramble Magazine

- Advertisement -

57 Comments

Subscribe
Notify of
guest
57 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo Maçolla

Acho que seria uma grande venda para Embraer, ter um produto militar operando no Leste Europeu, região que historicamente predominante usa material militar de origem Russa, seria talvez uma porta de entrada para o Super tucano emplacar outras vendas por lá… quem sabe , Seria muito bom

Cláudio Severino da Silva

Principalmente se a venda não for via FMS dos EUA.

Funcionário dos Correios

Que excelente noticia em! Avante Embraer!

Fabio Araujo

O A-29 é um avião testado em combate e com bom desempenho e isso é um tipo de propaganda que ajuda e muito a vender!

JuggerBR

Não seria o T-27 mais adequado pra treinador? Sei que ele ‘saiu de linha’ e agora só o ST está na prateleira, mas o primeiro é que é um treinador de origem.

GUILHERME NASCIMENTO

A necessidade deve ser para treinador avançado, para simular combate e close air support. A aeronave é perfeita para esta finalidade.

Last edited 1 ano atrás by GUILHERME NASCIMENTO
ALLAN

O SuperTucano é um treinador nato, foi um propósitos que ele foi projetado, inclusive no Brasil ele já é usado em treinamento.

horatio nelson

não é um bom negocio para o brasil(apesar de eu apoiar o governo de extrema direita ucraniano) ali é território do tzar putin e ele é um grande estrategista…é melhor ele do nosso lado do q contra…precisamos de mais parcerias como a russia q não liga muito pra desmatamento,ou essas frescuras de governos como da frança por exemplo.

GUILHERME NASCIMENTO

Pelo jeito não tens acompanhado geopolítica nos últimos 20 anos.

horatio nelson

será uma arma para matar cidadões russos. veja as entrevistas de putin e será atualizado nas suas convicções.

horatio nelson

o putin sempre está no controle de tudo…prefiro ele do lado do brasil ele costuma ver tudo pragmaticamente tucanos na ucrania para ele significa uma agressão a russia…ele é um otimo player e ganhou na siria,libia,belarus,crimeia entre outras….não é um bom inimigo temos q mante-lo por perto

horatio nelson

“inventar ameaças para impor seus planos” resumidamente é isso…agora nos resta saber se queremos como amigo ou inimigo…

Talisson

É exatamente por esse pragmatismo que Putin não irá nos retaliar pela venda. Israelenses têm “negócios” militares na Ucrânia, além de provocar o abate do avião russo e Putin não retalia Israel por isso. Erdogan abateu avião russo e Putin faz negócios com ele. A relação de negócios Russia x China x India prova que essa prática de sanções é coisa de americanos e europeus. Na realidade a coisa é bem mais cinza do que inclusive os exemplos que usei. Mas Russia e China costumam ser bem mais pragmáticos.

Last edited 1 ano atrás by Talisson
horatio nelson

indiretamente pode estar atingindo israel através do hesbollah…

Talisson

Não é impossível. Aliás, naquelas bandas nada é impossível. Mas não vejo o que ganhariam com isso.

Camargoer

Caro Observador. Todo entrevistador sabe bajular o entrevistado para ele ficar a vontade e falar coisas que não faria em uma entrevista agressiva. Se você observar grandes entrevistadores, eles são educados, elegantes e bajuladores. Um entrevistador agressivo corre o risco de ver o entrevistado levantar e ir embora.

Camargoer

Olá Observador. Eu lembrei do João Gordo entrevistando o Dado Dolabela. Acho que foi a Marcia Tiburi que foi convidada para um entrevista para um programa de radio, mas abandonou a entrevista quando foi surpreendida pela presença do Kim Kitaguri. Eu já vi entrevistas (por exemplo no Roda Viva ou no Canal Livre) nas quais se eu fosse o entrevistado, teria ido embora. Chatas eram as entrevistas do Jo Soares nas quais ele tentava ser mais importante que o entrevistado.

Madmax

Ele deve pensar assim: muito melhor um supertucano que um F16, deixa eles gastarem nisso. Pensando pragmaticamente.

JuggerBR

eu apoiar o governo de extrema direita ucraniano”
Eles contam muito com seu apoio, tovarish…

Camargoer

Caro Horário. Talvez o Brasil possa fazer uma oferta oficial de A29 para a Rússia. Isso mostra que o país tem interesse em se manter neutro na relação dos dois países.

Michel C

O Brasil tem de estar de bem com todo mundo. Por que tomaria partido? Alias já temos helicopteros russos. A gente deveria ter enfiado nossos tucanos nele.

horatio nelson

seria uma boa ideia e creio q eles aceitariam…em troca poderiamos até pegar uns s-300 ou 400 ou até uns buk

horatio nelson

esse acordo é mais para fms… por exemplo ja compramos muitas armas russas nos ultimos governos pt e continuamos comprando dos eua tbm

Camargoer

Caro Observador. Faltou o contexto. Durante a guerra das Malvinas, o Brasil vendeu alguns Bandeirulhas para a Argentina. O governo inglês chamou o embaixador brasileiro em Londres para dar educações se o Brasil estaria ou não neutro. O embaixador disse que a posição do Brasil seria de neutralidade. Quando o primeiro ministro pediu explicações sobre o P95, o embaixador brasileiro disse que o Brasil estava neutro e ficaria feliz em fornecer P95 para a Inglaterra, se ela quisesse, mostrando a neutralidade brasileira. Contei essa história recentemente no PN. Você não observou.

Camargoer

Olá FC. Acho que foi em uma entrevista do Roberto Campos, que era o embaixador brasileiro na época, ao Canal Livre.

Camargoer

Olá Funcionário. Na repotagem “A primeira guerra de um avião da Embraer” no site Airway você vai encontrar essa história documentada. Nostradumus mas Nunfalhamus. Ou na versão clintoriniana, Nostradamus mas Nuntragamus.

Marcelo Mendonça

Também saiu uma ampla reportagem na Revista Força Aérea anos atrás. Não me recordo a edição.

FernandoEMB

Foram apenas emprestados dois EMB-111 Bandeirulha. Após o conflito os aviões foram devolvidos. Tenho fotos destes aviões. E saiu um tempo atrás, num site argentino, uma reportagem sobre o fato e sobre as missões que eles realizaram no conflito.

Camargoer

Olá Fernando. Você tem razão. A FAB emprestou ou alugou os P95 (e alguns Xavantes). Mas a história do Roberto Campos é ótima, e fica melhor vendo ele contar. Esta entrevista deve estar disponível em algum arquivo do Canal Livre (ou até do Roda Viva). Isso faz muito tempo.

Marcelo Mendonça

Camargoer, os Xavantes foram cedidos e voaram na aviação naval no lugar dos mais modernos MB 339 pois as perdas do conflito afetaram a capacidade operacional destes últimos . Lamento não conseguir passar para vcs a edição da RFA que saiu sobre isso, a reestruturação do site da revista devido a essa nova fase da mesma, me impediu de localizar, mas assim que achar informo.

Cláudio Severino da Silva

O Brasil emprestou dois Bandeirulhas que, após dois meses de ação, foram devolvidos.

Marcos Cooper

“(apesar de eu apoiar o governo de extrema direita ucraniano)”
Deve ser reconfortante pros ucranianos saberem do seu apoio irrestrito….

Astolfo

O Putin teve a mesma preocupação em não irritar o Brasil quando vendeu seus SU-30MKV para a Venezuela?

Eles que se danem. Se a Ucrânia quiser comprar o A-29, ótimo! O máximo que os russos farão é o de sempre: vão suspender as compras da nossa carne, o que logo em sequência voltarão a comprar.

pampapoker

Aí eles pedem para nós comprar alguma coisa deles como compensação, já vi essa novela com o mil.

horatio nelson

putin não vê assim…pode ver q ele vende armas para quem quer comprar o dinheiro manda…ele pensa primeiro na russia ou seja venda de armas mais dollares na russia…o q me referi no caso da ucrania é q o putin não gosta de interferencias em seus territórios ou quintal(ele considera a ucrania parte da russia)

horatio nelson

se vc estudasse não ficaria em estado de ignorancia como esta, em um ostracismo intelectual…todos sabem q ele pensa primeiro nos interesses da russia, o q deveria ser praxe para qlq lider de uma nação.

Gabriel Farias

É que vocês não entendem, o rapaz aí estagiou com Putin na época da KGB. Ele “sabe” das suas intenções, eram amigos e tomavam vodca juntos.

Marcelo

acredito que se a compra acontecer, seria via EUA.

horatio nelson

se sim seria otimo para o br

Cláudio Severino da Silva

Discordo. O ideal seria o Brasil vender direto para a Ucrânia. O dinheiro viria todo para a Embraer, sem comissão para a Sierra Nevada.

ALLAN

essa venda nao muda muito as coisas pra Russia nao, a Ucrânia ja esta buscando um distanciamento dos equipamentos russos, caso nao seja o Brasil outro pais vai vender e alem de nao ganhar a venda vamos fortalecer um concorrente do SuperTucano, sem falar que o ST nao é uma ameaça á uma nação como a Russia, o nicho de atuação desse tipo de aeronave é voltado para guerra irregular.

horatio nelson

realmente não é uma ameaça porém o putin considera as intenções.

Marcos Andrey

“apesar de eu apoiar o governo de extrema direita ucraniano”

Agora o mundo pode respirar um pouco mais tranquilo!!!

EVERTON SBRISSE

Horatio, uma provável venda do A-29 não ameaçaria Russia em nada, é muito menos afetaria nossa relação de estado com eles.

André Luiz Domingues

“Apoiar governo de extrema direita” Brasileiro sendo brasileiro…
Crédito ou débito ?

Joli Le Chat

Será que é um interesse legítimo, ou só estão falando de comprar A-29 para baixar o preço de novos treinadores da mesma categoria do L-39?

ADRIANO MADUREIRA

Duvido muito que eles comprem embraer, certamente irão de aeronaves americanas Texan, se não me engano os americanos financiam armas para os ucranianos, então o FMS se fará presente…

ALLAN

De qualquer maneira vai ser os EUA que vão vende, lembre que quem vendou o SuperTucano para o Afeganistão foi os EUA, tem muita gente dentro dos EUA que defende o SuperTucano, inclusive o ele é um dos dois candidatos ao programa Light Air Support, onde ele disputa justamente contra o Texan.

Marcelo

devem conseguir financiamento americano via FMS, como o Afeganistao e Libano, o que realmente eh vantajoso.

Last edited 1 ano atrás by Marcelo
Gabriel BR

É o melhor do mercado

Sérgio Luís

Vamos se a sierra nevada ñ joga areia!

Foxtrot

A Ucrânia tem tecnologias de caças, navios, foguetes, mísseis que entereçariam muito ao Brasil e Embraer.
Uma troca seria muito bem vinda nesse sentido!

Foxtrot

O “fracasso” da ACS se não sabe, foi nosso vizinho do norte que impediu o Brasil de levar a cabo o projeto.
Pois se não sabe o Ciclone é a versão civil de um míssil balístico Russo.
Aí os americanos embargaram para não termos acesso a tecnologias de mísseis.
Para depois darmos nossa base para eles.
Brasil como sempre !

Alessandro

Seria ótimo para o Brasil, Ucrânia e tbm para a Rússia, afinal os A-29 JAMAIS serão um perigo para os russos fazendo uma análise fria do teatro de operações dessa região.

Caso a Ucrânia queira se engraçar com eles com os A-29 (coisa eu duvido pois a matéria já deixa claro que eles querem a-29 apenas pra treinamento), só uma bateria de S-300 com pantsirs fazendo cobertura já colocaria os ucranianos com as barbas de molho.

Então não faz nenhum sentido lógico quem acredita que os A-29 iria colocar em perigo os planos da Rússia na região.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER

São altos os níveis de entreguismo e viralatismo.

Porque tem gente dizendo que o Brasil não pode vender Super Tucanos para a Ucrânia, para não irritar o titio Putin!

O mesmo titio Putin que vendeu armas para a Venezuela, que por sua vez, não se incomodou com a irritação causada nos tios Bush, Obama e Trump.

Empresa vende para quem quiser comprar! Se os EUA não bloquearem seus componentes, vai para a Ucrânia E se não tivesse componentes dos EUA, vendia até para a Coreia do Norte e a China!

Flavio

Pq eles não tentam comprar o L39ng versao modernizada do albatroz , aviao a jato bem interessante.

Ivaldo

Nao entenderam bem a matéria. O interresse deles é especialmente obter os ST para treinamento, pois substituirão os L39, que são aviões de treinamento. Evidentemente tambem poderão usar para as outras finalidades do aparelho. Como disse a materia, manterao os seus caças pesados por mais tempo. o foco deles também eh o baixo custo para operar os ST, visto que estao com a economia fraca.

Últimas Notícias

Finlândia participa do Exercício de Defesa Aérea 2021 na Suécia

FORÇAS ARMADAS DA SUÉCIA – Durante o período de 21 de outubro, das 12h a 27 de outubro às...
- Advertisement -
- Advertisement -