Home Aviação de Ataque China envia caças à linha média do Estreito de Taiwan durante visita...

China envia caças à linha média do Estreito de Taiwan durante visita de funcionário dos EUA

3253
64
Caça J-11 da China

O Ministério da Defesa Nacional de Taiwan emitiu um comunicado à imprensa às 14h15 de ontem, dizendo que a China enviou vários caças J-10 e J-11 através da linha média do Estreito de Taiwan a partir das 09h00 hora local de 10 de agosto.

O ministério disse que além de monitorar os caças com sistemas de mísseis de defesa aérea, alertas também foram transmitidos pelo rádio e caças foram acionados.

A ação da China não foi inesperada, já que o secretário de Saúde dos EUA, Alex Azar, iniciou sua visita a Taiwan ontem. Azar é o mais alto funcionário do gabinete dos EUA a visitar a ilha desde 1979, quando Washington mudou seu reconhecimento diplomático de Taipei para Pequim. O incidente sobre o estreito ocorreu quando Azar se encontrou com a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen.

A linha do meio do estreito que não é reconhecida pelo direito internacional, foi traçada pelos Estados Unidos na década de 1950 para manter a paz entre os dois lados. A linha se estende da latitude 27 graus norte e longitude 123 graus leste a 23 graus norte e 119 graus leste.

Caças J-10
Caças J-10

Subscribe
Notify of
guest
64 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
JOAO
JOAO
1 mês atrás

Nossa! Como a China 🇨🇳 me lembra o Japão imperial da década de 30. O final dessa história todos já conhecemos.

cerberosph
cerberosph
Reply to  JOAO
1 mês atrás

Nem se compara a capacidade econômica/indústrial comercial do Japão à época com a capacidade da China atual

JOAO
JOAO
Reply to  cerberosph
1 mês atrás

Claro meu nobre amigo! Respeitando a devida proporção… realmente não dá para comparar literalmente a China de 2020 com o Japão de 1930. No entanto, respeitando as circunstâncias temporais, geopoliticamente lembra muito.

cerberosph
cerberosph
Reply to  JOAO
1 mês atrás

A base industrial do japão à época estava a anos luz da americana, um dos motivos para Isoroku Yamamoto ser contra a guerra contra os EUA pois sabia que o Japão iria perder. A china de agora já superou os EUA como potencia industrial, não da para comparar historicamente os dois.

cerberosph
cerberosph
Reply to  cerberosph
1 mês atrás

O japão é um pequeno pais arquipélago, dependia exclusivamente das rotas marítimas para se abastecer, a china é um pais continental, faz fronteira com diversos países que podem lhe fornecer insumos, como mongolia, russia etc. ela utiliza bastante o modal marítimo por questão de custos mais baratos mas ela não depende só deste modal tanto que de 2005 a 2018, a China investiu cerca de US$ 1,9 trilhão, 13 vezes o valor do Plano Marshall, na chamada Nova Rota da Seda que contemplam também investimentos em transportes terrestres conectando a Europa, o Oriente Médio, a Asia e a África. Nada a ver… Read more »

JOAO
JOAO
Reply to  cerberosph
1 mês atrás

Tá. Corta o fornecimento de petróleo e insumos para a China. Impõe sanções a China moderna. Essa capacidade industrial toda sobrevive por quanto tempo? Ou melhor, por quantos meses? Foi justamente o que os americanos fizeram com o Japão nas décadas de 30 e 40. A China moderna sabe disso… hoje uma guerra no pacífico não vai durar 5 anos. Se levar 5 meses, vai muito longe. Agora me diga, quem possui a maior capacidade militar da história moderna? Quem possui a maior indústria militar ativa?

cerberosph
cerberosph
Reply to  JOAO
1 mês atrás

Cortar como? como vai cortar as vias terrestres da Russia por exemplo que possui petróleo, gás, soja, trigo 40 milhões de toneladas, a Russia em 2016 faturou 28,8 bilhões em exportações do agronegócio mais do que defesa 15,6 bilhões de dólares. Na economia a China e os Eua são irmãos Xifópagos, se impuserem sanções à economia chinesa esta arrasta a economia dos EUA e do resto do mundo junto, a china é o segundo maior importador do mundo, com previsão de ser o maior em 2025 e um dos que mais investem, a previsão é de que o investimento chinês… Read more »

JOAO
JOAO
Reply to  cerberosph
1 mês atrás

Certíssimo! O que tá em jogo é o domínio geopolítico mundial. Por isso msm não há dúvidas que logo logo o mundo irá mergulhar numa grande crise econômica (já em evidência) ocasionado por uma nova ordem bipolar. Cada um vai ter que escolher um lado. O 5G tá aí para provar.

CARLOS ROMUALDO CORIO
CARLOS ROMUALDO CORIO
Reply to  JOAO
13 dias atrás

Àquela distância diminui muito a capacidade estadunidense, que tem “interesses” em quase todos os locais do planeta e porta-aviões não são insubmergíveis. Ademais, se os chineses despejarem seus títulos e dólares de suas reservas cambiais(comprados dos states), eles vão ter que implantar uma ditadura comunista em seu país porquê não conseguirão financiar sua guerra nas portas da casa do inimigo. Mais fácil apostar em uma guerra atômica ou então a usual e costumeira estratégia yankee, que é ficar fora disso na última hora, uma vez que seu histórico comprova que só chutam cachorro morto. Não fosse assim, já teriam colocado… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  cerberosph
1 mês atrás

Sem falar que agora eles tem armar nucleares e como lançar elas nos EUA tambem.

PACRF
PACRF
Reply to  JOAO
1 mês atrás

Não só da década de 30. O Japão sempre foi uma nação imperialista, tendo como objetivos a conquista da península coreana para servir de trampolim para conquistar a China. Só depois das duas bombas atômicas no final da II Guerra é que o Japão ficou quieto. Nunca é demais lembrar, que o Japão conseguiu consumar a invasão da Coreia e da China na primeira metade do século passado.

Andre
Andre
Reply to  PACRF
1 mês atrás

Caro PACRF, quando você fala que o Japão “sempre foi imperialista”, você está reduzindo o “sempre” para o Sec XX, né? Porque tirando uma tentativa fracassada de invadir a Coréia no final do sec XVI, o Japão, antes do Sec XX, nunca teve pretensões imperialistas. Eu concordo com o João, a China veio de um período muito fechado, abriu sua economia e modernizou sua força militar à imagem do ocidente (vide o j20 e seus porta-helicópteros recém lançados). Agora, estica suas garras sobre seus vizinhos. Realmente muito parecido com a história japonesa do final do sec XIX e começo do… Read more »

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Essa questão com Taiwan para a China é uma questão interna para eles Taiwan é uma província rebelde e não vejo uma solução de curto prazo para isso e o risco de uma guerra é real.

Tomcat4,2
Tomcat4,2
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

A questão ali não é “será que” e sim “quando”pois a China não cansa de mostrar suas intenções .

Fernando C. Vidoto
Fernando C. Vidoto
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Ola Fábio,

Taiwan ocupa uma posição estratégica de saída do mar da China. 

Observe no mapa que a China não tem acesso ao mar devido aos países: Japão, Coreia do Sul e Taiwan:

comment image

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Fernando C. Vidoto
1 mês atrás

Não seria mais fácil a China, com seu tamanho e poderio, negar acesso aos outros países?

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Na verdade não. A soma da região não fica tão atrás assim da própria China(sem nem considerar a India), fora que uma guerra dessas necessariamente envolveria os EUA com a sua ridiculamente enorme frota de submarinos nucleares. A China é um tanto quanto bloqueável de fato pelo mar.

Doug385
Doug385
Reply to  Fernando Turatti
1 mês atrás

A própria Índia poderia bloquear o fluxo de petróleo que sai do Oriente Médio e passa pelo Índico em direção à China. Os chineses tem uma fronteira maritima complicada.

Edu
Edu
Reply to  Fernando Turatti
1 mês atrás

Qualquer guerra envolvendo China e EUA poderia ser chamada de Terceira Guerra Mundial ou Guerra Nuclear, mesma coisa com a Rússia. É irrelevante comparar frotas ou tamanho de tropas.

Matheus S
Matheus S
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Não. A China ainda não tem esse poder aéreo/naval para negar acesso aos outros países. A situação hoje é justamente ao contrário, os demais países e principalmente apoiados pelos EUA é que detém o poder aéreo/naval para negar acesso aos chineses. Isto é falando especificamente da 2ª Cadeia de Ilhas em diante. Na 1ª Cadeia de Ilhas, a China certamente pode ter uma supremacia aéreo/naval, mas que ainda teria um inimigo poderoso como os EUA e seus submarinos nucleares e seu poder aéreo. Esse mesmo poder é capaz de bloquear totalmente os chineses a partir da 2ª Cadeia de Ilhas.… Read more »

MFB
MFB
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

A cada comentário você demonstra mais ainda toda a sua ignorância em assuntos militares.

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Acho que se um dia houver invasão à ilha, começará uma guerra regional, onde Coréia do Sul e Japão vão entrar pra defender Taiwan. Os EUA podem entrar, mas vai depender muito de quem for o presidente. Europa finge de morta, como sempre. Austrália pra mim é incógnita.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Duvido que esses dois aí vão fazer muita coisa em favor de Taiwan, principalmente a Coréia do Sul que tem um inimigo bem mais preocupante do lado.

MFB
MFB
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Uma invasão a Taiwan seria o fim da China comunista.

Edu
Edu
Reply to  MFB
1 mês atrás

E de todos nós. Ou você acha que os chineses apenas assistiriama derrota e
a Rússia ficaria neutra?

MFB
MFB
Reply to  Edu
1 mês atrás

“Companheiro”. A Rússia não é e nunca foi aliada da China. A Rússia defende os interesses da Rússia. Esse alinhamento automático e papo de dorme sujo de humanas nas federais brasileiras.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Coreia e Japão não teriam forças para sustentar uma guerra nem se a China atacasse seus territórios.
Quanto mais se aventurarem lá por Taiwan.

sagaz
sagaz
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

E a China começar a sofrer sanções com mais de 1bi de almas para alimentar… ah é, para o governo chinês o povo é commoditie, havia esquecido…

Saulo
Saulo
Reply to  sagaz
1 mês atrás

Sanções de verdade a China, o mundo, e principalmente Brasil e EUA entram em crise

Rui
Rui
Reply to  sagaz
1 mês atrás

E sanções de quem, aqui na Europa as sanções serão aplicadas primeiro aos estados unidos, o negócio com a China é bem melhor que com os estados unidos.

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Se Coréia e Japão abrirem um livro de história e lessem sobre a Alemanha de 1930-1940 veriam que Hitler foi abocanhando país a país sem dificuldade. Até ser tarde demais pra ser parado coletivamente.

Teropode
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

A Inglaterra não faz parte da Europa , neste caso né ?

Jefferson Ferreira
Jefferson Ferreira
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Militarmente nenhum país iria se envolver diretamente, a China só não o faz devido as consequências econômicas!!

Last edited 1 mês atrás by Jefferson Ferreira
Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Eu penso diferente.Acho que se a China pudesse fazer algo contra Taiwan já teriam feito,o que os impede é saber que uma agressão à ilha terá uma resposta internacional muito dura.Não uma militar,mas diplomática e também na forma represálias econômicas.Os chinesea não são idiotas,eles não arriscariam ver os governos ocidentais pressionando investidores a pararem de derramar seus doláres na na economia chinesa.Acho que eles só continuam a ameaçar a ilha para que não haja chance de no futuro Taiwan ser reconhecida como nação independente.Mas é provável que o status quo seja mantido indefinidamente,nem a Taiwan consegue sua independência e nem… Read more »

MFB
MFB
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Uma GRANDE correção. Taiwan é a China verdadeira, a província rebelde é a China continental que tomou o poder por um golpe patrocinado por regimes sanguinários comunistas. O poder legítimo chinês está em taiwan

MFB
MFB
1 mês atrás

Realmente. A China está seguindo o mesmo caminho do Japão Imperial. O final será o mesmo se não recuar. O mesmo não, pois não serão apenas duas nukes caindo lá.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  MFB
1 mês atrás

Japão Imperial – 70 milhões de habitantes.
China – 1,45 bilhão de habitantes.
Se a China quisesse ser o Japão Imperial, teria conseguido.

Paulo
Paulo
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Nossaaa!! O brasileiro analisa tudo literalmente. Claro que a comparação é do ponto de vista geopolítico. A vida não é um jogo de war. A comparação leva em conta a devida proporção. Falamos do Japão de 1930 e da China moderna… Geopoliticamente, são situações parecidas, respeitando é claro as datas históricas. rsrs

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Japão imperial: absolutamente imparável por toda a Ásia no Pacífico somada.
China: solta pecinha.

Antoniokings
Antoniokings
1 mês atrás

Falta de respeito.

Paulotd
Paulotd
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Se a China quiser toma Taiwan e ninguém vai fazer nada, a não ser sanções econômicas e birra. Vão tomar ali pelo esgotamento igual Hong kong

Last edited 1 mês atrás by Paulotd
Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Paulotd
1 mês atrás

Os EUA tem tratado de defesa com Taiwan, só por conta disso Taiwan ainda existe como país independente e vai continuar existindo.

Rui
Rui
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Não, não têm, isso não é verdade, se acha que sim prove de alguma forma, um link ou um documento.

LEONARDO CORREIA BASTOS
LEONARDO CORREIA BASTOS
Reply to  Paulotd
1 mês atrás

Uma guerra contra Taiwan seria um conflito tipo Proxy contra os EUA e Japão, principalmente. Estes poderiam não participar diretamente, mas através do envio de armas e equipamentos de combate em geral.

MFB
MFB
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

A China está cercada tonho, só lunáticos não veem isso. Facilmente bloqueável por mar. Aceite que dói menos. Saia dessa cegueira ideológica.

Tutu
1 mês atrás

Pesquisem sobre a geografia de Taiwan, não seria uma invasão fácil.

Doug385
Doug385
Reply to  Tutu
1 mês atrás

Não seria. É uma ilha relativamente grande e bem protegida. Os chineses podem muito bem conquistá-la, mas a um custo material e humano bem alto.

2Hard4U
2Hard4U
Reply to  Doug385
1 mês atrás

Bem com relação ao custo humano creio que o PCC não tá nem aí. Vão apenas lamentar e contabilizar os equipamentos bélicos perdidos na empreitada.

Rudi
Rudi
1 mês atrás

Acredito que o maior efeito dissuasor para a China evitar tomar Taiwan pela força é o econômico.
Uma única bala disparada significará a interdição daquelas águas ao comércio internacional por, no mínimo, várias semanas e com consequências fora de qualquer previsão.
Se fizerem, terá que ser um ato certeiro e com garantias de que valerá a pena.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
1 mês atrás

Estou estarrecido com tamanho disparate!

Andre
Andre
1 mês atrás

Imaginem a China atacando Taiwan e os EUA colocando ela sob embargo. A gigantesca reserva de capital chinesa em dólar mais metade das exportações da China vão para EUA, UE e Japão, tudo isso congelado. Mais bloqueio marítimo dos EUA, com nada entrando e nada saindo da China por via marítima.

Está ai a receita que levou o Japão a uma guerra com os EUA e seus aliados.

Talvez essa dure menos que os 3,5 anos da guerra no pacífico.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Andre
1 mês atrás

A diferença é que a China agora tem muito mais submarinos para ações de corso contra o bloqueio americano, tá igual ao comandante Farinha? Esse bloqueio não iria durar muito, a menos que os EUA coloquem toda a U.S. Navy no mar do sul da China.

Andre
Andre
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

A marinha dos EUA é maior que toda a marinha chinesa e russo somadas, alem disso, os EUA tem muito mais aliados na região que a China. Se a China for o agressor, Japão, Austrália, Nova Zelândia, Filipinas, UE, Canadá vão estar presentes tbm.

Dos 10 strike grups, se colocar metade na região, em formação completa, apoiados por aviões em Taiwan, Japão e Filipinas, a China não sai do lugar.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Andre
1 mês atrás

Sim, os EUA vão deixar os outros TOs abandonados, pode crer amiguinho. Além do mais em guerra total esses países que você citou estão no alcance dos misseis de longo alcance da china, capaz de destruírem as bases deles atirando de seu próprio território, com a frota inimiga lá estacionada. Some ainda o fato da China estar jogando mais perto de casa, esse bloqueio aliado teria que ter um alcance de quantos mil quilômetros?

Andre
Andre
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

5 strike forces cuidando do sudeste asiatico e da China, um no OM, um no Pacífico norte, como acontece hoje, ainda sobram 4 de reserva….qual outro TOT é preocupante?

Da mesma forma qur a China tem misseis de longo alcance, os EUA tem muitos misseis de cruzeiro.

Só em sonhos a marinha chinesa faria frente a americana, ainda mais com a ampla rede de aliados que os EUA tem na região.

Paulotd
Paulotd
Reply to  Andre
1 mês atrás

China sob embargo? Dúvido. Quebraria a economia mundial. Imagina todas aquelas empresas americanas que produzem lá eletrônicos, fora os componentes eletrônicos e elétricos e muitos outros sem poder exportar. Estamos hoje muito mais dependentes da China do que pensamos. Dúvido se arriscariam levar a economia mundial no chão isso por causa de uma ilha insignificante.

Andre
Andre
Reply to  Paulotd
1 mês atrás

Uma ilha que os EUA se comprometeram a defender, por escrito? Não tenha dúvida, se a China invadir, a primeira ação sera embargar e isolar o país.

Teropode
1 mês atrás

Aliás este J1O é um belo caça , não entendo porque não houve vendas externas .

Jagderband#44
Jagderband#44
1 mês atrás

China não é boba. Não quer guerra. Só quer pressionar.
Sabe que se apertar o gatilho, terá, em 2 semanas, 1,5 bi de pessoas começando a passar fome. Ou vocês acham que algum navio carregado de soja, milho ou proteína iria aportar lá?

Alessandro
Alessandro
1 mês atrás

Se um dia começar um guerra entre China e Taiwan e os países se unirem contra os chineses para retalia-los, a primeira coisa que vão fazer é cortar seus suprimentos através de um bloqueio pelo mar, e provavelmente os EUA e a união europeia vão travar uma guerra diplomática com os países que fornecem alimento para China, e adivinha pra quem vai sobrar? Pois é, Brasil o fazendão do mundo (ou melhor da China já que eles estão comprando tudo aqui) vai ser o fiel da balança.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 mês atrás

Pelo que se dá entender é que a China não quer chegar à 2030 com Taiwan fora de sua tutela… Em vez dos EUA estarem se preocupando com o Egito comprando o SU-35 deveria tá é armando melhor o Taiwan de modo a se defender melhor das intenções da China…

Erick Dantas
Erick Dantas
1 mês atrás

Ninguém vai fazer nada quanto a China entrar em Taiwan. Por que apesar do EUA falar muito, nem eles a reconhecem como um país , só seis países a reconhecem como um país e são ilhas minúsculas. Do ponto de vista legal vc não pode ir a guerra por um país que não existe. O máximo que os países do Ocidente podem fazer será criar sanções financeiras. E essa é a verdadeira preparação que os chineses estão fazendo, acumulando mais de dez trilhões de dólares e também investindo em ouro e prata quando eles acreditarem que tem recursos financeiros o… Read more »

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Erick Dantas
1 mês atrás

Infelizmente eu tenho de concordar com o que vc escreveu mas acho que vc esta errado em não se preocupar com isso… É por causa disso que temos tendo feito escolhas escabrosas na política brasileira. Porque ninguém se importa… O problema de não se importa é que vem algum esperto e se aproveita da situação e faz o que bem entende mas quem colhe as consequências é o povo!

vinicius
vinicius
1 mês atrás

Gente, impressão minha ou assim que a China cresceu se tornou uma ameaça aos EUA ? Taiwan parece a nova Ucrânia