Home Alerta Aéreo Antecipado Saab assina contrato de suporte para o GlobalEye

Saab assina contrato de suporte para o GlobalEye

1056
10

A Saab assinou um acordo de suporte com os Emirados Árabes Unidos sobre a solução avançada de alerta e controle aéreo (AEW&C) GlobalEye. O contrato é válido entre 2020 e 2022, com um valor de pedido de 144,9 milhões de dólares.

O acordo abrange suporte e manutenção do sistema de vigilância aérea GlobalEye.

O suporte e a manutenção serão executados localmente nos Emirados Árabes Unidos.

A Saab atende ao mercado global com produtos, serviços e soluções líderes mundiais em defesa militar e segurança civil. A Saab possui operações e funcionários em todos os continentes do mundo. Através de um pensamento inovador, colaborativo e pragmático, a Saab desenvolve, adota e aprimora novas tecnologias para atender às mudanças nas necessidades dos clientes.

Saab GlobalEye SRSS – UAE Air Force

FONTE: Saab

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos10
Marcos10
3 meses atrás

Excelente avião.
Muita gente tem citado uma eventual variante do E2 para esse tipo de missão e de patrulha. Não sei se adotando tanques na área ocupada por bagageiros e reforço estrutural da asa seria suficiente para dar o alcance necessário, ou haveria necessidade de desenvolvimento de uma nova asa. De qualquer modo essa plataforma iria exigir primeiro um pedido com requerimentos mínimos e depois aportes do Estado para o desenvolvimento, certificação e pedidos em quantidades suficientes para justificar o custo de desenvolvimento.

marcus
marcus
Reply to  Marcos10
3 meses atrás

Se os 190 e 195 E2 seriam mais adequados que os ERJ 145?

Marcos10
Marcos10
Reply to  marcus
3 meses atrás

Em algum momento vamos ter de substituir os P3, que aliás não sei como estão as trocas das longarinas das asas dessas aeronaves.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Marcos10
3 meses atrás

Acho que o Embraer Lineage1000 seria uma boa plataforma para concorrer com tal aeronave…

Wagner Gaspar
Wagner Gaspar
Reply to  Marcos10
3 meses atrás
Marcos10
Marcos10
Reply to  Wagner Gaspar
3 meses atrás

O Praetor não atenderia as necessidades da FAB. Um eventual desenvolvimento do Praetor de alerta antecipado serviria tão somente para exportação.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Marcos10
3 meses atrás

Pessoalmente eu preferiria adicionar melhorias ao E-99. A adoção do tanque conformal do Legacy 650 permitiria remover o que fica dentro da aeronave, atrás da tripulação. Assim se aumentaria o número de consoles para operadores, que é uma das coisas que o Cel. Nery acha importante numa aeronave AEW. Uma aeronave menor que o E2 custa mais barato, permitindo uma frota maior. Uma frota maior cobre uma área de operação maior. Uma frota maior também permite manter mais aeronave no ar, provendo melhor vigilância. Um E-99 também opera em pistas inacessíveis ao E2, pois não precisa de escada externa para… Read more »

nonato
nonato
3 meses atrás

Suporte e manutenção local num produto 0 km. 145 milhões.
E só foi entregue um avião.
Dois anos de contrato…
Fora o valor da compra.
Apenas uma observação pois ambas as partes devem saber os valores de mercado.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
3 meses atrás

“Já existe um novo projeto da Embraer para esse segmento”. [Wagner Gaspar]. Como o Marcos10 falou,talvez o Praetor-600 AEW seja talvez uma plataforma somente de exportação,provavelmente para países que não tem o bolso tão fundo para adquirir plataformas de maior envergadura e que estejam a procura de adquirir sua primeira de aeronave de Alerta Antecipado. Trecho da matéria do Poder aéreo sobre o Praetor 600: “A aposta no sucesso da nova aeronave se deve à crescente demanda por aeronaves dedicadas a missões de Alerta Antecipado e Controle Aerotransportado, caracterizada por duas razões principais: a miniaturização dos radares e demais equipamentos… Read more »

Last edited 3 meses atrás by ADRIANO MADUREIRA